ESTILOS DE APRENDIZAGEM

Você já pensou em como você aprende?
E como seus alunos aprendem?
Seriam iguais, parecidos ou completamente
diferentes?
Cada pessoa tem características diferentes e,
portanto, tem comportamentos diferentes em
relação à aprendizagem, ou seja, possuem
diferentes estilos de
aprendizagem.
Os estilos de aprendizagem tornaram-se
populares em meados dos anos 1970 e tiveram
grande influência na Educação.
Apesar de ter vários conceitos, o mais aceito é o
entendimento de que o estilo de aprendizagem é
composto de características cognitivas, afetivas e
psicológicas que o aluno recebe e interage com o
ambiente de aprendizagem.

Modelo de Barbe
O modelo criado por Walter Burke Barbe (BARBE;
MILONE JR., 1981) possui três estilos de
aprendizagem:
visual, auditivo ou cinestésico.
Esse modelo é o mais conhecido pelos
educadores. Este modelo, também, é o mais
utilizado pela neurociência
Barbe e Milone explicam que esse modelo
inicialmente diferencia força de aprendizagem de
preferência de
estilo porque nem sempre a forma como

as pessoas privilegiam o sentido da visão como forma de reter as informações. gráficos. como chamamos. ESTILO VISUAL No estilo visual. eles aprendem melhor quando assistem à aula. Essas pessoas ainda tendem a olhar a situação de forma panorâmica para depois focalizar nos detalhes. Se você for. principalmente se estiverem escritas. Elas tendem a ter mais habilidade de fazer leitura corporal e têm boa percepção estética. além de serem capazes de memorizar diversas informações.preferimos receber as informações é a que melhor nos faz aprender. . existe a possibilidade de alguma vez você se pegar sem prestar atenção em uma aula ou palestra porque o slide que o professor estava utilizando estava mexendo? Pois estímulo demais se torna distração. de visual. maneiras de receber informações que facilitam sua aprendizagem. auditivos ou cinestésicos. formas etc. Neste modelo. mas se deve tomar cuidado para não ter informação em excesso. Os estímulos podem ser visuais. utilizar-se de códigos de cor e fazer mapas conceituais.entende-se que cada aluno possui uma. como imagens.ou mais. As aulas para essas pessoas precisam ter informações visuais suficientes.

As aulas pensadas para esses alunos precisam conter elementos sonoros. Pessoas com essa característica utilizam-se de gestos. manipulação de objeto. a grande força de aprendizagem é o movimento. prestando atenção ao ritmo e ao tom. essas pessoas preferem que alguém lhes diga como fazer alguma coisa e ele sintetiza em voz alta e. normalmente. movimentos corporais. repetindo o que está sendo aprendido em voz alta com suas próprias palavras e leem textos em voz alta. preferem trabalhos em grupo.muitas vezes. gostam de colocar a “mão na massa” para facilitar a aprendizagem. elas têm talentos musicais ou conseguem se concentrar melhor com música de fundo. A aprendizagem para essas pessoas é facilitada se elas fizerem na prática. É comum elas serem boas em matemática e. Normalmente. para eles estudarem é comum que eles gravem as aulas e as escutem depois. por isso preferem demonstrar como se faz ao invés de explicá-lo. a informação é retida pela escuta e pela fala. resume os diferentes estilos propostos por Barbe: . privilegia-se o sentido da audição.ESTILO AUDITIVO No estilo auditivo. O quadro a seguir. ESTILO CINESTÉSICO No estilo cinestésico.