Você está na página 1de 19

Universidade Federal de Campina Grande

Departamento de Engenharia Eltrica

Anlise de Sinais e Sistemas


Aula: Sistemas

Luciana R. Veloso
Luciana.veloso@dee.ufcg.edu.br
SISTEMAS

x(t) y(t)=T[x(t)]
T[]
x[n] y[n]=T[x[n]]

Modelado matematicamente como


uma nica transformao ou operao
PROPRIEDADES DOS SISTEMAS
Os sistemas podem ser classificados
em termos de suas propriedades:
Memria
Invertibilidade
Causalidade
Estabilidade
Invarincia ao Deslocamento
Linearidade
SISTEMAS COM OU SEM
MEMRIA
Um sistema dito sem memria se a
sada em qualquer instante de tempo
depende apenas da entrada naquele
mesmo instante.
SISTEMAS COM OU SEM
MEMRIA
Sistema sem memria
Ex: resistor, a entrada a corrente e a
sada a tenso.
y t Rx t
vt Ri t

Sistema com memria


1 t
vt i d
C
n
yn xk
k
SISTEMAS COM OU SEM
MEMRIA
Exerccios
1. y[n] x [n]
2

2. y[n] x[n n0 ]
3. y (t ) x(t )
SISTEMA INVERTVEL

Um sistema invertvel aquele em


que a sequncia de entrada pode ser
obtida a partir da sequncia de
sada.

Entradas distintas correspondem a


sadas distintas.
SISTEMA INVERTVEL

Sistema invertvel

y[n] 2 x[n]
n
y[n] x[k ]
k
y[n 1] x[n]

Sistema no invertvel
y[n] x 2 [n]
y[n] 0
CAUSALIDADE
Um sistema chamado causal se sua
sada y(t) em um tempo arbitrrio
t=t0 depender apenas da entrada
x(t) para t t0.

Depende apenas das amostras


presentes ou passadas
Sistema no-antecipativo.
Todo sistema realizvel causal.
CAUSALIDADE
Sistema causal
Dica: Olhar em todos os
y[n] x[n] x[n 1] instantes

y (t ) x(t ) cos(t 1)
z[n] y[n] y[n 1]
Sistema no causal
y[n] x[n] x[n 1]
y (t ) x(t )
z[n] y[2n]
SISTEMAS CAUSAIS
ESTABILIDADE
Sistema estvel se para toda
sequncia de entrada limitada esse
sistema produz uma sada tambm
limitada.
x[n] limitado se: |x[n]| Bx < para
todo n
y[n] limitado se: |y[n]| By < para
todo n
O sistema estvel se y[n] limitado
para todo e qualquer sinal x[n]
limitado.
ESTABILIDADE
Sistema estvel
m Dica: Qual o valor mximo
y[n] x[n k ]
k m
da sada?

y[n] x[n] 2

Sistema instvel
n
y[n] x[k ]
k

y[n] x( )d

EXERCCIOS

1. y (t ) e x (t )

2. y (t ) tx (t )
ESTACIONARIDADE (INVARINCIA
NO TEMPO)
O comportamento e as caractersticas
do sistema no dependem do tempo.
Um deslocamento no tempo de t 0 no
sinal de entrada resulta num
deslocamento no tempo de t 0 na sada
Se:
y[n] T [ x[n]]

Ento:
y[n n0 ] T [ x[n n0 ]]
INVARINCIA
Exemplo
y[n] 3x[n]
y[n] nx[n]

Exerccios

y (t ) sen( x(t ))
y (t ) x(2t )
SISTEMAS LINEARES
Um sistema dito linear se obedece
ao Princpio da Superposio:
Dado:
y1 (t ) T [ x1 (t )] y2 (t ) T [ x2 (t )]
Aditividade:
T [ x1 (t ) x2 (t )] T [ x1 (t )] T [ x2 (t )] y1 (t ) y2 (t )
Homogeneidade:
T [ax1 (t )] aT [ x1 (t )] ay1 (t )
T [ax1 (t ) bx2 (t )] aT [ x1 (t )] bT [ x2 (t )] ay1 (t ) by2 (t )
17
LINEARIDADE
Um sistema linear se a entrada for
zero a sada tambm zero

y[n] 2 x[n] 5
EXERCCIOS
1. y (t ) tx (t )
2. y (t ) x 2 (t )

Livro: 1.15, 1.16, 1.17, 1.18, 1.19, 1.20, 1.26, 1.27, 1.28, 1.30 e
1.31