Você está na página 1de 1

A velha da Cabaa

Certa vez, uma velhinha foi ao baptizado de um neto, a casa de


uma filha que morava numa aldeia.
No caminho encontrou um lobo muito grande, que se aproximou
dela e perguntou:
- Aonde vais tu, velhinha?
- Vou a casa de uma filha para assistir ao baptizado de um
netinho.
O lobo, chegando-se mais velha, disse-lhe:
- No vais no, velha, porque te vou comer!
- Ah, lobo, no me comas agora disse a velha que eu, quando
voltar, venho mais gorda e trago-te carneiro guisado.
O lobo convenceu-se e deixou-a ir.
No baptizado, a velha comeu, bebeu e divertiu-se. Parecia at ter
esquecido a sua preocupao.
Mas quando chegou a hora da partida, contou filha que se tinha
passado.
Ento a filha disse me que no se apoquentasse e deu-lhe uma
cabaa para ela se meter dentro.
A velha agradeceu filha, despediu-se e partiu.
Quando chegou ao stio onde o lobo a esperava, meteu-se dentro
da cabaa, que comeou a rolar pelo caminho.
O lobo, ao ver passar a cabaa, perguntou:
- cabacinha, viste por a uma velhinha?
E a velha, dentro da cabaa, disfarando a voz para que o lobo
no a reconhece-se, respondeu:
- Eu, c no vi
Nem velhinha, nem velho!
Corre, corre, cabacinha
Corre, corre, cabao.
Assim, a velha conseguiu enganar o lobo e chegar a casa s e
salva.