Você está na página 1de 29

Apresentação

Estudo do Mercado de
Impressão Digital no Brasil

Grupo Empresarial de Impressão Digital


Março de 2007

1 instituto de estudos e marketing industrial


Conteúdo

Introdução à Pesquisa
Alguns Dados Comparativos

Percepção das Convencionais

Percepção das Digitais


Projeções e Conclusões

2 instituto de estudos e marketing industrial


Introdução à Pesquisa
Objetivos gerais e forma de realização:

• Conhecer as dimensões e o perfil do mercado de impressão digital no


Brasil - empresas, volumes, produtos e tendências;

• Como ponto de partida, foram selecionadas 2.700 empresas gráficas


conhecidas, sendo 550 supostamente digitais e 2.150 convencionais;

• Destas, 916 foram pré-qualificadas e entrevistadas, incluindo 204


digitais e 712 convencionais;

• As entrevistas foram realizadas pelos entrevistadores do IEMI, a partir


de contatos pessoais, parte deles através de visitas às empresas e
parte através de consultas por telefone e/ou e-mail;

• A coleta foi realizada durante os meses de Dezembro de 2006 e


Janeiro 2007.

3 instituto de estudos e marketing industrial


Conteúdo

Introdução à Pesquisa
Alguns Dados Comparativos

Percepção das Convencionais

Percepção das Digitais


Projeções e Conclusões

4 instituto de estudos e marketing industrial


Vendas anuais
Distribuição por porte (empresas da amostra):

• Em ambos os grupos pesquisados, as vendas apresentam distribuição por porte


parecida, embora no grupo das digitais a participação das grandes seja ainda mais
significativa (84% das vendas totais):

Convencionais Digitais

1 a 4 func. 0,2% 1 a 4 func. 0,2%

5 a 19 func. 6,4% 5 a 19 func. 2,5%

20 a 99 func. 35,7% 20 a 99 func. 13,1%

Mais de 99 Mais de 99
57,7% 84,2%
func. func.

Total da amostra = R$ 3,18 bilhões ano Total da amostra = R$ 2,04 bilhões ano
Média por empresa = R$ 4,5 milhões ano Média por empresa = R$ 10,1 milhões ano

5 instituto de estudos e marketing industrial


Serviços de Impressão
Gráficas Convencionais

• As empresas deste grupo atuam principalmente com impressos promocionais,


comerciais, etiquetas e rótulos, tomando-se por base o percentual de empresas que
atuam nestes segmentos:
Convencionais Promocionais 73%
Comerciais 72%
Etiquetas 53%
Rótulos 49%
Manuais 46%
Apostilas 44%
Revistas 41%
Livros 38%
Jornais 38%
Formulários 27%
Segurança 15%
Dados Variáveis 14%
% das empresas que produzem
Outros 23%

6 instituto de estudos e marketing industrial


Serviços de Impressão
Gráficas Digitais

• As digitais, por sua vez, atuam principalmente com impressos promocionais,


comerciais, apostilas e manuais, além de etiquetas e dados variáveis:
Digitais Promocionais 83%
Comerciais 77%
Apostilas 71%
Manuais 66%
Etiquetas 63%
Dados Variáveis 62%
Livros 49%
Revistas 48%
Rótulos 46%
Jornais 35%
Formulários 24%
Segurança 24%
% das empresas que produzem
Outros 29%

7 instituto de estudos e marketing industrial


Pedidos Anuais
Média de pedidos por tipo de cliente

• Gráficas Digitais apresentam uma média de pedidos superior ao das Convencionais,


independente do tipo de cliente:
Convencionais Digitais

31,4 Prof. liberais 38,9


Bancos/finan.
Ag. de propag. 27,0 Ag. de propag. 31,8

Designers 23,7 Bancos/finan. 31,4


Indústria 22,1 Varejo 30,5
Editoras 22,0 Designers 28,2
Varejo 21,1 Ag. de eventos 28,1
Governo 15,3
Escolas/facul. 25,0
Ag. de eventos 14,0
Indústria 21,8
Prof. liberais 11,3
Editoras 20,7
Escolas/facul. 10,6
Governo 16,5

Média 25,0 pedidos ano por cliente Média 30,1 pedidos ano por cliente

8 instituto de estudos e marketing industrial


Suprimento
Participação na demanda do cliente

• Gráficas Digitais tendem a apresentar maior participação na demanda global dos


clientes do que as convencionais, independente do tamanho do cliente:

63%
de maior faturamento
73%

61%
de faturamento moderado
70%

61%
de pequeno faturamento
70%

62%
Total
71%

Convencional Digital

9 instituto de estudos e marketing industrial


Conteúdo

Introdução à Pesquisa
Alguns Dados Comparativos

Percepção das Convencionais

Percepção das Digitais


Projeções e Conclusões

10 instituto de estudos e marketing industrial


Ações no Cliente
O que consideram importante

• As ações citadas para aumentar a participação no suprimento dos clientes, incluem


soluções que requerem tecnologia digital:

Convencionais Aumento da qualidade do atendimento 90%

Aumento da qualidade do produto 90%

Redução do prazo de entrega 71%

Oferecer serviços diferenciados (impressão, etc) 67%


Oferecer serviços diferenciados
(rentabilidade/sucesso do cliente) 64%

Soluções mais completas de impressão 60%

Redução do preço para tiragens curtas 56%

Domínio da tecnologia digital 27%

Outros serviços adicionais 8%

Outras ações 1%

11 instituto de estudos e marketing industrial


Ações no Cliente
Medidas que pretendem adotar

• 13% das gráficas convencionais já afirmam suas pretensões com relação à tecnologia
digital, destacando-a como o principal meio para melhorar o desempenho junto a seus
clientes:
Convencionais

Domínio da tecnologia digital 13%

Parque gráf. com soluções completas de impressão 11%

Oferecer serviços diferenciados


10%
(rentabilidade/sucesso do cliente)

Oferecer serviços diferenciados (impressão e etc) 5%

Redução do preço para tiragens curtas 5%

12 instituto de estudos e marketing industrial


Porque não Investir em Digital
Barreiras ao investimento

• Baixa relação ‘custo/benefício’ e ‘inadequação’ ao segmento de atividade, foram as


duas principais restrições citadas pelos que não pretendem investir em máquinas
digitais:
Convencionais
Custo/beneficio desfavorável 90%

Não adequado para o mercado 64%

Falta conhecimento em tecnologia 14%

Já investiu/falta capital para investir 10%

Prefere terceirizar 3%

Estão mudando de área 2%

Outras 6%

13 instituto de estudos e marketing industrial


Porque Investir em Digital
Motivações ao investimento

• Já para os que pretendem investir em equipamentos digitais, as principais motivações


citadas foram a melhoria na eficiência produtiva e o atendimento às novas demandas
dos clientes:

Convencionais

Melhorar a eficiência produtiva 48%

Atender às novas demandas


45%
do mercado

Baixar custos aumentando a


11%
rentabilidade

Outras 12%

14 instituto de estudos e marketing industrial


Fatores de Incorporação do Digital
Pontos mais importantes considerados (em ordem)

1. Maior rapidez / agilidade na impressão dos trabalhos;

2. Ampliar o relacionamento comercial com o cliente;

3. Qualidade do produto final;

4. Fidelização do cliente;

5. Maior confiabilidade na execução do trabalho;

6. Maior diversificação na produção;

7. Utilização de multimídia: internet, cd-room e outros;

8. Tiragem média de um determinado impresso;

15 instituto de estudos e marketing industrial


Conteúdo

Introdução à Pesquisa
Alguns Dados Comparativos

Percepção das Convencionais

Percepção das Digitais


Projeções e Conclusões

16 instituto de estudos e marketing industrial


Cenário para os próximos 5 anos
Estimativas para a impressão digital

• A maioria das empresas acredita que o mercado de impressão digital


crescerá acima do mercado convencional nos próximos 5 anos;

• A taxa estimada de crescimento para este período é de 38% para o


mercado digital;

• 78% é o total de gráficas pesquisadas que aposta que a participação


relativa de impressos digitais irá aumentar;

• 20% acredita que a participação relativa dos impressos digitais se


manterá estável;

• Apenas 2% acredita que está participação irá diminuir;

17 instituto de estudos e marketing industrial


Recusa ou Perda de Pedidos
Fatores de maior ocorrência

• Dentre os fatores determinantes na recusa ou perda de pedidos, os mais citados pelos


pesquisados foram as limitações em relação a ‘formatos grandes’, falta de ‘capacidade
produtiva’ e restrições à impressão em ‘gramaturas elevadas’:

Digitais
Formatos grandes 41%

Falta de capacidade produtiva 31%

Granaturas elevadas 26%

Dados Variaveis 22%

Falta de competitividade em baixas tiragens 21%

Impressão Digital Colorida 19%

Outros 27%

18 instituto de estudos e marketing industrial


Movimentos Estratégicos
Principais ações citadas

• Dentre as ações estratégicas a serem adotadas nos próximos anos, o maior destaque
encontra-se justamente na inovação tecnológica e na inclusão digital:

Digitais
Inovação tecnológica 46%

Inclusão digital 35%

Resposta ao mercado à redução das tiragens 24%

Criação de produtos gráficos para marketing


22%
direto e etc.

Criação e produção dos produtos gráficos,


22%
para comércio eletrônico

Impressão remota 11%

19 instituto de estudos e marketing industrial


Motivações ao investimento
Para aqueles que continuarão a investir em digital

• Principais fatores motivadores do investimento em impressão digital são a maior


‘agilidade na impressão’ e ‘ampliação do relacionamento comercial’:

Digitais

Maior agilidade na impressão 59%

Ampliar o relacionamento comercial 55%

Fidelização do cliente 55%

Maior diversificação na produção 52%

Custo das matérias primas envolvidas 52%

Qualidade do produto final 51%

Tiragem média de um impresso 50%

Maior confiabilidade no trabalho 49%

20 instituto de estudos e marketing industrial


Destino dos Novos Equipamentos
Aplicações (citados)

• Os novos equipamentos se destinam principalmente a:


Digitais
Produção de impressos sobre demanda (POD) 81%

Produção promocional com dados/imagens 63%

Prod. de dados variáveis em cores 48%

Produção de mat. pré-impressos 42%

Produção de D V em alta velocidade P&B 39%

Produção de livros sobre demanda 35%

Marketing direto (internet/e-commerce) 34%

Etiquetas e rótulos (baixo e médio volume) 34%

Provas digitais (prooving) 32%

Produção de protótipos e novos prod. 24%

Produção de mat. de comprim. variados (4 cores) 24%

Produção de mock-up de embalagens 15%

Outras 8%

21 instituto de estudos e marketing industrial


Conteúdo

Introdução à Pesquisa
Alguns Dados Comparativos

Percepção das Convencionais

Percepção das Digitais


Projeções e Conclusões

22 instituto de estudos e marketing industrial


Setor Gráfico no Brasil*
Grandes números – período 2005 / 2006:

• São 17,4 mil gráficas no país;

• Geraram em 2006 cerca de R$ 16,2 bilhões em vendas;

• Empregam 183,3 mil pessoas em suas empresas;

• Destas 15,4 mil empresas eram gráficas “impressoras”;

• Convertem 1,8 milhões de toneladas de papel.

(*) Nota: Fonte Abigraf/ Bracelpa

23 instituto de estudos e marketing industrial


Mercado Digital no Brasil*
Projeções 2006:

• Estima-se em 246 gráficas digitais em atividade no país (equivalente a


1,4% do total das gráficas brasileiras);

• Empregam ao todo 27 mil funcionários, incluindo suas atividades digitais e


convencionais (14,7% do setor);

• Ao todo estas empresas converteram 311 mil toneladas de papel,


sendo 79 mil com impressos digitais.

• Geraram cerca de R$ 2,5 bilhões em vendas, 23% deste valor obtido


com os serviços de impressão digital.

(*) Nota: Fonte Pesquisa GE-DIGI

24 instituto de estudos e marketing industrial


Tendências para o Investimento
Projeções – período 2007 / 2008

• Estima-se que 37% das empresas gráficas ‘impressoras’ irão investir


no período (~5,6 mil empresas de um total de 15,2 mil);

• O montante a ser investido deverá superar a casa dos R$ 931 milhões;

• Cerca de 6,2% (949) delas deverá investir em equipamentos digitais


(incluindo pré-impressão e impressão);

• O valor total do investimento previsto para os equipamentos digitais


deverá alcançar a cifra de R$ 174 milhões no período;

• 60% deste valor deverá ser aportado pelas gráficas convencionais;

• 40% pelas empresas já incluídas no grupo das gráficas digitais.

25 instituto de estudos e marketing industrial


Barreiras à Incorporação
Limitações ao investimento em impressão digital

• Custo elevado de implantação dos equipamentos digitais;

• Insegurança (dúvidas) quanto ao momento adequado para um investimento


como este – retorno, custo envolvido, oportunidade mercadológica;

• Desconhecimento quanto às vantagens e à operação de uma nova


tecnologia;

• Receio quanto à durabilidade e resistência física dos equipamentos;

• Velocidade de atualização /obsolescência dos mesmos.

26 instituto de estudos e marketing industrial


Motivações à Migração
Estímulos ao investimento em impressão digital

• Dar um passo à frente dos concorrentes – “Inovar”;

• Agregar serviços diferenciados ao mix de produtos – “Criar Valor”;

• Ganhar participação maior nos clientes atuais – “Solução mais Completa”;

• Ganhar novos clientes – “Competitividade”;

• Câmbio favorável à aquisição de máquinas importadas – “Oportunidade”.

27 instituto de estudos e marketing industrial


Conclusões
Tendências para o mercado digital

• Dentro das gráficas tradicionais a migração vem ocorrendo a partir das


grandes indústrias;

• 68% das gráficas digitais são mistas, isto é, possuem equipamentos


convencionais e digitais para a impressão de seus trabalhos;

• 32% das gráficas digitais operam exclusivamente com esta tecnologia;

• Este é um grupo formado por pequenas empresas e redes de gráficas


rápidas;

• Ficou claro neste estudo, que a migração para digital tende a crescer;

• A próxima pesquisa nos ajudará a averiguar a velocidade com que este


processo deverá se dar, daqui para a frente.

28 instituto de estudos e marketing industrial


Obrigado a todos!

instituto de estudos e marketing industrial


www.iemi.com.br
(11) 3167-3202

29