A IDADE MÉDIA, SUAS LETRAS, ARTES E CIÊNCIAS A destruição das bibliotecas pêlos bárbaros, o medo de invasões e saques, as dificuldades

de comunicação e as constantes lutas entre os senhores feudais contribuíram para criar um ambiente desfavorável ao desenvolvimento das letras, das artes e das ciências na Idade Média. Os mosteiros eram os únicos lugares onde se conservou a cultura antiga. O paciente trabalho dos monges copistas, que passavam a vida copiando manuscritos antigos, preservou essa cultura. O homem medieval, de modo geral, não sabia ler nem escrever. Os homens mais instruídos pertenciam à Igreja, que controlava todas as atividades artísticas, literárias e científicas da época. A maior parte da literatura medieval foi escrita em latim. A maior figura literária da Idade Média foi Dante Alighieri (1265-1321), natural de Florença. Dante escreveu em latim e também em italiano. Sua obra mais importante é a Divina Comédia A arte medieval também era essencialmente religiosa. No campo das artes destaca-se a arquitetura, com a construção de igrejas, mosteiros e palácios. Na arquitetura da Idade Média predominaram dois estilos: o românico e o gótico. Na pintura, destacam-se as miniaturas, feitas para ilustrar os manuscritos, os murais e os vitrais. As ciências não se desenvolveram muito na sociedade medieval ocidental. Quase todos os estudiosos e pensadores deixaram de lado a observação da natureza e a experimentação. Preferiram limitar-se às obras já escritas. Os conhecimentos da Antiguidade continuaram a ser aceitos como verdades infalíveis. A partir do século XII, com o aumento das atividades comerciais e o crescimento das cidades, os burgueses começaram a sentir necessidade de saber ler e contar. Para atender a essas necessidades, foram criadas as primeiras escolas organizadas. A partir dessas escolas, surgiram no século XIII as universidades. QUESTÕES SOBRE O TEXTO ACIMA: 1. Quais os fatores que contribuíram para criar, na Idade Média, um ambiente desfavorável ao desenvolvimento das letras, das artes e das ciências? 2. Quem e como, na Idade Média, conservou a cultura antiga? 3. Quem, na Idade Média, controlava todas as atividades artísticas, literárias e cientificas? 4. Em que língua foi escrita e do que tratava a maior parte da literatura medieval? 5. Quem foi e o que escreveu a maior figura literária da Idade Média? 6. Que tipo de arte se destacou na Idade Média? 7. O que aconteceu com as ciências na Idade Média? 8. Qual a origem das universidades?

REFORMA, RENASCIMENTOR e REVOLUÇÃO INDUSTRIAL A reforma católica, dentro do espírito do Concílio de Trento, procurou encontrar o crescimento do movimento reformista protestante, utilizando-se de várias medidas, pois estimulou a ação de ordens religiosas em vários setores, sobretudo na evangelização e educação. O movimento renascentista está estreitamente ligado a uma série de transformações socioeconômicas iniciadas na Baixa Idade Média. Contém elementos do renascimento cultural bem como o renascimento enfatiza uma cultura laica, racional e científica; a cultura renascentista expressa valores burgueses; pode-se afirmar que o elemento central do Renascimento foi humanismo; na perspectiva renascentista, o homem é concebido como um ser que se assemelha a Deus em sua genialidade e criatividade. Na Alemanha do século XVI, havia grande contradição entre o que a Igreja Católica pregava e o que se praticava. Nos principados, as dificuldades eram enormes. Os camponeses sentiam-se sobrecarregados de impostos. As cidades ansiavam por liberdade. O clero desprezava a missão espiritual. Muitos bispos levavam uma existência de prazer, o que ofendia os crentes sinceros e simples. Os abusos apontados no enunciado geraram o ambiente favorável à aceitação do novo credo sustentado por Martinho Lutero. O Renascimento Cultural é um fenômeno artístico-intelectual que refletia o processo de evolução por que passava a sociedade da época. Processo de destruição dos particularismos, fortalecimento do poder real, criação de Igrejas nacionais submetidas à autoridade do Estado, bem como argumentações justificadoras do poder, são um fenômeno relacionado ao processo de falência do Estado absoluto. "O produto da atividade humana é separado de seu produtor e açambarcado por uma minoria: a substância humana é absorvida pelas coisas produzidas, em lugar de pertencer ao homem." A partir do texto, pode-se afirmar que a Revolução Industrial produziu a hegemonia do capitalista na produção social. Na Revolução Industrial, o pioneirismo inglês resultou de uma série de fatores, entre os quais sua hegemonia marítimo-comercial. A concretização dessa hegemonia ficou evidente quando a Inglaterra decretou os Atos de Navegação. A Revolução Industrial transformou profundamente a ordem econômica mundial. Suas origens na Inglaterra relaciona-se com o triunfo da ideologia liberal. Pode-se dizer que a supremacia marítima e comercial da Inglaterra foi um dos fatores decisivos para o processamento da Revolução Industrial porque assegurava o mercado para as manufaturas e impunha a diminuição de seus custos de produção. Thomas Malthus e David Ricardo distinguiram-se respectivamente por suas teorias sobre população e salário.

8. 6. c) eliminava a concorrência francesa. Assinale as alternativas que contém elementos estranhos ao renascimento cultural: a) O renascimento enfatiza uma cultura laica.Thomas Malthus e David Ricardo distinguiram-se respectivamente por suas teorias sobre: a) população e salário. e) Ao início do processo de formação do proletariado e dos Estados nacionais. c) introduziu métodos manuais de trabalho na produção. em lugar de pertencer ao homem. 4. atenuando a censura medieval.O Renascimento Cultural é um fenômeno: a) Apenas artístico totalmente desvinculado de qualquer elemento socioeconômico. . com vistas a evitar a propagação do protestantismo junto a tais povos. b) tornou a manufatura uma alternativa para o artesanato. as dificuldades eram enormes.A reforma católica. b) João Huss. d) Na perspectiva renascentista. e) Voltado a contribuir para a destruição do Estado centralizado. Os abusos apontados no enunciado geraram o ambiente favorável à aceitação do novo credo sustentado por: a) Henrique VIII. em que não existia o mecenato de outras instituições sociais. c) Martinho Lutero. b) Artístico-intelectual que refletia o processo de evolução por que passava a sociedade da época. criação de Igrejas nacionais submetidas à autoridade do Estado.(PUCCAMP) "O produto da atividade humana é separado de seu produtor e açambarcado por uma minoria: a substância humana é absorvida pelas coisas produzidas. b) A cultura renascentista expressa valores burgueses. fortalecimento do poder real. e) valorizou o produtor autônomo.BASEADO NO TEXTO RESPONDA AS QUESTÕES A SEGUIR: 1. o que ofendia os crentes sinceros e simples. As cidades ansiavam por liberdade. d) protecionismo e salário. d) tornou o homem mais importante que a máquina. c) Estimulou a ação de ordens religiosas em vários setores. c) população e protecionismo. b) permitia um maior desenvolvimento técnico. c) De caráter exclusivamente burguês. c) Pode-se afirmar que o elemento central do Renascimento foi humanismo. utilizando-se de várias medidas. d) João Knox. Muitos bispos levavam uma existência de prazer. e) Os valores feudais foram exaltados nos primeiros momentos do movimento renascentista. b) salário e lucro. d) Estabeleceu uma nova composição para o sacro colégio. 3. O clero desprezava a missão espiritual.O movimento renascentista está estreitamente ligado a uma série de transformações socioeconômicas iniciadas na Baixa Idade Média. c) Ao processo de competição entre a burguesia decadente e a nobreza ascendente. o homem é concebido como um ser que se assemelha a Deus em sua genialidade e criatividade. e) João Calvino.Processo de destruição dos particularismos. havia grande contradição entre o que a Igreja Católica pregava e o que se praticava. e) laissez faire e leis do trigo. 5. d) assegurava o mercado para as manufaturas e impunha a diminuição de seus custos de produção. b) Adotou uma atitude mais liberal em relação à produção literária. racional e científica. do sinecurismo e do celibato.Na Alemanha do século XVI. pode-se afirmar que a Revolução Industrial: a) produziu a hegemonia do capitalista na produção social. 7. dentro do espírito do Concílio de Trento. são um fenômeno: a) Relacionado ao processo de fortalecimento da Igreja e do poder espiritual. Dentre elas podemos apontar: a) Favoreceu a interpretação individual da Bíblia. de modo que todas as nações cristãs estivessem nele representadas.Podemos dizer que a supremacia marítima e comercial da Inglaterra foi um dos fatores decisivos para o processamento da Revolução Industrial por que: a) assegurava o fornecimento de matéria-prima. sobretudo na evangelização e educação. Os camponeses sentiam-se sobrecarregados de impostos. 2." A partir do texto. Nos principados. e) Criou uma comissão para a melhoria do relacionamento com os povos não-cristãos. bem como argumentações justificadoras do poder. d) Ao processo de formação das Monarquias nacionais e do Estado absolutista. b) Relacionado ao processo de falência do Estado absoluto. desde que fossem aceitos os dogmas fundamentais. e) permitia a utilização de mão-de-obra escrava. procurou encontrar o crescimento do movimento reformista protestante. d) De valorização do passado medieval.

10. No ano mil e quinhentos aqui no Brasil chegaram. (adotado pelos Estados Europeus entre os séculos XV e XVIII). B) Metalismo: impedir a saída do ouro e prata das fronteiras do reino. A concretização dessa hegemonia ficou evidente quando a Inglaterra adotou a seguinte medida: a) Decretou os Atos de Navegação. chamaram este inventário Tratado de Tordesilhas. O RENASCIMENTO Renascimento: termo criado por Giorgio Vasari (1511-1574) pintor e escultor italiano.. Recebeu ordem do papa para este itinerário e convertia o pagão transformando em operário. e) fim da hegemonia marítima. D) Deu importância ao desenvolvimento da marinha. carregada pra Europa vendida por bom dinheiro. d) fortalecimento do sistema familiar de produção. graças à Paz de Haia. despertou grande interesse em outro povo estrangeiro. com a finalidade de garantir o crescimento dos reinos. 3. A riqueza descoberta no litoral brasileiro. Preferiam comprar produtos e alimentos utilizando esses metais. e) Redefiniu o comércio com o Oriente. A) Favoreceu a entrada de matérias-primas. E) Criou várias companhias de comércio.(UERJ) Na Revolução Industrial. para designar a partir do século XV um extraordinário desenvolvimento cultural ocorrido na Europa. Aí tornou-se bem claro por que é que ele vinha. Essa medida acabou por enfraquecer os países. Itinerário= caminho. em palavras simples. Paulinas. ficou conhecido como industrialismo. além do comércio? 3.. C) Preocupou-se com a qualidade dos produtos (vem desta época a tradição francesa na produção de artigos de luxo). O MERCANTILISMO NA FRANÇA: Encontrou sua expressão máxima no governo de Luís XIV. Inventário= levantamento.. B) Incentivou a exportação. quando Colbert ocupou o cargo de 1º ministro. Que países assinaram o Tratado de Tordesilhas? RESUMO AULA 30 – PARA LEITURA e COMPREENSÃO O MERCANTILISMO DEFINIÇÃO: Conjunto de medidas econômicas adotadas pelos soberanos em seus territórios. Além do alto comércio com outras grandes nações havia muito interesse de promover as missões. .(é também chamado de Colbertismo). O MERCANTILISMO NA HOLANDA: Criou poderosas empresas comerciais. Suas origens na Inglaterra relacionam-se com o(a): a) declínio da monarquia. Através dessas andanças em muitos cantos passaram: foram às costas da África. Um povo sem rosto. Cada reino procurou à sua maneira aplicar as práticas mercantilistas em seu território. O texto abaixo narra. PROCEDIMENTOS: A) Protecionismo: fortalecer a economia nacional contra a concorrência estrangeira. justamente por não investirem na agricultura. b) liberação de mão-de-obra da cidade para o campo. desenvolveu-se muito a navegação. 1983. Portugal tinha o papel de grande missionário. Procurou também desenvolver o comércio visando alcançar o ponto que achavam mais importante: a balança comercial favorável. forçado cortava pau destruindo a natureza. F) Descuidou-se do setor agrícola. Portugal e a Espanha fizeram uma partilha: dividindo o território com seus mares e suas ilhas. Enganava o nosso índio. O MERCANTILISMO NA INGLATERRA: Além das práticas mercantilistas necessárias.. 17. Portugal cria problema com outras nações vizinhas. comércio e indústria. noutros mares navegaram.(CESGRANRIO) A Revolução Industrial transformou profundamente a ordem econômica mundial. Por que o Brasil interessava a Portugal? 5. A Marinha Inglesa foi uma das mais poderosas da Europa. Série Caminhos de Escravidão. b) Extinguiu o tráfico de escravos negros. o pioneirismo inglês resultou de uma série de fatores. procuravam na Europa e noutros pontos distantes comprar e vender as coisas em seus navios mercantes. Espalhar o Evangelho e converter os pagãos. 15. entre os quais sua hegemonia marítimo-comercial. São Paulo. principalmente no reinado de Elizabeth I (através dos Atos de Navegação). G) Favoreceu a industrialização. 18 e 191) QUESTÕES SOBRE O TEXTO ACIMA: 1.9. c) triunfo da ideologia liberal. C) Balança comercial favorável: procurar exportar mais e importar menos. d) Abriu os portos chineses aos navios ingleses. c) Assinou o Tratado de Methuen com Portugal. (José Germano Maia. rota. AS GRANDES NAVEGAÇÕES Nesta época os portugueses eram grandes navegantes. isso era uma tristeza. Por essa ser a característica mercantilista mais marcante na França. por isso ficou conhecido como comercialismo. (Companhia das Índias Orientais e Companhia das Índias Ocidentais). Por que o texto afirma que Portugal enganava o Índio? 4. O que procuravam os portugueses em suas viagens marítimas? 2. p. e o branco aumentando mais e mais sua riqueza. os objetivos dos portugueses ao empreenderem as grandes navegações e as consequências para os índios de sua chegada ao Brasil. Que outros interesses tinham os portugueses. O MERCANTILISMO EM PORTUGAL E ESPANHA: Adotaram como característica principal o Metalismo. Interessava o Brasil pela riqueza que tinha. Partilha= divisão. pois possuíam colônias de onde retiravam o ouro e a prata. por isso ocorrem diversidades na aplicação dessas medidas.

Estudou Anatomia.Desenvolvimento urbano.Humanismo: análise das condições sociais da época. Também como escultor e urbanista se revela um perfeccionista. Mais do que isso. b) Individualismo. Leonardo da Vinci ( Itália ): Além de pintor foi escultor engenheiro. Principais obras: “Decameron”. desenvolvimento de cidades como Florença. arquiteto e inventor. Fundou a ciência experimental na Itália. príncipes e burgueses ricos. Dante ( Itália ): É considerado um dos fundadores da língua italiana. Literatura Boccaccio ( Itália ): Obra composta de cem histórias nas quais satiriza a sociedade da época. Personifica o intenso amor pelas coisas humanas e terrenas. Principais obras: “Nascimento de Vênus”. Causas da Reforma:  enfraquecimento da autoridade papal provocada por conflitos entre papas e imperadores  abusos do clero que aproveitava de seus poderes para comercializar a religião vendendo indulgências ( perdão dos pecados ) . experimentos científicos. graças à construção de uma luneta astronômica. c) Humanismo: estudo das obras clássicas greco-romanas. Quixote representava a impossibilidade de se resolverem os problemas de um mundo moderno a partir das concepções medievais. Fases do Renascimento: Trecento (século XIV): também chamado de Pré-Renascimento. Principais obras: “Madonas”(pintura). Fatores que contribuíram para o Renascimento: 1. “Hamlet”. 2. Servet ( Espanha ): Em Medicina lhe é atribuída a descoberta da circulação sangüínea intrapulmonar. Matemática. Veneza e Gênova. Cervantes ( Espanha ): Conta as aventuras de um cavaleiro espanhol que ficou meio desequilibrado por causa da leitura constante de romances de cavalaria. Ocorreu no século XVI e provocou a quebra da unidade da Igreja Católica. Fez diversas descobertas no campo da astronomia. Principais obras: “O Príncipe”. Eram apaixonados pela cultura greco-romana e nela buscavam inspiração.. chegou à conclusão de que os planetas giram em torno do sol (heliocentrismo). “Auto das Almas”. “Rei Lear”. Tudo investigava e tudo lhe chamava atenção. Donatello: escultor italiano cujas obras expressam individualismo e expressões psicológicas. a partir de uma nova visão do homem (dotado de capacidade para controlar o seu próprio destino) = antropocentrismo. D. Principais obras: “Teto da Capela Sistina”(pintura). Mecânica. Não é verdade. Introduziu na pintura e contraste entre as sombras e as partes claras Principais obras: “A Ceia”. e que voltou a se desenvolver na Idade Moderna. Camões ( Portugal ): Poema épico no qual procura retratar e enaltecer os feitos dos navegantes. o anel de Saturno. em análise com outros períodos da História. provando que os planetas se movem numa órbita elíptica. Leonardo era arquiteto. Galileu ( Itália ): Astrônomo.O problema da expressão Renascimento: dá-se a entender que na Idade Média a vida cultural esteve ausente. Desprezou o intelectualismo. sendo chamados de mecenas. via no poder absoluto a solução para o problema italiano. e) Otimismo: o homem adquiriu uma visão otimista do mundo na medida em que ele se auto valorizava. Copérnico ( Polônia ): Depois de longos estudos baseados em cálculos matemáticos. “Moisés” e “Davi” (escultura). Miguel Ângelo ( Itália ): Pintor e escultor. A produção cultural medieval foi extraordinária e não podemos pensar que a cultura estava morta e nasceu de novo. “Cúpula da Catedral de São Pedro” (arquitetura). Kepler ( Alemanha ): Corrigiu e aperfeiçoou o sistema de Copérnico. “Pietá”. e não circular. d) Antropocentrismo: o homem como centro de estudos. “Discursos sobre Tito Lívio”. Shakespeare ( Inglaterra ): Sua obra mostra as virtudes e os defeitos do humanismo renascentista. etc. grande atuação dos mecenas. f) Cultura burguesa: a cultura renascentista foi burguesa na medida em que esta camada social se opunha à cultura medieval que era dominada pelo clero e pela nobreza.. Um cientista brilhante e dotado de um cérebro privilegiado. 3. A Itália como “berço” do Renascimento: herança cultural romana. Foi uma personalidade aberta aos ideais do Renascimento e fiel á tradição cristã. caracterizada pelo amplo movimento de contestação à autoridade e ao poder material da Igreja de Roma. Maquiavel ( Itália ): Era filósofo político. Ficou famoso pela lei da queda dos corpos. Principais Nomes do Renascimento Cultural Ciências Leonardo da Vinci ( Itália ): Além de pintor e escultor. Artes Botticelli ( Itália ): Foi notável desenhista retratando com domínio técnico apurado ao naturalismo.novas condições sócio-econômicas. em torno do sol. 4. “Auto da Barca do Inferno”. Gil Vicente: (Portugal): no teatro “A Farsa de Inês Pereira”. Principais obras: “Os Lusíadas”. tais como: os satélites de Júpiter. Principais obras: “Divina Comédia”. Quatrocento (século XV): período das grandes realizações. comercial e burguês. Rafael ( Itália ): Glorificou a forma e a cor. Principais obras: “Romeu e Julieta”.Mecenato: patrocínio dos artistas e intelectuais pelos papas. Astronomia. Cinquecento (século XVI): muda-se o eixo econômico do Mar Mediterrâneo para o Oceano Atlântico o que influencia a produção cultural. REFORMA RELIGIOSA Conceito: grande revolução espiritual da sociedade européia. “A Gioconda”. engenheiro. Características do Renascimento: a) Racionalismo: uso da razão. físico e matemático.

Reafirmava a idéia de predestinação proposta por Lutero. Era francês e expôs suas idéias na Suíça. Reconheceu o Luteranismo. O Papa precisava de dinheiro para terminar a basílica de São Pedro. com o objetivo de catequizar os pagãos  combater o protestantismo  controlar o ensino religioso  proibiu-se a venda de indulgências e acumulação de cargos eclesiásticos  estabeleceu-se a censura a certos livros (Index Librorum Prohibitorum)  veneração das imagens dos santos  colocação de dogmas (Maria é virgem. viviam com mulheres e filhos  descontentamento da classe burguesa para com a Igreja que proibia o lucro excessivo  cobrança de altos impostos eclesiásticos  interesse dos reis pelas terras da Igreja e pelo enfraquecimento do poder do Papa  Centralização monárquica e sentimento nacionalista  choques ideológicos entre os seguidores da doutrina de Santo Agostinho e São Tomás de Aquino. Construiu a Igreja Anglicana de Canterbury e em 1534.Queria reduzir o poder papal na Inglaterra e também se casar de novo. cujo objetivo era recuperar o prestígio que a Igreja tinha perdido com a concorrência com os protestantes. para Calvino a Igreja deveria ser independente  Lutero permitiu o livre exame da Bíblia. Henrique VIII passou a ser o chefe supremo da Igreja da Inglaterra. . Os seguidores do calvinismo deveriam levar uma vida austera. Doutrina Luterana:  justificação pela fé (o homem só merece a salvação quando se submete à vontade divina)  negação da Transubstanciação. negação da Transubstanciação. Decisões tomadas pela Contra-reforma:  organização da Cia. condenava espetáculos teatrais. jogos de azar. fundador da Igreja Calvinista (Presbiteriana). Calvino favorável a burguesia  para Lutero a Igreja deveria ser ligada ao Estado. que foi substituída pela Consubstanciação  substituição do latim pelo idioma nacional nos cultos  rejeição da hierarquia eclesiástica e do celibato clerical  negação do sacramento com exceção do batismo e da eucaristia  a Bíblia deveria ser lida por todos e livremente interpretada  subordinação da Igreja ao Estado  predestinação do homem (antes de ele nascer Deus já decidiu se ele vai para o céu ou para o inferno) João Calvino: Segundo reformador religioso com sucesso. Causa imediata da Reforma: Venda de indulgências determinada pelo Papa Leão X e não aceita e criticada por Lutero. escreveu inúmeras obras e traduziu a Bíblia para o alemão. Contra-reforma: foi um movimento dentro da própria Igreja Católica no sentido de se reorganizar e conter o avanço das doutrinas protestantes. a Saxônia. Não foi queimado na fogueira pela Inquisição porque começou a ganhar apoio dos reis. negação de culto aos santos. Dieta de Spira: em razão da rápida propagação do Luteranismo. os partidários de Lutero protestaram e a partir daí passaram a chamar-se "Protestantes". A Igreja Católica convocou em 1545 o Concílio de Trento para discutir o caso. banquetes. Os calvinistas criaram uma mentalidade de acumulação de capital ( o que vinha de encontro aos ideais burgueses ). desobedecendo as leis da Igreja. Jesus é santo)  restabelecimento da Inquisição Conseqüências da reforma: declínio do movimento renascentista. Pontos divergentes entre Calvino e Lutero:  Lutero fez uma reforma favorável a aristocracia. guerras religiosas. mas proibiu a sua propagação. progresso do sistema capitalista. Calvino acreditava na predimissão Henrique VIII: fundou a Igreja Anglicana após romper com o papado. vestes ricas e jóias. Com o objetivo de divulgar suas idéias. Pontos comuns entre Calvino e Lutero: negação da autoridade papal. afastada dos prazeres e do luxo. Não concordou com a venda das indulgências e fixou na porta da Igreja de Wittemberg as Noventa e cinco Teses. Martinho Lutero: nasceu num ducado alemão. Calvino aceitava o dogmatismo católico  Lutero pregava a justificação pela fé. o Imperador Carlos X convocou a Dieta de Spira. negação de celibato clerical. na qual expunha sua indignação com o catolicismo. venda de relíquias da igreja e até mesmo de cargos eclesiásticos ( Simonia )  comportamento de padres que. de Jesus. através do “Ato de Supremacia”. por isso determinou a venda das indulgências. o que a Igreja Católica não permitia. que o protegiam.

Qual o objetivo do Concílio de Trento convocado pela Igreja Católica em 1545? 03. no século XVI. Editora Scipione. 4. 07. com a criação de colégios. III. Para ele.Assinale a opção que completa corretamente as lacunas: Admitia também que existiam indícios dessa predestinação. História Moderna e Contemporânea. Deus organizou todas as coisas por determinação de sua vontade e atribuiu a cada um uma vocação particular. pela convocação do Concílio de Trento.” Itaussu A.Em 1517 começa o movimento de reforma liderado por Martinho Lutero. Difusão do catolicismo entre povos não-cristãos. Podemos citar como fatores que contribuíram para a Reforma: 1. 3. Pietà e David 2 – Rafael ( ) Dom Quixote 3 – Miguel Ângelo ( ) Virgem Maria com Menino Jesus (madona) 4 – Camões ( ) Mona Lisa 5 – Miguel de Cervantes ( ) Os Lusíadas.O Renascimento teve início na Itália. beneficiando a burguesia. o grande comércio seriam desejados por Deus e tão desejáveis como o salário de um trabalhador ou o aluguel de uma propriedade. Mello.Defina os seguintes termos: a) Reforma: b) Contra-Reforma: c) Renascimento: 02.. o crédito. 5.O movimento conhecido como Reforma Religiosa provocou. Assim. pela intolerância por parte da Igreja mandando para a fogueira aqueles que eram considerados hereges. Contenção do protestantismo através dos Tribunais da Inquisição. b) o Ato de Supremacia de Henrique VIII.Na chamada Idade Moderna. 63. c) culto aos santos e mártires. O pagamento de ______________ seria tão natural quanto o pagamento de uma renda pela utilização de terra. II. Assinale a opção incorreta: a) 2 e 3 b) 1 e 2 c) 4 e 5 d) 5 e 1 e) 4 e 5 04..ATIVIDADES SOBRE O RENASCIMENTO E A REFORMA 01. a) Capital / Lutero b) Lucro / Henrique VIII c) Burguesia / Paulo III d) Juros / Calvino 06. a Igreja sofria grandes críticas e um dos alvos era a prática da Simonia.. que defendia principalmente: a) a fé como elemento fundamental para a salvação dos indivíduos. por mudanças na maneira do homem pensar e agir. c) a Contra-Reforma d) a Reforma Lutera 05. Recuperação de áreas sob influência de protestantismo através da educação. ou seja: a) o uso indevido das rendas da Igreja pelo clero e os luxo das catedrais b) o comércio de coisas sagradas: venda de cargos eclesiásticos c) o descaso do clero pelas coisas espirituais e o apego aos bens materiais 09.. 1999. pelas alterações da atividade econômica e desenvolvimento do mercantilismo. cujo objetivo era sua glorificação. 08. por meio da catequese. pelo aparecimento da Companhia de Jesus.Considere os itens abaixo. 2. b) o relaxamento dos costumes dos membros da Igreja daquela época. os bancos. Leonel. o capital. d) busca do lucro por meio do trabalho. Combate sistemático aos protestantes. I. o pobre é suspeito de preguiça.Relacione a primeira coluna com a Segunda: (Renascimento): 1 – Leonardo Da Vinci ( ) Moisés. ______________ afirmava “O trabalho é o que mais se assemelha a Deus. IV. Um homem que não quer trabalhar não deve comer. Pergunta-se: a) Que fatores contribuíram para que a Itália fosse considerada “berço” do Renascimento? b) Por que o papel dos mecenas é importante nesse processo? . uma crise profunda na hegemonia da Igreja Católica no mundo ocidental. 5ª Edição P. Eles identificam: a) as Ordenações de Calvino. o que constitui uma injúria a Deus.

10.O que foi o Ato de Supremacia? .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful