Você está na página 1de 124

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 146

COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS


INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 0005/2010


PROCESSO Nº 0701-001.035/2010
DATA DE REALIZAÇÃO DA SESSÃO PÚBLICA: 03/09/2010
HORÁRIO: a partir das 10:00 horas
LOCAL: Av. Dr Arnaldo , 355 - 2º Andar – ANFITEATRO
VISTORIA: 25/08 das 09:00h as 17:00h e 27/08/2010 das 09:00h as 17:00h

A Senhora MARTA LOPES SALOMÃO, usando a competência atribuída pelo Senhor


Governador do Estado de São Paulo, no Decreto de 15/01/2009, torna público que se
acha aberta nesta Unidade, sita no Instituto Adolfo Lutz , localizado na Av. Dr.
Arnaldo , 355 - 3º Andar - Sala 82, licitação na modalidade TOMADA DE PREÇOS,
do tipo MENOR PREÇO – Processo nº 0701-001.035/2010, objetivando a execução
de serviços de ENGENHARIA PARA EXECUÇÃO DE SERVIÇOS EMERGENCIAIS
DE MANUTENÇÃO DE REDE ELÉTRICA, HIDRAULICA E SISTEMAS MECÂNICOS,
E REFORMA DO ESPAÇO FISICO DO LABORATORIO REGIONAL DO INSTITUTO
ADOLFO LUTZ DE RIBEIRÃO PRETO, sob o Regime de Execução de Empreitada por
Preço Unitário, conforme previsto no inciso II do artigo 10, da Lei federal n° 8.666/93,
atualizada pela Lei federal n° 8.883/94, que será regida pela Lei federal nº 8.666/93 e
Lei estadual nº 6.544/89, com alterações posteriores.
As propostas deverão obedecer às especificações deste instrumento convocatório e
anexos, que dele fazem parte integrante.

Os envelopes contendo as propostas e os documentos de habilitação, acompanhados


da declaração de cumprimento dos requisitos de habilitação, serão recebidos em
sessão pública que será realizada no Av. Dr Arnaldo , 355 - 2º Andar –
ANFITEATRO iniciando-se no dia 03/09/2010, às 10:00 horas e será conduzida pela
Comissão Julgadora de Licitação.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 147
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

1. DO OBJETO
1.1 A presente licitação tem por objeto a execução de Serviços de ENGENHARIA
PARA EXECUÇÃO DE SERVIÇOS EMERGENCIAIS DE MANUTENÇÃO DE REDE
ELÉTRICA, HIDRAULICA E SISTEMAS MECÂNICOS, E REFORMA DO ESPAÇO
FISICO DO LABORATORIO REGIONAL DO INSTITUTO ADOLFO LUTZ DE
RIBEIRÃO PRETO, conforme especificações técnicas constante do Anexo- I-
PROJETO BASICO, que integram este edital, observadas as normas técnicas da
ABNT.

2. DA PARTICIPAÇÃO
Poderão participar do certame:
2.1 Os interessados do ramo pertinente ao objeto, cadastrados no Cadastro Unificado
de Fornecedores do Estado de São Paulo - CAUFESP, na correspondente
especialidade, observadas as disposições dos subitens 5.2.1 e 5.2.1.1 deste Edital.

2.2 Os demais interessados do ramo pertinente ao objeto, não cadastrados na forma


do subitem 2.1, que deverão apresentar documentos demonstrando que, até o terceiro
dia anterior à data do recebimento das propostas atendiam a todas as exigências para
o cadastramento. Os documentos considerados necessários para tanto são aqueles
relacionados nos subitens 5.1.1 a 5.1.5 deste Edital.

3. DA FORMA DE APRESENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE PLENO


ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO, DA PROPOSTA E DOS
DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO.

3.1 As licitantes deverão apresentar fora dos envelopes n°s 1 e 2 indicados no


subitem 3.2, declaração de pleno atendimento aos requisitos de habilitação de acordo
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 148
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

com modelo estabelecido no Anexo - II deste Edital e, se for o caso, a declaração a


que se refere o subitem 17.2 deste edital.

3.2 A proposta e os documentos para habilitação deverão ser apresentados,


separadamente, em 02 envelopes fechados e indevassáveis, contendo em sua parte
externa, além do nome da proponente, os seguintes dizeres:
Envelope nº 1 – Proposta
Tomada de Preços nº 005/2010
Processo nº 001-0701-001.035/2010

Envelope nº 2 – Habilitação
Tomada de Preços nº 005/2010
Processo nº 001-0701-001.035/2010

3.3 A proposta deverá ser elaborada em papel timbrado da empresa e redigida em


língua portuguesa, salvo quanto às expressões técnicas de uso corrente, com suas
páginas numeradas seqüencialmente, sem rasuras, emendas, borrões ou entrelinhas e
ser datada e assinada pelo representante legal da licitante ou procurador, juntando-se
cópia do instrumento de procuração.

3.4 Os documentos necessários à habilitação deverão ser apresentados em original,


por qualquer processo de cópia autenticada por tabelião de notas ou cópia
acompanhada do original para autenticação por membro da Comissão Julgadora de
Licitação.

4. DO CONTEÚDO DO ENVELOPE PROPOSTA


4.4 A proposta de preço deverá conter os seguintes elementos:
4.4.1 Nome, endereço, CNPJ e Inscrição estadual/municipal do licitante.
4.4.2 Número do processo e número desta Tomada de Preços.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 149
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

4.4.3 Descrição de forma clara e sucinta do objeto da presente licitação, em


conformidade com as especificações técnicas do Anexo – I desta Tomada de Preços.
4.4.4 Preço total, em moeda corrente nacional, em algarismo e por extenso, apurado à
data de sua apresentação, sem inclusão de qualquer encargo financeiro ou previsão
inflacionária.
4.4.4.1 Os preços incluem todas as despesas diretas ou indiretas e as margens de
lucro da Contratada, que se refiram ao objeto descrito e caracterizado no Memorial
Descritivo e seus complementos, tais como: materiais e mão-de-obra; serviços de
terceiros, aplicados à própria obra ou em atividade de apoio, como vigilância e
transporte; locações de máquinas e equipamentos, ou de imóveis e instalações
auxiliares à obra; consumo de água, energia e telecomunicações; seguros legal ou
contratualmente exigidos; encargos sociais e trabalhistas; impostos e taxas incidentes
sobre a atividade econômica ou a obra em si; multas aplicadas pela inobservância de
normas e regulamentos; alojamentos e alimentação; vestuário e ferramentas;
depreciações e amortizações; despesas administrativas e de escritório; testes
laboratoriais ou outros exigíveis por norma técnica etc.
4.4.4.2 Proposta apresentada por cooperativa de trabalho deverá discriminar os valores
dos insumos, especialmente os dos serviços sobre os quais incidirá a contribuição
previdenciária que constitui obrigação da Administração contratante, observadas as
disposições do subitem 7.1.1 deste edital.
4.4.5 Prazo de validade da proposta de no mínimo 60 (sessenta) dias.
4.5 A proposta de preço deverá ser acompanhada dos seguintes documentos:
a) Planilha conforme modelo constante do Anexo - XII, preenchida em todos os itens,
com seus respectivos preços unitários e global, grafados em moeda corrente nacional,
assinada pelo representante legal da licitante.
b) Cronograma físico e financeiro, conforme modelo constante do Anexo IV, assinado
pelo representante legal da licitante.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 150
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

5. DO CONTEÚDO DO ENVELOPE “DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO”


5.1 O envelope “Documentos de Habilitação” deverá conter os documentos a
seguir relacionados, os quais dizem respeito à:

5.1.1 HABILITAÇÃO JURÍDICA:


a) Registro empresarial na Junta Comercial, no caso de empresário individual;
b) Ato constitutivo, estatuto ou contrato social atualizado e registrado na Junta
Comercial, em se tratando de sociedade empresária ou cooperativa;
c) Documentos de eleição ou designação dos atuais administradores, tratando-se de
sociedades empresárias ou cooperativas;
d) Ato constitutivo atualizado e registrado no Registro Civil de Pessoas Jurídicas
tratando-se de sociedade não empresária, acompanhado de prova da diretoria em
exercício;
e) Decreto de autorização, tratando-se de sociedade empresária estrangeira em
funcionamento no País, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido
pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir.

5.1.2 QUALIFICAÇÃO TÉCNICA:


a)Certidão de registro da empresa e de seu responsável técnico no Conselho Regional
de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CREA;
b) Atestado (s) de capacitação técnica emitidos em nome da licitante, por pessoas
jurídicas de direito público ou privado, que comprovem quantitativos de 50%(cinqüenta
por cento) a 60%(sessenta por cento) no mínimo,(conforme Sumula TCE 24)
comprobatórios de aptidão para desempenho de atividades pertinentes e compatíveis
em características, comprovando haver realizado adequadamente, em ocasiões
pretéritas, objeto da mesma natureza da presente licitação.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 151
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

b.1) este(s) atestado(s) deverão conter, necessariamente, a especificação do tipo de


obra, com indicações da área em metros quadrados, dos trabalhos realizados e do
prazo de execução.

c) Identificação do profissional que será responsável pelo comando dos serviços, com
experiência em obra de características análogas, demonstrada por meio de certidão de
acervo técnico do emitido pelo CREA;
d) certificado de visita técnica, conforme item 15 do presente edital;
e) Relação da equipe técnica especializada e disponível para a execução da obra ora
licitada, acompanhada do Curriculum Vitae de cada profissional.
f) Relação de máquinas e/ou equipamentos disponíveis para a execução da obra
licitada.

5.1.3 QUALIFICAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA:


a) Apresentar certidão negativa de falência, concordata, expedida pelo distribuidor da
sede da pessoa jurídica, ou de execução patrimonial, expedida pelo distribuidor do
domicílio da pessoa física.

b) Apresentar o balanço patrimonial e demonstrações contábeis do último exercício


social, já exigíveis e apresentados na forma da lei, que comprovem a boa situação
financeira da empresa, vedada a sua substituição por balancetes ou balanços
provisórios, podendo ser atualizados por índices oficiais quando encerrado há mais de
3 (três) meses da data de apresentação da proposta;

5.1.4 REGULARIDADE FISCAL:


a) Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do Ministério da
Fazenda (CNPJ);
b) Prova de inscrição no Cadastro de Contribuintes Estadual e Municipal, relativo à
sede da licitante, pertinente ao seu ramo de atividade e compatível com o objeto do
certame;
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 152
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

c) Certidão de regularidade de débito com a Fazenda Estadual e Municipal, da sede ou


domicílio da licitante;
d) Certidão de regularidade de débito para com o Sistema de Seguridade
Social (INSS) e o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS);
e) Certidão Conjunta Negativa de Débitos, ou positiva com efeitos de negativa, relativa
a tributos federais e dívida ativa da União.

5.1.5 OUTRAS COMPROVAÇÕES:

a) Declaração elaborada em papel timbrado e subscrita por seu representante legal, de


que se encontra em situação regular perante o Ministério do Trabalho, conforme
modelo anexo ao Decreto estadual nº 42.911, de 06.03.98, conforme modelo no Anexo
V.

b) Declaração elaborada em papel timbrado e subscrita por seu representante legal,


assegurando a inexistência de impedimento legal para licitar ou contratar com a
Administração, inclusive em virtude das disposições da Lei estadual nº 10.218, de 12
de fevereiro de 1999, conforme modelo no Anexo VI.

c) Declaração sob as penas da lei, elaborada em papel timbrado e subscrita por seu
representante legal, assumindo a obrigação de utilizar na execução do objeto da
licitação somente produtos e subprodutos de origem exótica, ou de origem nativa de
procedência legal e, no caso de utilização de produtos e subprodutos listados no artigo
1°, do Decreto estadual n° 53.047, de 02 de junho de 2008, a obrigação de proceder às
respectivas aquisições de pessoa jurídica devidamente cadastrada no “Cadastro
Estadual das Pessoas Jurídicas que comercializam, no Estado de São Paulo, produtos
e subprodutos florestais de origem nativa da flora brasileira – CADMADEIRA”, de
acordo com o modelo que constitui o Anexo .VII. deste Edital.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 153
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

d) Carta de compromisso elaborada em papel timbrado, subscrita por seu


representante legal afirmando a disposição da licitante em contratar, nos limites
estabelecidos nos artigos 3° e 4°, do Decreto n° 55.125, de 07/12/2009, os
beneficiários do Programa de Inserção de Jovens Egressos e Jovens em
Cumprimento de Medida Socioeducativa no Mercado de Trabalho.

5.2 DISPOSIÇÕES GERAIS DA HABILITAÇÃO

5.2.1 Os interessados cadastrados no Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado


de São Paulo - CAUFESP, na correspondente especialidade, informarão o respectivo
cadastramento e apresentarão apenas os documentos relacionados nos itens 5.1.1 a
5.1.5 que não tenham sido apresentados para o cadastramento ou que, se
apresentados, já estejam com os respectivos prazos de validade, na data de
apresentação das propostas, vencidos.

5.2.1.1 Para aferir o exato cumprimento das condições estabelecidas no subitem 5.2.1,
a Comissão Julgadora diligenciará junto ao Cadastro Unificado de Fornecedores do
Estado de São Paulo – CAUFESP.

5.2.2 Na hipótese de não constar prazo de validade nas certidões apresentadas, a


Administração aceitará como válidas as expedidas até 180 (cento e oitenta) dias
imediatamente anteriores à data da apresentação das propostas.

5.2.3 A comprovação da boa situação financeira da empresa a que se refere a


alínea “b”, do subitem 5.1.3 será feita de forma objetiva, pela análise do
balanço, nos moldes estabelecidos no Anexo XIII deste Edital.

5.2.4 As microempresas e empresas de pequeno porte, que preencham as condições


estabelecidas no artigo 34 da Lei federal n° 11.488, de 15.06.2009 deverão apresentar
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 154
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

a documentação prevista no subitem 5.1.4. para fins de comprovação de sua


regularidade fiscal, ainda que tais documentos apresentem alguma restrição.

.6. DA SESSÃO PÚBLICA DE RECEBIMENTO DOS DOCUMENTOS E


ABERTURA DOS ENVELOPES PROPOSTA
6.1 No local, data e horário indicados no preâmbulo desta Tomada de Preços, em
sessão pública e durante tempo mínimo de 15(quinze )minutos a partir da respectiva
abertura, a Comissão Julgadora receberá a declaração de pleno atendimento aos
requisitos de habilitação e, se for o caso, a declaração a que se refere o subitem 17.2
deste edital, mais os envelopes contendo as propostas e os documentos de habilitação
e, na seqüência, procederá à abertura dos envelopes nº 1 – PROPOSTA, sendo que
estes envelopes e as propostas, após verificados e rubricados por todos os presentes,
serão juntados ao respectivo processo.

6.1.2 Os envelopes n° 2 - DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO, depois de rubricados por


todos os presentes, ficarão sob a guarda da Comissão Julgadora da Licitação fechados
e inviolados, até as respectivas aberturas em sessão pública.

6.2 A licitante poderá apresentar-se ao ato por seu representante legal ou pessoa
devidamente credenciada, mediante procuração com poderes específicos para intervir
no processo licitatório, inclusive para interpor recursos ou desistir de sua interposição.

6.3 Os representantes das proponentes deverão identificar-se exibindo a Carteira de


Identidade, acompanhada do contrato social da licitante e do instrumento de
procuração, quando for o caso, para que sejam verificados os poderes do outorgante e
do mandatário.

6.4 É vedada a representação de mais de uma licitante por uma mesma pessoa.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 155
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

6.5 A entrega dos envelopes configura a aceitação de todas as normas e condições


estabelecidas nesta Tomada de Preços, bem como implica a obrigatoriedade de
manter todas as condições de habilitação e qualificação exigidas para a contratação,
obrigando-se a licitante a declarar, sob as penas da lei, a superveniência de fato
impeditivo a participação, quando for o caso.

6.6 Iniciada a abertura do primeiro envelope proposta, estará encerrada a possibilidade


de admissão de novos participantes no certame.

7. DA ANÁLISE E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS E DA HABILITAÇÃO


7.1 As propostas de preço serão verificadas quanto à exatidão das operações
aritméticas apresentadas, que conduziram ao valor total orçado, procedendo-se às
correções correspondentes nos casos de eventuais erros encontrados, tomando-se
como corretos os preços unitários. As correções efetuadas serão consideradas para a
apuração do valor final da proposta.

7.2 A análise das propostas visará o atendimento das condições estabelecidas nesta
Tomada de Preços, sendo desclassificada a proposta que:

a) Estiver em desacordo com qualquer das exigências estabelecidas neste edital;

b) Apresentar preços unitários ou total simbólicos, irrisórios ou de valor zero,


incompatíveis com os preços dos insumos ou salários de mercado, ou que se revelar
manifestamente inexeqüível, nos termos do artigo 48, inciso II, da Lei federal n°
8.666/93;
c) Apresentar valores totais que superem a previsão contida no orçamento de
quantitativos e preços que integra este edital no Anexo – III.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 156
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

7.2.1 A Comissão Julgadora poderá a qualquer momento solicitar aos licitantes a


composição de preços unitários dos serviços e/ou de materiais/equipamentos, bem
como os demais esclarecimentos que julgar necessários.

7.3 Não será considerada para fins de julgamento da proposta:

a) Oferta de vantagem não prevista neste instrumento convocatório e nem preço e/ou
vantagem baseados nas ofertas dos demais licitantes;
b) Oferta de prazo ou condições diferentes dos fixados nesta Tomada de Preços.

7.4 O julgamento das propostas será efetuado pela Comissão Julgadora de Licitação,
que elaborará a lista de classificação das propostas, observada a ordem crescente dos
preços apresentados.
7.4.1 No caso de empate entre duas ou mais propostas, far-se-á a classificação por
sorteio público na mesma sessão, ou em dia e horário a ser comunicado aos licitantes
pela imprensa oficial, na forma estatuída no artigo 45, parágrafo segundo, da Lei
federal nº 8.666/93.

7.5 Com base na classificação de que trata o item 7.4. será assegurada às licitantes
microempresas e empresas de pequeno porte, assim como as cooperativas que
preencham as condições estabelecidas no artigo 34, da Lei federal n° 11.488, de
15.06.2009 preferência à contratação, observadas as seguintes regras:

7.5.1. A microempresa, empresa de pequeno porte, nos moldes indicados no subitem


7.5, detentora da proposta de menor valor, dentre aquelas cujos valores sejam iguais
ou superiores até 10% (dez por cento) ao valor da proposta melhor classificada, será
convocada para que apresente preço inferior ao da melhor classificada.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 157
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

7.5.2. A convocação recairá sobre a licitante vencedora de sorteio, no caso de haver


propostas empatadas, nas condições do subitem 7.5.1.

7.5.3. O exercício do direito de que trata o subitem 7.5.1 ocorrerá na própria sessão
pública de julgamento das propostas, no prazo de 20(vinte.) minutos contados da
convocação, sob pena de preclusão. Não ocorrendo o julgamento em sessão pública
ou na ausência de representante legal ou procurador da licitante que preencha as
condições indicadas no subitem 7.5.1 na mesma sessão, o exercício do referido direito
ocorrerá em nova sessão pública, a ser realizada em prazo não inferior a 02.(dois)dias,
para a qual serão convocadas todas as licitantes em condições de exercê-lo, mediante
publicação na Imprensa Oficial.

7.5.3.1. Não havendo a apresentação de novo preço inferior ao da proposta melhor


classificada, por parte da licitante que preencha as condições do subitem 7.5.1, as
demais microempresas, empresas de pequeno porte e cooperativas, nos moldes
indicados no subitem 7.5, cujos valores das propostas se enquadrem nas mesmas
condições, poderão exercer o direito de preferência, respeitada a ordem de
classificação, observados os procedimentos previstos no subitem 7.5.3.

7.5.4. O não comparecimento à nova sessão pública de que trata o subitem ensejará a
preclusão do direito de preferência da licitante faltante.

7.5.5. Caso a detentora da melhor oferta, de acordo com a classificação de que trata o
subitem 7.4, seja microempresa, empresa de pequeno porte, nos moldes indicados no
subitem 7.5, não será assegurado o direito de preferência.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 158
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

7.6 Havendo o exercício do direito de preferência a que alude o subitem 7.5, será
elaborada nova lista de classificação nos moldes do subitem 7.4 e considerando o
referido exercício.

7.7 Na hipótese de desclassificação de todas as propostas, a Administração poderá


proceder consoante faculta o § 3º do artigo 48, da Lei federal nº 8.666/93 e parágrafo
único do artigo 43, da Lei estadual n° 6.544/89, marcando-se nova data para sessão de
abertura dos envelopes, mediante publicação no DOE.

7.8 Os envelopes n° 2 – DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO das licitantes que tiveram


propostas desclassificadas serão devolvidos fechados, desde que não tenha havido
recurso ou após sua denegação.

7.9 Não se admitirá desistência de proposta, salvo por motivo justo decorrente de fato
superveniente e aceito pela Comissão Julgadora da Licitação.

7.10 O julgamento da habilitação se fará a partir do exame dos documentos indicados


no item 5 deste edital.

7.11 Serão abertos os envelopes nº 2 – DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO dos


licitantes cujas propostas ocupem os três primeiros lugares da classificação, com a
observância das seguintes situações:

a) em seguida à classificação das propostas, na mesma sessão pública, a critério da


Comissão Julgadora, se todos os licitantes desistirem da interposição do recurso em
face do julgamento das propostas.
b) em data previamente divulgada na imprensa oficial, nos demais casos.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 159
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

7.12 Respeitada a ordem de classificação e o previsto no subitem 7.11, serão abertos


tantos envelopes n° 2 – DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO de licitantes classificadas,
quantos forem as inabilitadas com base no julgamento de que trata o subitem 7.10.

7.13 Admitir-se-á o saneamento de falhas relativas aos documentos de habilitação,


desde que, a critério da Comissão Julgadora da Licitação, esse saneamento possa ser
concretizado no prazo máximo de 3 (três) dias, sob pena de inabilitação e aplicação
das sanções cabíveis.

7.14 Para habilitação de microempresas e empresas de pequeno porte, assim como de


cooperativas que preencham as condições estabelecidas no artigo 34 da Lei federal n°
11.488, de 15.06.2009 não será exigida a comprovação de regularidade fiscal, mas
será obrigatória a apresentação dos documentos indicados no subitem 5.1.4 deste
edital, ainda que os mesmos veiculem restrições impeditivas à referida comprovação.

7.14.1 A licitante habilitada nas condições do subitem 7.14, deverá comprovar sua
regularidade fiscal, decaindo do direito à contratação se não o fizer, sem prejuízo da
aplicação das sanções previstas no artigo 81, da Lei federal n° 8.666/1993.

7.14.2 A comprovação de que trata o subitem 7.14.1 deverá ser efetuada mediante a
apresentação das competentes certidões negativas de débitos, ou positivas, com
efeito, de negativa, no prazo de 2 (dois) dias úteis, contado a partir do momento em
que a licitante for declarada vencedora do certame, prorrogável por igual período, a
critério da Administração.

7.15 Na hipótese de inabilitação de todos os licitantes, poderá proceder-se consoante


faculta o § 3º do artigo 48, da Lei federal nº 8.666/93, marcando nova data para
abertura dos envelopes contendo a documentação, mediante publicação no DOE.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 160
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

7.16 Será considerada vencedora do certame a licitante que, atendendo a todas as


condições da presente licitação, oferecer o menor preço.

7.17 A adjudicação será feita pela totalidade do objeto.

7.18 Se a vencedora do certame for licitante que exerceu o direito de preferência de


que trata o subitem 7.5, deverá apresentar, no prazo de 02 (dois) dias úteis contado da
data de adjudicação do objeto, os novos preços unitários e total para a contratação, a
partir do valor total final obtido no certame.

7.18.1 Esses novos preços serão apresentados em nova planilha, nos moldes do
Anexo XII, deste edital, a ser entregue diretamente no Instituto Adolfo Lutz , Av. Dr.
Arnaldo 355, 3ª Andar.

7.18.2 Em se tratando de cooperativa, para apuração dos novos preços, deverá ser
expurgado o acréscimo indicado no subitem 7.1.1 deste edital, e o resultado da soma
do novo preço total, com o valor do acréscimo expurgado, deverá ser igual ao valor
total final obtido no certame.

7.18.3 Na hipótese de não cumprimento da obrigação estabelecida no subitem 7.18, no


prazo ali mesmo assinalado, os preços unitários finais válidos para a contratação
serão apurados pelo Contratante, com a aplicação do percentual que retrate a redução
obtida entre o valor total oferecido na proposta inicial e o valor total final obtido no
certame, indistintamente, sobre cada um dos preços unitários ofertados na referida
proposta observando-se, ainda, o disposto no subitem 7.18.2.

8. DO PRAZO, CONDIÇÕES E ENTREGA DO OBJETO DA LICITAÇÃO


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 161
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

8.1 O objeto desta licitação deverá ser executado e concluído em 120(cento e vinte)
dias corridos, contados a partir da data da ordem de início dos serviços, conforme as
condições estabelecidas no Anexo IV, desta Tomada de Preços.

8.2 O objeto desta licitação deverá ser executado na Rua Minas, nº. 877 - Bairro de
Campos Elíseos – cidade de Ribeirão Preto - São Paulo – CEP 14085-410, correndo
por conta da Contratada as despesas de seguros, transporte, tributos, encargos
trabalhistas e previdenciários decorrentes da execução do objeto do contrato.

8.3 Todos os projetos executivos e legais elaborados pela Contratada deverão ser
aprovados pelo Contratante. O desenvolvimento dos serviços obedecerá ao
Cronograma Físico-Financeiro apresentado na proposta.

9. DA FISCALIZAÇÃO E VISTORIAS
9.1 Serão realizadas vistorias pelo Contratante ou prepostos devidamente qualificados,
que terão por objetivo: a avaliação da qualidade e do andamento dos serviços
prestados; a medição dos serviços executados para efeito de faturamento; e a
recepção de serviços concluídos, especialmente ao final da obra.

9.2 Todas as vistorias deverão ser acompanhadas pelo arquiteto ou engenheiro


indicado pela Contratada.

9.3 A realização das vistorias deverá ser registrada no diário da obra, e as anotações
da fiscalização no mesmo terão validade de comunicação escrita, devendo ser
rubricadas pelos representantes de ambas as partes.

9.4 A Contratada manterá no local o livro diário da obra, devendo o Contratante


receber as segundas vias das folhas do mesmo. Nesse livro estarão registrados os
trabalhos em andamento, as condições especiais que afetem o desenvolvimento dos
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 162
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

trabalhos e os fornecimentos de materiais, fiscalizações ocorridas e suas observações,


anotações técnicas etc., servindo de meio de comunicação formal entre as partes.

10. DAS MEDIÇÕES

10.1 As medições para faturamento deverão ocorrer a cada período de 30 (trinta) dias
a partir da ordem de início dos serviços. Sob pena de não realização, as medições
devem ser precedidas de solicitação da Contratada, com antecedência de 5 (cinco)
dias, instruída com os seguintes elementos:
a) relatórios escrito e fotográfico;
b) cronograma refletindo o andamento da obra;
c) declaração, sob as penas da lei, afirmando que os produtos e subprodutos de
madeira utilizados na obra são, exclusivamente, de origem exótica, ou, no caso de
utilização de produtos e subprodutos de origem nativa:

c.1) se tais produtos e subprodutos forem aqueles listados no artigo 1°, parágrafo
primeiro, do Decreto estadual n° 53.047/2008, declaração sob as penas da lei,
afirmando que procedeu as respectivas aquisições de pessoa jurídica cadastrada no
CADMADEIRA;

c.2) apresentação das faturas e notas fiscais e demais comprovantes da legalidade da


madeira utilizada na obra, tais como Guias Florestais, Documentos de Origem Florestal
ou outros eventualmente criados para o controle de produtos e subprodutos florestais,
acompanhados das respectivas cópias, que serão autenticadas pelo servidor
responsável pela recepção.

10.2 Serão medidos apenas os serviços ou as parcelas dos serviços executados e


concluídos conforme o disposto nos documentos que integram o presente edital.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 163
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

10.3 As medições serão registradas em planilhas que conterão a discriminação


dos serviços, as quantidades medidas e seus preços, e serão acompanhadas de
elementos elucidativos adequados, como fotos, memórias de cálculo, desenhos,
catálogos etc.

10.4 As medições serão acompanhadas por representantes do Contratante e da


Contratada, sendo que eventuais divergências serão sanadas pelo representante do
Contratante.

10.5 Caberá ao gestor do contrato, após cada medição, conferir junto ao


CADMADEIRA a situação cadastral do fornecedor dos produtos e subprodutos listados
no artigo 1°, do Decreto estadual n° 53.047/2008, bem como instruir o expediente da
contratação com o comprovante do respectivo cadastramento e com as cópias de
documentos indicadas no subitem 10.1.c.2.

11. DO PAGAMENTO E DO REAJUSTE DE PREÇO

11.1 Os pagamentos referentes à execução dos serviços serão efetuados em


conformidade com as medições, correspondendo às etapas concluídas do cronograma
da obra, mediante a apresentação dos originais da fatura.

11.2 Os pagamentos serão efetuados no prazo de 30 (trinta) dias, contado a partir de


cada medição, observando-se para as respectivas realizações, o procedimento e as
demais condições e prazos estabelecidos na minuta de termo de contrato, que constitui
anexo integrante deste ato convocatório.

11.3 Havendo atraso no pagamento, sobre o valor devido incidirá correção monetária
nos termos do artigo 74, da Lei Estadual nº 6.544/89, bem como juros moratórios,
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 164
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

estes a razão de 0,5% (meio por cento) ao mês, calculados “pro rata tempore”, em
relação ao atraso verificado.

11.4 O pagamento será feito mediante crédito aberto em conta corrente em nome da
Contratada no Banco do Brasil S.A.

11.5 Não haverá reajuste para a presente contratação.

12. DA CONTRATAÇÃO

12.1 A contratação decorrente desta licitação será formalizada mediante celebração de


termo de contrato, cuja respectiva minuta constitui Anexo VIII do presente ato
convocatório.

12.1.1 Se por ocasião da formalização do contrato, as certidões de regularidade de


débitos para com o Sistema de Seguridade Social (INSS), o Fundo de Garantia por
Tempo de Serviço (FGTS) e a Fazenda Nacional (certidão conjunta negativa de débitos
relativos a tributos federais e dívida ativa da União), estiverem com os prazos de
validade vencidos, o órgão licitante verificará a situação por meio eletrônico hábil de
informações, certificando nos autos do processo a regularidade e anexando os
documentos passíveis de obtenção por tais meios, salvo impossibilidade devidamente
justificada.

12.1.1.1 Se não for possível atualizá-las por meio eletrônico hábil de informações, a
Adjudicatária será notificada para no prazo de 03(três) dias, comprovar sua situação de
regularidade de que trata o subitem 12.1.1, mediante apresentação das certidões
respectivas com prazos de validade em vigência, sob pena de a contratação não se
realizar.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 165
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

12.1.2 No prazo de 02(dois) dias úteis a partir da data de publicação da homologação e


adjudicação no DOE, a adjudicatária deverá, sob pena de a contratação não se
realizar, encaminhar ao Instituto Adolfo Lutz Av. Dr. Arnaldo 355, 3ª Andar declaração
de que atende as normas relativas à saúde e segurança do trabalho, nos termos do
artigo 117 da Constituição estadual, bem como o(s) documento(s) de que trata a alínea
“a”, do subitem 5.1.2, com o visto do CREA-SP, quando a sede da licitante vencedora
pertencer a região fora da jurisdição da referida entidade.

12.1.3. Constitui ainda condição para a celebração do contrato, a inexistência de


registros em nome da adjudicatária no “Cadastro Informativo dos Créditos não
Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais do Estado de São Paulo – CADIN
ESTADUAL”, o qual deverá ser consultado por ocasião da respectiva celebração.

12.2 A adjudicatária deverá, no prazo de 05 dias corridos contados da data da


convocação, comparecer na Divisão de Administração , sito á Av. Dr. Arnaldo 355,
3ª Andar, sala 90, para assinar o termo de contrato.

12.3 O não cumprimento da obrigação estabelecida no subitem 12.2, ou a não


apresentação dos documentos indicados nos subitens 7.14.2, 12.1.1.1 e

12.1.2, nos prazos indicados nos referidos subitens, caracteriza o descumprimento total
da obrigação assumida, nos termos do artigo 81, da Lei federal nº 8.666/93 e artigo 79,
da Lei estadual nº 6.544/89, sujeitando a adjudicatária às penalidades legalmente
estabelecidas e à aplicação de multa, observado o disposto na Resolução SS nº 26/90
e Resolução SS nº 98/2004.

12.4 Nas hipóteses previstas nos subitens 12.1.3 e 12.3 fica facultado à Administração
convocar os demais participantes, nos termos do artigo 64, § 2°, da Lei federal nº
8.666/93, para a assinatura do contrato.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 166
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

13. DAS SANÇÕES PARA O CASO DE INADIMPLEMENTO


13.1 Se a Contratada inadimplir as obrigações assumidas, no todo ou em parte, ficará
sujeita às sanções previstas nos artigos 86 e 87, da Lei federal nº 8.666/93, artigos 80
e 81, da Lei estadual nº 6.544/89, de acordo com o estipulado na Resolução SS nº
26/90,no que couber.

13.2 A licitante que ensejar o retardamento do certame, não mantiver a proposta ou


fizer declaração falsa, inclusive aquela prevista no inciso I, do artigo 40, da Lei estadual
n° 6.544/1989, com a redação dada pela Lei estadual n° 13.121, de 7 de julho de 2008,
garantido o direito prévio de citação e ampla defesa, poderá ficar impedida de licitar e
contratar com a Administração Direta e Indireta do Estado de São Paulo, pelo prazo de
até 5 (cinco) anos, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até
que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a
penalidade, sem prejuízo da aplicação das demais sanções previstas neste edital e no
termo de contrato e das demais cominações legais.

13.3 Sem prejuízo da aplicação das sanções indicadas nos subitens 13.1 e 13.2, o
descumprimento das obrigações previstas nos incisos I, II e III, do artigo 9°, do Decreto
estadual n° 53.047/2008, sujeitará à Contratada a aplicação da sanção administrativa
de proibição de contratar com a Administração Pública, estabelecida no artigo 72,
parágrafo oitavo, inciso V, da Lei federal n° 9.605, de 12 de fevereiro de 1998,
observadas as normas legais e regulamentares pertinentes a referida sanção,
independentemente de sua responsabilização na esfera criminal.

13.4 As multas são autônomas e a aplicação de uma não exclui a de outra.

14 DO RECEBIMENTO DO OBJETO
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 167
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

14.1 Os serviços serão recebidos pelo Contratante, após inspeção física de qualidade
por comissão ou servidor para tanto designado, em conformidade com o disposto nos
artigos 70 e 71, da Lei estadual nº 6.544/89 e 73 e 74, da Lei federal nº 8.666/93 e as
regras específicas estabelecidas neste edital e seus anexos.

14.2 A vistoria para recebimento da obra será feita quando o imóvel tiver plena
condição de uso, com as ligações às redes públicas devidamente aceitas, limpo e
higienizado; constatada a conclusão dos serviços de acordo com o projeto, as
especificações e as recomendações da fiscalização, o Contratante fornecerá o Termo
de Recebimento Provisório da Obra, que terá validade por 180 (cento e oitenta) dias.

14.3 Decorrido esse período sem necessidade de quaisquer reparos, será entregue o
Termo de Recebimento Definitivo; se houver ocorrências que justifiquem o refazimento
no todo ou em parte da obra ou dos serviços, a contagem do período de 180 (cento e
oitenta) dias será recomeçada.

14.4 O recebimento da obra, bem como a aceitação dos serviços das etapas
intermediárias, atesta o cumprimento das exigências contratuais, mas não afasta a
responsabilidade técnica ou civil da Contratada, que permanece regida pela legislação
pertinente.

14.5 Havendo rejeição dos serviços no todo ou em parte estará a Contratada obrigada
a refazê-los, no prazo fixado pelo Contratante, observando as condições estabelecidas
para a execução.

15. CERTIFICADO DE VISITA TÉCNICA


15.1 A empresa deverá indicar um representante devidamente credenciado com o
CREA, para apresentar-se no local da obra, para realização de visita técnica, com o
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 168
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

objetivo de cientificar-se das condições do local, no qual serão realizados os serviços,


para elaboração de sua proposta de preço.

15.2 A vistoria será realizada nos dias 25/08 das 09:00 as 17:00 e 27/08/2010 das
09:00 as 17:00h, deverá ser realizada indicar um representante devidamente,
credenciado pela empresa interessada, para tanto deverá se dirigir a Sede do
Laboratório Regional de Ribeirão Preto , localizado Rua Minas , nº. 877 - Bairro de
Campos Elíseos – cidade de Ribeirão Preto - São Paulo – CEP 14085-410. Modelo
do Atestado de Vistoria no Anexo XI do Edital.

15.3 As Empresas interessadas deverão apresentar no ato da vistoria um CDr para


gravação, dos arquivos eletrônicos dos projetos(desenhos)..

15.4 A empresa receberá comprovante de sua visita técnica a ser fornecido Núcleo de
Serviços de Engenharia, devendo constar do envelope n° 2 – DOCUMENTOS DE
HABILITAÇÃO.

16. DOS RECURSOS


16.1 Dos atos praticados pela Administração nas diversas fases desta licitação caberão
os recursos previstos nos artigos 109 e seguintes da Lei federal nº 8.666/93, dirigidos à
autoridade competente, por intermédio da que praticou o ato recorrido, que deverão ser
protocolados no Núcleo de Comunicações do Instituto Adolfo Lutz, localizado no
pavimento térreo do Prédio Central , no horário das 08:00hs ás 17:00hs, no prazo de
05 (cinco) dias úteis, a contar da intimação daquele ato ou da lavratura da ata.

17. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 169
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

17.1 Após a adjudicação do objeto do certame e até a data da assinatura do contrato, a


licitante vencedora deverá prestar garantia correspondente a 2 % sobre o valor da
contratação, em conformidade com o disposto no artigo 56, da Lei federal nº 8.666/93.

17.1.1 Se a adjudicatária optar pela modalidade seguro-garantia, das condições


especiais da respectiva apólice deverá constar disposição expressa estipulando a
responsabilidade da seguradora, pelo pagamento dos valores relativos a multas de
quaisquer espécies, aplicadas à tomadora do seguro.

17.1.2 A garantia prestada será restituída (e/ou liberada) após a integral execução de
todas as obrigações contratuais e, quando em dinheiro será atualizada
monetariamente, conforme dispõe o § 4º do artigo 56, da Lei federal nº 8.666/93.

17.1.3 A não prestação de garantia equivale à recusa injustificada para a celebração do


contrato, caracterizando descumprimento total da obrigação assumida, sujeitando a
Contratada às penalidades legalmente estabelecidas e à aplicação de multa,
observado o disposto na Resolução SS nº 26/90.

17.2 Para fruição dos benefícios previstos nos subitens 7.5 e 7.14 a qualidade de
microempresa e empresa de pequeno porte deverá estar expressa nos documentos
indicados no subitem 5.1.1, alíneas “a”, “b” e “d”. Para a fruição dos mesmos benefícios
a cooperativa que preencha as condições fixadas no artigo 34, da Lei federal n°
11.488, de 15/06/2009 deverá apresentar, juntamente com os envelopes nºs 1 e 2 e
fora deles, declaração sob as penas da lei, firmada por representante legal, de acordo
com o modelo estabelecido no Anexo X deste edital.
17.3 Integram o presente edital:

Anexo I Projeto Básico, contendo Memorial Descritivo e Desenhos


Anexo II Declaração de pleno atendimento aos requisitos de Habilitação.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 170
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Anexo III Planilha Orçamentária -Estimativa com Base no Boletim CPOS nº 153/2010
Anexo IV Cronograma Físico e Financeiro
Anexo V Modelo de declaração do Ministério do Trabalho
Anexo VI Declaração de Inexistência de Fato Impeditivo e Outros
Anexo VII Declaração de Compromisso de Utilização de Produtos e Subprodutos de
Madeira do Decreto Estadual nº 49.674/05
Anexo VIII Minuta de contrato
Anexo IX Resolução SS nº 26/09 e Resolução SS nº 98/2004
Anexo X Declaração para microempresa e empresa de pequeno porte
Anexo XI Atestado de Vistoria
Anexo XII Planilha de Proposta de Preços
Anexo XIII Comprovação de Boa Situação Financeira da Empresa

17.4 Os casos omissos da presente Tomada de Preços serão solucionados pela


Comissão Julgadora de Licitação.

17.5 Os esclarecimentos relativos a esta licitação serão prestados nos dias de


expediente, das 9:00 às 18:00 horas, no Núcleo de Compras e Suprimentos, do Centro
de Administração do Instituto Adolfo Lutz situado na Av. Dr. Arnaldo, 355 – 3º andar,
sala 82 , fone (11)-3068-2827.

17.6 A publicidade dos atos pertinentes a esta licitação será efetuada mediante
publicação no Diário Oficial do Estado.

17.7 Para dirimir quaisquer questões decorrentes da licitação, não resolvidas a esfera
administrativa, será competente o foro da Comarca da Capital do Estado de São Paulo.

São Paulo, 18 de agosto de 2010.


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 171
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

_______________________________
DRA MARTA LOPES SALOMÃO
DIRETOR GERAL

ANEXO I

Memorial Descritivo e Especificações Técnicas


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 172
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

PROJETO BÁSICO E EXECUTIVO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE


ENGENHARIA PARA A EXECUÇÃO DE SERVIÇOS EMERGENCIAIS DE
MANUTENÇÃO DA REDE ELÉTRICA, HIDRÁULICA E SISTEMAS MECÂNICOS; E
REFORMA DO ESPAÇO FÍSICO DA DO LABORATÓRIO REGIONAL DE RIBEIRÃO
PRETO.

1 ) – INTRODUÇÃO:

O presente projeto básico e executivo trata da contratação de serviços de engenharia


para execução de serviços emergenciais de manutenção nas redes elétrica e de
águas servidas, a reforma do espaço físico da cozinha e do refeitório; além de
sistemas mecânicos (locomoção vertical e climatização), pertencentes ao Laboratório
Regional de Ribeirão Preto.

2 ) OBJETIVO:

Este documento tem por finalidade fornecer dados e informações mínimas


necessárias aos interessados em participar do certame licitatório, promovido para a
contratação dos serviços supracitados, bem como estabelecer as obrigações e
responsabilidades da empresa vencedora da licitação.

3 ) CONDIÇÕES GERAIS DOS COMPONENTES:

Todos os materiais utilizados deverão atender as normas técnicas brasileiras


pertinentes, principalmente NBR 7480 (barras de aço), NBR 5630 (fechadura de
embutir), NBR 5410 (instalações elétricas de baixa tensão), NBR 8855 (parafusos e
elementos de fixação) e IEC –602 (instalações elétricas especiais), alem das
seguintes normas especificas: NBR 14956 (execução de alvenaria em blocos de
concreto celular autoclavado), NBR 14285 (perfil rígido de PVC para forros) e NBR
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 173
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

5597 (eletrodutos rígidos de aço carbono); NBR 6401 e NBR 7256, e suas
atualizações; além das disposições da ASHRAE (American Society of Heating,
Refrigerating and Air-Conditioning Engineers). Também deverão ser seguidas as
prescrições das Normas Técnicas Brasileiras relativas a serviços em instalações
elétricas de alta tensão e em elevadores.

Os aparelhos, dispositivos e componentes dos serviços de manutenção são os


seguintes:

A) Sistema de Ar Condicionado

• 75.00 m de duto em chapa galvanizada (secção de dimensões de 20x3o cm a


35x70cm)
• 35 Difusores
• 02 Ventiladores Exaustores PROJELMEC, vazões de 5.211 m³/hora (neste filtro
F3/bactericida) e 20.872 m³ / hora
• 01 caixa ventiladora de insuflamento TROPICAL de vazão de 6.300 m³/h.
• 08 “Self Contained” HITACHI, dos quais 04 do modelo RP 1014AL, 02 modelos
RP 764AL, 01 modelo RP1515A e 01 modelo RP 514AL

B) Sistema de Transporte Vertical

Elevador Atlas Schindler nº EEL 019454

• Capacidade de carga: 10 passageiros – 700Kg


• Velocidade: 60 m/minuto
• Numero de paradas/entradas: 04/04
• Comando: manivela
• Rampa tipo móvel
• Portas de cabine: 01, com 02 folhas, abertura central.

Elevador Atlas Schindler nº EEL 019455

• Capacidade de carga: 10 passageiros - 700kg


• Velocidade: 60m / minuto
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 174
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Numero de paradas/entradas: 04/07


• Comando: ACBB
• Rampa tipo móvel
• Portas de cabine: 02 opostas, eixo vertical.

C) Cabine Primária

• 02 Transformadores ZILMER, 220/127 V, 225 kVA, 13.200V, freqüência de 60Hz e


384 litros de óleo mineral cada.
• 02 Transformadores de Potencial SEED`EL, 500 Va, 13.800V – 110/220V,
freqüência de 60Hz, 07 litros de óleo.
• Disjuntor BEGHIM 630 A, 17.5 kVA.

Os serviços incluem também a manutenção dos terminais de potencial, sistema de


acionamento do disjuntor e filtragem – complementação – substituição de óleos do
transformador e disjuntor; consertar os equipamentos no local de uso e quando
necessário nas oficinas da Contratada, revisão de todos quadros de distribuição de luz
& força; e execução de rede de alimentação elétrica exclusiva para rede de servidores.

Os parâmetros de qualidade do ar interior (IAQ), a serem seguidos para a conclusão


dos serviços de manutenção do Sistema de Ar Condicionado, são os seguintes:

• Temperatura interior de Bulbo Seco: 25 +- 2 Graus Centígrados


• Temperatura exterior de Bulbo Seco: 33 Graus Centígrados
• Temperatura exterior de Bulbo úmido: 24 Graus Centígrados
• Umidade Relativa do ar interior: (55 +- 10) %
• 25 trocas de ar/hora (mínimo)
• Velocidade Máxima de difusão do ar: 3m/s.

Estes parâmetros foram definidos no projeto executivo de ar condicionado, elaborado pela

FUNDAP (Fundação para o Desenvolvimento Administrativo) para o Instituto Adolfo Lutz.

4 ) RECOMENDAÇÕES GERAIS:

A reforma deverá seguir as recomendações e prescrições constantes deste projeto


básico e da planilha orçamentária, bem como das peças gráficas e memorial
descritivo.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 175
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

5 ) SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS

Os serviços a serem executados são aqueles descritos e quantificados na planilha


orçamentária e memorial descritivo, peças integrantes deste projeto básico e
executivo. Resumidamente, os serviços a serem executados são os seguintes:

• Reforma geral de 04 salas técnicas (troca de revestimentos, substituição de


redes de alimentação e alteração física do espaço).
• Manutenção em Cabine Primária, inclusive manutenção em quadros de força &
luz.
• Manutenção no sistema de ar condicionado, inclusive rede de dutos e
aparelhos “self-contained”
• Manutenção de elevadores
• Reforma de refeitório.
• Substituição de parte do sistema de águas servidas.
• Execução de circuito terminal estável para rede de servidores.
• Substituição de cabos de alimentação dos quadros de força & luz.

Além disto, a Contratada realizara ensaios e testes nos óleos do transformador e


disjuntor (fluidez e rigidez dielétrica) da cabine primária. Os resultados dos testes e
ensaios deverão ser apresentados a Divisão de Engenharia – Instituto Adolfo Lutz.

A Contratada efetuará a verificação completa dos equipamentos e componentes da


cabine primaria, com medição dos parâmetros característicos de operação,
apresentando relatório com indicadores verificados e parâmetros exigidos (tensão
elétrica de entrada e saída, correntes de circuitos de distribuição, etc).

Para a manutenção do Sistema de Ar Condicionado, a Contratada executará os


seguintes serviços específicos:

• Retifica de Compressor de 7.5 TR´s


• Troca de chave NH por disjuntor de 100 A, para sala 206
• Fornecimento e Instalação de 07 termostatos duplo estágio com tecla
liga/desliga.
• Fornecimento e Instalação de grelha de duplo retorno para a sala 206.
• Remanejamento de 01 boca de ar, inclusive fechamento do duto da sala 112 A
• Verificação e reaperto das ligações elétricas.

• Verificação de todas as chaves elétricas, contatos e aquecimento.


• Verificação de vazamentos de água, óleo e fluidos.
• Verificação e correção de ruídos e vibrações anormais.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 176
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Substituição de filtros de tipo grosso.


• Substituição de filtros tipo HEPA.
• Lavagem de serpentinas.
• Verificação de isolamento térmico do gabinete, incluindo recuperação.
• Verificação do gradiente da temperatura de entrada e saída da serpentina.
• Eliminação de focos de ferrugem do equipamento.
• Limpeza externa e interna do gabinete.
• Limpeza de dutos e difusores com meio mecânico – robotizado.
• Limpeza geral do condicionador.
• Pintura da bandeja com tinta anticorrosiva.
• Retoque de pintura externa do gabinete.
• Lubrificação de todas as partes móveis.
• Reaperto de parafusos de mancais e suportes.
• Verificação e complemento do nível de óleo de compressores.
• Medição e registro de pressões de funcionamento de grupos frigorigenos.
• Vistoria do circuito frigorigeno com detector de vazamento e vedar em caso
positivo.
• Vistoria do sistema comutador de partida dos compressores.
• Revisão de todos os componentes do sistema elétrico (compressores e
ventiladores).
• Revisão, vistoria e regulagem de componentes de segurança (visor de liquido
com indicador de nível de umidade, pressotatos de alta e baixa pressão,
termostatos, disjuntores magnéticos e pressostatos de óleo).
• Limpeza de ralos da casa de maquinas e instalação de drenos.
• Limpeza e conservação da casa de maquinas.
• Limpeza geral de serpentinas de evaporação e condensação.
• Desmonte, limpeza e reaperto de terminais, bornes, e contatos do sistema
elétrico.
• Medição da temperatura da linha de sucção e ajuste do superaquecimento da
válvula de expansão.
• Teste dos reles térmicos e reajuste.
• Verificação e reparo dos contatos de força das chaves magnéticas.
• Teste e regulagem do termostato de comando.
• Recuperação de revestimentos protetores internos.

• Verificação e correção da tensão e estado geral das correias do exaustor.


• Alinhamento e fixação das correias do exaustor
• Reaperto de fusíveis.
• Verificação e inspeção da contadora e rele térmico.
• Verificação e inspeção da lâmpada de sinalização e chaves seletoras.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 177
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Verificação e correção do comando liga/desliga.


• Verificação e correção de ruídos, vibrações e superaquecimento anormais.
• Limpeza externa da carcaça e quadros.
• Lavagem de filtros de ar.
• Verificação e correção dos desgastes de eixos e mancais.
• Reaperto da base do motor do ventilador.
• Reaperto de conexões e terminais.
• Lubrificação de rolamentos não blindados.
• Limpeza de pás e rotor.
• Vácuo e carga de gás refrigerante
• Substituição de filtro secador
• Limpeza e desidratação do circuito frigorífico com nitrogênio e gás refrigerante
R-141-B
• Substituição de compressor danificado em Fan-coil / self – contained.
• Substituição de rolamentos de ventilador-evaporador.
• Pintura da grelha do colarinho da sala 112 A
• Instalação de uma caixa evaporativa no 1º andar.
• Substituição de 02 tomadas de ar externo, com tela de arame galvanizado
(malha 5mm) em construção com baixa perda de pressão.

Alem destes serviços, todos procedimentos necessários para o perfeito funcionamento


do sistema devem ser executados. Isto inclui a manutenção de equipamentos
auxiliares, como compressores e eletrobombas.

Nos custos para a prestação destes serviços de manutenção corretiva estão incluídos
o fornecimento de:

• Todos os lubrificantes indispensáveis e na quantidade necessária para o


funcionamento das partes móveis e motores do sistema.
• Todos os filtros (tipo grosso, HEPA e demais) para a higienização do sistema

• A execução de 01 (um) laudo com coleta e analise da qualidade do ar de


acordo com a Resolução RE n.º 09 – ANVISA, Normas Técnicas de 1 a 4.
Serão coletados 07 pontos internos e 01 interno.
• Remoção de todos os filtros (grosso, HEPA, G3, etc) para aterro sanitário de
material infectante.

A limpeza dos dutos por meio mecânico – robotizado deverá empregar escovas com
rotação reversível (remoção de resíduos incrustados), cobertura da área com lona
plástica, limpeza de todos os difusores (escovação mecânica) e inspeção e
complementação da estanqueidade dos dutos.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 178
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

A Contratada realizará a manutenção corretiva apresentando diagnóstico dos defeitos


constatados nos componentes do sistema de ar condicionado - utilizado sob
condições de operação adequada - bem como correção de anormalidades, testes e
calibrações necessárias para o retorno da mesma às condições normais de operação.

A Contratada providenciará as substituições de óleos de motor, lubrificantes e filtros


do sistema de ar condicionado, ou sua substituição de acordo com os resultados dos
testes e ensaios. Estes custos já estão previstos e incluídos no contrato e não
serão objeto de cobranças à parte.

Para a execução de serviços de manutenção no Sistema de Transporte Vertical, a


Contratada executará os seguintes procedimentos nos setores elétricos e mecânicos:

• Elétrica: reaperto do momento de força de todos os terminais de todos os


contatos elétricos em todos quadros de transferência e quadros comando,
incluindo limpeza com remoção de materiais estranhos ao quadro, inspeção do
estado de funcionamento de dispositivos de proteção (disjuntores, chaves
seccionadoras, fusíveis, etc); inspeção de reles elétricos.

• Mecânica: lubrificação de eixos e partes moveis de motores, troca de filtros e


óleos lubrificantes, inspeção de momentos de força de todos os terminais e
dispositivos de fixação, escovação de eletrodos de aquecimento, lavagem e dreno
do aquecedor, verificação e reaperto dos momentos de força de todos os contatos
elétricos do painel de comando.

Para a execução de serviços de manutenção na Rede Elétrica e cabine Primária, a


Contratada providenciará as substituições de óleo isolante do transformador,
complementação ou sua substituição de acordo com os resultados dos testes e
ensaios. Estes custos já estão previstos e incluídos no contrato. O mesmo se
aplica para o disjuntor e demais componentes da cabine primaria.

A Contratada realizará limpeza nas dependências da cabine primaria, inclusive


executando complementação de piso, pintura de paredes e de caixilharias.

A Contratada executará revisão em todos os quadros de luz & força existentes no Instituto,
inclusive o quadro de distribuição geral existente ao lado da cabine primaria. Esta revisão
compreende: substituição de disjuntores defeituosos, limpeza da área interna do quadro,
substituição de barramento (quando muito danificado, com lacerações, “queima” e outras
patologias que possam comprometer a distribuição eficiente, adequada e segura de energia
elétrica aos circuitos terminais).
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 179
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

A Contratada executará rede elétrica independente, destinada a alimentar a rede de servidores de


lógica do Instituto. Esta rede será aparente, em eletrodutos de aço galvanizado do tipo pesado, e
sairá diretamente do quadro de distribuição geral do prédio.

6 ) DAS OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA:

A Contratada obriga-se a prestar os serviços mencionados nos item 05 deste projeto


básico e executivo, com fornecimento de serviços especializados e materiais
adequados e compatíveis às atividades especificadas neste projeto básico e
executivo, obrigando-se para este fim:

• Os serviços serão executados durante o horário comercial de funcionamento da


Unidade, de modo a não interferirem no bom andamento da sua rotina de
funcionamento. Estes procedimentos deverão ser realizados no período das 08:00
às 17:00, de segunda a sexta impreterivelmente. A critério da Direção do
Laboratório Regional – Ribeirão Preto, este horário poderá ser mudado.

• Os serviços serão executados por pessoal de reconhecida especialização.

• Não será permitido, em hipótese alguma, a transferência das obrigações da


Contratada a terceiros.

• Responsabilizar-se integralmente pelos serviços contratados nos termos da


legislação vigente.

• Manter a disciplina nos locais de trabalho e retirando, após notificação, membro da


equipe que apresente conduta considerada inadequada pela Contratante.

• Manter a equipe devidamente uniformizada, identificando os membros por crachás


onde constem: nome, n.º do R.G, nome da empresa e foto recente.

• Identificar os equipamentos a ferramental de sua propriedade, de forma a não


serem confundidos com similares de propriedade da Contratante.

• Nomear responsável pela supervisão dos serviços e que terá a missão de garantir
o bom andamento dos trabalhos. Este profissional terá a obrigação de reportar-se,
sempre que houver necessidade, aos prepostos da Contratada e tomar
providências pertinentes.

• Seguir as prescrições contidas no memorial descritivo, planilha orçamentária e


peças gráficas; que são parte constante deste projeto básico e executivo.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 180
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Responsabilizar-se pelo cumprimento, por parte da equipe, às normas disciplinares


determinadas pela Contratante, e atender às normas de segurança e orientações
existentes na Portaria N.º 3214 de 08/06/78 do Ministério do Trabalho, inclusive
provendo-os dos equipamentos de proteção ( individual e coletivo ) necessários à
execução segura dos serviços contratados.

• Assumir toda e qualquer responsabilidade e tomar as medidas necessárias ao


atendimento de qualquer membro da equipe que venha a sofrer acidente ou seja
acometido de mal súbito.

• Reexecutar os serviços considerados insatisfatórios, sempre que solicitado e sem


ônus para a Contratante.

• Responder por danos causados diretamente à Contratante ou terceiros,


decorrentes de sua culpa ou dolo, na execução do contrato.

• Preservar e manter a Contratante à margem de todas as reivindicações, queixas e


representações de quaisquer natureza, responsabilizando-se expressamente pelos
encargos trabalhistas e previdenciários.

• Responsabilizar-se pela continuidade dos serviços no caso de eventual paralisação


por parte da equipe, sem ônus, para a Contratante.

• Permitir o acompanhamento dos serviços por prepostos indicados pelo serviço de


manutenção da Contratante.

• Concluídas as obras de adequação, caso tenha ocorrido alguma alteração das


peças gráficas, a Contratada fornecerá à Contratante “as built” atualizado de todas
as modificações ocorridas. Este “as built” será feito em meio eletrônico e gravado
em CD-ROM.

• A Contratada assumirá integral responsabilidade pela boa execução e eficiência


dos serviços que efetuar, de acordo com este projeto básico e
executivo,responsabilizando-se pelos danos decorrentes da má execução destes
trabalhos
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 181
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

7) OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES DA CONTRATANTE

• Facilitar, por todos os seus meios, o exercício das funções da Contratada,


assegurando livre acesso da equipe às suas dependências e instalações, desde
que devidamente identificada, para a execução dos serviços necessários.

• Promover o bom relacionamento e entendimento entre seus funcionários e da


Contratada.

• Pagar a Contratada no prazo estipulado no item 14 deste projeto básico.

• Fiscalizar o bom andamento do serviço contratado e prestado pela Contratada,


através do serviço de manutenção. Realizar avaliações periódicas e adequadas
dos procedimentos utilizados na execução dos serviços, notificando imediatamente
e por escrito qualquer problema ou irregularidade encontrada.

• Prestar à equipe da Contratada informações e esclarecimentos que eventualmente


venham solicitar e digam respeito à natureza dos serviços que tenham a executar
esclarecimentos sobre as circunstâncias em que foram observadas as
irregularidades e/ou defeitos, no funcionamento dos equipamentos, quando
possível.

• Autorizar a colocação de peças ou acessórios exigidos por lei ou determinações de


autoridades competentes.

• Autorizar a execução de serviços extras que a Contratada entender necessárias ao


eficiente funcionamento dos equipamentos (objeto deste contrato), ou não o
fazendo, assumir a integral responsabilidade que deste ato resultar, facultando a
Contratada a rescisão ou não do contrato.

• Cumprir rigorosamente a orientação técnica da Contratada.

• Fornecer local para guarda do ferramental, aparelhagem e equipamentos da


Contratada, quando solicitado.

• Não permitir o ingresso de terceiros, bem como a intervenção de estranhos nas


instalações dos equipamentos.

• Responder por danos causados diretamente à Contratante ou terceiros, decorrente


de sua culpa ou dolo, na execução do contrato.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 182
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

8) FORNECIMENTO DE MÃO-DE-OBRA:

As despesas de mão-de-obra especializada correrão totalmente por conta da


Contratada.

9 ) FORNECIMENTO DE FERRAMENTAL E MATERIAL DE CONSUMO:

Deverão ser fornecidos pela Contratada todas as ferramentas e aparelhos necessários


para a execução dos serviços descritos, incluindo fornecimento de equipamentos de
proteção individual e coletiva exigidos pela Portaria
N.º 3214/78 do Ministério do Trabalho, incluindo suas normas regulamentadoras e
atualizações, sem nenhuma despesa para a Contratante.

10 ) CAPACIDADE TÉCNICA:

A Contratada deverá apresentar certidão do CREA e registro compatível com o objeto


deste projeto básico e executivo, atestando ter trabalhado em obras civis e
instalações, a saber:

• Manutenção de sistemas de ar condicionado tipo “self-contained”


• Execução de coberturas
• Execução de piso de granilite
• Execução de redes de esgoto
• Manutenção ou montagem de cabines primarias.

O responsável técnico pela Contratada deverá apresentar registro do CREA que


comprove capacidade técnica na área de execução de obras civis e instalações.

Quando da assinatura do contrato deverá ser apresentada ART recolhida pela


Contratada para cumprimento do contrato.

A Contratada deverá apresentar atestados como condição de habilitação


comprovando a realização de serviços semelhantes ao objeto deste projeto básico e
executivo, onde deverão constar local/empresa e serviços executados.

11 ) FISCALIZAÇÃO:
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 183
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Todos os serviços serão supervisionados por um engenheiro, arquiteto ou tecnólogo


de construção civil; que será o responsável técnico, qualificado e nominalmente
indicado pela Contratada.

A Contratante fiscalizará os serviços da Contratada através do serviço de engenharia,


designando inclusive o servidor responsável pelo acompanhamento do serviço.

A Contratante, através de seus prepostos, poderá ordenar a imediata retirada do local


de qualquer membro da equipe da Contratada que estiver sem crachá ou uniforme, e
que possa vir a causar embaraço ou dificultar a fiscalização, inclusive solicitando sua
substituição se julgar necessário.

Cabe a Contratante solicitar à Contratada a substituição de qualquer material,


equipamento ou aparelho cujo uso considere prejudicial à boa conservação de seus
pertences. O não atendimento por parte da Contratada a quaisquer dos itens
mencionados neste projeto básico e executivo caracteriza o descumprimento da
obrigação assumida.

12 ) FORNECIMENTO DE E.P.I. E E.P.C. :

Todo o pessoal da Contratada só poderá trabalhar uniformizado e identificado por


crachá, e utilizando o e.p.i (equipamento de proteção individual) adequado para a
atividade exercida.

A empresa contratada se responsabilizará por todos os encargos sociais, fiscais,


trabalhistas e previdenciários de seus funcionários, se responsabilizando inclusive
pelo fornecimento e utilização de e.p.i (equipamento de proteção individual) e e.p.c.
(equipamento de proteção coletiva)

13 ) COMPOSIÇÃO DOS PREÇOS UNITÁRIOS:

Os serviços e respectivos preços unitários constantes da planilha orçamentária em


anexo foram compostos a partir da seguinte referência bibliográfica:

• Manual Técnico DOP, Tomo III, 5.ª edição, 1987.


• Revista Construção Mercado nº 53, dezembro de 2005, Editora PINI.
• Boletim Técnico CPOS n.º 152.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 184
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Estas publicações forneceram a quantificação de materiais, mão-de-obra, salários, leis


sociais e taxas de b.d.i que permitiram compor os preços unitários constantes da
planilha orçamentária, que são as seguintes:

• Taxa de BDI adotada: 25.00%


• Taxas e Leis Sociais: 122.00%

14) PREÇOS E CRITÉRIOS DE PAGAMENTO:

A ) Preços:

A licitante deverá apresentar proposta contendo preços unitários por serviço


especificado na planilha orçamentária. Será considerado para julgamento o valor total
da proposta. Deverão estar inclusos nos preços propostos, além do lucro, todos os
benefícios e despesas indiretas, custos diretos e indiretos, leis sociais, taxas, impostos
e tributos de qualquer natureza, além de custos para instalação e montagem de
canteiro e mobilização de equipes.

B ) Critérios de medições:

O critério a ser adotado para fins de pagamento será o de preço unitário por serviço
especificado na planilha orçamentária. Os serviços que apresentarem medição
inferior ao contratado sofreram o desconto proporcional, aplicado à quantidade que
deixou de ser executada.

C ) Condições de pagamento:

O pagamento será feito após a realização de quatro medições; a primeira 30 (trinta)


dias após o início das obras, a segunda e terceira medições; respeitando-se o
intervalo de trinta dias entre uma e outra; e a quarta e última medição no final das
obras. Após o recebimento do atestado de conclusão dos serviços, o Instituto Adolfo
Lutz deverá efetuar o pagamento destes serviços realizados e devidamente atestados
no trigésimo dia útil do mês subseqüente ao vencido, sem incidência de atualização
monetária, de acordo com o Art. 4º, Inciso XIV da Lei Federal N.º 8666 de 21/06/93 e
suas alterações, combinado com o Decreto Estadual n.º 32117 de 10/08/90, mediante
apresentação de nota fiscal/fatura no Instituto Adolfo Lutz – Laboratório Central –
Administração, localizado à Av. Dr. Arnaldo ,355.

D ) Para realização dos pagamentos:


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 185
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Deverá ser apresentado comprovante da quitação das obrigações previdenciárias


( INSS,FGTS,PIS) referentes a todos os membros da equipe envolvida na prestação
dos serviços contratados, justamente com o faturamento no item supracitado, e
deverão ser apresentados após a conclusão da obra. Na hipótese de os pagamentos
serem efetuados em desacordo com o prazo estipulado no item C, haverá incidência
de correção monetária nos termos do Art.74.º da Lei Estadual n.º 65441 de 22/11/89.

15 ) PRAZO PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS:

O prazo para execução destes serviços é de 120 dias (cento e vinte) dias corridos,
contados a partir da notificação para início de obras/serviços.

16 ) VISITA AO LOCAL:

Antes da apresentação da proposta final de preços para execução dos serviços,


recomenda-se à empresa pleiteante fazer uma visita ao local das obras para verificar
estado das instalações existentes e das dependências físicas, de modo a adequar sua
proposta às características próprias do local.

17 ) GARANTIA DOS SERVIÇOS:

A Contratada oferecerá à Contratante, sem qualquer tipo de ônus, garantia de 12


meses pelos serviços executados. Esta garantia abrange:

• Serviços de marcenaria, cujos moveis e componentes não poderão apresentar


empenas ou descolamentos dos revestimentos.

• Cobertura e subcobertura, que não poderão apresentar vazamentos ou outras


patologias.

• Sistemas Mecânicos (ar condicionado e elevadores)


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 186
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ADEQUAÇÃO DO ESPAÇO FÍSICO DO INSTITUTO ADOLFO LUTZ – LABORATÓRIO


REGIONAL DE RIBEIRÃO PRETO

O presente memorial trata da adequação do espaço físico do Instituto Adolfo Lutz –


Laboratório Regional de Ribeirão Preto para a realização de exames de biologia
molecular, da reforma de espaço para implantação de abrigo de resíduos hospitalares
(de acordo com a Norma Técnica Brasileira Registrada NBR 12809), da execução de
serviços de manutenção nos sistemas mecânicos (ar condicionado e elevadores);
além da execução de serviços emergenciais na rede elétrica e hidráulica (águas
servidas). Resumidamente, os serviços a serem executados são os seguintes:

A) Salas Técnicas

• Remoção de todos os revestimentos (piso, paredes e forros), inclusive


caixilharias.
• Execução de piso em granilite na cor cinza claro. Os rodapés serão do
tipo hospital (meia cana), na cor preto.
• Execução de novo revestimento em argamassa para todas as
superfícies, com preparo para pintura a base epóxi.
• Pintura com tinta a base epóxi (solvente água) em todas as superfícies.
• Execução de caixilhos em alumínio (seguindo padrão existente).
• Instalação de novas portas (vão de luz de 90 x 210 cm) em madeira, com
visor de vidro.
• Execução de novas instalações elétricas e hidráulicas (embutidas).
• Instalação de bancadas em granito (preferencialmente cinza andorinha),
com cubas em INOX (ASTM 316).
• Todas as torneiras serão do tipo pescoço de ganso (modelos de parede),
com acionamento por alavanca (ou “cruzeta”), acabamento cromado.
• Em uma das salas técnicas, será instalada bancada em INOX (ASTM
316).
• Instalação de pontos de GLP (02 pontos por sala), com válvula PIG
TAIL13.
• Serviços de marcenaria (armários tipo gabinete e elevados), revestidos
internamente com fórmica lisa e externamente com fórmica texturizada;
ambas na cor branco neve.
• Embutimento de todas as redes (lógica, elétrica, GLP, etc) aparentes
existentes interior das salas técnicas.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 187
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

B) Cozinha e Refeitório

• Remoção de todos os revestimentos (piso, paredes e forro), inclusive


caixilharias.
• Aplicação de malha # 25 cm com aço CA50-A ∅ 3/8” no piso. Este malha
destina-se a costurar trincas e absorver movimentações devidas ao
trabalho da laje.
• Execução de piso em porcelanato polido.
• Execução de novo revestimento em argamassa, preparado para receber
pintura epóxi (para todas as superfícies.
• Pintura com tinta a base epóxi na cor branco neve, 02 demãos, em todas
as superfícies.
• Execução de armários tipo gabinete
• Execução de novas redes elétrica e hidráulica.
• Execução de caixilharias, TODAS em alumínio.
• Instalação de bancada em INOX (ASTM 316)

C) Abrigo de Lixo

• Reforma de espaço existente (apenas demolição de argamassa, com


execução de nova e pintura epóxi. O piso existente deverá ser limpo e as
peças soltas, fixadas).
• Retirada de toda a caixilharia e execução de nova, em alumínio (liga 25).
• Execução de piso drenante, com vazão para tanque de contenção
(seguir croquis).

D) Serviços Emergenciais na Rede Hidráulica

• Cancelamento de tubo de queda que atende a T.B.


• Execução de novos tubos de queda (04), dos quais três permanecerão
em modo de espera.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 188
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Conexão de todos tubos de queda ao sistema de esgotamento de águas


servidas (inclui eventual recomposição de pisos e revestimentos de
acordo com padrão original).
• Todos os tubos de queda deverão prever fecho hidráulico (sifão hídrico)
e tubulação de ventilação).
• Conexão da rede de esgotos primários da TB ao novo tubo de queda.

E) Sistemas Mecânicos

• Reparo no conjunto de elevadores (02 unidades). O serviço inclui o


eventual fornecimento de peças
• Reparo no sistema de ar condicionado (inclusive fan-coils e redes de
dutos). O serviço inclui o eventual fornecimento de peças.

F) Reparos Emergenciais na Rede Elétrica

• Manutenção da cabine primaria (limpeza, filtragem e complemento de


óleo isolante)
• Revisão de quadros de força & luz (geral e dos andares),
compreendendo: limpeza, reaperto de terminais, medição e identificação
de circuitos terminais, substituição de disjuntores. A planilha contempla
gastos com a substituição de 02 disjuntores mono fásicos e bifásicos por
quadro; caso o numero de disjuntores danificados seja superior a este,
serão pagos à parte.
• Execução de rede de alimentação de baixa tensão estável, para rede de
servidores.
• Substituição de cabos de alimentação (F, N e T) do quadro geral aos
quadros de força & luz distribuídos pelo prédio.

2 – A planilha orçamentária constante deste memorial descritivo já contempla custos


com implantação de canteiro, mobilização de equipes e demais despesas necessárias
para o início dos serviços. Estes itens estão descritos nos itens 01 a 04 da planilha
orçamentária e foram dimensionados para 04 (quatro) meses, tempo previsto de
duração das obras.

3 – A rotina do Laboratório Regional de Ribeirão Preto deverá sofrer as perturbações


estritamente necessárias à execução dos serviços.

4 – Se, para a realização dos serviços, a Contratada necessitar desligar redes de


energia elétrica ou seus circuitos terminais, ou fechar redes de abastecimento; deverá
comunicar previamente esta necessidade à Direção do Laboratório Regional –
Ribeirão Preto, que a instruirá sobre como proceder.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 189
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

5 – Todos os caixilhos de alumínio serão fixados, sem exceção, por meio de parafusos
(bucha mínima ∅ 5mm) às alvenarias, mínimo de 03 parafusos por metro linear. Os
umbrais seguirão a mesma proporção.

6 – Todos os vãos de caixilhos serão calafetados com silicone.

7 – Os caixilhos de alumínio serão executados em chapa dobrada e perfis de liga


“alumínio 25”, com elementos vedantes de náilon e anodização na cor natural.

8 – Os quadros fixos e móveis dos caixilhos serão esquadriados e limados para não
apresentarem rebarbas e saliências.

9 – Os parafusos para fixação dos caixilhos às alvenarias deverão ser em aço


zincado, latão ou latão cromado.

10 - Se durante a remoção das caixilharias antigas ocorrer algum dano às alvenarias,


a contratada efetuará os reparos necessários para a recomposição do revestimento
original.

11 – Todos os painéis de vidro serão do tipo duplo, liso e transparente, com espessura
de 4.00mm. Todas as suas faces serão lixadas para não apresentarem rebarbas.

12 – Os painéis de vidro serão fixados aos requadros por gaxetas de borracha dupla.

13 – Os painéis de vidro não poderão apresentar defeitos de corte (beiradas lascadas,


pontas salientes, cantos quebrados, cortes em bisel, etc) e nem folga excessiva em
relação ao requadro de encaixe.

14 – A Diretoria do Laboratório Regional – Ribeirão Preto e a Divisão de Engenharia –


Instituto Adolfo Lutz poderão vetar, a qualquer momento, materiais que julgarem
inadequados; e exigir a sua substituição sem qualquer tipo de ônus para a
Contratante.

15 - A Diretoria do Laboratório Regional – Ribeirão Preto e a Divisão de Engenharia –


Instituto Adolfo Lutz designarão funcionário para acompanhar e fiscalizar a realização
dos serviços.

16 – A Contratada deverá seguir as recomendações e exigências da Portaria Federal


MTB n.º 3214/78, inclusive observando os EPI´s (equipamentos de proteção
individual) e EPC´s (equipamentos de proteção coletiva) necessários para a execução
segura dos serviços.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 190
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

17 – A Contratada zelará pela correta utilização dos equipamentos de proteção.

18 – Os funcionários da Contratada trabalharão devidamente uniformizados e portarão


crachás de identificação.

19 – A Diretoria do Laboratório Regional – Ribeirão Preto terá o poder de exigir a


substituição imediata de qualquer funcionário da Contratada cujo comportamento for
considerado inadequado e inconveniente pela aquela diretoria.
20 – Todo o entulho da obra será removido a aterro sanitário.

21 – A limpeza final da obra inclui vidros (limpos com esponja de aço, removedor e
água), caixilhos (limpos com removedor e polidos com flanela seca), remoção de
entulho, limpeza de ferragens de esquadrias; e limpeza de pisos, forros e paredes.

22 – Todas as peças metálicas (cobertura inclusive) são propriedade do Instituto


Adolfo Lutz – Laboratório Regional 01 de Ribeirão Preto. A Direção do Laboratório
Regional designará local para guarda provisória deste material.

23 – A demolição de alvenaria em geral, será feita sem reaproveitamento de tijolos, e


inclui esquadrias e vidros. Também serão demolidos os apoios de sustentação dos
tampos de pia em aço inox que foram removidos.

• Unidade de medida: m³
• Critério de medição: volumes reais

24 – Retirada de esquadrias metálicas, sem reaproveitamento

• Unidade de medida: m²
• Critério de Medição: medição pelas áreas calculadas a partir do vão de luz.

25 – Retirada de azulejos sem reaproveitamento, incluindo argamassa de


assentamento.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: medição pelas áreas reais

26 – Retirada de piso cerâmico, sem reaproveitamento, incluindo rodapés.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: medição pelas áreas reais.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 191
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

27 – Retirada de tubulação em geral (gás, eletricidade, telefonia, etc) sem


reaproveitamento.

• Unidade de medida: m
• Critério de medição: comprimentos reais.

28 - Remoção de tampo de pia em aço inox, com reaproveitamento. Os tampos


possuem dimensões (largura x comprimento) que variam de (50 a 80)cm x (160 x
300)cm e estão embutidos às alvenarias e assentados sobre apoios de alvenaria.
Constam do serviço o selamento da rede de AF e esgotos com caps de PVC.

• Unidade de Medida: unidade


• Critério de medição: unidade removida.

29 – Retirada de torneira (modelos de parede e de bancada) sem reaproveitamento.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade efetivamente removida.

30 – Retirada de esquadrias de madeira sem reaproveitamento, incluindo batentes,


guarnições e complementos.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: áreas tomadas pelo vão de luz.

31 – Execução de caixilhos de alumínio (ver croquis), executados em chapas


dobradas e perfis de liga de alumínio (em “alumínio 25”), baguetes para fixação dos
vidros e demais requadros e encaixes. Os caixilhos serão dotados de pingadeiras e
possuirão elementos vedantes de náilon. Serão fixados às alvenarias por parafusos
(bucha mínima ∅ 5mm, 03 parafusos por metro linear). Um destes caixilhos terá
requadro (AxC) de 64 x 42.5cm para encaixe de aparelho de ar condicionado. Os vãos
entre os caixilhos serão calafetados com silicone, e os vãos entre o aparelho de ar
condicionado e o caixilho serão preenchidos com espuma expansiva de poliuretano.
Os caixilhos serão anodizados na cor natural, e consta do serviço o fornecimento de
painéis de vidro duplo liso transparente (esp.= 4.00mm) fixados com gaxetas de
borracha dupla. O serviço inclui o fornecimento de suporte (em alumínio e fixado ao
caixilho) para aparelho de ar condicionado (LxAxP = 64 x 42.5 x 61 cm).
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 192
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: medição pelo vão de luz real.

32 – Os vãos existentes entre o encaixe do aparelho de ar condicionado e seu suporte


não podem ser superiores a 5mm.

33 - As Instalações elétricas de Alta Tensão, além de seguirem as prescrições da


Concessionária Local, seguirão as recomendações da Norma Técnica Brasileira NBR
5414 – Instalações elétricas de alta tensão.

34 - A Contratada providenciará toda a documentação legal necessária (alvarás,


licenças, requerimentos, etc) junto aos Órgãos Públicos e Concessionárias de serviços
públicos para o início das obras; inclusive se encarregando do pagamento de taxas,
emolumentos e outras despesas exigidas para este fim – estes custos já estão
diluídos na planilha orçamentária.

35 – Serviços de manutenção de cabine primária, de acordo com Projeto Básico, e


planilha orçamentária.

• Unidade de medida: unidade.


• Critério de medição: serviço executado de acordo com especificações.

36 – Revisão de quadros de luz & força, de acordo com Projeto Básico e planilha
orçamentária.

• Unidade de medida: unidade.


• Critério de medição: serviço executado de acordo com especificações.

37 – Rede de alimentação elétrica para servidores, de acordo com planilha


orçamentária e Projeto Básico.

• Unidade de medida: consultar planilha


• Critério de medição: serviço executado de acordo com especificações.

38 – Retirada de caixilharia de ferro, sem reaproveitamento.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: áreas reais.

39 – Grade de proteção tipo gradil, de acordo com planilha orçamentária.

• Unidade de medida: m²
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 193
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Critério de medição: áreas reais.

40 - A instalação de tomada universal (2P + T) será feita em condulete de alumínio


4x2” (saída ∅ 3/4”). O serviço inclui o fornecimento de espelho de alumínio, e quando
necessário, adaptador ¾” x 1”.

41 – Retirada de piso cerâmico, sem reaproveitamento, incluindo rodapés.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: medição pelas áreas reais.

42 – Retirada de armário em madeira, sem reaproveitamento.

• Unidade de medida: m
• Critério de medição: comprimentos reais.

43 - Remoção de tampo de pia em aço inox, sem reaproveitamento. O serviço inclui


remoção de gabinete. Constam do serviço o selamento da rede de AF e esgotos com
caps de PVC.

• Unidade de Medida: unidade


• Critério de medição: unidade removida.

45 – Retirada de torneira (modelos de parede e de bancada) sem reaproveitamento.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade efetivamente removida.

46 – Demolição de bancadas de concreto, sem reaproveitamento. Inclui remoção de


entulho para aterro sanitário.

• Unidade de medida: m³
• Critério de medição: volumes reais.

47 – Retirada de equipamentos elétricos, de acordo com planilha orçamentária. Inclui


selamento de vãos com argamassa mista de cimento/areia no traço 1/3.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidades removidas na totalidade e vãos selados.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 194
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

48 – Porta de alumínio, mesmas especificações do item 31. A porta deverá possuir 2/3
de sua superfície em vidro cristal plano, e 0 terço inferior tipo veneziana. Seguir
demais especificações da planilha orçamentária.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: medição pelo vão de luz real.

48 – Piso cerâmico, em porcelanato polido de acordo com planilha orçamentária. Inclui


rejuntamento.
• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: área real executada.

49 – Execução de rodapé cerâmico, de acordo com planilha orçamentária.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais.

50 – Execução de alvenaria de vedação em blocos de concreto celular autoclavado,


largura de 20cm, assentes com pasta de argamassa colante. O serviço inclui
escarificaçao de superfícies para maior aderência dos blocos.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: áreas reais.

51 – Execução de chapisco em argamassa de cimento/areia no traço 1/3.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: áreas reais

52 – Execução de emboço com argamassa mista cimento/cal/areia no traço 1:4/12,


superfície desempenada e alisada a feltro.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: áreas reais

53 – Execução de reboco cimento/areia traço ¼, para pintura a base epóxi, sobre


emboço, superfície desempenada com aço e alisada a feltro. Este acabamento não
poderá apresentar ondulações ou trincas.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: áreas reais
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 195
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

54 – Piso de granilite fundido no local (espessura mínima de 10mm), sobre lastro de


concreto. Consta do serviço a regularização do lastro (de onde se removeu o piso
cerâmico) com argamassa cimento/areia no traço ¼. Consta do serviço o fornecimento
de juntas de dilatação de metal ½ “ x 1/8 “ (a área máxima formada pelos quadros é
de 2.00m² - ver croquis). A superfície será estucada, polida a máquina e acabada com
01 demão de cera. O agregado terá granulometria 0 e o piso deve possuir cor “cinza
claro”.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: área real executada.

55 – Execução de rodapé de granilite tipo hospital (mesmas especificações do item


58), altura de 10cm. O acabamento superior deverá ser boleado, e o piso terá cor
“preto”.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais.

56 – Pintura com tinta a base epóxi, 02 demãos na cor branco neve, com
emassamento. O serviço inclui regularização e nivelamento da superfície com
argamassa, onde for necessário.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: áreas reais.

57 – Pintura com tinta a base esmalte, 02 demãos na cor cinza claro, para esquadrias
de madeira. A pintura inclui batentes e guarnições.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: áreas reais.

58 – Pintura de tubulações metálicas, ∅ até 2”, incluindo conduletes, espelhos e


conexões. A pintura será feita com tinta a base esmalte, 02 demãos na cor cinza claro.
O serviço inclui o lixamento da superfície e a aplicação de 01 demão de zarcão.

• Unidade de medida: metro linear


• Critérios de medição: comprimentos reais

59 - Pintura de tubulações metálicas, ∅ até 2”, incluindo conduletes, espelhos e


conexões. A pintura será feita com tinta a base esmalte, 02 demãos na cor cinza claro.

• Unidade de medida: metro linear


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 196
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Critérios de medição: comprimentos reais

60 – Instalação de eletroduto de aço galvanizado, inclusive conexões (curvas, luvas,


etc). O eletroduto será aparente, fixado às superfícies verticais e horizontais por
abraçadeiras galvanizadas tipo “U” (02 abraçadeiras por metro linear). O eletroduto
terá ∅ 1” a ∅ 2”, e consta do serviço o recorte de alvenarias e forros para a passagem
de tubulação (os vãos dos furos de passagem serão selados com espuma de
poliuretano, lixada para receber acabamento final com pintura). Consta do serviço o
recorte do Quadro de Distribuição de Força & Luz (QDL) existente para a conexão do
eletroduto. Consta do serviço o fornecimento de 6.00m de eletroduto de aço
galvanizado ∅ 1 ½” para conexão entre o QDL existente e o novo QDL.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais.

61 – Enfiação com fio de cobre flexível, # 2.50 mm², isolação termoplástica para 70.º C
– 750V.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais

62 - Enfiação com fio de cobre flexível, # 4.00 mm², isolação termoplástica para 70.º C
– 750V.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais

63 - Enfiação com fio de cobre flexível, # 6.00 mm², isolação termoplástica para 70.º C
– 750V.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais

64-- Enfiação com cabo de cobre flexível, # 10.00 mm², isolação termoplástica para
70.º C – 750V.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 197
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

65-- Enfiação com cabo de cobre flexível, # 16.00mm² a # 70.00 mm², isolação
termoplástica para 70.º C – 750V. Estes cabos devem partir do quadro geral e chegar
aos quadros de distribuição de força & luz distribuídos pelo prédio.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais

66 – Instalação de Quadro de Distribuição de Força & Luz, modelo de sobrepor, em


ferro, para 60 mini disjuntores. O serviço inclui o fornecimento de barramento
monofásico e proteção em acrílico para evitar contato com o barramento.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada em operação.

67 – Instalação de mini disjuntor de proteção, monopolar, 10 A a 30 A

• Unidade de Medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada e operacional

68 - Instalação de mini disjuntor de proteção, tripolar, 30 A a 100A, para proteção do


quadro de distribuição de força & luz.

• Unidade de Medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada e operacional

69– Instalação de mini disjuntor de proteção, bipolar, 10 A a 30 A

• Unidade de Medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada e operacional

70 – Instalação de ponto de luz completo, composto por:

• calha (modelo de sobrepor em forro) em chapa de aço reforçada esmaltada,


para 04 lâmpadas fluorescentes de 40W. O fundo da calha deverá ser revestido
com material reflexivo para aumentar a eficiência das lâmpadas. Inclui
fornecimento de correntes galvanizadas para evitar queda de lâmpadas.
• 04 lâmpadas fluorescentes tubulares de 40W
• 02 reatores eletrônicos 2x40W / 110V
• 01 condulete de alumínio 4x2” saída (∅ 1”) para fixação da lâmpada.
• Difusor em acrílico
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 198
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

O ponto de luz será embutido no forro de PVC.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade completa, instalada e operacional

71 – Tomada blindada tipo industrial (com plug, á prova de umidade, gases e


vapores), 30 A – 220V, para aparelho de absorção atômica. A tomada terá 03 pólos
(02 F + 01 T), corpo em alumínio fundido, acabamento em esmalte sintético na cor
cinza martelado, com entrada rosqueada ∅ 1”. Nas tomadas destinadas às
autoclaves, será anexada à tomada botoeira liga-desliga.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada

72 – Instalação de tomada universal (2P+T) em condulete de alumínio 4x2” (saída ∅


1”). O serviço inclui o fornecimento de espelho de alumínio.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada

73 – Instalação de tomada 3P – 20A em condulete de alumínio 4x2” (saída ∅ 1”). O


serviço inclui o fornecimento de espelho de alumínio.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada

74 – Instalação de torneira de acionamento mecânico, acabamento cromado, ∅ ¾ ”. A


torneira inclui arejador e registro regulador de vazão.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada e operacional.

75 – Instalação de bancada em GRANITO (“cinza andorinha ou Mauá”), largura e


comprimento variáveis, com setor seco (“área seca”) Inclui fornecimento de cuba em
INOX (ASTM 316), com válvula americana. A bancada será fixada sobre mãos
francesas de aço (capacidade mínima de carga de 120 KGF), e será embutida à
alvenaria com argamassa cimento/areia traço ½ (nesta superfície será colada moldura
à parede, com 5.00cm de altura em granito cinza “espírito santo”) O serviço inclui o
fornecimento de sifão metálico com copo e cauda. Inclui a execução de apoios em
alvenaria onde forem necessários.

• Unidade de medida: metro linear


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 199
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Critério de medição: comprimentos reais.

76 – Instalação de bancada em INOX (ASTM 316), largura de 80.00 cm e


comprimento variável, com setor seco (“área seca”) Inclui fornecimento de cuba em
INOX (ASTM 316), com válvula americana. A bancada será fixada sobre mãos
francesas de aço (capacidade mínima de carga de 120 KGF), e será embutida à
alvenaria com argamassa cimento/areia traço ½ (nesta superfície será colada moldura
à parede, com 5.00cm de altura em granito cinza “espírito santo”) O serviço inclui o
fornecimento de sifão metálico com copo e cauda. Inclui a execução de apoios em
alvenaria onde forem necessários.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais.

77 – Instalação de porta de madeira com visor de vidro, completa, com batentes e


guarnições. Em folha lisa (e = 3.50cm) de imbuia, miolo sarrafeado. Batentes de
14x3.5cm em peroba (inclui guarnições de peroba de 5x1cm). O visor será em vidro
cristal duplo liso incolor (e=4mm), 02 x 40x60cm. Consta do serviço o fornecimento de
03 dobradiças de 3 ½” x 3 ½” por folha. A porta terá vão de luz 140 x 210cm, em 02
folhas. Consta do serviço o fornecimento de fechadura completa (miolo cilíndrico de
embutir. Todas as ferragens e fechadura terão acabamento em aço escovado

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade completa instalada

78 – Instalação de ponto para rede de lógica, com tomada RJ-45 (macho e fêmea),
incluindo 4.00m de cabo 5E e 2.50m de eletroduto de aço galvanizado ∅ ¾”
(aparente, fixado às alvenarias por abraçadeiras galvanizadas tipo “U”).

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada

79 – Instalação de ponto para rede de telefonia, com tomada RJ-11 (macho e fêmea),
incluindo 4.00m de cabo CAT-01 e 2.50m de eletroduto de aço galvanizado ∅ ¾”
(aparente, fixado às alvenarias por abraçadeiras galvanizadas tipo “U”).

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 200
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

80 – Instalação de porta, idem item 77, vão de luz 90x210 cm. Consta do serviço
eventual necessidade de alargamento do vão.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade completa instalada.

81 – Rede de AF em tubulação de PVC (inclusive conexões), de acordo com planilha


orçamentária.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais.

82 – Instalação de registro de gaveta amarelo ∅ ¾”

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada e conectada a rede.

83 – Instalação de lavatório oval de louça (dimensões reduzidas), completo, com


engates, elementos de sustentação e sifão com copo e cauda (todos elementos
metálicos e de acabamento cromado). Lavatório modelo de embutir.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada de acordo com especificações

84 – Limpeza geral, incluindo remoção do entulho para aterro sanitário e limpeza de


vidros, caixilhos, pisos, forros e paredes.

• Unidade de medida: m²
• Critério de medição: projeção da área total reformada. As superfícies não
limpas serão descontadas segundo a tabela abaixo:

* paredes: R$ 2,00/m²
* pisos: R$ 2,25/m²
* janelas: R$ 0,80/m²
* ferragens: R$ 1,00/unidade

85 – Execução de rede de alimentação de GLP, de acordo com especificações da


planilha orçamentária.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais, inclusive conexões e peças especiais.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 201
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

86 – Construção de abrigo de lixo, de acordo com especificações da planilha


orçamentária.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais.

87 – Instalação de ralo sifonado, de acordo com planilha orçamentária.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada.

88 – Instalação de ralo seco, de acordo com planilha orçamentária.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade instalada.

89 – Desentupimento de condutores, de acordo com planilha orçamentária.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais.

90 – Alguns dos condutores possuem prolongamento e desenvolvimento por sob a


cobertura, e estes trechos serão desentupidos.

91 – Instalação de rufos, de acordo com planilha orçamentária e item 96 deste


memorial. Inclui todas as peças especiais (“pingadeiras” inclusive).

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais.

92 – A obra será aceita apenas depois de executado o teste de estanqueidade (a


cobertura será regada em sua totalidade, verificando-se o desempenho de todos os
seus elementos).A fim de se evitar desperdícios, será utilizada água de reuso,
fornecida pela Contratada.

93 – A Contratada fornecerá placa indicativa da obra, em aço galvanizado e estrutura


em pinho. Os dizeres e modelo serão fornecidos pelo Gabinete – Secretaria de Estado
da Saúde.

94 – Serviços de manutenção em elevadores, de acordo com planilha orçamentária.

• Unidade de Medida: unidade


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 202
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

• Critério de Medição: unidade operacional.

95 – As instalações de esgotos deverão seguir as prescrições da Norma Tecnica


Brasileira Registrada 8160/83 e suas atualizações.

96 – Sob hipótese alguma o tudo de queda será conectado à rede de drenagem de


águas pluviais.

97 – A Contratada fornecerá 02 (dois) sifões metálicos e seus pertences (válvulas


americanas, dosadores, etc) para os pontos de consumo em questão. Estes custos
estão diluídos na planilha orçamentária e não serão objeto de cobranças à parte.

98 – Cancelamento de rede de esgotos, de acordo com planilha orçamentária.

• Unidade de medida: unidade


• Critério de medição: unidade cancelada.

99 – Execução de rede de esgotos de acordo com planilha orçamentária.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de Medição: comprimentos reais.

100 – Execução de tubo de queda, de acordo com planilha orçamentária.

• Unidade de medida: metro linear


• Critério de medição: comprimentos reais.

101 - A execução do tubo de queda contempla a escarificação de paredes, execução


de base de apoio em concreto armado (armadura com CA-50 A ∅ 10.00mm em malha
# 10.00 x 10.00cm de concreto armado FCK = 18 Mpa, espessura mínima de
10.00cm) e o revestimento do encunhamento (pintura com tinta a base látex PVA, 02
demãos na cor concreto)

102 – Serviços de manutenção no sistema de ar condicionado, de acordo com planilha


orçamentária.

• Unidade de Medida: variada


• Critérios de Medição: conjunto operacional.

103 – O prazo para execução destes serviços é de 120 (cento e vinte) dias.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 203
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

104 – O pagamento será feito em 04 medições, a saber:

• Primeira medição, 30 dias após o início dos serviços


• Segunda medição, 60 dias após o inicio dos serviços
• Terceira medição, 90 dias após o início dos serviços
• Medição final, na conclusão da obra.

105 – Todos os materiais utilizados e todos os serviços executados terão garantia de


12 (doze) meses

106 – O período considerado para a execução dos serviços é de segunda a sexta, das
8:00h às 17:00h. Excepcionalmente, e a critério da Direção do laboratório Regional –
Ribeirão Preto, este período poderá ser alterado.

107 – As peças gráficas são documentos, e a execução dos serviços em desacordo


com as prescrições nelas contidas só poderá ser feita mediante consulta prévia à
Divisão de Laboratórios Regionais – Instituto Adolfo Lutz.

108 – Reforma de local para instalação de abrigo de resíduos sólidos, de acordo com
NBR12809. O serviço inclui demolições de paredes e revestimentos, retirada de
caixilharias, execução de 02 portas em alumínio (tipo venezianas) com vão de luz de
90x210cm (inclui ferragens), pintura interna com tinta epóxi (inclui preparação da
base, emassamento e demais serviços necessários para a execução da pintura),
pintura externa com tinta látex (preparação idem acima), execução de rede elétrica (02
pontos de luz fluorescentes com 4 lampadas de 40 watts e 02 interruptores), 01 ponto
de água corrente (torneira bica móvel ∅ ¾” e tubulação ∅ ¾”, inclusive 01 registro de
gaveta amarelo) , rede de esgotos (∅ 2”, caixa de gordura de 60x60 e conexão à rede
de esgotos existentes). Inclui ainda a execução de ventilação tipo mosquiteira em aço,
dimensões de 50 x 200 cm.

• Unidade de Medida: unidade


• Critério de Medição: unidade executada de acordo com especificações.

LUIS FERNANDO ARMIDORO RAFAEL


ENGENHEIRO IV – INSTITUTO ADOLFO LUTZ

ANEXO II
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 204
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO


AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO

ANEXO II

DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO

Em cumprimento ao disposto no art. 4º, VII, da Lei nº 10.520/2002,


declaramos que atendemos aos requisitos exigidos para a habilitação do
procedimento licitatório em epígrafe, assumindo inteira responsabilidade por quaisquer
erros ou omissões que tiverem sido cometidos quando da preparação da mesma, não
havendo fato impeditivo à nossa habilitação.

São Paulo, ........ de .................................... de 2010.

Assinatura
Representante legal da empresa
Ou
Procurador

ANEXO III
PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 205
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ANEXO III
PLANILHA ORÇAMENTÁRIA
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 206
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE


COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ

EXECUÇÃO DE SERVIÇOS EMERGENCIAIS DE MANUTENÇÃO DE REDE


ELÉTRICA, HIDRAULICA E SISTEMAS MECÂNICOS, E REFORMA DO
OBRA:
ESPAÇO FISICO DO LABORATORIO REGIONAL DO INSTITUTO ADOLFO
LUTZ DE RIBEIRÃO PRETO
Rua Minas, nº. 877 - Bairro de Campos Elíseos – cidade de Ribeirão Preto - São
LOCAL
Paulo – CEP 14085-410
Leis Sociais: 122.00%
Taxa de BDI: 30.00%
Fonte: Boletim CPOS
n° 152
COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL

Container alojamento, minimo


1 20202 de 9.20 m² unid. 1.00 1.423,00 1.423,00

Container Depósito, minimo


2 20204 de 9.20 m² unid. 1.00 1.423,00 1.423,00

Container sanitario (2 duchas,


2 bacias, 1 lavatório e 1
3 202206 mictorio) unid 1.00 2.117,24 2.117,24

Fechamento provisorio de
vãos com chapa de madeira
4 20308 compensada m² 64.50 13,68 882,36

Placa para identificação de


5 20802 obra m² 4.50 254,12 1.143,60

Retirada de torneira, inclusive


6 41112 pertences unid. 4.00 4,85 19,40

Cancelamento de rede de
esgotos secundarios, # 3/4" a
7 não existe # 2", com
caps. Inclui tamponamento
com argamassa m 15.00 67,15 1.007,25

Retirada de Sifão ou metais


8 41114 sanitarios diversos unid. 27.00 7,42 200,34

9 41912 Retirada de tomadas, unid. 30.00 12,50 375,00


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 207
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

interruptores, inclusive caixa


estampada

Retirada de armario embutido


em madeira, sem
10 não existe reaproveitamento m² 11.10 50,00 555,00

Demolição manual de
alvenaria de
elevação/embasamento,
11 30202 inclusive
revestimento e caixilhos. m³ 2.75 46,93 129,06

Demolição manual de
revestimento ceramico (pisos
12 30402 e azulejos),
inclusive base. m² 216.08 7,03 1.519,05

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Retirada de eletroduto
13 41838 embutido, # até 2" m 12.00 3,19 38,28

Remoção de tubulaçaõ
hidraulica em geral, incluindo
14 43006 conexões, cai-
xas, registros e ralos. m 25.00 4,70 117,50

Retirada de esquadria
15 40902 metálica em geral m² 14.43 18,23 263,06

Retirada de porta completa


(folha, batentes, guarnição,
16 40804 etc); para
vãos de luz de 80x210 a
120x210cm. Inclui
alargamento de vãos. m² 12.60 22,89 288,42

Retirada de bancada
(concreto, INOX, granito),
17 não existe inclusive pertences m² 22.82 32,50 741,65

Retirada de aparelho de
iluminação (plafon, lampadas,
18 41702 reatores, so-
quetes, etc). unid. 20.00 12,50 250,00

19 40304 Retirada de cobertura


existente em telhas de fibro-
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 208
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

cimento, inclusive
peças especiais (cumeeiras,
contra-rufos, etc) m² 91.00 4,81 437,71

Remoção de calha e rufo (de


beiral e platibanda) com
20 43002 reaproveitamen-
to. Inclui retirada (com
reaproveitamento) do SPDA e
posterior re-
instalação deste SPDA nos
novos rufos. m 190.00 7,85 1.491,50

Caixilho em aluminio (liga 25)


tipo basculante, sob medida.
21 250104 Inclui o
fornecimento de vidros lisos
(e= 4.00mm) m² 14.43 514,46 7.423,66

Porta de entrada em aluminio,


22 250202 sob medida, com vidro m² 3.14 671,51 2.107,42

Piso ceramico em
porcelanato, semi-rugoso,
23 180605 resistencia quimica A,
areas internas, assente com
pasta de argamassa colante.
Inclui nive-
lamento e preparo da base.
Piso com PEI 5 m² 57.05 75,40 4.301,57

Rodapé ceramica em
porcelanato polido, resistencia
24 1180607 quimica A,
altura minima de 5.00cm m 37.90 21,71 822,81

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL

Desentupimento mecânico de
25 não existe condutores de AP, até # 4". m 60.00 11,15 669,00

Demolição de revestimento
26 30304 em massa, inclusive forros m² 700.00 3,16 2.212,00

Alvenaria de elevação em
bloco de concreto de
27 141102 vedação, uso aparen-
te, de 14cm - 2.50 Mpa m² 14.68 47,19 692,75
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 209
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Chapisco com argamassa


28 170202 cimento/areia no traço 1/3 m² 730.00 4,10 2.993,00

Emboço desempenado com


29 170214 espuma e poliéster m² 730.00 14,98 10.935,40

Reboco, sarrafeado e
desempenado, preparado
30 170222 para pintura m² 730.00 7,40 5.402,00

Piso em granilite fundido no


local. Inclui juntas de dilatação
31 171002 em latão m² 80.00 75,00 6.000,00

Rodapé em granilite tipo


32 não existe hospital, altura de 7.00 cm m 90.50 25,50 2.307,75

Porta lisa de madeira, miolo


maciço, inclusive batentes e
33 230304 guarnições,
pronta para pintura. Algumas
portas terão visor em vidro
temperado
(e=4.00mm), seção de
40x60cm. Inclui fornecimento
de ferragens (03
dobradiças tipo pesada de 3"x
3 1/2" por folha) e fechadura
de embu-
tir tipo cilindro. Vão de luz de
90x210 cm, 01 folha.
Atenção: nas áreas técnicas,
as folhas deverão "abrir para
fora"
unid. 4.00 464,75 1.859,00
Porta lisa de madeira, miolo
maciço, inclusive batentes e
34 230306 guarnições,
pronta para pintura. Algumas
portas terão visor em vidro
temperado
(e=4.00mm), seção de
40x60cm. Inclui fornecimento
de ferragens (03
dobradiças tipo pesada de 3"x
3 1/2" por folha) e fechadura
de embu-
tir tipo cilindro. Vão de luz de
140x210 cm, 02 folhas.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 210
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Atenção: nas áreas técnicas,


as folhas deverão "abrir para
fora" unid. 1.00 678,92 678,92

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL

Caixilho em aluminio (liga 25),


de correr, sob medida. Inclui o
35 250108 forneci-
mento de painéis de vidro
temperado liso incolor
(e=6.00mm). Os cai-
xilhos serão anodizados na
cor preto. m² 32.40 754,78 24.454,87

Preparo de base para pintura


EPÒXI em massa (paredes e
36 330120 forros) m² 750.00 5,59 4.192,50

Pintura com tinta a base


epóxi, 02 demãos na cor
37 330306 branco neve m² 750.00 39,48 29.610,00

Preparo de base para pintura


38 330106 a base esmalte em madeira m² 13.44 8,67 116,54

Pintura com tinta a base


esmalte para madeira, 02
39 330312 demãos na cor
cinza claro m² 13.44 15,83 212,76

Eletroduto de aço
galvanizado, tipo pesado, #
40 380412 2", inclusive conexões.
O serviço inclui abertura de
rasgos na alvenaria m 113.00 38,77 4.381,01

Quadro de força & luz, modelo


de sobrepor, para até 60
41 370412 minidisjunto-
res, (IP 40, chapa 16 MGS),
com barramento monofasico
(110x220V) unid. 2.00 582,46 1.164,92

42 370406 Quadro de força & luz, modelo


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 211
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

de sobrepor, para até 20


minidisjunto-
res, (IP 40, chapa 16 MGS),
com barramento monofasico
(110x220V) unid. 1.00 323,70 323,70

Minidisjuntor termomagnetico,
43 371366 tripolar, 60A até 100A unid. 4.00 226,30 905,20

Minidisjuntor termomagnetico,
44 371360 monopolar, 10A a 30A unid. 18.00 14,46 260,28

Minidisjuntor termomagnetico,
45 371364 bipolar, 10A a 50A unid. 10.00 14,46 144,60

Eletroduto de PVC rígido


roscável, # 3/4", inclusive
46 380104 conexões. O ser-
viço inclui abertura de rasgos
na alvenaria m 70.00 17,20 1.204,00

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Revisão de cabine primaria. O
serviço inclui filtragem e
47 não existe complemento
de óleo isolante, limpeza,
reaperto de terminais, e
demais rotinas es-
pecificadas no Anexo de
Manutenção - Cabine
Primária unid. 1.00 8.000,00 8.000,00

Eletroduto de aço
galvanizado, tipo pesado, #
48 380406 1", inclusive conexões.
O serviço inclui abertura de
rasgos na alvenaria m 50.00 24,35 1.217,50

Fio de cobre # 2.50mm²,


flexivel, isolação termoplástica
49 390103 para 70°C -
750V m 1200.00 1,65 1.980,00

Fio decobre # 4.00mm²,


flexivel, isolação termoplástica
50 390104 para 70°C -
750V m 300.00 2,13 639,00
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 212
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Fio decobre # 6.00mm²,


flexivel, isolação termoplástica
51 390105 para 70°C -
750V m 150.00 2,82 423,00

Fio de cobre # 10.00mm²,


flexivel, isolação termoplástica
52 390204 para 70°C -
750V m 400.00 4,48 1.792,00

Cabo de cobre # 16.00mm²,


flexivel, isolação termoplastica
53 390205 para 70°C
750 V. m 1650.00 6,63 10.939,50

Cabo de cobre # 25.00mm²,


flexivel, isolação termoplastica
54 390206 para 70°C
750 V. m 1500.00 10,14 15.210,00

Cabo de cobre # 35.00mm²,


flexivel, isolação termoplastica
55 390207 para 70°C
750 V. m 1200.00 13,79 16.648,00

Tomada universal 2P+T, 15A,


125/250V, com caixa e
56 400402 espelho unid. 81.00 32,18 2.606,48

Tomada industrial blindada,


30A-250V, em caixa de
57 não existe aluminio. Inclui
botoeira de acionamento unid. 9.00 156,00 1.404,00

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Cabo de cobre # 50.00mm²,
flexivel, isolação termoplastica
58 390207 para 70°C
750 V. m 1000.00 20,41 20.410,00

Cabo de cobre # 70.00mm²,


flexivel, isolação termoplastica
59 390207 para 70°C
750 V. m 700.00 28,68 20.074,60
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 213
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Ponto para rede de lógica. O


60 não existe serviço inclui:
* Cabo 5E
* Tomada RJ-45 (macho e
Fêmea) unid. 6.00 86,00 516,00
* Eletroduto de PVC Rígido #
3/4", inclusive conexões
Ponto de luz fluorescente,
61 410707 composto por:
* Plafon para 04 lampadas de
32W, com fundo reflexivo.
* 02 Reatores eletrônicos
2x32W, partida rápida
* 04 Lâmpadas fluorescentes
de 32 W
* Dispositivo anti-queda para
lâmpadas

Modelo de sobrepor ao forro unid. 23.00 218,40 5.023,20

Revisão de quadros de Força


62 não existe & Luz. O serviço inclui:
* substituição de disjuntores
mono e bipolares danificados
* limpeza de quadro
* limpeza de barramento
* adequação de circutios
(eliminação de "jumps")
* instalação de proteção
contra choques eletricos unid. 16.00 450,00 7.200,00

Ponto para rede de lógica. O


63 não existe serviço inclui:
* Cabo 5E
* Tomada RJ-45 (macho e
Fêmea) unid. 6.00 86,00 516,00
* Eletroduto de PVC Rígido #
3/4", inclusive conexões

Bancada em granito
(e=3.00cm), cinza andorinha.
64 440206 Inclui mãos france-
sas para apoio e moldura de
5.00cm como acabamento
final. A ban- m² 12.10 731,67 8.853,20
cada terá largura de 70.00 cm

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 214
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Bancada em INOX (ASTM


316) fosco polido (largura de
65 440213 80.00 cm) m² 12.00 691,12 8.293,44

Interruptor 01 tecla, em caixa


66 400502 estampada. Inclui espelho unid. 7.00 13,10 91,70

Cuba de aço INOX (ASTM


316), simples, dimensões de
67 442057 500 x 400 x
200 mm. Inclui fornecimento
de válvula americana unid. 1.00 350,00 350,00

Lavatório de louça branca,


dimensões reduzidas, modelo
68 440110 de sobrepor unid. 3.00 193,22 579,66

Saboneteira tipo dispenser,


69 440313 para refil de 800 ml unid. 3.00 21,35 64,05

Torneira longa, bica móvel,


em latão fundido cromado,
70 440348 acionamento
por alavanca, # 3/4", modelo
de bancada ou de parede
(tipo pescoço
de ganso). Inclui arejador. unid. 3.00 125,06 375,18

Torneira longa, bica móvel,


em latão fundido cromado,
71 440350 acionamento
mecanico, # 3/4", modelo de
bancada ou de parede (tipo
pescoço
de ganso). Inclui arejador. unid. 4.00 276,90 1.107,60

Sifão de Metal cromado, 1


72 442020 1/2" x 2", com copo e cauda. unid. 7.00 53,04 371,28

Ralo sifonado # 150mm, com


73 490103 grelha e disco difusor unid. 2.00 65,78 131,56

Ralo seco # 100 mm ,com


74 490401 grelha e disco difusor unid. 2.00 34,84 69,68

Tubo de PVC rigido marrom


para AF, # 1/2", inclusive
75 460101 conexões m 40.00 31,57 1.262,80
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 215
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Tubo de PVC rigido marrom


para AF, # 3/4", inclusive
76 460102 conexões m 48.00 33,08 1.587,84

Tomada tipo Pig Tail para


77 472001 GLP, # 3/4" unid. 6.00 81,90 4.914,00

Registro de gaveta em latão


fundido, sem acabamento, #
78 470102 1/2" unid. 1.00 36,47 36,47

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Tubo de PVC rigido marrom
para AF, # 1", inclusive
79 460103 conexões m 20.00 40,94 818,80

Tubo de PVC rigido branco


para AS, PxB, com anel de
80 460205 borracha, in-
clusive conexões, # 2" m 60.00 37,06 2.223,60

Tubo de PVC rigido branco


para AS, PxB, com anel de
81 460206 borracha, in-
clusive conexões, # 3" m 10.00 42,46 424,60

Tubo de cobre sem costura,


para gas, inclusive conexões,
82 460702 classe A
# 3/4". Inclui conexão à rede
de GLP existente e abertura e
fechamen
to de rasgos nas alvenarias m 36.00 58,61 2.109,96

Escavação manual em solo ,


1ª e 2ª categorias, em vala até
83 60202 1.50 m
(abertura para fundação rasa
de abrigo de resíduos) m³ 5.04 31,63 159,42

Laje pre fabricada mista,


h=12.00cm, vão maximo de
84 130102 4.00m. Inclui
capeamento com concreto
(espessura de 3.00cm) m² 8.00 69,09 552,76
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 216
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Alvenaria de fundação em
tijolo maciço de barro. Inclui
85 140102 execução de
cinta m² 6.72 375,33 2.522,26

Registro de gaveta em latão


fundido, sem acabamento, #
86 470102 3/4" unid. 4.00 43,69 174,76

Tubo de queda em PVC rigido


branco para AS, # 4",
87 não existe inclusive cone-
xões. O serviço inclui
encunhamento às alvenarias
e conexão à rede
de AS existente, e a
recomposição do
revestimento de fachada m 60.00 150,00 9.000,00

Limpeza de caixa de água em


concreto, acima de 10000
88 482006 litros unid. 2.00 211,18 422,36

Pintura para tubulação


metálica, até # 2", incluindo
89 não existe conexões. O ser-
viço inclui lixamento da
superficie e aplicação de 01
demão de fundo
anticorrosivo. 02 demãos na
cor cinza claro. m 150.00 3.750,00 912,50

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL

90 550102 Limpeza final de obra m² 133.55 6,50 868,07

Locação de obra para


edificação (locação de abrigo
91 21102 de resíduos) m² 8.00 6,30 50,40

Lastro em concreto não


estrutural, consumo minimo
92 170104 de 150Kg/m³
(contrapiso do abrigo de
residuos), impermeabilizado m³ 0.80 411,20 328,96

Piso em cimento
desempenado e alisado
93 170304 (queimado) m² 8.00 21,40 171,20
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 217
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Caixilho em aluminio tipo


veneziana, com V.P., sob
94 250110 medida m² 1.00 636,34 636,34

Porta de alumio tipo


veneziana, com V.P., sob
95 250211 medida m² 3.36 669,50 2.249,52

Impermeabilização flexivel
com asfalto modificado, para
96 321603 fundação m² 13.60 24,18 328,85

Retirada de Caixilharia de
97 40902 ferro m² 12.00 16,32 195,84

Grade em proteção em ferro


chato soldada, 1 1/2" x 1/4",
98 240249 sob medida. m² 16.00 694,50 11.112,00

Revisão de quadro geral de


99 não existe distribuição de força & luz. unid. 1.00 3.000,00 3.000,00

Manutenção de elevadores
(05 paradas),
100 não existe compreendendo:

* Limpeza de casa de
máquinas
* Lubrificação e reaperto de
eixos, mancais, e partes
móveis do motor
e sistema de contra-peso.
* Verificação do quadro eletro-
mecânico de comando
* Substituição de elementos
quebrados e danificados de
botoeiras
* Lubrificação de portas

O serviço inclui todas as


rotinas e itens necessarios ao
perfeito fun-
fionamento dos elevadores,
inclusive fornecimento de
peças unid. 2.00 12.000,00 24.000,00
COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
101 não existe Manutenção de sistema de ar
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 218
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

condicionado. O serviço inclui:

* Limpeza de dutos (seção de


20x30cm a 20x60cm), com
sistema
robotizado. Inclui remoção
de sujidades e limpeza de
difusores m 80.00 125,00 10.000,00

* Manutenção de exaustores,
inclusive troca de filtros unid. 2.00 1.800,00 3.600,00

* Manutenção de "Self-
Containeds", inclusive filtros unid. 8.00 3.500,00 28.000,00

* Manutenção de caixa
ventiladora unid. 1.00 2.500,00 2.500,00

* Retifica de compressor de
7.5 TR unid. 1.00 3.500,00 3.500,00

* Fornecimento de termostato
duplo estágio (on/off) unid. 7.00 300,00 2.100,00

* Instalação de Disjuntor
tripolar 100 A unid. 1.00 125,00 125,00

* Instalação de grelha de
retorno unid. 1.00 400,00 400,00

* Instalação de difusor de ar e
remanejamento unid. 2.00 500,00 1.000,00

* Pintura de grelha de
insuflamento unid. 1.00 300,00 300,00

* Substituição de tomada de
ar externa unid. 2.00 750,00 1.500,00

O serviço inclui todos os


procedimentos exigidos para
o funcionamen
to do sistema.

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL

TOTAL GERAL 387.773,02


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 219
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ENG° LUIS FERNANDO ARMIDORO RAFAEL


INSTITUTO ADOLFO LUTZ

ANEXO IV

CRONOGRAMA FÍSICO
FINANCEIRO
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 220
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ANEXO IV
CRONOGRAMA FÍSICO FINANCEIRO
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 221
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE


COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ

EXECUÇÃO DE SERVIÇOS EMERGENCIAIS DE MANUTENÇÃO DE REDE ELÉTRICA,


OBRA: HIDRAULICA E SISTEMAS MECÂNICOS, E REFORMA DO ESPAÇO FISICO DO
LABORATORIO REGIONAL DO INSTITUTO ADOLFO LUTZ DE RIBEIRÃO PRETO
Rua Minas, nº. 877 - Bairro de Campos Elíseos – cidade de Ribeirão Preto - São
LOCAL
Paulo – CEP 14085-410
MÊS 1 MÊS 2 MÊS 3 MÊS 4
SEMANAS 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

N.º DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS


1 Demolições e retiradas em Geral
Alvenarias em Geral (inclui construções de abrigos
2 para gás, etc)
3 Pinturas (internas, externas, especiais e de condutos)
4 Instalações elétricas
5 Sistemas Mecânicos
6 Instalações de água fria
7 Serviços emergenciais na rede de aguas servidas
8 Instalações de esgotos
9 Instalações de águas pluviais
10 Instalações de gases industriais e GLP
11 Pisos e revestimentos em geral
12 Esquadrias de madeira
13 Esquadrias metálicas
14 Abrigo de Lixo
15 Bancadas e marcenaria em geral
16 Limpeza e serviços finais
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 222
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ANEXO V

MODELO DE DECLARAÇÃO DE
REGULARIDADE PERANTE O MINISTÉRIO
DO TRABALHO

ANEXO V
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 223
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

MODELO DE DECLARAÇÃO REGULARIDADE PERANTE O MINISTÉRIO DO


TRABALHO

“DECLARAÇÃO”

Eu (nome completo), representante legal da empresa (nome da pessoa


jurídica), interessado em participar no Processo nº 001-0701-001.035/2010, Tomada de Preço
nº 005/2010 - do INSTITUTO ADOLFO LUTZ, declaro, sob as penas da lei, que, nos termos
do § 6º do artigo 27 da Lei nº 6.544, de 22 de novembro de 1.989, a (nome da pessoa jurídica)
encontra-se em situação regular perante o Ministério do Trabalho, no que se refere à
observância do disposto no inciso XXXIII do artigo 7º da Constituição Federal.

São Paulo, de de 2010.

________________________________
Assinatura
Representante legal da empresa
Ou
Procurador
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 224
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ANEXO VI

DECLARAÇÃO DE FATO
IMPEDITIVO

ANEXO VI
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 225
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE FATO IMPEDITIVO

TOMADA DE PREÇO N° 005/2010


PROCESSO N.° 001-001.035/2010
DATA DA REALIZAÇÃO: 03/09/2010 às 10:00 horas

Declaramos a inexistência de fato impeditivo quanto à habilitação


para participar nesta Tomada de Preço, bem como estamos cientes de que devemos
declará-los quando ocorridos durante o certame.

Por ser verdade, firmamos a presente sob as penas da Lei.

__________,_____ de _______de 2010

______________________________________________
Nome e assinatura do representante legal
(carimbo da empresa)
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 226
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ANEXO VII

DECLARAÇÃO
CADMADEIRA

ANEXO VII

DECLARAÇÃO DO CADMADEIRA
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 227
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Eu,..........., R.G. nº, legalmente nomeado representante da empresa , CNPJ nº, para o fim de
habilitação no procedimento licitatório, modalidade Tomada de Preço, nº 005/2010,
Processo nº 001-0701-001.035/2010, declaro, sob as penas da lei, que para a execução
da(s) obra(s) e serviço(s) de engenharia objeto da referida licitação somente serão utilizados
produtos e subprodutos de madeira de origem exótica, ou de origem nativa de procedência
legal, decorrentes de desmatamento autorizado ou de manejo florestal aprovado por órgão
ambiental competente integrante do Sistema Nacional do Meio Ambiente - SISNAMA, com
autorização de transporte emitida nos termos da legislação vigente. Declaro, ainda, que no
caso de serem utilizados produtos e subprodutos de madeira nativa listados no artigo 1º do
Decreto estadual nº 53.047, de 02 de junho de 2008, a sua aquisição será efetivada
exclusivamente de pessoa jurídica devidamente cadastrada no Cadastro Estadual de Pessoas
Jurídicas que comercializam, no Estado de São Paulo, produtos e subprodutos de origem
nativa da flora brasileira - CADMADEIRA, tendo ciência que o não atendimento das presentes
exigências na fase de execução do contrato poderá acarretar a sua rescisão, bem como a
aplicação das sanções administrativas previstas nos artigos 86 a 88 da Lei Federal nº
8.666/93, e no artigo 72, § 8º, inciso V, da Lei Federal nº 9.605/98, sem prejuízo das
implicações de ordem criminal contempladas na referida lei.

São Paulo, ........ de .................................... de 2010.

Assinatura
Representante legal da empresa
Ou
Procurador
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 228
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ANEXO VIII

MINUTA
DE
CONTRATO

Anexo VIII
MINUTA DE TERMO DE CONTRATO

PROCESSO N°
CONTRATO N° _______/ _____
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 229
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

TERMO DE CONTRATO QUE ENTRE SI


CELEBRAM O ESTADO DE SÃO PAULO, POR
INTERMÉDIO DA ___________________ E A
EMPRESA
___________________________________________
_, OBJETIVANDO A EXECUÇÃO DE
OBRAS_____________________________________
____.

Aos _____ dias do mês de _______________ do ano de ______, na cidade de


____________, compareceram de um lado o Estado de São Paulo, por intermédio
do(a) ___________________ (Obs.: indicar o órgão contratante), neste ato
representado pelo (a) Senhor (a) ___________, RG n° __________________ no
uso da competência conferida pelo _____________________ doravante
designado CONTRATANTE, e, de outro lado, a
empresa___________________________ com sede à Rua
_______________________, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas
do Ministério da Fazenda sob o nº ________, doravante designada
CONTRATADA, neste ato representada por ______________________________,
e pelos mesmos foi dito que em face da adjudicação efetuada na licitação
_________________ conforme despacho exarado às fls. ________ do Processo
n° __________ pelo presente instrumento avençam um contrato de
____________, sujeitando-se às normas da Lei estadual n° 6.544, de 22 de novembro
de 1989, Lei federal n° 8.666, de 21 de junho de 1.993 e demais normas
regulamentares aplicáveis à espécie, inclusive ____________ (Obs.: indicar
Resoluções, Portarias que se aplicam à espécie) e às seguintes cláusulas e
condições que reciprocamente outorgam e aceitam:

CLÁUSULA PRIMEIRA - OBJETO

Constitui objeto do presente contrato a execução de____________________,


conforme as especificações técnicas constantes dos Anexos ________ que
integram o Edital da licitação n°_____________, proposta da CONTRATADA e
demais documentosconstantes do Processo n°____________, observadas as
normas técnicas da ABNT.

PARÁGRAFO PRIMEIRO

O objeto contratual executado deverá atingir o fim a que se destina, com a eficácia e a
qualidade requeridas.

PARÁGRAFO SEGUNDO
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 230
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

O regime de execução deste contrato é o de empreitada por preço


__________.

CLÁUSULA SEGUNDA - DAS OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES DA


CONTRATADA

À CONTRATADA, além das obrigações estabelecidas em cláusulas próprias


deste instrumento e seus anexos, bem como daquelas estabelecidas em lei, em
especial as definidas nos diplomas federal e estadual sobre licitações, cabe:

I- Manter durante toda a execução do contrato, em compatibilidade com as demais


obrigações assumidas, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas
na licitação indicada no preâmbulo deste termo.

II- Responsabilizar-se integralmente pelas obras e/ou serviços porventura executados


com vícios ou defeitos, em virtude de ação ou omissão, negligência, imperícia,
imprudência ou emprego de material inadequado ou de qualidade inferior, inclusive
aqueles que acarretem infiltrações de qualquer espécie ou natureza, que deverão ser
demolidos e/ou refeitos, sem ônus para o CONTRATANTE.

III- Responsabilizar-se pelos serviços de proteção provisórios, necessários à


execução do objeto deste contrato, bem como pelas despesas provenientes do
uso de equipamentos.

IV- Manter durante toda execução contratual os seguintes seguros,


encaminhando as respectivas apólices ao CONTRATANTE:

a) risco de responsabilidade civil do construtor;

b) contra acidentes do trabalho; e

c) riscos diversos de acidentes físicos decorrentes da execução do objeto deste


contrato, além de outros exigidos pela legislação pertinente.

V- Responsabilizar-se pelas despesas decorrentes de acidentes do trabalho, não


cobertas pelo seguro.

VI- Reparar ou reconstruir partes da obra danificadas por incêndio ou qualquer


sinistro ocorrido na obra, independentemente da cobertura seguro, no prazo
determinado pelo CONTRATANTE, contado a partir da notificação expedida para
tanto.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 231
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

VII- Manter vigilância, constante e permanente, sobre os trabalhos executados,


materiais e equipamentos, cabendo-lhe toda a responsabilidade por quaisquer
perdas e/ou danos que eventualmente venham a ocorrer.

VIII- Informar à área de segurança do CONTRATANTE os nomes e funções


dos empregados da CONTRATADA que estarão atuando na execução das obras
em questão.

IX- Fornecer, ao CONTRATANTE, os dados técnicos de seu interesse, e todos os


elementos e informações necessárias, quando por este solicitados.

X- Cumprir as posturas do Município e as disposições legais estaduais e federais que


interfiram na execução dos serviços, especialmente as disposições do Decreto
estadual nº 53.047, de 2 de junho de 2008, obrigando-se a utilizar produtos ou
subprodutos de madeira de origem exótica, ou de origem nativa que tenham
procedência legal e, no caso de utilização de produtos e subprodutos listados no
artigo 1°, do referido decreto, proceder às respectivas aquisições de pessoa
jurídica cadastrada no “Cadastro Estadual de Pessoas Jurídicas que
comercializam, no Estado de São Paulo, produtos e subprodutos florestais de
origem nativa da flora brasileira – CADMADEIRA”.
XI- Organizar o almoxarifado, estocando, convenientemente, os materiais de sua
propriedade e os fornecidos para a execução da obra objeto deste contrato,
responsabilizando-se pela sua guarda e distribuição.

XII- Cumprir e fazer com que todo o pessoal em serviço no canteiro de obras
observe os regulamentos disciplinares, de segurança e de higiene existentes no
local de trabalho, devendo observar as exigências emanadas da CIPA Comissão
Interna de Prevenção de Acidentes) e, principalmente, as contidas na legislação
em vigor.

XIII- Manter, permanentemente, no canteiro de obras, pelo menos um


representante autorizado/preposto, devidamente credenciado junto ao
CONTRATANTE, para receber instruções, bem como para proporcionar à equipe de
fiscalização do CONTRATANTE toda a assistência necessária ao bom cumprimento e
desempenho de suas tarefas.

XIV- Providenciar a confecção e colocação, às suas expensas, em lugar visível do


canteiro, de placa de acordo com o modelo que será fornecido pelo CONTRATANTE.

XV- Assegurar livre acesso à fiscalização do CONTRATANTE aos locais de trabalho


e atender a eventuais exigências solicitadas, no prazo por ele estabelecido, bem como
fornecer as informações solicitadas.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 232
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

XVI- Apresentar para controle e exame, sempre que o CONTRATANTE o exigir, a


Carteira de Trabalho e Previdência Social de seus empregados e comprovantes de
pagamentos de salários, apólices de seguro contra acidente de trabalho,
quitação de suas obrigações trabalhistas e previdenciárias relativas aos
empregados que prestam ou tenham prestado serviços ao CONTRATANTE, por
força deste contrato.

XVII- Assumir inteira responsabilidade pelos danos ou prejuízos causados ao


CONTRATANTE ou a terceiros, decorrentes de dolo ou culpa na execução do
objeto deste contrato, diretamente por seu preposto e/ou empregados, não
excluindo ou reduzindo essa responsabilidade a fiscalização ou acompanhamento
feito pelo CONTRATANTE. Nessa hipótese o CONTRATANTE poderá reter
pagamentos devidos à CONTRATADA, na proporção dos prejuízos verificados, até a
solução da pendência.

XVIII- Providenciar o licenciamento e outros requisitos para a instalação do canteiro


de obras e execução dos serviços, sendo também responsável por todas as
providências, bem como pelo pagamento de taxas e emolumentos junto às
concessionárias de serviços públicos, para efetivação das ligações definitivas de
água, telefone, energia elétrica, esgoto, gás e outros pertinentes, sendo estas
condições necessárias ao recebimento definitivo da obra.

XIX- Responsabilizar-se, pelo período de 5 (cinco) anos, contados a partir da emissão


do “Termo de Recebimento Definitivo”, pela reparação, às suas expensas, de
qualquer defeito, quando decorrente de falha técnica comprovada, na execução
das obras objeto deste contrato, sendo responsável pela segurança e solidez
dos trabalhos executados, assim em razão dos materiais, como do solo,conforme
preceitua o artigo 618 do Código Civil Brasileiro.

XX- Ter pleno conhecimento das condições locais e da região onde serão executados
os serviços.

XXI- Propiciar aos seus empregados as condições necessárias para o perfeito


desenvolvimento dos serviços, fornecendo-lhes os equipamentos e materiais para o
bom desempenho e controle de tarefas afins.

XXII- Identificar todos os equipamentos de sua propriedade, de forma a não serem


confundidos com similares de propriedade do CONTRATANTE.

XXIII- Manter a disciplina entre seus empregados, aos quais será expressamente
vedado o uso de qualquer bebida alcoólica, bem como, durante a jornada de
trabalho, desviar a atenção do serviço.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 233
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

XXIV- Substituir qualquer integrante de sua equipe, cuja permanência no serviço for
considerada inconveniente, no prazo determinado pelo CONTRATANTE.

XXV- Manter pessoal habilitado, uniformizado, num só padrão, devidamente


identificado através de crachás com fotografia recente.

XXVI- Instruir os seus empregados quanto à prevenção de incêndios nas áreas do


CONTRATANTE.

XXVII- Dar ciência imediata e por escrito ao CONTRATANTE de qualquer


anormalidade que verificar na execução dos serviços.

XXVIII- Prestar os esclarecimentos solicitados e atender prontamente as reclamações


sobre seus serviços.

XXIX- Assumir todas as responsabilidades e tomar as medidas necessárias ao


atendimento dos seus empregados acidentados ou com mal súbito, por meio de
seus encarregados.

XXX- Preservar e manter o CONTRATANTE à margem de todas as


reivindicações, queixas e representações de quaisquer natureza referentes aos
serviços.

(Obs.: A Administração poderá ampliar, reduzir ou alterar o rol de obrigações e


responsabilidades para melhor compatibilização com o objeto específico do
contrato)

CLÁUSULA TERCEIRA - DAS OBRIGAÇÕES DO CONTRATANTE

Para a execução dos serviços objeto do presente contrato, o CONTRATANTE


obriga-se a:

I- Expedir ordem de início dos serviços.

II- Fornecer à CONTRATADA todos os dados necessários à execução do objeto do


contrato, considerada a natureza dos mesmos.

III- Efetuar os pagamentos devidos, de acordo com o estabelecido neste contrato.

IV- Exercer fiscalização dos serviços.


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 234
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

V- Permitir aos técnicos e empregados da CONTRATADA amplo e livre acesso às


áreas físicas do CONTRATANTE envolvidas na execução deste contrato,
observadas as suas normas de segurança internas.

VI- Providenciar a desocupação de ambientes, quando for o caso.

VII- Prestar aos empregados da CONTRATADA informações e esclarecimentos


que eventualmente venham a ser solicitados, e que digam respeito a natureza dos
serviços que tenham a executar.

VIII- Indicar gestor do contrato, nos termos do artigo 67 da Lei federal nº 8.666/93.

CLÁUSULA QUARTA - DA FISCALIZAÇÃO E VISTORIAS

Serão realizadas vistorias pelo CONTRATANTE ou prepostos devidamente


qualificados, que terão por objetivo: a avaliação da qualidade e do andamento
dos serviços prestados; a medição dos serviços executados para efeito de
faturamento; e a recepção de serviços concluídos, especialmente ao final da obra.

PARÁGRAFO PRIMEIRO

Todas as vistorias serão realizadas pelo CONTRATANTE e deverão ser


acompanhadas pelo arquiteto ou engenheiro indicado pela CONTRATADA.

PARÁGRAFO SEGUNDO

A realização das vistorias deverá ser registrada no diário da obra, e as


anotações da fiscalização no mesmo terão validade de comunicação escrita,
devendo ser rubricadas pelos representantes de ambas as partes.

PARÁGRAFO TERCEIRO

A CONTRATADA manterá no local o livro diário da obra, devendo o


CONTRATANTE receber as segundas vias das folhas do mesmo.Nesse livro estarão
registrados os trabalhos em andamento, condições especiais que afetem o
desenvolvimento dos trabalhos e o fornecimento de materiais, fiscalizações
ocorridas e suas observações, anotações técnicas, etc., servindo de meio de
comunicação formal entre as partes.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 235
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

CLÁUSULA QUINTA - VALOR DO CONTRATO

O valor total deste contrato é de R$ ___________ (______________________).

PARÁGRAFO ÚNICO
As despesas decorrentes deste contrato correrão por conta da Estrutura Funcional
Programática ____________ - Elemento ____________ - Código Local
_____________________________.

CLÁUSULA SEXTA - DAS MEDIÇÕES

As medições para faturamento deverão ocorrer a cada período de ... (...) dias a partir
da ordem de início dos serviços. Sob pena de não realização, as medições devem
ser precedidas de solicitação da Contratada, com antecedência de 5 (cinco) dias,
instruída com os seguintes elementos:
a) relatórios escrito e fotográfico;
b) cronograma refletindo o andamento da obra;
c) declaração, sob as penas da lei, afirmando que os produtos e subprodutos
de madeira utilizados na obra são, exclusivamente, de origem exótica, ou, no caso
de utilização de produtos e subprodutos de origem nativa:
c.1) se tais produtos e subprodutos forem aqueles listados no artigo 1°, parágrafo
primeiro, do Decreto estadual n° 53.047/2008, declaração, sob as penas da lei,
afirmando que procedeu as respectivas aquisições de pessoa jurídica cadastrada
no CADMADEIRA;
c.2) apresentação das faturas e notas fiscais e demais comprovantes da legalidade
da madeira utilizada na obra, tais como Guias Florestais, Documentos de Origem
Florestal ou outros eventualmente criados para o controle de produtos e
subprodutos florestais, acompanhados das respectivas cópias, que serão
autenticadas pelo servidor responsável pela recepção.

PARÁGRAFO PRIMEIRO

Serão medidos apenas os serviços ou as parcelas dos serviços executados e


concluídos conforme o disposto nos documentos que integram o presente
contrato.

PARÁGRAFO SEGUNDO
As medições serão registradas em planilhas que conterão a discriminação dos
serviços, as quantidades medidas e seus preços, e serão acompanhadas de
elementos elucidativos adequados, como fotos, memórias de cálculo, desenhos,
catálogos, etc.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 236
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

PARÁGRAFO TERCEIRO

As medições serão acompanhadas por representantes do CONTRATANTE e da


CONTRATADA, sendo que eventuais divergências serão sanadas pelo representante
do CONTRATANTE.

PARÁGRAFO QUARTO

Caberá ao gestor do contrato, após cada medição conferir junto ao


CADMADEIRA a situação cadastral do fornecedor dos produtos e subprodutos
listados no artigo 1°, do Decreto estadual n° 53.047/2008, bem como instruir o
expediente da contratação com o comprovante do respectivo cadastramento e
com as cópias de documentos indicadas no “caput” desta cláusula.

CLÁUSULA SÉTIMA - DOS PAGAMENTOS

Os pagamentos referentes à execução dos serviços serão efetuados em


conformidade com as medições, correspondendo às etapas concluídas do
cronograma da obra, mediante a apresentação dos originais da fatura.

PARÁGRAFO PRIMEIRO

Em consonância com as disposições contidas na Lei Complementar federal nº


116, de 31.07.03, e a propósito do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza –
ISSQN incidente sobre a execução contratual:

a) em cumprimento à legislação do Município do local da obra, o


CONTRATANTE , na qualidade de responsável pelo crédito tributário deverá
reter e recolher ao referido Município, no prazo legal ou regulamentar, o Imposto
Sobre Serviços de Qualquer Natureza- ISSQN, incidente sobre o valor das notas
fiscais/faturas, apresentadas pela CONTRATADA;

b) por ocasião da emissão das notas fiscais/faturas, a CONTRATADA deverá


destacar o valor da retenção relativo ao ISSQN, bem como indicar os valores não
incluídos na base de cálculo do referido imposto, quando for o caso.

Obs.: se a legislação municipal não atribuir ao tomador dos serviços – no caso a


Administração – a condição de responsável pelo crédito tributário, sugere-se a
seguinte redação para as alíneas deste parágrafo primeiro:
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 237
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

a) por ocasião da apresentação ao CONTRATANTE das notas fiscais/faturas, a


CONTRATADA deverá fazer prova do recolhimento do Imposto Sobre Serviços
de Qualquer Natureza - ISSQN, por meio de cópia autenticada da guia de
recolhimento correspondente aos serviços executados, relativos à nota fiscal/fatura
apresentada para pagamento;

b) se por ocasião da emissão da nota fiscal/fatura não houver decorrido o prazo legal
para o recolhimento do ISSQN, poderão ser apresentadas cópias das guias de
recolhimento referentes ao mês imediatamente anterior, devendo a CONTATADA
apresentar a documentação devida, quando do vencimento do prazo legal para o
recolhimento do imposto;

c) a não apresentação dessas comprovações assegura ao CONTRATANTE o


direito de sustar o pagamento respectivo e/ou os pagamentos seguintes.

PARÁGRAFO SEGUNDO

O primeiro pagamento não poderá se referir apenas à instalação da obra, devendo


necessariamente corresponder também a serviços executados e ficará condicionado
ao cumprimento pela CONTRATADA das seguintes providências de sua única e
inteira responsabilidade:

a) apresentação de cópia do certificado de matrícula da obra perante o INSS;

b) entrega da via azul da ART – Anotação de Responsabilidade Técnica da Obra, na


qual deverá constar a referência expressa ao número do contrato, seu objeto, o
número do processo com todos os seus campos integralmente preenchidos;

c) colocação de placas;

d) prova de comunicado à DELEGACIA REGIONAL DO TRABALHO - DRT- do


início das obras;

e) apresentação do comprovante de pagamento dos prêmios de seguros exigidos no


contrato, vencidos até então.

PARÁGRAFO TERCEIRO

Os pagamentos serão efetuados no prazo de 30 (trinta) dias, contado a partir de cada


medição, observando-se para as respectivas realizações, o seguinte procedimento:

a) a CONTRATADA deverá entregar os relatórios de medição na _____ (Obs.: este


campo a Administração deve preencher com o nome e endereço da unidade
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 238
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

responsável pelo recebimento do documento), no prazo de dois dias após a sua


realização, nos termos da cláusula sexta;

b) o CONTRATANTE deverá aprovar os valores para fins de faturamento,


comunicando essa aprovação à CONTRATADA no prazo de 3 (três) dias úteis do
recebimento da medição;

c) a CONTRATADA deverá apresentar a fatura no primeiro dia subseqüente à


comunicação dos valores aprovados, nos termos da alínea anterior;

d) a não aprovação dos valores nos termos da alínea "b" deverá ser
comunicada à CONTRATADA, com a justificativa correspondente, no prazo
estabelecido na mesma alínea “b”;

e) as faturas emitidas contra o CONTRATANTE pela CONTRATADA deverão


ser entregues no protocolo da ________ (Obs.: este campo a Administração
deve preencher com o nome e o endereço da unidade responsável pelo
recebimento do documento).

PARÁGRAFO QUARTO

Constitui ainda condição para realização dos pagamentos, a inexistência de registros


em nome da CONTRATADA no “Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados
de Órgãos e Entidades Estaduais do Estado de São Paulo – CADIN ESTADUAL”,
o qual deverá ser consultado por ocasião da realização de cada pagamento.

PARÁGRAFO QUINTO
Os atrasos no cumprimento dos prazos fixados nas alíneas “a” e “c”, do § anterior
ensejarão a prorrogação do prazo estabelecido no “caput” do § 3° por igual número de
dias a que corresponderem os atrasos verificados.

PARÁGRAFO SEXTO

Havendo atraso no pagamento, sobre o valor devido incidirá correção monetária


nos termos do artigo 74 da Lei estadual nº 6.544/89, bem como juros moratórios, à
razão de 0,5 (meio por cento) ao mês, calculados pro rata tempore, em relação ao
atraso verificado.

PARÁGRAFO SÉTIMO

Os pagamentos serão feitos mediante crédito aberto em conta corrente em nome


da CONTRATADA no Banco do Brasil
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 239
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

PARÁGRAFO OITAVO

Para os pagamentos, além da execução dos serviços registrados pelas


medições, é necessário que a CONTRATADA tenha cumprido todas as
exigências contratuais relativas a pagamentos e atendido possíveis exigências da
fiscalização, sem o que as faturas não serão aceitas.

PARÁGRAFO NONO

As faturas que apresentarem incorreções serão devolvidas à CONTRATADA


para as devidas correções e, nessa hipótese, o prazo estabelecido no “caput”,
do § 3° será contado a partir da data de reapresentação das faturas, sem
incorreções.

PARÁGRAFO DÉCIMO

A devolução de qualquer fatura por desconformidade com a medição ou


descumprimento de condições contratuais em hipótese alguma servirá de pretexto
para que a CONTRATADA suspenda a execução dos serviços.

PARÁGRAFO DÉCIMO PRIMEIRO

A CONTRATADA deverá comprovar o pagamento do prêmio dos seguros exigidos,


antes de todos os pagamentos mensais.

PARÁGRAFO DÉCIMO SEGUNDO

Para o último pagamento, a CONTRATADA deverá apresentar os seguintes


documentos:

a) baixa da matrícula da obra, com a respectiva CND do INSS;

b) alvará de conclusão dos órgãos competentes;

c) todos os projetos executivos e desenhos em conformidade com o construído


(as built);

d) manuais de operação e de manutenção, especificações e garantias de


equipamentos e sistemas incorporados à obra por força deste contrato;

e) relações de peças sobressalentes dos equipamentos e sistemas fornecidos;

f) resultados dos testes e ensaios realizados;


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 240
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

g) comprovantes de pagamentos de contas de água, energia elétrica, etc.

PARÁGRAFO DÉCIMO TERCEIRO

A realização de pagamentos não isentará a CONTRATADA das


responsabilidades contratuais, quaisquer que sejam, nem implicará aprovação
definitiva dos serviços por ela executados.

CLÁUSULA OITAVA - DO REAJUSTE DE PREÇO

Os preços não serão reajustados.

PARÁGRAFO PRIMEIRO

Só será admitido reajuste se o prazo de execução do objeto sofrer prorrogação,


observados os termos deste instrumento e da Lei de Licitações, de modo que o
contrato venha a atingir vigência superior a 12 (doze) meses, salvo se a
prorrogação ocorrer por culpa exclusiva da CONTRATADA, hipótese em que não
haverá reajuste.

PARÁGRAFO SEGUNDO

Para o reajuste, serão observados: periodicidade de 12 (doze) meses, a contar da


____________________ (Obs.: A Administração deverá optar entre a data da
apresentação da proposta ou a data do orçamento a que esta proposta se referir),
conforme Decreto estadual n° 45.113, de 28 de agosto de 2.000, e o índice
__________, divulgado pela Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, bem
como as disposições do Decreto estadual nº 27.133/87.

Obs.: se o prazo inicial de execução for superior a 12 (doze) meses, utilizar a


redação abaixo para a cláusula oitava:

Os preços serão reajustados pelo índice ____________, divulgado pela Secretaria


da Fazenda do Estado de São Paulo, observada a periodicidade de 12 (doze)
meses, contados a partir da _______________ (Obs.: A Administração deverá
optar pela data da apresentação da proposta ou a data do orçamento a que esta
propostas referir), conforme Decreto estadual n° 45.113, de 28 de agosto de 2.000,
bem como o disposto no Decreto estadual n° 27.133/87.

CLÁUSULA NONA - DO PRAZO, CONDIÇÕES E ENTREGA DO OBJETO


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 241
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

O objeto do contrato deverá ser executado e concluído em ...... (dias corridos


ou meses, a critério da administração) contados a partir da data da ordem de início
dos serviços, conforme as condições estabelecidas na licitação indicada no preâmbulo
deste instrumento e seus Anexos.

PARÁGRAFO PRIMEIRO

O objeto do contrato deverá ser executado no ___________ (Obs.: local e endereço


completos), correndo por conta da CONTRATADA as despesas de seguros,
transportes, tributos, encargos trabalhistas e previdenciários decorrentes dessa
execução.

PARÁGRAFO SEGUNDO

Todos os projetos executivos e legais elaborados pela CONTRATADA deverão


ser aprovados pelo CONTRATANTE. O desenvolvimento dos serviços obedecerá
ao Cronograma Físico-Financeiro apresentado na proposta.

CLÁUSULA DÉCIMA - DA ALTERAÇÃO CONTRATUAL


Fica a CONTRATADA obrigada a aceitar, nas mesmas condições contratuais,
acréscimos ou supressões do objeto deste instrumento, observados os termos e
limites previstos no § 1º, do artigo 65, da Lei federal nº 8.666/93.

PARÁGRAFO ÚNICO

Eventual alteração será obrigatoriamente formalizada por meio de Termo Aditivo ao


presente contrato, respeitadas as disposições da Lei federal n° 8.666/93.

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - DA GARANTIA DE EXECUÇÃO


CONTRATUAL

Para o fiel cumprimento de todas as obrigações contratuais assumidas, a


CONTRATADA prestou garantia sob a modalidade __________________, no
valor de R$ _______________, correspondente a _______% (_______________)
do valor da contratação, em conformidade com o disposto no artigo 56 da Lei federal
n° 8.666/93.

PARAGRAFO PRIMEIRO
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 242
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

A garantia prestada deverá vigorar por prazo igual ao de vigência do presente


contrato, sendo que, em caso de alteração contratual, a CONTRATADA deverá
promover a complementação do respectivo valor, bem como de sua validade, se
for o caso, de modo a que o valor da garantia corresponda ao percentual
fixado no caput, facultada a substituição por qualquer das outras modalidades
elencadas no § 1°, do artigo 56, da Lei federal n° 8.666/93.

PARÁGRAFO SEGUNDO

O CONTRATANTE fica, desde já, autorizado pela CONTRATADA a promover


perante a entidade responsável pela garantia, o levantamento de valor devido em
decorrência de aplicação de penalidade de multa, na hipótese de não existir
pagamento pendente em valor suficiente para quitar o débito, nos termos do §
1° da cláusula décima terceira deste contrato.

PARÁGRAFO TERCEIRO
Verificada a hipótese do § 2°, e não rescindido o contrato, a CONTRATADA
fica obrigada a proceder ao reforço da garantia, no valor correspondente ao
levantamento feito, no prazo de _____ dias, contados da data de recepção da
notificação do respectivo abatimento, sob pena de suspensão dos pagamentos
subseqüentes.

PARÁGRAFO QUARTO

A garantia prestada será restituída (e/ou liberada) após a expedição do Termo


de Recebimento Definitivo da obra ou serviço e, quando em dinheiro, será
atualizada monetariamente conforme dispõe o artigo 56, § 4°, da Lei federal n°
8.666/93.

Obs.: se tiver sido dispensada a garantia, utilizar a redação abaixo para a cláusula
décima segunda:

Fica dispensada a prestação de garantia.

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - DA VIGÊNCIA

O prazo de vigência do presente ajuste será de ______ (dias ou meses, a critério da


administração) contado a partir da ordem de início da execução dos serviços,
podendo ser prorrogado por termo aditivo, nas hipóteses previstas no artigo 57
§ 1º da Lei federal nº 8.666/93, mediante prévia justificativa.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 243
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - DAS SANÇÕES PARA O CASO DE


INADIMPLEMENTO

Se a CONTRATADA inadimplir as obrigações assumidas, no todo ou em parte, ficará


sujeita às sanções previstas nos artigos 86 e 87 da Lei federal nº 8.666/93,
artigos 80 e 81 da Lei estadual nº 6.544/89, de acordo com o estipulado na
Resolução n° _________ (Obs.: neste campo, o contratante deverá indicar a
Resolução da Secretaria correspondente ou, na ausência deste, estipular os termos
da sanção), no que couber.

PARÁGRAFO PRIMEIRO

Sem prejuízo da aplicação das sanções indicadas no “caput” desta cláusula, o


descumprimento das obrigações previstas nos incisos I, II e III, do artigo 9°, do
Decreto estadual n° 53.047/2008, sujeitará a Contratada a aplicação da sanção
administrativa de proibição de contratar com a Administração Pública, estabelecida
no artigo 72, parágrafo oitavo, inciso V, da Lei federal n° 9.605, de 12 de
fevereiro de 1998, observadas as normas legais e regulamentares pertinentes a
referida sanção, independentemente de sua responsabilização na esfera criminal.

PARÁGRAFO SEGUNDO

O CONTRATANTE reserva-se o direito de descontar das faturas, os valores


correspondentes às multas que eventualmente forem aplicadas.

PARÁGRAFO TERCEIRO

As multas são autônomas e a aplicação de uma não exclui a de outra.

CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - DA RESCISÃO E RECONHECIMENTO


DOS DIREITOS DO CONTRATANTE

O contrato poderá ser rescindido, na forma, com as conseqüências e pelos


motivos previstos nos artigos 77 a 80 e 86 a 88, da Lei federal nº 8.666/93 e artigos
75 a 82 da Lei estadual n° 6.544/89.

PARÁGRAFO PRIMEIRO

A CONTRATADA reconhece, desde já, os direitos do CONTRATANTE nos casos


de rescisão administrativa, prevista no artigo 79 da Lei federal n° 8.666/93, e no artigo
77 da Lei estadual n° 6.544/89.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 244
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

PARÁGRAFO SEGUNDO

Rescindido o contrato, a CONTRATADA terá um prazo de ____ (_________)


dias, a contar da data da publicação da rescisão contratual na imprensa oficial, para
desmobilizar o canteiro e deixá-lo inteiramente livre e desimpedido.

CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - DO RECEBIMENTO DO OBJETO

O objeto deste contrato será recebido pelo CONTRATANTE, após inspeção


física de qualidade por comissão ou servidor para tanto designado, em
conformidade com o disposto nos artigos 70 e 71 da Lei estadual nº 6.544/89 e 73
e 74 da Lei federal nº 8.666/93 e as regras específicas estabelecidas neste
instrumento, no edital e anexos da licitação indicada no preâmbulo.

PARÁGRAFO PRIMEIRO

A vistoria para recebimento da obra será feita quando o imóvel tiver plena condição de
uso, com as ligações às redes públicas devidamente aceitas, limpo e higienizado.
Constatada a conclusão dos serviços de acordo com o projeto, as especificações e
as recomendações da fiscalização, o CONTRATANTE fornecerá o Termo de
Recebimento Provisório da Obra, que terá validade por 180 (cento e oitenta) dias.

PARÁGRAFO SEGUNDO

Decorrido esse período sem necessidade de quaisquer reparos, será entregue o


Termo de Recebimento Definitivo; se houver ocorrências que justifiquem o refazimento
no todo ou em parte da obra ou dos serviços, a contagem do período de 180 (cento e
oitenta) dias será recomeçada.

PARÁGRAFO TERCEIRO

O recebimento da obra, bem como a aceitação dos serviços das etapas


intermediárias, atesta o cumprimento das exigências contratuais, mas não afasta a
responsabilidade técnica ou civil da CONTRATADA, que permanece regida pela
legislação pertinente.

PARÁGRAFO QUARTO

Havendo rejeição dos serviços no todo ou em parte estará a CONTRATADA


obrigada a refazê-los, no prazo fixado pelo CONTRATANTE, observando as
condições estabelecidas para a execução.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 245
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - DA CESSÃO OU TRANSFERÊNCIA DOS DIREITOS


E OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS

É defeso à CONTRATADA a cessão ou transferência total ou parcial dos direitos e


obrigações contratuais.

CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - DISPOSIÇÕES FINAIS

Fica ajustado, ainda que:

I- Consideram-se partes integrantes do presente contrato, como se nele estivessem


transcritos:

a) o Edital da licitação n° _____________ e seus anexos;

b) a PROPOSTA apresentada pela CONTRATADA;

c) ________ (Obs.: indicar o ato normativo aplicável no âmbito do órgão para


disciplinar as penalidades aplicáveis)

II- Serão de propriedade exclusiva do CONTRATANTE os relatórios, mapas,


desenhos, diagramas, planos estatísticos e quaisquer outros documentos
elaborados pela CONTRATADA, referente ao objeto por ela executado.

III- Aplicam-se às omissões deste contrato as disposições da Lei estadual n° 6.544/89,


da Lei federal n° 8.666/93 e disposições regulamentares.

IV- Para dirimir quaisquer questões decorrentes do contrato, não resolvidas na


esfera administrativas, será competente o foro da Comarca..da Capital do Estado de
São Paulo.

E, por estarem às partes justas e contratadas, foi lavrado o presente


instrumento em três (03) vias de igual teor e forma que lido e achado
conforme pelas partes, vai por elas assinado para que produza todos os efeitos de
direito:

.......................................
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 246
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

CONTRATANTE
.......................................
CONTRATADA

ANEXO IX

RESOLUÇÃO SS-26/90 e 98/2004


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 247
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ANEXO IX

Resolução SS-26 de 9-2-90

Dispõe sobre aplicação de multas pela inexecução total ou parcial do ajuste ou por
atraso injustificado no fornecimento ou execução de serviços contratados no âmbito da
Secretaria da Saúde
O Secretário da Saúde, tendo em vista o disposto nos artigos 79, 80 e 81, §2º da Lei 6.544 de
22-11-89, resolve:
Artigo 1º - No caso de não cumprimento de proposta, as autoridades mencionadas no
artigo 1º da Resolução SS-20 de 6-2-90, a seu juízo, poderão aplicar aos contratantes
faltosos:
a – multa de 10% a 30% sobre o valor das mercadorias não entregues ou da
obrigação não cumprida;
b – multa correspondente à diferença de preço porventura resultante de nova
aquisição.
Parágrafo 1º - Se a multa aplicada for superior ao valor da garantia prestada, além da
perda desta, responderá o contratante pela sua diferença.
Parágrafo 2º - Se o pagamento da multa aplicada ao contratante faltoso não for
satisfeito no prazo de 30 dias, contados da publicação do ato no Diário Oficial do
Estado, sua cobrança será efetuada por meio de Ação de Execução, nos termos do
Decreto-lei 960 de 17-12-38 e alterações posteriores, para o que deverá o processo,
antes, ser remetido à Fazenda Pública para a competente inscrição.
Artigo 2º - Os atrasos injustificados na entrega do material, relativamente aos prazos
previstos, sujeitarão o fornecedor a multas calculadas progressiva e cumulativamente sobre o
valor empenhado da mercadoria entregue com atraso, excluída a parcela correspondente ao
Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI), quando destacada na nota fiscal, na forma de
legislação vigente, sem prejuízo do disposto no § 1º do artigo 80 da Lei 6.544 de 22-11-89, na
seguinte graduação:
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 248
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

a – atraso até 30 dias – multa de 0,2% ao dia; e


b – acima de 30 dias – multa de 0,4% ao dia.
Artigo 3º - Juntamente com qualquer das penalidades pecuniárias referidas nos artigos
anteriores, as autoridades referidas no artigo 1º poderão aplicar também aos
contratantes faltosos as penas de suspensão temporária de participação em licitações
e impedimentos de contratar com órgãos da Secretaria da Saúde.
Artigo 4º - Da decisão das autoridades mencionadas no artigo 1º que aplicarem
qualquer das penalidades previstas na presente Resolução, cabe recurso ao
Secretário de Estado da Saúde no prazo de 5 dias da publicação do ato no Diário
Oficial do Estado.
Artigo 5º - As disposições da presente Resolução aplicam-se, também, às aquisições
efetuadas com dispensa de licitação nos termos da legislação vigente.
Artigo 6º - A presente Resolução entrará em vigor na data de sua publicação.

RESOLUÇÃO SS nº. 98, de 19 de novembro de 2004.

Sintetiza a normatização concernente a competência das


autoridades para aplicação das sanções administrativas
estabelecidas nas Leis federais 8.666/1993 e 10.520/2002 e
disciplinadas nas Resoluções SS nºs. 26/1990 e 90/2004, e
divulga providências correlatas.

O Secretário de Estado da Saúde, considerando:

√ as disposições contidas nos incisos III e IV e § 3º do artigo 87 da Lei federal 8666, de 21 de


junho de 1993;

√ o estabelecido no artigo 7º da Lei federal nº 10.520, de 17 de julho de 2002;

√ o Decreto nº 48.999, de 29 de setembro de 2004;

√ as Resoluções SS nºs. 26 de 6 de fevereiro de 1990 e 90 de 25 de outubro de 2004;

√ a orientação jurídica traçada nos termos do Parecer GPG-008, aprovado pelo Procurador
Geral do Estado, em 15 de junho de 2004, (Processo PGE nº 0150/2004-fls. 136), sintetizada
na resposta à questão 36 inserida no site www.pregao.sp.gov.br

Resolve
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 249
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Artigo 1º - Ficam cientificadas as Unidades desta Administração, que as competências para


aplicação das sanções administrativas previstas no artigo 87, incisos III e IV, da Lei 8666/1993
e no artigo 7º da Lei 10.520/2002, bem como a abrangência de seus efeitos, são as que
seguem sumariadas:
a) a aplicação da sanção de inidoneidade, no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde (Administração
Direta), como também, das Autarquias e Fundações vinculadas (Administração Indireta), compete ao
Secretário da Saúde, nos moldes da previsão do artigo 87, inciso IV, § 3º, da Lei federal nº 8666/93, sem
afastar a competência do Governador, gerando efeitos sobre todos os órgãos e entidades da
Administração Pública do Estado de São Paulo;

b) a sanção de suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar


com a Administração, por prazo não superior a 02 (dois) anos, prevista no inciso III do artigo
87 da Lei nº 8666/1993 compete, no âmbito desta Secretaria (Administração Direta), ao Chefe
de Gabinete, e no âmbito das Autarquias e Fundações vinculadas (Administração Indireta),
aos respectivos dirigentes, gerando efeitos sobre todos os órgãos e entidades da
Administração Pública do Estado de São Paulo;

c) a sanção de impedimento de licitar e contratar com o Estado, pelo prazo de até 05 (cinco)
anos, estabelecida no artigo 7º da Lei federal nº 10.520/2002 compete, no âmbito desta
Secretaria, (Administração Direta), ao Chefe de Gabinete, por delegação, conforme previsto
no artigo 1º do Decreto nº 48.999/2004, combinado com o artigo 1º da Resolução SS-90/2004;
no âmbito das Autarquias e Fundações vinculadas (Administração Indireta), compete aos
dirigentes de maior nível hierárquico, sendo passível de delegação, nas Autarquias, e sujeita a
definição nas Fundações, observados os preceitos do artigo 1º do Decreto nº. 48.999/2004;
seus efeitos alcançam todos os órgãos e entidades da Administração Pública estadual, direta
e indireta.

Artigo 2º - Conforme disposto no artigo 3º do Decreto nº. 48.999/2004, após o julgamento dos recursos
ou transcorrido o prazo sem a sua interposição, a autoridade competente para aplicação da sanção
determinará sua imediata divulgação no site www.sancoes.sp.gov.br.

Artigo 3º - Nos termos do artigo 4º da Resolução SS-90/2004, a alimentação do site das sanções, no
âmbito desta Secretaria e respectivas Coordenadorias, compete à Coordenadoria Geral de Administração
– CGA, sendo atribuições das autoridades competentes para aplicação das penalidades, referidas neste
ato, a designação do responsável, em seu âmbito, pela obrigação, devendo comunicar, a indicação, ao
Coordenador do SEI – Sistema Estratégico de Informações, via Rede Executiva – Notes, ou Internet, na
forma da Mensagem eletrônica do Secretário Chefe da Casa Civil, de 14 de outubro de 2004, enviada a
todos os dirigentes.

Artigo 4º - Todas as sanções atualmente em vigência, da natureza das especificadas neste ato, inclusive
as decorrentes da aplicação do artigo 87, incisos III e IV, da Lei federal nº 8666/93 deverão ser
registradas no referido aplicativo.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 250
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Artigo 5º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação, ficando revogadas todas as
disposições em contrário, em especial as contidas na Resolução SS-20, de 6 de fevereiro de 1990,
especificamente na parte aplicável.

Publicado no Diário Oficial do Estado de 23 de novembro de 2004.

ANEXO X

MODELO DE DECLARAÇÃO PARA


MICROEMPRESA E
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 251
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

EMPRESA DE PEQUENO PORTE

ANEXO X

Tomada de Preço: nº 005/2010


PROCESSO Nº: 001-0701-001.035/2010
Tipo de Licitação: TOMADA DE PREÇO
Data: 03/09/2010
Horário: 10:00 horas

MODELO DE DECLARAÇÃO PARA MICROEMPRESA E


EMPRESA DE PEQUENO PORTE

(nome/razão social) __________________, inscrita no CNPJ Nº _________________,


por intermédio de seu representante legal, o(a) Sr(a) __________________________,
portador (a) da Cédula de Identidade nº _____________________ e CPF nº
_______________________, DECLARA, sob as sanções administrativas cabíveis e
sob as penas da lei, ser microempresa ou empresa de pequeno porte nos termos de
legislação vigente, não possuindo nenhum dos impedimentos previstos no §4º do
artigo 3º da lei Complementar nº 123/06.
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 252
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

São Paulo, ........ de .................................... de 2010.

Assinatura
Representante legal da empresa
Ou
Procurador

ANEXO XI

ATESTADO DE VISTORIA
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 253
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

ANEXO XI

MODELO DE ATESTADO DE VISTORIA DOS SERVIÇOS


AO
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
AV. DOUTOR ARNALDO, 355
CERQUEIRA CÉSAR – SÃO PAULO – SP

ATESTADO DE VISTORIA DO LOCAL DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS.

Declaramos que o representante_____________________________________ , R.G.


n° ___________,da empresa ______________________________________, efetuou
a visita neste Laboratório, referente á execução de Serviços de ENGENHARIA PARA
EXECUÇÃO DE SERVIÇOS EMERGENCIAIS DE MANUTENÇÃO DE REDE
ELÉTRICA, HIDRAULICA E SISTEMAS MECÂNICOS, E REFORMA DO ESPAÇO
FISICO DO LABORATORIO REGIONAL DO INSTITUTO ADOLFO LUTZ DE
RIBEIRÃO PRETO, deste Instituto, sito á Rua Minas, nº. 877 - Bairro de Campos
Elíseos – cidade de Ribeirão Preto - São Paulo – CEP 14085-410 que será objeto
do contrato, contidos na Tomada de Preço n° 005/2010 – Processo n° 0701-
001.035/2010.

Declaramos, também, estarmos familiarizados com a natureza e vulto dos


serviços, bem como informados a respeito de todas as condições locais que direta e
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 254
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

indiretamente se relacionem com a execução dos trabalhos, e que retiramos um


arquivo eletrônico contendo os desenhos (planta) .

São Paulo, _____de ___________________de 2010.

______________________________
Carimbo da empresa, nome e cargo do representante legal
_______________________________
Assinatura do Responsável pelo Laboratório Regional de Ribeirão Preto

ANEXO XII

PLANILHA DE MODELO PARA


PROPOSTA DE PREÇOS

ANEXO XII
PLANILHA DE MODELO PARA
PROPOSTA DE PREÇOS
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 255
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE


COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ

EXECUÇÃO DE SERVIÇOS EMERGENCIAIS DE MANUTENÇÃO DE REDE ELÉTRICA,


OBRA: HIDRAULICA E SISTEMAS MECÂNICOS, E REFORMA DO ESPAÇO FISICO DO
LABORATORIO REGIONAL DO INSTITUTO ADOLFO LUTZ DE RIBEIRÃO PRETO
Rua Minas, nº. 877 - Bairro de Campos Elíseos – cidade de Ribeirão Preto - São
LOCAL
Paulo – CEP 14085-410
Leis Sociais: 122.00%
Taxa de BDI: 30.00%
Fonte: Boletim CPOS n°
152
COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL

Container alojamento, minimo


1 20202 de 9.20 m² unid. 1.00

Container Depósito, minimo


2 20204 de 9.20 m² unid. 1.00

Container sanitario (2 duchas,


2 bacias, 1 lavatório e 1
3 202206 mictorio) unid 1.00

4 20308 Fechamento provisorio de m² 64.50


vãos com chapa de madeira
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 256
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

compensada

Placa para identificação de


5 20802 obra m² 4.50

Retirada de torneira, inclusive


6 41112 pertences unid. 4.00

Cancelamento de rede de
esgotos secundarios, # 3/4" a
7 não existe # 2", com
caps. Inclui tamponamento
com argamassa m 15.00

Retirada de Sifão ou metais


8 41114 sanitarios diversos unid. 27.00

Retirada de tomadas,
interruptores, inclusive caixa
9 41912 estampada unid. 30.00

Retirada de armario embutido


em madeira, sem
10 não existe reaproveitamento m² 11.10

Demolição manual de
alvenaria de
elevação/embasamento,
11 30202 inclusive
revestimento e caixilhos. m³ 2.75

Demolição manual de
revestimento ceramico (pisos
12 30402 e azulejos),
inclusive base. m² 216.08

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Retirada de eletroduto
13 41838 embutido, # até 2" m 12.00

Remoção de tubulaçaõ
hidraulica em geral, incluindo
14 43006 conexões, cai-
xas, registros e ralos. m 25.00

Retirada de esquadria
15 40902 metálica em geral m² 14.43
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 257
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Retirada de porta completa


(folha, batentes, guarnição,
16 40804 etc); para
vãos de luz de 80x210 a
120x210cm. Inclui
alargamento de vãos. m² 12.60

Retirada de bancada
(concreto, INOX, granito),
17 não existe inclusive pertences m² 22.82

Retirada de aparelho de
iluminação (plafon, lampadas,
18 41702 reatores, so-
quetes, etc). unid. 20.00

Retirada de cobertura
existente em telhas de fibro-
19 40304 cimento, inclusive
peças especiais (cumeeiras,
contra-rufos, etc) m² 91.00

Remoção de calha e rufo (de


beiral e platibanda) com
20 43002 reaproveitamen-
to. Inclui retirada (com
reaproveitamento) do SPDA e
posterior re-
instalação deste SPDA nos
novos rufos. m 190.00

Caixilho em aluminio (liga 25)


tipo basculante, sob medida.
21 250104 Inclui o
fornecimento de vidros lisos
(e= 4.00mm) m² 14.43

Porta de entrada em aluminio,


22 250202 sob medida, com vidro m² 3.14

Piso ceramico em
porcelanato, semi-rugoso,
23 180605 resistencia quimica A,
areas internas, assente com
pasta de argamassa colante.
Inclui nive-
lamento e preparo da base.
Piso com PEI 5 m² 57.05
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 258
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Rodapé ceramica em
porcelanato polido, resistencia
24 1180607 quimica A,
altura minima de 5.00cm m 37.90

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL

Desentupimento mecânico de
25 não existe condutores de AP, até # 4". m 60.00

Demolição de revestimento
26 30304 em massa, inclusive forros m² 700.00

Alvenaria de elevação em
bloco de concreto de
27 141102 vedação, uso aparen-
te, de 14cm - 2.50 Mpa m² 14.68

Chapisco com argamassa


28 170202 cimento/areia no traço 1/3 m² 730.00

Emboço desempenado com


29 170214 espuma e poliéster m² 730.00

Reboco, sarrafeado e
desempenado, preparado
30 170222 para pintura m² 730.00

Piso em granilite fundido no


local. Inclui juntas de dilatação
31 171002 em latão m² 80.00

Rodapé em granilite tipo


32 não existe hospital, altura de 7.00 cm m 90.50

Porta lisa de madeira, miolo


maciço, inclusive batentes e
33 230304 guarnições,
pronta para pintura. Algumas
portas terão visor em vidro
temperado
(e=4.00mm), seção de
40x60cm. Inclui fornecimento
de ferragens (03
dobradiças tipo pesada de 3"x
3 1/2" por folha) e fechadura
de embu-
tir tipo cilindro. Vão de luz de
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 259
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

90x210 cm, 01 folha.


Atenção: nas áreas técnicas,
as folhas deverão "abrir para
fora"
unid. 4.00
Porta lisa de madeira, miolo
maciço, inclusive batentes e
34 230306 guarnições,
pronta para pintura. Algumas
portas terão visor em vidro
temperado
(e=4.00mm), seção de
40x60cm. Inclui fornecimento
de ferragens (03
dobradiças tipo pesada de 3"x
3 1/2" por folha) e fechadura
de embu-
tir tipo cilindro. Vão de luz de
140x210 cm, 02 folhas.
Atenção: nas áreas técnicas,
as folhas deverão "abrir para
fora" unid. 1.00

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL

Caixilho em aluminio (liga 25),


de correr, sob medida. Inclui o
35 250108 forneci-
mento de painéis de vidro
temperado liso incolor
(e=6.00mm). Os cai-
xilhos serão anodizados na
cor preto. m² 32.40

Preparo de base para pintura


EPÒXI em massa (paredes e
36 330120 forros) m² 750.00

Pintura com tinta a base


epóxi, 02 demãos na cor
37 330306 branco neve m² 750.00

Preparo de base para pintura


38 330106 a base esmalte em madeira m² 13.44

39 330312 Pintura com tinta a base


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 260
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

esmalte para madeira, 02


demãos na cor
cinza claro m² 13.44

Eletroduto de aço
galvanizado, tipo pesado, #
40 380412 2", inclusive conexões.
O serviço inclui abertura de
rasgos na alvenaria m 113.00

Quadro de força & luz, modelo


de sobrepor, para até 60
41 370412 minidisjunto-
res, (IP 40, chapa 16 MGS),
com barramento monofasico
(110x220V) unid. 2.00

Quadro de força & luz, modelo


de sobrepor, para até 20
42 370406 minidisjunto-
res, (IP 40, chapa 16 MGS),
com barramento monofasico
(110x220V) unid. 1.00

Minidisjuntor termomagnetico,
43 371366 tripolar, 60A até 100A unid. 4.00

Minidisjuntor termomagnetico,
44 371360 monopolar, 10A a 30A unid. 18.00

Minidisjuntor termomagnetico,
45 371364 bipolar, 10A a 50A unid. 10.00

Eletroduto de PVC rígido


roscável, # 3/4", inclusive
46 380104 conexões. O ser-
viço inclui abertura de rasgos
na alvenaria m 70.00

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Revisão de cabine primaria. O
serviço inclui filtragem e
47 não existe complemento
de óleo isolante, limpeza,
reaperto de terminais, e
demais rotinas es-
pecificadas no Anexo de unid. 1.00
Manutenção - Cabine
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 261
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

Primária

Eletroduto de aço
galvanizado, tipo pesado, #
48 380406 1", inclusive conexões.
O serviço inclui abertura de
rasgos na alvenaria m 50.00

Fio de cobre # 2.50mm²,


flexivel, isolação termoplástica
49 390103 para 70°C -
750V m 1200.00

Fio decobre # 4.00mm²,


flexivel, isolação termoplástica
50 390104 para 70°C -
750V m 300.00

Fio decobre # 6.00mm²,


flexivel, isolação termoplástica
51 390105 para 70°C -
750V m 150.00

Fio de cobre # 10.00mm²,


flexivel, isolação termoplástica
52 390204 para 70°C -
750V m 400.00

Cabo de cobre # 16.00mm²,


flexivel, isolação termoplastica
53 390205 para 70°C
750 V. m 1650.00

Cabo de cobre # 25.00mm²,


flexivel, isolação termoplastica
54 390206 para 70°C
750 V. m 1500.00

Cabo de cobre # 35.00mm²,


flexivel, isolação termoplastica
55 390207 para 70°C
750 V. m 1200.00

Tomada universal 2P+T, 15A,


125/250V, com caixa e
56 400402 espelho unid. 81.00

57 não existe Tomada industrial blindada,


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 262
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

30A-250V, em caixa de
aluminio. Inclui
botoeira de acionamento unid. 9.00

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Cabo de cobre # 50.00mm²,
flexivel, isolação termoplastica
58 390207 para 70°C
750 V. m 1000.00

Cabo de cobre # 70.00mm²,


flexivel, isolação termoplastica
59 390207 para 70°C
750 V. m 700.00

Ponto para rede de lógica. O


60 não existe serviço inclui:
* Cabo 5E
* Tomada RJ-45 (macho e
Fêmea) unid. 6.00
* Eletroduto de PVC Rígido #
3/4", inclusive conexões
Ponto de luz fluorescente,
61 410707 composto por:
* Plafon para 04 lampadas de
32W, com fundo reflexivo.
* 02 Reatores eletrônicos
2x32W, partida rápida
* 04 Lâmpadas fluorescentes
de 32 W
* Dispositivo anti-queda para
lâmpadas

Modelo de sobrepor ao forro unid. 23.00

Revisão de quadros de Força


62 não existe & Luz. O serviço inclui:
* substituição de disjuntores
mono e bipolares danificados
* limpeza de quadro
* limpeza de barramento
* adequação de circutios
(eliminação de "jumps")
* instalação de proteção
contra choques eletricos unid. 16.00

Ponto para rede de lógica. O


63 não existe serviço inclui:
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 263
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

* Cabo 5E
* Tomada RJ-45 (macho e
Fêmea) unid. 6.00
* Eletroduto de PVC Rígido #
3/4", inclusive conexões

Bancada em granito
(e=3.00cm), cinza andorinha.
64 440206 Inclui mãos france-
sas para apoio e moldura de
5.00cm como acabamento
final. A ban- m² 12.10
cada terá largura de 70.00 cm

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Bancada em INOX (ASTM
316) fosco polido (largura de
65 440213 80.00 cm) m² 12.00

Interruptor 01 tecla, em caixa


66 400502 estampada. Inclui espelho unid. 7.00

Cuba de aço INOX (ASTM


316), simples, dimensões de
67 442057 500 x 400 x
200 mm. Inclui fornecimento
de válvula americana unid. 1.00

Lavatório de louça branca,


dimensões reduzidas, modelo
68 440110 de sobrepor unid. 3.00

Saboneteira tipo dispenser,


69 440313 para refil de 800 ml unid. 3.00

Torneira longa, bica móvel,


em latão fundido cromado,
70 440348 acionamento
por alavanca, # 3/4", modelo
de bancada ou de parede
(tipo pescoço
de ganso). Inclui arejador. unid. 3.00

Torneira longa, bica móvel,


em latão fundido cromado,
71 440350 acionamento
mecanico, # 3/4", modelo de
bancada ou de parede (tipo
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 264
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

pescoço
de ganso). Inclui arejador. unid. 4.00

Sifão de Metal cromado, 1


72 442020 1/2" x 2", com copo e cauda. unid. 7.00

Ralo sifonado # 150mm, com


73 490103 grelha e disco difusor unid. 2.00

Ralo seco # 100 mm ,com


74 490401 grelha e disco difusor unid. 2.00

Tubo de PVC rigido marrom


para AF, # 1/2", inclusive
75 460101 conexões m 40.00

Tubo de PVC rigido marrom


para AF, # 3/4", inclusive
76 460102 conexões m 48.00

Tomada tipo Pig Tail para


77 472001 GLP, # 3/4" unid. 6.00

Registro de gaveta em latão


fundido, sem acabamento, #
78 470102 1/2" unid. 1.00

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Tubo de PVC rigido marrom
para AF, # 1", inclusive
79 460103 conexões m 20.00

Tubo de PVC rigido branco


para AS, PxB, com anel de
80 460205 borracha, in-
clusive conexões, # 2" m 60.00

Tubo de PVC rigido branco


para AS, PxB, com anel de
81 460206 borracha, in-
clusive conexões, # 3" m 10.00

Tubo de cobre sem costura,


para gas, inclusive conexões,
82 460702 classe A
# 3/4". Inclui conexão à rede
de GLP existente e abertura e
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 265
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

fechamen
to de rasgos nas alvenarias m 36.00

Escavação manual em solo ,


1ª e 2ª categorias, em vala até
83 60202 1.50 m
(abertura para fundação rasa
de abrigo de resíduos) m³ 5.04

Laje pre fabricada mista,


h=12.00cm, vão maximo de
84 130102 4.00m. Inclui
capeamento com concreto
(espessura de 3.00cm) m² 8.00

Alvenaria de fundação em
tijolo maciço de barro. Inclui
85 140102 execução de
cinta m² 6.72

Registro de gaveta em latão


fundido, sem acabamento, #
86 470102 3/4" unid. 4.00

Tubo de queda em PVC rigido


branco para AS, # 4",
87 não existe inclusive cone-
xões. O serviço inclui
encunhamento às alvenarias
e conexão à rede
de AS existente, e a
recomposição do
revestimento de fachada m 60.00

Limpeza de caixa de água em


concreto, acima de 10000
88 482006 litros unid. 2.00

Pintura para tubulação


metálica, até # 2", incluindo
89 não existe conexões. O ser-
viço inclui lixamento da
superficie e aplicação de 01
demão de fundo
anticorrosivo. 02 demãos na
cor cinza claro. m 150.00

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 266
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

90 550102 Limpeza final de obra m² 133.55

Locação de obra para


edificação (locação de abrigo
91 21102 de resíduos) m² 8.00

Lastro em concreto não


estrutural, consumo minimo
92 170104 de 150Kg/m³
(contrapiso do abrigo de
residuos), impermeabilizado m³ 0.80

Piso em cimento
desempenado e alisado
93 170304 (queimado) m² 8.00

Caixilho em aluminio tipo


veneziana, com V.P., sob
94 250110 medida m² 1.00

Porta de alumio tipo


veneziana, com V.P., sob
95 250211 medida m² 3.36

Impermeabilização flexivel
com asfalto modificado, para
96 321603 fundação m² 13.60

Retirada de Caixilharia de
97 40902 ferro m² 12.00

Grade em proteção em ferro


chato soldada, 1 1/2" x 1/4",
98 240249 sob medida. m² 16.00

Revisão de quadro geral de


99 não existe distribuição de força & luz. unid. 1.00

Manutenção de elevadores
(05 paradas),
100 não existe compreendendo:

* Limpeza de casa de
máquinas
* Lubrificação e reaperto de
eixos, mancais, e partes
móveis do motor
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 267
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

e sistema de contra-peso.
* Verificação do quadro eletro-
mecânico de comando
* Substituição de elementos
quebrados e danificados de
botoeiras
* Lubrificação de portas

O serviço inclui todas as


rotinas e itens necessarios ao
perfeito fun-
fionamento dos elevadores,
inclusive fornecimento de
peças unid. 2.00
COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL
Manutenção de sistema de ar
101 não existe condicionado. O serviço inclui:

* Limpeza de dutos (seção de


20x30cm a 20x60cm), com
sistema
robotizado. Inclui remoção
de sujidades e limpeza de
difusores m 80.00 125,00

* Manutenção de exaustores,
inclusive troca de filtros unid. 2.00 1.800,00

* Manutenção de "Self-
Containeds", inclusive filtros unid. 8.00 3.500,00

* Manutenção de caixa
ventiladora unid. 1.00 2.500,00

* Retifica de compressor de
7.5 TR unid. 1.00 3.500,00

* Fornecimento de termostato
duplo estágio (on/off) unid. 7.00 300,00

* Instalação de Disjuntor
tripolar 100 A unid. 1.00 125,00

* Instalação de grelha de
retorno unid. 1.00 400,00

* Instalação de difusor de ar e
remanejamento unid. 2.00 500,00

* Pintura de grelha de unid. 1.00 300,00


SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 268
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

insuflamento

* Substituição de tomada de
ar externa unid. 2.00 750,00

O serviço inclui todos os


procedimentos exigidos para
o funcionamen
to do sistema.

COD. PREÇO
N° CPOS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. QUANT. UNITARIO PREÇO TOTAL

TOTAL GERAL

ENG° LUIS FERNANDO ARMIDORO RAFAEL


INSTITUTO ADOLFO LUTZ

ANEXO XIII
AO
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE 269
COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS
INSTITUTO ADOLFO LUTZ
NÚCLEO DE COMPRAS E SUPRIMENTOS

INSTITUTO ADOLFO LUTZ


AV. DOUTOR ARNALDO, 355
CERQUEIRA CÉSAR – SÃO PAULO – SP

A Licitante deverá comprovar a boa situação financeira da, por meio dos seguintes
cálculos:

Índice de Liquidez Corrente (LC), igual ou maior que 1,20 (um vírgula
cinqüenta), obtido da seguinte fórmula:

LC = Ativo Circulante
Passivo Circulante

b) Índice de Endividamento (EN), não superior a 0,80 (zero vírgula cinqüenta),


obtido através da seguinte fórmula:

EN = Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo


Ativo Total