Você está na página 1de 5

PERFIS PROFISSIONAIS

I. Referencial de Actividades
Designação Outras designações utilizadas

Gestor(a) da Qualidade Director(a) da Qualidade; Responsável pela


Qualidade; Chefe do Serviço de Controlo da
Qualidade; Engenheiro(a) Responsável pela Área
da Qualidade; Engenheiro(a) Responsável pela
Gestão da Qualidade; Assessor(a) da Qualidade
Missão

Gere e dinamiza o Sistema da Qualidade da empresa, com o objectivo de fomentar a comunicação


interna e externa, na óptica da melhoria contínua e da satisfação do cliente.
Local de Exercício da Actividade Condições de Exercício

Empresas industriais de média ou grande


dimensão (Vestuário, Rochas Ornamentais, Têxtil,
Cerâmica, Metalurgia e Metalomecânica,
Construção Civil e Obras Públicas, Madeira e suas
Obras).
Área Funcional

Área da Qualidade
Actividades

• Participa, em conjunto com a direcção da empresa, na definição da política da Qualidade da


empresa.

• Define os processos e os meios necessários à implementação do Sistema da Qualidade da empresa,


tendo em conta os objectivos definidos na política da Qualidade.

• Define as características do tipo de auditoria interna e acompanha os processos de auditoria interna


e externa.

• Coordena as actividades da Qualidade, por forma a minimizar os custos globais de produtos e


serviços e, de uma forma geral, os custos da não qualidade.

• Participa na gestão de recursos humanos, nomeadamente, ao nível de critérios de recrutamento e


selecção de avaliação de desempenho e nas práticas de formação na sua área.

• Colabora na selecção e homologação de fornecedores, de acordo com critérios da Qualidade


estabelecidos.

• Analisa e controla os resultados da área da Qualidade.

• Conduz e desenvolve o processo de melhoria contínua do Sistema da Qualidade da empresa.

• Gere os fluxos de informação da área da Qualidade.

• Estabelece contactos e parcerias com centros de investigação, laboratórios, clientes e fornecedores.

• Propõe formas de melhoria para a organização baseadas em novos modelos de Gestão da Qualidade
(Total Qualiy Management, Modelos de Excelência,...).

• Elabora documentos técnicos relativos à área da Qualidade.


II. Referencial de Competências Mobilizáveis
Saberes-fazer técnicos

• Avaliar informações relativas ao grau (expectável e desejável) de satisfação dos clientes, ao


desenvolvimento dos recursos humanos dentro da organização, dos contributos potenciais de
fornecedores e de parceiros e, ainda, do nível e o tipo de melhoria necessária para o sucesso da
organização.

• Interpretar normas, regulamentos técnicos e procedimentos da Qualidade


(nacionais/internacionais).

• Aplicar procedimentos e normas da Qualidade, em função dos objectivos previamente definidos


para a área da Qualidade.

• Avaliar as necessidades e identificar os objectivos das diferentes áreas da empresa, de forma a


conceber uma política da Qualidade articulada com a estratégia global da empresa.

• Articular, com a administração e com as diferentes áreas da empresa, a estratégia da Qualidade de


forma a que os objectivos possam convergir no desenvolvimento da estratégia global da empresa.

• Implementar Sistemas de Gestão da Qualidade, de ambiente, de saúde, de higiene e segurança.

• Definir planos de actuação para as áreas de ambiente, saúde, higiene e segurança (práticas de
trabalho, documentação, instrumentos e regras básicas,...).

• Definir e formalizar responsabilidades, procedimentos, processos e recursos para cada área


funcional da empresa, tendo em conta a política da Qualidade pré-determinada.

• Definir mecanismos formais de ligação e de controlo da Qualidade entre as diferentes áreas da


empresa, de forma a garantir o desenvolvimento da política da Qualidade.

• Seleccionar a informação a incluir no manual da Qualidade de forma a descrever as linhas de


orientação da política e do Sistema da Qualidade da empresa.

• Organizar o manual da Qualidade da empresa.

• Calcular custos (materiais e humanos, de prevenção e de avaliação, das não conformidades, das
falhas internas e externas) relativos à área da Qualidade, de acordo com a estratégia previamente
definida.

• Recolher documentação de natureza variada relativa às áreas da empresa (documentos utilizados


no controlo, mapa descritivo do equipamento de medição).

• Elaborar a instrução do processo de certificação (dossier de candidatura).

• Avaliar as capacidades das entidades certificadoras/auditoras e fornecedores (materiais e


equipamentos de controlo e de medição) de forma a seleccionar aqueles que melhor respondem às
necessidades da empresa.

• Acompanhar tecnicamente as entidades certificadoras e/ou auditoras (clientes) no processo de


certificação.

• Definir o processo de auditoria interna, nomeadamente, no que diz respeito às áreas e aos produtos
a auditar.

• Verificar continuamente a aplicação dos procedimentos da Qualidade em função do manual da


Qualidade de empresa, tendo em conta a redução dos custos das não conformidades.

• Definir critérios de recrutamento e selecção para a área da Qualidade.

• Definir critérios de avaliação de desempenho.

• Identificar necessidades de formação e propor acções de formação.

Saberes
• Conhecimentos profundos de legislação e normas da Qualidade.

• Conhecimentos profundos de métodos e técnicas de Gestão da Qualidade.

• Conhecimentos profundos de tecnologia de controlo da Qualidade.

• Conhecimentos sólidos de metrologia.

• Conhecimentos sólidos de gestão de recursos humanos, nomeadamente, de recrutamento e


selecção, formação, avaliação de desempenho e técnicas de motivação

• Conhecimentos sólidos de técnicas de liderança, de gestão de equipas e de comunicação.

• Conhecimentos sólidos de organização e gestão de empresas.

• Conhecimentos sólidos ao nível da legislação laboral e ambiental.

• Conhecimentos sólidos das práticas e mecanismos de saúde, segurança e higiene no trabalho.

• Conhecimentos sólidos de diferentes processos produtivos e tecnologias associadas.

• Conhecimentos fundamentais de técnicas de negociação.

• Conhecimentos fundamentais de informática na óptica do utilizador.

• Conhecimentos fundamentais de exploração de Tecnologias e Sistemas de Informação.

• Conhecimentos fundamentais de contabilidade analítica.

• Conhecimentos fundamentais de inglês técnico.

• Conhecimentos fundamentais de marketing.

Saberes-fazer sociais e relacionais

• Desenvolver relações internas à empresa, nomeadamente com os responsáveis da administração


geral e com diferentes áreas funcionais, no sentido de definir os objectivos gerais da política da
Qualidade da empresa, em articulação com a estratégia global da empresa.

• Desenvolver relações externas, nomeadamente com clientes, no sentido de avaliar o seu nível de
satisfação face aos produtos ou serviços e com os fornecedores e auditores, no sentido de avaliar a
qualidade do seu serviço.

• Comunicar com a área de marketing e da produção com o objectivo de, no primeiro caso, saber
quais as necessidades dos clientes e, no segundo caso, transmitir esta informação numa linguagem
mais operacional e com as respectivas especificações técnicas.

• Actualizar-se sobre novos processos e ferramentas de gestão e controlo da qualidade.

• Animar, motivar e liderar equipas.

• Delegar responsabilidades e funções.

• Delegar a tomada de decisão.

• Trabalhar com orientação para objectivos.

• Agir em conformidade e fazer cumprir normas de higiene, segurança e procedimentos descritos no


manual da Qualidade.

• Decidir em tempo útil de forma a resolver situações imprevistas.

• Inovar e sugerir formas de melhoramento no Sistema e na Gestão da Qualidade.

• Negociar com interlocutores internos (administração e outras áreas funcionais da empresa) e


externos (organismos certificadores/auditores e fornecedores) à empresa.

• Transmitir, aos seus colaboradores, a política da Qualidade, os objectivos e os requisitos definidos


para a área da Qualidade.

• Definir e implementar um processo eficaz e eficiente para comunicar a política, os requisitos e os


objectivos da Qualidade.

• Identificar os métodos de informação mais adequados aos objectivos pré-estabelecidos (meios


audiovisuais e electrónicos — correio electrónico e websites —, painéis com notícias, jornais/revistas
internos, inquéritos, planos de sugestões,...), com o objectivo de melhorar a rapidez de circulação da
informação na empresa.

• Definir e implementar formas eficazes de comunicação com os clientes relativas a: informações


sobre os produtos, questionários, contratos,.. assim como para o retorno das informações
(reclamações, por exemplo).

• Aplicar ferramentas de gestão de suporte documental, que permitem transmitir instruções de


trabalho, recolher sugestões, comunicar com clientes e fornecedores,...

• Definir e negociar acordos de cooperação com entidades variadas, em função das necessidades da
empresa.

• Avaliar o grau de satisfação dos clientes.

• Definir objectivos, a longo prazo, que assegurem a continuidade das relações de parceria e que
identifiquem oportunidades de acordos de cooperação.

• Definir métodos para medir o desempenho da organização (medições financeiras, medições


externas, tais como o benchmarking, avaliação da satisfação dos clientes, das pessoas na
organização,...)

• Aplicar ferramentas de foro organizacional (grupos de diagnóstico, círculos da qualidade, grupos de


melhoria, autocontrolo...) que permitam incitar o empenho, a motivação e a participação dos
colaboradores.

• Aplicar modelos de Gestão da Qualidade (TQM, Kaizen, Modelos de Excelência,...) por forma a
potenciar o envolvimento de todos os colaboradores da empresa e a melhoria contínua.

• Analisar informações relativas aos processos de controlo da Qualidade (tipo e número de produtos
defeituosos) em função dos objectivos do plano da qualidade.

• Identificar indicadores para avaliar resultados, tendências, objectivos e comparações com outras
organizações.

• Definir métodos de medição da qualidade (por ex.: percentagem de produtos defeituosos,


percentagem de não conformidades no Sistema da Qualidade,...).

• Identificar e aplicar ferramentas estatísticas aplicadas ao Controlo da Qualidade (controlo estatístico


do processo, diagramas de dispersão, métodos Taguchi, ...).

• Identificar e analisar as causas dos desvios e, em caso de necessidade, reformular políticas de


actuação.

• Redefinir objectivos e procedimentos de Gestão da Qualidade (nomeadamente, ao nível do


planeamento e do controlo da qualidade) tendo em conta, por um lado a avaliação dos resultados
obtidos (face às exigências pré-definidas) e, por outro, o nível de satisfação dos clientes.

• Sintetizar e redigir informações, nomeadamente, sobre processos de trabalho, os colaboradores, os


clientes, os fornecedores, os processos de auditoria de controlo de resultados (financeiros, humanos
e materiais), entre outras.
III. Formação e Experiência
Formação superior de nível IV ou V, nomeadamente, na área da Engenharia e Gestão Industrial. Pode
ser condição preferencial para o sector do Vestuário e Têxtil formação em Engenharia Têxtil ou
Química, no sector da Cerâmica formação em Engenharia Cerâmica, Vidro ou Química, no sector da
Metalurgia e Metalomecânica, formação em Engenharia Mecânica, Metalúrgica ou Electromecânica, no
sector da Construção Civil e Obras Públicas, formação em Engenharia Civil e, no sector da Madeira e
suas Obras, formação em Engenharia das Madeiras.

São também valorizadas quer a formação na área da Qualidade (gestão da qualidade, controlo,
normas,...) quer uma experiência profissional mínima em uma ou várias áreas da empresa
(produção, comercial,...). Pode ainda ser relevante a frequência de acções de formação relacionadas
com temáticas do foro cognitivo ou social, como: liderança, gestão de conflitos, comunicação,
assertividade, ...
IV. Especificidades de Mercado de Trabalho
Especialização em Domínios de Intervenção
Variabilidade do Emprego
Pode ser especializado no desenvolvimento de
Nas empresas de média dimensão, as actividades auditorias em alguns sectores de actividade.
deste profissional podem ser alargadas a outras
áreas funcionais (comercial, produção, Gestão de
Recursos Humanos...).