Você está na página 1de 3

LUANA PIOVANI

Talvez a Lua nem estivesse sobre os céus de São Paulo naquela noite
do fim de agosto de 76, mas com certeza iluminaria Jaboticabal, no interior
paulista, onde Luana viveu até o início da adolescência com a família. Foi só aos
14 anos que, por indicação de uma amiga de seu pai, ela foi parar na agência de
modelos Ford da capital paulista.

Imediatamente, começou a fazer trabalhos, editoriais, capas e anúncios


para grandes marcas e revistas como a Capricho, que a projetaria no cenário
nacional. (DEUS também gosta de Luana, ou você pensa que é privilégio nosso?)
Das páginas desta revista, obrigatória de 10 entre 10 adolescentes, para o Japão
foi um pulo. Os três meses e meio longe da família, trabalhando com moda, sem
falar nem inglês e vivendo numa cultura completamente diferente fizeram Luana
desde cedo, 15 anos, desenvolver ainda mais sua independência e senso de
responsabilidade que já se desenhavam desde os tempos de Jaboticabal.

O sucesso alcançado na moda acabaram levando Luana a ser


chamada para um teste na Rede Globo. Depois de vencer 400 candidatas, o papel
na mini-série Sex Appeal era dela. Sem experiência no meio, nem tempo para
desenvolver nem elaborar o personagem, ela desembarca no Rio de Janeiro com
a cara e a coragem. O início não foi fácil mas Luana estréia com sua coragem e
brilho, mostrando ter jeito para a coisa, e Angel(sua personagem) cativa a
multidão de telespectadores, a bordo de um dos rostos mais encantadores e
apaixonantes da TV brasileira. Timidamente um pontinho brilhante surgia no céu
do Brasil. Esboço de estrela?

Terminada a série, beirando os 17 anos, ainda modelo, ela viaja por


dois meses e meio para o Japão, sem acompanhar de perto o sucesso e
repercussão de seu primeiro personagem televisivo. Mal sabia ela que a semente
plantada germinaria, e muito.

A volta do Japão trouxe uma Luana mudada, novas idéias ferviam na


cabeça que estava a mil e não podia mesmo parar. Sem cursos, ou aulas, a
interpretação e todo o mundo do teatro e cinema começavam a ficar mais
importantes na cabeça de Luana, que passa a ver um novo caminho rabiscado à
sua frente através dos convites que não paravam de pedir sua volta à televisão. A
indecisão por largar a carreira de sucesso como modelo, ainda assombrava as
idéias desta talentosa paulistana.

Uma certeza ela tinha: não tinha vocação para cometa, e precisaria
trabalhar sério para conquistar seu espaço. O Rio de Janeiro, cidade que Luana
não gostava, também era um obstáculo já que a decisão de ser atriz faria com que
ela tivesse que mudar para lá, sem pestanejar.

Centrada, decidida que mais uma vez só a ação curaria o medo, Luana,
fixa na idéia de que tinha que tentar, lutando para vencer, dá um passo decisivo
na sua vida e se refugia na Cidade Maravilhosa.

Não demora muito e surge a chance de fazer Duda, personagem de


uma médica estagiária em "Quatro por Quatro", novela das sete da Rede Globo.
Preparada, no lugar certo e na hora certa, Luana agarrou, abraçou e beijou a
oportunidade que surgia. A sorte estava lançada...

A volta do Japão trouxe uma Luana mudada, novas idéias ferviam na


cabeça que estava a mil e não podia mesmo parar. Sem cursos, ou aulas, a
interpretação e todo o mundo do teatro e cinema começavam a ficar mais
importantes na cabeça de Luana, que passa a ver um novo caminho rabiscado à
sua frente através dos convites que não paravam de pedir sua volta à televisão. A
indecisão por largar a carreira de sucesso como modelo, ainda assombrava as
idéias desta talentosa paulistana.

Uma certeza ela tinha: não tinha vocação para cometa, e precisaria
trabalhar sério para conquistar seu espaço. O Rio de Janeiro, cidade que Luana
não gostava, também era um obstáculo já que a decisão de ser atriz faria com que
ela tivesse que mudar para lá, sem pestanejar. Centrada, decidida que mais uma
vez só a ação curaria o medo, Luana, fixa na idéia de que tinha que tentar, lutando
para vencer, dá um passo decisivo na sua vida e se refugia na Cidade
Maravilhosa.

Não demora muito e surge a chance de fazer Duda, personagem de


uma médica estagiária em "Quatro por Quatro", novela das sete da Rede Globo.
Preparada, no lugar certo e na hora certa, Luana agarrou, abraçou e beijou a
oportunidade que surgia. A sorte estava lançada...

Comemorando os 10 anos da Revista Trip, Luana faz o ensaio mais


ousado da sua vida, revela sua tatuagem, esgota a super-tiragem da publicação
em tempo recorde, e ganha o título de mulher mais sexy do Brasil . Ela mesma
não se acha n ada demais, questão de humildade ou talvez seja mesmo algum
defeito grosseiro nos espelhos de seu apartamento na zona sul carioca. Luana se
destaca pela inteligência, caráter e seriedade com que leva seu trabalho. Seu
brilho e beleza levaram-na a ser escolhida para ser a nova musa da "Malhação",
novela adolescente da Globo, agora em nova fase. Seu trabalho já começa a
resgatar os pontos da produção perdidos no Ibope ao longo dos capítulos de fases
anteriores, sem Luana. Procurando aprimorar e desenvolver ainda mais seu
talento, ela abre mão da maquiagem e dos rótulos e vai à luta. Luana é corpo
astral forte, não é estrela cadente.

Agora em janeiro começa a ensaiar a peça D'Artagnan e os 3


Mosqueteiros com Rodrigo Santoro, Marcelo Farias, Pedro Vasconcelos, Tcherry
Filgueira, Bel Lobo, Duda Ribeiro e Ana Paula Guimarães. Com estréia marcada
para março no Rio de Janeiro.

Longe de ser estrela, no sentido pejorativo da palavra, ela continua sua


vida da melhor maneira possível: feliz, vivendo uma de suas melhores fases. Essa
viginiana aproveita para curtir seu namoro apaixonado com o ator global e sortudo
de plantão, Rodrigo Santoro, e continuar descobrindo as maravilhas do Rio. Sorte
nossa, de ter a certeza de encontrar com ela na nossa santa telinha de televisão
de fim de tarde.

Projetos ela tem aos montes porque quer mais é botar a cara no mundo
e ralar muito para ficar cada vez mais afinada com sua profissão. É difícil olhar
para Luana e não parar por um instante enfeitiçado por seus olhos, seu sorriso,
seu jeito já que ela tem luz própria, mas é melhor ainda vê-la em ação para
perceber que o que ela faz, faz muito bem, irradiando energia positiva para todos
que a acompanham, sem nenhuma restrição. Lua-Luana não é um satélite.

por André Debevc

Biografia retirada da página oficial dedicada a Luana Piovani


URL: http://www.luanapiovani.com.br/

www.sti.com.br