Você está na página 1de 2

E C#m F#m B7

O amor talvez como o sol, nas trevas de algum.


E C#m F#m B7
O amor dar abrigo, se a tempestade vem.
G#m C#m F#m B7
E quando tudo escuro e a vida solido,
F#m B7 E
O amor, que ilumina o corao!

E C#m F#m B7
O amor talvez a janela, que a luz do sol nos traz,
E C#m F#m B7
Nos convida a olhar por ela, e mostra muito mais:
G#m C#m F#m B7
E mesmo a quem no queira ver, o sol com sua luz,
F#m B7 E
O amor suavemente ao sol conduz.

G#m C#m
O amor quem sabe como a flor,
A B E
Talvez o mal-me-quer
G#m C#m
Pra qualquer um, gozo, dor,
A B E
um jeito de querer
G#m C#m F#m B E
Tem gente que at mesmo diz, que amou e infeliz,
G#m C#m F#m B
E existe at quem se cansou, e nunca mais tentou.

E C#m F#m B7
O amor talvez se faa, de conflitos de paixes,
E C#m F#m B7
Ou das cinzas que eram palhas, resqucios, iluses.
G#m C#m F#m B7
Mas se eu viver mil anos, e ento recomear
F#m B7 E
Lutando pelo amor, vais me encontrar!