Você está na página 1de 219
Perguntas Pre Seema ee Deménios e Batalha Espiritual Somos i r anjos da — p Devemos buscar a comunicagéo com aaa Possessaio demonfaea e distarbios psicolégicos so a mesma coisa? Satands conhece nossos pensamentos? Deménios podem causar enfermidades ¢ outros males? Pessoas de todo 0 mundo ¢ de todas as idades estao curiosas sobre OVNIs. eneontros com anjos, experiéneias apés a morte, gurus ¢ batalhas contra forcas sobrenaturais. O que existe de realida- de por trés desses fendmenos espirituais? Como diferenciar 0 que é fato do que é ficgo? Se existem seres espirituais bons © maus, como é possivel identified-los? 99 Perguntas sobre Anjos, Deménios e Batalha Espiritual discute as principais questées sobre os mistérios capirituais. O autor, B. J. Oropeza, fornece elementos que permitem nao apenas resolver tais enigmas, mas também avaliar movimentos religiosos emergentes mediante uma argumenta- cao biblica, formando uma base sélida de conheeimento. 85-7325-217- ISBN 85 0 glivaas7si252170 Natal, quando 0 carro Per ce Son so Ono Coens te tanc surgiu um caminhio guincho, como que saido do meio da tempestade, O moto- rista prendeu o carro de Tim ao guincho e © levou até a casa de um amigo dele em Se Oe mereka trey Rag nee Do COp nC ec eT PCR Rn ere ars eram do seu préprio carro. Quando des- eveveu o ocorrido para sua mac (...), ela th ty. De a eae Pemutetme! Oey eet) COCO Ono ener tre ered Co ter (Ce socorra, E! que um anjo visitou seu filho naquela noite.” O mundo espiritual exeree um pro- fundo impacto sobre a sociedade moder- na. A cultura do século XXI ressuscitou a questao medi sobre anjos e demé- nios. A espirituali etter sentido nos dltimos anos. As pessoas, preoeupadas com o autoconhecimento, TCC Mem Me tere eT raizes espirituais. 99 Perguntas sobre Anjo: nios e Batalh ‘spiritual abo: incipais questdes espirituais dos dias de O autor faz um estudo aprofundado Br ere n ie enter is Ele também erate daicas ¢ de documentos elaborados pelos ndo a eselarecer o modo ON Ren OR SL ene Cy ee ect o mundo espiri Dero harold Se OCT ec des. Os capitulos 2 ¢ 3 concentram-se no tema relative noe Pore Ree nee seu cardter, bem como s CRetenosnt Os ea formant One On eat Con et ORO oni POET Caer: OM rent eda obra dos deménios. Destaca também Rene a AS loch amcaeriedh mado Lieifer? De onde surgiu a idéia de Prices keene ioe Dement onto fo erp ck te alee eer roe te at cee manos? Como > um evento Pelt Deus ou de natural provém d Lier Finalmente, o eapitule 7 respond Cen ce ee enon Eee Co ECE TLE APE ascie cal POE Cea NRE Braet Cnn esis 4 rm KONI eRe zn eae) ree een Et leitor refletir e diseernir sobre o que questio é 0 mundo espiritual. Capa: Douglas Lueas Pergu ntas sobre Anjos, Deménios e Batalha Espiritual B.J. OROPEZA ‘Traduzido por JOSUE RIBEIRO MC Editora Mundo Cristao Sao Paulo Dados Internacionais de Catalogacio na Publicagio (CIP) (Cimara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Oropeza, B. J., 1961 - 99 Perguntas sobre anjos, deménios e batalha espiritual /B. J. Oropeza; tradugio de Josué Ribeiro. ~ S40 Paulo: Mundo Cristéo, 2000. “Titulo original: 99 answers to questions about angels, demons and spiritual warfare. Bibliografia ISBN 85-7325-217-0 1, Anjos — Ensino biblico 2. Combate espiritual ~ Ensino biblico 3. Demonologia — Ensino biblico 4. Ocultismo ~ Ensino biblico 1. Tieulo 00-0864 CDD-235 Indice para catélogo sistemstico: 1. Seres espirituais: Ensino bfblico: Cristianismo 235 Titulo Original em Ingles: 99 Answers to Questions about Angels, Demons and. Spiritual Warfare Copyright © 1997 por B. J. Oropeza “Traduzido e impresso com autorizacao da InterVarsity Press, USA Capa: Douglas Lucas Revisto: Lenita Nascimento Jefferson Magno Costa {edigdo brasileira: Maio de 2000 2" edigdo brasileira: Margorde 2001 Diagramacao & produsio de miole: Sonia P. Sprogis Peticov Impresao: ESP Grifica SIA Publicado no Brasil com a devida autorizagio e com todos os direitos reservados pela ASSOCIAGAO RELIGIOSA EDITORA MUNDO CRISTAO Caixa Postal 21.257 CEP 04602-970 ~ Sao Paulo-SP Para minha esposa, Cathie, cuja fé durante sua batalha contra o cancer tem sido inspiragao para muitos ABREVIATURAS ..... Cartruto 1 A febre de anjos e deménios Captruto 2 Perguntas sobre anjos . Capfruto 3 Perguntas sobre as atividades dos anjos... Captruvo 4 Perguntas sobre anjos cafdos . Cartruvo 5 Perguntas sobre Satands ..... Cartruto 6 Perguntas sobre batalha espiritual ..... Cartruto 7 Perguntas sobre ocultismo ApEnpice: Lista DE PERGUNTAS Noms... ‘ABREVIATURAS b. Do Talmude Babilénico KJV Versao King James da Biblia LXX Septuaginta (traducao do Antigo Testamento para o grego) MT Texto Massorético NIV New International Version* NVI Nova Versio Internacional da Biblia (Novo Testamento) RSV Versao Revisada Standard da Biblia Rotos po Mar Morto £ Textos RELACIONADOS CD Documento Damasceno do Cairo 1QapGen Genesis Apécrifo, da Caverna 1 de Qumran 1QH Hodayot ou Hinos de Agao de Gragas, da Caverna | de Qumran 1QM Milhamah ou Rolo da Guerra, da Caverna 1 de Qumran 1QS Serek hayyahad ou Regra da Comunidade, Manual de Disciplina, da Caverna 1 de Qumran 1QSb Apéndice B, Regra da Béngao, para 1QS 4Q400-407 Parte das Canges do Sactificio Salvatico ou Liturgia Angélica, da Caverna 4 de Qumran 11QPs Rolo de Salmos, da Caverna 11 de Qumran Esta abreviatura ¢ indicada nos textos referentes a0 Antigo Testamento, que ainda nao esta disponivel em portugués. Trata-se, portanto, de tradugao livre. A FEBRE DE ANJOS E DEMONIOS E ra noite de Natal, quando o carro de Tim, de 21 anos, quebrou bem no meio de uma forte nevasca. Subitamente surgiu um cami- nhao-guincho, como que saido do meio da tempestade. O motorista prendeu o carro de Tim ao guincho ¢ 0 levou até a casa de um amigo em Fort Wayne, Indiana, EUA. Quando Tim saiu para pagar ao mo- torista, nao havia ninguém. As tinicas marcas de pneus na neve eram do seu préprio carro. Quando descreveu o ocorrido para sua mie, a jornalista Joan Wester Anderson, ela ligou para a polfcia rodovidria e para os servigos de guincho da drea, mas nao encontrou nenhum registro de pedido de socorro. Ela cré que um anjo visitou seu filho naquela noite. A experiéncia dele inspirou-a a escrever o livro Where Angels Walk (Onde os Anjos Andam), um livro sobre anjos mencio- nado na lista de best sellers do New York Times.' O livro de Joan Anderson nao é 0 tinico. Segundo uma lista publicada recentemente por Publisher's Weekly, cinco em cada dez livros religiosos s40 sobre anjos dominante. Uma pesquisa realizada pela revista Newsweek revelou que “13 por cento dos americanos ja viram ou sentiram a presenga de um anjo”.’ Outra pesquisa realizada pela revista Time descobriu que ? Essa “anjomania” descreve o 4nimo 10 99 PERGUNTAS SOBRE ANJOS, DEMONIOS E BATALHA ESPIRITUAL, 69 por cento dos americanos acreditam na existéncia dos anjos, e 46 por cento acreditam que tém um anjo da guarda.‘ Hoje em dia muitas livrarias apresentam segGes sobre anjos, onde se exibe uma grande variedade de livros sobre 0 assunto. Butiques de anjos, cartas informativas sobre anjos e semindrios sobre anjos esto na moda. As melhores faculdades, como a Escola de Teologia de Harvard e a Faculdade de Boston oferecem cursos sobre anjos. No terreno das artes, Tony Kushner recebeu um Prémio Pulitzer por sua obra sentimental Angels in America (Anjos na América), uma pega teatral sobre um anjo benevolente que ajuda uma vitima da AIDS.* No cinema, filmes de grande sucesso de bilheteria como A Cidade dos Anjos ¢ Michael, 0 Anjo Sedutor demonstram o atual fasc{nio que a sociedade ocidental nutre pelos visitantes celestiais. Os anjos, porém, nao detém o monopiélio do interesse pelas coi- sas espirituais. O ocultismo, tradicional campo de atuacao dos de- ménios, também atrai grande interesse. O sucesso de filmes recentes como Independence Day e O Fenémeno, bem como séries de TV como Arquivo X atendem o interesse da sociedade pela parapsicologia. Uma pesquisa do Instituto Gallup descobriu que 75 por cento dos norte- americanos léem horéscopo de vez em quando, e os 25 por cento restantes léem assiduamente. Outros 25 por cento da populacao dos Estados Unidos acreditam que ja tiveram pelo menos uma experiéncia extrasensorial ou paranormal, 25 por cento acreditam em fantasmas e 10 por cento afirmam ja ter visto ou ter estado na presenga de um fantasma. Um em cada seis norte-americanos acredita que ja fez con- tato com alguma pessoa falecida. As crengas supersticiosas ainda nos assustam? Catorze por cento de todos os americanos temem que um gato preto atravesse seu caminho, ¢ 12 por cento tém medo de passar debaixo de escada. Um estudo recente da Newsweek mostrou que 48 por cento dos norte-americanos acreditam em OVNIs e 29 por cento acreditam que jd tivemos contato com seres alienfgenas espaciais.° O ocultismo jachegou até mesmo na sede do governo norte-americano, com Nancy Reagan consultando um astrélogo e Hillary Clinton “imaginando conversas com Eleanor Roosevelt”.’ O que é mais assombroso, 0 tt —— A FEBRE DE ANJOS E DEMONIOS " Gallup descobriu que entre 19 e 24 por cento dos catdlicos, protes- tantes e cristéos evangélicos acreditam na reencarnacdo — 0 renascimento da alma em um outro corpo.* 5) PeRGunTA 1 Por que tantas pessoas tém tanta curiosidade pelos seres angelicais? Nao é preciso ser nenhum cientista para reconhecer o impacto que o mundo espiritual exerce sobre nossa sociedade. Por que a cultura ocidental pés-moderna e secularizada como a nossa ressuscitou a questo medieval sobre anjos ¢ deménios? Eis algumas respostas pos- sfveis. 1. Muitas pessoas na sociedade ocidental estao redescobrindo suas raizes espirituais. O extremismo cientifico, que insiste que tudo tem de ser provado pelos cinco sentidos, nao convence mais. O “universo fechado” de Newton que parecia excluir Deus e os espiritos esté sen- do eclipsado pelas ciéncias mais recentes de um “universo aberto” e da mecanica quantica. Tornou-se politicamente correto desenvolver o lado espiritual. $6 nao insista que a sua espiritualidade esta certa e que a de outra pessoa estd errada! A espiritualidade assumiu um novo sentido nos tltimos anos, em que as pessoas estéo buscando o autoconhecimento. Nos anos 1960, muitos “se encontraram” explorando as idéias misticas orien- tais. Termos hindus como carma, guru, meditagéo transcendental e reencarnagdo tornaram-se familiares no Ocidente e foram reavivados pelo Movimento Nova Era. Entretanto, quando as geracaos dos baby- boomers, baby busters e a geracdo X vao mais a fundo do que a contracultura dos anos 1960, em geral descobrem que suas rafzes espirituais os levam de volta aos princ{pios biblicos. Como reporta- gens recentes nas revistas tem mostrado, muitos integrantes da gera- 40 baby-boom estao voltando para a igreja. Serd que uma espiritualidade frivola e passageira pode nos levar a auténtica espiritualidade? Talvez o estresse de viver no mundo mo- derno — incluindo os conflitos familiares, as press6es no trabalho e a 12 99 PERGUNTAS SOBRE ANJOS, DEMONIOS E BATALHA ESPIRITUAL incerteza financeira — tenha algo que ver com a tendéncia das pessoas de se aproximarem de um poder maior que elas (também nao pode- mos esquecer as oragées dos santos). Deus tem um modo de falar conosco por meio das experiéncias da vida. As décadas de 1960 e 1970 mostraram a muita gente que as drogas ¢ a alienagao social nao ofereciam as respostas que buscavam. Muitos que nao se alienaram tiveram a fé no sistema abalada pela guerra do Vietnd e pelo escinda- lo Watergate. Assim, nos anos 1980 e 1990, a busca por ordem, sanidade e base espiritual parece um caminho razodvel para seguir. Entretanto, o interesse reforcado na espiritualidade nao tem le- vado todas as pessoas as portas da igreja. Muitos tem encontrado a espiritualidade na parapsicologia. Conforme relata um recente artigo na revista Newsweek com relagao ao movimento neoespiritualista atual: Os Boomers que se aproximam dos seus anos dourados ainda esto procurando um significado para a vida, algo mais trans- cendente do que um velho disco do Grateful Dead. Os desilu- didos da geragio-X, inclinados para a teoria da conspiracio, estio convencidos de que tém mais oportunidade de encon- trar um alienfgena do que de receber pensdo da previdéncia social. E uma religido alternativa para pessoas que nao tém nenhuma e suplementar para aqueles que j4 tém... “Eu quero crer” € 0 mantra do movimento (e do momento).'° A consciéncia do mundo espiritual suscita varias questdes. Se eu creio em Deus, devo crer também no diabo? Vou diretamente a Deus com minhas oragdes? Como Deus se comunica com as pessoas? Isso nos leva ao segundo ponto. 2. Os anjos servem como mediadores inofensivos entre Deus e os homens, Outra raz4o para a febre de anjos recair no seu papel de mediadores. Algumas pessoas tem medo de orar diretamente a Deus. Imagens de Deus como um velho de barbas brancas segurando um raio com a mao erguida ainda persistem no mundo ocidental. Terre- motos, inundacées e outros desastres naturais ainda sao clasificados como “atos de Deus”, ¢ a mentalidade da juventude rebelde continua a mesma: “Deus é um velho mal-humorado que nao quer que eu me divirta”. ‘A FEBRE DE ANJOS E DEMONIOS 13 Algumas pessoas, entretanto, oram a Jesus. A Biblia o identifica como 0 tinico mediador entre Deus e a humanidade, e muitos se voltam para ele. Outros, porém, preferem»voltar-se parayos:anjos. ‘Talvez porque Jesus espera obediéncia e santidade. Ir a Cristo impli-. ca confisséo de pecados e entrega total. H4 menos compromisso ¢ menor responsabilidade na comunicagao com os anjos. Os adeptos da Nova Era afirmam que podem entrar em contato com seus guias angelicais sem medo de que seus amigos celestiais exijam que aban- donem seus pecado: 3. Os anjos séo reconhecidos quase universalmente. Os anjos apare- cem em quase todas as culturas ¢ religides do mundo, desde as anti- gas civilizagdes, como Suméria, Egito e Assfria, até as civilizagoes con- temporaneas. Desde 0 alvorecer da histéria e tradi¢ao dos hebreus, quando Adao e Eva foram banidos por Deus e impedidos de voltar por querubins (anjos) ao jardim do Eden (e mesmo antes disso, se a serpente for interpretada como sendo um anjo cafdo), os anjos tém interagido com a humanidade. Como afirma um tedlogo catélico: “A existéncia dos anjos é tida como certa; eles simplesmente esto af, presentes em todas as religies do mundo em torno da Biblia; sabe-se simplesmente que eles existem”.'! Os anjos aparecem nao somente no Antigo e no Novo Testa- mentos, mas também na literatura judaica, nos Rolos do Mar Morto (Qumran), no islamismo, no zoroastrismo, no budismo e no hindufsmo. Nao nos esquegamos também do papel que desempe- nharam na arte e na literatura ocidentais. Quem nao fica impressio- nado com os querubins de Michelangelo ou com a elaboragao de Milton do séqiiito demonfaco em O Paratso Perdido?'? Os anjos, por- tanto, sao candidatos faceis para uma era “espiritual” politicamente correta de redes mundiais, globalizac4o, ecumenismo religioso e idéias do tipo “todas as religides levam a Deus”. Algumas religides reconhecem também outro grupo de seres es- pirituais cujo objetivo é causar o mal, o desastre e 0 caos. Esses seres si0 comumente conhecidos como espiritos malignos ou deménios. No dia 5 de abril de 1991 os norte-americanos ficaram estarrecidos diante de uma cena de exorcismo apresentada ao vivo no programa 20/20 da rede de televisao ABC. A cena levou Barbara Walters a fazer 14 99 PERGUNTAS SOBRE ANJOS, DEMONIOS E BATALHA ESPIRITUAL a seguinte pergunta: “O diabo é real?”. As forcas demonjacas sao atenuadas em algumas religides orientais que ignoram ou menospre- zam o mal, o sofrimento e 0 pecado. Ser4, porém, que tais forgas desaparecem simplesmente porque alguns no acreditam mais nelas? Charlataes a parte, serd que alguns dos seres espirituais com os quais os médiuns conversam sao espfritos enganadores? 4. Muitas pessoas religiosas se véem no meio de uma batalha entre as forcas do bem e as forcas do mal. Os anjos e os deménios sao os principais rivais neste conflito. De onde procede essa idéia de bata- lha? O antigo zoroastrismo e a literatura profética judaica com fre- qiiéncia descrevem essa batalha. Evidentemente, os textos biblicos confirmam o conflito entre o bem ¢ o mal, bem como a existéncia de anjos e deménios. O livro de Apocalipse descreve essa batalha césmi- ca e prediz que o bem prevalecer4 sobre 0 mal. Livros de sucesso, como Este Mundo Tenebroso, de Frank Peretti (Editora Vida) cativam a imaginagao dos cristaos, dando-lhes um vislumbre criativo e vivido de como os anjos e deménios podem se enfrentar no mundo es- piritual. Outras obras de mais suspense ¢ mais atrepiantes, como Porcos na Sala (Unilit) e He Came to Set the Captives Free, também sao abundantes nas livrarias cristas. Livros como esses afirmam que nao somente os nao-cristaos, mas também os cristéos podem sofrer de possessao demontfaca. COMO ESTE LIVRO TRATA DE ANJOS E DEMONIOS Qual a necessidade de mais um livro no meio da atual febre espiritual? Numa tinica palavra: discernimento. Precisamos de discernimento no que se refere a seres sobrenaturais, como anjos e deménios. A Nova Era est4 correta ao retratar os anjos como criaturas boas, sem- pre dispostas a nos dar assisténcia? Se os cristaos primitivos ¢ a litera- tura judaica estiverem corretos sobre espiritos malévolos, entéo como podemos fazer distingao entre anjos e deménios? Os livros de sucesso est4o certos quando afirmam que os deménios estao por trds de to- dos os nossos problemas? Este livro trata dessas quest6es, entre ou- tras, através de um estudo aprofundado das Escrituras, onde encon- tramos muitas citagdes de anjos e de deménios. Também analisamos es ‘A FEBRE DE ANJOS E DEMONIOS 15 fontes literdrias judaicas antigas e dos pais da Igreja, porque esse material muitas vezes traz luz sobre 0 modo que os escritores biblicos interpretavam o mundo espiritual. Este livro divide-se em trés seg6es. Os capitulos 2 ¢ 3 focalizam o assunto dos anjos. No capitulo 2 responderemos a questées sobre a criagdo e o carter dos anjos. O que é um anjo? Como os anjos foram criados? Quantos anjos existem? O capftulo 3 examina o trabalho dos anjos. O que os anjos fazem? E errado pedir ajuda a eles? Respon- deremos a essas € a outras questdes com informagées biblicas. Os capitulos 4 a 6 concentram-se nos deménios e em Satands. 0 capitulo 4 responde a questées sobre a criagao e o carter dos demé- nios. O capitulo 5 dirige o olhar para a figura de Satands. Como muitos chegam a conclusao de que anteriormente ele era um anjo chamado Lucifer? De onde herdamos a idéia de que ele ¢ vermelho e carrega um tridente? No capftulo 6 examinaremos as obras de Sata- nds e de seus deménios. O que a Biblia fala sobre os propésitos deles com relag3o aos seres humanos? Como podemos saber se um aconte- cimento sobrenatural provém de Deus ou de alguma outra fonte? Finalmente, o capitulo 7 responde a questées sobre ocultismo. Trataremos de assuntos como paranormalidade, astrologia e projegao astral, reencarnagao e poderes psiquicos, OVNIs, bruxaria, e muitas outras questées relacionadas. Alguns leitores desejarao saltar diretamente para a se¢ao sobre deménios, enquanto outros poderao ter receio de ir além dos anjos benignos do capitulo 3. Outros vao querer ler o livro de capa a capa. Outros, ainda, utilizarao este livro apenas para consulta, a fim de encontrarem respostas para perguntas especificas, quando surgirem. Penso que todos os interessados nessa matéria precisam da in- formagio e do discernimento que este livro fornece. Acima de tudo, nao vamos superestimar nem subestimar as forcas angelicais do bem e do mal. Dito isto, vamos adiante. ds 2. O modernistas geralmente consideram os anjos como produto ficticio do nosso passado supersticioso. No século XIX, Friedrich’ Schleiermacher, considerado em geral o pai da teologia liberal; ques- tionou o propésito da doutrina dos anjos. No século XX, 0 estudioso do Novo Testamento, Rudolf Bultmann em esséncia negou total- mente a existéncia deles. Que proveito entao teremos, nés que jd estamos no século XXI, em estudar um assunto tio arcaico como os anjos? O tedlogo Millard Erickson relaciona cinco beneficios alcan- cados por quem estuda esse tema:! Conforta-nos saber que existem intimeros seres espirituais poderosos prontos para nos auxiliar (2 Rs 6:17). A adoragao dos anjos nos mostra como devemos adorar a Deus (Ap 4:8-11). O fato de alguns anjos terem cafdo nos adverte que deve- mos vigiar para no cair da fé (1 Co 10:12) A realidade dos anjos caidos nos alerta para as maneiras como podemos ser tentados (Mt 4:1-11). Apesar de Satands e seus anjos serem poderosos, conforta- nos saber que sao limitados naquilo que podem fazer (Jé 1-2). 18 99 PERGUNTAS SOBRE ANJOS, DEMONIOS E BATALHA ESPIRITUAL As pessoas que vivem atualmente fascinadas pelos anjos tem pou- co interesse nas questdes mais profundas sobre a esséncia ¢ a nature- za, deles e mais interesse nas suas atividades. Nés, os “pés-moder- nos” estamos mais interessados em saber 0 que os anjos podem fazer por nés do que naquilo que eles sao. Esse foco, porém, pode deixar de fazer a disting4o entre anjos bons e maus. Antes de estudar o que ‘os anjos fazem, devemos entender quem e 0 que eles sao. Este é 0 tema deste capftulo. PERGUNTA 2 = Que significa a palavra anjo? A ee hebraica usada no Antigo Testamento é mal‘ak, que signi- fica “mensageiro” ou “representante”. Essa palavra aparece no nome do profeta Malaquias, “meu mensageiro”, indicando um mensageiro enviado por Deus. Na mitologia grega, a palavra traduzida como “anjo”, angelos, era utilizada em referéncia ao deus Hermes, que fun- cionava como mensageiro dos outros deuses. Um mensageiro pode tanto ser humano (Gn 32:3; Ec 5:6) quanto um ser espiritual (Gn 28:12; Dn 6:22). Em Marcos 1:2, Joao Batista é apresentado como 0 mensageiro (angelos) que prepara 0 caminho do Senhor. Em Lucas 9:52 Jesus envia seus discfpulos como mensageiros a fim de preparar 0 caminho para ele em Samaria. A palavra angelos aparece 175 vezes no Novo Testamento.’ O contexto de uma passagem muitas vezes determina se o mensageiro é humano ou um espirito. Em Mateus 28:2, por exemplo, o mensageiro era um ser sobrenatural, um anjo do céu que rolou a pedra da entrada do tiimulo de Jesus. Essa agao estava acima da capacidade de um ser humano. A primeira vez que os anjos aparecem como mensageiros sobre- naturais enviados por Deus é em Génesis 3:24: “Expulso 0 homem, [Deus] colocou querubins ao oriente do jardim do Eden, eo refulgir de uma espada que se revolvia, para guardar o caminho da arvore da vida’? Esses mensageiros nao poderiam ser humanos, j4 que em Génesis Adio e Eva eram os tinicos. O relato nos leva a uma conclu- PERGUNTAS SOBRE ANJOS 19 séo importante sobre anjos. Eles apareceram pela primeira vez depois que Ado e Eva cafram em pecado, depois que estes se cobriram com folhas de figueira e fugiram da presenga de Deus, e depois de Deus ter pronunciado o juizo sobre eles. Os anjos entraram em cena so- mente depois que o pecado encerrou o relacionamento {ntimo que, Adao e Eva tinham com Deus; Assim, a palavra anjo geralmente identifica um ser sobrenatural que como mensageiro desempenha um papel mediador entre Deus e os seres humanos.4 Entretanto, devemos reconhecer desde 0 principio que os anjos nao sao mediadores da salvag4o — a Biblia afirma que Cristo é 0 unico mediador neste sentido (1 Tm 2:5). Cristo reconci- lia os seres humanos com Deus e os faz filhos de Deus. Os anjos ministram para os seres humanos ¢ os auxiliam de acordo com a direcao de Deus. a) PERGUNTA 3 <= O que sao anjos? Talvez a maior especulacao relacionada com a natureza dos anjos tenha sido por parte do monge dominicano Tomés de Aquino (1225-74)5 que recebeu o titulo de Doutor Angelicus. Tomds de Aquino respondeu a 118 perguntas sobre o carater e os atributos dos anjos, e forneceu uma definicio bdsica para eles: “Criaturas pura+ mente espirituais, intelectuais e ndo-corpéreas, com ‘substancia’”.* Vamos analisar esta defini¢ao para notar varios aspectos da natureza dos anjos. 1. Os anjos sao esptritos. Assim como Deus, os anjos sao espiritos (esséncias invisfveis e imateriais) nao-limitados pelas restriges fisicas impostas aos seres humanos (Hb 1:14; compare com Jé 4:15,16)$ Por esta raz4o, os anjos nunca morrem (Lc 20:36). Tomds de Aquino afirmava que os anjos podem assumir aparéncias fisicas comendo, conversando etc., embora de fato nao exercam tais atividades (Suma Contra os Gentios 50.5; 51.3; cf. Tobias 12.; Filo Quaestiones in Genesin 4.9; Josefo Antiguidades dos Judeus 1.11.2). Se eles sao espiritos, é provavel que nao tenham sistema digestivo fisico. Mesmo assim, os, 20 99 PERGUNTAS SOBRE ANJOS, DEMONIOS E BATALHA ESPIRITUAL anjos podem interagir com o mundo fisico. Na ressurrei¢ao de Cris- to, 0 anjo nao teve problema para remover a pesada pedra que selava a entrada do timulo (Mt 28:2; Mc 16:3-4). 2. Os anjos sito seres sobre-humanossOs anjos sao sobre-humanos porque possuem capacidades maiores que as dos seres humanos. Podem abrir portas de pris6es para libertar prisioneiros (At 5:19; 12:5-11), transmitem mensagens da parte de Deus (At 10:3-4; 23:9; 27:23) e trazem castigo fisico sobre os impios (At 12:23). Em Génesis 19:10-11 eles cegaram os homens de Sodoma que tentavam molestd-los. Em Apocalipse 7:1, Joao descreve quatro anjos que seguram os quatro ventos da terra. Talvez isso implique uma crenga judaica de que os anjos controlam as forgas da natureza (2 Enoque 5.1). Nao sabemos, porém, se os anjos realizam feitos sobre-humanos pelo pré- prio poder ou se recebem poder especial de Deus para executar tare- fas espectficas. Em todo caso, os anjos bons agem em harmonia com a vontade de Deus. 3. Os anjos sito seres pessoais. Diferentemente dos terremotos, dos tornados, da eletricidade e de outras forcas impessoais, os anjos sao pessoas. Nao sao apenas pegas de xadrez de Deus, ou robés espirituais. Tém intelecto, emog6es e vontade. Com relagao ao inte- lecto, eles possuem sabedoria e podem discernir entre o bem e 0 mal (2 Sm 14:17-20; 19:27). Anseiam por compreender o plano de Deus da redengao completo (1 Pe 1:10-12; Ef 3.10). Quanto as emogées, eles se alegram com a criagao de Deus e com 0 pecador que se arrepen- de (J6 38:7; Le 15:7, 10). Portanto, podemos supor que eles também se entristecem por aqueles que rejeitam a mensagem da salvacao (Pseudo-Filo 19.12-16).” No que se refere 4 vontade, os anjos vo- luntariamente escolhem obedecer a Palavra de Deus (SI 103:20; Ap 22:8,9), embora alguns, chamados de anjos cafdos, tenham esco- lhido desobedecer a Deus (Jd 6). 4. Os anjos sao seres santos: As vezes sio chamados de “um santo” (Dn 4:13, 17; 1 Ts 3:13; Jd 14; Ap 14:10; 1 QH 3.22; 4.25; 11.12; 1 QM 1.10-11; 14.15-16). Embora possam se vestir de gloria e esplen- dor (Le 2:9; 24:4-5) e tenham acesso ao céu (Gn 28:12; Le 2:13-15; PERGUNTAS SOBRE ANJOS a Jo 1:51), a santidade deles procede de Deus. Os anjos nao possuem santidade perfeita. Eles adoram somente a Deus como aquele que é absolutamente santo (Jé 4:18-19; 15:15).° Os serafins clamam “san- to, santo, santo” diante do trono do Altissimo (Is 6:2-3; Ap 4:8). Os judeus entendiam que Deus era um ser tao santo, que se os anjos se esquecessem de dizer “santo” Deus os consumiria com fogo e criaria outros! (3 Enoque 40.3-4) 5.Os anjos néo sto deuses.Os anjos nao sao divindades menores como as que existem na mitologia grega. Uma visio assim implicaria politefsmo — a crenga na existéncia de muitos deuses. A Biblia decla- ra que hd somente um Deus (monotefsmo) e que nao hd outros deu- ses além dele (1 Co 8:1-5; Gl 4:8; Is 41:10-11). Os anjos sao inferio- res a Deus e nao tém os atributos divinos de eternidade, onipoténcia (todo o poder), onisciéncia (todo o conhecimento) e onipresenga (pre- sente em todos os lugares).’ = PERGUNTA 4 S Quando 0s anjos foram criados? Antes de poder determinar quando os anjos foram criados, primeiro temos de demonstrar que foram criados. Se nao tivessem um princ{- pio, seriam eternos como Deus. Em Joao 1:1-3, lemos que todas as coisas foram criadas por Jesus Cristo, a Palavra de Deus, até os anjos (compare com Ne 9:6; SI 148:2-5). Colossenses 1:15-16 declara que todas as coisas foram criadas por Cristo, “nos céus e sobre a terra, as visfveis e as invisfveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principa- dos, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele”. Logo, 0s anjos nfo existiam com Deus desde toda a eternidade; eles tiveramy um injcio. A Biblia, porém, nao afirma quando ocorreu a criagao dos anjos. Eles jd existiam quando Deus criou 0 mundo. Deus questionou Jé, perguntando-lhe: “Onde estavas tu, quando eu langava os funda- mentos da terra? Dize-mo, se tens entendimento. Quem lhe pés as medidas, se € que o sabes?... quando as estrelas da alva juntas alegre- mente cantavam, e rejubilavam todos os filhos de Deus [os anjos — 22 99 PERGUNTAS SOBRE ANJOS, DEMONIOS E BATALHA ESPIRITUAL na tradugao NIV]?” (Jé 38:4-7). Tanto as Escrituras como certas tradiges judaicas dao a entender que os anjos ja existiam no primei- ro dia da criacdo. Desse modo, provavelmente foram inclufdos na criagao dos “céus” em Génesis 1:1 (veja Jubileu 2.2-3; 11 QPs Hino do Criador 26.13). Por que Deus criou os anjos? Se supusermos que a fungo prin- cipal deles é ministrar para 0 povo de Deus, algumas pessoas acharao que foram criados em vista da presciéncia de Deus concernente & humanidade (Hb 1:14). Isso, porém, nao explica adequadamente por que Deus os criou em primeiro lugar, antes da humanidade." De acordo com o que lemos em Jé 38:7, os anjos alegraram-se na criagao de Deus. Talvez o propésito fundamental deles seja glorificar a Deus em relacao aos seus poderosos atos de criagao. —_ PERGUNTA 5 =» Qual é a aparéncia dos anjos? Na aparéncia fisica, os anjos nao estao limitados as auréolas e roupas brancas com as quais geralmente sao retratados nas pinturas clés- sicas. Uma vez que sao esp{ritos, podem assumir formas e aparén- cias variadas. Podem tomar a forma humana, como os mensagei- ros que comeram com Abraio e posteriormente foram confundidos com homens pelos moradores de Sodoma (Gn 18-19; compare com Hb 13:2; Ez 9).'' Eles também aparecem com outras formas. Os querubins vistos por Ezequiel tinham asas com muitos olhos e qua- tro faces: uma de homem, uma de ledo, uma de dguia e uma de querubim (Ez 10:12-14).!? Em outras ocasiées eles tém asas, 0 que pode significar que a verdadeira habitagao deles é 0 céu, nao a terra (Is 6:2; Zc 5:9). Eles usam vestes brancas ou resplandecentes (Mt 28:3; Mc 16:5; At 1:10; Le 24:4,5; At 10:30). As vezes usam cintas de ouro (Ap 15:6; compare com 2 Macabeus 10.29-30). Essas vestimentas representam a pureza, a santidade e a gléria dos anjos. Os anjos aparecem em diferentes tamanhos. Alguns tém o ta- manho dos humanos, enquanto outros sao suficientemente enormes para colocar um pé na terra e outro no mar (At 1:10-11; Ap 10:1-2). — PERGUNTAS SOBRE ANJOS 23 Numa tradi¢ao judaica, um anjo chamado Metatron (que no texto parece ser Enoque de Génesis 5:24) supostamente tem o tamanho da terra, com 365 000 olhos ¢ 72 asas — cada uma grande o bastante para cobrir todo 0 mundo! (3 Enoque 9) Outro anjo, chamado Hayli’el, poderia engolir a terra toda de uma s6 vez (3 Enoque 20.2), enquanto o anjo ‘Opanni’el é tao alto que é preciso uma jornada de 2.500 anos para cobrir toda a sua altura (3 Enoque 25.1-4). Aparen- temente tais exageros reforgam os significados simbdélicos — 0 poder dos anjos é enfatizado. Nao hé anjos infantis na Biblia. Embora os querubins sejam freqiientemente retratados nas artes como bebés nus e de cabelos encaracolados, nao encontramos descrigées assim nas Escrituras. Entretanto, desde que os anjos so seres espirituais, podem aparecer de qualquer tamanho ou forma permitidos por Deus. pe —_ PERGUNTA 6 <» = Os anjos tém sexo? Uma eminente tradi¢ao judaica afirma que os “filhos de Deus” que se casaram com as “filhas dos homens” em Génesis 6 eram anjos chamados “Vigilantes” (Jubileu 7.21-25; 1 Enoque 6). Obviamente a implicagao é que os anjos deste relato eram todos do sexo masculino. Outra tradicao até afirma que os anjos foram circuncidados no dia em que foram criados (Jubileu 15.25-27)."° Aqui novamente se su- poe que os anjos s4o masculinos. De fato, geralmente as Escrituras falam de anjos manifestando-se como pessoas do sexo masculino (por exemplo, Gn 18-19; Zc 1:10-12). Porém, os anjos podem também se manifestar como seres do sexo feminino (Zc 5:9-11). As passagens que descrevem anjos, porém, tém pouco que dizer sobre as questées relativas ao sexo. O fato de se manifestarem a nés como masculinos ou femininos nfo significa que séo por natureza masculinos ou femininos. Como espfritos, os anjos sao desprovidos’ de sexo. Uma vez que os anjos nao se casam, o sexo deles é irrele- vante. Por natureza, os anjos sao assexuados e nao se reproduzem (Mc 12:25).'4 24 99 PE RGHINIAS SORKE ANION, DEMONION F HATALHA ESPIRIFUAL Qual é a posigao dos anjos na ordem das coisas? ~ PERGUNTA 7 ~ Na Idade Média, muitos cristaos consideravam-se indignos de se co- municar diretamente com um Deus santo e transcendente. A filoso- fia neoplaténica, que considerava 0 mundo fisico como um nivel inferior de existéncia distante de Deus (ou 0 “Ser Supremo”), influen- ciou o pensamento de Agostinho (354-430) ¢ de outros pais da Igre- ja. Esse ponto de vista complementava priticas religiosas como a confisséo diante de um sacerdote e as oragées dirigidas aos santos ¢ & Virgem Maria. Na mesma época, Pseudo-Dionisio, o Arcopagita (c. 500) escreveu um tratado sobre anjos chamado “Concernente 4 Hierarquia Celestial” (De Hierarchia Coelesti). Dionisio afirmava que uma vez que a lei de Moisés fora intermediada por anjos, os huma nos nao poderiam receber revelagio divina exceto por meio dos an- jos.'” Os metafisicos medievais tendiam a enfatizar a superioridade dos anjos sobre os seres humanos, Conquanto os anjos sejam intermediatios no que se refere a trans- mitir mensagens de Deus para os homens (Gl 3:19; Av 7:53; Hb 2:25 Dr 33:2, LXX), a Biblia nao enfatiza a superioridade deles sobre os homens. Eles pertencem a uma ordem superior 4 dos humanos na presente era (Hb 2:5-8; 2 Pe 2:10-11), mas nao sao tao elevados a ponto de as pessoas terem de se comunicar com Deus por intermé- dio deles. Da mesma forma, nem sempre Deus precisa deles para comunicar-se conosco. No futuro, supde-se que os cristaos julgarao pelo menos alguns anjos (1 Co 6:3) Jesus € a ponte sobre o abismo intransponivel entre Deus ¢ os homens, ¢ os anjos servem como ministros dos santos (Hb 1:14; compare com Jo 14:6; 1 ‘Tm 2:5). Deus-Pai ¢ Jesus Cristo tém um status muito mais elevado que os anjos (SI 89:5-7; Rm 8:38-39; Ef 1:19-20; Fp 2:9-11; Cl 1:16; 2:10; Hb 1:3-14; 1 Pe 3:22; Ap 51-7). Os anjos, juntamente com 0s cristaos, adoram o Pai ¢ 0 Filho (Ne 9:6; SI 148:2; Hb 1:6). Logo, acualmente os anjos sao mais elevados do que os scres humanos, mas Deus reina supremo sobre todos. PRRGLNTAS SOBRE ANJOS 5 Pee — PERGUNTA 8 Os seres humanos se tornarao anjos? Os seres humanos so promovidos & condigao dos anjos depois da morte? Embora tenhamos lido anteriormente que Enoque transfor- mou-se em anjo, este ponto de vista procede de um documento ju- daico do século V ou VI, nao da Biblia. Cristo disse que no céu as amento, Mas “sao como pessoas no se casario nem se dario cm os anjos no céu” (Mt 22:30), Contudo, tornar-se semelhante aos anjos nao significa tornar-se anjo de fato. No céu os seres humanos “serio como os anjos” porque (1) nao se casarao © (2) munca mais morrerao. As Escrituras nao nos dao nenhuma indicagao de que al- gum dia nos cornaremos anjos. Antes da segunda vinda de Cristo, © corpo dos cristios perma- nece na sepultura, mas o ser interior deles parece estar consciente com Deus (Le 23:39-43; Fp 1:21-23; 2 Co 5:8). Quando Cristo retornar, de acordo com o Novo Testamento, 0 corpo do cristo sera ressuscitado dentre os mortos e sera transformado num estado de incor- ruptibilidade (1 Ts 4:16-18; | Co 15:12-57; Ap 20:4). Os nao-cris- sofrerao a punigio eterna (Jo 5:28-29; tos também ressuscitarao, 1 Ap 20:11-15). > PERGUNTA 9 _) Ha classes diferentes de anjos? um Deus de ordem, devemos esperar que scus Uma vex que Deus anjos existam num estado de ordem. Talvez a ordem na adoragao esteja por tds do sentido de 1 Corintios 11:10: “Portanto, deve a mulher, por causa dos anjos, trazer véu na cabega, como sinal de gece aches eon ERCP eee ong ee da, também as mulheres de Corinto deveriam adorar de forma orde- nada, Adoracio desorganizada pode ofender os anjos. Um estudo de 1 Corintios 11-14 mostra que Paulo escava tentando corrigir um problema de desordem na adoragao em Corinto," 2% YO PERCE NTAS SOBRE ANTOS, DEMONIOS F BATALHA ESPIREFUAL Como os anjos sao organizados? [dentificar claramente cla es distintas ou escaloes na hierarquia angelical € uma tarefa dificil e especulativa, Mas se Deus criow uma variedade de formas, tama fera humana, dentro do mundo animal ¢ vegetal, por que nao criaria uma variedade de nivel mais clevado entre os anjos? A Biblia dé a entender a possibilidade de va- rios tipos diferentes de anjos hos, cores ¢ fungdes dentro da 1. Arcanjos. (O termo grego arehe significa “chefe” ou “princi- pe’). O tinico texto biblico que especifica o status de Miguel (que significa “Quem & como Deus?”) como um arcanjo é Judas 9. Reco- nhecemos a autoridade de Miguel em Apocalipse 12:7-9, onde cle ¢ um exército de anjos lutam contra 0 diabo e seus anjos ¢ os derro- tam. Também 0 encontramos sobrepujando 0 poder de outro set espiritual chamado de “principe da Pérsia” em Daniel 10:13. Toda- via, Miguel nao ¢ 0 tinico arcanjo. No mesmo versiculo de Daniel ele chamado “um dos primeiros principes”, dando a entender que existem outros como ele, Miguel toma conta dos fithos de Iscael (Dn 10:21; 12:1). 2. Querubim e serafim. Os querubins ¢ serafins consticuem ou- tra classe de anjos.'" O querubim com freqiiéncia ¢ associado com nuvens ¢ transporte; acompanham 6 Senhor num séqiito celestial (SEL8:11; compare com 80:1; 99:1; 104:3; Is 19:1; 1 Rs 729-36; Ez 1:10). Os isractitas fixaram dois querubins na tampa da Arca da alianga (Ex 25:10-22). O querubim de quatro faces em E: pitulos 1 ¢ 10 € provavelmente 6 mes viventes” em Apocalipse 4. Em ambos os casos, si0 descritos com pequiel ca- no des rito como “quatro s res. quatro faces — de leo, de homem, de boi ¢ de aguia.™ Os quatro seres viventes de Apocalipse 4 tinham seis asas ¢ cla- mavam “santo, santo, santo” diante do Deus Todo-poderoso, como faziam. os serafins que Isaias viu (Is 6). Talvez ngo haja nenhuma distingio real entre querubins c serafins ~ os dois nomes diferentes . AL Augustus podem indicar papcis diferentes attibuidos ay mesmas criatura guns até argumentam que cles nem sio criaturas reais, do cria Strong, por exemplo, afirmava que querubins ¢ serafins nao que representam a do perdida na Queds turas reais, mas apenas “aparigées simboli humanidade redimida, dotada de toda a perfei PERGUNTAS SOBRE ANIOS. PF feita para ser a habitagao de Deus”."” A Biblia, porém, registra que um querubim protegia a entrada do jardim do Eden, depois que Adao ¢ Eva foram banidos (Gn 3:24). Isso pode indicar que o escritor ju- deu considerava os querubins como mais do que meras figuras “sim- bélicas” 3. Anjos eleitos. Em 1 Timéteo 5:21 Paulo menciona “anjos elei- tos”. Alguns identificam esses anjos com os espiritos que nao cairam junto com Satands. Em que sentido isso os torna eleitos? Sera que alguns anjos foram predestinados para nao cair, em oposi¢ao Aqueles que Deus permitiu que caissem? Alguns anjos mereceriam condena- cao antes mesmo de sua queda para fazer que Deus parecesse miseri- cordioso dando graga a alguns ¢ a outros nao? Devemos evitar a idéia de que os anjos sao eleitos da mesma mancira que os seres humanos; nao parece que Deus renha um plano de redengao para anjos (veja resposta 55). Uma expli que ver com a queda dos anjos nao-eleitos. O texto de | Timéteo 5:21 da a entender que Deus selecionou um grupo especial dentre os an- jos benevolentes para servir como testemunhas do vindouro juizo final (Ap 14:10; Mt 25:31; Le 9:26; 1 Ts 3:13).” Esta interpretagao se adapta ao contexto da passagem, pois Paulo incumbe Timéteo de s instrugdes pastorais “sem prevengao, nada fazendo com parcialidade... Nao te tornes ctimplice de pecados de outrem. Con- Ao alternativa para a palavra eleitos nao tem nada guardar s setva-te a ti mesmo puro” (1 Tm 5:21-22). Paulo esté exortando Ti- moteo a ter certeza de que esté conduzindo seus negécios com justi- ¢a, pois Deus, Jesus Cristo © um grupo especial de anjos estio obser vando sua condura, ¢ julgarao suas agdes no ultimo dia (2 Co 5:05 1 Co 3:11-15). Os anjos eleitos podem indicar 0 que 0 Rolos do Mar Morto chamam de “anjos da Presenga” (1 QSb 4.25; 1 QH 6.13; compare com fubilew 1.27-2:2; ( Enague 9.13 20.1-7; 40.1-10; Testamento de Levi 3.4-8). Esses so “anjos de um escalio especial mais clevado, que ficam diante da face (da presenga gloriosa) de Deus [isto é, esto num estado de gléria mais elevado que de outros anjos|; esse rermo tam- bem ¢ conhecido no resto do judaismo” (I Enoque 39.1; Odes de Saloméo 4.8; Testamento dos Doze Patriarcas 19; 4Esdras 16.663 com- FER). SOBRE ANIOS, BEMONIOY F BATALI IA ESPIRIEUAL parccom Dn hits Zo 14.5), Este grupo de anjos pode também estar tolacronide conta idéia do céu como um tribunal real com um conettie angclical (SI 58:1; 89:6-9; Jr 23:18; 1 Rs 22:19-22; [6 15:8: 16920: compare com I Enoque 14.21; | QH 3.35; 1 QM 12,7-8). Lacaa, novamente, J que estamos especutlando, esses anjos da pre- sengade Deus podem fancionar da mesma maneira que os querubins © seratins, Nao cobrimos todas as varias classes de anjos. Ainda temos de discuti as diferentes classes de anjos caidos, ou deménios, bem como stands. Além disso, ainda temos de mencionat o maior de todos os “anjos”, o anjo do Senhor, Existem outras possiveis classes ou esca- Joes de anjos sobre as quais sabemos muito pouco. As “hostes celestiais” podem ser uma classe de anjos guerreiros (SI 148:2; Tg 5:4); 08 °Vi- classe distinta (Dn 4:13, 17, 23 - a NIV tray, “mensageiro” . Compare com I Enogue 6.16; Ordeulo Sibilino gilantes” podem ser outr 1.95: féstamenta dos Doze Patriarcas 5.5-6). Alem daqucles mencio- nados nas Escrituras, hé muitos outros grupos sobre os quais sabemos nada (compare Dr 29:29). ——>) Percunta 10 =~ Quem sao os arcanjos? Nas Escrituras, certos anjos de alto escalao sao chamados de arcanjos (id 9 Ap 12:7-9 Dn 12:1). Ja aprendemos que Miguel é 0 tinico arcanjo identificado como tal nas Escrituras, embora Daniel 10:13 dé a idéia de que existem outros. Muitos identificam Gabriel (“herdi de Deus”) como outro arcanjo, talver porque, como Miguel, cle tem um nome préprio (Dp 8:16; 9:21; Le 111-19, 26-38). O nome proprio Rafael aparece nos livros apécrifos (Tobias 5:4). Alguns argumentam que & possivel identificar sete arcanjos: Miguel, Gabriel e Rafael, urés deles (7 Enoque 20.1-8, 21; 40.9-10; 81.5; 9021-22; Tobias 12.15; 1 QM 9.16; Testamento de Levi 8.1; compare com Ap 8:2). Os nomes dos outres arcanjos va iam em cada lista, mas geralmente sao Uriel, Raguel, Seraqael (Zeraquiel ow Araqacl) ¢ Haniel (Remiel ou Anacl). Na histéria judaica mais recen- t, Lanuel foi substituide por Uriel. Na histéria da Igreja, 0 papa