Você está na página 1de 3

Tutorial do SeaTools para DOS Page 1 of 3

Página inicial Pesquisar Portuguese (Brazil)

Tutorial do SeaTools para DOS [201271] Grandes novidades

Subscrever Retorno Recomendações de firmware


para as unidades Barracuda
7200.11, ES.2 SATA e
DiamondMax 22
Onde posso encontrar drivers
ou downloads para minha
SeaTools para DOS é uma ferramenta de diagnósticos abrangente e fácil de usar, que o ajuda a determinar rapidamente o que está unidade?
impedindo que você acesse os dados de seu computador desktop ou notebook. Ele inclui vários testes que examinarão o meio físico da
unidade Seagate, Maxtor ou de qualquer marca. Esta orientação vale tanto para a versão antiga (texto) quanto para a nova (GUI). Atualização de firmware para
ST3500320AS, ST3640330AS,
Para usar o SeaTools para DOS, escolha fazer o download da versão em disquete ou da versão de imagem de CD inicializável. ST3750330AS, ST31000340AS
Perguntas freqüentes (FAQs)
sobre devoluções no período de
Criação de disquete garantia

Para a versão em disquete, você precisará de um disquete de 1,44 MB. Clique no arquivo .EXE baixado do site da Seagate e siga as Atualização de Firmware para
instruções da tela. Barracuda 7200.12

Criação de um CD usando o arquivo .ISO da imagem de CD inicializável.


Consulte o artigo da BC 201431 para obter detalhes sobre a gravação do arquivo .ISO em um CD. Documentos com classificação
mais alta
Apenas copiar os arquivos em um CD não funcionará; o arquivo deve ser gravado no CD como uma imagem.
É possível fisicamente instalar a
unidade de lado, de cabeça para
Depois de criar a mídia inicializável, reinicie o computador com a mídia na unidade. Se o computador não iniciar a partir da mídia, pode ser baixo ou na posição vertical?
preciso ajustar a ordem de inicialização no BIOS do computador. Consulte o artigo da BC 184971 ou o guia do usuário do computador
Caixas de sistema com ventilação
para obter informações sobre a alteração da seqüência de inicialização. inadequada podem reduzir a vida
útil da unidade de disco rígido.
Este documento cobre as versões nova e antiga do SeaTools para DOS. O guia para a versão mais recente encontra-se logo abaixo. Para
a versão mais antiga, clique aqui. Como posso copiar/transferir todos
os dados de minha antiga unidade
SeaTools para DOS, versão nova: de inicialização para minha nova
Todos os produtos unidade Maxtor?
Na inicialização, você verá um Contrato de licença de usuário final.
Somente produtos atuais Definition of a BIOS Limitation or
BIOS Capacity Barrier.
Solucionando Problemas GPT
Protective Partition

Clique em I Accept (Eu aceito) para continuar.


Com isso você será levado para a página do menu principal.

No menu "Basic" (Básico):


Short test – Executa um teste DST nas unidades Seagate. Se o DST não for compatível com a unidade, o SeaTools executa um teste
de leitura. Este teste demora aproximadamente 2 minutos.
Long test – Executa um exame completo da unidade. Ele normalmente é usado para encontrar e reparar setores inválidos.
Acoustic test – Reduz a velocidade da unidade, para que você possa determinar se o ruído de um sistema é causado pela unidade ou
por outra coisa.

Recursos avançados
Set Capacity to 32GB – Limita a unidade a 32 GB, para uso com Pentium 3 ou sistemas antigos.
Set Capacity manually – Limita a unidade a um número específico de endereços de blocos lógicos (LBAs), útil quando se substitui um
tamanho incomum de unidade em uma RAID.
Set Capacity to MAX – Usado para redimensionar a unidade para a capacidade total (não ignora o jumper de limite de capacidade).
Erase Track Zero – Preenchimento rápido com zeros, para apagar os dados e as partições de uma unidade. Esta opção demora um
segundo para ser concluída.
Timed Erase (10 segundos, 20 segundos, 1 minuto, 5 minutos) – Útil para quando o preenchimento rápido com zeros não dá certo (isso
é, no caso de carregadores de inicialização…).
Full Erase – Preenche toda a unidade com zeros. Pode ser usado para recuperar setores inválidos; apaga todos os dados. Este não é
um "apagamento seguro".
Abaixo, a tela Results and Progress (Resultados e andamento):

1. Número de modelo e número de série da unidade selecionada.


2. Exibição do status da unidade e dos recursos suportados.
3. POH – Exibição das horas em funcionamento; e da temperatura da unidade em graus Celsius.

http://seagate.custkb.com/seagate/crm/selfservice/search.jsp?DocId=201271&NewLang=pt 23/7/2010
Tutorial do SeaTools para DOS Page 2 of 3
- Clique em "View log" (Exibir log) para abrir o arquivo de log após a conclusão do teste (não mostrará muito mais
do que está na tela).
Versão antiga
Após a inicialização no SeaTools surgirá um contrato de licença.

Leia o contrato e pressione "Y" para aceitar os termos e continuar com o teste, ou pressione "N" para sair do programa. Use as teclas
"Page Up" e "Page Down" para rolar a tela.
Após concordar com os termos da licença, a tela do teste aparece.

Veja os vários elementos da tela de teste da versão antiga.


D or 0-9 – Alterna as unidades – Seleciona em que unidade executar as ações (consulte a área de dispositivos para obter o número
correspondente).
S – Short test – Executa um autoteste de unidade (DST) nas unidades Seagate. (Se o DST não for suportado o SeaTools executa um
teste de leitura). Leva aproximadamente 2 minutos.
L – Long test – Exame completo da unidade. Normalmente usado para encontrar e reparar setores inválidos.
Z – Zero Fill – Limpa os dados da unidade. Bom para apagar partições corrompidas ou incomuns. Apaga TODAS as partições e dados
da unidade. Suporta as opções Quick (Rápida) e Long (Completa).
A – Spin down drive (for Acoustic test) – Reduz a velocidade da unidade, para que você possa determinar se o ruído de um sistema é
causado pela unidade ou por outra coisa.
C – Set Capacity – Usado para definir a capacidade da unidade, para ultrapassar os limites comuns de 32 GB e 137 GB. Sempre usado
para unidades com capacidade diminuída.
V – View log file – Interrompe o arquivo de log para análise.

A explicação para o texto colorido na parte inferior da tela segue abaixo:


Texto branco: O dispositivo (isto é, dispositivo 0) e seus números de modelo e de série.
Texto amarelo: Conjunto de chipes da placa-mãe.
Texto azul-piscina: Indica se a placa-mãe suporta LBA de 48 bits e o LBA máximo para esta unidade, juntamente com sua capacidade.
Texto verde: Status do SMART. Se o SMART falhou, não há necessidade de executar um teste. A unidade deve ser substituída.
Texto verde: Status do suporte a DST (Autoteste da unidade) – Se o DST for suportado, será usado durante o teste.
Texto azul: Status da temperatura de operação – Temperatura atual e máx. registrada – útil para determinar se o calor é um fator no
problema ou falha da unidade. Consulte o manual do produto para obter a temperatura de operação especificada. A "Worst Temp" (Pior
temperatura) refere-se à temperatura mais alta registrada para a unidade durante toda sua vida útil.
Uma leitura incomum normal exibe 253 Celsius, o que significa apenas que a unidade não suporta o recurso de leitura da temperatura.
Não há com que se preocupar.
POH = Power on Hours – Indica há quanto tempo a unidade está em funcionamento em toda sua vida útil.

Teste acústico

Uma vez ativado, a unidade diminuirá sua velocidade, para que você possa verificar se o ruído vem da unidade ou de outros componente
(como uma ventoinha do computador). A unidade continuará coma velocidade reduzida até que o usuário pressione uma tecla.
A janela pop-up permanecerá aberta por vários segundos, até que a unidade acelere novamente.

Definir capacidade
S – Set 32 GB Capacity: Útil para unidades ATA em placas-mãe antigas.
R – Reset to Drive Maximum: Útil para restituir a capacidade máxima de unidades ATA e SATA que tiveram a capacidade diminuída
manual ou espontaneamente.
M – Set Manually: Geralmente útil para unidades ATA e SATA como uma alternativa quando a opção Reset to Maximum (Redefinir
para máximo) não funciona.
Q – Back to Main Menu.

Preenchimento com zeros


Opções do menu principal: Z-Erase Drive (Apagar unidade) é a opção de preenchimento com zeros.

Este é o submenu Zero-fill (Preenchimento com zeros).

No submenu Zero Fill tem-se as seguintes opções:


Z - Preenchimento rápido com zeros (primeiros 63 setores da unidade, instantâneo)
A - Preenchimento completo com zeros (todos os setores da unidade, pode demorar várias horas)
F - Preenchimento temporizado com zeros, onde T ajusta o tempo.

Informações da unidade
É o texto em amarelo observado na parte inferior da tela do menu principal.

Mostra os discos rígidos detectados


Device number - Usado para selecionar que unidade testar.
Model number
SN - Número de série
FW - Revisão do firmware – Útil em produtos SCSI e SATA, e em alguns produtos ATA.
Controller – Conjunto de chipes ao qual a unidade está conectada. Útil para algumas unidades SATA e para problemas de capacidade.
Caso o conjunto de chipes seja antigo, pode ser aplicado o limite de LBA de 28 bits e, assim, o conjunto de chipes pode suportar apenas
velocidades de 1,5Gb/s para SATA.

Se uma unidade não aparecer nesta área, desligue o computador e confirme se a unidade está instalada corretamente.
Consulte a página de assistência à instalação para obter detalhes sobre a configuração de vários tipos de unidades.
Este utilitário não detectará unidades externas. Use o para Windows para testar unidades externas.

http://seagate.custkb.com/seagate/crm/selfservice/search.jsp?DocId=201271&NewLang=pt 23/7/2010
Tutorial do SeaTools para DOS Page 3 of 3
Arquivo de log
O arquivo de log é armazenado na mídia de inicialização, se for regravável, ou na memória, para a versão em CD. É armazenado como:
Serial#.LOG
Ex: 5NF0R4RC.LOG
Para exibir o log no software, pressione V.
Para sair do visualizador de log, pressione a tecla Esc.

Status do teste (durante um DST)

Durante um teste, a parte superior da tela exibe uma barra de andamento e a área central mostra os resultados.
Após a conclusão do teste, a área central continua a mostrar o resultado e a parte superior volta a mostrar as opções de comando.
Reparação de setores inválidos (Teste completo)

Se forem encontrados blocos inválidos durante um teste completo, surgirá um aviso perguntando como proceder.
A tela abaixo aparece ao final do exame ou se o usuário cancelar o teste, caso tenham sido descobertos setores
inválidos na unidade.
Exemplo:

Siga as instruções da tela para continuar.


Para mais informações sobre o para DOS, consulte o arquivo readme.txt.

Também visto
How To Install and Troubleshoot Serial ATA (SATA) Hard Drives [196169]
How to use SeaTools for Windows [202435]
How Do I Low-Level Format a SATA or ATA (IDE) Hard Drive? [203931]
How to format your FreeAgent drive in Mac OS 10.5 and Higher [207851]
How to test Maxtor OneTouch drives. [192251]

1 2 3 4 5
Como você classifica este documento? Ruim Excelente

http://seagate.custkb.com/seagate/crm/selfservice/search.jsp?DocId=201271&NewLang=pt 23/7/2010