Você está na página 1de 3

Escola Superior de Educao de Torres Novas

PLANO DE SESSO

Curso
Higiene e Segurana Alimentar na Restaurao.

Mdulo I Contaminao de Alimentos na Restaurao: Sesso 2- Conceito de perigo e natureza dos vrios perigos:
Biolgicos, Qumicos e Fsicos.

Pblico-alvo Todas as pessoas que trabalham na rea da restaurao com ou sem experincia, tais como: cozinheiros,
empregados de mesa e gerentes, que possuam pelo menos o 4 ano de escolaridade e com idade superior a 18 anos.

Formador
Rui Domingues
Durao
20 Minutos

Dotar os formandos de conhecimentos sobre os perigos Fisicos, Qumicos e Biolgicos, que podem contaminar os
Objetivo Geral alimentos.

I
I
I
Escola Superior de Educao de Torres Novas

Objetivos Especficos Contedos Programticos Metodologia utilizada Recursos Tcnico Avaliao Tempo
Pedaggicos

- Cumprimento e ponte da sesso 1 minuto


anterior para a atual.

- Apresentao dos vrios contedos e


objetivos.
No final da sesso os Mtodo expositivo/tcnica de
- Conceito de perigo. exposio
formandos, atravs de um
teste escrito - Perigos biolgicos (fungos, vrus, Formulao oral de
parasitas e bactrias). questes
( verdadeiro/falso) com o
tempo limite de cinco - Perigos qumicos ( aditivos Mtodo interrogativo/tcnica 10 minutos
alimentares, pesticidas, medicamentos da pergunta Videoprojetor,
minutos e sem margem de
veterinrios, metais pesados, toxinas computador e
erro devero ser capazes naturais e alergneos). apresentao em Power
Point
de:
- Perigos fsicos (pedaos de madeira,
- Definir o conceito de vidro e metal). Fotocpias
perigo.
- Sntese dos contedos desenvolvidos. 2 minutos
- Distinguir os perigos
quanto sua natureza
(biolgicos, qumicos e
fsicos). - Avaliao Teste misto 5 minutos

Mtodo interrogativo/tcnica 1 minuto


- Correo do teste da pergunta

- Ponte para a sesso seguinte. 1 minuto

Bibliografia: Amorim, J., Novais, M. R. (2006). Guia para Controlo da Segurana Alimentar em Restaurantes Europeus, Laboratrio de Microbiologia dos Alimentos,
Instituto Nacional de Sade Dr. Ricardo Jorge, Lisboa.
CAC (2003). Cdigo de Prticas Internacionais Recomendadas Princpios Gerais de Higiene Alimentar: CAC/RCP 1-1969, Rev. 4-20031.
I
I
Escola Superior de Educao de Torres Novas

Batista, P, Linhares, M. (2005). Higiene e Segurana Alimentar na Restaurao Volume 1 Iniciao, Forviso, Guimares

I
I