Você está na página 1de 129

Pré-Cálculo

Humberto José Bortolossi

Departamento de Matemática Aplicada


Universidade Federal Fluminense

Aula 8
26 de abril de 2010

Aula 8 Pré-Cálculo 1
Funções reais

Aula 8 Pré-Cálculo 2
O que é uma função?

Aula 8 Pré-Cálculo 3
O que é uma função?

Definição

Uma função real f é uma lei a qual para cada elemento x em um


subconjunto D de R faz corresponder exatamente um elemento
chamado f (x), em um subconjunto C de R.
D é denominado de domínio e C de contradomínio da função f .

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

Aula 8 Pré-Cálculo 4
O que é uma função?

Definição

Uma função real f é uma lei a qual para cada elemento x em um


subconjunto D de R faz corresponder exatamente um elemento
chamado f (x), em um subconjunto C de R.
D é denominado de domínio e C de contradomínio da função f .

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

Aula 8 Pré-Cálculo 5
Exemplo

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

f (0) = 0, f (2) = 4, f (a + b) = 2 (a + b), f () = 2 .

f (p + h) − f (p) 2 (p + h) − 2 p 2p + 2h − 2p
= = = 2.
h h h

Aula 8 Pré-Cálculo 6
Exemplo

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

f (0) = 0, f (2) = 4, f (a + b) = 2 (a + b), f () = 2 .

f (p + h) − f (p) 2 (p + h) − 2 p 2p + 2h − 2p
= = = 2.
h h h

Aula 8 Pré-Cálculo 7
Exemplo

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

f (0) = 0, f (2) = 4, f (a + b) = 2 (a + b), f () = 2 .

f (p + h) − f (p) 2 (p + h) − 2 p 2p + 2h − 2p
= = = 2.
h h h

Aula 8 Pré-Cálculo 8
Exemplo

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

f (0) = 0, f (2) = 4, f (a + b) = 2 (a + b), f () = 2 .

f (p + h) − f (p) 2 (p + h) − 2 p 2p + 2h − 2p
= = = 2.
h h h

Aula 8 Pré-Cálculo 9
Exemplo

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

f (0) = 0, f (2) = 4, f (a + b) = 2 (a + b), f () = 2 .

f (p + h) − f (p) 2 (p + h) − 2 p 2p + 2h − 2p
= = = 2.
h h h

Aula 8 Pré-Cálculo 10
Exemplo

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

f (0) = 0, f (2) = 4, f (a + b) = 2 (a + b), f () = 2 .

f (p + h) − f (p) 2 (p + h) − 2 p 2p + 2h − 2p
= = = 2.
h h h

Aula 8 Pré-Cálculo 11
Exemplo

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

f (0) = 0, f (2) = 4, f (a + b) = 2 (a + b), f () = 2 .

f (p + h) − f (p) 2 (p + h) − 2 p 2p + 2h − 2p
= = = 2.
h h h

Aula 8 Pré-Cálculo 12
Exemplo

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

f (0) = 0, f (2) = 4, f (a + b) = 2 (a + b), f () = 2 .

f (p + h) − f (p) 2 (p + h) − 2 p 2p + 2h − 2p
= = = 2.
h h h

Aula 8 Pré-Cálculo 13
Lembram-se dos diagramas de Venn?

Aula 8 Pré-Cálculo 14
Lembram-se dos diagramas de Venn?

D C

Aula 8 Pré-Cálculo 15
Lembram-se dos diagramas de Venn?

(Ir para o GeoGebra)

Aula 8 Pré-Cálculo 16
Uma outra representação para funções

(entrada) (saída)

Aula 8 Pré-Cálculo 17
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 18
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 19
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 20
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 21
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 22
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 23
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 24
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 25
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 26
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 27
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 28
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 29
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 30
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 31
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 32
Cuidado!

f: D → C
x 7→ y = f (x)

Aqui x é um número real no domínio D!


Aqui f (x) é um número real no contradomínio C! f (x) ∈ C
chama-se o valor assumido pela função f no ponto x ∈ D.
Aqui f é uma função real que a cada número real x
no domínio D associa um único número real f (x) no
contradomínio C!
O correto é dizer “a função f ” e não “a função f (x)” (ou
“a função y = f (x)”). Contudo, por simplicidade, livros e
pessoas costumam usar as formas incorretas. Exemplo: dizer
“a função y = 2 x” ao invés de “a função f : R → R tal que
y = f (x) = 2 x”.

Aula 8 Pré-Cálculo 33
O que é a imagem de uma função real?

Aula 8 Pré-Cálculo 34
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

Aula 8 Pré-Cálculo 35
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

Aula 8 Pré-Cálculo 36
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

Aula 8 Pré-Cálculo 37
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

Aula 8 Pré-Cálculo 38
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

1 pertence a imagem de f ? Sim, pois f (1/2) = 1!

Aula 8 Pré-Cálculo 39
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

1 pertence a imagem de f ? Sim, pois f (1/2) = 1!

Aula 8 Pré-Cálculo 40
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

2 pertence a imagem de f ? Sim, pois f (1) = 2!

Aula 8 Pré-Cálculo 41
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

2 pertence a imagem de f ? Sim, pois f (1) = 2!

Aula 8 Pré-Cálculo 42
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x
√ √ √
3 pertence a imagem de f ? Sim, pois f ( 3/2) = 3!

Aula 8 Pré-Cálculo 43
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x
√ √ √
3 pertence a imagem de f ? Sim, pois f ( 3/2) = 3!

Aula 8 Pré-Cálculo 44
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

b ∈ R pertence a imagem de f ? Sim, pois f (b/2) = b!

Aula 8 Pré-Cálculo 45
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

b ∈ R pertence a imagem de f ? Sim, pois f (b/2) = b!

Aula 8 Pré-Cálculo 46
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = 2 x

Moral: Imagem de f = R!

Aula 8 Pré-Cálculo 47
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

2 pertence a imagem de f ? Sim, pois f ( 2) = 2!

Aula 8 Pré-Cálculo 48
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

2 pertence a imagem de f ? Sim, pois f ( 2) = 2!

Aula 8 Pré-Cálculo 49
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2
√ √
Temos que f ( 2) = 2. Note, também, que f (− 2) = 2.

Aula 8 Pré-Cálculo 50
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2
√ √
Temos que f ( 2) = 2. Note, também, que f (− 2) = 2.

Aula 8 Pré-Cálculo 51
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

Para que y ∈ Imagem de f basta um x ∈ D tal que f (x) = y !

Aula 8 Pré-Cálculo 52
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

0 pertence a imagem de f ? Sim, pois f (0) = 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 53
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

0 pertence a imagem de f ? Sim, pois f (0) = 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 54
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

−1 pertence a imagem de f ? Não, pois ∀x ∈ R, f (x) = x 2 ≥ 0 e −1 < 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 55
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

−1 pertence a imagem de f ? Não, pois ∀x ∈ R, f (x) = x 2 ≥ 0 e −1 < 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 56
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

−1 pertence a imagem de f ? Não, pois ∀x ∈ R, f (x) = x 2 ≥ 0 e −1 < 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 57
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

−1 pertence a imagem de f ? Não, pois ∀x ∈ R, f (x) = x 2 ≥ 0 e −1 < 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 58
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

b ≥ 0 pertence a imagem de f ? Sim, pois f ( b) = b!

Aula 8 Pré-Cálculo 59
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

b ≥ 0 pertence a imagem de f ? Sim, pois f ( b) = b!

Aula 8 Pré-Cálculo 60
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

b < 0 pertence a imagem de f ? Não, pois ∀x ∈ R, f (x) = x 2 ≥ 0 e b < 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 61
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

b < 0 pertence a imagem de f ? Não, pois ∀x ∈ R, f (x) = x 2 ≥ 0 e b < 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 62
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

b < 0 pertence a imagem de f ? Não, pois ∀x ∈ R, f (x) = x 2 ≥ 0 e b < 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 63
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

b < 0 pertence a imagem de f ? Não, pois ∀x ∈ R, f (x) = x 2 ≥ 0 e b < 0!

Aula 8 Pré-Cálculo 64
O que é a imagem de uma função real?

Definição

A imagem de uma função é o conjunto de todos os valores


que ela pode assumir. Mais precisamente, a imagem de uma
função real f : D → C é o subconjunto de pontos y ∈ C para os
quais existe pelo menos um x ∈ D tal que f (x) = y :

Imagem de f = {y ∈ C | existe x ∈ D com f (x) = y }.

Exemplo

f: R → R
x 7→ f (x) = x 2

Moral: Imagem de f = [0, +∞)!

Aula 8 Pré-Cálculo 65
Determinar a imagem de uma função pode ser difícil!

Qual é a imagem da função f abaixo?

f: R → R
x 7→ f (x) = x 4 + x 3 + x 2 + x + 1

 √ p3
√ √ q √ 
1695 + (−135 + 20 6) 135 + 60 6 + (−49 + 24 6) 3 (135 + 60 6)2
Imagem de f =  , +∞
2304

= [ 0.6735532234764100089 . . . , +∞).

A disciplina de Cálculo ensinará novas ferramentas para se resolver


questões deste tipo!

Aula 8 Pré-Cálculo 66
Determinar a imagem de uma função pode ser difícil!

Qual é a imagem da função f abaixo?

f: R → R
x 7→ f (x) = x 4 + x 3 + x 2 + x + 1

 √ p3
√ √ q √ 
1695 + (−135 + 20 6) 135 + 60 6 + (−49 + 24 6) 3 (135 + 60 6)2
Imagem de f =  , +∞
2304

= [ 0.6735532234764100089 . . . , +∞).

A disciplina de Cálculo ensinará novas ferramentas para se resolver


questões deste tipo!

Aula 8 Pré-Cálculo 67
Determinar a imagem de uma função pode ser difícil!

Qual é a imagem da função f abaixo?

f: R → R
x 7→ f (x) = x 4 + x 3 + x 2 + x + 1

 √ p3
√ √ q √ 
1695 + (−135 + 20 6) 135 + 60 6 + (−49 + 24 6) 3 (135 + 60 6)2
Imagem de f =  , +∞
2304

= [ 0.6735532234764100089 . . . , +∞).

A disciplina de Cálculo ensinará novas ferramentas para se resolver


questões deste tipo!

Aula 8 Pré-Cálculo 68
Determinar a imagem de uma função pode ser difícil!

Qual é a imagem da função f abaixo?

f: R → R
x 7→ f (x) = x 4 + x 3 + x 2 + x + 1

 √ p3
√ √ q √ 
1695 + (−135 + 20 6) 135 + 60 6 + (−49 + 24 6) 3 (135 + 60 6)2
Imagem de f =  , +∞
2304

= [ 0.6735532234764100089 . . . , +∞).

A disciplina de Cálculo ensinará novas ferramentas para se resolver


questões deste tipo!

Aula 8 Pré-Cálculo 69
Determinar a imagem de uma função pode ser difícil!

Qual é a imagem da função f abaixo?

f: R → R
x 7→ f (x) = x 4 + x 3 + x 2 + x + 1

 √ p3
√ √ q √ 
1695 + (−135 + 20 6) 135 + 60 6 + (−49 + 24 6) 3 (135 + 60 6)2
Imagem de f =  , +∞
2304

= [ 0.6735532234764100089 . . . , +∞).

A disciplina de Cálculo ensinará novas ferramentas para se resolver


questões deste tipo!

Aula 8 Pré-Cálculo 70
Determinar a imagem de uma função pode ser difícil!

Qual é a imagem da função f abaixo?

f: R → R
x 7→ f (x) = x 4 + x 3 + x 2 + x + 1

 √ p3
√ √ q √ 
1695 + (−135 + 20 6) 135 + 60 6 + (−49 + 24 6) 3 (135 + 60 6)2
Imagem de f =  , +∞
2304

= [ 0.6735532234764100089 . . . , +∞).

A disciplina de Cálculo ensinará novas ferramentas para se resolver


questões deste tipo!

Aula 8 Pré-Cálculo 71
Domínio e imagem naturais de uma função

Convenção

Quando uma função real é definida apenas pela sua lei de


associação, convenciona-se que o seu domínio é o maior
subconjunto de R para o qual é possível avaliar a função e que
o seu contradomínio é R.

1
Exemplo: f (x) = .
x
O domínio natural de f é D = R − {0}.

Aula 8 Pré-Cálculo 72
Domínio e imagem naturais de uma função

Convenção

Quando uma função real é definida apenas pela sua lei de


associação, convenciona-se que o seu domínio é o maior
subconjunto de R para o qual é possível avaliar a função e que
o seu contradomínio é R.

1
Exemplo: f (x) = .
x
O domínio natural de f é D = R − {0}.

Aula 8 Pré-Cálculo 73
Domínio e imagem naturais de uma função

Convenção

Quando uma função real é definida apenas pela sua lei de


associação, convenciona-se que o seu domínio é o maior
subconjunto de R para o qual é possível avaliar a função e que
o seu contradomínio é R.

1
Exemplo: f (x) = .
x
O domínio natural de f é D = R − {0}.

Aula 8 Pré-Cálculo 74
Domínio e imagem naturais de uma função

Convenção

Quando uma função real é definida apenas pela sua lei de


associação, convenciona-se que o seu domínio é o maior
subconjunto de R para o qual é possível avaliar a função e que
o seu contradomínio é R.

1
Exemplo: f (x) = .
x
O domínio natural de f é D = R − {0}.

Aula 8 Pré-Cálculo 75
Domínio e imagem naturais de uma função

Convenção

Quando uma função real é definida apenas pela sua lei de


associação, convenciona-se que o seu domínio é o maior
subconjunto de R para o qual é possível avaliar a função e que
o seu contradomínio é R.

1
Exemplo: f (x) = .
x
O domínio natural de f é D = R − {0}.

Aula 8 Pré-Cálculo 76
Domínio e imagem naturais de uma função

Convenção

Quando uma função real é definida apenas pela sua lei de


associação, convenciona-se que o seu domínio é o maior
subconjunto de R para o qual é possível avaliar a função e que
o seu contradomínio é R.

1
Exemplo: f (x) = .
x
O domínio natural de f é D = R − {0}.

Aula 8 Pré-Cálculo 77
Domínio e imagem naturais de uma função

Convenção

Quando uma função real é definida apenas pela sua lei de


associação, convenciona-se que o seu domínio é o maior
subconjunto de R para o qual é possível avaliar a função e que
o seu contradomínio é R.

Atenção: aqui, o termo “domínio natural” não significa

que o domínio da função seja o conjunto N dos números naturais!

Aula 8 Pré-Cálculo 78
Domínio natural de uma função

1
Qual é o domínio natural de f (x) = √ ?
2x − 4

4
2x − 4 > 0 ⇔ 2x > 4 ⇔ x> ⇔ x > 2.
2

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x > 2} = ]2, +∞[ = (2, +∞).

0 1 2

Aula 8 Pré-Cálculo 79
Domínio natural de uma função

1
Qual é o domínio natural de f (x) = √ ?
2x − 4

4
2x − 4 > 0 ⇔ 2x > 4 ⇔ x> ⇔ x > 2.
2

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x > 2} = ]2, +∞[ = (2, +∞).

0 1 2

Aula 8 Pré-Cálculo 80
Domínio natural de uma função

1
Qual é o domínio natural de f (x) = √ ?
2x − 4

4
2x − 4 > 0 ⇔ 2x > 4 ⇔ x> ⇔ x > 2.
2

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x > 2} = ]2, +∞[ = (2, +∞).

0 1 2

Aula 8 Pré-Cálculo 81
Domínio natural de uma função

1
Qual é o domínio natural de f (x) = √ ?
2x − 4

4
2x − 4 > 0 ⇔ 2x > 4 ⇔ x> ⇔ x > 2.
2

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x > 2} = ]2, +∞[ = (2, +∞).

0 1 2

Aula 8 Pré-Cálculo 82
Domínio natural de uma função

1
Qual é o domínio natural de f (x) = √ ?
2x − 4

4
2x − 4 > 0 ⇔ 2x > 4 ⇔ x> ⇔ x > 2.
2

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x > 2} = ]2, +∞[ = (2, +∞).

0 1 2

Aula 8 Pré-Cálculo 83
Domínio natural de uma função

1
Qual é o domínio natural de f (x) = √ ?
2x − 4

4
2x − 4 > 0 ⇔ 2x > 4 ⇔ x> ⇔ x > 2.
2

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x > 2} = ]2, +∞[ = (2, +∞).

0 1 2

Aula 8 Pré-Cálculo 84
Domínio natural de uma função

1
Qual é o domínio natural de f (x) = √ ?
2x − 4

4
2x − 4 > 0 ⇔ 2x > 4 ⇔ x> ⇔ x > 2.
2

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x > 2} = ]2, +∞[ = (2, +∞).

0 1 2

Aula 8 Pré-Cálculo 85
Domínio natural de uma função

1
Qual é o domínio natural de f (x) = √ ?
2x − 4

4
2x − 4 > 0 ⇔ 2x > 4 ⇔ x> ⇔ x > 2.
2

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x > 2} = ]2, +∞[ = (2, +∞).

0 1 2

Aula 8 Pré-Cálculo 86
Domínio natural de uma função

1
Qual é o domínio natural de f (x) = √ ?
2x − 4

4
2x − 4 > 0 ⇔ 2x > 4 ⇔ x> ⇔ x > 2.
2

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x > 2} = ]2, +∞[ = (2, +∞).

0 1 2

Aula 8 Pré-Cálculo 87
Exercício

1
Qual é o domínio natural de f (x) = ?
x3 −x

x 3 −x 6= 0 ⇔ x(x 2 −1) 6= 0 ⇔ x(x−1)(x+1) 6= 0 ⇔ x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1.

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1} = R − {−1, 0, 1}.

−1 0 1

−1 0 1

Aula 8 Pré-Cálculo 88
Exercício

1
Qual é o domínio natural de f (x) = ?
x3 −x

x 3 −x 6= 0 ⇔ x(x 2 −1) 6= 0 ⇔ x(x−1)(x+1) 6= 0 ⇔ x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1.

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1} = R − {−1, 0, 1}.

−1 0 1

−1 0 1

Aula 8 Pré-Cálculo 89
Exercício

1
Qual é o domínio natural de f (x) = ?
x3 −x

x 3 −x 6= 0 ⇔ x(x 2 −1) 6= 0 ⇔ x(x−1)(x+1) 6= 0 ⇔ x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1.

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1} = R − {−1, 0, 1}.

−1 0 1

−1 0 1

Aula 8 Pré-Cálculo 90
Exercício

1
Qual é o domínio natural de f (x) = ?
x3 −x

x 3 −x 6= 0 ⇔ x(x 2 −1) 6= 0 ⇔ x(x−1)(x+1) 6= 0 ⇔ x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1.

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1} = R − {−1, 0, 1}.

−1 0 1

−1 0 1

Aula 8 Pré-Cálculo 91
Exercício

1
Qual é o domínio natural de f (x) = ?
x3 −x

x 3 −x 6= 0 ⇔ x(x 2 −1) 6= 0 ⇔ x(x−1)(x+1) 6= 0 ⇔ x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1.

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1} = R − {−1, 0, 1}.

−1 0 1

−1 0 1

Aula 8 Pré-Cálculo 92
Exercício

1
Qual é o domínio natural de f (x) = ?
x3 −x

x 3 −x 6= 0 ⇔ x(x 2 −1) 6= 0 ⇔ x(x−1)(x+1) 6= 0 ⇔ x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1.

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1} = R − {−1, 0, 1}.

−1 0 1

−1 0 1

Aula 8 Pré-Cálculo 93
Exercício

1
Qual é o domínio natural de f (x) = ?
x3 −x

x 3 −x 6= 0 ⇔ x(x 2 −1) 6= 0 ⇔ x(x−1)(x+1) 6= 0 ⇔ x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1.

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1} = R − {−1, 0, 1}.

−1 0 1

−1 0 1

Aula 8 Pré-Cálculo 94
Exercício

1
Qual é o domínio natural de f (x) = ?
x3 −x

x 3 −x 6= 0 ⇔ x(x 2 −1) 6= 0 ⇔ x(x−1)(x+1) 6= 0 ⇔ x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1.

Resposta: o domínio natural de f é


D = {x ∈ R | x 6= 0 e x 6= 1 e x 6= −1} = R − {−1, 0, 1}.

−1 0 1

−1 0 1

Aula 8 Pré-Cálculo 95
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 96
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 97
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 98
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 99
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 100
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 101
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5

Sinal de
x −1

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 102
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5

Sinal de
x −1

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 103
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
5

Sinal de
x −1
5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 104
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 105
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 106
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 107
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 108
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 109
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 110
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 111
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 112
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 113
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 114
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 115
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 116
Exercício
1
Qual é o domínio natural de f (x) = r ?
2x − 6
1−
x −1

2x − 6 2x − 6 2 x − 6 − (x − 1) x −5
1− >0 ⇔ −1 < 0 ⇔ <0 ⇔ <0
x −1 x −1 x −1 x −1

Sinal de
x −5
1 5

Sinal de
x −1
1 5

Sinal de
(x − 5)/(x − 1)
1 5

D = {x ∈ R | 1 < x < 5} = (1, 5).


Aula 8 Pré-Cálculo 117
O que é o gráfico de uma função real?

Aula 8 Pré-Cálculo 118


O que é o gráfico de uma função real?

Definição

O gráfico de uma função real f : D → C é o subconjunto de


pontos (x, y ) ∈ R2 tais que x ∈ D e y = f (x):

Gráfico de f = {(x, y ) ∈ R2 | x ∈ D e y = f (x)}.

Aula 8 Pré-Cálculo 119


O que é o gráfico de uma função real?

(Ir para o GeoGebra)

Aula 8 Pré-Cálculo 120


Como construir o gráfico de uma função real?

Cuidado: usar tabelas pode não ser suficiente!


para se construir gráficos de funções!

Aula 8 Pré-Cálculo 121


Como construir o gráfico de uma função real?

Cuidado: usar tabelas pode não ser suficiente!


para se construir gráficos de funções!

Aula 8 Pré-Cálculo 122


Como construir o gráfico de uma função real?

Cuidado: usar tabelas pode não ser suficiente!


para se construir gráficos de funções!

Aula 8 Pré-Cálculo 123


Como construir o gráfico de uma função real?

A disciplina de Cálculo ensinará ferramentas mais adequadas


para se construir gráficos de funções!

Aula 8 Pré-Cálculo 124


Toda curva é gráfico de uma função real?

A resposta é não!

Toda reta vertical corta o gráfico de uma função no máximo em 1 ponto!

Aula 8 Pré-Cálculo 125


Toda curva é gráfico de uma função real?

A resposta é não!

Toda reta vertical corta o gráfico de uma função no máximo em 1 ponto!

Aula 8 Pré-Cálculo 126


Toda curva é gráfico de uma função real?

A resposta é não!

Toda reta vertical corta o gráfico de uma função no máximo em 1 ponto!

Aula 8 Pré-Cálculo 127


Exemplo

Aula 8 Pré-Cálculo 128


Exemplo

Aula 8 Pré-Cálculo 129