Você está na página 1de 29

Produção

Textual

Professor

Caderno de Atividades Pedagógicas de Aprendizagem Autorregulada - 04

7º Ano | 4° Bimestre

Disciplina

Curso

Bimestre

Ano

Produção Textual

Ensino Fundamental

 

Habilidades Associadas

1. Reconhecer a finalidade dos textos injuntivos.

 

2. Utilizar adjuntos adverbiais como auxiliares à produção de instruções.

 

3. Identificar e corrigir dificuldades ortográficas recorrentes.

 

4. Produzir e reproduzir, por escrito, receitas, regras e manuais.

 
ortográficas recorrentes.   4. Produzir e reproduzir, por escrito, receitas, regras e manuais.  

Apresentação

A Secretaria de Estado de Educação elaborou o presente material com o intuito de estimular o envolvimento do estudante com situações concretas e contextualizadas de pesquisa, aprendizagem colaborativa e construções coletivas entre os próprios estudantes e respectivos tutores docentes preparados para incentivar o desenvolvimento da autonomia do alunado. A proposta de desenvolver atividades pedagógicas de aprendizagem autorregulada é mais uma estratégia pedagógica para se contribuir para a formação de cidadãos do século XXI, capazes de explorar suas competências cognitivas e não cognitivas. Assim, estimula-se a busca do conhecimento de forma autônoma, por meio dos diversos recursos bibliográficos e tecnológicos, de modo a encontrar soluções para desafios da contemporaneidade, na vida pessoal e profissional. Estas atividades pedagógicas autorreguladas propiciam aos alunos o desenvolvimento das habilidades e competências nucleares previstas no currículo mínimo, por meio de atividades roteirizadas. Nesse contexto, o tutor será visto enquanto um mediador, um auxiliar. A aprendizagem é efetivada na medida em que cada aluno autorregula sua aprendizagem. Destarte, as atividades pedagógicas pautadas no princípio da autorregulação objetivam, também, equipar os alunos, ajudá-los a desenvolver o seu conjunto de ferramentas mentais, ajudando-o a tomar consciência dos processos e procedimentos de aprendizagem que ele pode colocar em prática. Ao desenvolver as suas capacidades de auto-observação e autoanálise, ele passa ater maior domínio daquilo que faz. Desse modo, partindo do que o aluno já domina, será possível contribuir para

o desenvolvimento de suas potencialidades originais e, assim, dominar plenamente todas as

ferramentas da autorregulação. Por meio desse processo de aprendizagem pautada no princípio da autorregulação, contribui-se para o desenvolvimento de habilidades e competências fundamentais para o aprender-a-aprender, o aprender-a-conhecer, o aprender-a-fazer, o aprender-a-conviver e o aprender-a-ser. A elaboração destas atividades foi conduzida pela Diretoria de Articulação Curricular, da Superintendência Pedagógica desta SEEDUC, em conjunto com uma equipe de professores da rede

estadual. Este documento encontra-se disponível em nosso site www.conexaoprofessor.rj.gov.br, a fim

de que os professores de nossa rede também possam utilizá-lo como contribuição e complementação às

suas aulas. Estamos à disposição através do e-mail curriculominimo@educacao.rj.gov.br para quaisquer esclarecimentos necessários e críticas construtivas que contribuam com a elaboração deste material.

Secretaria de Estado de Educação

Caro Tutor,

Neste caderno, você encontrará atividades diretamente relacionadas a algumas habilidades e competências do 4° Bimestre do Currículo Mínimo de Produção Textual do 7º Ano do Ensino Fundamental. Estas atividades correspondem aos estudos durante o período de um mês. A nossa proposta é que você atue como tutor na realização destas atividades com a turma, estimulando a autonomia dos alunos nessa empreitada, mediando as trocas de conhecimentos, reflexões, dúvidas e questionamentos que venham a surgir no percurso. Esta é uma ótima oportunidade para você estimular o desenvolvimento da disciplina e independência indispensáveis ao sucesso na vida pessoal e profissional de nossos alunos no mundo do conhecimento do século XXI. Neste Caderno de Atividades, os alunos aprenderão o que são textos injuntivos e a reconhecer a finalidade desses textos. Na segunda parte, aprenderão a utilizar adjuntos adverbiais como auxiliares à produção de instruções, além de também aprenderem a produzir e reproduzir, por escrito, receitas, regras e manuais. Para os assuntos abordados em cada bimestre, vamos apresentar algumas relações diretas com todos os materiais que estão disponibilizados em nosso portal eletrônico Conexão Professor, fornecendo diversos recursos de apoio pedagógico para o Professor Tutor. Este documento apresenta 04 (quatro) aulas. As aulas podem ser compostas por uma explicação base, para que você seja capaz de compreender as principais ideias relacionadas às habilidades e competências principais do bimestre em questão, e atividades respectivas. Leia o texto e, em seguida, resolva as Atividades propostas. As Atividades são referentes a um tempo de aula. Para reforçar a aprendizagem, propõe- se, ainda, uma avaliação sobre o assunto.

Um abraço e bom trabalho! Equipe de Elaboração

Sumário

Introdução Objetivos Gerais 3 5 Materiais de Apoio Pedagógico Orientação Didático-Pedagógica Aula 1:
Introdução
Objetivos Gerais
3
5
Materiais de Apoio Pedagógico
Orientação Didático-Pedagógica
Aula 1: Atenção! Siga às instruções!
5
6
7
Aula
2:
Minha receita!
12
Aula 3: Siga às regras!
Avaliação
Referências
18
23
28

Objetivos Gerais

No 7ª ano do Ensino Fundamental, o conteúdo mais abordado é o estudo sobre

os gêneros. Para atingir tal objetivo, vamos trabalhar o gênero Injuntivo.

Primeiramente conheceremos suas características e finalidades analisando trechos de

manuais de instruções. Em seguida, vamos ver o gênero textual Receita. Encerraremos

este caderno de atividades conhecendo as características do Gênero Regras de jogos.

O critério aqui estabelecido baseia-se no Currículo Mínimo, sendo as habilidades e

competências tratadas de maneira inicial e simples com o objetivo de contribuir para

formação do aluno.

Materiais de Apoio Pedagógico

No portal eletrônico Conexão Professor, é possível encontrar alguns materiais

que podem auxiliá-los. Vamos listar estes materiais a seguir:

Aula

Teleaulas

Orientações Pedagógicas do CM

Reforço

Referência

Escolar

     

Aula 1

-

downloads/cm/cm_11_9_7A_4.pdf

---

     

Aula 2

-

downloads/cm/cm_12_9_7A_4.pdf

---

     

Aula 3

-

downloads/cm/cm_76_9_7A_4.pdf

---

Orientação Didático-Pedagógica

Para que os alunos realizem as atividades referentes a cada dia de aula, sugerimos os seguintes procedimentos para cada uma das atividades propostas no Caderno do Aluno:

1° - Explique aos alunos que o material foi elaborado que o aluno possa compreendê-lo sem o auxílio de um professor. 2° - Leia para a turma a Carta aos Alunos, contida na página 3. 3° - Reproduza as atividades para que os alunos possam realizá-las de forma individual ou em dupla. 4° - Se houver possibilidade de exibir vídeos ou páginas eletrônicas sugeridas na seção Materiais de Apoio Pedagógico, faça-o. 5° - Peça que os alunos leiam o material e tentem compreender os conceitos abordados no texto base. 6° - Após a leitura do material, os alunos devem resolver as questões propostas nas ATIVIDADES. 7° - As respostas apresentadas pelos alunos devem ser comentadas e debatidas com toda a turma. O gabarito pode ser exposto em algum quadro ou mural da sala para que os alunos possam verificar se acertaram as questões propostas na Atividade. Todas as atividades devem seguir esses passos para sua implementação.

Aula 1: Atenção! Siga às instruções!

Caro aluno (a), nesta aula, iremos conhecer um pouco mais do gênero textual que circula constantemente no nosso dia a dia: os textos injuntivos! Os textos injuntivos são aqueles que indicam procedimentos a serem realizados. Exemplos mais comuns desses textos são os manuais de instruções, receitas, bulas e regras. Que produtos você ou sua família já comprou que vêm acompanhados de manual de instruções? Você já tentou e demorou muito tempo para instalar algo porque não quis ler antes o manual? Já preferiu pedir ajuda a ler o manual? Quando lemos as instruções com atenção tudo fica mais fácil e rápido! Os manuais de instruções têm como objetivo instruir, ensinar e apresentar o produto de forma compreensível para o usuário menos experiente, pode ser apresentado em forma de livreto, folheto ou folder (papel com explicações resumidas). Atualmente muitos fabricantes estão utilizando CD-ROM para instruir o consumidor mais detalhadamente. Manual de instruções pertence à ordem dos textos instrucionais, injuntivos. Esse tipo de texto faz uso de verbos no modo imperativo (modo verbal que indica ordem, pedido ou conselho, como: leia, abra, use) ou verbos no infinitivo (conectar, inserir, observar). Descreve ações e pode conter ilustrações que ajudem no entendimento. A linguagem é objetiva, a norma padrão da língua, mas com termos comuns, fáceis de serem entendidos e os períodos são simples para evitar que o leitor fique confuso. O texto do manual de instruções costuma ser acompanhado por imagens que tornem a explicação. Vamos ler um trecho de um manual de instruções.

Saiba como instalar as cadeirinhas infantis corretamente em automóveis

Bebê conforto:

A cadeira deve ser instalada de costas para o movimento;

As tiras da cadeirinha devem ficar abaixo dos ombros e ajustadas ao corpo da criança

com um dedo de folga;

O Cinto de segurança deve abraçar a cadeira;

A cadeira deve ser instalada com cinto de três pontas e de preferência no centro do

banco;

O cinto de segurança do carro deve passar pelos locais indicados da cadeirinha e ela

não deve se mover mais de 2 cm; Nunca recline a cadeirinha de segurança mais de 45º; e Leia o manual do fabricante e do carro.

Cadeirinha e assento de elevação:

As tiras devem estar acima dos ombros e ajustado ao corpo da criança com um dedo de folga;

O cinto de segurança do carro deve passar pelos locais indicados da cadeira e ela não

deve se mover mais de 2 cm para os lado;

Após a fixação da cadeira é necessária a utilização do clipe de segurança, que trava o

cinto;

Use a cadeira de segurança de frente para o movimento com sistema de retenção (cinto da cadeira) de cinco pontos na posição vertical; Não coloque nada entre a cadeira e a criança; Encostos de cabeça podem dificultar a instalação, é preciso levantá-los, e por vezes até tirá-los.

e a criança; Encostos de cabeça podem dificultar a instalação, é preciso levantá-los, e por vezes

Atividade Comentada 1

Leia a tirinha a seguir:

Atividade Comentada 1 Leia a tirinha a seguir: Disponível em:

Disponível em:

O autor da tirinha brinca de escrever um manual. Cite duas características que comprovam que a tirinha se assemelha a um manual de instruções.

Comentário: Há orientações que ensinam o passo a passo para usar a vassoura e o

emprego do modo verbal imperativo que serve para indicar ordem, pedido e conselho.

Essa questão desenvolve a habilidade de reconhecer a finalidade dos textos injuntivos.

Vamos conhecer mais um texto que “brinca” de imitar um manual de instruções.

INSTRUÇÕES PARA CHORAR Julio Cortázar

Deixando de lado os motivos, atenhamo-nos à maneira correta de chorar, entendendo por isto um pranto que não ingresse no escândalo, nem que insulte o sorriso com sua paralela e torpe semelhança. O pranto médio ou ordinário consiste em uma contração geral do rosto e um som espasmódico acompanhado de lágrimas e mucos, estes últimos ao final, pois o pranto se acaba no momento em que se assoa o nariz energicamente. Para chorar, dirija a imaginação para si mesmo, e se isto lhe resulta impossível por haver contraído o hábito de crer no mundo exterior, pense em um pato coberto de formigas ou nesses golfos do estreito de Magalhães em que não entra ninguém, nunca. Chegado o pranto, se tapará com decoro o rosto usando ambas as mãos com a palma voltada para dentro. As crianças chorarão com a manga da camisa contra a cara, e de preferência num canto do quarto. Duração média do pranto, três minutos.

canto do quarto. Duração média do pranto, três minutos. Disponível em:

Vocabulário:

Atenhamos -1ª pessoa do plural do verbo ater que significa aplicar-se de modo exclusivo na

execução de algo.

Pranto choro.

Decoro- dignidade, compostura.

1. O que torna o texto diferente, inusitado?

Resposta comentada: O que causa estranheza no texto tornando-o inusitado é o autor considerar necessário instruir alguém , orientar o modo correto de chorar, algo que é espontâneo e de conhecimento de todos.

2.

Que modo verbal é usado no texto? Explique a escolha do autor por esse modo.

Resposta comentada: O modo verbal usado na maior parte do texto é o imperativo. A escolha foi proposital, já que tal modo é usado nos textos injuntivos e sua intenção era imitar um manual de instruções.

3. Que semelhanças podemos encontrar entre esse texto e um manual de

instruções? Resposta comentada: O título, orientações que ensinam o passo a passo para se chorar adequadamente, ilustrações e o emprego do modo verbal imperativo que serve para indicar ordem, pedido e conselho. Essa questão desenvolve a habilidade de

reconhecer a finalidade dos textos injuntivos.

4.

Imagine-se no século XXV em que a água é escassa e, consequentemente, a energia elétrica também. As pessoas desse século quase não usarão produtos eletrônicos e o computador será aposentado. As pessoas precisarão voltar a usar a máquina de escrever. Só que não saberão como. Crie um manual de instruções para a máquina de datilografar. Preste atenção ao produzir seu texto. Use uma linguagem objetiva, clara, a norma padrão da língua e os verbos no imperativo. Capriche!

padrão da língua e os verbos no imperativo. Capriche! Disponível em:

Disponível em: http://www.ufrgs.br/vies/vies/o-velho-e-a-maquina-de-escrever/

Resposta comentada: A produção do texto injuntivo é pessoal. Professor, leia o texto produzido pelo aluno e analise a estrutura, se há orientações claras e se o emprego do modo verbal está adequado. A questão desenvolve a habilidade de produzir e reproduzir, por escrito, receitas, regras e manuais, além de aprimorar o

desenvolvimento

recorrentes.

da habilidade de

Identificar

e corrigir

dificuldades

ortográficas

Aula 2: Minha Receita

Caro(a) aluno (a), outro gênero textual que pertence à ordem dos textos injuntivos é a Receita. Quem nunca leu ou copiou alguma receita especial? Você tem uma receita preferida? Esse gênero está presente no nosso dia a dia e sua finalidade é ensinar passo a passo como se confeccionar algo. A receita culinária é a mais comum, mas podemos encontrar receitas poéticas que nos fazem refletir sobre muitos temas. A receita é dividida em duas partes principais: ingredientes e o modo de preparo. Ingredientes- enumera os elementos que serão usados, citando a quantidade ideal de cada um. Modo de Preparo- São as orientações detalhadas de como e quando inserir os ingredientes. Para que dê tudo certo é necessário seguir bem as instruções apresentadas. Vamos ler uma receita?

SUFLÊ DE ARROZ COM QUEIJO

Ingredientes

a) 2 colheres (sopa) de queijo ralado

b) 1 colher (sopa) de margarina

c) 2 xícaras (chá) de arroz cozido

d) 1/2 xícara (chá) de leite

e) 1 ovo

f) Sal e pimenta do reino à gosto

g) 2 colheres (sopa) de salsa picada

h) 1 colher (chá) de fermento em pó

2 claras em neve Modo de preparo Aqueça o forno a 200º. No liquidificador, bata o queijo, a margarina, o arroz, o leite e o ovo. Tempere com sal e pimenta e polvilhe a salsa. Transfira a mistura para uma tigela, junte o fermento e as claras em neve. Unte quatro tigelinhas com um pouco de margarina, distribua o suflê e leve ao

forno durante 30 minutos ou até dourar. Rendimento: 4 porções

i)

um pouco de margarina, distribua o suflê e leve ao forno durante 30 minutos ou até
um pouco de margarina, distribua o suflê e leve ao forno durante 30 minutos ou até
um pouco de margarina, distribua o suflê e leve ao forno durante 30 minutos ou até
um pouco de margarina, distribua o suflê e leve ao forno durante 30 minutos ou até
um pouco de margarina, distribua o suflê e leve ao forno durante 30 minutos ou até

Vamos às atividades?

Atividade Comentada 2

1. A respeito do texto lido:

a) Quais são os dois ingredientes principais e como devem ser inseridos na receita?

Resposta comentada: Os ingredientes principais são o arroz e queijo. O arroz já deve estar cozido e o queijo ralado.

b) Quantas pessoas podem comer esse prato depois de pronto? Que parte da receita

informa isso? Resposta comentada: Quatro pessoas podem comer o suflê de arroz com queijo depois de pronto. Algumas receitas indicam a quantidade aproximada na parte Rendimento.

c)

Qual o modo verbal usado?

Resposta comentada: O modo verbal usado na receita é o imperativo.

d) Qual a finalidade do texto?

Resposta comentada: A finalidade desse texto injuntivo é instruir passo a passo como confeccionar uma receita culinária. Essa questão desenvolve a habilidade de reconhecer a finalidade dos textos injuntivos.

Leia o texto a seguir:

RECEITA

Ingredientes:

2

conflitos de gerações

4

esperanças perdidas

3

litros de sangue fervido

5

sonhos eróticos

2

canções dos beatles

Modo de preparar

dissolva os sonhos eróticos nos dois litros de sangue fervido

e deixe gelar seu coração leve a mistura ao fogo

adicionando dois conflitos de gerações às esperanças perdidas corte tudo em pedacinhos

e

repita com as canções dos beatles

o

mesmo processo usado com os sonhos

eróticos mas desta vez deixe ferver um pouco mais e mexa até dissolver parte do sangue pode ser substituído

por suco de groselha mas os resultados não serão os mesmos sirva o poema simples ou com ilusões

2. O que será confeccionado seguindo a receita acima?

Resposta comentada: Basta uma leitura atenta para que o aluno perceba que a receita é de como fazer um poema.

3. O texto “Receita” do poeta Nicolas Behr é na verdade um poema. Cite as

características do texto que o aproximam do gênero textual receita. Resposta comentada: O título, a divisão do texto em duas partes principais:

ingredientes e modo de preparo, além do emprego do modo verbal imperativo que serve para indicar ordem, pedido e conselho. Essa questão desenvolve a habilidade de

reconhecer a finalidade dos textos injuntivos.

Vamos ler mais um texto!

a finalidade dos textos injuntivos. Vamos ler mais um texto! Disponível em:

4.

A respeito da tirinha “A Receita do Sucesso”

a. Transcreva do segundo quadrinho um adjunto adverbial.

Resposta comentada: No segundo quadrinho há um adjunto adverbial “em seguida” indicando tempo. Essa questão permite o desenvolvimento da habilidade de se utilizar adjuntos adverbiais como auxiliares à produção de instruções.

b. Que ingrediente(s) você considera que faltou na receita?

Resposta comentada: A tirinha deixa implícito que sem suor não se consegue sucesso.

c. Releia o último quadrinho e explique o porquê de a receita não ter dado certo. Use suas palavras! Comentário: Resposta pessoal Sugestão de resposta: Esperar o sucesso sem trabalho, sem suor, sem fazer a própria parte para consegui-lo é inútil.

sem fazer a própria parte para consegui-lo é inútil. Disponível em:

Disponível em: http://blogs.odiario.com/wilteixeira/2010/08/page/3/

5. A respeito da charge:

Na tira acima, o chef esqueceu quais são os ingredientes para a receita do amor. Pense e escreva que ingredientes são necessários para se ter amor. Comentário: A resposta é pessoal. Professor, observe a ortografia e a coesão.

a.

b. Agora é sua vez de produzir uma receita. Pense no que é necessário fazer para

preservar o planeta. Use a sua imaginação! Não se esqueça de dividir sua receita em ingredientes e modo de preparo. Comentário: A produção da receita é pessoal. Professor, leia o texto produzido pelo aluno e analise a estrutura, se há orientações claras e se o emprego do modo verbal está adequado. A questão desenvolve a habilidade de produzir e reproduzir, por escrito, receitas, regras e manuais, além de aprimorar o desenvolvimento da habilidade de Identificar e corrigir dificuldades ortográficas recorrentes.

Aula 3: Regras são regras!

Caro(a) aluno, na aula de hoje ainda veremos textos injuntivos, isto é , textos que propõem uma ação, orientam, aconselham e recomendam algo. Também são chamados de instrucionais , pois oferecem orientações precisas no sentido de efetuar uma ação. Além dos manuais de instruções, receitas e bulas, temos também as regras de jogos e brincadeiras. Quais eram os jogos e brincadeiras preferidas quando você era criança? Quais eram as regras dessas brincadeiras? Você ainda gosta de jogar? As regras orientam como se deve brincar, quantas pessoas são necessárias e outros detalhes importantes para que tudo dê certo. A linguagem deve ser concisa, clara e objetiva, o modo verbal empregado, normalmente, é o imperativo no sentido de nos guiar quanto aos procedimentos a serem adotados ou o infinitivo. Vamos ler as regras para se jogar dominó.

O jogo tem quatro participantes, que formam duas duplas, devendo sentar em posições alternadas. Jogadores - 4. Peças - 28 peças com lados variando de 0 a 6. Distribuição - 7 peças para cada participante. Objetivo - fazer 50 pontos. Definições Peça de dominó - é uma peça composta por duas pontas, cada uma com um número (exemplos de peças: 2-5, 6-6, 0-1). Encaixar peça - quando uma peça é colocada ao lado de outra que tem pelo menos um número em comum (exemplo: 2-5 encaixa com 5-6). Extremidades do jogo - são as peças livres da ponta, cujos lados estão em aberto para que outras peças sejam encaixadas. Passar a vez - quando o jogador não tem nenhuma peça que encaixe em qualquer extremidade.

peças sejam encaixadas. Passar a vez - quando o jogador não tem nenhuma peça que encaixe
peças sejam encaixadas. Passar a vez - quando o jogador não tem nenhuma peça que encaixe
peças sejam encaixadas. Passar a vez - quando o jogador não tem nenhuma peça que encaixe
peças sejam encaixadas. Passar a vez - quando o jogador não tem nenhuma peça que encaixe
peças sejam encaixadas. Passar a vez - quando o jogador não tem nenhuma peça que encaixe
peças sejam encaixadas. Passar a vez - quando o jogador não tem nenhuma peça que encaixe
peças sejam encaixadas. Passar a vez - quando o jogador não tem nenhuma peça que encaixe
peças sejam encaixadas. Passar a vez - quando o jogador não tem nenhuma peça que encaixe

Jogo trancado - quando nenhum jogador possui alguma peça que encaixe em qualquer extremidade.Trancar o jogo - quando um jogador joga uma peça que cause o trancamento do

Trancar o jogo - quando um jogador joga uma peça que cause o trancamento do jogo.possui alguma peça que encaixe em qualquer extremidade. Bater o jogo - quando um dos jogadores

Bater o jogo - quando um dos jogadores consegue ficar sem peças na mão, tendo encaixado todas elas.um jogador joga uma peça que cause o trancamento do jogo. O Jogo As peças são

O Jogo As peças são "embaralhadas" na mesa, e cada jogador pega 7 peças para jogar. O jogador que começa a partida é o que tem a peça 6-6. Ele inicia a partida colocando esta peça no centro da mesa. A partir daí, joga-se no sentido horário. Cada jogador deve tentar encaixar alguma peça sua nas peças que estão na extremidade do jogo, uma por vez. Quando um jogador consegue encaixar uma peça, a vez é passada para o próximo jogador. Caso o jogador não tenha nenhuma peça que encaixe em qualquer lado, ele deve passar a vez, sem jogar peça nenhuma. A partida pode terminar em duas circunstâncias: quando um jogador consegue bater o jogo, ou quando o jogo fica trancado. O primeiro jogador desta vez será o jogador à esquerda do primeiro jogador do jogo anterior Contagem Caso algum jogador tenha batido o jogo, sua dupla leva todos os pontos das peças que estão nas mãos dos adversários. Caso o jogo fique trancado, conta-se todos os pontos conseguidos por cada dupla. A dupla que possuir menos pontos é a vencedora, e leva todos os pontos da dupla adversária. Caso haja um empate nesta contagem de pontos, a dupla que trancou o jogo perde, e a dupla vencedora leva todos os pontos desta dupla. Os pontos da dupla vencedora são acumulados, e o jogo termina quando uma das duplas atinge a marca de 50 pontos. Valor em pontos O valor em pontos de cada peça corresponde à soma dos valores das duas pontas da peça. Dessa forma, a peça 0-0 vale 0 pontos, a peça 3-4 vale 7 pontos, a peça 6-6 vale 12 pontos e assim por diante.

Disponível em: http://www.megajogos.com.br/jogosonline/domino/regras.

Vamos às atividades? Você é capaz!

Atividade Comentada 3

1. Leia a tirinha a seguir:

Atividade Comentada 3 1. Leia a tirinha a seguir: Disponível em:: http://www.desaforo.com/2009/08/jogo-de-xadrez.html a)

a) A tirinha cita dois jogos. Quais são eles?

Resposta comentada: Os jogos que são citados na tirinha são futebol e xadrez.

b) O que significa a expressão xeque-mate no jogo?

Resposta comentada: Significa que se venceu o jogo.

c) O que causa o humor da tirinha?

Resposta comentada: O que causa o humor na tirinha é o modo de o personagem comemorar a vitória no jogo de xadrez. Levantar a camisa e mostrar mensagens é comum no jogo de futebol. d) Que vocábulo presente no primeiro quadrinho mostra a mudança ocorrida com o jogador? Resposta comentada: A palavra é Ex- jogador de futebol.

2. Cite duas regras do jogo de futebol de campo.

Resposta comentada:

Sugestão: - A partida será jogada por duas equipes formadas por um máximo de 11 jogadores cada uma, dos quais um jogará como goleiro. A partida não se iniciará se uma das equipes tiver menos de sete jogadores. - Cada partida será controlada por um árbitro, que terá autoridade total para fazer cumprir as Regras do jogo na partida para a qual tenha sido designado.

Disponível em: http://www.portalbrasil.net/regras_do_futebol_5_e_6.htm

em: http://www.portalbrasil.net/regras_do_futebol_5_e_6.htm Disponível em:

Disponível em:

3. A charge mostra o pódio (plataforma, geralmente em 3 níveis, na qual

os vencedores de uma competição sobem para serem premiados). Pense em uma competição em que os atletas sobem no pódio e cite duas regras dela. Comentário: A resposta é pessoal, visto que são várias competições em que atletas sobem ao pódio. Sugestão: - Natação -Os trajes de todos nadadores (maiô/sunga, touca e óculos) devem estar de acordo com a moral e ser apropriado para cada esporte e não podem usar qualquer símbolo considerado Ofensivo. -A partida nas provas de livre, peito, borboleta e medley será efetuada por meio de salto (mergulho). Ao apito longo (SW 2.1.5) do Árbitro Geral, os nadadores devem subir no bloco de partida e ali permanecer. Ao comando “ as suas marcas”, do Juiz de Partida, devem colocar-se imediatamente na posição de partida, com pelos menos um pé na parte dianteira do bloco. A posição das mãos não é relevante. Quando todos os nadadores estiverem imóveis, o Juiz de Partida deve dar o sinal de partida.

4.

A charge denuncia um comportamento comum do ser humano nos

jogos (e na vida). Cite que atitude é essa e comente. Resposta comentada: O comportamento comum que é criticado na charge é a insatisfação humana. O homem sempre quer mais, nunca está satisfeito.

5. Agora é sua vez. Pense em seu jogo ou brincadeira predileta e escreva

suas regras.

Resposta comentada: A escolha do jogo ou brincadeira e a produção de suas regras é pessoal. Professor, leia o texto produzido pelo aluno e observe a ortografia , a estrutura, se há orientações claras e se o emprego do modo verbal está adequado. A questão desenvolve a habilidade de produzir e reproduzir, por escrito, receitas, regras e manuais, além de aprimorar o desenvolvimento da habilidade de Identificar e corrigir dificuldades ortográficas recorrentes.

Avaliação

Caro professor aplicador, sugerimos algumas diferentes formas de avaliar as

turmas que estão utilizando este material:

1° Possibilidade: as disciplinas nas quais os alunos participam da Avaliação do

Saerjinho, pode-se utilizar a seguinte pontuação:

Saerjinho: 2 pontos

Avaliação: 5 pontos

Pesquisa: 3 pontos

2° Possibilidade: As disciplinas que não participam da Avaliação do Saerjinho,

podem utilizar a participação dos alunos durante a leitura e execução das atividades

do caderno como uma das três notas. Neste caso teríamos:

Participação: 2 pontos

Avaliação: 5 pontos

Pesquisa: 3 pontos

QUESTÃO 1

Você já deve ter jogado ou visto alguém jogar queimada. Escreva as principais regras

para se participar

dessa brincadeira.

as principais regras para se participar dessa brincadeira. Disponível em:

Resposta comentada: O material utilizado é uma bola de vôlei ou de borracha, de

tamanho médio. O local é um terreno plano, de forma retangular, demarcado por

linhas que deve ter mais ou menos 16 m de comprimento por 8 m de largura, sendo dividido em dois campos iguais, por uma linha reta e bem visível traçada no solo. O tamanho do terreno pode variar conforme o número de jogadores. O jogo pode conter vinte ou mais jogadores. As qualidades desenvolvidas são movimento, destreza, domínio e cooperação. O objetivo do jogo é fazer o maior número possível de prisioneiros em cada campo. O grupo vencedor será aquele que fizer o maior número de prisioneiros dentro de um tempo pré-estabelecido, ou então, aquele que aprisionar todos os jogadores adversários. Cada time fica situado em um campo e um dos jogadores de cada lado deverá ser colocado atrás da linha de fundo do campo adversário. A partida do jogo é iniciada com o apito do instrutor, assim um jogador do partido a quem coube a bola arremessa-a ao campo adversário com o objetivo de atingir, “queimar”, algum jogador adversário.

Fonte: http://www.brasilescola.com/educacao-fisica/jogo-queimada.htm

QUESTÃO 2

QUESTÃO 2 Disponível em: http://www.camep.com.br/envelhecimento Qual a finalidade do texto lido? Resposta comentada: A

Qual a finalidade do texto lido?

Resposta comentada: A finalidade do texto é dar instruções de como se envelhecer com saúde.

QUESTÃO 3

Reconheça duas características presentes no texto “Os 10 mandamentos do envelhecimento saudável” que o caracterizem como um texto injuntivo. Resposta comentada: Há orientações de como se ter uma velhice saudável , linguagem objetiva e o emprego do modo verbal imperativo que serve para indicar ordem, pedido e conselho. Essa questão desenvolve a habilidade de reconhecer a finalidade dos textos injuntivos.

QUESTÃO 4

I- Transcreva do texto uma palavra que modifique o verbo indicando circunstância de:

Resposta comentada

a. Frequência : regularmente

b. Modo: bem

Essa questão permite o desenvolvimento da habilidade de se utilizar adjuntos adverbiais como auxiliares à produção de instruções. II- Escreva dez instruções. Pode ser para se viver bem, para ser um bom estudante ou para ter sucesso na vida. Resposta comentada: A produção das instruções é pessoal . Professor, leia o texto produzido pelo aluno e analise a estrutura, se há orientações claras e se o emprego do modo verbal está adequado. A questão desenvolve a habilidade de produzir e

reproduzir, por escrito, receitas, regras e manuais, além de aprimorar o desenvolvimento da habilidade de Identificar e corrigir dificuldades ortográficas recorrentes.

QUESTÃO 5

Leia a charge a seguir:

QUESTÃO 5 Leia a charge a seguir: Disponível em: http://blogs.odiario.com/wilteixeira/2010/09/ A charge apresenta uma

Disponível em: http://blogs.odiario.com/wilteixeira/2010/09/

A charge apresenta uma receita de amizade. Agora é sua vez de produzir uma. Pode ser para mal de amor, para preservar o planeta, para ser amigo verdadeiro, para ter paz Use a sua imaginação! Resposta comentada: A produção da receita é pessoal. Professor, leia o texto produzido pelo aluno observando se a estrutura está adequada, se dividiu o texto em duas partes principais: ingredientes e modo de preparo e se o emprego do modo verbal está adequado. A questão desenvolve a habilidade de produzir e reproduzir, por escrito, receitas, regras e manuais, além de aprimorar o desenvolvimento da habilidade de Identificar e corrigir dificuldades ortográficas recorrentes.

Referências

[1] CEREJA, William Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Texto e interação: uma

proposta de produção textual a partir de gêneros e projetos. São Paulo: Atual, 2000.

[2] KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto. 2009.

[3] MARCUSCHI, Luiz Antonio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. Parábola Ed., 2009.

SITES PESQUISADOS:

Equipe de Elaboração

Diretoria de Articulação Curricular Adriana Tavares Maurício Lessa Coordenação de Áreas do Conhecimento Bianca
Diretoria de Articulação Curricular
Adriana Tavares Maurício Lessa
Coordenação de Áreas do Conhecimento
Bianca Neuberger Leda
Raquel Costa da Silva Nascimento
Fabiano Farias de Souza
Peterson Soares da Silva
Ivete Silva de Oliveira
Marília Silva
PROFESSORES ELABORADORES
Heloisa Macedo Coelho
Ivone da Silva Rebello
Rosa Maria Ferreira Correa