Você está na página 1de 3

A fé permite ver através do muro

28 de junho de 2009
2 Tim 4:6-18
Pr. Alcenir

A FELICIDADE POR TRÁS DO MURO


A fé permite ver através do muro que separa a vida terrena da vida eterna.
Dois homens, seriamente doentes,ocupavam o mesmo quarto em um hospital. Um
deles ficava sentado em sua cama por uma hora todas as tardes para conseguir drenar o
líquido de seus pulmões. Sua cama ficava próxima da única janela existente no quarto. O
outro homem era obrigado a ficar deitado de bruços em sua cama por todo o tempo.
Eles conversavam muito. Falavam sobre suas mulheres e suas famílias, suas
casas, seus empregos, seu envolvimento com o serviço militar, onde eles costumavam ir
nas férias. E toda tarde quando o homem perto da janela podia sentar-se ele passava todo
o tempo descrevendo ao seu companheiro todas as coisas que ele podia ver através da
janela.
O homem na outra cama começou a esperar por esse período onde seu mundo era
ampliado e animado pelas descrições do companheiro. Ele dizia que da janela dava pra
ver um parque com um lago bem legal. Patos e cisnes brincavam na água enquanto as
crianças navegavam seus pequenos barcos. Jovens namorados andavam de braços dados
no meio das flores e estas possuíam todas as cores do arco-íris. Grandes e velhas árvores
cheias de elegância na paisagem, e uma fina linha podia ser vista no céu da cidade.
Quando o homem perto da janela fazia suas descrições, ele o fazia de modo
primoroso e delicado, com detalhes e o outro homem fechava seus olhos e imaginava a
cena pitoresca. Uma tarde quente, o homem perto da janela descreveu que havia um
desfile na rua e embora ele não pudesse escutar a musica, ele podia ver e descrever tudo.
Dias e semanas se passaram.
Em uma manhã, a enfermeira do dia chegou trazendo água para o banho dos dois
homens mas achou um deles morto. O homem que ficava perto da janela morreu
pacificamente durante o seu sono a noite. Ela estava entristecida e chamou os atendentes
do hospital para levarem o corpo embora.
Assim que julgou conveniente, o outro homem pediu a enfermeira que mudasse
sua cama para perto da janela. A enfermeira ficou feliz em poder fazer esse favor para o
homem e depois de verificar que ele estava confortável o deixou sozinho no quarto.
Vagarosamente, pacientemente, ele se apoiou em seu cotovelo para conseguir olhar pela
primeira vez pela janela. Finalmente, ele poderia ver tudo por si mesmo.
Ele se esticou ao máximo, lutando contra a dor para poder olhar através da janela
e quando conseguiu fazê-lo deparou-se com um muro todo branco.
Ele então perguntou a enfermeira o que teria levado seu companheiro a descrever-
lhe coisas tão belas, todos os dias se pela janela só dava pra ver um muro branco? A
enfermeira respondeu que aquele homem era cego e não poderia ver nada mesmo
que quisesse. Talvez ele só estivesse pensando em distraí-lo e alegrá-lo um pouco mais
com suas histórias.
O autor quer mostrar nessa ilustração que há uma tremenda alegria em fazer
outras pessoas felizes, independente de nossa situação atual. Dividir problemas e pesares
é ter metade de uma aflição, mas felicidade quando compartilhada é ter o dobro de
felicidade. Se você quer se sentir rico, apenas conte todas as coisas que você tem e que o
dinheiro não pode comprar.
Paulo fala de uma felicidade que está por trás do muro, um muro que
através da fé podemos ver do outro lado. Fé é a certeza de coisas que não se esperam,
a convicção de fatos que se não vêem. O caminho da felicidade para Paulo é a fé e o
amor. Sem fé nada faz sentido, mas fé sem amor é impossível. O amor resulta do coração
que crê.

FELICIDADE INCOMPLETA
Na quinta-feira morreu Michael Jackson e o mundo se comoveu.
Pelo pouco que pudemos conhecer da vida de Michael Jackson, ficamos sabendo
algumas coisas bastante serias sobre sua vida.
Em primeiro lugar que ele era uma pessoa doente, que sofria muito com seus
problemas fisicos, tinha muita dor e vivia a maior parte do tempo sob os efeitos de
remedios fortissimos para dor, aqueles que no Brasil sao chamados de faixa preta.
Em segundo lugar, que ele ganhou destaque no Guiness Book como a
celebridade que mais fez doações para obras de caridade no mundo nos ultimos tempos.
E’ importante notar aqui que nos últimos anos de sua vida ficou endividado e estaria
fazendo muitos shows na Europa para levantar cobrir seu deficit.
Em terceiro lugar, algumas coisas da vida de Jackson nos leva a tirar
conclusões sobre sua felicidade. Ele não parecia uma pessoa feliz. Parecia muito mais
uma pessoa muito carente. Ele tinha uma aproximacão muito grande das crianças que lhe
valeu um processo nos tribunais por acusação de abuso de menores. Ao ser submetido a
hipinose, com o seu consciente dominado, confirmou que jamais faria algum assim a
qualquer crianca. Quando perguntado porque aceitou negociar o caso de que era acusado,
disse que o caso lhe doia muito e nao aguentava mais, por admitiu um acordo.
Em quarto lugar, a idéia que a imprensa nos passa é de que seu desejo era ver as
pessoas felizes. Apesar de suas dores e dependência química, quando se empenhava em
fazer o seu trabalho para alegrar as pessoas, se transformava em outra pessoa, era como
se estivesse na ilha da fantasia onde tudo e perfeito, e há felicidade.
Nos somos assim. Por causa de nossa natureza pecaminosa, cometemos erros
e a sociedade nos pune. Mas no fundo do nosso ser nosso desejo é demonstrar amor, e
fazer as pessoas felizes e sermos felizes.
Mas isso não basta. Nós necessitamos da graça de nosso senhor e salvador
Jesus Cristo para que o Espírito Santo trabalhe essa semente que esta em nos para
levarmos uma paz, uma felicidade diferente daquela que Jackson acreditava que as
pessoas precisavam. A felicidade apontada por Jesus Cristo. Deixo-vos a paz, a minha
paz vos dou, nao vo-la-dou como o mundo a dá. Nao se turbe o vosso coracao. Credes
em Deus, crede também em mim.

FELICIDADE: REALIZAR A MISSÃO


O apóstolo Paulo viveu intensamente em busca da realização de sua missão
dada por Jesus Cristo. No início de seu ministério, era impetuoso e até parecia arrogante,
de tão ousado que era para expandir o Reino de Deus.
Paulo amou a igreja a tal ponto de abrir mão do casamento e constituição de
família para se dedicar excluisivamente ao ministério. Ele foi o escritor mais produtivo
dentre os apóstolos e o que mais contribuiu para o crescimento da igreja no primeiro
século.
Ele desejava ver a grande comissão consumada e deu a vida para a edificação
da igreja. Enquanto estava livre paulo viajou por vários lugares pregando, edificando a
igreja. Formou uma equipe de missionários que o acompanhavam. Sendo então
confinado na prisão. Mesmo as grandes e as barras de ferro da prisão puderão conter o
poder de sua palavra.
A sua oração na prisão não era para Deus o libertasse daquele sofrimento,
mas que abrisse portas para que a Palavra de Deus pudesse chegar a quem dela precisava.
Paulo é muito claro na carta aos colossenses 4:3, quando pede orações para que
Deus abrisse portas para a mensagem do evangelho de Cristo.

OBJETIVO ALCANÇADO
No final da vida de Paulo, o império romano tinha endurecido a perseguição
aos crentes nas formas mais cruéis, como fazer tochas humanas iluminar seus jogos,
vestí-los de peles de animais e soltar os cães de caça atrás deles.
Não é nenhuma surpresa que muitos daqueles que acompanhavam Paulo
agora não eram mais tão freqüêntes. Assim ele pede com ênfase para que Timóteo
venha.
Vemos aqui um apóstolo já cansado, cuidando para que a obra que ele iniciou
seja dada continuação.
Paulo diferentemente de Jackson plantou os fundamentos para uma vida
cristã feliz, alcançou seu objetivo deixando a igreja solidamente fundamentada e uma
equipe de pastores e líderes capazes de continuar seu trabalho.
Agora, Paulo já velho, pode encerrar sua missão com a grande declaração de II
Timóteo 4:7 “combati o bom combate ...”.
Jackson não pôde dizer o mesmo ... ele parte e deixa um vazio ....
Paulo parte, mas deixa uma construção espiritual que já chega a dois mil
anos preparando homens e mulheres para fazerem parte do Reino de Deus, que é a
realização final, a felicidade alcançada.

CONCLUINDO A CARREIRA
Certamente, não há lugar no mundo hoje em que não se tomou conhecimento de
que Jackson se foi. Entretanto, até mesmo onde vivemos há pessoas que houvem de um
certo São Paulo, mas não sabem nem um centésimo do que ele era, do que ele fez e do
significado eterno de seu trabalho.
É necessário que nós usemos de todos os recursos que temos hoje para levar o
evangelho de Cristo até os confins da terra.
Um dos recursos principais é a oração para que sejamos capacitados para viver
a vida que Deus quer de nós como testemunhas de Cristo na sociedade.
E esta é a verdadeira felicidade, a felicidade apontada por Jesus Cristo. Deixo-vos
a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o
vosso coração, nem se atemorize. Jo 14:27.
Para encerrar quero falar de uma ilutstração de fato verídico. Aconteceu um
acidente e um alpinista de meia idade não conseguiu voltar da aventura! O pai foi
entrevistado ... “O que o sr. tem a dizer?”. Ele respondeu: “Eu agradeço a Deus por me
ter me permitido desfrutar da companhia dele em um período de vida de muita
alegria”. O reporter não precisou perguntar se ele era crente ...
Esse é o testemunho da paz que Jesus Cristo nos deixou ...

Será maravilhoso irmãos podermos no final dizer como Paulo que combatemos o
bom combate, terminamos a carreira e guardamos a fé ....