Você está na página 1de 2

Acordes de Emprstimo Modal (AEM):

reas da Tnica e da Dominante


Os AEM da rea da Subdominante menor so o que mais tm espao no enriquecimento harmnico
da tonalidade diatnica. Mas h outros acordes que vm enriquecer a categoria dos AEM. Podemos
encontr-los a partir das classes funcionais da Tnica e da Dominante.

Tendo, ainda, como ponto de partida, as escalas de D maior e D menor natural, observamos os
seguintes acordes, caracterizados pelas notas b3 e b7 da escala menor:

C7M Em7 G7

Cm7 Eb7M Gm7

Os acordes Im7 e bIII7M


Encontramos estes dois acordes na rea da tnica. J observamos, em algumas ocasies, a troca
entre o I grau maior e menor (lembremos, por exemplo, da msica Michelle dos Beatles ou da
msica Luiza de Tom Jobim). O acorde bIII7M pode se encontrar em ocasies como, por exemplo:

IIIm7 bIII7M IIm7 V7


Em7 Eb7M Dm7 G7

Outra possibilidade de encontrarmos o acorde bIII7M essa:

I7M bIII7M I7M


C7M Eb7M C7M

Curso de Harmonia Aplicada Msica Popular - Mdulo 2 - www.terradamusica.com.br


Vimos, anteriormente, os acordes bII7M, bVI7M e agora o acorde bIII7M. Observamos que so
todos X7M, e nos permitem criar, passagens muito interessantes como a que segue:

bIII7M bVI7M bII7M I7M


Eb7M Ab7M Db7M C7M

Seus baixos por quintas descendentes nos fazem lembrar do encadeamento de dominantes por
quintas descendentes: E7 - A7 - D7 (ou, porque no, de uma cadncia de acordes SubV7 por
quintas descendentes).

Esses acordes X7M trazem para a tonalidade o que j chamamos de "Estruturas Constantes". A
partir dessa ideia, ento, podemos estender a sequncia incorporando mais um acorde X7M, que
est em relao de quinta descendente: o acorde bVII7M.

IIm7 (V7) bVII7M bIII7M bVI7M bII7M I7M


Dm7 G7 Bb7M Eb7M Ab7M Db7M C7M

O acorde Vm7
Outro acorde oferecido pela escala menor natural o acorde Vm7. No mbito da tonalidade menor,
ainda podemos considerar o Vm7 como um "dominante", mesmo que no possua o trtono (devido
fora do movimento do baixo que desce uma quinta justa). A cadncia Im-IVm-Vm-Im possui um
"sabor" antigo, e, nesse contexto, interpretamos o Vm como V grau.

Todavia, seu emprego, por emprstimo, no mbito da tonalidade maior, perde a fora caracterstica
do acorde de dominante, ficando em um "limbo": dominante ou no ? Resolvemos a questo
dizendo que se trata de um AEM! E vamos cifr-lo apenas como Vm7, sem colocar setinha de
resoluo.

Curso de Harmonia Aplicada Msica Popular - Mdulo 2 - www.terradamusica.com.br