Você está na página 1de 2

SEI CONTAR

Antnio Torrado
escreveu e
Cristina Malaquias ilustrou

H oje, sem mais nem menos, o Joca, ao chegar da


escola, chamou com muita solenidade os pais e contou-lhes
isto que vais ouvir:
Me e pai, oiam o que eu tenho para dizer. Fiquem
avisados que j sei contar. Agora no h nada que me
escape. Eu conto tudo.
"A comear por mim. Querem ver? Tenho cinco dedos
em cada mo, outros tantos em cada p. Portanto, como
tenho duas mos e dois ps, o total dos dedos deixem-
-me contar o total escreve-se assim.
"Tenho dois olhos, um nariz, dois buracos no nariz, uma
boca E dentes? Quantos? Vinte e trs, no contando com
os que j caram nem com os que esto para nascer. Tenho
duas orelhas, duas sobrancelhas, pestanas Quantas
pestanas? Vou ao espelho e conto. difcil mas consegue-
-se. Quarenta e sete pestanas no olho esquerdo, quarenta e
uma no olho direito. Estou desequilibrado em pestanas.

1
APENA - APDD Cofinanciado pelo POSI e pela Presidncia do Conselho de Ministros
Para onde teriam ido as outras? E cabelo, quantos cabelos?
Que maada! Nunca vou conseguir contar todos os meus
cabelos. Se fossem os do meu tio Almiro, no custava
nada. Ele, como vocs sabem, praticamente careca e cola
os cabelos que tem, muito acamadinhos, como se fosse
uma rede de pesca.
"Deso os degraus da minha escada e conto: trinta e seis.
A subir so s trinta e cinco. Porque ser? Chego rua e
conto as janelas do prdio em frente: dezoito, se no
contarmos com a montra da loja do senhor Narciso. Olho
para o cho e vejo muitas pedras da calada. Ponho-me a
cont-las. J vou em cento e oitenta e seis e ainda s dei
dois passos. Onde que acaba a calada? At onde chegam
os nmeros? No vou conseguir contar todas as pedras.
No vou conseguir.
"Tambm no consigo contar todos os quadradinhos do
teu casaco, pai, todas as pintinhas da tua saia, me, todas as
linhas da palma da mo da av, todas as rugas da testa do
av, todos os tic-tac do relgio ingls, todos os gros de
areia da praia, todas as gotas de chuva, todas as estrelas do
cuNo consigo contar. E por mais nmeros que saiba,
dizem-me, nunca conseguirei contar.
"Afinal de que servem os trilies, os quadrilhes, se,
mesmo esses, so poucos para contar tudo o que h para
contar?"
Pois. J sei contar. Mas ainda me falta saber tanta
coisa

FIM

2
APENA - APDD Cofinanciado pelo POSI e pela Presidncia do Conselho de Ministros

Interesses relacionados