Você está na página 1de 3

DISCIPLINA: MICROBIOLOGIA

Orientações sobre a elaboração de Relatório


O relatório tem caráter expositivo e apresenta, de forma ordenada, uma série de dados, fatos e
conclusões acerca de um assunto. É um instrumento importante para saber se você conseguiu entender o
conteúdo e alcançar os objetivos da prática.

Características do relatório

Normalmente, o relatório é feito para avaliar o resultado de um projeto, com o objetivo de iniciar
uma ação ou para relatar uma atividade realizada.
Nesse tipo de documento, a finalidade predominante é informativa, somada à valorização dos
dados. Por esse motivo, o relatório deve ser redigido com linguagem clara, precisa e objetiva diante dos
dados, das análises comparativas e de possíveis repercussões dos estudos realizados.

Como elaborar um relatório

Para elaborar um relatório é necessário seguir uma série de passos:


1. Preparar um roteiro que contenha de forma ordenada os pontos a serem tratados e os blocos

em que eles serão organizados.

2. Reunir informação sobre o assunto do relatório. A informação pode ser obtida por meio de

consulta a livros ou a outros documentos, ou por meio de uma investigação “sobre o contexto”, podendo

incluir pesquisas e entrevistas.

3. Selecionar e organizar a informação obtida, de acordo com o seguinte esquema:

- Uma introdução que apresente o objeto do relatório.

- O conteúdo do relatório, no qual se expõem os resultados da investigação.

- Um parágrafo de conclusões, no qual o autor expressa sua observação.

4. Redigir o texto com clareza e concisão, de maneira objetiva, sem incluir opiniões pessoais.
Dicas para a confecção do relatório:

CABEÇALHO:
Informar seu nome, seu pólo, sua matrícula e demais informações que considere importantes
para a identificação do seu relatório.

INTRODUÇÃO:
Abordagem teórica resumida do tema da aula. Deve-se fazer uma breve pesquisa sobre o
assunto abordado em aula prática e na aula correspondente que consta no seu livro didático da
disciplina.

OBJETIVOS:
Podem ser gerais e/ou específicos, ficando à sua escolha, mas é necessário que seja centrado nos
objetivos da aula e da atividade prática, pois é através deles que fica claro o que se pretendia fazer ou
onde se queria chegar, sendo os objetivos os norteadores de tudo o que se fez durante a prática, para ser
possível alcançar um resultado.

MATERIAIS:
É uma lista de tudo o que se usou durante a atividade. Você deve ter atenção sobre a colocação
de materiais que não foram usados, assim como a não colocação de materiais que foram usados. Sendo
importante o seu cuidado para que as pessoas que forem ler seu relatório, possam saber exatamente o
que foi feito na prática. Dessa forma, podem entrar materiais que não contam na lista que se encontra na
respectiva aula do livro da disciplina ou você pode cometer o erro de escrever um material que não foi
usado e que, portanto constitui uma cópia somente do protocolo que se encontra no livro.

METODOLOGIA OU PROCEDIMENTOS:
Aqui você deve descrever minuciosamente seus procedimentos na prática. Descreva suas
ações, mesmo que tenha feito exatamente como está descrito no livro da disciplina. Com isto, você ou
outra pessoa que não teve acesso às aulas, pode repetir sua prática. Em algumas ocasiões, uma pequena
variação na metodologia pode influenciar nos resultados, e é muito importante que estas variações, por
mais que as ache sem valor, devem ser descritas. Afinal estamos tratando de um experimento científico,
e em Ciência, variações pequenas geram grandes diferenças nos resultados. O seu livro de
Microbiologia traz protocolos de experimentos que você, seus colegas e tutores irão realizar utilizando
materiais que podem ser os mais variados e a maneira como você os utiliza pode gerar resultados bem
interessantes. Você terá a oportunidade de testar uma hipótese que já tinha em mente e tentar comprovar
através desses experimentos.
Um exemplo é na prática de montagem da biosfera na garrafa, você poderá promover muitas
variações e combinações, o que foge a um protocolo específico, e, portanto, você vai precisar listar
exatamente o que usou e como fez, pois quando escrever sobre os resultados, eles irão ser mais bem
interpretados através desse relato. PENSE NISSO!!!
RESULTADOS:
Descreva seus resultados com cautela e seja minucioso. Você deve escrever em um texto e não
em tópicos, sempre de maneira seqüenciada. Podem-se utilizar tabelas, gráficos que possam apoiar o seu
texto, assim como se for possível, coloque fotos que confirmem suas observações, mas lembre-se que
somente as fotos não descrevem os resultados e você precisa descrevê-los no texto, não basta colocar as
fotos e os gráficos, certo? Tudo tem que ser devidamente explicado no seu texto, lembre-se!!!!!!
Lembre-se de que você deve descrever sobre o que realmente viu e não sobre o que já está no
livro, pois cada experimento é diferente do outro. Tente ler o que está no livro como uma fonte de
estudo e orientação, mas para descrever os resultados do seu experimento, coloque o que observou,
somente. Esse é o seu resultado.

DISCUSSÃO:
Com base nos dados obtidos na sua prática, e descritos nos resultados, faça uma discussão do
que você obteve. Nesta discussão aborde as causas dos seus resultados, o porquê você obteve esses
resultados e se eles são compatíveis com o que você esperava obter. Se não o forem, o que poderia ter
causado um resultado diferente? Se tiver atenção aos materiais e aos procedimentos que você fez, pode
explicar com mais facilidade sobre os resultados que observou.

CONCLUSÃO:
Fecha o trabalho, mostrando se você alcançou os objetivos da aula. Não é necessário que você
repita a discussão. É breve e resumido, não se estenda muito. Concluir é terminar, findar e resolver.

REFERÊNCIAS UTILIZADAS:
As referências devem seguir uma norma, mesmo em um relatório. Você vai colocar aqui, todo
o material que consultou para confeccionar seu relatório. Desde o livro da disciplina, até outros livros
que consultar, bem como artigos, internet e outros mais.
Não coloque simplesmente: Livro de Microbiologia. Ou Internet. Isso é incorreto, pois dessa
forma não se sabe de qual dos dois módulos dos livros da disciplina você está falando ou qual site
exatamente você consultou. Não é para as pessoas que lerem seu relatório adivinharem esses dados, mas
para servirem de consulta para quem o ler também. Se essa pessoa quiser verificar esses dados para uma
consulta vai poder procurar diretamente no local mencionado, entendeu?

Exemplos:

LIBERTO, M. I. M.; CABRAL, M. C.; LINS, U. G. C. (2006). Microbiologia.


V.1. 2. ed. Rio de Janeiro: Fundação Cecierj, 2006. 151 p.

CEDERJ (2009) Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a


Distância do Estado do Rio de Janeiro - Fundação CECIERJ/Consórcio
CEDERJ. Disponível em: <www.cederj.edu.br>. Acessado em: 03 jan. 2009.