Você está na página 1de 2

INVENTRIO E PARTILHA EXTRAJUDICIAL (POR ESCRITURA

PBLICA)

Resoluo CNJ n 35/2007 Principais tpicos

Art. 1 Para a lavratura dos atos notariais de que trata a Lei n


11.441/07, livre a escolha do tabelio de notas, no se aplicando
as regras de competncia do Cdigo de Processo Civil.

Art. 2 facultada aos interessados a opo pela via judicial ou


extrajudicial; podendo ser solicitada, a qualquer momento, a
suspenso, pelo prazo de 30 dias, ou a desistncia da via judicial,
para promoo da via extrajudicial

Art. 3 As escrituras pblicas de inventrio e partilha,


separao e divrcio consensuais no dependem de
homologao judicial e so ttulos hbeis para o registro civil e o
registro imobilirio, para a transferncia de bens e direitos, bem
como para promoo de todos os atos necessrios
materializao das transferncias de bens e levantamento de
valores (DETRAN, Junta Comercial, Registro Civil de Pessoas
Jurdicas, instituies financeiras, companhias telefnicas, etc.)

Art. 11. obrigatria a nomeao de interessado, na escritura


pblica de inventrio e partilha, para representar o esplio, com
poderes de inventariante, no cumprimento de obrigaes ativas
ou passivas pendentes, sem necessidade de seguir a ordem
prevista no art. 990 do Cdigo de Processo Civil.

Art. 14. Para as verbas previstas na Lei n 6.858/80, tambm


admissvel a escritura pblica de inventrio e partilha.

Art. 15. O recolhimento dos tributos incidentes deve


anteceder a lavratura da escritura.

Art. 23. Os documentos apresentados no ato da lavratura da


escritura devem ser originais ou em cpias autenticadas, salvo os
de identidade das partes, que sempre sero originais.

Art. 26. Havendo um s herdeiro, maior e capaz, com direito


totalidade da herana, no haver partilha,lavrando-se a
escritura de inventrio e adjudicao dos bens.
Art. 27. A existncia de credores do esplio no impedir a
realizao do inventrio e partilha, ou adjudicao,por escritura
pblica.

Art. 28. admissvel inventrio negativo por escritura pblica.

Art. 31. A escritura pblica de inventrio e partilha pode ser


lavrada a qualquer tempo, cabendo ao tabelio fiscalizar o
recolhimento de eventual multa, conforme previso em
legislao tributria estadual e distrital especficas.

Art. 32. O tabelio poder se negar a lavrar a escritura de


inventrio ou partilha se houver fundados indcios de fraude ou
em caso de dvidas sobre a declarao de vontade de algum dos
herdeiros, fundamentando a recusa por escrito.