Você está na página 1de 2

ALLIANZ SEGUROS S.A.

CNPJ nº 61.573.796/0001-66 www.allianz.com.br


RELATÓRIO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
Senhores Acionistas, representando crescimento de 16,8%, quando comparados ao mesmo período do semestre anterior. O RESULTADOS E PERSPECTIVAS
Em conformidade com as normas legais e estatutárias, submetemos à apreciação de vossas senhorias índice de sinistralidade foi de 51%, indicando queda de dois pontos percentuais na comparação com Em 30 de junho de 2010 os prêmios emitidos líquidos totalizaram R$ 1 bilhão, representando
as demonstrações financeiras da Allianz Seguros S.A., relativas aos semestres findos em 30 de junho o mesmo período anterior. crescimento de 11,3% quando comparados ao mesmo período anterior. O índice de sinistralidade
de 2010 e 2009. REORGANIZAÇÃO SOCIETÁRIA atingiu 55,2% sobre os prêmios ganhos, reduzido em quatro pontos percentuais na comparação com
ECONOMIA E MERCADO SEGURADOR Em janeiro de 2010 o Grupo Allianz adquiriu a parcela de participação acionária detida pelo Itaú
As perspectivas para a projeção da inflação no ano de 2010 e o atual cenário macroeconômico junho de 2009. Ao final de junho de 2010 o lucro líquido da Seguradora foi de R$ 64 milhões ante R$ 33
Unibanco na subsidiária brasileira e obteve sua aprovação pelas autoridades locais. Desta forma o
foram fatores predominantes para que o Comitê de Política Monetária (COPOM) retomasse o clico milhões registrados em junho de 2009. O retorno sobre o patrimônio líquido anualizado foi de 22,3%.
Grupo Allianz passou a deter 100% das ações da Allianz Seguros no Brasil, fato este que reforça a
de crescimento da taxa básica de juros no primeiro semestre de 2010. Em 2009 a Selic encerrou As perspectivas e projeções para o exercício de 2010 foram traçadas pela Administração, áreas afins e
o exercício em 8,75% a.a., passando para 9,5% a.a. em abril e 10,25% a.a. em junho de 2010. Na relevância das operações de seguros no País.
PATRIMÔNIO LÍQUIDO E DIVIDENDOS filiais, adequando-se às políticas internas, tomando-se por base premissas que levam em consideração,
última reunião do COPOM, realizada em julho de 2010, a taxa passou para 10,75% a.a. A projeção de
Em 30 de junho de 2010 o patrimônio líquido da Allianz Seguros totalizou R$ 601 milhões, passando as dentre as diversas variáveis, o ambiente econômico interno, as estatísticas de mercado e as constantes
crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano está estimada entre 6,5% a.a. e 7% a.a. e a
inflação medida pelo IPCA em aproximadamente 5% a.a. ações representativas do capital social a ter o valor patrimonial de R$ 1.168,88 por lote de mil ações. melhorias na gestão dos serviços prestados pela Seguradora.
Segundo dados divulgados pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) por meio do Sistema A política de reinvestimentos de lucros e de distribuição de dividendos leva em consideração os São Paulo, 24 de agosto de 2010.
de Estatística (SES), no primeiro semestre de 2010 os prêmios diretos totalizaram R$ 41 bilhões, resultados auferidos pela Seguradora, obedecidas às regras previstas na atual legislação. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 30 DE JUNHO (Em R$ mil) DEMONSTRAÇÕES DE RESULTADOS DOS SEMESTRES FINDOS
ATIVO Nota __________
2010 __________
2009 PASSIVO Nota __________
2010 __________
2009 EM 30 DE JUNHO (Em R$ mil)
______ ______
CIRCULANTE ............................................................................... 2.796.512 2.346.289 CIRCULANTE ............................................................................... 2.352.194 1.979.144 Nota _________
___________ 2010 _________
2009
DISPONÍVEL ................................................................................. 24.552 35.056 CONTAS A PAGAR........................................................................ 109.069 110.833 PRÊMIOS EMITIDOS LÍQUIDOS ......................................... 1.013.417 910.637
Caixa e bancos .............................................................................. 24.552 35.056 Obrigações a pagar ....................................................................... 24.060 30.408 PRÊMIOS RESSEGUROS CEDIDOS .................................. (273.852) (224.051)
APLICAÇÕES................................................................................ Nota 4 1.152.352 1.026.580
Impostos e encargos sociais a recolher ........................................ 33.425 28.751 PRÊMIOS RETIDOS ............................................................. Nota 13b 739.565 686.586
Títulos de renda fixa ...................................................................... 29.799 5.447
Quotas de fundos de investimentos .............................................. 1.121.937 1.020.423 Encargos trabalhistas .................................................................... 10.537 10.104 VARIAÇÃO DAS PROVISÕES TÉCNICAS DE PRÊMIOS ... (61.416) (131.654)
Outras aplicações .......................................................................... 616 710 Impostos e contribuições ............................................................... Nota 14b 41.047 41.570 VARIAÇÃO DA PPNG - RESSEGURO CEDIDO .................. 18.670 82.209
CRÉDITOS DAS OPERAÇÕES COM SEGUROS DÉBITOS DE OPERAÇÕES COM SEGUROS E RESSEGUROS .. 451.932 282.866 PRÊMIOS GANHOS ............................................................. Nota 13a 696.819 637.141
E RESSEGUROS ..................................................................... 1.128.170 862.983 Prêmios a restituir.......................................................................... 20 39 SINISTROS RETIDOS .......................................................... Nota 13c (384.596) (377.558)
Prêmios a receber ......................................................................... 485.714 436.769 Operações com seguradoras ........................................................ 12.768 6.613 DESPESAS DE COMERCIALIZAÇÃO ................................. Nota 13d (150.891) (147.347)
Operações com seguradoras ........................................................ 15.607 17.396 Operações com resseguradoras ................................................... Nota 9a 360.002 201.537 OUTRAS RECEITAS E DESPESAS OPERACIONAIS ......... Nota 13e - 13f 8.284 388
Operações com resseguradoras ................................................... Nota 9a 639.406 421.197
Corretores de seguros e resseguros ............................................. 51.520 49.638 DESPESAS ADMINISTRATIVAS .......................................... Nota 13g (100.574) (93.761)
Outros créditos operacionais ......................................................... 2.557 2.797
Provisão para riscos de créditos ................................................... (15.114) (15.176) Receitas de comercialização diferidas .......................................... Nota 6 27.554 24.373 DESPESAS COM TRIBUTOS ............................................... Nota 13h (23.087) (18.893)
TÍTULOS E CRÉDITOS A RECEBER ........................................... 54.380 52.288 Outros débitos operacionais .......................................................... 68 666 RESULTADO FINANCEIRO .................................................. Nota 13i - 13j 44.003 46.093
Títulos e créditos a receber ........................................................... 3.686 1.816 DEPÓSITOS DE TERCEIROS ...................................................... 15.715 13.623 RESULTADO PATRIMONIAL ................................................. 13.126 8.404
Créditos tributários e previdenciários ............................................ 48.244 48.154 PROVISÕES TÉCNICAS - SEGUROS E RESSEGUROS ............ Nota 9b 1.775.478 1.571.822 RESULTADO OPERACIONAL ............................................. 103.084 54.467
Outros créditos .............................................................................. 2.450 2.318 RAMOS ELEMENTARES E VIDA EM GRUPO ............................. 1.773.229 1.570.171 GANHOS E PERDAS COM ATIVOS NÃO CORRENTES .... Nota 13k (91) (16)
OUTROS VALORES E BENS........................................................ 22.167 21.074 Provisão de prêmios não ganhos .................................................. Nota 9a 877.107 791.787 RESULTADO ANTES DOS IMPOSTOS
Bens à venda................................................................................. 21.531 20.186
Sinistros a liquidar ......................................................................... Nota 9a 777.570 679.843 E PARTICIPAÇÕES.......................................................... 102.993 54.451
Outros valores ............................................................................... 636 888
DESPESAS ANTECIPADAS ......................................................... 146 165 Provisão de sinistros ocorridos mas não avisados........................ Nota 9a 89.345 80.401 IMPOSTO DE RENDA ........................................................... Nota 14c (20.800) (10.637)
DESPESAS DE COMERCIALIZAÇÃO DIFERIDAS ..................... Nota 6 147.636 141.258 Outras provisões ........................................................................... Nota 9a 29.207 18.140 CONTRIBUIÇÃO SOCIAL ..................................................... Nota 14c (12.498) (6.274)
Seguros e resseguros ................................................................... 147.636 141.258 VIDA INDIVIDUAL E VIDA COM COBERTURA DE PARTICIPAÇÕES SOBRE O RESULTADO ........................... (6.103) (4.544)
DESPESAS DE RESSEGURO E RETROCESSÕES DIFERIDAS Nota 9a 267.109 206.885 SOBREVIVÊNCIA .................................................................... Nota 9a 2.249 1.651 LUCRO LÍQUIDO DO SEMESTRE ....................................... 63.592 32.996
ATIVO NÃO CIRCULANTE ........................................................... 369.206 343.592 Provisão matemática de benefícios a conceder ............................ 146 165 Quantidade de ações: 514.517.343
REALIZÁVEL A LONGO PRAZO................................................. 217.589 194.018 Lucro líquido por lote de mil ações (em R$) .......................... 123,60 64,13
Provisão de riscos não expirados .................................................. 1.172 742
APLICAÇÕES................................................................................ Nota 4 19.434 25.836
Títulos de renda fixa ...................................................................... 18.708 24.972 Provisão de benefícios a regularizar ............................................. 715 487
Outras aplicações .......................................................................... 726 864 Outras provisões ........................................................................... 216 257 DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA DOS SEMESTRES FINDOS
CRÉDITOS DAS OPERAÇÕES COM SEGUROS PASSIVO NÃO CIRCULANTE ...................................................... 212.113 169.853 EM 30 DE JUNHO (Em R$ mil)
E RESSEGUROS ..................................................................... 3.587 77 EXIGÍVEL A LONGO PRAZO....................................................... 212.113 169.853 2010 _________
_________ 2009
Prêmios a receber ......................................................................... 3.584 74 CONTAS A PAGAR........................................................................ 11.623 9.144
Outros créditos operacionais ......................................................... 3 3 ATIVIDADES OPERACIONAIS
Obrigações a pagar ....................................................................... 5.903 -
TÍTULOS E CRÉDITOS A RECEBER ........................................... 120.237 116.035 Recebimentos de prêmios de seguros .......................................................... 1.150.224 953.528
Tributos diferidos ........................................................................... 37 32
Títulos e créditos a receber ........................................................... 610 598 Recuperações de sinistros e comissões ....................................................... 113.816 61.988
Créditos tributários e previdenciários ............................................ Nota 14a 47.913 46.569 Outras contas a pagar ................................................................... 5.683 9.112
Outros recebimentos operacionais (Salvados, Ressarcimentos e outros) .... 33.676 34.129
Depósitos judiciais e fiscais ........................................................... Nota 10 71.714 68.868 DÉBITOS DAS OPERAÇÕES COM SEGUROS
Pagamentos de sinistros, benefícios, resgates e comissões ........................ (696.222) (610.280)
OUTROS VALORES E BENS........................................................ 16 16 E RESSEGUROS ..................................................................... 6.264 3.688
Repasses de prêmios por cessão de riscos .................................................. (329.674) (201.322)
DESPESAS DE COMERCIALIZAÇÃO DIFERIDAS ..................... Nota 6 20.849 5.219 Corretores de seguros e resseguros ............................................. 11 20
Seguros e resseguros ................................................................... 20.849 5.219 Pagamentos de despesas com operações de seguros e resseguros ........... (64.467) (64.431)
Receitas de comercialização diferidas .......................................... Nota 6 6.253 3.668
DESPESAS DE RESSEGURO E RETROCESSÕES DIFERIDAS .. Nota 9a 53.466 46.835 Pagamentos de despesas e obrigações ....................................................... (103.555) (109.072)
PROVISÕES TÉCNICAS - SEGUROS E RESSEGUROS ............ Nota 9b 86.213 53.861
PERMANENTE ............................................................................. 151.617 149.574 Pagamentos de indenizações e despesas em processos judiciais ............... (16.458) (16.697)
RAMOS ELEMENTARES E VIDA EM GRUPO ............................. 86.213 53.861
INVESTIMENTOS ......................................................................... 127.349 122.272 Outros pagamentos operacionais.................................................................. (67) (420)
Participações societárias - financeiras .......................................... Nota 7 121.206 115.783 Provisão de prêmios não ganhos .................................................. Nota 9a 86.213 53.861
Recebimentos de juros e dividendos............................................................. 13.868 14.008
Imóveis destinados à renda........................................................... Nota 8a 11.525 11.622 OUTROS DÉBITOS....................................................................... 108.013 103.160
Constituição de depósitos judiciais................................................................ (3.625) (4.272)
Depreciação .................................................................................. Nota 8a (5.382) (5.133) Provisões judiciais ......................................................................... Nota 10 108.013 103.160
Resgates de depósitos judiciais .................................................................... 2.117 2.986
IMOBILIZADO ............................................................................... Nota 8a 22.645 24.580 PATRIMÔNIO LÍQUIDO ................................................................ Nota 12 601.411 540.884
Imóveis .......................................................................................... 29.407 29.407 Pagamentos de participações nos resultados ............................................... (11.259) (10.298)
Capital social ................................................................................. 297.066 297.066
Bens móveis .................................................................................. 26.058 26.198 Caixa Gerado pelas Operações.................................................................. 88.374 49.847
Reservas de reavaliação ............................................................... 6.750 6.766
Outras imobilizações ..................................................................... 781 739 Impostos e contribuições pagos .................................................................... (65.234) (49.746)
Reservas de lucros ........................................................................ 234.063 204.050
Depreciação .................................................................................. (33.601) (31.764) Investimentos financeiros:
INTANGÍVEL.................................................................................. Nota 8b 1.623 2.722 Ajustes com títulos e valores mobiliários....................................... (66) -
Aplicações ................................................................................................ (338.587) (286.621)
Outros intangíveis.......................................................................... 1.623 2.722 Lucros acumulados ....................................................................... 63.598 33.002
Vendas e resgates .................................................................................... 360.311 309.191
TOTAL DO ATIVO ......................................................................... 3.165.718 2.689.881 TOTAL DO PASSIVO .................................................................... 3.165.718 2.689.881
Caixa Líquido Gerado nas Atividades Operacionais ............................... 44.864 22.671
ATIVIDADES DE INVESTIMENTO
DEMONSTRAÇÕES DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO (Em R$ mil) Pagamento pela Compra de Ativo Permanente:
Capital Reservas de
___________________________ Ajuste Lucros Imobilizado................................................................................................ (1.028) (1.438)
social
__________ reavaliação
____________ lucros
____________ TVM
___________ acumulados
_____________ Total
__________ Recebimento pela Venda de Ativo Permanente:
SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 ................................................................................... 297.066 6.770 204.050 - - 507.886 Imobilizado................................................................................................ 205 231
RESERVA DE REAVALIAÇÃO Caixa Líquido Consumido nas Atividades Investimento ......................... (823) (1.207)
Realização líquida de tributos ........................................................................................................ - (4) - - 6 2 ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO
LUCRO LÍQUIDO DO SEMESTRE ................................................................................................ - - - - 32.996 32.996
Distribuição de dividendos............................................................................. (50.012) (20.000)
SALDOS EM 30 DE JUNHO DE 2009........................................................................................... 297.066 6.766 204.050 - 33.002 540.884
Caixa Líquido Consumido nas Atividades de Financiamento ................ (50.012) (20.000)
SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 ................................................................................... 297.066 6.754 234.063 53 - 537.936
RESERVAS DE REAVALIAÇÃO Redução/Aumento Líquido de Caixa ......................................................... (5.971) 1.464
Realização líquida de tributos ........................................................................................................ - (4) - - 6 2 Caixa no Início do Período ......................................................................... 30.523 33.592
TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS ........................................................................................... - - - (119) - (119) Caixa no Final do Período .......................................................................... 24.552 35.056
LUCRO LÍQUIDO DO SEMESTRE ................................................................................................ - - - - 63.592 63.592 REDUÇÃO NAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS -
SALDOS EM 30 DE JUNHO DE 2010........................................................................................... 297.066 6.750 234.063 (66) 63.598 601.411 RECURSOS LIVRES ................................................................................ (13.634) (71.124)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 30 DE JUNHO DE 2010 E 2009 (Em R$ mil)


1. CONTEXTO OPERACIONAL Para registro dos sinistros em discussão judicial a Seguradora aplica os procedimentos estabelecidos na j) Estimativas contábeis - A elaboração de demonstrações financeiras de acordo com as práticas
A Allianz Seguros S.A. é uma sociedade de capital fechado, com sede em São Paulo e pertencente Resolução CNSP nº 162/06, exceto para os seguros dos ramos 31 - automóvel e 53 - responsabilidade contábeis adotadas no Brasil requer que a Administração da Seguradora use de julgamento na
ao Grupo Allianz, um dos maiores conglomerados seguradores e financeiros do mundo. Seu objetivo civil facultativa para os quais é utilizada metodologia específica prevista em Nota Técnica Atuarial. determinação e no registro de certos valores determinados com base em estimativa. Itens significativos
consiste na exploração das operações de seguros dos ramos elementares e vida e sua atuação se dá Contingências decorrentes de processos de natureza trabalhista e outras são provisionados quando o cujos valores são determinados com base em estimativa incluem, dentre outras; os títulos e valores
em todo o território nacional. mobiliários avaliados pelo valor de mercado, as provisões para ajuste dos ativos ao valor de realização
insucesso na resolução final dos processos judiciais é considerado provável de acordo com o parecer
ou recuperação, as provisões técnicas, as receitas de prêmios e correspondentes despesas de
dos advogados que assessoram a Seguradora. O valor da provisão representa a melhor estimativa do
2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS comercialização relativos aos riscos vigentes ainda sem emissão das respectivas apólices e as
desembolso a ser efetuado, incluindo honorários advocatícios e atualizações monetárias. provisões que envolvem valores em discussão judicial. A liquidação das transações registradas com
As demonstrações financeiras foram elaboradas em consonância com as práticas contábeis adotadas
i) Demais ativos e passivos - Demonstrados pelos valores originais acrescidos, quando aplicável, de base em estimativas poderá ser feita por valores diferentes dos registrados em função das imprecisões
no Brasil, as quais abrangem a legislação societária, as normas do Conselho Nacional de Seguros
encargos legais ou contratuais com base nas taxas de juros que refletem o prazo, moeda e riscos das inerentes ao processo de sua determinação. A Administração revisa as premissas e cenários utilizados
Privados (CNSP) e da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) e os pronunciamentos, as
transações incorridos até a data do balanço. na determinação das estimativas, pelo menos semestralmente.
orientações e as interpretações emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) quando
referendadas pela SUSEP.
4. APLICAÇÕES FINANCEIRAS
Nos termos da Circular SUSEP 408, de 23 de agosto de 2010, as presentes demonstrações financeiras A classificação e composição dos títulos e valores mobiliários, incluindo aqueles detidos através de fundos exclusivos, em 30 de junho, estão detalhadas no quadro apresentado a seguir:
foram elaboradas de acordo com as normas contábeis que foram utilizadas para as demonstrações Vencimento 2010 2009
_______________________________________________________ ____________________________ ____________________________
financeiras do exercício findo em 31 de dezembro de 2009. A mesma Circular postergou a adoção Em até Entre 1 e Acima de Indeter- Valor Contábil/ Custo Valor Contábil/ Custo
do pronunciamento nº 11 do CPC para 1º de janeiro de 2011. A Circular 408 determinou, ainda, que Títulos 1 ano ____________
5 anos ____________
5 anos minado Mercado ____________
Atualizado _____________
Mercado Atualizado
_______________________________________________ ____________ ____________ _____________ ____________
as demonstrações financeiras individuais correspondentes ao exercício de 2010 sejam elaboradas de
Disponíveis para venda
acordo com as normas contábeis que foram utilizadas para as demonstrações financeiras do exercício Títulos de renda fixa - CDB .................................................. 3.662 5.901 - - 9.563 9.563 5.447 5.447
findo em 31 de dezembro de 2009 e que, a partir do exercício de 2010, as demonstrações financeiras Títulos de renda fixa - NTN-B ............................................... 26.028 6.997 - - 33.025 33.136 24.972 24.972
consolidadas sejam elaboradas de acordo com os pronunciamentos emitidos pelo International Títulos de renda fixa - LFT ................................................... - 5.919 - - 5.919 5.919 - -
Accounting Standards Board (IASB). Para Negociação
A Demonstração de Fluxos de Caixa (DFC), cuja divulgação tornou-se obrigatória pela Lei n° 11.638 de Quotas de fundos de investimentos:
28 de dezembro de 2007, foi elaborada pelo método direto e sem a apresentação da conciliação entre a) Fundos Exclusivos
o lucro líquido e o fluxo de caixa líquido das atividades operacionais, conforme permitido pela Circular LFT ................................................................................... 485.378 363.167 - - 848.545 848.530 661.159 661.153
SUSEP nº 379/08. LTN ................................................................................... 42.761 80.076 - - 122.837 122.646 226.821 225.671
NTN-B .............................................................................. - 1.453 - - 1.453 1.465 62.341 61.099
3. RESUMO DAS PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS NTN-F............................................................................... - 14.795 2.056 - 16.851 16.880 7.720 7.710
a) Apuração do resultado - O regime de apuração de resultado é o de competência. Os prêmios de CDB .................................................................................. 32.646 12.896 - - 45.542 45.525 41.108 41.111
seguros, os prêmios de cosseguros e resseguros cedidos e os respectivos custos de comercialização Outros ................................................................................... 5.072 6.018 3.086 - 14.176 14.078 4.148 4.143
são registrados quando da emissão da apólice ou fatura e reconhecidos no resultado segundo o b) Fundos abertos ................................................................ - - - 72.533 72.533 72.533 17.126 17.126
transcorrer da vigência do período de cobertura do risco, através da constituição das provisões de Outras aplicações ................................................................. ____________- ____________- ____________- 1.342
____________ 1.342 ____________
_____________ 1.342 _____________
1.574 1.574
____________
prêmios não ganhos e do diferimento das despesas de comercialização. As operações de cosseguros Total ..................................................................................... 595.547 ____________
____________ 497.222 ____________
____________ 5.142
____________ 73.875
____________ 1.171.786 ____________
_____________ 1.171.617 _____________
____________ 1.052.416
_____________ 1.050.006
____________
____________ ____________ _____________ ____________
aceitos e de retrocessões são contabilizadas com base nas informações recebidas das congêneres e
do IRB - Brasil Re, respectivamente. Os certificados de depósitos bancários são registrados ao custo acrescido dos rendimentos incorridos 2009
______________________________________________________
Os prêmios de seguros e as correspondentes despesas de comercialização cujo período de cobertura o qual se aproxima ao valor de mercado por estarem seus rendimentos atrelados à taxa dos Depósitos Auto- Patri- Trans-
do risco já foi iniciado, mas cujas apólices ainda não foram emitidas (riscos vigentes e não emitidos - Interbancários (DI). Ramos agrupados móveis monial Rural Pessoas porte Demais Total
________________________ _______________________________________________________
RVNE), são reconhecidos com base em estimativas baseadas em cálculos atuariais que levam em O valor de mercado para os títulos públicos foi apurado com base no “preço unitário de mercado” Despesas de comercialização
conta a experiência histórica da Seguradora. informado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais diferidas 81.820 44.933 8.018 512 640 10.554 146.477
b) Aplicações financeiras - Os títulos e valores mobiliários são classificados segundo a intenção (ANBIMA). Receitas de comercialização
da Administração em mantê-los até seu vencimento ou de negociá-los antes dessa data. Os títulos As quotas de fundos de investimentos abertos foram valorizadas com base no valor da quota divulgada diferidas - resseguro (1) (827) (17.517) (1.534) - - (8.163) (28.041)
classificados na categoria “mantidos até o vencimento” são avaliados pelo valor investido acrescido dos pelo Administrador do fundo na data do balanço. (1)
A comissão de resseguro está classificada na rubrica de “Receitas de comercialização diferidas” no
seus rendimentos incorridos. Os títulos sujeitos a negociação antes de seu vencimento são ajustados Os saldos registrados no curto e longo prazo apresentados em “outras aplicações” contemplam R$ 142 passivo de curto e longo prazo.
ao valor de mercado. Este ajuste, para mais ou para menos, é reconhecido no resultado do período (R$ 310 em 2009) de aplicações por incentivos e R$ 1.200 (R$ 1.264 em 2009) de depósitos no IRB.
(títulos classificados na categoria “para negociação”), ou em conta específica do patrimônio líquido, 7. INVESTIMENTOS E TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS
pelo valor líquido de tributos (títulos classificados na categoria “disponíveis para venda”). Os títulos 5. INSTRUMENTOS FINANCEIROS E GERENCIAMENTO DE RISCOS a) Investimento - A Seguradora participa em 99,99% (32.996.700 de ações) no capital social da
classificados na categoria “para negociação” são apresentados no ativo circulante independentemente a) Instrumentos financeiros derivativos - A política de utilização de instrumentos derivativos,
Allianz Saúde S.A., composto por 33.000.000 de ações ordinárias. O patrimônio líquido da controlada
de seus vencimentos. mantidos através dos fundos de investimentos exclusivos, visa à proteção dos ativos da Seguradora
atingiu, em 30 de junho de 2010, R$ 121.218 (R$ 115.795 em 2009) e o lucro líquido do semestre
c) Créditos das operações com seguros - Os prêmios a receber e as respectivas despesas de em relação aos riscos de mercado relacionados à flutuação das taxas de juros e observando-se os
alcançou R$ 12.314 (R$ 7.620 em 2009), gerando na controladora um investimento equivalente de
comercialização são registrados deduzidos dos juros a apropriar, que são reconhecidos em resultado limites estabelecidos na regulamentação vigente. As operações visam à compensação de eventuais
perdas que podem ser geradas por títulos públicos com juros prefixados em cenário de alta de juros. R$ 121.206 (R$ 115.783 em 2009) e resultado de equivalência patrimonial no montante de R$ 12.313
financeiro de acordo com o prazo de parcelamento dos prêmios. A provisão para riscos de crédito sobre
A política de atuação, controle, estabelecimento de estratégias de operações, bem como o limite dessas (R$ 7.620 em 2009).
prêmios a receber é constituída com base nos prêmios a receber, com base na parcela de prêmios
posições, são estabelecidos pela Administração em conjunto com os administradores dos fundos, e b) Partes relacionadas - i) A Administração identificou como partes relacionadas à Seguradora, seu
pendentes vencidos acima de 60 dias, considerando a totalidade das parcelas a receber de um mesmo
seguem normas estabelecidas pela SUSEP e estão documentadas nos regulamentos dos fundos. controlador em última instância e empresas ligadas, sua controlada, seus administradores, conselheiros
devedor. A provisão para riscos de créditos com resseguradoras é constituída com base nos sinistros
A atuação dos fundos no mercado futuro restringe-se às operações de DI futuro, somente na e demais membros do pessoal-chave da administração e seus familiares, conforme definições contidas
pendentes de recuperação por período superior a um ano. Os montantes das provisões constituídas são
posição vendida. O registro dessas operações é feito em contas patrimoniais e de compensação no Pronunciamento Técnico CPC nº 05. A remuneração paga aos administradores, registrada na rubrica
julgados suficientes pela Administração para fazer face às eventuais perdas na realização de créditos
do fundo pelo valor do contrato ou valor referencial e estão registradas na Bolsa de Mercadorias “Despesas administrativas”, referentes a benefícios de curto prazo, totalizou no semestre de 2010
e contas a receber.
e de Futuros (BM&F). R$ 2.165 (R$ 1.365 em 2009). ii) A Seguradora compartilha com a sua controlada Allianz Saúde S.A.
d) Outros valores e bens - A provisão para desvalorização de salvados é constituída levando-se em
O quadro a seguir demonstra os valores referenciais atualizados ao preço de mercado e os respectivos certos componentes da estrutura operacional e administrativa. Os custos dessa estrutura comum são
consideração os bens recuperados e não negociados por período superior a um ano.
ajustes em 30 de junho: atribuídos a cada uma das empresas segundo critérios estabelecidos pela Administração, que leva em
e) Permanente - O investimento em controlada é avaliado pelo método da equivalência patrimonial.
2010
______________________ 2009
_____________________ consideração, dentre outros fatores, os volumes de operações realizados em cada uma das empresas.
O ativo imobilizado é registrado pelo custo de aquisição ou reavaliação anterior a 1º de janeiro de 2008;
Valores Ajuste a Valores Ajuste a A Seguradora também possui com sua controlada as seguintes operações: (a) os funcionários da
a depreciação é calculada pelo método linear com base nas taxas mencionadas na nota explicativa nº
referenciais __________
___________ receber ___________
referenciais __________
(pagar) Seguradora são beneficiários de seguro-saúde contratado junto a Allianz Saúde; (b) os funcionários da
8a e leva em consideração o tempo de vida útil estimado dos bens. Os ativos intangíveis com vida útil
definida são amortizados com base nos períodos descritos na nota 8b. Posição vendida Allianz Saúde são beneficiários de seguro de vida contratados junto à Seguradora.
f) Provisão de prêmios não ganhos - PPNG - É calculada em base pró-rata die sobre o prêmio DI ........................................................... (108.680) 97 (56.311) (16) iii) A Seguradora mantém também com empresas do Grupo Allianz transações decorrentes de
comercial retido correspondente ao período de cobertura do risco ainda não decorrido. A provisão As operações têm vencimento em até 3 anos. intermediação de operações de seguros e resseguros, prestações de serviços e assistência 24 horas
para riscos vigentes mas não emitidos (PPNG-RVNE) é calculada por método estatístico que utiliza os b) Gerenciamento de riscos - Os principais fatores de riscos associados aos instrumentos financeiros aos segurados.
da Seguradora estão assim descritos:
triângulos de run-off dos prêmios comerciais retidos das diversas carteiras da Seguradora e o intervalo As transações com partes relacionadas estão assim apresentadas:
Riscos de crédito - Prováveis perdas decorrentes da inadimplência dos clientes quando da contratação
médio de tempo transcorrido entre o início de vigência do seguro e a data de emissão da apólice. 30.06.10
________________________ 2010
______________________
de seguros. A redução desses riscos é efetuada através de diversas ferramentas que levam em
A referida provisão está demonstrada, por agrupamento de ramos, na nota 9a. Parte relacionada Ativos __________
Passivos ___________
Receitas __________
Despesas
consideração o monitoramento dos créditos a receber e a aceitação do risco contratado com o segurado. __________________________________ ___________
Provisão para insuficiência de prêmios - PIP - Constituída se constatada a necessidade de Allianz Saúde............................................. 47 - 935 (3.733)
Para os riscos de créditos relacionados às aplicações financeiras a atuação é concentrada em títulos
complemento da PPNG para fazer face aos sinistros estimados a ocorrer até o final da vigência do risco Allianz Global Corporate & Specialty......... 4.360 16.840 14.943 (79.039)
públicos federais ou fundos de investimentos financeiros que apliquem seus recursos exclusivamente
coberto, não tendo sido apurada insuficiência. Mercosul Assistance - Mondial .................. - 111 - (15.166)
nos títulos de emissão do Tesouro Nacional e ou do Banco Central do Brasil, incorrendo praticamente
Provisão de sinistros a liquidar e provisão de sinistros ocorridos mas não avisados - A provisão em riscos de crédito soberano. As aplicações em títulos privados são direcionadas a empresas cujos Corsetec Sociedade Corretora de Seguros . - - - (83)
de sinistros a liquidar é constituída por estimativa de pagamentos prováveis, determinada com base ratings atribuídos por agências classificadoras revelam baixo risco de crédito e consideram uma política
nos avisos de sinistros recebidos até a data das demonstrações financeiras. A provisão de sinistros 30.06.09
________________________ 2009
______________________
de diversificação em relação aos emissores. Parte relacionada Ativos __________
Passivos ___________
Receitas __________
Despesas
ocorridos mas não avisados é constituída para fazer frente ao pagamento dos eventos que já tenham __________________________________ ___________
Riscos de liquidez - O risco de liquidez compreende o descasamento de fluxos financeiros ativos e
ocorrido e que não tenham sido avisados, sendo calculada com base em métodos atuariais que levam Allianz Saúde............................................. 196 4 1.733 (3.289)
passivos bem como a capacidade financeira da Seguradora em adquirir ativos para a garantia de suas
em consideração a experiência passada e está demonstrada, por agrupamento de ramos, na nota 9a. Allianz Global Corporate & Specialty......... 799 - - -
obrigações. O gerenciamento desse risco é realizado através de análise do fluxo de caixa do passivo
Provisão complementar de prêmios - PCP - É constituída mensalmente para complementar a PPNG. Mercosul Assistance - Mondial .................. - - - (25.121)
operacional.
O cálculo é efetuado pró-rata die e leva em consideração todos os riscos vigentes e não vigentes, o prêmio Corsetec Sociedade Corretora de Seguros . - - - (85)
Dessa forma, procura-se otimizar a carteira de investimentos e seus respectivos prazos a fim de
comercial retido e as datas de início e fim de vigência do risco, sendo comparado com a PPNG constituída. minimizar os riscos decorrentes dos descasamentos entre ativos e passivos.
O registro da provisão é contabilizado na rubrica “Outras provisões”, no passivo circulante e está 8. ATIVO IMOBILIZADO, INTANGÍVEL, IMÓVEIS DESTINADOS À RENDA
Riscos de taxa de câmbio - Compreende o risco de descasamento de saldos ativos e passivos
demonstrada por agrupamentos de ramos na nota 9a. a) O ativo imobilizado e os imóveis destinados à renda, classificados no grupo de “investimentos”, estão
gerando exposição a flutuações adversas da taxa de câmbio em dólar. O controle desse risco é exercido
Provisão matemática de benefícios a conceder - Refere-se aos participantes de apólices de seguro assim compostos em 30 de junho:
mediante monitoramento das posições ativas e passivas em moedas estrangeiras, com o propósito de
de vida com cobertura de sobrevivência cujos benefícios ainda não iniciaram. Os encargos financeiros Taxa de Total Total
identificar o grau de exposição e descasamento. Em 30 de junho de 2010 a Seguradora possui uma
Descrição
________________ depreciação ______
___________ Custo ___________
Reavaliação Depreciação
___________ _______ 2010 ______
2009
creditados a essa provisão são registrados na rubrica “Despesas financeiras”. exposição líquida ativa em moedas estrangeiras na ordem de U$ 9.387 (U$ 16.931 em 2009).
g) Imposto de renda e contribuição social - A provisão para imposto de renda é constituída à alíquota Os riscos provenientes da carteira de aplicações financeiras são determinados e aprovados pelo Comitê Terrenos ................ - 3.652 9.095 - 12.747 12.844
de 15%, acrescida do adicional de 10% sobre a parcela do lucro tributável que excedeu R$ 120. A Financeiro e monitorados diariamente, de forma preventiva, pela área de investimentos. Edificações ............ 1 a 4% 8.782 19.403 (20.412) 7.773 8.636
contribuição social incide sobre a base de cálculo definida pela legislação em vigor com base na 6. RECEITAS E DESPESAS DE COMERCIALIZAÇÃO DIFERIDAS Computadores e
alíquota de 15%. As antecipações realizadas ao longo do exercício são classificadas de forma redutora As comissões pagas e recebidas em operações de seguros e resseguros, respectivamente, registradas periféricos .......... 20% 10.936 - (8.855) 2.081 2.709
das provisões constituídas. no curto e longo prazo, estão assim compostas em 30 de junho: Móveis, máquinas
2010 e utensílios ......... 10% 5.031 - (3.656) 1.375 1.662
Os créditos tributários oriundos de diferenças temporárias de imposto de renda e contribuição social ______________________________________________________
Equipamentos........ 20% 4.951 - (3.577) 1.374 1.653
estão registrados no ativo não circulante, realizável a longo prazo. Os montantes estão demonstrados Auto- Patri- Trans-
Veículos ................. 20% 5.140 - (1.856) 3.284 3.398
na nota 14a. Ramos agrupados
________________________ móveis monial Rural Pessoas porte Demais
_______________________________________________________ Total
Outras
h) Passivos contingentes - Os tributos cuja exigibilidade esteja sendo questionada na esfera judicial Despesas de comercialização imobilizações ..... 10% ______
781 ___________- ___________ (627) _______154 ______167
são provisionados levando-se em consideração o conceito de obrigação legal e a perspectiva de diferidas 82.939 43.827 9.650 19.603 548 11.918 168.485
Total ..................... 39.273 ___________
______ 28.498 ___________
(38.983) _______
28.788 ______
31.069
insucesso na resolução final dos processos judiciais em curso. As provisões constituídas incluem os Receitas de comercialização ______ ___________ ___________ _______ ______
honorários de sucumbência (vide nota 10) e são atualizadas monetariamente. diferidas - resseguro (1) (694) (19.954) (1.585) - (58) (11.516) (33.807) A depreciação sobre reavaliações, no semestre, totalizou R$ 271 (R$ 271 em 2009).
continua
continuação

ALLIANZ SEGUROS S.A.


CNPJ nº 61.573.796/0001-66 www.allianz.com.br
b) O intangível está assim composto em 30 de junho: 2010
___________ 2009
__________
Total Total
Descrição
_______________________________________________________________________ Prazo de amortização
_____________________ Custo
___________ Amortização
_____________ 2010
___________ 2009
___________ b) Prêmios retidos ............................................................................. 739.565
___________ 686.586
__________
___________ __________
Licenças e softwares ............................................................................................................. Entre 1 e 5 anos 13.863 (12.255) 1.608 2.707 Prêmios diretos ............................................................................... 1.004.557 866.507
Marcas e patentes ................................................................................................................. - 15
___________ _____________- 15
___________ 15
___________ Prêmios cedidos em resseguros .................................................... (273.852) (224.051)
Total ..................................................................................................................................... 13.878
___________ (12.255)
_____________ 1.623
___________ 2.722
___________ Prêmios cedidos em co-seguros .................................................... (23.564) (17.340)
___________ _____________ ___________ ___________
Prêmios - riscos vigentes e não emitidos ....................................... (3.797) 5.075
9. PROVISÕES TÉCNICAS E OPERAÇÕES COM RESSEGUROS Prêmios de co-seguros aceitos ...................................................... 36.217 56.390
a) A composição das provisões técnicas registradas no passivo e as operações com resseguros registradas no ativo estão assim demonstradas em 30 de junho: Prêmios de retrocessões ................................................................ 4 5
2010 c) Sinistros retidos ............................................................................ (384.596)
___________ (377.558)
__________
______________________________________________________________________________________________________ ___________ __________
Outras Total Sinistros diretos .............................................................................. (491.540) (486.277)
Descrição
_________________________________________________ __________ Auto Patrimonial
___________ Transporte
__________ __________Rural Pessoas
__________ Demais
__________ Operações
__________ Total __________
__________ 2009 Serviços de assistência .................................................................. (40.638) (36.106)
OPERAÇÕES COM RESSEGURADORAS ........................... 5.259 219.156 10.392 2.239 11.783 141.166 249.411 639.406 421.197 Recuperação de sinistros ............................................................... 117.335 105.081
Provisão de sinistros a liquidar ................................................ 4.724 214.798 2.134 2.099 10.817 130.043 - 364.615 274.257 Salvados e ressarcimentos............................................................. 29.018 34.463
Provisão de IBNR .................................................................... 535 4.358 8.258 140 966 11.123 - 25.380 26.295 Variação da provisão de IBNR ....................................................... 1.229 5.281
Créditos com resseguradoras ................................................. - - - - - - 110.712 110.712 36.035 d) Despesas de comercialização ..................................................... (150.891)
___________ (147.347)
__________
___________ __________
Recuperação de sinistro .......................................................... - - - - - - 107.534 107.534 63.753 Comissões ...................................................................................... (188.574) (161.702)
Recuperação de comissão ...................................................... - - - - - - 10.617 10.617 20.279 Outras despesas de comercialização ............................................. (12.289) (14.606)
Outros créditos ........................................................................ - - - - - - 20.548 20.548 578
Recuperação de comissões ........................................................... 33.862 24.432
DESPESAS DE RESSEGURO E
Variação das despesas de comercialização diferidas .................... 16.110 4.529
RETROCESSÕES DIFERIDAS .......................................... 2.474 223.535 1.180 7.664 263 85.459 - 320.575 253.720
e) Outras receitas operacionais ....................................................... 31.697
___________ 29.303
__________
Provisão de prêmios não ganhos ............................................ 2.092 213.410 1.068 7.312 - 81.660 - 305.542 245.410 ___________ __________
Provisão complementar de prêmios ........................................ 382 10.125 112 352 5 3.799 - 14.775 8.121 Custo de apólice ............................................................................. 31.464 27.773
Provisão de riscos não expirados............................................ - - - - 258 - - 258 189 Recuperação do FESR ................................................................... - 788
PROVISÃO DE PRÊMIOS NÃO GANHOS ............................ 454.985 320.902 6.911 33.351 32.842 114.329 - 963.320 845.648 Outras ............................................................................................. 233 742
OUTRAS PROVISÕES f) Outras despesas operacionais ..................................................... (23.413)
___________ (28.915)
__________
___________ __________
(Provisão complementar de prêmios)...................................... 8.538 13.781 514 651 422 5.301 - 29.207 18.140
Vistoria prévia ................................................................................. (5.823) (7.466)
PROVISÃO DE SINISTROS A LIQUIDAR ............................. 197.747 283.773 47.904 7.922 55.511 184.713 - 777.570 679.843
Rastreadores .................................................................................. (3.526) (5.160)
PROVISÃO DE IBNR .............................................................. 23.125 10.530 18.081 374 12.002 25.233 - 89.345 80.401
Consultas e prevenção de risco ..................................................... (2.576) (2.828)
VIDA INDIVIDUAL E VIDA COM COBERTURA
Cobrança ........................................................................................ (2.340) (2.891)
DE SOBREVIVÊNCIA......................................................... - - - - 2.249 - - 2.249 1.651
A rubrica “Operações com resseguradoras”, no passivo circulante, contempla os valores dos prêmios de resseguro a liquidar. Em 30 de junho de 2010 o montante foi de R$ 360.002 (R$ 201.537 em 2009). Reintegração de prêmios de resseguro.......................................... (1.310) (2.520)
Ações judiciais INSS....................................................................... (1.222) (1.235)
b) Cobertura das provisões técnicas - Foram vinculados a SUSEP, de acordo com as normas vigentes, os seguintes ativos em 30 de junho: Provisão para desvalorização - salvados ....................................... (903) (504)
Provisões técnicas para garantia
_____________________________________________________________________________________________________________________________________ 2010
__________ 2009
__________ Provisão para riscos sobre créditos................................................ (649) (1.341)
Provisões técnicas........................................................................................................................................................................................................................................... 1.861.691 1.625.683 Ações judiciais cíveis ...................................................................... (858) (457)
Deduções: Apólices e contratos ....................................................................... (795) (1.237)
Resseguros ..................................................................................................................................................................................................................................................... (710.570) (554.272) Lucros atribuídos ............................................................................ (393) (743)
Direitos creditórios ........................................................................................................................................................................................................................................... (199.523) (174.950) Encargos sociais de operações com seguros ................................ (112) (115)
Depósito no IRB - FGGO................................................................................................................................................................................................................................. (584)
__________ (554)
__________ Provisão para perda de recuperação de sinistros .......................... (12) (1.762)
Total ................................................................................................................................................................................................................................................................ 951.014
__________
__________ 895.907
__________
__________ Outras ............................................................................................. (2.894) (656)
g) Despesas administrativas ............................................................ (100.574)
___________ (93.761)
__________
Total de ativos vinculados
_____________________________________________________________________________________________________________________________________ 2010
__________ 2009
__________ ___________ __________
Quotas de fundos de investimentos ................................................................................................................................................................................................................ 995.000 927.000 Pessoal ........................................................................................... (53.543) (50.885)
Títulos de renda fixa - públicos........................................................................................................................................................................................................................ 26.137
__________ 24.972
__________ Localização e funcionamento ......................................................... (19.021) (21.317)
Total ................................................................................................................................................................................................................................................................ 1.021.137 951.972 Publicidade e propaganda .............................................................. (15.763) (10.982)
__________
__________ __________
__________ Serviços de terceiros ...................................................................... (10.412) (9.503)
Os direitos creditórios foram calculados em conformidade com a Resolução CNSP nº 98, de 30 de setembro de 2002. Outras ............................................................................................. (1.835) (1.074)
h) Despesas com tributos................................................................. (23.087)
___________ (18.893)
__________
10. DEPÓSITOS E PROVISÕES JUDICIAIS ___________ __________
Depósitos judiciais e fiscais
_____________________________________________________________ Provisões judiciais
______________________________________________________________________________ PIS e COFINS ................................................................................ (17.332) (17.216)
Saldos em Saldos em Saldos em Saldos em Atualização Saldos em Saldos em Impostos sobre operações de resseguros...................................... (2.710) (136)
31.12.09 Adições Baixas ___________
30.06.10 ___________
30.06.09 31.12.09 Adições Baixas ___________
Monetária ___________
30.06.10 ___________
30.06.09 Taxa de fiscalização - SUSEP ........................................................ (918) (427)
___________ ___________ ___________ ___________ ___________ ___________
Impostos municipais ....................................................................... (744) (522)
INSS ................................................ 28.102 1.201 - 29.303 26.844 30.715 1.222 - 56 31.993 30.013
PIS ................................................... 13.952 - - 13.952 13.952 21.630 - - 109 21.739 21.517 Demais tributos ............................................................................... (1.383) (592)
Sinistros ........................................... 18.632 2.997 (1.736) 19.893 19.412 - - - - - - i) Receitas financeiras....................................................................... 72.807
___________ 64.751
__________
___________ __________
Contribuição social .......................... - - - - - 24.935 299 - 653 25.887 24.496 Quotas de fundos de investimentos ............................................... 50.283 57.937
CPMF/IOF ....................................... - - - - - 2.850 - (15) 61 2.896 2.771 Operações de seguros e oscilação cambial ................................... 18.880 6.170
Imposto de renda............................. 2.949 - - 2.949 2.949 - - - - - - Títulos de renda fixa privados......................................................... 2.527 268
Trabalhista ....................................... 1.474 800 (734) 1.540 1.192 4.096 457 (749) 6 3.810 3.681 Outras ............................................................................................. 1.117 376
Cíveis............................................... 2.202 2.323 (1.523) 3.002 3.543 18.537 1.275 (1.015) 1.542 20.339 20.667 j) Despesas financeiras..................................................................... (28.804)
___________ (18.658)
__________
Outros .............................................. ___________
1.075 ___________- ___________- ___________1.075 ___________
976 1.323 ___________- ___________- ___________ 26 ___________
1.349 ___________15 ___________ __________
___________
Atualização monetária - reservas de resseguros e oscilação cambial (19.721) (7.940)
Total ................................................ ___________
68.386 7.321
___________ ___________ (3.993)
___________ ___________ 71.714
___________ ___________ 68.868
___________ ___________
___________ 104.086 3.253
___________ ___________ (1.779)
___________ ___________ 2.453
___________ ___________ 108.013
___________ ___________ 103.160
___________ ___________
___________
___________ Atualização monetária - reservas de seguros e oscilação cambial (5.074) (7.747)
Atualização monetária - provisões judiciais .................................... (2.453) (2.237)
A Seguradora contesta, na esfera judicial, a constitucionalidade de certos impostos e contribuições, Ação Ordinária - PERDCOMPS Títulos de renda fixa privados......................................................... (717) (298)
e responde a processos judiciais oriundos de sinistros e ações de natureza cível e trabalhista. A Seguradora ingressou com uma ação declaratória em face da União visando anular decisões Atualização monetária - tributos ..................................................... (624) (142)
As principais ações em curso, cujos montantes envolvidos são provisionados de acordo com os valores proferidas pela Receita Federal do Brasil que não admitiu o processamento de duas PERDCOMPS Outras ............................................................................................. (215) (294)
prováveis de desembolso, estão descritos abaixo: retificadoras de débitos de Imposto de Renda e COFINS. Em 15 de dezembro de 2009 foi deferida k) Ganhos e perdas com ativos não correntes............................... (91)
___________ (16)
__________
___________ __________
INSS liminar para suspender a exigibilidade dos débitos objeto das PERDCOMPS retificadoras. O valor
Resultado na alienação de bens do ativo não corrente.................. (91) (16)
a) Contribuição social e adicional sobre repasses de comissões pagas a corretores e honorários envolvido nessa demanda em junho de 2010 era de R$ 1.349. A União apresentou sua defesa e o
médicos processo aguarda decisão de primeiro grau. A probabilidade de perda é avaliada como possível.
Na rubrica “Outras” do item “Outras despesas operacionais”, R$ 1.800 trata-se de contribuição especial
Por meio dessa ação judicial é questionada a obrigação tributária instituída pela Lei nº 9.876, de 26 de Ações trabalhistas
paga a Federação Nacional de Seguros Gerais (FENSEG) pelo acordo firmado com a Federação
novembro de 1999 que determina o recolhimento de contribuição social e seu adicional sobre os repasses Reclamações trabalhistas movidas por ex-empregados que pretendem receber verbas oriundas do extinto
Nacional dos Corretores de Seguros (FENACOR), referente ao Programa de Implementação e
de comissões pagas a corretores de seguros e honorários médicos decorrentes de indenizações de contrato de trabalho. Há também ações trabalhistas movidas por prestadores de serviços que pedem
Divulgação Institucional do Seguro.
seguro-saúde comercializados pela Seguradora. Entendemos ser indevida essa cobrança, uma vez o reconhecimento de vínculo empregatício diretamente com a Allianz Seguros ou sua responsabilidade
que a Seguradora é mera intermediária dos serviços prestados por terceiros aos seus segurados. subsidiária pelo pagamento de verbas trabalhistas que entendem devidas pela empresa prestadora de
14. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL
A ação foi julgada improcedente, tendo sido interposto recurso em março de 2007. O processo aguarda serviços terceirizados. A probabilidade de perda das causas é avaliada como provável.
Ações cíveis a) A composição dos créditos tributários sobre diferenças temporárias, contabilizados no realizável a
julgamento no Tribunal Regional Federal da 3ª Região e a probabilidade de perda é avaliada como
Ações judiciais iniciadas por segurados e não segurados para cobrança de indenizações oriundas de longo prazo, é demonstrada a seguir:
provável. A Seguradora vem efetuando depósitos judiciais dos valores não recolhidos.
b) Fiscalização reclamações diversas cujos pagamentos foram negados, seja pela inexistência de cobertura contratual
ou pela inexistência do próprio contrato. As contingências são provisionadas de acordo com os valores Saldos em ______________________
Movimentação Saldos em Saldos em
Trata-se de processo administrativo em que a Seguradora discutia suposto débito tributário decorrente
da ausência de recolhimento das contribuições devidas à Seguridade Social referentes ao período de prováveis de perda. A probabilidade de perda das causas é avaliada como provável. Créditos tributários
__________________________ 31.12.09 Constituição
_________ Utilização _________
___________ _________ 30.06.10 30.06.09
_________
janeiro de 1999 a abril de 2006. Sinistros Imposto de renda
Em 26 de novembro de 2009 a Seguradora aderiu ao parcelamento do débito objeto do processo Ações judiciais movidas por segurados ou seus beneficiários em decorrência da recusa de pagamento Provisões para contingências ... 25.634 1.323 (105) 26.852 26.050
administrativo citado acima conforme permitido pela Lei nº 11.941/09. de indenizações ou divergências em relação ao valor da indenização reclamada. São constituídas Provisões para perdas .............. 4.468 771 (381) 4.858 4.814
PIS provisões suficientes para o pagamento das indenizações de acordo com a probabilidade de perda, as Provisões com funcionários ...... 2.213 1.161 (2.336) 1.038 1.191
a) Lei nº 9.718/98 - período de fev/99 a abr/08 quais estão classificadas na rubrica “Sinistros a liquidar” e, para garantia da liquidação das ações, em Outros créditos tributários......... - 28 - 28 -
A Seguradora propôs ação judicial para questionar as alterações introduzidas na base de cálculo certas oportunidades é requerido que os valores envolvidos sejam depositados judicialmente. Contribuição social
pela Lei nº 9.718/98. Durante o curso da ação judicial, os valores foram recolhidos pela aplicação da Provisões para contingências ... 10.852 795 (63) 11.584 10.912
alíquota de 5% sobre o IRPJ (Pis-repique), tendo sido constituída provisão para contingências judiciais 11. OUTRAS CONTAS A PAGAR - LONGO PRAZO Provisões para perdas .............. 2.681 462 (229) 2.914 2.888
com base na diferença entre o valor calculado sobre o total das receitas e os valores recolhidos. Em Imposto de renda - PAES Provisões com funcionários ...... 1.328 697 (1.402) 623 714
novembro de 2007 a Seguradora obteve sentença definitiva, parcialmente favorável. Em decorrência A Seguradora tinha aderido ao Parcelamento Especial (PAES) instituído pela Lei nº 10.684/03 Outros créditos tributários......... _________- ___________ 16 _________- _________ 16 _________-
deste fato, os depósitos judiciais e a provisão para contingência constituída foram reclassificados para (REFIS), com o objetivo de parcelar o imposto de renda devido em função da não obediência à Total ........................................... 47.176 5.253 (4.516) 47.913 46.569
_________
_________ ______________________ _________ _________ _________
_________ _________
_________
o ativo e passivo circulantes, respectivamente. limitação da compensação anual do prejuízo fiscal a 30% do lucro real, que havia sido contestada
em ação judicial impetrada. O montante a recolher em 30 de junho de 2010 é de R$ 4.811. Em 30 O prazo de realização dos créditos tributários é estimado em no máximo 5 anos para os oriundos de
A Seguradora também requereu, em abril de 2008, a conversão em renda em favor da União e o diferenças temporárias não relacionadas a contingências, totalizando R$ 9.433 (R$ 9.607 em 2009).
levantamento do saldo remanescente em seu favor. Esse pedido encontra-se pendente de apreciação de junho de 2009 o montante foi de R$ 9.492, sendo a parcela de curto prazo R$ 1.182 e a parcela
de longo prazo R$ 8.310. Os créditos tributários sobre provisões relacionadas a ações judiciais em discussão são realizados
pelo juiz. quando do desfecho dos referidos processos e totalizaram R$ 38.436 (R$ 36.962 em 2009).
b) PIS (Emenda Constitucional nº 17/97 e Medida Provisória nº 1.537-45/97) - período de jun/97 Em 26 de novembro de 2009 a Seguradora aderiu ao parcelamento do débito objeto do referido proces-
so administrativo conforme permitido pela Lei nº 11.941/09 e está aguardando o desfecho desta adesão. b) A provisão para impostos e contribuições, apresentada no passivo circulante, está demonstrada a
a jan/99 seguir:
Trata-se de mandado de segurança objetivando a concessão de medida liminar que assegure à 2010 2009
12. PATRIMÔNIO LÍQUIDO ___________ __________
Seguradora o direito de apurar e recolher o PIS sobre a receita bruta operacional, como definida na
a) O capital social é composto por 514.517.343 ações ordinárias nominativas sem valor nominal. Provisão para impostos e contribuição
legislação do Imposto sobre Renda em vigor à época, desconsiderando a Medida Provisória nº 1.537-
Aos acionistas é assegurado o dividendo mínimo de 25% do lucro líquido ajustado na forma da Lei. Imposto de renda ............................................................................ 20.934 10.669
45/97. A ação foi julgada parcialmente procedente, tendo a Seguradora depositado judicialmente as
b) As reservas estão assim constituídas: Contribuição social ......................................................................... 12.579 6.478
quantias discutidas e interposto recurso, o qual encontra-se pendente de julgamento perante o Tribunal
Reserva legal - Constituída à razão de 5% do lucro líquido apurado em cada exercício social de acordo PIS - contingência fiscal ................................................................. 33.724 33.724
Regional Federal da 3ª Região. A probabilidade de perda é avaliada como provável.
com o artigo 193 da Lei nº 6.404/76, não podendo ultrapassar 20% do capital social. Em 30 de junho de COFINS .......................................................................................... 2.821 1.736
Contribuição social
2010 o montante incluído na reserva de lucros totalizava R$ 23.591 (R$ 19.591 em 2009); PIS .................................................................................................. 458 281
a) Recolhimento pela alíquota de 10% - Lei nº 7.689, 15 de dezembro de 1988
Reserva estatutária de retenção de lucros - Definida em Estatuto, esta reserva é constituída através IRPJ - PAES (nota 11) .................................................................... - 1.182
Nesse processo se requer a concessão de medida liminar para determinar a suspensão da exigibilidade
da parcela retida do lucro líquido apurado em cada exercício social, com o objetivo de preservar a Antecipações
do crédito tributário instituído pela Emenda Constitucional de Revisão nº 1, de 1994. A alíquota da
manutenção do capital aplicado nos negócios da Seguradora ou para a distribuição de dividendos Imposto de renda ............................................................................ (18.407) (7.784)
CSLL, para as instituições financeiras e seguradoras, passou para 30%, nos exercícios de 1994 e
extraordinários. O montante desta reserva em 30 de junho de 2010 era de R$ 210.472 (R$ 184.459 Contribuição social ......................................................................... ___________ (11.062) __________
(4.716)
1995, e 10% para os demais contribuintes. A Seguradora obteve decisão desfavorável em primeiro em 2009);
grau, tendo sido mantida em segundo grau. Em 30 de junho de 2010 o montante contabilizado era de Total .................................................................................................... ___________
41.047 41.570
__________
Reservas de reavaliação - Constituída sobre reavaliações de bens do ativo imobilizado, anteriores a ___________ __________
R$ 8.893 (R$ 8.173 em 2009). Em 26 de novembro de 2009, a Seguradora aderiu ao parcelamento do 1º de janeiro de 2008, cuja realização se dá por depreciação ou baixa dos referidos bens, líquida dos c) Demonstração do cálculo do imposto de renda e contribuição social juntamente com a sua
débito objeto desse processo administrativo em razão da Lei nº 11.941/09. encargos tributários. composição das contas de resultados:
b) Não adição de impostos questionados judicialmente e não pagos c) Patrimônio líquido ajustado e Capital mínimo requerido - Estão assim apresentados em 30 de 2010
___________ 2009
__________
Trata-se de contingência decorrente da não adição de INSS na base de cálculo da CSLL, no período de junho: Resultado antes dos impostos e após as participações...................... 96.890 49.907
2004 a 2006. A probabilidade de perda é avaliada como possível. Em 30 de junho de 2010 a provisão 2010 2009 Encargos às alíquotas vigentes:
___________ __________
totalizava R$ 2.031 (R$ 1.947 em 2009). IRPJ - 25% .......................................................................................... (24.223) (12.477)
Patrimônio líquido ................................................................................ 601.411 540.884
c) Lei nº 8.200, 29 de junho de 1991 CSLL - 15% ......................................................................................... (14.534) (7.486)
Participações societárias ..................................................................... (121.206) (115.783)
Trata-se de discussão judicial sobre a diferença entre os índices apurados pelo BTN e IPC para fins de Efeito das (adições)/exclusões:
Despesas antecipadas ........................................................................ (146) (165)
correção monetária das demonstrações financeiras. A Fazenda Nacional procedeu à cobrança judicial Provisões para contingências ......................................................... (606) (951)
PATRIMÔNIO LÍQUIDO AJUSTADO ................................................. 480.059 424.936
da contribuição social sobre o lucro decorrente da dedução integral da parcela de correção pelo IPC em Capital Mínimo Requerido ................................................................ 334.029 298.332 Provisões para perdas .................................................................... (624) (1.444)
uma única vez. A Seguradora apresentou defesa alegando a prescrição do direito da Fazenda Nacional Suficiência ........................................................................................... 146.030 126.604 Provisões com funcionários ............................................................ 1.880 2.159
à cobrança do mencionado tributo, o que ainda está pendente de decisão de primeiro grau. Em 30 de A Resolução CNSP nº 178, de 28 de dezembro de 2007, que modificou a Resolução CNSP nº 155, de Ajustes de equivalência patrimonial ............................................... 4.925 3.048
junho de 2010 o montante envolvido era de R$ 14.963 (R$ 14.376 em 2009). A probabilidade de perda 26 de dezembro de 2006, estabeleceu novos requerimentos relacionados ao capital mínimo requerido Outros ajustes permanentes........................................................... (581) 4
é avaliada como provável. (CMR) para funcionamento das seguradoras, o qual é composto por capital base e parcelas adicionais Incentivos fiscais e PAT.................................................................. 250 -
CPMF e IOF - Transferência de carteira - Previdência Complementar para cobertura dos riscos de subscrição, de crédito, de mercado, legal e operacional. A Resolução Total dos impostos correntes .......................................................... (33.513) (17.147)
Em atendimento à Lei Complementar nº 109, de 10 de maio de 2001, a Seguradora transferiu sua carteira CNSP nº 158, de 26 de dezembro de 2006 estabeleceu critérios para a determinação do capital Créditos tributários sobre diferenças temporárias .......................... 737 236
de planos previdenciários a empresa criada com essa exclusiva finalidade em obediência a exigência adicional baseado nos riscos de subscrição. Até que o CNSP regule o capital adicional pertinente aos Ajustes de créditos tributários......................................................... ___________ (522) __________-
legal instituída pela mencionada Lei (AGF Vida e Previdência). Nessa ação a Seguradora contesta demais riscos, a eventual insuficiência de patrimônio líquido ajustado deverá ser aferida em relação Total dos impostos............................................................................ ___________ (33.298) __________
(16.911)
judicialmente: (i) o IOF incidente sobre o resgate dos planos de previdência privada obrigatoriamente ao maior dos valores entre o CMR e a margem de solvência calculada na forma estabelecida pela ___________ __________
aplicados em Fundos de Investimentos, a fim de operacionalizar a transferência de recursos à AGF Resolução CNSP nº 55, de 3 de setembro de 2001.
Vida e Previdência; (ii) a CPMF incidente no momento da transferência da totalidade de recursos até 15. OUTRAS INFORMAÇÕES
então geridos pela Allianz Seguros, para a AGF Vida e Previdência e (iii) a CPMF incidente no momento 13. DETALHAMENTO DE CONTAS DAS DEMONSTRAÇÕES DE RESULTADOS a) Seguros - A Seguradora mantém apólices de seguros multirriscos, responsabilidade civil geral e
da aplicação financeira em Fundos de Investimentos pela AGF Vida e Previdência, dos recursos a a) Ramos de atuação - Os principais ramos de atuação estão assim demonstrados em 30 de junho: automóvel em montante julgado suficiente pela Administração para cobrir eventuais perdas em seus
ela transferidos pela Allianz Seguros. Foi proferida sentença julgando procedentes os pedidos da Índice de Índice de ativos e reparar possíveis danos pessoais e materiais causados a terceiros. As premissas de riscos
Seguradora, tendo sido interposto recurso pela União. O processo aguarda julgamento pelo Tribunal Prêmios ganhos
____________________ sinistralidade (%) ___________________
_________________ comissionamento (%) adotadas, dada a sua natureza, não fazem parte do escopo de uma auditoria de demonstrações
Regional Federal da 3ª Região. A probabilidade de perda é avaliada como possível. Ramos agrupados 2010 ________
2009 _______
2010 2009 2010 2009 financeiras e consequentemente não foram examinadas pelos nossos auditores independentes.
___________________ _________ _______ ________ _______
Imposto de renda - depósito judicial b) Plano de aposentadoria complementar - A Seguradora efetua contribuições mensais relativas ao
Automóvel................. 441.666 396.595 61 68 20 21
A Seguradora foi autuada sob a alegação de não tributar a atualização monetária dos depósitos judiciais complemento de aposentadoria e pensão dos seus funcionários em um plano gerador de benefícios
Patrimonial................ 90.311 96.090 38 44 25 29
e multada pelo atraso na entrega de documentos e outros valores de despesas a serem comprovadas. livres (PGBL). O plano de aposentadoria não inclui benefício de renda vitalícia. O compromisso da
Transporte ................ 82.044 69.864 51 45 24 25
Com relação à tributação da correção monetária dos depósitos judiciais, a Seguradora optou por discutir Seguradora limita-se a realizar os aportes mensais calculados com base em percentuais sobre a folha
Pessoas .................... 28.445 26.067 55 35 34 26
judicialmente a nulidade de tais créditos tributários, tendo, para tanto, efetuado o depósito judicial dos de pagamento.
Rural ......................... 21.535 21.704 40 50 29 29
valores em novembro de 1997. O juiz de primeiro grau julgou improcedente o pedido da Seguradora em c) Participação nos lucros - A Seguradora possui programa de participação dos empregados nos
Demais ..................... _________
32.818 ________
26.821 _______
40 54
_______ 11
________ 17
_______
março de 2000, tendo, em razão disso, sido interposto recurso, o qual aguarda julgamento no Tribunal lucros, conforme disposto na Lei nº 10.101, de 19 de dezembro de 2000, devidamente acordado com
Total ............................ _________
696.819 ________
637.141 _______
55 59
_______ 22
________ 23
_______
Regional Federal da 3ª Região. A probabilidade de perda é avaliada como provável. _________ ________ _______ _______ ________ _______ os funcionários, sendo o valor correspondente registrado em “Obrigações a pagar”.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO A DIRETORIA ROBSON PETERSEN DO AMARAL SALVADOR APARECIDO GRACIANO


Atuário MIBA nº 1896 Contador CRC 1SP110631/O-0

RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA


O Comitê de Auditoria da Allianz Seguros S.A. é um órgão estatutário, subordinado ao Conselho de avalia como efetiva a cobertura e a qualidade dos trabalhos realizados pela auditoria interna e pela Com base nas revisões e discussões acima referidas, o Comitê de Auditoria recomenda ao Conselho de
Administração, constituído conforme determinações contidas na Resolução CNSP 118/2004. KPMG Auditores Independentes. Administração da Allianz Seguros S.A. a aprovação das demonstrações financeiras auditadas, relativas
No cumprimento de suas atribuições, durante o semestre findo em 30 de junho de 2010, o Comitê Os trabalhos realizados pela auditoria interna e auditoria externa não apontaram falhas no cumprimento
ao semestre findo em 30 de junho de 2010.
participou de reuniões com as áreas de produtos, comercial, de contabilidade, de tecnologia da da legislação, da regulamentação e das normas internas que pudessem influir ou comprometer as
informação, de controles internos e compliance, de gerenciamento de riscos, de atuária e com os informações constantes das demonstrações financeiras.
auditores internos e externos, conferindo, por meio de diferentes fontes e análise de relatórios, as O Comitê analisou procedimentos relacionados com o processo de preparação das demonstrações São Paulo, 24 de agosto de 2010.
informações sobre os pontos considerados relevantes. financeiras e notas explicativas, bem como das práticas contábeis relevantes utilizadas na elaboração
Com base nas informações recebidas e nas observações efetuadas, o Comitê entende que o sistema das mesmas, verificando que estão alinhadas às práticas contábeis adotadas no Brasil e às normas do
de controles internos da Allianz Seguros é adequado ao porte e complexidade de seus negócios e Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), e da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). COMITÊ DE AUDITORIA

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES


Ao base em testes, das evidências e dos registros que suportam os valores e as informações contábeis correspondentes ao semestre findo em 30 de junho de 2010 e ao exercício a findar em 31 de dezembro
Conselho de Administração e aos Acionistas da Allianz Seguros S.A. divulgados; e (c) a avaliação das práticas e das estimativas contábeis mais representativas adotadas de 2010 devem ser elaboradas de acordo com as normas contábeis que foram utilizadas para as
Senhores Acionistas, pela Administração da Seguradora bem como da apresentação das demonstrações financeiras demonstrações financeiras do exercício findo em 31 de dezembro de 2009. Além disso, a SUSEP
1. Examinamos os balanços patrimoniais da Allianz Seguros S.A., levantados em 30 de junho de 2010 e tomadas em conjunto. postergou a adoção do pronunciamento do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) nº 11 para
2009 e as respectivas demonstrações dos resultados, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos 3. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras acima referidas representam, adequadamente, 1º de janeiro de 2011.
de caixa correspondentes aos semestres findos naquelas datas, elaborados sob a responsabilidade de em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Allianz Seguros S.A. em 30
sua Administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações de junho de 2010 e 2009, o resultado de suas operações, as mutações do seu patrimônio líquido e os São Paulo, 24 de agosto de 2010.
financeiras. seus fluxos de caixa correspondentes aos semestres findos naquelas datas, de acordo com as práticas
2. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas de auditoria aplicáveis no Brasil e contábeis adotadas no Brasil.
compreenderam: (a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o volume 4. Conforme mencionado na Nota Explicativa nº 2 a Superintendência de Seguros Privados – SUSEP, Auditores Independentes Luciene Teixeira Fernandes
de transações e os sistemas contábeis e de controles internos da Seguradora; (b) a constatação, com através da Circular nº 408 de 23 de agosto de 2010, determinou que as demonstrações financeiras CRC 2SP014428/O-6 Contadora CRC 1RJ079849/O-3-S-SP