Você está na página 1de 83
Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de
Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de
Colégio
Colégio
Sala
Sala
  • 0000 0000

Ordem 0000
Ordem
0000

Novembro/2017

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO

Concurso Público para provimento de cargos

Técnico Judiciário – Área Administrativa

Nome do Candidato

Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de

Nº de Inscrição

00000000

Nº do Caderno

000000000

Número do Documento

Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de

Assinatura do Candidato

Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de

PROVA

Língua Portuguesa Raciocínio Lógico-Matemático Regimento Interno do TST Noções sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência Direito Constitucional Direito Administrativo Direito Processual do Trabalho Direito do Trabalho Noções de Orçamento Público

Quando autorizado pelo fiscal de sala, transcreva a frase ao lado, com sua caligrafia usual, no espaço apropriado na Folha de Respostas.

Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de

“É o seu esforço contínuo e determinado que quebra a resistência e vence os obstáculos.” (Gabriel Granjeiro)

Verifique se este caderno:

INSTRUÇÕES

  • - corresponde a sua opção de cargo.

  • - contém 70 questões, numeradas de 1 a 70. Caso contrário, reclame ao fiscal da sala um outro caderno. Não serão aceitas reclamações posteriores. Para cada questão existe apenas UMA resposta certa. Leia cuidadosamente cada uma das questões e escolha a resposta certa. Essa resposta deve ser marcada na FOLHA DE RESPOSTAS que você recebeu.

VOCÊ DEVE

Procurar, na FOLHA DE RESPOSTAS, o número da questão que você está respondendo. Verificar, no caderno de prova, qual a letra (A, B, C, D, E) da resposta que você escolheu.

Marcar essa letra na FOLHA DE RESPOSTAS, conforme o exemplo: A

C D E
C
D
E

ATENÇÃO Marque as respostas com caneta esferográfica de material transparente de tinta preta ou azul. Não será permitida a utilização de lápis, lapiseira, marca-texto, borracha ou líquido corretor de texto durante a realização da prova. Marque apenas uma letra para cada questão, mais de uma letra assinalada implicará anulação dessa questão. Responda a todas as questões. Não será permitida qualquer consulta ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, códigos, manuais, impressos ou quaisquer anotações. A duração de prova é de 3 horas para responder a todas as questões objetivas e preencher a Folha de Respostas. Ao término da prova, chame o fiscal da sala e devolva todo o material recebido. Proibida a divulgação ou impressão parcial ou total da presente prova. Direitos reservados.

Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de
Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de
Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de
Colégio Sala 0000 0000 Ordem 0000 Novembro/2017 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para provimento de
Caderno de Prova CONHECIMENTOS BÁSICOS LÍNGUA PORTUGUESA A vida, se souberes viver, é longa. Mas a

Caderno de Prova

CONHECIMENTOS BÁSICOS

Caderno de Prova CONHECIMENTOS BÁSICOS LÍNGUA PORTUGUESA A vida, se souberes viver, é longa. Mas a

LÍNGUA PORTUGUESA

1

A vida, se souberes viver, é longa. Mas a insaciável ganância domina um; outro, desper- diça sua energia em trabalhos supérfluos; um encharca-se de vinho, outro fica entorpecido pela inércia; um está sempre preocupado com a opinião alheia, outro, por um irreprimido desejo de comerciar, é levado a explorar terras e mares na esperança de obter lucro. O desejo de guerrear

5

tortura alguns, que não se mostram apreensivos em relação aos perigos alheios ou ansiosos em relação aos seus próprios; há aqueles que, voluntariamente, se sujeitam à ingrata adulação dos superiores. Também há os que se ocupam invejando o destino alheio e desprezando o seu próprio. A

grande maioria, sem nenhum objetivo, lança-se a novos propósitos levianamente, encontrando

10

apenas desgosto. Alguns, sem terem dado rumo a suas vidas, são flagrados pelo destino esgo- tados e sonolentos, de tal maneira que não duvido ser verdade o que disse, como se fosse um

oráculo, o maior dos poetas: “Pequena é a parte da vida que vivemos”. Pois todo o resto não é vida, mas somente tempo. Os vícios sufocam os homens e andam à sua volta, não lhe permitindo levantar nem erguer

15

os olhos para distinguir a verdade. Permanecem imersos, presos às paixões, não favorecendo um voltar-se a si próprio.

(Sêneca, Sobre a brevidade da vida)

1. Depreende-se da leitura do texto que

  • (A) a brevidade da vida exige que as pessoas deem vazão a desejos irreprimidos.

  • (B) as pessoas que se submetem a ordens superiores o fazem porque não têm alternativa a isso.

  • (C) os vícios impedem que as pessoas busquem a verdade interior.

  • (D) aos homens não é possível superar os vícios, pois estes dominam a natureza humana.

  • (E) em algum momento da vida, as pessoas percebem que o essencial da existência não está

nas paixões.

2. Traduz-se corretamente o seguinte fragmento em:

  • (A) “outro fica entorpecido pela inércia” (1º parágrafo) – outro se torna viciado em movimento.

  • (B) “não se mostram apreensivos em relação aos perigos alheios” (1º parágrafo) – não se re-

velam apavorados quanto às vulnerabilidades de terceiros.

2

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (C) “lança-se a novos propósitos levianamente” (2º parágrafo) – agarra-se a outros objetivos

Caderno de Prova

Caderno de Prova (C) “lança-se a novos propósitos levianamente” (2º parágrafo) – agarra-se a outros objetivos
  • (C) “lança-se a novos propósitos levianamente” (2º parágrafo) – agarra-se a outros objetivos

abruptamente.

  • (D) “não lhe permitindo levantar nem erguer os olhos” (3º parágrafo) – não deixando que eles

levantem ou ergam os olhos.

  • (E) “Permanecem imersos, presos às paixões” (3º parágrafo) – continuam reféns, mergulhados

nas paixões.

  • 3. Assinale a alternativa cuja relação de referência do pronome destacada esteja incorreta:

    • (A) que não se mostram apreensivos” (l. 5) – “alguns”.

    • (B) “em relação aos seus próprios” (l. 6) – “perigos”.

    • (C) “sem terem dado rumo a suas vidas” (l. 10) – “alguns”.

    • (D) “andam à sua volta” (l. 14) – “homens”.

    • (E) “não lhe permitindo” (l. 14) – “homens”.

  • 4. Na linha 1, a palavra “se” foi empregada com a função de:

    • (A) indeterminação do sujeito.

    • (B) pronome apassivador.

    • (C) conjunção integrante.

    • (D) conjunção condicional.

    • (E) parte integrante do verbo.

  • 5. “Mas a insaciável ganância domina um” (1º parágrafo)

A transposição da oração acima resultará na seguinte forma verbal:

  • (A) é dominada.

  • (B) dominam-se.

  • (C) tem dominado.

  • (D) é dominado.

  • (E) tem sido dominado.

3

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 6. Analise as seguintes proposições: I – Em “Mas a insaciável ganância domina

Caderno de Prova

  • 6. Analise as seguintes proposições:

Caderno de Prova 6. Analise as seguintes proposições: I – Em “Mas a insaciável ganância domina

I – Em “Mas a insaciável ganância domina um; outro, desperdiça sua energia em trabalhos su- pérfluos”, a vírgula após “outro” pode ser eliminada.

II – Em “O desejo de guerrear tortura alguns, que não se mostram apreensivos em relação aos perigos alheios”, a vírgula poderia ser retirada, sem alteração do sentido original. III – Em “há aqueles que, voluntariamente, se sujeitam à ingrata adulação dos superiores”, a retirada das vírgulas não altera o sentido original. Está correto o que se afirma em:

  • (A) I e III.

  • (B) I e II.

  • (C) I, II e III.

  • (D) I.

  • (E) III.

  • 7. “Os vícios sufocam os homens e andam à sua volta”

No trecho acima, o sinal indicativo de crase foi corretamente empregado. Assinale a alternativa em

que a crase tenha sido empregada pela mesma razão.

  • (A) Às pressas, eles saíram ontem durante o evento.

  • (B) Eles deram todo o suporte necessário às suas exigências.

  • (C) Ele aspira à sua vaga como gerente da empresa.

  • (D) Não ofereça palavras tão amorosas às pessoas ingratas.

  • (E) Ele se referiu à medida adotada pelo governo.

  • 8. “Também os que se ocupam invejando”

O verbo que possui a mesma sintaxe que o destacado acima está em

  • (A) Eles trouxeram a verdade aos presentes.

  • (B) Existia gente invejosa naquele recinto.

  • (C) Ocorreu uma grande tragédia nos Estados Unidos.

  • (D) Eles pagaram os impostos pontualmente.

  • (E) São os homens figurantes da sociedade moderna.

4

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 9. Assinale a alternativa em que o termo sublinhado foi substituído por um

Caderno de Prova

Caderno de Prova 9. Assinale a alternativa em que o termo sublinhado foi substituído por um

9. Assinale a alternativa em que o termo sublinhado foi substituído por um pronome de maneira

INCORRETA.

  • (A) Existiam a verdade e a mentira naquela reunião. Existiam elas naquela reunião.

  • (B) Eles comprariam o estoque todo. Eles comprariam-no.

  • (C) Doaram fraldas às crianças. Doaram-lhes fraldas.

  • (D) Ele falou a versão dele à polícia. Ele falou-a à polícia.

  • (E) Entendi o pensamento dos meus pais. Entendi-o.

  • 10. “A vida, se souberes viver, é longa.”

A forma verbal apresentada no mesmo tempo e modo que a destacada acima está em

  • (A) Quando você voltar, estarei aqui!

  • (B) Eles saberão a versão correta amanhã.

  • (C) Não buscastes nem sábios, nem ricos.

  • (D) Chegou o dia de a criança aprender a andar.

  • (E) Ele talvez encontre a resposta.

11.

...

se

sujeitam à ingrata adulação dos superiores.”

O termo destacado poderia ser substituído, sem prejuízos morfossintáticos, por

  • (A) aquela bajulação ingrata dos superiores.

  • (B) desejável entendimento da situação.

  • (C) aceitável situação de subordinação.

  • (D) incoerentes premissas dos líderes.

  • (E) toda provocação da gerência.

  • 12. Pequena é a parte da vida que vivemos”

Assinale a alternativa em que o termo destacado possua a mesma função sintática que o destacado

anteriormente.

  • (A) Os professores estão pasmos com a situação.

  • (B) Tornaram-se os empregados massa de manobra governamental.

5

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (C) Permaneceram os alunos em silêncio após a aula. (D) Precisa-se de novas

Caderno de Prova

Caderno de Prova (C) Permaneceram os alunos em silêncio após a aula. (D) Precisa-se de novas
  • (C) Permaneceram os alunos em silêncio após a aula.

  • (D) Precisa-se de novas ideias.

  • (E) O homem incansavelmente busca o melhor.

13. A respeito do trecho “A grande maioria, sem nenhum objetivo, lança-se a novos propósitos levianamente, encontrando apenas desgosto.”, analise as afirmativas abaixo e marque a correta.

  • (A) A forma verbal “lança-se” poderia estar no plural, por se tratar de uma concordância verbal

facultativa.

  • (B) O pronome “se” poderia ser colocado anteposto ao verbo, sem prejuízo gramatical.

  • (C) O vocábulo “a” poderia receber o acento grave.

  • (D) No trecho, é possível identificar a ocorrência de sujeito indeterminado.

  • (E) A vírgula após “levianamente” poderia ser trocada por ponto e vírgula.

Texto 2

  • 1 Nunca confiei na felicidade”, diz o personagem de Robert Duvall no filme Tender Mercies (“A Força do Carinho”, título brasileiro bem infeliz para o filme), papel com o qual ganhou o Oscar de melhor ator em 1983. O filme narra a derrocada de um cantor de música country e sua sofrida

redenção, graças ao amor e generosidade de uma mulher.

  • 5 No filme, salta aos olhos o deserto do Texas, a solidão de todas as planícies e a total ausên- cia de qualquer metafísica barata, coisa comum hoje no cinema, seja ela moral, psicológica, ambiental ou política. O homem e a mulher são seres abandonados no mundo e devem cuidar de suas vidas porque ninguém mais o fará. Noutro filme, Alabama Monroe (2012), do diretor Felix van Groeningen, a personagem

  • 10 feminina Elise diz algo semelhante ao final: “Sempre soube que tudo aquilo não podia durar, porque a felicidade sempre acaba”.

Sinto-me em casa quando ouço pessoas dizerem coisas assim. Pois se existem apenas “três

ou quatro atitudes diante do mundo”, como dizia em seu “Breviário da Decomposição” Emil Cioran, filósofo romeno indispensável para quem suspeita que os trágicos gregos são quem

  • 15 tem razão na filosofia, esta é a minha. E seguramente a dele. Na mesma obra, Cioran faz um diagnóstico preciso: “A obsessão pelos remédios marca o fim de uma civilização, e, pela salvação, o fim da filosofia”. Por isso ele afirma que desistiu da filosofia quando viu que em Kant não havia nenhuma tristeza. Os filósofos, diz Cioran, quase

todos acabam bem, prova máxima contra a honestidade deles.

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova Sempre sinto um cheiro de mesquinharia quando ouço alguém falar de uma nova

Caderno de Prova

Caderno de Prova Sempre sinto um cheiro de mesquinharia quando ouço alguém falar de uma nova
  • 20 Sempre sinto um cheiro de mesquinharia quando ouço alguém falar de uma nova dieta. A vida, talvez seja esta sua maior tragédia, se apequena quando não é de algum modo dada em sacrifício. Talvez seja isso que o cristianismo queira dizer quando afirma que só quando se perde

a vida se ganha a vida. E não há saída: somos a civilização da mesquinharia. Até Cristo deve ser saudável.

  • 25 Mas eu suspeito que um dos maiores problemas da filosofia, e certamente um dos maiores milagres na vida, para quem tem um temperamento que desconfia da felicidade (trágico), é justamente a esperança do mundo.

Como ter esperança no mundo sem ter que abdicar da capacidade de vê-lo tal como é? Por

isso, sinto um halo de graça quando vejo a esperança visitar o mundo. Afora as ilusões, só a

  • 30 generosidade é capaz de acolher a esperança.

(Luiz Felipe Pondé)

14. Depreende-se do texto que, segundo o autor, a felicidade

  • (A) é o mais verdadeiro dos sentimentos, porquanto destinado à eternidade.

  • (B) não pode ser metaforizada, como o cinema costuma fazer.

  • (C) é um dos maiores milagres da filosofia.

  • (D) não deve ser.

  • (E) não é um sentimento perene e imutável.

15. Analise as seguintes afirmações:

I – Para o autor, há incompatibilidade entre ter esperança e ver o mundo com realismo.

II – Para Cioran, o fato de alguns filósofos não serem infelizes depõe contra eles.

III – A principal função da filosofia, para o autor do texto, é buscar a salvação individual e coletiva.

Está correto o que se afirma apenas em:

  • (A) I e II.

  • (B) II.

  • (C) I e III.

  • (D) III.

  • (E) II e III.

7

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICO 16. Daniel, Joaquim, Paulo, André e Guilherme são primos,

Caderno de Prova

RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICO

Caderno de Prova RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICO 16. Daniel, Joaquim, Paulo, André e Guilherme são primos,
  • 16. Daniel, Joaquim, Paulo, André e Guilherme são primos, possuem idades diferentes e vão fazer

uma fila em ordem crescente das idades. Sabe-se que:

Daniel é mais jovem que Guilherme e que Paulo, mas não é o mais jovem de todos. Guilherme é mais velho que Paulo, mas não é o mais velho de todos. André é mais jovem que Paulo. É correto concluir que:

  • (A) André está no segundo lugar da fila.

  • (B) Daniel está no terceiro lugar da fila.

  • (C) Paulo está no quarto lugar da fila.

  • (D) Guilherme está no terceiro lugar da fila.

  • (E) Joaquim está no último lugar da fila.

  • 17. Considere verdadeiras as seguintes afirmativas:

Premissa 01: Se estudo, então não passo necessidade. Premissa 02: Se não estudo, então passo aflição.

Logo, deduz-se que:

  • (A) estudar é necessário para passar necessidade.

  • (B) estudar é suficiente para passar aflição.

  • (C) passar necessidade é necessário para passar aflição.

  • (D) passar necessidade é suficiente para estudar.

  • (E) passar aflição é necessário para passar necessidade.

  • 18. Para verificar as habilidades lógicas de um funcionário que trabalha no TST, foi realizada uma

brincadeira durante um curso de especialização oferecido pelo Governo Federal. Em uma caixa de- nominada VIDA, há sete bolas vermelhas e, numa caixa denominada ÁGUA, há sete bolas azuis. Essas são as únicas bolas contidas nas duas caixas. Retiram-se três bolas da caixa VIDA, que são, então, colocadas na caixa ÁGUA. Agora, retiram-se, aleatoriamente, quatro bolas da caixa ÁGUA,

que são, então, colocadas na caixa VIDA.

8

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova Após essas transferências, é correto afirmar que: (A) Só ficaram bolas azuis na

Caderno de Prova

Após essas transferências, é correto afirmar que:

  • (A) Só ficaram bolas azuis na caixa ÁGUA.

  • (B) Só ficaram bolas vermelhas na caixa VIDA.

Caderno de Prova Após essas transferências, é correto afirmar que: (A) Só ficaram bolas azuis na
  • (C) Há, pelo menos, uma bola vermelha na caixa ÁGUA.

  • (D) Há, pelo menos, uma bola azul na caixa VIDA.

  • (E) Há mais bolas azuis na caixa ÁGUA do que bolas vermelhas na caixa VIDA.

19. Uma premiação deverá ser dividida entre Bárbara e Carla, funcionários de uma repartição, pelos bons serviços prestados no 1º semestre de 2017. A divisão será em partes diretamente proporcio- nais aos seus respectivos tempos de serviço e em partes inversamente proporcionais às suas res- pectivas idades. Sabe-se que Bárbara tem 24 anos e trabalha há 3 anos na repartição, e Carla tem

36 anos e trabalha há 12 anos. Se Bárbara recebeu R$ 1.800,00, então a premiação total foi de:

  • (A) R$ 6.600,00.

  • (B) R$ 4.800,00.

  • (C) R$ 7.200,00.

  • (D) R$ 6 400,00.

  • (E) R$ 5.600,00

20. O matemático sueco Von Koch é famoso pela Curva de Koch, que aparece em seu trabalho no

ano de 1906. Ele une métodos de geometria elementar com a teoria das curvas. Isso é calculado

dividindo uma linha em três partes iguais, conforme as figuras 1, 2, 3 e 4 abaixo:

Caderno de Prova Após essas transferências, é correto afirmar que: (A) Só ficaram bolas azuis na

Ao aplicar o processo de construção da curva de Koch nos lados de um triângulo equilátero, são

obtidas as “ilhas de Koch”, também conhecidas como “Floco de Neve”.

Substituindo o segmento médio por outros dois lados de um triângulo equilátero construídos no

segmento de médio:

9

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova Nas figuras acima, u indica uma unidade de medida qualquer. A quantidade de

Caderno de Prova

Caderno de Prova Nas figuras acima, u indica uma unidade de medida qualquer. A quantidade de
Caderno de Prova Nas figuras acima, u indica uma unidade de medida qualquer. A quantidade de

Nas figuras acima, u indica uma unidade de medida qualquer.

A quantidade de segmentos (S) que compõe cada imagem no processo de obtenção da “Ilha de

Koch” é dada por S = 3.4 (n-1) . Qual a posição, nessa sequência, que ocupa a imagem que é composta

por 12288 segmentos?

  • (A) 6ª posição.

  • (B) 7ª posição.

  • (C) 8ª posição.

  • (D) 9ª posição.

  • (E) 10ª posição.

REGIMENTO INTERNO DO TST

21. Tendo como referência as disposições do Regimento Interno do TST, assinale a alternativa correta.

  • (A) O quórum para o funcionamento da Seção Especializada em Dissídios Coletivos, cuja presi-

dência compete ao Ministro mais antigo que a compuser, é de cinco Ministros.

  • (B) O Desembargador do Trabalho convocado para substituir Ministro do TST somente pode

exercer atividades jurisdicionais nas Turmas e nas Seções Especializadas da Corte.

  • (C) O mandato do Presidente do Tribunal é de dois anos e tem início na data da posse, que

ocorre trinta dias após a eleição.

  • (D) O Regimento Interno exige que haja pelo menos um integrante de cada Turma na compo-

sição da Subseção I Especializada em Dissídios Individuais.

  • (E) Os Ministros integrantes do Órgão Especial não comporão outras Seções do Tribunal.

10

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 22. Sobre as votações no TST, assinale a alternativa correta. (A) Na ocorrência

Caderno de Prova

Caderno de Prova 22. Sobre as votações no TST, assinale a alternativa correta. (A) Na ocorrência
  • 22. Sobre as votações no TST, assinale a alternativa correta.

    • (A) Na ocorrência de empate nas sessões do Órgão Especial e das Seções Especializadas, pre-

valecerá a decisão mais favorável à parte recorrente.

  • (B) As votações terão início com o voto do Relator. Em seguida, vota o Presidente do Órgão ou

o Ministro que o estiver substituindo.

  • (C) As decisões serão tomadas, em regra, por maioria de votos. Todavia, a aprovação de Emen-

da Regimental e a eleição dos Ministros para os cargos de direção exigem o voto de dois terços

dos ministros do Tribunal Pleno.

  • (D) O Ministro usará o tempo que se fizer necessário para proferir seu voto e somente pode

retificá-lo antes de proclamado o resultado do julgamento.

  • (E) Em nenhuma hipótese poderá participar de julgamento já iniciado ou em prosseguimento o

Ministro que não tenha assistido ao relatório do processo ou aos debates dos magistrados.

  • 23. Sobre a composição dos órgãos julgadores no TST, assinale a alternativa incorreta.

    • (A) Os presidentes de Turmas, enquanto no exercício da presidência do órgão, não podem

exercer o direito de permuta.

  • (B) O Ministro do TST pode escolher a Seção e a Turma que deseja integrar; havendo mais de

um pedido, terá preferência o Ministro mais antigo.

  • (C) O Ministro integrante da Seção Especializada em Dissídios Individuais não poderá compor

a Seção Especializada em Dissídios Coletivos nem as Turmas.

  • (D) O Ministro integrante da Seção Especializada em Dissídios Individuais poderá requerer

transferência para a Seção Especializada em Dissídios Coletivos desde que haja vaga ou em caso

de permuta com outro Ministro.

  • (E) O Ministro empossado no TST integrará o Órgão Judicante onde se deu a vaga para a qual

foi nomeado ou ocupará vaga resultante da transferência de Ministro.

  • 24. (FCC/TRT-15ª REGIÃO/ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA/2013/ADAPTADA) Nos

termos do Regimento Interno do TST, é regra atinente à eleição aos cargos de direção no Tribunal:

  • (A) mandato de dois anos.

  • (B) somente poderão votar os Ministros presentes na sessão de votação.

  • (C) a possibilidade de os cinco ministros mais antigos concorrerem a cada cargo.

11

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (D) possibilidade de uma reeleição. (E) a eleição é feita pelo Órgão Especial.

Caderno de Prova

  • (D) possibilidade de uma reeleição.

  • (E) a eleição é feita pelo Órgão Especial.

Caderno de Prova (D) possibilidade de uma reeleição. (E) a eleição é feita pelo Órgão Especial.
  • 25. Sobre as Comissões Permanentes do TST, aponte a alternativa incorreta.

    • (A) A presidência das comissões permanentes caberá ao Ministro mais antigo que as compuser.

    • (B) A competência para eleger os membros das comissões permanentes é do Tribunal Pleno.

    • (C) É admitida a reeleição de membro titular de comissão permanente para o mandato imedia-

tamente subsequente.

  • (D) A substituição dos membros das comissões, exceto do seu presidente, recairá no respectivo

suplente.

  • (E) As comissões permanentes são formadas por três Ministros titulares e um suplente.

  • 26. Sobre a competência no TST, assinale a alternativa correta.

    • (A) Compete ao Presidente do Tribunal exercer o juízo de admissibilidade dos recursos extra-

ordinários.

  • (B) Compete ao Vice-Presidente do Tribunal dar publicidade, mensalmente, no órgão oficial,

dos dados estatísticos relativos às atividades jurisdicionais do Tribunal e dos Ministros.

  • (C) Compete ao Presidente do Tribunal propor ao Poder Legislativo a criação, extinção e trans-

formação de cargos e funções públicas e a fixação dos respectivos vencimentos ou gratificações.

  • (D) Compete ao Tribunal Pleno deliberar sobre prorrogação do prazo para a posse no cargo de

Ministro do Tribunal Superior do Trabalho e o início do exercício.

  • (E) Compete ao Presidente do Tribunal opinar sobre propostas de alterações da legislação tra-

balhista, inclusive processual, quando entender que deve manifestar-se oficialmente.

NOÇÕES SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

  • 27. A luta por um mundo onde todos possam usufruir de oportunidades iguais na sociedade é cons-

tante. No caso do Brasil, comunidade das pessoas com deficiência levanta essa bandeira e trabalha todos os dias para assegurar o cumprimento dos seus direitos. Isso envolve o trabalho de formi-

guinha de quebrar barreiras comportamentais das pessoas com relação à deficiência, mas também demanda um movimento organizado em busca de condições políticas e legais mais favoráveis à

inclusão. Com relação aos direitos da pessoa com deficiência, assinale a alternativa correta.

12

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (A) O direito à saúde envolve o diagnóstico e intervenção precoce, a adoção

Caderno de Prova

Caderno de Prova (A) O direito à saúde envolve o diagnóstico e intervenção precoce, a adoção
  • (A) O direito à saúde envolve o diagnóstico e intervenção precoce, a adoção de medidas de

agravamento da limitação funcional e, ainda, a prestação de serviço próximo ao domicílio da pessoa com deficiência, inclusive na zona rural, conforme as Redes de Atenção à Saúde (RAS) e

as normas do Sistema Único de Saúde (SUS).

  • (B) Com relação ao direito à educação, é prevista a disponibilização de provas em formatos

acessíveis.

  • (C) Deve existir reserva de espaços livres e assentos em diversos locais, com boa visibilidade,

próximos aos corredores, devidamente sinalizados, evitando segregação de público e obstrução

das saídas para PcD, porém não existe especificidade sobre a quantidade de espaço destinados.

  • (D) As frotas de empresas de táxi devem reservar 20% de seus veículos acessíveis à pessoa

com deficiência e não podem cobrar tarifas diferenciadas ou valores adicionais pelo serviço pres-

tado à pessoa com deficiência.

  • (E) O consentimento prévio, livre e esclarecido da pessoa com deficiência é indispensável para

a realização de tratamento, procedimento, hospitalização e pesquisa científica, está associado ao direito ao transporte e mobilidade.

28. Com referência aos dispositivos das Leis n. 10.048/2000 e n. 10.098/2000 e do Decreto n. 5.296/2004, analise as afirmativas abaixo a respeito da acessibilidade para pessoas com deficiência. I – A instalação de qualquer mobiliário urbano em área de circulação comum para pedestre que ofereça risco de acidente à pessoa com deficiência deverá ser indicada mediante sinalização tátil de alerta no piso, de acordo com as normas técnicas pertinentes. II – Pessoa com mobilidade reduzida é aquela que tenha, por qualquer motivo, dificuldade de movimentação, apenas permanente, gerando redução efetiva da mobilidade, da flexibili- dade, da coordenação motora ou da percepção, incluindo idoso, gestante, lactante, pessoa com criança de colo e obeso. III – Os semáforos para pedestres instalados nas vias públicas deverão estar equipados com me- canismo que emita sinal sonoro suave, intermitente e sem estridência, ou com mecanismo alternativo, que sirva de guia ou orientação para a travessia de pessoas portadoras de defi- ciência visual, apenas se a intensidade do fluxo de veículos e a periculosidade da via assim

determinarem.

13

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova Está correto apenas o que se apresenta em: (A) Se somente a afirmativa

Caderno de Prova

Está correto apenas o que se apresenta em:

  • (A) Se somente a afirmativa I estiver correta.

  • (B) Se somente a afirmativa II estiver correta.

  • (C) Se somente a afirmativa III estiver correta.

Caderno de Prova Está correto apenas o que se apresenta em: (A) Se somente a afirmativa
  • (D) Se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.

  • (E) Se todas as afirmativas estiverem corretas.

29. Carlinhos e André são pessoas com deficiência física. Gabriel é acompanhante de André e Fábio é atendente pessoal de Carlinhos. Considerando a Lei Brasileira da Inclusão, nessa situação hipotética, Carlinhos, André, Gabriel e

Fábio terão direito a receber atendimento prioritário no seguinte caso:

  • (A) Nos serviços de emergência em saúde públicos e privados.

  • (B) No recebimento de restituição de imposto de renda.

  • (C) No atendimento a demandas de orçamento público.

  • (D) Na tramitação processual e procedimentos judiciais e administrativos em que for parte ou

interessado, em todos os atos e diligências.

  • (E) No atendimento em todas as instituições e serviços de atendimento ao público.

30. De acordo com o Decreto n. 3.298/1999, e sua aplicação para os concursos públicos:

  • (A) A reserva de vagas descrita no decreto é para os cargos efetivos e comissionados.

  • (B) A pessoa portadora de deficiência possui o direito de se inscrever em concurso público,

com condições diferenciadas aos demais candidatos, para provimento de cargo cujas atribuições

sejam compatíveis com a deficiência de que é portador

  • (C) Os editais de concursos públicos deverão conter previsão de adaptação das provas, do cur-

so de formação e do estágio probatório, conforme a deficiência do candidato.

  • (D) A solicitação para atendimento diferenciado na aplicação da prova para o candidato porta-

dor de deficiência pode ser realizada a qualquer tempo.

  • (E) A análise final de compatibilidade entre o portador de deficiência e o cargo que pretende

exercer acontece na avaliação das informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição.

14

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DIREITO CONSTITUCIONAL 31. Acerca dos princípios fundamentais da República Federativa do

Caderno de Prova

Caderno de Prova CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DIREITO CONSTITUCIONAL 31. Acerca dos princípios fundamentais da República Federativa do

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DIREITO CONSTITUCIONAL

31. Acerca dos princípios fundamentais da República Federativa do Brasil, marque a opção correta.

  • (A) A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados, Territórios,

Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem, entre

outros, como fundamentos a soberania, a cidadania, a concessão de asilo político e a dignidade

da pessoa humana.

  • (B) Segundo princípio republicano de governo, todo o poder emana do povo, que o exerce por

meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos da Constituição.

  • (C) Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil construir uma so-

ciedade livre, justa e solidária; garantir o desenvolvimento nacional; erradicar a pobreza e a

marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; e promover o bem de todos, sem

preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

  • (D) A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos princípios

da soberania estatal, da prevalência dos direitos humanos; da autonomia dos povos; da inter-

venção e da igualdade entre os Estados.

  • (E) A União buscará a integração econômica e política, apenas, dos povos da América Latina,

visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações.

32. Marque a opção correta acerca dos direitos e garantias individuais e coletivos.

  • (A) Levando-se em conta a titularidade dos direitos fundamentais, segundo a Constituição, as

pessoas jurídicas não podem ser titulares desses direitos.

  • (B) É inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações telegráficas, de dados e das

comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial ou de comissão parlamentar

de inquérito, nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer para fins de investigação criminal

ou instrução processual penal.

15

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (C) No caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de

Caderno de Prova

Caderno de Prova (C) No caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de
  • (C) No caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade

particular, assegurada ao proprietário indenização ulterior.

  • (D) Considerando a competência legislativa concorrente em matéria penal, a Constituição es-

tabelece que não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal.

  • (E) Em decorrência do princípio da personalidade da pena, nenhuma pena passará da pessoa

do condenado, podendo a obrigação de reparar o dano e a decretação do perdimento de bens

ser, nos termos da lei, estendidas aos sucessores e contra eles executadas, até o limite do valor

do patrimônio transferido.

33. Marque a opção incorreta acerca dos direitos individuais e sociais.

  • (A) Conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito líquido e certo, não amparado

por habeas corpus ou habeas data, quando o responsável pela ilegalidade ou abuso de poder

for autoridade pública ou agente de pessoa jurídica no exercício de atribuições do Poder Público.

  • (B) Qualquer pessoa é parte legítima para propor ação popular que vise anular ato lesivo ao

patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao

meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural, ficando o autor isento de custas judiciais e

do ônus da sucumbência.

  • (C) Os tratados e convenções internacionais sobre direitos humanos que forem aprovados, em

cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos dos respectivos

membros, serão equivalentes às emendas constitucionais.

  • (D) São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transpor-

te, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência

aos desamparados, na forma da Constituição.

  • (E) É livre a associação profissional ou sindical. É estabelecido na Constituição que a lei não

poderá exigir autorização do Estado para a fundação de sindicato, ressalvado o registro no órgão

competente, vedadas ao Poder Público a interferência e a intervenção na organização sindical.

16

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 34. Acerca da nacionalidade e dos direitos políticos, marque a opção correta. (A)

Caderno de Prova

Caderno de Prova 34. Acerca da nacionalidade e dos direitos políticos, marque a opção correta. (A)
  • 34. Acerca da nacionalidade e dos direitos políticos, marque a opção correta.

    • (A) Em razão do critério sanguíneo, são brasileiros natos os nascidos na República Federativa

do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, que estejam a serviço de seu país.

  • (B) Aos portugueses com residência permanente no País, há, pelo menos, um ano, se houver

reciprocidade em favor de brasileiros, serão atribuídos os direitos inerentes ao brasileiro nato.

  • (C) Não podem alistar-se como eleitores os estrangeiros e, durante o período do serviço militar

obrigatório, os conscritos.

  • (D) Para concorrerem a outros cargos ou à reeleição, o Presidente da República, os Governa-

dores de Estado e do Distrito Federal e os Prefeitos devem renunciar aos respectivos mandatos

até seis meses antes do pleito.

  • (E) O mandato eletivo poderá ser impugnado ante a Justiça Eleitoral no prazo de 20 dias con-

tados da posse, instruída a ação com provas de abuso do poder econômico, corrupção ou fraude.

  • 35. Marque a opção incorreta acerca da organização do Estado.

    • (A) Em face da autonomia político-administrativa de que dispõe, Brasília, Capital Federal, inte-

gra a organização federativa brasileira.

  • (B) Os Territórios Federais integram a União e sua criação, transformação em Estado ou rein-

tegração ao Estado de origem é regulada em lei complementar.

  • (C) Compete privativamente à União legislar sobre Direito Civil, Comercial, Penal, Processual,

Eleitoral, Agrário, Marítimo, Aeronáutico, Espacial e do Trabalho.

  • (D) Compete à União, aos Estados e ao Distrito Federal legislar concorrentemente sobre Direito

Tributário, Financeiro, Penitenciário, Econômico e Urbanístico.

  • (E) Os Estados poderão, mediante lei complementar, instituir regiões metropolitanas, aglome-

rações urbanas e microrregiões, constituídas por agrupamentos de municípios limítrofes, para integrar a organização, o planejamento e a execução de funções públicas de interesse comum.

  • 36. Acerca do Poder Executivo, marque a opção correta.

    • (A) Compete privativamente ao Presidente da República nomear e exonerar os Ministros de

Estado, após a aprovação do Senado Federal.

  • (B) É permitido, pela Constituição, o aumento de despesa, e a criação ou extinção de órgãos

públicos por meio de decreto autônomo.

17

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (C) O Presidente da República poderá delegar algumas de suas atribuições aos Ministros

Caderno de Prova

Caderno de Prova (C) O Presidente da República poderá delegar algumas de suas atribuições aos Ministros
  • (C) O Presidente da República poderá delegar algumas de suas atribuições aos Ministros de

Estado, ao Procurador-Geral da República ou ao Advogado-Geral da União.

  • (D) Os crimes de responsabilidade do Presidente da República estão previstos taxativamente

no texto constitucional.

  • (E) Se, decorrido o prazo de 160 dias, o julgamento não estiver concluído, cessará o afasta-

mento do Presidente, havendo a extinção do processo respectivo.

37. Acerca das disposições constitucionais relativas ao Poder Judiciário, marque a opção incorreta.

  • (A) O ingresso na carreira, cujo cargo inicial será o de juiz substituto, mediante concurso pú-

blico de provas e títulos, ocorrerá com a participação da Ordem dos Advogados do Brasil em todas as fases, exigindo-se do bacharel em direito, no mínimo, três anos de atividade jurídica e

obedecendo-se, nas nomeações, à ordem de classificação.

  • (B) Nos tribunais com número superior a 25 julgadores, poderá ser constituído órgão especial,

com o mínimo de 11 e o máximo de 25 membros, para o exercício das atribuições administrati-

vas e jurisdicionais delegadas da competência do tribunal pleno, provendo-se metade das vagas por antiguidade.

  • (C) A atividade jurisdicional será ininterrupta, sendo vedadas férias coletivas nos juízos e tri-

bunais, funcionando, nos dias em que não houver expediente forense normal, juízes em plantão permanente.

  • (D) O Tribunal Superior do Trabalho compor-se-á de 27 Ministros, escolhidos dentre brasileiros

com mais de 35 anos e menos de 65 anos, de notável saber jurídico e reputação ilibada, no-

meados pelo Presidente da República após aprovação pela maioria absoluta do Senado Federal.

  • (E) Os Tribunais Regionais do Trabalho instalarão a justiça itinerante, com a realização de au-

diências e demais funções de atividade jurisdicional, nos limites territoriais da respectiva jurisdi-

ção, servindo-se de equipamentos públicos e comunitários.

DIREITO ADMINISTRATIVO

38. Com relação aos poderes da Administração Pública, assinale a opção correta.

  • (A) O exercício do poder disciplinar na Administração Pública permite à Administração impor

medidas cautelares, tais como o afastamento de servidor de suas funções.

  • (B) Quando um fiscal apreende remédios com prazo de validade vencido, expostos em pratelei-

ras de uma farmácia, tem-se exemplo do poder disciplinar da Administração Pública.

18

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (C) Configura excesso de poder a prática, por servidor público, de ato administrativo

Caderno de Prova

Caderno de Prova (C) Configura excesso de poder a prática, por servidor público, de ato administrativo
  • (C) Configura excesso de poder a prática, por servidor público, de ato administrativo que vise

finalidade diversa da finalidade prevista em lei, mesmo que o servidor não extrapole os limites

de sua competência

  • (D) O poder hierárquico é aquele que confere à Administração Pública a capacidade de aplicar

penalidades.

  • (E) Encontra-se, dentro do poder regulamentar do Presidente da República, a edição de decre-

to autônomo para a criação de autarquia prestadora de serviço público.

39. Com relação à Lei n. 9.784/1999, assinale a opção correta.

  • (A) As normas previstas na Lei n. 9.784/1999, que disciplina o processo administrativo no âm-

bito da Administração Federal, são aplicáveis apenas à Administração Federal direta.

  • (B) Estará impedido de atuar em processo administrativo o servidor que tiver amizade íntima

com o interessado na matéria.

  • (C) A exigência do depósito prévio como pressuposto de admissibilidade do recurso administra-

tivo é uma exigência compatível com a CF/1988.

  • (D) Recurso interposto contra decisões administrativas deve ser dirigido à autoridade que pro-

feriu a decisão, a qual, se não a reconsiderar no prazo de cinco dias, o encaminhará à autoridade

superior.

  • (E) O indeferimento da alegação de suspeição pode ser objeto de recurso, cujos efeitos serão

devolutivo e suspensivo.

40. Sobre a improbidade administrativa, assinale a alternativa correta:

  • (A) As ações destinadas a levar a efeitos as sanções da lei de improbidade administrativa

prescrevem no prazo de 10 anos, contados do término do exercício de mandato, de cargo em

comissão ou de função de confiança.

  • (B) A aplicação das sanções previstas na lei de improbidade administrativa depende da efetiva

ocorrência de dano ao patrimônio público.

19

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (C) Está sujeito às cominações da lei de improbidade administrativa, até o limite

Caderno de Prova

Caderno de Prova (C) Está sujeito às cominações da lei de improbidade administrativa, até o limite
  • (C) Está sujeito às cominações da lei de improbidade administrativa, até o limite do valor da

herança, o sucessor daquele que causar lesão ao patrimônio público ou enriquecer ilicitamente.

  • (D) Mesmo o particular que induza ou concorra para a prática do ato de improbidade ou dele se

beneficie sob qualquer forma, direta ou indiretamente, não pode ser responsabilizado com base

na lei de improbidade administrativa.

  • (E) Os atos de improbidade administrativa estão taxativamente previstos em lei, não sendo

possível compreender que sua enumeração seja meramente exemplificativa.

41. Com base no que dispõe a Constituição Federal (CF) sobre os servidores públicos, assinale a

opção correta.

  • (A) Os cargos em comissão devem ser exercidos exclusivamente por servidores ocupantes de

cargos efetivos na Administração.

  • (B) O servidor público federal adquire estabilidade no serviço público após três anos de efeti-

vo exercício do cargo por ele ocupado, somente podendo perder seu cargo por decisão judicial

definitiva.

  • (C) No caso de reintegração, o servidor deve retornar ao cargo de origem, com o ressarcimento

de todas as vantagens a que teria direito durante o período de afastamento, inclusive as promo-

ções por antiguidade.

  • (D) Servidor aposentado por invalidez mediante laudo de junta médica oficial de órgão federal

poderá reintegrar-se ao cargo antes ocupado, quando declarado insubsistente o motivo pela

mesma junta que o aposentou.

42. Bruno, advogado militante, foi consultado a respeito da função desempenhada pelo Tribunal de

Contas em relação ao ato de concessão de aposentadoria do servidor público. A esse respeito, é

correto afirmar que:

  • (A) o ato de concessão de aposentadoria é classificado como ato composto, pois há manifesta-

ção de vontade do órgão ou entidade em que o servidor é vinculado e, posteriormente, ocorre a

homologação do ato pelo Tribunal de Contas.

20

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (B) nenhum órgão público exerce funções de registro público, logo, não deve registrar

Caderno de Prova

Caderno de Prova (B) nenhum órgão público exerce funções de registro público, logo, não deve registrar
  • (B) nenhum órgão público exerce funções de registro público, logo, não deve registrar apo-

sentadorias.

  • (C) a análise do título de aposentadoria, pelo Tribunal de Contas, é meramente formal, não lhe

sendo permitido aferir a sua legalidade.

  • (D) somente o Poder Judiciário pode anular o ato de concessão de aposentadoria emitido pela

Administração Pública.

  • (E) o ato de concessão de aposentadoria somente torna-se perfeito após o registro no Tribu-

nal de Contas.

43. O ato administrativo é espécie de ato jurídico e, por ser emanado de agentes dotados de par- cela do poder público, possui certos atributos que o distinguem dos atos de direito privado. Nesse contexto, destaca-se o atributo da:

  • (A) atipicidade, segundo o qual a Administração Pública pratica, em regra, atos inominados, em

decorrência do princípio da autonomia da vontade, desde que não haja proibição legal.

  • (B) O atributo da tipicidade do ato administrativo autoriza que a Administração pratique atos

sem previsão legal.

  • (C) autoexecutoriedade, segundo o qual o ato administrativo pode ser posto em execução pela

própria Administração Pública, sem necessidade de intervenção do Poder Judiciário.

  • (D) presunção de veracidade que autoriza a Administração produzir ato com fundamento no

princípio da supremacia do interesse público.

  • (E) imperatividade, segundo o qual o ato administrativo se impõe e cria obrigações para deter-

minada pessoa, inclusive podendo criar obrigações não previstas em lei, pois a discricionarieda- de é típica dos atos imperativos.

44. Sócrates, servidor público federal, teve ciência de irregularidades ocorridas no âmbito da Ad-

ministração Pública Federal, em razão do cargo que ocupa. Por medo de retaliação, não relatou os fatos de que teve conhecimento. Nos termos da Lei n. 8.112/1990, Sérgio

  • (A) não descumpriu dever legal.

  • (B) deveria ter levado os fatos ao conhecimento da autoridade superior.

  • (C) agiu corretamente, pois omitiu-se para a salvaguarda de seus direitos.

21

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (D) deveria, obrigatoriamente, ter levado os fatos ao conhecimento do Poder Judiciário. (E)

Caderno de Prova

Caderno de Prova (D) deveria, obrigatoriamente, ter levado os fatos ao conhecimento do Poder Judiciário. (E)
  • (D) deveria, obrigatoriamente, ter levado os fatos ao conhecimento do Poder Judiciário.

  • (E) agiu expressamente nos termos da lei.

  • 45. O Estado exerce a função administrativa por meio de órgãos, pessoas jurídicas e seus res -

pectivos agentes. A Administração Pública adota duas formas básicas de organização e atuação

administrativas: centralização e descentralização. Diante do exposto, acerca da descentraliza - ção, assinale a afirmativa INCORRETA.

  • (A) Pode ser feita mediante outorga.

  • (B) Pode ser feita mediante delegação.

  • (C) Há relação de subordinação hierárquica entre determinada autarquia e o órgão ou entidade

estatal ao qual ela se vincula.

  • (D) Por outorga, fundamenta-se no princípio da especialização.

  • (E) A desconcentração pressupõe a existência de duas pessoas jurídicas.

  • 46. Sobre o tema “princípios do Direito Administrativo”, marque a alternativa incorreta:

    • (A) Adota-se o princípio da moralidade administrativa, que não se confunde com a moralidade

comum.

  • (B) O princípio da supremacia do interesse público determina privilégios jurídicos e um pata-

mar de superioridade do interesse público sobre o particular.

  • (C) O princípio da especialidade decorre da centralização administrativa. Por ele, os servidores

devem praticar os atos previstos em lei e a eles atribuídos especificamente.

  • (D) Diferentemente do direito privado, no Direito Administrativo o princípio da legalidade signi-

fica que o administrador só pode fazer aquilo que a lei autoriza ou determina.

  • (E) O princípio da eficiência não constava expressamente da Constituição da República Federa-

tiva do Brasil quando de sua promulgação, sendo incluído por emenda constitucional.

  • 47. A Lei n. 8.666, de 21 de junho de 1993, lista as modalidades de licitação que um órgão público

poderá adotar nas compras ou contratação de serviços, e as situações em que devam ser utilizadas. Sobre esse assunto, assinale a alternativa incorreta.

  • (A) Concorrência é a modalidade de licitação entre quaisquer interessados que, na fase inicial

de habilitação preliminar, comprovem possuir os requisitos mínimos de qualificação exigidos no edital para execução de seu objeto, sendo obrigatório para compras e outros serviços, quando o

valor for superior a R$ 650.000,00.

22

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (B) Tomada de preços é a modalidade de licitação entre interessados, devidamente cadas-

Caderno de Prova

Caderno de Prova (B) Tomada de preços é a modalidade de licitação entre interessados, devidamente cadas-
  • (B) Tomada de preços é a modalidade de licitação entre interessados, devidamente cadas-

trados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento, até o terceiro dia

anterior à data do recebimento das propostas, observada a necessária qualificação, sendo in- dicada, no caso de obras e serviços de engenharia, compreendidos entre R$ 150.000,00 e R$

1.500.000,00.

  • (C) Convite é a modalidade de licitação entre interessados, cadastrados ou não, escolhidos e

convidados em número mínimo de três, pela unidade administrativa; sendo modalidade obriga- tória para despesas até o limite de R$ 8.000,00, para compra de material de expediente e de até R$ 15.000,00, para obras e serviços de engenharia.

  • (D) Concurso é a modalidade de licitação, entre quaisquer interessados, para escolha de tra-

balho técnico, científico ou artístico, mediante a instituição de prêmios ou remuneração aos vencedores.

  • (E) Leilão é a modalidade de licitação, entre quaisquer interessados, para a venda de bens mó-

veis inservíveis, para a Administração, ou de produtos legalmente apreendidos ou penhorados

48. Acerca do regime jurídico dos contratos administrativos, instituídos sob a luz da Lei n. 8.666/1993, assinale a alternativa correta.

  • (A) A Administração Pública responde subsidiariamente com o contratado pelos encargos pre-

videnciários resultantes da execução do contrato.

  • (B) A subcontratação total da obra ou do serviço é possível.

  • (C) A declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública constitui

sanção, aplicável ao contratado, que não admite reabilitação.

  • (D) É admitida a rescisão unilateral do contrato. Essa prerrogativa expressa o princípio da au-

totutela .

  • (E) As cláusulas econômico-financeiras poderão ser alteradas sem necessidade de concordân-

cia do contratado.

49. Conforme a Lei n. 8.112/1990, o servidor que sofrer acidente que limite sua capacidade física, de forma a inviabilizar o exercício pleno das atribuições do cargo por ele ocupado, deverá

  • (A) ser mantido no mesmo cargo que ocupa, com eliminação das atribuições para as quais não

mais tiver capacidade.

23

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (B) ser exonerado de ofício se não for estável. (C) ser revertido por

Caderno de Prova

  • (B) ser exonerado de ofício se não for estável.

  • (C) ser revertido por invalidez.

  • (D) ser posto em disponibilidade.

Caderno de Prova (B) ser exonerado de ofício se não for estável. (C) ser revertido por
  • (E) ser readaptado ao cargo de atribuições e responsabilidades compatíveis com a limitação

que tenha sofrido em sua capacidade física ou mental verificada em inspeção médica.

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

50. Acerca das partes e procuradores no processo do trabalho, assinale a alternativa correta:

  • (A) Nos dissídios coletivos é facultada, aos interessados, a assistência por advogado.

  • (B) Os empregados e os empregadores não poderão reclamar pessoalmente perante a Justiça

do Trabalho e acompanhar as suas reclamações até o final.

  • (C) A reclamação trabalhista do menor de 21 anos será feita por seus representantes legais e,

na falta destes, pela Procuradoria da Justiça do Trabalho, pelo sindicato, pelo Ministério Público

estadual ou curador nomeado em juízo.

  • (D) A constituição de procurador com poderes para o foro em geral poderá ser efetivada, me-

diante simples registro em ata de audiência, a requerimento verbal do advogado interessado,

mesmo sem anuência da parte representada.

  • (E) O jus postulandi das partes, estabelecido no art. 791 da CLT, limita-se às Varas do Trabalho

e aos Tribunais Regionais do Trabalho, alcançando a ação rescisória, a ação cautelar, o mandado

de segurança e os recursos de competência do Tribunal Superior do Trabalho.

51. Petrônio ajuizou Reclamação Trabalhista em face da Empresa TDE Ltda., requerendo o paga- mento de indenização por danos morais e a condenação da empresa ao pagamento de adicional de periculosidade. Os pedidos foram julgados procedentes. A empresa recorreu e o seu recurso foi improvido. Caso a empresa pretenda recorrer, deverá interpor:

  • (A) Recurso ordinário, no prazo de 8 dias.

  • (B) Recurso de revista, no prazo de 8 dias.

  • (C) Recurso ordinário, no prazo de 15 dias.

  • (D) Recurso de revista, no prazo de 15 dias.

  • (E) Recurso extraordinário, no prazo de 15 dias.

24

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 52. Acerca dos honorários de sucumbência previstos na CLT, assinale a alternativa correta:

Caderno de Prova

Caderno de Prova 52. Acerca dos honorários de sucumbência previstos na CLT, assinale a alternativa correta:

52. Acerca dos honorários de sucumbência previstos na CLT, assinale a alternativa correta:

  • (A) Ao advogado, ainda que atue em causa própria, serão devidos honorários de sucumbência,

fixados entre o mínimo de 10% e o máximo de 20% sobre o valor que resultar da liquidação da

sentença, do proveito econômico obtido ou, não sendo possível mensurá-lo, sobre o valor atua-

lizado da causa.

  • (B) Na hipótese de procedência parcial, o juízo arbitrará honorários de sucumbência recíproca,

permitida a compensação entre os honorários.

  • (C) Não são devidos honorários de sucumbência na reconvenção.

  • (D) Os honorários não são devidos nas ações contra a Fazenda Pública e nas ações em que a

parte estiver assistida ou substituída pelo sindicato de sua categoria.

  • (E) Ao advogado, ainda que atue em causa própria, serão devidos honorários de sucumbência,

fixados entre o mínimo de 5% e o máximo de 15% sobre o valor que resultar da liquidação da

sentença, do proveito econômico obtido ou, não sendo possível mensurá-lo, sobre o valor atua-

lizado da causa.

53. Plínio ajuizou Reclamação Trabalhista em face da Empresa OATY Ltda., mas sua petição inicial

foi indeferida por não preencher requisito legal. Nessa situação:

  • (A) O indeferimento somente é cabível se, após intimada para suprir a irregularidade em 15

dias, mediante indicação do que deve ser corrigido ou complementado, a parte não o fizer.

  • (B) O indeferimento é incabível no processo do trabalho.

  • (C) O indeferimento somente é cabível se, após intimada para suprir a irregularidade em 10

dias, a parte não o fizer.

  • (D) O indeferimento somente é cabível se, após intimada para suprir a irregularidade em oito

dias, sem a necessidade de indicação do que deve ser corrigido ou complementado, a parte não

o fizer.

  • (E) O indeferimento somente é cabível se, após intimada para suprir a irregularidade em 10

dias, mediante indicação do que deve ser corrigido ou complementado, a parte não o fizer.

25

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 54. Isoldina trabalhou para a Empresa WTYU Ltda. de 20 de março de

Caderno de Prova

Caderno de Prova 54. Isoldina trabalhou para a Empresa WTYU Ltda. de 20 de março de
  • 54. Isoldina trabalhou para a Empresa WTYU Ltda. de 20 de março de 2013 até o dia 23/08/2017,

quando foi dispensada sem justa causa. No dia 3 de novembro de 2017, Isoldina e a empresa ta-

bularam acordo no valor de R$ 5.000,00, em decorrência do pagamento de suas verbas rescisórias

que não haviam sido pagas quando da rescisão contratual. A empregada e o empregador resolve-

ram homologar o acordo extrajudicial. Com base nessas informações, assinale a alternativa correta:

  • (A) As partes poderão ser representadas por advogado comum.

  • (B) O processo de homologação de acordo extrajudicial terá início por petição conjunta, não

sendo obrigatória a representação das partes por advogado.

  • (C) A petição de homologação de acordo extrajudicial suspende o prazo prescricional da ação

quanto aos direitos nela especificados.

  • (D) No prazo de 10 dias a contar da distribuição da petição, o juiz analisará o acordo, designará

audiência se entender necessário e proferirá sentença.

  • (E) O trabalhador não poderá ser assistido pelo advogado do sindicato de sua categoria.

  • 55. Assinale a alternativa incorreta:

    • (A) É inadmissível recurso firmado por advogado sem procuração juntada aos autos até o mo-

mento da sua interposição, salvo mandato tácito.

  • (B) Verificada a irregularidade de representação da parte em fase recursal, em procuração ou

substabelecimento já constante dos autos, o relator ou o órgão competente para julgamento do

recurso designará prazo de cinco dias para que seja sanado o vício.

  • (C) Em caráter excepcional (art. 104 do CPC de 2015), admite-se que o advogado, indepen-

dentemente de intimação, exiba a procuração no prazo de cinco dias após a interposição do

recurso, prorrogável por igual período mediante despacho do juiz.

  • (D) É admissível recurso firmado por advogado sem procuração juntada aos autos até o mo-

mento da sua interposição, salvo mandato tácito.

  • (E) A regularidade de representação é pressuposto extrínseco do recurso.

  • 56. Quanto às nulidades, assinale a alternativa correta:

    • (A) A nulidade será pronunciada quando for possível suprir-se a falta ou repetir-se o ato.

    • (B) A nulidade do ato prejudicará senão os posteriores que dele dependam ou sejam consequência.

26

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (C) As nulidades não serão declaradas senão mediante provocação das partes, as quais

Caderno de Prova

Caderno de Prova (C) As nulidades não serão declaradas senão mediante provocação das partes, as quais
  • (C) As nulidades não serão declaradas senão mediante provocação das partes, as quais deve-

rão argui-las à primeira vez em que tiverem de falar em audiência ou nos autos.

  • (D) A nulidade será pronunciada quando arguida por quem lhe tiver dado causa.

  • (E) Nos processos sujeitos à apreciação da Justiça do Trabalho, haverá nulidade mesmo que os

atos não prejudiquem as partes litigantes.

57. Assinale a alternativa incorreta:

  • (A) Se a testemunha for funcionário civil ou militar, e tiver de depor em hora de serviço, será

requisitada ao chefe da repartição para comparecer à audiência marcada.

  • (B) As testemunhas comparecerão à audiência independentemente de notificação ou intimação.

  • (C) O documento em cópia oferecido para prova poderá ser declarado autêntico pelo próprio

advogado, sob sua responsabilidade pessoal.

  • (D) Cada uma das partes não poderá indicar mais de três testemunhas, salvo quando se tratar

de inquérito, caso em que esse número poderá ser elevado a cinco.

  • (E) O juiz ou presidente providenciará para que o depoimento de uma testemunha não seja

ouvido pelas demais que tenham de depor no processo.

DIREITO DO TRABALHO

58. Maria Joaquina é empregada da Empresa Alfa e presta os seus serviços das 8 às 18 horas, com

2h de intervalo. O ônibus de Maria passa às 19h e por tratar-se de local perigoso, por escolha pró-

pria, fica na empresa até às 18h45, quando desce para a parada em frente à empresa. Com base

nessas informações, assinale a alternativa correta:

  • (A) O tempo que a empregada fica na empresa aguardando para ir para a parada de ônibus é

considerado tempo à disposição do empregador.

  • (B) O tempo que a empregada fica na empresa só será considerado tempo à disposição se ela

informar por escrito que aguardará na empresa até o horário de ir para a parada.

  • (C) O tempo que a empregada fica na empresa não é considerado tempo à disposição do

empregador.

27

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (D) O tempo que a empregada fica na empresa não é considerado tempo

Caderno de Prova

Caderno de Prova (D) O tempo que a empregada fica na empresa não é considerado tempo
  • (D) O tempo que a empregada fica na empresa não é considerado tempo à disposição do em-

pregador, salvo se ela informar ao empregador que aguardará na empresa até o horário de ir

para a parada.

  • (E) Somente seria considerado tempo à disposição do empregador se a empregada utilizasse

esse tempo para higiene pessoal.

59. João José é empregado do Restaurante Sabor Mineiro, exercendo a função de garçom desde

2015. Desde o início do seu contrato de trabalho, recebe gorjetas, pois o empregador cobrava na

nota de serviço. Em agosto de 2017, o empregador de João cessou a cobrança da gorjeta nas notas

de serviços. Com base na situação hipotética, assinale a alternativa correta:

  • (A) Nesse caso, as gorjetas incorporam ao salário do empregado, salvo o disposto em conven-

ção coletiva ou acordo coletivo.

  • (B) Nesse caso, as gorjetas não incorporam ao salário do empregado, sem exceções.

  • (C) Nesse caso, as gorjetas incorporam ao salário do empregado, pela média dos últimos

24 meses.

  • (D) Nesse caso, as gorjetas incorporam ao salário do empregado, pela média dos últimos

seis meses.

  • (E) Nesse caso, as gorjetas incorporam ao salário do empregado, pelo último valor das gor-

jetas recebido.

60. O empregado poderá considerar rescindido o contrato e pleitear a devida indenização quando:

I – forem exigidos serviços superiores às suas forças, defesos por lei, contrários aos bons cos-

tumes, ou alheios ao contrato;

II – o empregador ou seus prepostos ofenderem-no fisicamente, salvo em caso de legítima de-

fesa, própria ou de outrem;

III – não cumprir o empregador as obrigações do contrato;

IV – for tratado pelo empregador ou por seus superiores hierárquicos com rigor excessivo.

Assinale a alternativa correta:

28

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (A) Somente os itens I e III estão corretos. (B) Somente os itens

Caderno de Prova

  • (A) Somente os itens I e III estão corretos.

  • (B) Somente os itens II e IV estão corretos.

  • (C) Somente os itens I, II e III estão corretos.

  • (D) Somente os itens II, III e IV estão corretos.

  • (E) Todos os itens estão corretos.

Caderno de Prova (A) Somente os itens I e III estão corretos. (B) Somente os itens

61. Thiago é empregado da Empresa Beta desde 2014. No dia 31 de outubro de 2017, começou a

gozar de suas férias, recebendo suas férias acrescidas do terço constitucional, no dia 30 de outubro

de 2017. Com base nessas informações, assinale a alternativa correta:

  • (A) O empregado terá direito a receber suas férias em dobro, incluído o terço constitucional.

  • (B) O empregado não terá direito a receber suas férias em dobro, somente o terço constitucional.

  • (C) O empregado somente terá direito a receber as férias em dobro, exceto o terço constitucional.

  • (D) O empregado não terá direito a receber suas férias em dobro.

  • (E) O empregador não terá direito a receber suas férias em dobro, somente uma indenização

no valor de sua remuneração.

62. Acerca do teletrabalho, julgue os itens abaixo.

I – Considera-se teletrabalho a prestação de serviços preponderantemente fora das dependên-

cias do empregador, com a utilização de tecnologias de informação e de comunicação que,

por sua natureza, não se constituam como trabalho externo.

II – O comparecimento às dependências do empregador para a realização de atividades especí-

ficas que exijam a presença do empregado no estabelecimento não descaracteriza o regime

de teletrabalho.

III – Poderá ser realizada a alteração entre regime presencial e de teletrabalho desde que haja

mútuo acordo entre as partes, independente de aditivo contratual.

IV – O empregado deverá assinar termo de responsabilidade comprometendo-se a seguir as ins-

truções fornecidas pelo empregador.

Assinale a alternativa correta:

29

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (A) Somente os itens I e II estão corretos. (B) Somente os itens

Caderno de Prova

  • (A) Somente os itens I e II estão corretos.

  • (B) Somente os itens I, II e IV estão corretos.

  • (C) Somente os itens II e II estão corretos.

  • (D) Somente os itens III e IV estão corretos.

  • (E) Todos os itens estão corretos.

Caderno de Prova (A) Somente os itens I e II estão corretos. (B) Somente os itens
  • 63. Júlio da Silva foi designado pela diretoria do sindicato para exercer a função de Delegado Sin-

dical em agosto de 2017. Com isso, assinale a alternativa correta:

  • (A) Júlio terá estabilidade a partir de sua designação até um ano após o término do seu mandato.

  • (B) Júlio não terá estabilidade.

  • (C) Júlio terá estabilidade somente no período que for Delegado Sindical.

  • (D) Júlio terá estabilidade a partir do registro da candidatura dos dirigentes sindicais até um

ano após o término do mandato.

  • (E) Júlio terá estabilidade durante o mandato dos dirigentes sindicais.

  • 64. Em caso de aborto não criminoso, comprovado por atestado médico oficial, a mulher terá um

repouso remunerado de:

  • (A) 1 semana.

  • (B) 2 semanas.

  • (C) 120 dias.

  • (D) 1 mês.

  • (E) 1 ano.

  • 65. Acerca do contrato temporário da Lei n. 6.019/1974, assinale a alternativa incorreta:

    • (A) Trabalho temporário é aquele prestado por pessoa física contratada por uma empresa de

trabalho temporário que a coloca à disposição de uma empresa tomadora de serviços, para

atender à necessidade de substituição transitória de pessoal permanente ou à demanda comple- mentar de serviços.

  • (B) Empresa de trabalho temporário é a pessoa jurídica, devidamente registrada no Ministério

do Trabalho, responsável pela colocação de trabalhadores à disposição de outras empresas tem- porariamente.

30

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (C) O contrato de trabalho temporário, com relação ao mesmo empregador, não poderá

Caderno de Prova

Caderno de Prova (C) O contrato de trabalho temporário, com relação ao mesmo empregador, não poderá

(C)

O contrato de trabalho temporário, com relação ao mesmo empregador, não poderá exce-

der ao prazo de cento e oitenta dias, consecutivos ou não.

(D)

O contrato poderá ser prorrogado por até noventa dias, consecutivos ou não, quando com-

provada a manutenção das condições que o ensejaram.

(E)

Aplica-se ao trabalhador temporário, contratado pela tomadora de serviços, o contrato de

experiência.

NOÇÕES DE ORÇAMENTO PÚBLICO

66. O Gestor do Tribunal Superior do Trabalho precisou abrir um crédito adicional para cobertura de

um contrato de mão de obra terceirizada a contar do mês de agosto, devido à convenção coletiva

ocorrida em julho, e com reajuste repassado ao contrato vigente. Com base nessas informações e

na Lei n° 4.320/1964, é possível afirmar que trata-se de um crédito adicional

(A)

Suplementar, especial ou extraordinário.

(B)

Especial, apenas.

(C)

Suplementar ou especial, apenas.

(D)

Suplementar, apenas.

(E)

Especial ou extraordinário, apenas.

67. Quanto à Lei n. 4.320/1964, no que se refere às etapas da despesa orçamentária, assinale a

opção incorreta:

(A)

Em casos especiais previstos na legislação específica, será dispensada a emissão da nota

de empenho.

(B)

A liquidação da despesa consiste na verificação do direito adquirido pelo credor, tendo por

base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito.

(C)

A ordem de pagamento é o despacho exarado por autoridade competente, determinando

que a despesa seja paga.

(D)

É permitido o empenho ordinário de despesas contratuais e outras sujeitas a parcelamento.

(E)

Não se fará adiantamento a servidor em alcance nem a responsável por dois adiantamentos.

31

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 68. Um servidor do TST precisou se deslocar entre diversos municípios por meio

Caderno de Prova

Caderno de Prova 68. Um servidor do TST precisou se deslocar entre diversos municípios por meio

68. Um servidor do TST precisou se deslocar entre diversos municípios por meio de veículo oficial

e, para tal, justificou a necessidade de numerário, pois essa despesa não poderia se subordinar ao

processo normal. De acordo com essa situação, o procedimento a ser adotado é o de

  • (A) Adiantamento da despesa.

  • (B) Cartão corporativo.

  • (C) Ressarcimento.

  • (D) Indenização.

  • (E) Reembolso.

69. Assinale a opção incorreta acerca do Orçamento Público, previsto na Constituição Federal.

  • (A) A despesa com pessoal ativo e inativo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Mu-

nicípios não poderá exceder os limites estabelecidos em lei complementar. Para o cumprimento

dos limites estabelecidos, a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios adotarão a exo-

neração dos servidores estáveis.

  • (B) Os créditos especiais e extraordinários terão vigência no exercício financeiro em que forem

autorizados, salvo se o ato de autorização for promulgado nos últimos quatro meses daquele

exercício, caso em que, reabertos nos limites de seus saldos, serão incorporados ao orçamento

do exercício financeiro subsequente.

  • (C) Os projetos de lei relativos ao plano plurianual, às diretrizes orçamentárias, ao orçamento

anual e aos créditos adicionais serão apreciados pelas duas Casas do Congresso Nacional, na

forma do regimento comum.

  • (D) Caberá a uma comissão mista permanente de Senadores e Deputados examinar e emitir pa-

recer sobre os projetos e sobre as contas apresentadas anualmente pelo Presidente da República.

  • (E) Compete privativamente ao Senado Federal processar e julgar o Presidente e o Vice-Presi-

dente da República nos crimes de responsabilidade.

32

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 70. Com a finalidade de aperfeiçoar os serviços prestados pelo Tribunal Superior do

Caderno de Prova

Caderno de Prova 70. Com a finalidade de aperfeiçoar os serviços prestados pelo Tribunal Superior do

70. Com a finalidade de aperfeiçoar os serviços prestados pelo Tribunal Superior do Trabalho, está

sendo pleiteada a construção de um anexo, cujo prazo de execução será de três anos. Para isso,

uma emenda ao Projeto de Lei Orçamentária Anual poderá ser aprovada desde que

  • (A) indique os recursos necessários para a construção do prédio, que podem ser provenientes

da anulação da dotação de despesas com pessoal e seus encargos.

  • (B) indique os recursos necessários para construção do prédio, que podem ser provenientes da

anulação das despesas com serviços da dívida.

  • (C) seja compatível com o Plano Plurianual e com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

  • (D) seja proposta pelo Poder Judiciário e atenda ao limite de 1,5% da Receita Corrente Líquida

prevista no projeto encaminhado pelo Poder Executivo.

  • (E) seja proposta pelo Poder Legislativo e indique que os recursos necessários para a constru-

ção do prédio serão provenientes de operações de crédito.

33

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

07/11/2017

Fundação Carlos Chagas – Concursos Públicos e Certificações

07/11/2017 Fundação Carlos Chagas – Concursos Públicos e Certificações TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO

Concurso Público para provimento de cargos

Técnico Judiciário – Área Administrativa

Divulgação do Gabarito

Cargo ou opção – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Objetiva Seletiva:

  • 001 – C

  • 002 – D

  • 003 – B

  • 004 – D

  • 005 – D

  • 006 – A

  • 007 – A

  • 008 – D

  • 009 – B

  • 010 – A

  • 011 – C

  • 012 – B

  • 013 – B

  • 014 – E

  • 015 – A

  • 016 – E

  • 017 – E

  • 018 – D

  • 019 – A

  • 020 – A

  • 021 – C

– D

– D

  • 022 – E

– C

  • 023 – B

  • 024 – C

– A

– B

  • 025 – A

  • 026 – C

– D

  • 027 – C

– B

  • 028 – A

– A

  • 029 – D

– E

  • 030 C

  • 031 – C

  • 032 – E

  • 033 –

  • 034 – B

  • 035 – C

  • 036 – C

  • 037 – C

  • 038 – D

  • 039 – E

  • 040 – C

  • 041 – B

  • 042 – E

  • 043 C

  • 044 – C

  • 045 – D

  • 046 – C

  • 047 – D

  • 048 – C

  • 049 – A

  • 050 – A

051

052

053

– A

054

055

056

057

058

059

060

– E

  • 061 – A

  • 062 – B

  • 063 – B

  • 064 – B

  • 065 – E

  • 066 – D

  • 067 – D

  • 068 – A

  • 069 – A

  • 070 – C

07/11/2017 Fundação Carlos Chagas – Concursos Públicos e Certificações TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO Concurso Público para
<a href=Caderno de Prova 35 TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa " id="pdf-obj-34-2" src="pdf-obj-34-2.jpg">
<a href=Caderno de Prova 35 TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa " id="pdf-obj-34-6" src="pdf-obj-34-6.jpg">

35

Caderno de Prova GABARITO COMENTADO LÍNGUA PORTUGUESA 1. Depreende-se da leitura do texto que (A) a

Caderno de Prova

Caderno de Prova GABARITO COMENTADO LÍNGUA PORTUGUESA 1. Depreende-se da leitura do texto que (A) a

GABARITO COMENTADO

LÍNGUA PORTUGUESA

1. Depreende-se da leitura do texto que

  • (A) a brevidade da vida exige que as pessoas deem vazão a desejos irreprimidos.

  • (B) as pessoas que se submetem a ordens superiores o fazem porque não têm alternativa a isso.

  • (C) os vícios impedem que as pessoas busquem a verdade interior.

  • (D) aos homens não é possível superar os vícios, pois estes dominam a natureza humana.

  • (E) em algum momento da vida, as pessoas percebem que o essencial da existência não está

nas paixões.

Letra c.

  • a) Segundo o texto, a vida não é breve (A vida, se souberes viver, é longa – linha 1). Ademais, o

texto, quando aborda o “desejo irreprimido”, associa-o a algumas pessoas (não à totalidade delas),

especificamente às que desejam comerciar.

  • b) O texto afirma que “há aqueles que, voluntariamente, se sujeitam à ingrata adulação dos su-

periores” (l. 6 e 7).

  • c) A afirmação se sustenta no último parágrafo do texto.

  • d) O texto não menciona explicitamente superação ou não, porém deixa implícito que alguns ho-

mens conseguem enxergar a verdade e, dessa forma, livram-se das paixões (linha 15).

  • e) Conforme o texto, alguns estão “esgotados e sonolentos”, “permanecem imersos”.

2. Traduz-se corretamente o seguinte fragmento em:

  • (A) “outro fica entorpecido pela inércia” (1º parágrafo) – outro se torna viciado em movimento.

  • (B) “não se mostram apreensivos em relação aos perigos alheios” (1º parágrafo) – não se re-

velam apavorados quanto às vulnerabilidades de terceiros.

  • (C) “lança-se a novos propósitos levianamente” (2º parágrafo) – agarra-se a outros objetivos

abruptamente.

36

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (D) “ não lhe permitindo levantar nem erguer os olhos” (3º parágrafo) –

Caderno de Prova

Caderno de Prova (D) “ não lhe permitindo levantar nem erguer os olhos” (3º parágrafo) –
  • (D) não lhe permitindo levantar nem erguer os olhos” (3º parágrafo) – não deixando que eles

levantem ou ergam os olhos.

  • (E) “Permanecem imersos, presos às paixões” (3º parágrafo) – continuam reféns, mergulhados

nas paixões.

Letra d.

A questão é típica da FCC, cobra significação vocabular, por relação de sinonímia. Na “d”, o sentido

foi preservado, houve troca por sinônimos e transformação de verbos em nome.

3. Assinale a alternativa cuja relação de referência do pronome destacada esteja incorreta:

  • (A) que não se mostram apreensivos” (l. 5) – “alguns”.

  • (B) “em relação aos seus próprios” (l. 6) – “perigos”.

  • (C) “sem terem dado rumo a suas vidas” (l. 10) – “alguns”.

  • (D) “andam à sua volta” (l. 14) – “homens”.

  • (E) “não lhe permitindo” (l. 14) – “homens”.

Letra b.

O referente do pronome seus é “alguns” (linha 4); o termo “perigos” está elíptico, não é o referente do possessivo.

4. Na linha 1, a palavra “se” foi empregada com a função de:

  • (A) indeterminação do sujeito.

  • (B) pronome apassivador.

  • (C) conjunção integrante.

  • (D) conjunção condicional.

  • (E) parte integrante do verbo.

Letra d.

O que o autor do texto quer dizer é que a vida será longa, caso você saiba viver! Portanto, o “se” foi empregado como uma conjunção subordinativa condicional.

37

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 5. “Mas a insaciável ganância domina um” (1º parágrafo) A transposição da oração

Caderno de Prova

Caderno de Prova 5. “Mas a insaciável ganância domina um” (1º parágrafo) A transposição da oração

5. “Mas a insaciável ganância domina um” (1º parágrafo) A transposição da oração acima resultará na seguinte forma verbal:

  • (A) é dominada.

  • (B) dominam-se.

  • (C) tem dominado.

  • (D) é dominado.

  • (E) tem sido dominado.

Letra d. A forma “um” vai passar a ser o sujeito paciente. É necessário, também, manter o mesmo tempo e modo verbal. Em voz passiva analítica, o adequado é “um é dominado pela insaciável ganância”.

6. Analise as seguintes proposições:

I – Em “Mas a insaciável ganância domina um; outro, desperdiça sua energia em trabalhos su- pérfluos”, a vírgula após “outro” pode ser eliminada. II – Em “O desejo de guerrear tortura alguns, que não se mostram apreensivos em relação aos perigos alheios”, a vírgula poderia ser retirada, sem alteração do sentido original. III – Em “há aqueles que, voluntariamente, se sujeitam à ingrata adulação dos superiores”, a retirada das vírgulas não altera o sentido original. Está correto o que se afirma em:

  • (A) I e III.

  • (B) I e II.

  • (C) I, II e III.

  • (D) I.

  • (E) III.

Letra a.

A I está certa, uma vez que a vírgula após “outro” separa o sujeito do verbo, sem haver sequer um

zeugma. A II está errada, pois a retirada da vírgula transformaria a oração adjetiva em restritiva, o que altera o sentido original. A III está certa, pois as vírgulas isolam um adjunto adverbial deslocado

curto.

38

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 7. “Os vícios sufocam os homens e andam à sua volta” No trecho

Caderno de Prova

Caderno de Prova 7. “Os vícios sufocam os homens e andam à sua volta” No trecho
  • 7. “Os vícios sufocam os homens e andam à sua volta”

No trecho acima, o sinal indicativo de crase foi corretamente empregado. Assinale a alternativa em

que a crase tenha sido empregada pela mesma razão.

  • (A) Às pressas, eles saíram ontem durante o evento.

  • (B) Eles deram todo o suporte necessário às suas exigências.

  • (C) Ele aspira à sua vaga como gerente da empresa.

  • (D) Não ofereça palavras tão amorosas às pessoas ingratas.

  • (E) Ele se referiu à medida adotada pelo governo.

Letra a.

Em “à sua volta”, a crase foi empregada em função de a expressão ser uma locução adverbial fe-

minina (a crase, inclusive, é obrigatória). A crase também ocorre por ser locução feminina em “às pressas”. Nos demais casos, o acento grave surge por relações de regência.

  • 8. “Também os que se ocupam invejando”

O verbo que possui a mesma sintaxe que o destacado acima está em

  • (A) Eles trouxeram a verdade aos presentes.

  • (B) Existia gente invejosa naquele recinto.

  • (C) Ocorreu uma grande tragédia nos Estados Unidos.

  • (D) Eles pagaram os impostos pontualmente.

  • (E) São os homens figurantes da sociedade moderna.

Letra d.

A forma verbal “há” foi empregada como VTD, e o mesmo ocorre com o verbo “pagaram”. “Trouxe-

ram” é VTDI; “existia” e “ocorreu”, VI; “são”, VL.

  • 9. Assinale a alternativa em que o termo sublinhado foi substituído por um pronome de maneira

INCORRETA.

  • (A) Existiam a verdade e a mentira naquela reunião. Existiam elas naquela reunião.

  • (B) Eles comprariam o estoque todo. Eles comprariam-no.

39

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (C) Doaram fraldas às crianças . → Doaram- lhes fraldas. (D) Ele falou

Caderno de Prova

Caderno de Prova (C) Doaram fraldas às crianças . → Doaram- lhes fraldas. (D) Ele falou
  • (C) Doaram fraldas às crianças. Doaram-lhes fraldas.

  • (D) Ele falou a versão dele à polícia. Ele falou-a à polícia.

  • (E) Entendi o pensamento dos meus pais. Entendi-o.

Letra b.

A forma verbal “comprariam” está no futuro do pretérito e, por isso, não é possível empregar a ên-

clise. Cuidado com a letra “a”! A substituição está correta, uma vez que “a verdade e a mentira” é

sujeito da forma verbal “existiam”.

10. “A vida, se souberes viver, é longa.”

A forma verbal apresentada no mesmo tempo e modo que a destacada acima está em

  • (A) Quando você voltar, estarei aqui!

  • (B) Eles saberão a versão correta amanhã.

  • (C) Não buscastes nem sábios, nem ricos.

  • (D) Chegou o dia de a criança aprender a andar.

  • (E) Ele talvez encontre a resposta.

Letra a.

A forma verbal “souberes” está no futuro do subjuntivo, assim como “voltar”. “Saberão” é futuro do

presente do indicativo; “buscastes”, pretérito perfeito do indicativo; “aprender”, infinitivo; “encon-

tre”, presente do subjuntivo.

11.

...

se

sujeitam à ingrata adulação dos superiores.”

O termo destacado poderia ser substituído, sem prejuízos morfossintáticos, por

  • (A) aquela bajulação ingrata dos superiores.

  • (B) desejável entendimento da situação.

  • (C) aceitável situação de subordinação.

  • (D) incoerentes premissas dos líderes.

  • (E) toda provocação da gerência.

40

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova Letra c. Você deve se atentar ao fato de que a expressão destacada

Caderno de Prova

Letra c.

Caderno de Prova Letra c. Você deve se atentar ao fato de que a expressão destacada

Você deve se atentar ao fato de que a expressão destacada está posposta a “à”. Por esse motivo, a

expressão que corretamente substitui a que está destacada deve admitir a ocorrência do artigo “a”, o que só ocorre na letra “c”!

12. Pequena é a parte da vida que vivemos” Assinale a alternativa em que o termo destacado possua a mesma função sintática que o destacado anteriormente.

  • (A) Os professores estão pasmos com a situação.

  • (B) Tornaram-se os empregados massa de manobra governamental.

  • (C) Permaneceram os alunos em silêncio após a aula.

  • (D) Precisa-se de novas ideias.

  • (E) O homem incansavelmente busca o melhor.

Letra b.

“Pequena” é predicativo do sujeito, assim como “massa de manobra governamental”. “Os professo-

res” é sujeito; “os alunos”, sujeito; “de novas ideias”, objeto indireto; “incansavelmente”, adjunto adverbial.

13. A respeito do trecho “A grande maioria, sem nenhum objetivo, lança-se a novos propósitos

levianamente, encontrando apenas desgosto.”, analise as afirmativas abaixo e marque a correta.

  • (A) A forma verbal “lança-se” poderia estar no plural, por se tratar de uma concordância verbal

facultativa.

  • (B) O pronome “se” poderia ser colocado anteposto ao verbo, sem prejuízo gramatical.

  • (C) O vocábulo “a” poderia receber o acento grave.

  • (D) No trecho, é possível identificar a ocorrência de sujeito indeterminado.

  • (E) A vírgula após “levianamente” poderia ser trocada por ponto e vírgula.

Letra b.

Como a expressão “sem nenhum objetivo” está intercalada entre o sujeito e o verbo, é possível

empregar o pronome antes do verbo, mesmo que ele fique após a pontuação.

41

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova Vamos analisar as incorretas: a) O sujeito é apenas “a grande maioria”. Não

Caderno de Prova

Vamos analisar as incorretas:

Caderno de Prova Vamos analisar as incorretas: a) O sujeito é apenas “a grande maioria”. Não
  • a) O sujeito é apenas “a grande maioria”. Não há um determinante para o núcleo. Portanto, verbo

só poderia ficar no singular.

  • c) “novos propósitos” não admite artigo “a”.

  • d) Os dois verbos possuem sujeitos identificáveis.

  • e) Como “encontrando apenas desgosto” é uma oração subordinada, a separação com ponto e

vírgula é proibida.

14. Depreende-se do texto que, segundo o autor, a felicidade

  • (A) é o mais verdadeiro dos sentimentos, porquanto destinado à eternidade.

  • (B) não pode ser metaforizada, como o cinema costuma fazer.

  • (C) é um dos maiores milagres da filosofia.

  • (D) não deve ser.

  • (E) não é um sentimento perene e imutável.

Letra e.

O quarto parágrafo valida essa afirmação, no momento em que o autor afirma que: “Sinto-me em

casa quando ouço pessoas dizerem coisas assim”. Neste momento, o autor concorda com as frases anteriores sobre os personagens citados.

15. Analise as seguintes afirmações:

I – Para o autor, há incompatibilidade entre ter esperança e ver o mundo com realismo. II – Para Cioran, o fato de alguns filósofos não serem infelizes depõe contra eles.

III – A principal função da filosofia, para o autor do texto, é buscar a salvação individual e coletiva. Está correto o que se afirma apenas em:

  • (A) I e II.

  • (B) II.

  • (C) I e III.

  • (D) III.

  • (E) II e III.

42

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova Letra a. O item I está validado no último parágrafo (“Como ter esperança

Caderno de Prova

Letra a.

Caderno de Prova Letra a. O item I está validado no último parágrafo (“Como ter esperança

O item I está validado no último parágrafo (“Como ter esperança no mundo sem ter que abdicar da capacidade de vê-lo tal como é?”); o item II, em “Os filósofos, diz Cioran, quase todos acabam bem, prova máxima contra a honestidade deles”; o item III está errado, como se vê no texto “A obsessão pelos remédios marca o fim de uma civilização, e, pela salvação, o fim da filosofia” (ideia do filósofo Cioran, com a qual concorda o autor).

RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO

16. Daniel, Joaquim, Paulo, André e Guilherme são primos, possuem idades diferentes e vão fazer uma fila em ordem crescente das idades. Sabe-se que:

Daniel é mais jovem que Guilherme e que Paulo, mas não é o mais jovem de todos. Guilherme é mais velho que Paulo, mas não é o mais velho de todos. André é mais jovem que Paulo. É correto concluir que:

  • (A) André está no segundo lugar da fila.

  • (B) Daniel está no terceiro lugar da fila.

  • (C) Paulo está no quarto lugar da fila.

  • (D) Guilherme está no terceiro lugar da fila.

  • (E) Joaquim está no último lugar da fila.

Letra e.

Vamos construir as posições da esquerda para a direita:

1ª informação: Daniel é mais jovem que Guilherme e que Paulo, mas não é o mais jovem de todos.

___

,

Daniel, Guilherme, Paulo

2ª informação: Guilherme é mais velho que Paulo, mas não é o mais velho de todos.

,

Daniel, Paulo, Guilherme, ___

___ 3ª informação: André é mais jovem que Paulo. _André_, Daniel, Paulo, Guilherme, _Joaquim _

17. Considere verdadeiras as seguintes afirmativas:

Premissa 01: Se estudo, então não passo necessidade. Premissa 02: Se não estudo, então passo aflição.

Logo, deduz-se que:

43

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (A) estudar é necessário para passar necessidade. (B) estudar é suficiente para passar

Caderno de Prova

  • (A) estudar é necessário para passar necessidade.

  • (B) estudar é suficiente para passar aflição.

Caderno de Prova (A) estudar é necessário para passar necessidade. (B) estudar é suficiente para passar
  • (C) passar necessidade é necessário para passar aflição.

  • (D) passar necessidade é suficiente para estudar.

  • (E) passar aflição é necessário para passar necessidade.

Letra e.

Podemos simbolizar as premissas:

Estudo–> não passo necessidade.

Não estudo –> passo aflição.

A primeira premissa pode ser reescrita pela equivalente contra positiva:

Estudo –> não passo necessidade (equivalente) / Passo necessidade –> não estudo.

Dessa forma, temos, agora, as duas premissas:

Premissa 1: Passo necessidade –> não estudo.

Premissa 2: Não estudo -- > Passo aflição.

Associando as duas premissas pela proposição “não estudo”, teremos:

Passo necessidade –> não estudo -- > Passo aflição.

Ou seja,

Passo necessidade –> Passo aflição.

Podemos afirmar que PASSO NECESSIDADE é SUFICIENTE para PASSO AFLIÇÃO, e que PASSO

AFLIÇÃO é NECESSÁRIO para PASSO NECESSIDADE.

18. Para verificar as habilidades lógicas de um funcionário que trabalha no TST, foi realizada uma

brincadeira durante um curso de especialização oferecido pelo Governo Federal. Em uma caixa de-

nominada VIDA, há sete bolas vermelhas e, numa caixa denominada ÁGUA, há sete bolas azuis.

Essas são as únicas bolas contidas nas duas caixas. Retiram-se três bolas da caixa VIDA, que são,

então, colocadas na caixa ÁGUA. Agora, retiram-se, aleatoriamente, quatro bolas da caixa ÁGUA,

que são, então, colocadas na caixa VIDA.

Após essas transferências, é correto afirmar que:

44

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (A) Só ficaram bolas azuis na caixa ÁGUA. (B) Só ficaram bolas vermelhas

Caderno de Prova

  • (A) Só ficaram bolas azuis na caixa ÁGUA.

  • (B) Só ficaram bolas vermelhas na caixa VIDA.

Caderno de Prova (A) Só ficaram bolas azuis na caixa ÁGUA. (B) Só ficaram bolas vermelhas
  • (C) Há, pelo menos, uma bola vermelha na caixa ÁGUA.

  • (D) Há, pelo menos, uma bola azul na caixa VIDA.

  • (E) Há mais bolas azuis na caixa ÁGUA do que bolas vermelhas na caixa VIDA.

Letra d.

Colocando 3 bolas de VIDA em ÁGUA, ficamos com:

VIDA: 4 vermelhas.

ÁGUA: 3 vermelhas e 7 azuis.

Agora, vamos tirar 4 bolas de ÁGUA (que podem ser 4 azuis, 3 vermelhas e 1 azul, 2 vermelhas e

2 azuis, ou 1 vermelha e 3 azuis) e passar para VIDA.

Analisando as alternativas:

  • a) Só ficaram bolas azuis na caixa ÁGUA. Errada, é possível que bolas vermelhas permaneçam em ÁGUA.

  • b) Só ficaram bolas vermelhas na caixa VIDA. Errada, é possível que bolas azuis tenham vindo

para VIDA.

  • c) Há, pelo menos, uma bola vermelha na caixa ÁGUA. Errada, é possível que em ÁGUA tenha no-

vamente apenas bolas azuis, caso as 3 vermelhas tenham sido levadas de volta para VIDA.

  • d) Há, pelo menos, uma bola azul na caixa VIDA. Certa. Como serão tiradas 4 bolas de ÁGUA, e lá

só há 3 vermelhas, certamente pelo menos 1 bola azul será levada de ÁGUA para VIDA.

  • e) Há mais bolas azuis na caixa ÁGUA do que bolas vermelhas na caixa VIDA. Errada. É possível, por

exemplo, levarmos 3 bolas vermelhas e 1 azul de ÁGUA para VIDA. Assim, ficamos com:

VIDA: 7 vermelhas e 1 azul

ÁGUA: 6 azuis

Veja que, nesse caso, há menos bolas azuis em ÁGUA do que vermelhas em VIDA.

45

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova 19. Uma premiação deverá ser dividida entre Bárbara e Carla, funcionários de uma

Caderno de Prova

Caderno de Prova 19. Uma premiação deverá ser dividida entre Bárbara e Carla, funcionários de uma

19. Uma premiação deverá ser dividida entre Bárbara e Carla, funcionários de uma repartição, pelos bons serviços prestados no 1º semestre de 2017. A divisão será em partes diretamente proporcio-

nais aos seus respectivos tempos de serviço e em partes inversamente proporcionais às suas res- pectivas idades. Sabe-se que Bárbara tem 24 anos e trabalha há 3 anos na repartição, e Carla tem 36 anos e trabalha há 12 anos. Se Bárbara recebeu R$ 1.800,00, então a premiação total foi de:

  • (A) R$ 6.600,00.

  • (B) R$ 4.800,00.

  • (C) R$ 7.200,00.

  • (D) R$ 6 400,00.

  • (E) R$ 5.600,00

Letra a.

Vamos, primeiramente, montar a proporção com as idades e tempos de serviço.

Bárbara = B Carla = C

Caderno de Prova 19. Uma premiação deverá ser dividida entre Bárbara e Carla, funcionários de uma

Sabemos que B = 1.800,00. Como as idades são inversamente proporcionais, iremos reescrever a proporção trocando de posi- ção os valores 24 e 36.

Caderno de Prova 19. Uma premiação deverá ser dividida entre Bárbara e Carla, funcionários de uma
Caderno de Prova 19. Uma premiação deverá ser dividida entre Bárbara e Carla, funcionários de uma

Simplificando os denominadores por 36, teremos:

Pela regra do P, temos:

Caderno de Prova 19. Uma premiação deverá ser dividida entre Bárbara e Carla, funcionários de uma

B = 3p

B= 1.800,00

C = 8pp

3p= 1800,00

p= 600,00

46

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova Logo, teremos: B = 3 p = 3. 600 = 1800,00 C= 8

Caderno de Prova

Logo, teremos:

B = 3 p = 3. 600 = 1800,00 C= 8 p = 8. 600= 4.800,00 Premiação total: 1.800,00 + 4.800,00 = R$ 6.600,00

Caderno de Prova Logo, teremos: B = 3 p = 3. 600 = 1800,00 C= 8

20. O matemático sueco Von Koch é famoso pela Curva de Koch, que aparece em seu trabalho no ano de 1906. Ele une métodos de geometria elementar com a teoria das curvas. Isso é calculado dividindo uma linha em três partes iguais, conforme as figuras 1, 2, 3 e 4 abaixo:

Caderno de Prova Logo, teremos: B = 3 p = 3. 600 = 1800,00 C= 8

Ao aplicar o processo de construção da curva de Koch nos lados de um triângulo equilátero são ob- tidas as “ilhas de Koch”, também conhecidas como “Floco de Neve”. Substituindo o segmento médio por outros dois lados de um triângulo equilátero construídos no segmento de médio:

Caderno de Prova Logo, teremos: B = 3 p = 3. 600 = 1800,00 C= 8

Nas figuras acima, u indica uma unidade de medida qualquer. A quantidade de segmentos (S) que compõe cada imagem no processo de obtenção da “Ilha de

Koch” é dada por S = 3.4 (n-1) . Qual a posição, nessa sequência, que ocupa a imagem que é composta por 12288 segmentos?

  • (A) 6ª posição.

  • (B) 7ª posição.

  • (C) 8ª posição.

  • (D) 9ª posição.

  • (E) 10ª posição.

47

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Letra a. Caderno de Prova Quantidade de Segmentos S = 3.4 Observe que na questão ele

Letra a.

Caderno de Prova

Quantidade de Segmentos S = 3.4 (n-1)

Letra a. Caderno de Prova Quantidade de Segmentos S = 3.4 Observe que na questão ele

Observe que na questão ele dá a quantidade de segmentos = 12288

Substituindo na fórmula, temos que:

12288= 3.4 (n-1)

Temos de decompor em fatores primos o valor de 12288, que nos dá um valor de 2 12 x 3. Substi-

tuindo esse valor no local de 12288, temos uma igualdade:

2 12 .

3 = 3.4 (n-1)

Reescrevendo a potência 4 (n-1) em base 2, teremos: 2 2(n-1)

2 12 . 3 = 3.

2 2(n-1)

Podemos inferir que 2 12 = 2 2(n-1) , logo 12 = 2(n-1)

2n – 2 = 12

2n = 14

n = 7

REGIMENTO INTERNO DO TST

21. Tendo como referência as disposições do Regimento Interno do TST, assinale a alternativa correta.

  • (A) O quórum para o funcionamento da Seção Especializada em Dissídios Coletivos, cuja presi-

dência compete ao Ministro mais antigo que a compuser, é de cinco Ministros.

  • (B) O Desembargador do Trabalho convocado para substituir Ministro do TST somente pode

exercer atividades jurisdicionais nas Turmas e nas Seções Especializadas da Corte.

  • (C) O mandato do Presidente do Tribunal é de dois anos e tem início na data da posse, que

ocorre trinta dias após a eleição.

  • (D) O Regimento Interno exige que haja pelo menos um integrante de cada Turma na compo-

sição da Subseção I Especializada em Dissídios Individuais.

  • (E) Os Ministros integrantes do Órgão Especial não comporão outras Seções do Tribunal.

48

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova Letra d. a) (E) O quorum para funcionamento da Seção Especializada é, de

Caderno de Prova

Letra d.

Caderno de Prova Letra d. a) (E) O quorum para funcionamento da Seção Especializada é, de
  • a) (E) O quorum para funcionamento da Seção Especializada é, de fato, de cinco Ministros. Todavia,

a presidência compete ao Presidente do Tribunal, e não ao Ministro mais antigo que a compuser (art.

35, XXVIII). E só para recordar: integram a Seção Especializada em Dissídios Coletivos o Presidente

e o Vice-Presidente do Tribunal, o Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho e mais seis Ministros

(art. 64). Compete ao Presidente do TST presidir as sessões do Tribunal Pleno, do Órgão Especial e

das Seções Especializadas (art. 35, XXVIII).

  • b) (E) O Desembargador do Trabalho convocado atuará exclusivamente em Turma da Corte. (art.

17, parágrafo único).

  • c) (E) O mandato do Presidente do Tribunal, de fato, é de dois anos, mas a posse não é feita ne-

cessariamente em trinta dias após a eleição, mas em data marcada pelo Tribunal Pleno (art. 30).

  • d) (C) Haverá pelo menos um e no máximo dois integrantes de cada Turma na composição da Sub-

seção I Especializada em Dissídios Individuais (art. 65, § 3º).

  • e) (E) Os Ministros integrantes do Órgão Especial comporão também outras Seções do Tribunal (art.

63, parte final). E só para relembrar: Integram o Órgão Especial o Presidente e o Vice-Presidente

do Tribunal, o Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho, os sete Ministros mais antigos, incluindo os

membros da direção, e sete Ministros eleitos pelo Tribunal Pleno (art. 63).

22. Sobre as votações no TST, assinale a alternativa correta.

  • (A) Na ocorrência de empate nas sessões do Órgão Especial e das Seções Especializadas, pre-

valecerá a decisão mais favorável à parte recorrente.

  • (B) As votações terão início com o voto do Relator. Em seguida, vota o Presidente do Órgão ou

o Ministro que o estiver substituindo.

  • (C) As decisões serão tomadas, em regra, por maioria de votos. Todavia, a aprovação de Emen-

da Regimental e a eleição dos Ministros para os cargos de direção exigem o voto de dois terços

dos ministros do Tribunal Pleno.

  • (D) O Ministro usará o tempo que se fizer necessário para proferir seu voto e somente pode

retificá-lo antes de proclamado o resultado do julgamento.

  • (E) Em nenhuma hipótese poderá participar de julgamento já iniciado ou em prosseguimento o

Ministro que não tenha assistido ao relatório do processo ou aos debates dos magistrados.

49

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Letra d. Caderno de Prova a) (E) Na ocorrência de empate nas sessões do Órgão Especial

Letra d.

Caderno de Prova

Letra d. Caderno de Prova a) (E) Na ocorrência de empate nas sessões do Órgão Especial
  • a) (E) Na ocorrência de empate nas sessões do Órgão Especial e das Seções Especializadas, prevale-

cerá o voto proferido pelo Presidente do Tribunal ou pelo Ministro que o estiver substituindo (art. 124).

  • b) (E) As votações, de fato, serão iniciadas com o voto do relator. Todavia, O Presidente ou o Minis-

tro que o estiver substituindo votará por último, salvo se for o Relator do processo (art. 126, caput,

e seu parágrafo único).

  • c) (E) As decisões serão tomadas, de fato, por maioria de votos, salvo as hipóteses previstas no

Regimento Interno (art. 123). A aprovação de Emenda Regimental e eleição dos Ministros para os cargos de direção exigem o voto da maioria absoluta, e não de dois terços, como afirma a questão. Só para recordar, em votação do Tribunal Pleno, é exigida a maioria absoluta quando a deliberação tratar-se de I – escolha dos nomes que integrarão a lista destinada ao preenchimento de vaga de Ministro do Tribunal, observado o disposto no art. 4.º, § 2.º, II; II – aprovação de Emenda Regi- mental; III – eleição dos Ministros para os cargos de direção do Tribunal; IV – aprovação, revisão ou cancelamento de Súmula ou de Precedente Normativo; e V – declaração de inconstitucionalidade de lei ou de ato normativo do poder público (art. 62, § 1º, e seus incisos).

  • d) (C) O Ministro usará o tempo que se fizer necessário para proferir seu voto, podendo retomar a pa-

lavra para retificá-lo antes da proclamação, prestar esclarecimentos ou se for nominalmente referido,

sendo vedadas as interrupções e pronunciamentos sem prévia autorização do Presidente (art. 128).

  • e) (E) O Ministro que não tenha assistido ao relatório ou aos debates poderá participar do julgamen-

to já iniciado ou em prosseguimento quando se declarar esclarecido (art. 131, § 9º).

23. Sobre a composição dos órgãos julgadores no TST, assinale a alternativa incorreta.

  • (A) Os presidentes de Turmas, enquanto no exercício da presidência do órgão, não podem

exercer o direito de permuta.

  • (B) O Ministro do TST pode escolher a Seção e a Turma que deseja integrar; havendo mais de

um pedido, terá preferência o Ministro mais antigo.

  • (C) O Ministro integrante da Seção Especializada em Dissídios Individuais não poderá compor

a Seção Especializada em Dissídios Coletivos nem as Turmas.

  • (D) O Ministro integrante da Seção Especializada em Dissídios Individuais poderá requerer

transferência para a Seção Especializada em Dissídios Coletivos desde que haja vaga ou em caso

de permuta com outro Ministro.

50

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova (E) O Ministro empossado no TST integrará o Órgão Judicante onde se deu

Caderno de Prova

Caderno de Prova (E) O Ministro empossado no TST integrará o Órgão Judicante onde se deu
  • (E) O Ministro empossado no TST integrará o Órgão Judicante onde se deu a vaga para a qual

foi nomeado ou ocupará vaga resultante da transferência de Ministro.

Letra c.

  • a) (C) Os Presidentes de Turma, enquanto no exercício da presidência do órgão, não podem exercer

o direito de permuta. Para fazê-lo, deverão renunciar previamente à Presidência do Colegiado (art.

60, parte final).

  • b) (C) Para a composição dos órgãos judicantes do Tribunal, respeitados os critérios de antiguidade

e os estabelecidos neste capítulo, os Ministros poderão escolher a Seção Especializada e a Turma

que desejarem integrar. (art. 60, primeira parte).

  • c) (E) O Regimento Interno restringe a ocupação simultânea de Ministro somente nas Seções Espe-

cializadas, não nas Turmas. É o que se extrai da interpretação do RITST, que assim dispõe: “cada

Ministro comporá apenas uma Seção Especializada” (art. 60, parágrafo único).

  • d) (C) O art. 60 do RI admite que, antes da posse de novo ministro do TST, os demais ministros

requeiram a transferência para o órgão onde surgiu a vaga (art. 61). Permite-se que os Ministros

exerçam o direito de permuta, salvo os Presidentes de Turma, que, para fazê-lo, deverão previa-

mente renunciar à Presidência do Colegiado.

  • e) (C) A alternativa corresponde à literalidade do art. 61, RITST, que assim dispõe: o Ministro em-

possado integrará os Órgãos do Tribunal onde se deu a vaga ou ocupará aquela resultante da trans-

ferência de Ministro, autorizada pelo art. 60.

24. (FCC/TRT-15ª REGIÃO/ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA/2013/ADAPTADA) Nos

termos do Regimento Interno do TST, é regra atinente à eleição aos cargos de direção no Tribunal:

  • (A) mandato de dois anos.

  • (B) somente poderão votar os Ministros presentes na sessão de votação.

  • (C) a possibilidade de os cinco ministros mais antigos concorrerem a cada cargo.

  • (D) possibilidade de uma reeleição.

  • (E) a eleição é feita pelo Órgão Especial.

51

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Letra a. Caderno de Prova a) (C) O mandato é de dois anos (art. 30). b)

Letra a.

Caderno de Prova

  • a) (C) O mandato é de dois anos (art. 30).

Letra a. Caderno de Prova a) (C) O mandato é de dois anos (art. 30). b)
  • b) (E) O Ministro impossibilitado de comparecer à sessão de eleição poderá enviar carta ao Presi-

dente do Tribunal, na qual anexará o seu voto em invólucro à parte, fechado e rubricado, para que,

no momento próprio, seja depositado na urna juntamente com o dos Ministros presentes. (art. 32).

  • c) (E) Concorrerão apenas os Ministros mais antigos de Corte, em número correspondente ao dos

cargos de direção (art. 29). Para exemplificar, se são disputados os três cargos de direção, dispu-

tarão os três Ministros mais antigos que não estejam impedidos de concorrer. Na prática funciona

assim: Eleição do presidente: disputam os três ministros mais antigos do Tribunal (elegíveis); esco-

lhido um deles, passa-se à eleição do Vice-Presidente: disputam os três ministros mais antigos do

Tribunal (elegíveis); escolhido um deles, passa-se à eleição do Corregedor: disputam os três minis-

tros mais antigos do Tribunal (elegíveis). Ou seja, o ministro não eleito que concorreu ao cargo de

Presidente pode se candidatar ao cargo de Vice-Presidente e, se não for eleito, poderá se candidatar,

ainda, ao cargo de Corregedor.

  • d) (E) É inadmitida a reeleição (art. 29);

  • e) (E) a eleição é feita pelo Tribunal Pleno (art. 30).

25. Sobre as Comissões Permanentes do TST, aponte a alternativa incorreta.

  • (A) A presidência das comissões permanentes caberá ao Ministro mais antigo que as compuser.

  • (B) A competência para eleger os membros das comissões permanentes é do Tribunal Pleno.

  • (C) É admitida a reeleição de membro titular de comissão permanente para o mandato imedia-

tamente subsequente.

  • (D) A substituição dos membros das comissões, exceto do seu presidente, recairá no respectivo

suplente.

  • (E) As comissões permanentes são formadas por três Ministros titulares e um suplente.

Letra b.

  • a) (C) A Presidência das comissões permanentes caberá ao Ministro mais antigo que as compuser

(art. 47, 2º).

52

TST – Técnico Judiciário – Área Administrativa

Caderno de Prova b) (E) A competência para eleger membros das comissões permanentes é do Órgão

Caderno de Prova

Caderno de Prova b) (E) A competência para eleger membros das comissões permanentes é do Órgão
  • b) (E) A competência para eleger membros das comissões permanentes é do Órgão Especial, e não

do Tribunal Pleno, como afirma a questão (art. 47).

  • c) (C) Cada Ministro poderá ser eleito membro titular da mesma comissão permanente para um

único período, admitida sua reeleição para o mandato imediatamente seguinte (art. 47, § 3º).

  • d) (C) Nas ausências ou impedimentos eventuais ou temporários, a substituição no Tribunal far-se-á

da seguinte maneira: qualquer dos membros das Comissões, pelo respectivo suplente (art. 15, VI).

  • e) (C) (arts. 51, 53 e 56).

26. Sobre a competência no TST, assinale a alternativa correta.

  • (A) Compete ao Presidente do Tribunal exercer o juízo de admissibilidade dos recursos extra-

ordinários.

  • (B) Compete ao Vice-Presidente do Tribunal dar publicidade, mensalmente, no órgão oficial,

dos dados estatísticos relativos às atividades jurisdicionais do Tribunal e dos Ministros.

  • (C) Compete ao Presidente do Tribunal propor ao Poder Legislativo a criação, extinção e trans-

formação de cargos e funções públicas e a fixação dos respectivos vencimentos ou gratificações.

  • (D) Compete ao Tribunal Pleno deliberar sobre prorrogação do prazo para a posse no cargo de

Ministro do Tribunal Superior do Trabalho e o início do exercício.

  • (E) Compete ao Presidente do Tribunal opinar sobre propostas de alterações da legislação tra-

balhista, inclusive processual, quando entender que deve manifestar-se oficialmente.

Letra d.

  • a) (E) A competência para exercer o juízo de admissibilidade dos recursos extraordinários é do Vi-

ce-Presidente (art. 36, V).

  • b) (E) A competência para dar publicidade mensal dos dados estatísticos é do Presidente do Tribunal

(art. 35, IX).

  • c) (E) A competência para propor ao Poder Legislativo a criação, extinção e transformação de cargos

e funções públicas e a fixação dos respectivos vencimentos ou gratificações é do Órgão Especial

(art. 69, II, e).

  • d) (C) A competência para deliberar sobre prorrogação do prazo para a posse no cargo de Ministro