ESTIMATIVA DE GASTO ENERGÉTICO PARA METABOLISMO DE REPOUSO E ATIVIDADE FÍSICA

ALEX ANTONIO FLORINDO Profissional de Educação Física Doutor em Saúde Pública Pós-Doutorando

ROTEIRO DA AULA
1. Atividade física, alimentação e saúde; 2. Componentes do gasto energético; 3. Estimativa da taxa metabólica de repouso; 4. Estimativa do gasto energético em atividade física; 5. Orientações para aplicação de alguns métodos.

DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO DA FSP-USP NUPENS-USP

ATIVIDADE FÍSICA, ALIMENTAÇÃO E SAÚDE

ATIVIDADE FÍSICA, ALIMENTAÇÃO E SAÚDE

PROGRAMAS DE SAÚDE PÚBLICA REALIZADOS EM CONJUNTO

CONSUMO E GASTO ENERGÉTICO

Orientações de atividade física como parte de programas de educação nutricional
• 30 minutos de atividade física 5 ou mais vezes por semana; • Gasto energético em atividades físicas de 1000 kcal/semana (~150 kcal/dia)
• Prevenção de hipertensão arterial, diabetes tipo II, doença da artéria coronária e obesidade.
U.S. Department of Health And Human Services 1996;

NUTRIÇÃO

EDUCAÇÃO FÍSICA

CONSUMO ENERGÉTICO

GASTO ENERGÉTICO

• Ideal 2000 kcal/semana (~286 kcal/dia)
• Mais eficaz para prevenção de hipertensão arterial, diabetes tipo II, doença da artéria coronária e Lee I-Min, Paffenbarger Jr RS. Am J Epidemiol 2000; 151:293-99 obesidade.

1

aminoácidos. Segundo Feldman. implantado pela Secretaria estadual da Saúde em 1996. • Medida de energia química armazenada alimentos.5o C a 15. Ed. “Se o cidadão consegue manter uma média diária de 10 mil passos. nos CALORIAS • Taxa metabólica = velocidade com que o organismo está utilizando os estoques de energia. pois considera atividade muscular anterior. diz o secretário das Subprefeituras. mas sim uma forma saudável de estimular a prática de exercícios”. Como a falta de tempo é apontada pela maioria como principal obstáculo. de R$ 50 a R$ 100. Os detalhes do Agita Sampa serão discutidos amanhã com o prefeito. todos terão de usar pedômetros (aparelhos que mede o número de passos dados pelo usuário). • Medida de energia produzida pelo organismo.5o C a temperatura de 1 grama de água. ácidos graxos e glicerol para liberação de ATP. diz. REPOUSO: TMB + TMR 2 . Serra pretende criar um órgão gestor para a promoção da atividade física no município. só 10% dos paulistanos praticam algum tipo de esporte. 1. ele já está na faixa ideal”. gorduras e proteínas são degradados em monossacarídeos. a Prefeitura pretende lançar o Agita Sampa. • Taxa metabólica de repouso (TMR) = superior a TMB. “Não se trata de fiscalização. as caminhadas podem ser uma saída. Conversão de moléculas Williams MH. COMPONENTES DO GASTO ENERGETICO METABOLISMO: processos fisiológicos que ocorrem no organismo Energia: capacidade de realizar trabalho CATABOLISMO E ANABOLISMO • Anabolismo (biossintetização) = fase construtiva onde nutrientes são reunidos para formar macromoléculas como proteínas e ácidos nucléicos. o objetivo é fazer com que cada um dos subprefeitos caminhe por suas regiões. em média. inclusive. para a Prefeitura de São Paulo saber quem caminha mais. Walter Feldman.clique aqui para imprimir Notícia publicada em: 01/03/2005 Tuesday. para incentivar a prática de esportes na cidade. • Unidade padrão para medir calor. Cada pedômetro custa. “Quem sabe possam. Manole (2003) _CALORIA: quantidade de energia calorífica necessária para elevar de 14. economizar gasolina. mantendo contato mais estreito com a comunidade. Trata-se de uma versão municipal do projeto Agita São Paulo. 26/04/200 5 Serra vai controlar os passos de subprefeitos Aparelho apontará quem anda mais O prefeito José Serra vai controlar os passos dos subprefeitos. Energia química 2. Nos próximos dias. Nutrição para saúde. condicionamento físico e desempenho esportivo. Segundo Feldman. • Catabolismo (degradação) = carboidratos. • Taxa metabólica basal (TMB) = exigências energéticas necessárias à manutenção da vida. A secretaria tenta fechar uma parceria com importadores para eliminar os custos.” O secretário diz que. _Quilocaloria (kcal): equivale a 1000 calorias e representa a quantidade de energia calorífica requerida para elevar 1o C a temperatura de 1 kg de água.

• O ETA varia com a composição da dieta. • Cada alimento libera certa quantidade de energia que irá variar de acordo com sua composição. sistema nervoso. • Quociente respiratório (QR) • QR = CO2produzido/02consumido • (oxidação de átomos de carbono e hidrogênio) • Cada litro de O2 consumido libera 5 kcal. para funções involuntárias do organismo. • Sofre influência da composição corporal e do nível de aptidão física. • Responsável por 5 a 10 % do gasto energético total. armazenamento e metabolismo do alimento consumido. respiração. contração do coração. GASTO ENERGÉTICO TOTAL (GET) TMR + ETA + GEAF = GET TOTAL DE GASTO ENERGÉTICO DE CADA COMPONENTE: TMR = 60% a 75% ETA = 5% a 10% GEAF = 15% a 30% _GEAF pode variar entre 5% a 50% CALORIMETRIA INDIRETA ANALISADORES DE GASES _estima o gasto de energia pela determinação do consumo de oxigênio e produção de dióxido de carbono. • Diminui com a idade e é maior nos homens. sexo. _aplicável a clínicas e hospitais DESVANTAGEM _desconfortável _inviável para estudos epidemiológicos 3 . • Responsável por 15 a 30 % do gasto energético total. • Componente mais variável do gasto total de energia. transporte. secreção de hormônios. CÁLCULO DA TAXA METABÓLICA DE REPOUSO VANTAGEM _medição ideal da taxa metabólica de repouso.TAXA METABÓLICA DE REPOUSO _Energia EFEITO TÉRMICO DO ALIMENTO (ETA) • Energia necessária para absorção. composição corporal. sono. hormônios. • Valores de QR são convertidos em kcal (utilização de carboidratos e gorduras). • Influenciado por idade. moderadas e vigorosas. GASTO ENERGÉTICO EM ATIVIDADE FÍSICA (GEAF) • Energia gasta em atividades físicas diárias leves. • TMR = 40% da energia provém dos carboidratos = 60% da energia provém das gorduras • Responsável por 60 a 75 % do gasto energético total.

43.nap.161 _Homens de 19 a 78 anos: • TMB (kcal/dia) = 10 * (peso em kg) + 6. Protein.(4. Harris JA.25 * (altura em cm) . National Research Council.034 * peso kg + 3. (Chapter 5). Jeor (1990) _Mulheres de 19 a 78 anos: • TMB (kcal/dia) = 10 * (peso em kg) + 6.7 * idade em anos).127) * 239 (0. Mifflin MD e col. EQUAÇÕES NORTE-AMERICANAS (DRIs) Crianças e adolescentes (3 a 18 anos) _Sexo masculino: • TMB (kcal/dia) = 68 . • Alterações na eficiência metabólica.896) * 239 (0.25 * (altura em cm) .244 * peso kg – 0.028 * peso kg + 2._Equação de Harris-Benedict (1919) crianças e adultos de todas as idades: para Equação de Mifflin-St. National Academy of Sciences.7 * estatura em cm) .7 * peso em kg) + (5 * estatura em cm) .3 * peso (kg) + 679 11.085 * peso kg + 2.edu> Equações da Organização Mundial da Saúde (FAO/OMS) (1989) Variação de idade Homens 0-3 3-10 10-18 18-30 30-60 > 60 Equações 60.056 * peso kg + 2. Fat.6 * peso em kg) + (1. • Subestimativa em até 10 % Schofield WN. Hum Nutr 39 (S1): 5-41.063 * peso kg + 2. • Mulheres: TMB (kcal/dia) = 655 + (9.2 * peso (kg) _Sexo feminino: • TMB (kcal/dia) = 189 .17. 1985. • Superestimam a TMB em 7 a 24 %.5 * (idade em anos) + 5 • Variações inexplicadas de 30% em indivíduos do mesmo sexo.9 * peso (kg) – 54 22.048 * peso kg + 3.5 * peso (kg) + 651 15. Recommended Dietary Allowances.8 * idade em anos). Cholesterol. altura e peso. Benedict FG.6 * peso (kg) + 879 13. • Homens: TMB (kcal/dia) = 66 + (13. 10a ed. 1990.653) * 239 (0. and Amino Acids (Macronutrients).7 * peso (kg) + 495 17.240 * peso kg – 0. 2002 <www. Washington. DC: Carnegie Institute of Washington. 1919.062 * peso kg + 2. DC: National Academy Press.(6.898) * 239 (0.5 * peso (kg) + 487 Food and Nutrition Board.074 * peso kg + 2. 1985. Washingtoon.6 * idade (anos) + 625 * estatura (metros) + 7.459) * 239 Equações de Schofield (1985) Variação de idade Mulheres 0-3 3-10 10-18 18-30 30-60 > 60 Equações (0. Fiber.130) * 239 (0.033) * 239 (0. Hum Nutr 39 (S1): 5-41. Am J Clin Nutr 51:241.036) * 239 (0. Fatty Acids.3 * idade (anos) + 712 * estatura (metros) + 19.5 * (idade em anos) .049 * peso kg + 2.095 * peso kg + 2.110) * 239 (0. Equações de Schofield (1985) Variação de idade Homens <3 3-10 10-18 18-30 30-60 > 60 Equações (0.754) * 239 (0.9 * peso (kg) Dietary Reference Intakes for Energy.538) * 239 (0. Carbohydrate. 1989) 4 .755) * 239 • Subestimativa em até 10 % Schofield WN. A Biometric study of basal metabolism in man (Publication No 279).

Fat. 1989) Exemplo de cálculo • • • • Mulher de 25 anos com 60 kg TMB = (14. Carbohydrate. (Chapter 5). Atividades de lazer (exercício físico).2 • Pouco ativos = 1. DC: National Academy Press.7 * peso (kg) + 829 10.edu> Food and Nutrition Board.5 * peso (kg) + 596 Determinação do nível de atividade física necessita de outros métodos GET = (TMR * NAF) + 10 % (ETA) Dietary Reference Intakes for Energy. National Research Council. Atividades domésticas. 2002 <www. 3.7 * 60) + 496 = 1378 kcal Mulher ativa (NAF = 1.8) + 10 % = 2756 kcal CÁLCULO DA ATIVIDADE FÍSICA ATIVIDADE FÍSICA EXERCÍCIO FÍSICO ATIVIDADE FÍSICA POSSUI DIMENSÕES BIOLÓGICAS E CULTURAIS Todo movimento corporal produzido por músculos que resulta em gasto de energia Planejado. 10a ed. Midiograf. (1985) Public Health Reports 100:126-31 5 .7 * peso (kg) + 496 8. Atividade física ocupacional. APTIDÃO FÍSICA Caspersen e col. 2. Washingtoon. Londrina.5 • Ativos = 1. Cholesterol. Medidas de atividade física.nap. Atividades de locomoção. Ed. Fiber. Fatty Acids.8) ETA = 10 % GET = (1378 * 1.Equações da Organização Mundial da Saúde (FAO/OMS) (1989) Variação de idade Mulheres 0-3 3-10 10-18 18-30 30-60 > 60 GASTO ENERGÉTICO TOTAL _Nível de atividade física • Sedentários = 1.2 * peso (kg) + 746 14. 4. National Academy of Sciences.8 • Muito ativos = 2.5 * peso (kg) + 499 12. Recommended Dietary Allowances. Protein.0 * peso (kg) – 51 22. and Amino Acids (Macronutrients). Barros & Nahas (2003).1 Equações 61. estruturado e repetido e tem como objetivo melhorar a aptidão física FORÇA FLEXIBILIDADE APTIDÃO AERÓBIA COMPOSIÇÃO CORPORAL _Inclui quatro contextos principais: 1.

Shape. CALORIMETRIA INDIRETA • ERGOESPIROMETRIA VANTAGENS _validação de outras técnicas. 2003 CALORIMETRIA DIRETA VANTAGENS _validação de outros métodos de campo. 6 . _inviável para estudos epidemiológicos e clínica. • Valores de QR são convertidos em kcal (utilização de carboidratos e gorduras). _ideal para pesquisas. _mais acessível a academias e clínicas. Ed. ideal para praticantes de exercícios físicos.CALORIMETRIA DIRETA • CALORÍMETRO FIXO _mede a taxa de transferência de calor do corpo para o ambiente com base na água circulante nos canos. DESVANTAGENS _desconfortável. _aparelhos caros. • Quociente respiratório (QR) • QR = CO2produzido/02consumido • (oxidação de átomos de carbono e hidrogênio) • Cada litro de O2 consumido libera 5 kcal. _difícil manuseio. _medidas de exercícios intensos e com respiração rápida. Gasto energético na atividade física. • Valores de QR são convertidos em kcal (utilização de carboidratos e gorduras). DESVANTAGENS _alteração no padrão das atividades habituais. _alteração das atividades habituais. _aparelhos caros. Gomes TNP. _medição da energia gasta na forma de calor diretamente. _limitado para avaliação de atividade física geral. _interferência de sinais. • ESPIROMETRIA PORTÁTIL VANTAGENS _validação de outras técnicas. ANALISADORES DE GASES Ergoespirometria _estima o gasto de energia pela determinação do consumo de oxigênio e produção de dióxido de carbono. _GEAF é obtido pelas diferenças na temperatura da água que entra e sai dos canos. _acessível a medidas de atividades físicas gerais. Amorim PR. _equipamento caro. CALORIMETRIA INDIRETA • Quociente respiratório (QR) • QR = CO2produzido/02consumido • (oxidação de átomos de carbono e hidrogênio) • Cada litro de O2 consumido libera 5 kcal. _O GEAF é medido diretamente em calorias (produção de calor). ANALISADORES DE GASES Espirometria _estima o gasto de energia pela determinação do consumo de oxigênio e produção de dióxido de carbono. bom para uso individual. DESVANTAGENS _desconfortável.

_não interfere nas atividades habituais do indivíduo. MEDIDORES DE MOVIMENTO _movimentos dos membros e do tronco refletem o gasto energético total (trabalho mecânico). _GET é calculado com base no QR _método recente (a partir de 1982). passadas e movimentos de tronco e membros. PEDÔMETRO 7 . _boa aceitação (são aparelhos discretos). _aparelhos de fácil manuseio. QR = CO2produzido/02consumido VANTAGENS _método altamente preciso. _inviável para estudos epidemiológicos. _não causa restrições nas atividades diárias. _pode haver monitoramento por períodos longos. postura corporal e condições ambientais. _necessita de equipamentos e técnicos especializados. DESVANTAGENS _extremamente caro (350 a 500 dólares por isótopo). _mensuram o total de deslocamentos sem distinguir intensidade. _fornece boa estimativa em relação a maioria dos movimentos. Mola atachada a um pêndulo registra oscilações VANTAGENS _aparelho com baixo custo (entre 30 a 160 reais). ACELERÔMETRO • PEDÔMETROS: monitora a distância total percorrida (passadas) através da medida de oscilações verticais. DESVANTAGENS _não monitoram a intensidade e algumas marcas são menos precisas. _não gera desconforto. _atividades que não requerem deslocamentos verticais e exercícios estáticos são subestimados. _apresenta custo acessível por aparelho (de 300 a 1500 reais). _a FC é influenciada por massa muscular. MONITORAÇÃO DA FREQÜÊNCIA CARDÍACA • MONITORES _mede o registro dos batimentos cardíacos. _monitoramento contínuo de diversas atividades. _aplicável em sujeitos com doenças. _análise do GEAF pode ser feita até 2 semanas após a ingestão. _não fornece informações sobre a intensidade do exercício. _medida fisiológica fácil de se aplicar em campo. DESVANTAGENS _problema no controle dos aparelhos. 2) registradores de distribuição de FC em intervalos. _coleta de urina e análise dos isótopos (não é necessária a coleta do CO2 expirado). _não discrimina atividades específicas. _medida diária de GEAF. _mede acelerações. 3) registradores contínuos de FC VANTAGENS _pode-se calcular a intensidade da atividade física. _instrumentos são usados na cintura. _serve para diversas faixas etárias. estado emocional. _relação linear da FC com o consumo de oxigênio. _problemas em indivíduos com anormalidades na caminhada. _bom para uso individual em clínicas e academias. _padrão para validação de outros métodos. _registro diário em minutos. _inviável para estudos epidemiológicos. _utilizado em estudos de validação de questionários. _não proporciona estimativa do gasto em períodos fracionais. obesos e faixas etárias diferenciadas. _boa aceitação pelos avaliados.MARCADORES FISIOLÓGICOS • ÁGUA DUPLAMENTE MARCADA _estimativa do dióxido de carbono a partir da diferença das taxas de eliminação de hidrogênio e oxigênio (2H e 18O marcados). _utilizados para monitoramento geral da atividade física. 1) acumuladores de FC (média). _mede-se contagem diária de movimentos (GEAF semanal) _material sensível a vibrações.

• Triaxiais: movimentos calculados com base em 3 eixos ortogonais do corpo: vertical.• ACELERÔMETROS: quantifica a aceleração e desaceleração dos movimentos corporais. INQUÉRITOS E QUESTIONÁRIOS INQUÉRITOS E QUESTIONÁRIOS CLASSIFICAÇÃO DO NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA ESCORES GASTO ENERGÉTICO CATEGORIAS • VANTAGEM _boa estimativa da atividade física geral. Midiograf. DESVANTAGENS _problema no controle dos aparelhos pelos avaliados. ânteroposterior e lateral _cálculo do GET é gerado por equações e VANTAGENS _diagnóstico mais preciso para atividades físicas. Midiograf. Londrina. Bouchard e col. Ed. utilizam uma coluna de mercúrio para medida. _aparelhos têm custo acessível (pedômetros). _boa aceitação pelos avaliados (são aparelhos discretos). Medidas de atividade física. Medidas de atividade física. (1997). _inviável para estudos epidemiológicos. _usados para validação de questionários. (1983). Med Sci Sports Exerc 29(S6):S1-205 • DESVANTAGEM _erros maiores de estimativa Barros & Nahas (2003). _problemas com acelerações em outros planos diferentes do vertical e contrações estáticas. • ATIVIDADE FÍSICA HABITUAL ÚLTIMOS 6 a 12 MESES VARIÁVEIS A SEREM MENSURADAS DIÁRIO DE ATIVIDADE FÍSICA Diário de Bouchard e col.37:461-7 8 . (1983) Registro de todas as atividades diárias de 15 em 15 minutos Deve-se realizar em dois dias na semana e um dia no final de semana para se estimar o gasto energético semanal ATIVIDADE FÍSICA ATUAL • ATIVIDADE FÍSICA ATUAL ÚLTIMA SEMANA • Atividade ocupacional • Atividade de locomoção • Exercício físico • Atividade doméstica GASTO ENERGÉTICO Barros & Nahas (2003). Am J Clin Nutr. _movimentos de membros superiores. intensidade e duração das atividades (acelerômetros). considera metabolismo de repouso. Ed. Londrina. _ideal para estudos epidemiológicos Pereira e col. _são aparelhos discretos. sensor mede aceleração e desaceleração vertical (sensor piezoelétrico) _custam entre 300 a 1200 reais. _medem freqüência.

Barros & Nahas (2003).27 1115.84 1.26 1277.26 0. Londrina. • Exige uma maior cooperação dos avaliados. • GET = valor do diário + 10 % ETA Quantidade Constante Peso 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Soma 33 19 27 1 16 0.56 + 10 % = 4137.69 0. Medidas de atividade física.14 599. Ed.57 0.1 kcal/dia DIÁRIO • Vantagem • Detalha as atividades físicas num período curto de tempo.52 0 0 0 0 3761. RECORDATÓRIO DE 24 HORAS DE ATIVIDADE FÍSICA (R24AF) ID: Data: Dia da semana: Horário que foi dormir: Horário que acordou: Manhã: Tarde: Noite: Gasto energético (kcal) Valor METaf X tempo minutos X peso corporal 9 .38 0.5 2 83 83 83 83 83 83 83 83 83 Soma 712. • Quantidade total de cada atividade é multiplicada pela constante e pelo peso. Midiograf.56 kcal / dia 96 GET = 3761. • Desvantagens • Não mensura o padrão de atividade física habitual.2 1.4 1.37 57.CÁLCULO DO DIÁRIO • Vários tipos de atividades são categorizadas entre 1 até 9 de acordo com o gasto energético.

ATIVIDADE FÍSICA • 1 MET (em repouso sentado) = 3.0175 kcal/kg/min LEVES ATIVIDADES LISTADAS EM METs GASTO ENERGÉTICO (kcal) Valor METaf X tempo minutos X peso corporal • Verificar gasto energético de todas as atividades listadas nas 24 horas anteriores no compêndio de atividades físicas. • Fazer cálculo do gasto energético. Dados quantitativos. • • • • • • • Boa avaliação da atividade física atual. • Estimativa semanal (três recordatórios). Ed. Tempo de investigação curto.5 ml/kg/min • 1 MET (em repouso sentado) = 0. Gomes TNP. Gasto energético na atividade física. Shape. • Verificar física. (2000) Med Sci Sports Exerc 32: S498-504 Amorim PR.0175 kcal/kg/min • Estimativa das atividades físicas através de entrevista. Boa aceitação pelos avaliados. MET 10 .5 ml/kg/min • 1 MET (em repouso sentado) = 0. 2003. o nível de atividade Até < 4 METs Entre 4 a 6 METs > 6 METs MODERADAS VIGOROSAS Ainsworth e col. Não alteração da atividade física habitual. Facilidade na lembrança das atividades. Descrição segura e a baixo custo da atividade física atual (novo método de referência). • Estimativa de 24 horas.RECORDATÓRIO DE 24 HORAS DE ATIVIDADE FÍSICA (R24AF) POSSÍVEIS VANTAGENS TAXA DE EQUIVALENTE METABÓLICO (MET) • 1 MET (em repouso sentado) = 3.

1 Dietary Reference Intakes for Energy.9 METs * 60) * 8 horas] = 432 kcal • 2 horas de transporte de carro [(1. Gasto energético em AF menor que 500 kcal/sem • Insuficientemente ativo Gasto energético em AF menor que 1000 kcal/sem Lee I-Min.78 2. Fatty Acids. and Amino Acids (Macronutrients).0 MET * 60) * 3] = 180 kcal • 3 horas de alimentação + 2 horas de higiene pessoal [(1.5 METs * 80) * 5] = 600 kcal GET = 4536 kcal + 10 % = 4989.56 1.2 • Pouco ativos = 1. (Chapter 5). Department of Health And Human Services 1996. Paffenbarger Jr RS. 151:293-99 U.edu> • Aumento do nível de atividade física geral (orientação dos 30 minutos de atividade física/dia e mínimo de 1000 kcal/semana): • Sedentário.10 Organização Mundial da Saúde (1985) Valores de referência para atividade fisica: Nível de atividade física • Sedentários = 1. 11 .64 1.5 METs * 60) * 5] = 450 kcal GET = 2142 kcal + 10 % = 2356.• Trabalho de 8 horas (balconista trabalho em pé) [(4 METs * 80 kg) * 8 horas] = 2560 kcal • 8 horas de sono [(0. Protein. 2002 <www.8 • Muito ativos = 2.nap. Carbohydrate.S. Fiber.6 kcal/dia INDIVÍDUO DE 80 KG • Trabalho de 8 horas (auxiliar de escritório) [(2.0 METs * 60 kg) * 8 horas] = 960 kcal • 8 horas de sono [(0.55 1.9 METs * 80) * 8 horas] = 576 kcal • 1 hora de corrida a 8 km/h [(8 METs * 80) * 1] = 640 kcal • 2 horas de transporte de carro [(1 MET * 80) * 2] = 160 kcal • 3 horas de alimentação + 2 horas de higiene pessoal [(1. Fat.0 MET * 60) * 2] = 120 kcal • 3 horas assistindo televisão [(1.2 kcal/dia INDIVÍDUO DE 60 KG CÁLCULO DO NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA Gasto energético total (kcal) Gasto energético de repouso (kcal) • Valores de referência para atividade fisica: Leve Moderada Vigorosa • Mulheres 1. Cholesterol. Am J Epidemiol 2000.82 • Homens 1.5 • Ativos = 1.

Am J Epidemiol 2000. 12 . Paffenbarger Jr RS. 151:293-99 U.br Lee I-Min. Department of Health And Human Services 1996.S.• Manutenção do nível de atividade física • Ativos Gasto energético entre 1000 a 2000 kcal/sem CONTATO • Muito ativos Gasto energético maior que 2000 kcal/sem ENDEREÇO ELETRÔNICO aflorind@usp.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful