Você está na página 1de 3

www.fabianoraco.oi.com.

br 54
Reações Químicas Inorgânicas
CONTEÚDO TEÓRICO
AS REAÇÕES: Como, Quando e Por Que Ocorrem

REAÇÕES QUÍMICAS INORGÂNICAS


Uma reação química é o processo de mudança
química, onde uma ou mais substâncias se convertem em H2(g) + O2(g)  H2O2(ℓ) “errado”
outras substâncias diferentes das anteriores.
O balanceamento é feito apondo a cada uma das
Na reação de formação da água por intermédio da fórmulas químicas. Da equação um valor que possibilite a
utilização de hidrogênio gasoso e oxigênio gasoso teremos as igualdade de átomos antes e depois da flecha. No nosso
duas últimas substâncias atuando como reagentes e a exemplo, devemos, inicialmente apor um valor 2 à fórmula da
primeira como sendo o produto da reação. água:
H2(g) + O2(g)  2 H2O(ℓ)
EQUAÇÕES QUÍMICAS
Ao fazer isso, acertamos o total de átomos de
Poderíamos representar a reação de obtenção da oxigênio mas alteramos o total de átomos de hidrogênio.
água: Então, colocaremos outro valor 2 antes da fórmula do H2.

hidrogênio gasoso + oxigênio gasoso  água líquida 2 H2(g) + O2(g)  2 H2O(ℓ)


REAGENTES PRODUTO
Como é difícil, na prática, apenas duas moléculas
A flecha indica o sentido da reação. de H2(g) reagirem com uma única molécula de O2(g), podemos
substituir esses valores representativos de quantidades
Contudo esta representação não nos mostra o tipo unitárias por valores correspondentes em mol. Dessa forma
de moléculas que dela participaram e, dessa forma, não dá esses valores em mol recebem a denominação de
uma idéia de quantidade do processo. Então poderemos coeficientes estequiométricos.
converter a expressão acima em uma equação esqueleto:
Reagente(s) Produto(s)
H2(g) + O2(g)  H2O(ℓ) 2 H2(g) + O2(g)  2 H2O(ℓ)
As equações esqueleto resumem qualitativamente 2 mol de 1 mol de 2 mol de
uma reação química. Não confunda reação química com moléculas de H2 moléculas de O2 moléculas de H2O
equação química. Como o mol representa o valor 6,02.1023...
• Reação Química: é o processo químico de 12,04.1023 6,02.1023 12,04.1023
transformação de materiais em outros. moléculas de H2 moléculas de O2 moléculas de H2O
• Equação Química: é uma representação gráfica de ou:
uma reação química.  24,08.1023
átomos de
Observe que foram colocados alguns símbolos de 24,08.1023 átomos 12,04.1023 átomos hidrogênio
estado ao lado de cada fórmula das substâncias que de hidrogênio de oxigênio  12,04.1023
participam da reação. Estes e outros símbolos podem átomos de
aparecer numa ou noutra equação e cada um indica, ou oxigênio
um estado físico, ou uma condição na qual ocorrem a Observe que a igualdade de átomos permaneceu mesmo
reação química demonstrada. depois da transformação das quantidades unitárias em mol.
(s) (ℓ) (g) (v) (aq) Como a massa molar do oxigênio é 16g.mol-1 e do
sólido líquido gasoso vapor solução aquosa hidrogênio é 1g.mol-1, podemos substituir a quantidade de
matéria (mol) de cada participante pela massa em gramas.

4g de O2(g) 32g de O2(g) 36g de H2O(ℓ)
→ →
X
36g de reagentes = 36g de produtos
Aquecimento Catalisador Lei de Lavoisier (conservação das massas)
“X” é um catalisador: uma
substância que acelera
uma reação química.
COMO AS REAÇÕES QUÍMICAS
OCORREM?
BALANCEAMENTO DAS EQUAÇÕES
Para responder a esta pergunta, devemos imaginar
Se observarmos a equação que demonstra a que, antes de qualquer outro fator, os reagentes têm que
formação da água, veremos que a mesma não obedece a Lei manter contato um com o outro. Na nossa reação “exemplo”
de Lavoisier (Conservação das massas) uma vez que a em que o gás hidrogênio reage com o gás oxigênio, é
quantidade de átomos nos reagentes não corresponde à necessário que estes gases colidam entre si para que as
quantidade de átomos nos produtos: ligações existentes sejam quebradas e nova combinação seja
possível, formando a molécula de água.
Reagente(s) Produto(s)
H2(g) + O2(g)  H2O(ℓ)
2 átomos de hidrogênio 2 átomos de hidrogênio
2 átomos de oxigênio 1 átomo de oxigênio Molécula do gás hidrogênio
Molécula do gás oxigênio
(H2(g)). Os átomos de
(O2(g)). Os átomos de oxigênio
Para igualar a quantidade de átomos devemos fazer hidrogênio mantêm-se
mantêm-se unidos por ligação
o balanceamento da equação, apenas igualando as unidos por ligação covalente
covalente dupla.
quantidades de átomos do lado dos reagentes e do lado dos simples.
produtos.
Em hipótese alguma podemos alterar a fórmula das
substâncias, como fazer o balanceamento da equação de
formação da água colocando um índice 2 no oxigênio da
água:

QUÍMICA NÃO SE DECORA, COMPREENDE! – Professor Fabiano Ramos Costa


www.fabianoraco.oi.com.br 55
Reações Químicas Inorgânicas
CONTEÚDO TEÓRICO
AS REAÇÕES: Como, Quando e Por Que Ocorrem

Moléculas dos gases oxigênio e hidrogênio em movimento de formação do sal cloreto de sódio, NaCℓ. Poderíamos
colisão. Se esta colisão for com energia suficiente, as ligações descrever esta reação através da equação:
covalentes serão quebradas e novas ligações covalentes
serão formadas, numa nova combinação entre os átomos, NaBr(s) + Cℓ2(g)  NaCℓ(s) + Br2(ℓ)
1
formando a molécula de água 
A reação inversa, entre o cloreto de sódio e o
bromo líquido não ocorre.

Determinando o Nox de cada átomo perceberemos


que há uma alteração em seus valores. Veja:
Molécula de água formada da colisão entre as moléculas de 1+ 1− 0 1+ 1− 0
hidrogênio e oxigênios gasosos. Nela há duas ligações
covalentes simples entre os átomos de hidrogênio e o átomo
Na Br ( s ) + Cl 2 → Na Cl ( s ) + Br2 ( l ) 
de oxigênio. O Bromo (Br) mudou o nox de 1- para 0, indicando
que nesta reação ele perdeu elétron. Quando um átomo,
Contudo, nem todas as reações ocorrem entre durante uma reação química perde elétrons, dizemos que ele
substâncias gasosas. Então, como as colisões entre os sofreu oxidação.
reagentes poderiam ocorrer? Ora, basta dissolve-los em um O cloro (Cℓ) mudou o nox de 0 para 1-, indicando
solvente qualquer, como por exemplo a água. Assim, as que nesta reação ele recebeu elétron. Quando um átomo,
espécies em meio aquoso irão adquiri mobilidade, durante uma reação química recebe elétrons, dizemos que ele
possibilitando as colisões para formação de novas sofreu redução.
substâncias. Utilizaremos essa análise para prevermos se • OXIDAÇÃO = perde elétron(s).
uma reação inorgânica ocorre ou não. • REDUÇÃO: recebe elétron(s).

TIPOS DE REAÇÕES INORGÂNICAS Mas quando saber se uma reação será de simples-troca
ou deslocamento?
REAÇÃO DE SÍNTESE ou ADIÇÃO Existem listas de elementos que indicam se um
elemento é mais ou menos reativo do que outro. Na reação
Reação de síntese é aquela que ocorre entre duas acima, por exemplo, só houve mudança nas fórmulas das
ou mais substâncias, originando um único produto. Nesse substâncias participantes porque o cloro é mais reativo que o
caso, os reagentes podem ser substâncias simples ou bromo.
compostas, mas o produto sempre será uma substância FILA DE REATIVIDADE DOS AMETAIS
composta. F > O > N > Cℓ > Br > I > S > C > P
• H2(g) + Cℓ2(g)  2 HCℓ(g) Macete: Fino Orvalho Não Clareia a Brisa do Campo.
• CO(g) + ½ O 2(g)  CO2(g) Elementos à esquerda são mais reativos que os da direita e,
• CO2(g) + H2O(ℓ)  H2CO3(aq) portanto, aqueles deslocam estes.
FILA DE REATIVIDADE DOS METAIS
REAÇÃO DE ANÁLISE ou Família 1 > Família 2 > Aℓ > Mn > Zn > Cr > Fe
DECOMPOSIÇÃO > Ni > Sn > Pb > H > Cu > Hg > Ag > Pt > Au
Macete: Aluno Maneiro Zincado Cromado Ferra Ninfeta Safada
É uma reação oposta à reação de síntese. Nela, Chumbada Hidrogenando seu Cobre, Mercurando sua Prata e
Platinando seu Ouro.
uma única substância reagente dá origem a mais de um
produto. Elementos à esquerda são mais reativos que os da direita e,
portanto, aqueles deslocam estes.

• CaCO3(s)  → CO2(g) + CaO(s)
“∆ = aquecimento” As reações que se processam com perda e
o Nesta reação a decomposição se deu por recebimento de elétron(s) são denominadas de reações
decomposição térmica ou pirólise. redox e serão estudadas em detalhes no tópico
“eletroquímica”.
• H2O(ℓ) eletrólise
 → H2(g) + ½ O2(g).
H2O2(ℓ) → H2O(ℓ) + ½ O 2(g).
fotólise
• REAÇÃO DE DUPLA-TROCA

ATENÇAO: Algumas substâncias têm existência apenas A mistura de soluções iônicas pode provocar a
teórica, não podendo ser isoladas devido a sua alta formação de produtos, numa possível combinação entre os
instabilidade, como o ácido carbônico (H2CO3), o ácido íons da solução. Esses íons irão se combinar em duas
sulfuroso (H2SO3) e o hidróxido de amônio (NH4OH). Para situações:
indicar esta instabilidade, colocaremos a substância • Se provocarem a formação de compostos de
dentro do sinal < >, <H2CO3>, <H2SO3>, <NH4OH>. Todas baixa solubilidade (precipitados) ou,
elas decompõem-se liberando água como um dos • Se provocarem a formação de compostos
produtos. poucos ionizados (ácidos ou bases fracos).

Formação de Precipitados
REAÇÃO DE SIMPLES-TROCA OU
DESLOCAMENTO Podemos prever a formação de compostos pouco
solúveis utilizando uma tabela de solubilidade. Apresentamos
Algumas reações se processam em função da abaixo uma tabela de solubilidade onde estão presentes os
movimentação de elétrons entre os elementos que formam as ânions mais utilizados nas reações inorgânicas. Para uma
substâncias dos reagentes. Esse tipo de reação é tão especial análise de uma tabela de solubilidade mais rica em ânions,
que veremos um conteúdo específico apenas para seu estudo favor consultar a contra-capa deste material.
pormenorizado: eletroquímica. Por enquanto, basta
sabermos analisar quando este tipo de reação (deslocamento
ou simples-troca) ocorre.
Se misturarmos brometo de sódio, NaBr, com gás 1
Este símbolo  será adicionado sempre que houver
cloro, Cℓ2, haverá formação de bromo líquido, Br2(ℓ), e equação química não-balanceada.
QUÍMICA NÃO SE DECORA, COMPREENDE! – Professor Fabiano Ramos Costa
www.fabianoraco.oi.com.br 56
Reações Químicas Inorgânicas
CONTEÚDO TEÓRICO
AS REAÇÕES: Como, Quando e Por Que Ocorrem

Tabela de solubilidade dos principais sais em água


Carbonatos Nitratos Fosfatos Sulfatos
CO32- NO3- PO43- SO42-
Insolúveis Solúveis Insolúveis Solúveis
Exceções: Exceções: Exceções: Exceções:
De metais Não tem. De metais Com
alcalinos e cátion alcalinos e cátions
amônio. cátion Ca2+, Sr2+,
amônio. Ba2+ e Pb2+.

Sulfetos Haletos • Todo nitrato é


2- Cℓ-, Br-, solúvel.
S I- • Todos os sais de
metais alcalinos e
Insolúveis Solúveis amônio são solúveis.
Exceções: Exceções: • Ca(OH)2 e Sr(OH)2 são
De metais Dos cátions levemente solúveis;
alcalinos e Ag+, Hg22+ e Mg(OH)2 é muito
alcalinos-terrosos e Pb2+. pouco solúvel.
cátion amônio.

Vamos analisar a reação ocorrida entre os íons


presentes nas soluções aquosas de cloreto de sódio (NaCℓ) e
nitrato de prata (AgNO3) quando são misturadas.
Solução de cloreto de sódio Solução do nitrato de prata
Análise da solubilidade: Análise da solubilidade:
O cloreto de sódio é solúvel O nitrato de prata é solúvel
Espécies presentes no meio Espécies presentes no meio
aquoso: aquoso:
Na+(aq) e Cℓ-(aq) Ag+(aq) e NO3-(aq)
APÓS ADIÇÃO DE UMA SOLUÇÃO À OUTRA...
Íons presentes no meio Espécie precipitada na
aquoso: forma de substância
Na+(aq) e NO3-(aq) insolúvel:
AgCℓ(s)
EQUACIONANDO O FENÔMENO...
NaCℓ(aq) + AgNO3(aq)  NaNO3(aq) + AgCℓ(s)
A mesma equação acima poderia ser representada na forma
iônica (equação iônica completa), mostrando como as
espécies se apresentam:
Na+(aq) + Cℓ-(aq) + Ag+(aq) + NO3-(aq)  Na+(aq) + NO3-(aq) +
AgCℓ(s)
Alguns íons não participaram diretamente da reação química e
por isso são chamados de íons espectadores, como foi o
caso do Na+ e do NO3-. Poderíamos retira-los da equação.
Nesse caso a equação receberia a denominação de equação
iônica simplificada.
Cℓ-(aq) + Ag+(aq)  AgCℓ(s)

Muitos livros de ensino médio teimam em dizer que


a reação demonstrada acima é denominada de DUPLA-
TROCA. Contudo, este termo não é apropriado, uma vez que
os íons não efetuaram uma dupla-troca, os íons Na+ e NO3-,
por exemplo, nem mesmo chegaram a reagir. Podemos,
então, denominar a reação acima de REAÇÃO DE
PRECIPITAÇÃO.

Formação De Ácidos e Bases Fracos


“Consulte tabela de forças dos ácidos no conteúdo sobre
funções inorgânicas.”

NaF + HCℓ  NaCℓ + HF


HF é um ácido mais fraco que HCℓ.

NaOH + NH4Cℓ  NaCℓ + <NH4OH>


<NH4OH> é uma base mais fraca que NaOH

QUÍMICA NÃO SE DECORA, COMPREENDE! – Professor Fabiano Ramos Costa