Você está na página 1de 10

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL CAMPUS DE POÇOS DE CALDAS

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

Profª Simone Siqueira dos Reis

2º período, 2011

OBJETIVOS:

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

Fazer com que o aluno adquira a capacidade de desenvolver raciocínio lógico, de organizar idéias e de estabelecer uma metodologia de solução de problemas de interesse com o auxílio de programas computacionais elaborados em linguagem de programação científica (FORTRAN), por um procedimento envolvendo três etapas:

Concepção do algoritmo, Construção do fluxograma correspondente e Desenvolvimento do código computacional.

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA:

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

Os computadores estão desempenhando um papel cada vez mais significativo nos diversos setores de aplicação da vida atual, quer nas atividades de pesquisa básica e tecnológica, quer nas atividades acadêmicas-universitárias. A codificação dos algoritmos elaborados de acordo com os princípios da Programação Estruturada pode ser feita, em geral, em qualquer linguagem de programação.

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA:

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

Chamamos de linguagem de programação, ao conjunto de

letras, símbolos, números e palavras que podem ser entendidas pelo computador. O computador é dirigido para efetuar cada uma de suas operações de acordo com uma instrução (ordem, em forma de código que o computador entende).

LINGUAGEM FORTRAN:

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

A linguagem de programação FORTRAN (FORmula TRANslation) foi a primeira linguagem de programação de alto nível a ser proposta. Surgiu em 1956 com o objetivo de resolver problemas da área científica, através do uso de computadores. Ainda hoje, esta linguagem é muito difundida no meio técnico científico e tem sido aprimorada ao longo do tempo. Existem versões como: FORTRAN II, FORTRAN IV, WAFTOR, FORTRAN 77,outras versões como Microsoft FORTRAN PowerStation 1.0. e PowerStation 4.0.

ALGORITMO:

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

Um algoritmo é uma seqüência ordenada de passos executáveis e precisamente definidos, que manipulam um volume de informações, a fim de obter um resultado.

Existem inúmeras formas de representar um algoritmo,

como por exemplo, informações oferecidas a terceiros, como:

receita de bolo, ensinar a pegar um ônibus, etc. No entanto, quanto mais detalhadas forem estas informações, mais fácil será o caminho a seguir.

O mesmo acontece com os algoritmos destinados a resolver

problemas com auxílio de um computador, o qual exige que

todos os passos sejam bem definidos e que tenham boa consistência durante a execução.

FLUXOGRAMA:

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

Pode-se representar estes algoritmos de várias formas,

como por exemplo, Diagramas de Fluxo, Diagramas de Nassi- Shneiderman e outras. No nosso curso, utilizaremos os diagramas de fluxo, ou simplesmente, fluxogramas.

Os fluxogramas fornecem uma representação gráfica de um

procedimento passo-a-passo, necessário para resolver um problema particular, isto é, para um algoritmo. Tal representação torna uma seqüência complexa de eventos fácil

para se ver e compreender.

A comunidade de programadores tem aceito um conjunto

padrão de símbolos para representar diagramas de fluxo.

FLUXOGRAMA:

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

As três finalidades mais importantes para o diagrama de fluxo são:

Como auxiliar no desenvolvimento do projeto de programa.

Como guia para a codificação do programa. Como parte da documentação do programa.

É recomendável que se faça um diagrama de fluxo para

todos os programas, por mais simples que eles sejam, até que

se torne um hábito pensar em diagrama de fluxo antes de se pensar em programa.

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

EXEMPLO DE FLUXOGRAMA:

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA  EXEMPLO DE FLUXOGRAMA:

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA

EXEMPLO DE PROGRAMAÇÃO:

Program Programa_inicial

Implicit None

! BE = base menor

! BA = base maior

! H = altura

! AT = area do trapezio

Real AT, BE, BA, H

! Entrada de dados

Write(*,*)'Qual BE, BA, H' Read(*,*) BE, BA, H

! Processamento de dados

!Inicio do Programa

AT = BA * H / 2 + BE * H / 2

! Saída de dados

Write(*,*) 'Area do trapezio=',AT

Pause 'Aperte uma tecla para finalizar' Write(*,*) 'Obrigado por usar um de meus softwares'

End Program Programa_inicial