Você está na página 1de 1

Resenha Beyond Budgeting: Muito alm do Oramento

As decises ocupam-se em melhor conhecer o hoje para transformar o futuro. Com


essa clebre frase de Peter Drucker, conhecido como pai da Administrao, inicio essa resenha
falando sobre as mudanas nas formas de gesto de empresas e oramentos nos ltimos anos
em conjunto com as mudanas organizacionais que ocorrem no mundo corporativo. Paralela a
essas mudanas temos o Beyond Budgeting, um modelo de gesto sem oramentos, que torna
a empresa mais malevel e at mesmo mais adaptvel ao mercado.

O Beyond Budgeting, em traduo livre seria alm do oramento, um modelo que


surgiu no final dos anos 90 no Reino Unido, com uma proposta de um modelo mais
descentralizado, com maior adaptabilidade e fugindo do modelo oramentrio tradicional.

Esse modelo de gesto, j muito popular em pases Europeus e norte-americanos, e que


vem iniciando sua implementao no Brasil, principalmente em empresas que j operam com o
mercado externo e que investem em pessoas, j vem trazendo lucros, pois cria um ambiente
melhor, com avaliaes mais justas, com grandes recompensas para os grupos de colaboradores
das empresas, com objetivos e metas bem definidos e tambm com recursos disponveis e
acessveis para as equipes, visando o melhor atendimento ao cliente final.

Com a anlise dos materiais disponibilizados sobre o tema, em conjunto com anlises
de empresas que implementaram o modelo, podemos perceber que esse modelo traz para os
colaboradores das empresas, no somente uma perseguio pela meta individual em busca da
remunerao financeira, mas sim uma busca pelo alto nvel nos indicadores de desempenho
tanto individuais, como em equipes.

Dessa forma, acredito que as mudanas nos modelos de gesto so necessrias,


principalmente em um processo que j vem se mostrando rentvel, digo isso pois a empresa em
que trabalho utiliza esse modelo de gesto, com avaliaes em equipe, KPIs ajustados,
comparaes com benchmarks externos, processos de gesto que visam atender as exigncias
do cliente, ou seja, um modelo que apesar de difcil de ser implementado pelas amarras que a
nossa cultura administrativa ainda tem com o modelo tradicional, caso bem feito, pode servir
para auxiliar as empresas e seus colaboradores para prestar um servio de cada vez mais
qualidade.

Guilherme Bagetti Pohl,

Analista de Riscos Varejo no Banco Santander S.A.

Graduando em Cincias Contbeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.