Você está na página 1de 207
G Peete LADD Teologia do Novo Testamento - 48 gi emi Nie Fae = i sad Brey ae 78 r A HAGNOS trabalho magistral de Ladd em Teologia do Novo Testamento tem servido Srl neon erence eee enn reac et rem Deore Ce? A edigao atualizada ¢ ampliada por Donald A. Hagner deste texto abran- gente que 6 considerado um padréo evangélico, waz agora uma bibliografia mais extensiva e dois capitulos completamente novos sobre assuntos que o préprio Ladd gostaria de ter tratado em uma edigdo revisada: a teologia de cada um dos Eyangelisias Sindpticos ¢ o tema da Unidade e Diversidade no Novo Testamento, mente, por R. T, Prance e David Wenham. eseritos, respectiy: Uma atualizagio bem vinda de um liyro de referéneia honrado pelo proprio tempo.” GORDON D. FEE + Regent College “Como no pasado, este trabalho continuaré a ser um modelo dentre as obras de Teologia do Novo Testamento, Em trabalho excelente, «qe ficou ainda melhor. HAROLD WrHOEHNER = Dallas Theological Seminary SS eT eRe ee aS ae ee or heen OOO ee permet i eee renters et eens Rec ee CTR CEC ON eon aco ecto OO esforcos posteriores de outros autores niio conseguiram substitui-lo. Tae OTe ee ore Derangement Mee Ue as eRe amplia sua utilidade, Um importante livro de referéncia que foi adequado as necessidades da préxima geraciio de estudantes que estiio preocupados tanto com um engajamento eri- Por een aie aCe Ree ROTA Ren COT dade da autoridade das Eserituras para a igreja.” Fae eee ar ee ELC Moen ene RO CaCO Sen Od ee do de Ladd merece ser perpeiuado deste moda, ¢ de coragao endosso esia nova edigio, TTR WERE ca CO Tse cr Aen cae GEORGE ELDON LADD (1911-1982) foi Professor de Exeges Feo ar eas en recon Se Ceca ere eM Ocoee Prec cKO TTRaesee Le on Brera Cece er ae Or Ca Le oe ec Cnn ae CTE eTeologia do Novo Testamen- DONALD A. HAGNER é o professor titular da cadeira de Teologia do Novo Testamento que em uma homenagem prestada pelo semindrio Fuller Theological Seminary. traz o nome cle George Eldon Ladd Lee MOTOR CTEM Sr Cg RETRO Cot DAyib WENHAM 6 professor de Teologia do Novo Testamentona Wyeliffe Hall, em Oxford. 0-17-0 ll) ISBN || ll alt! | 589) [GEORGE ELDON LADD ‘Teologia do Novo Testamento Edigao Revisada 4 HAGNOS Copyright © 1974, 1993 por Wm. B. Eerdmans Publishing Co. Originalmente publicado por Wm. B. Eerdmans Publishing Co. Titulo Original ‘A Theology of the New Testament - Revised Edition wi fat = oS ce a oS cc t.! = ra =i = Dados Internacionais de Catalogacao na Publicacao (CIP) (Camara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Ladd, George Eldon, 1911- Teologia do Novo Testamento / George Eldon Ladd ; [traducao Degmar Ribas Junior]. -- ed. rev. -- Sao Paulo: Hagnos, 2003 Titulo original: A theology of the New Testament. Bibliografia. 1, Biblia. N.T. - Teologia I. Titulo. 03.3764 CDD-225.6 indices para catalogo sistematico: 1, Novo Testamento: Teologia 225.6 2. Teologia : Novo testamento 225.6 ISBN 85-89320-17-0 Todos 08 direitos desta edicao reservados & EDITORA HAGNOS Rua Belarmino Cardoso de Andrade, 108 Sao Paulo - SP - 04809-270 Tel/Fax: (x11) 5668-5668 e-mail: hagnos@hagnos.com.br_ www.hagnos.com.br Sumario Prefacio da Edigao Revisada Prefacio da Primeira Edi¢ao (1974) Lista de Abreviaturas Introdugdo A. A Historia da Teologia do Nove Testamento B. Teologia Biblica, Historia e Revelacao Os Evangelhos Sindépticos Capitulo 1 - Joao Batista Capitulo 2 - A Necessidade do Reino: o Mundo e a Humanidade Capitulo 3 - O Reino de Deus Capitulo 4 - A Nova Era de Salvacao Capitulo 5 - O Deus do Reino Capitulo 6 - O Mistério do Reino Capitulo 7 - O Reino e a Igreja Capitulo 8 - A Etica do Reino Capitulo 9 - O Messias Capitulo 10 - O Filho do Homem Capitulo 11 - O Filho de Deus Capitulo 12 - O Problema Messianico: O Jesus da Historia e o Jesus Histérico Capitulo 13 - A Missao Messianica Capitulo 14 - Escatologia Capitulo 15 - Mateus, Marcos, e Lucas(R. T. France) O Quarto Evangelho Capitulo 16 - O Problema Critico Capitulo 17 - O Dualismo Joanino Capitulo 18 - Cristologia Capitulo 19 - A Vida Eterna Capitulo 20 - A Vida Crista Capitulo 21 - O Espirito Santo Capitulo 22 - Escatologia 1 13 15 17 37 51 53) 67 83 99 113 125 143 163 181 193 211 227 241 257 279 321 323 337 355 375 395 415 431 A Igreja Primitiva 445 Capitulo 23 - A Teologia de Atos: O Problema Critico 447 Capitulo 24 - A Ressurreicao de Jesus 453 Capitulo 25 - O Kerygma Escatolégico 469 Capitulo 26 - A Igreja 487 Paulo 505 Capitulo 27 - Paulo: Introdugao, 507 Capitulo 28 - As Fontes do Pensamento de Paulo ee Capitulo 29 - A Humanidade sem Cristo 551 Capitulo 30 - A Pessoa de Cristo 567 Capitulo 31 - A Obra de Cristo: A Expiacao 585 Capitulo 32 - A Obra de Cristo: Justificagao e Reconciliagao 601 Capitulo 33 - A Psicologia Paulina 625 Capitulo 34 - A Nova Vida em Cristo 651 Capitulo 35 - A Lei 671 Capitulo 36 - A Vida Crista 691 Capitulo 37 - A Igreja 75) Capitulo 38 - Escatologia 737 Hebreus e as Epistolas Gerais 759 Capitulo 39 - Hebreus 761 Capitulo 40 - Tiago 78) Capitulo 41 - Primeira Epistola de Pedro 789 Capitulo 42 - A Segunda Epistola de Pedro e Judas 801 Capitulo 43 - As Espistolas Joaninas 811 O Apocalipse 823 Capitulo 44 - O Apocalipse 825 Apéndice 843 Capitulo 45 - Apéndice: Unidade e Diversidade no Novo Testamento (David Wenham) 845 Indice Remissivo 889 Prefacio da Edigao Revisada ntes de sua morte em 1980, George Ladd planejou uma nova A edicao deste livro em que esperava sanar duas deficiéncias que foram assinaladas pelos revisores: a falta de uma discusséo individual das teologias de cada escritor sindptico, assim como a falta de um tratamento completo do tema da unidade e diversidade no Novo Testamento. Infelizmente, Ladd nao viveu para realizar este desejo. Para esta nova edigao, contudo, tivemos a fortuna de obter, por intermédio de Wycliffe Hall, de Oxford, os ensaios de dois estudiosos excepcionais do Novo Testamento sobre estes assuntos, R. T. France (Capitulo 16) e D. Wenham (0 Apéndice). Em minha opiniao, Ladd se sentiria parti- cularmente contente com esses ensaios. O presente volume foi melhorado de varias maneiras. Quando Ladd escreveu, a linguagem masculina ainda era a regra; este tipo de linguagem, em nossos dias, nao é bem aceita. Diane Bradley trabalhou cuidadosamente ao longo do texto em inglés, removendo o uso de lin- guagem controversos. Embora os pronomes masculinos que se referem a Deus tenham sido mantidos, talvez valha a pena lembrar os leitores que Deus nao é masculino (tampouco feminino). As bibliografias foram atualizadas nesta nova edicao. A pesquisa da literatura geral editada nos Ultimos vinte anos, que trata dos topicos abordados por Ladd, foi um enorme desafio, Uma vez que as bibliogra- fias devem ser necessariamente breves, nao houve como evitar uma certa arbitrariedade ao decidir o que deveria ser incluido. Seguindo © modelo da bibliografia original, nao restringimos de modo algum a adicao de referéncias a trabalhos evangélicos mais recentes, ou a obras com as quais Ladd estaria de pleno acordo. Gm problema encontrado para atualizar a bibliografia em um trabalho escrito ha vinte anos é que muitas das novas obras sao dedicadas a assuntos que s6 emergiram neste interim — assuntos que nao foram, necessariamente, abordados no trabalho original. Este fato pode ser verificado nesta obra, e estou consciente da singularidade que isso pode causar. Contudo, as bibliografias tém a finalidade de prestar um servico aos leitores, justamente indicando-lhes a literatura mais recente, por meio da qual podem ficar familiarizados com os temas e questées mais atuais. As novas bibliografias nao contém nenhuma referéncia aos principais trabalhos que contenham novos temas relevantes para a teologia do Novo Testamento. Aqui menciono nao sé os trabalhos aos quais Ladd teve acesso e que permanecem nas notas de rodapé, como a antiga International Standard Bible Encyclopedia, o Theological Dictionary of the New Testament, e o Interpreter’s Dictionary of the Bible, mas, especialmente, trabalhos mais recentes como o New Iniernational Dictionary of New Testament Theology de Colin Brown 7 (3 vols., 1975-78), o “Supplementary Volume” da obra Interpreter’s Dictionary of the Bible (1976), a nova International Standard Bible Encyclopedia (4 vols., 1979-88), 0 Anchor Bible Dictionary (6 vols., 1992), o Dictionary of Jesus and the Gospels (1992) e o volume que 0 acompanha, o Dictionary of Paul and His Letters (no prelo), e finalmente o Exegetical Dictionary of the New Testament (3 vols., 1990- 93). Também nao estao presentes nas bibliografias os representantes de varias séries excelentes de comentarios que ainda serao lancados, como os comentarios de Hermeneia, o New International Greek Text Commentary, e 0 Word Biblical Commentary. A nova série de volumes sobre a teologia dos diferentes livros do Novo Testamento, atualmente impressos pela Cambridge University Press, sob a responsabilidade editorial do Professor J. D. G. Dunn, merece especial destaque. Todos estes volumes fornecem, além de seus préprios recursos, maravilhosas contribuigdes bibliograficas. Visando manter a originalidade da obra de Ladd, as bibliografias na nova edi¢ao foram limitadas a trabalhos originalmente escritos no idioma inglés. Ocasionalmente, atualizei as edigdes dos trabalhos padréo que constam como referéncias nas notas de rodapé. Contudo, as referéncias ao excelente trabalho de Ladd, Jesus and the Kingdom, nao foram atualizadas conforme a Ultima edicgao desse livro que recebeu 0 titulo de The Presence of the Future (1974), devido a algumas diferencas de diagramagao. Outra novidade desta presente edicdo € o indice remissivo, cuja auséncia na edicao original foi notada, além de ter sido considerada uma inconveniéncia. Esse novo indice remissivo tornara este livro mais util para os estudantes. Quando, pela primeira vez, concebi a idéia de uma nova edicao deste livro, tinha em mente uma reviséo bastante extensa. Ao iniciar © trabalho, percebi que desejava fazer grandes mudangas no texto original. O produto final nao seria mais uma obra de Ladd, e tampouco seria um trabalho propriamente meu. Decidi, portanto, deixar o trabalho em sua forma original, fazendo apenas pequenas mudangas e ajustes no texto. Contentei-me em adicionar apenas algumas notas do editor, no rodapé, indicadas com asteriscos. Apresso-me a acrescentar que isto nao significa que a auséncia de notas do editor indique que eu esteja, necessariamente, de acordo com a opiniao de Ladd! Somente em um ponto acrescentei uma extensa seco para atua- lizar uma discussao, isto é, no Capitulo 1, no final da apresentagao da historia da Teologia do Novo Testamento. Procurei esbogar ali, de modo breve, as tendéncias das duas Ultimas décadas, dando aos leitores uma idéia atualizada da disciplina. Mas por que produzir uma nova edicéo de Ladd? Nao é porque Ladd oferega algo “novo” a um grupo de estudiosos cujos ouvidos estejam sempre avidos pelo conhecimento, ou porque uma nova edicao deste livro fosse capaz de abalar o mundo erudito, Nao, a raz4o é ainda melhor. Apesar da data em que foi escrito, e de algum eventual ponto fraco, este livro é e 8 permanece sendo uma espléndida e abrangente introdugao a teologia do Novo Testamento. Em aproximadamente vinte e cinco anos dedicados ao ensino, observei sucessivas geragdes de estudantes utilizando este livro mais do que qualquer outro. A razéo para isto é que ele faz por eles o que fez por mim, quando o encontrei pela primeira vez, em um humilde formato mimeografado, na época em que tinha aulas com o préprio Ladd. Este livro torna o Novo Testamento compreensivel; capacita o leitor a enxergar a coeréncia do Novo Testamento como um todo, como seu ensinamento se desenvolveu e como se relaciona e difere das correntes de pensamento em seu contexto original. A abordagem de Ladd certamente nao € 0 unico modo de olhar para estes documentos ~ 0 autor foi cuidadoso ao chamar seu livro de Uma Teologia do Novo Testamento (em inglés), em vez de “A” Teologia do Novo Testamento — mas para 0 iniciante (e nao s6 para eles) é certamente um dos livros mais Uteis. Sua abordagem do Novo Testamento, utilizando a estrutura da historia da salvagao, é maravilhosamente revela- dora. Em suma, esta nova edicao é principalmente dedicada aos estu- dantes de seminarios, o mesmo ptblico para quem Ladd escreveu ori- ginalmente, como ele mesmo diz no inicio de seu prefacio. A influéncia de Ladd nos estudantes evangélicos, por intermédio de seus escritos, é impressionante (veja os comentarios do historiador Mark Noll em sua obra Between Faith and Criticism (19912). Nossa esperanca é que este livro, em sua nova edigao, influencie mais uma ou duas décadas de estudantes do Novo Testamento. Resta-me agradecer aqueles que juntamente comigo trabalharam nesta nova edicao. Sinto-me especialmente agradecido a Dick France e David Wenham por suas excelentes contribuigées, que vieram a enri- quecer esta obra. Também estou agradecido a Diane Bradley por seu trabalho de revisao, que excluiu a linguagem exclusivamente masculina. Devo agradecer também a meus assistentes de pesquisa Michael Vines e Dwight Sheets por sua ajuda no trabalho relacionado as bibliografias. E, finalmente, agradeco a John Simpson, editor da Eerdmans, por suas valiosas sugestées e trabalho nos manuscritos. A medida que este projeto se aproximava de sua fase final, recebi a inesperada honra de ser designado a ocupar uma cadeira recentemente nomeada como George Ladd. Nao existe nenhuma conexao entre 0 livro e tal designacao, mas é uma feliz coincidéncia. No inicio fui um aluno de Ladd €, como muitos outros alunos, fui influenciado por ele a fazer meu doutorado em Novo Testamento, tornando-me mais tarde seu colega de faculdade, sendo agora designado a ocupar uma cadeira nomeada em sua honra — tudo isto é naturalmente uma fonte de profunda satisfagéo para mim. Donald A. Hagner George Eldon Ladd Professor of New Testament Fuller Theological Seminary Prefacio da Primeira Edigao (1974) objetivo deste livro é familiarizar os estudantes dos seminarios 4 O disciplina conhecida como Teologia do Novo Testamento. Este nao pretende ser uma contribuicao original ou solucionar pro- blemas dificeis, mas oferecer uma visao geral da disciplina, especificar e tornar compreensiveis seus problemas e oferecer, sob o ponto de vista do autor, solugdes positivas para os mesmos. Uma vez que toda a reflexao teologica pode ser considerada uma empreitada humana e levando-se em conta que nenhuma posicao assumida pelo homem pode ser considerada final, o autor tem continuamente procurado engajar-se de modo interativo nas obras mais recentes e importantes da literatura produzida nessa area de pesquisa, algumas vezes para obter apoio e confirmagao, outras, para buscar solucdées para os problemas. O leitor notaré que em certas ocasiGes a discussao constitui-se primariamente em um dialogo com outros renomados tedlogos. Para levar a cabo essa empreitada, o autor impés deliberadamente varias restrigdes 4 sua obra. As referéncias bibliograficas foram limitadas, em sua maior parte, as obras disponiveis em lingua inglesa, uma vez que o livro foi preparado visando atender as necessidades dos estudantes de seminarios, e nao a pesquisa. Outrossim, as referéncias bibliograficas foram limitadas, em sua maior parte, as obras modernas. Informacées e referéncias valiosas podem ser encontradas nas trés enciclopédias editadas por Hastings, mas, salvo raras excecdes, este autor nao consultou as obras mais antigas. O objetivo aqui é que o estudante encontre orientagao para a mais importante e recente literatura em todos os principais topicos da Teologia do Novo Testamento. O leitor notaré que algumas vezes, especialmente no caso de comentarios, da-se preferéncia ao uso de titulos abreviados. Ha casos em que constam duas datas para uma mesma obra, estas representam duas edigdes diferentes, ou, como no caso das obras de autores alemaes, as respectivas datas das edicdes em alemao e da traducao inglesa, com excecao dos casos em que as datas sejam muito proximas. Sao usadas as abreviagées usais para a literatura periddica e para as enciclopédias. O autor aborda os objetivos de sua obra sentindo que a Teologia do Novo Testamento deve ser primariamente uma disciplina descritiva. Entretanto, ele esta convencido de que as pressuposicoes de qualquer individuo podem influenciar sua abordagem de modo distinto. Por esta razdo, apesar de o objetivo primario ser 0 esbocar aquilo que os varios autores do Novo Testamento ensinam, as questées criticas nao foram negligenciadas, muito embora nao seja possivel discuti-las em detalhes nesta obra. O autor confessa que, muitas vezes, aprende mais com aqueles de quem discorda, e acredita ter representado os pontos de vista de outros eruditos com precisao e respeito. Espera que os "1