Você está na página 1de 2

A​ ​Construção​ ​das​ ​Reuniões

A construção das forma e determina quem vem ao círculo, o tempo que ele dura e

que tipo de resultado é esperado. O chamador dispende tempo articulando a intenção​ ​e​ ​o​ ​convite​ ​do​ ​círculo.

Ponto de partida ou boas-vindas - Uma vez que as pessoas estão reunidas, é útil

iniciar o círculo com um gesto que mude a intenção do grupo de espaço social para espaço de conselho. Este gesto de boas-vindas pode ser um momento de silêncio,

a leitura de um poema, uma musica, ou um toque de sino.Algo que convide a atenção​ ​para​ ​o​ ​centro.

Estabelecendo o centro O centro de um círculo é como o eixo de um roda, todas as energias passam por ele e é o que detém o aro junto. Para lembrar de como o eixo ajuda o grupo, o centro de um círculo geralmente contém objetos que representam a intenção do círculo. Qualquer símbolo que se encaixa nesse propósito​ ​ou​ ​adiciona​ ​beleza​ ​vai​ ​servir:​ ​flores,​ ​cestas,​ ​velas,​ ​incensos,​ ​etc. As pessoas podem colocar objetos pessoais no centro como uma forma de expressar​ ​sua​ ​presença​ ​e​ ​relação​ ​com​ ​a​ ​intenção.

Check-in O Check-in (a entrada) coloca o grupo em um estado de espírito para o espaço de conselho e lembra a todos de seu compromisso com a intenção declarada. Ele garante que as pessoas estão verdadeiramente presentes. O compartilhamento verbal, especialmente uma breve história, ajuda a tecer a rede interpessoal​ ​do​ ​círculo. Exemplo de pergunta: Como você chega aqui hoje? O que você gostaria da conversa​ ​de​ ​hoje?

Estabelecimento das Pautas de reunião previamente: Se o objetivo da reunião é elaborar estratégias e plano de ação, antecipar a pauta de reunião um dia antes faz com que a mesma seja mais eficiente, evitando surpresas e fazendo com que as sugestões sejam mais criativas devido ao tempo que o funcionário teve para pensar sobre​ ​o​ ​assunto.

Definição dos acordos O uso de acordos permite que todos os membros tenham uma troca livre e profunda, respeitando a diversidade de pontos de vista e dividindo a responsabilidade do direcionamento e bem-estar do grupo. Acordos frequentemente​ ​utilizados​ ​incluem:

Propostas​ ​iniciais​ ​dos​ ​acordos:

​ ​ouvir​ ​com​ ​atenção;

​ ​presevar​ ​o​ ​que​ ​for​ ​dito​ ​no​ ​círculo​ ​dentro​ ​do​ ​círculo;

​ ​oferecer​ ​o​ ​que​ ​puder​ ​dar​ ​e​ ​pedir​ ​o​ ​que​ ​precisar;

​ ​Falar​ ​com​ ​intenção

O Guardião do círculo Uma ferramenta importante para ajudar na auto-governança e trazer o círculo de volta para sua intenção é o guardião. Um membro do círculo se voluntaria para assistir e proteger a energia do grupo e observar seu processo. O guardião geralmente emprega um objeto, como um carrilhão, sino ou chocalho que utiliza para pausar a ação, tomar fôlego e descansar em um espaço de silêncio. Em seguida, o guardião faz o sinal novamente e fala porque chamou a pausa. Qualquer membro​ ​pode​ ​chamar​ ​uma​ ​pausa​ ​para​ ​o​ ​círculo.

Check-out e despedida Ao final do círculo, é importante que cada pessoa comente sobre o que aprendeu ou o que permanece no seu coração e em sua mente ou como ela está saindo do círculo. Essa verificação fornece um fim formal para a reunião, uma oportunidade para membros refletirem sobre o que aconteceu. Quando as pessoas retornam do espaço de conselho para o espaço social, elas liberam umas às outras da intensidade de atenção que o círculo requere. Muitas vezes, depois do check-out, o anfitrião, guardião ou um voluntário oferece algumas palavras inspiradas de despedida, ou um sinal de alguns segundos de silêncio antes do​ ​círculo​ ​ser​ ​encerrado. Exemplo de perguntas: Como você sai da conversa hoje?/ Em uma palavra como você​ ​sai​ ​da​ ​conversa?

Interesses relacionados