Você está na página 1de 1

Exerccio de servido: O proprietrio do prdio dominante pode retirar da

servido as vantagens que possa proporcionar, dentro dos limites


estabelecidos no ato constitutivo. Pode realizar obras no prdio serviente
necessrias sua conservao e uso.

No caso de a servido pertencer a mais de um prdio, as despesas sero


custeadas pelos respectivos donos. Nada impede que, por acordo, fique a cargo
do dono do prdio serviente a responsabilidade pelas obras referidas. Nesse
caso, pode exonerar-se na obrigao abandonando total ou parcialmente a
propriedade ao dono do prdio dominante.

Se as obras forem muito caras para o dono do prdio serviente, pode ele para
se livrar do nus, abandonar a parte onerada com a servido. Caso o
proprietrio do prdio dominante se recuse a receber a propriedade do
serviente, ou parte dela, dever custear as obras.

O dono do prdio serviente pode remover a servido de um local para outro e


as suas custas, desde que no diminua as vantagens do prdio dominante. Da
mesma forma pode fazer o dono do prdio dominante, desde que haja
considervel melhoria na utilidade e no prejudique o prdio serviente.

Instituda uma servido de trnsito, no est autorizado seu titular a retirar


gua, porque, constituda para certo fim, no se pode ampliar para outro.
Caso as necessidades de cultura ou da indstria, do prdio dominante
imponham servido maior largueza, o dono do serviente obrigado a sofr-
la, mas tem direito a ser indenizado pelo excesso.