Você está na página 1de 8
MEMORIAL DESCRITIVO REDE DE DUTOS RESP. TÉCNICO: ENG°. DARIO FERNANDO POLO CREA: 210257 01 Projeto
MEMORIAL DESCRITIVO REDE DE DUTOS RESP. TÉCNICO: ENG°. DARIO FERNANDO POLO CREA: 210257 01 Projeto
MEMORIAL DESCRITIVO REDE DE DUTOS RESP. TÉCNICO: ENG°. DARIO FERNANDO POLO CREA: 210257 01 Projeto

MEMORIAL DESCRITIVO

REDE DE DUTOS

RESP. TÉCNICO: ENG°. DARIO FERNANDO POLO CREA: 210257

01

Projeto Executivo - Emissão liberada para análise

23-07-17

Índice

Observações

Data

M. DIAS REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO LTDA CONSULTEC RUA WALDOMIRO SCHAPKE, 18 - CEP: 91530390 51-30846458 - www.consultecpoa.com.br

1. OBJETIVO:

ÍNDICE:

2. GENERALIDADES:

2.1. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA:

2.2. DOCUMENTOS E DESENHOS ELABORADOS:

2.3. NORMAS TÉCNICAS:

3. PREMISSAS DE CÁLCULO:

4. DESCRIÇÃO DAS INSTALAÇÕES:

5. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS :

6. REDE DE DUTOS DE AR CONDICIONADO:

6.1.DUTOS:

6.2. ISOLAMENTO TÉRMICO PARA DUTOS DE AR CONDICIONADO:

6.3. CONEXÃO DAS UTAS ÀS REDES DE DUTOS:

6.4. CURVAS:

6.5. CLASSES DE PRESSÃO E CLASSE MÁXIMA DE VAZAMENTO:

6.6. FABRICAÇÃO DOS DUTOS:

6.7. DIFUSÃO DE AR:

6.8. FILTROS DE AR

7. MONTAGEM E TESTES DA INSTALAÇÃO:

1. OBJETIVO:

O presente documento tem por finalidade definir os parâmetros técnicos a serem

seguidos para a instalação dos sistemas de ar condicionado, para que se mantenham as condições

mínimas de conforto térmico, higienização e movimentação do ar nos ambientes das instalações da

Loja PAVIMENTO L3 / LUC 3093 ParkShopping Canoas

2. GENERALIDADES:

2.1. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA:

o A elaboração deste projeto baseou-se nos seguintes documentos;

Desenhos de arquitetura;

Visita técnica ao local da instalação;

2.2. DOCUMENTOS E DESENHOS ELABORADOS:

o

Desenho:

PCA-CLM-PM-105-ML04/01_R0.dwg

PCA-CLM-PM-105-ML04/02_R0.dwg

PCA-CLM-PM-105-ML04/03_R0.dwg

PCA-CLM-PM-105-ML04/04_R0.dwg

o

Este Memorial faz parte integrante desses projetos, portanto, na duplicidade ou não

apresentação nos desenhos, as anotações contidas nesse memorial se sobressaem aos demais

documentos.

2.3. NORMAS TÉCNICAS:

o

Foram consideradas as seguintes normas, resoluções e recomendações para o desenvolvimento do estudo preliminar:

o

ABNT NBR 16401-1-2008 Instalações de ar condicionado Sistemas centrais e Unitários Parte 1: Projetos e Instalações;

o

ABNT 16401-2-2008 Instalações de ar condicionado Sistemas centrais e unitários parte 2:

Parâmetros de conforto térmico;

o

ABNT 16401-3-2008 Instalações de ar condicionado Sistemas centrais e unitários parte 3:

Qualidade do ar interior;

o

ABNT 14518-2000 Sistemas de Ventilação para cozinhas profissionais;

o

SMACNA Systems Duct Design;

o

SMACNA HVAC Duct Construction Standards Metal and Flexible;

3.

PREMISSAS DE CÁLCULO:

A Carga térmica e Seleção do fancoil foram executadas pela engenharia do Shopping.

4.

DESCRIÇÃO DAS INSTALAÇÕES:

o

O climatizador será do tipo fan & coil. Serão dotados de serpentinas. Será designado no projeto como Unidade de Tratamento de Ar UTA.

o

Será composto de módulos de ventilação, serpentina e caixa de mistura;

o

Será dotado de filtros com características apropriadas para atendimento à legislação.

o

Será dotado de dampers na caixa de mistura para o retorno e o ar exterior;

o

Quanto à estanqueidade, todos climatizadores e redes de dutos (insuflação, retorno e exaustão) deverão atender a norma DW143 Classe C.

o

A renovação do ar dos diversos ambientes será a partir de sistema dedicado de tratamento de ar exterior.

o

A rede de dutos de insuflamento será em chapa de aço galvanizado e isolamento térmico em mantas de lã de vidro;

o

Os difusores serão de alumínio anodizado com registro, e não haverá grelha de retorno (o retorno será pela escada do mezanino);

o

Os dutos serão estruturados em suportes fixados na estrutura da cobertura, sobre o forro.

5. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS :

o

Temperatura de insuflamento/retorno: 24/29,5°C;

o

Capacidade térmica: 3,4 TR

o

Vazão de ar nominal: 2.380 m3/h

o

Pressão máxima disponível: 30 mmCA

o

Vazão de ar exterior: 279 m3/h.

6. REDE DE DUTOS DE AR CONDICIONADO:

6.1. DUTOS:

o

Os dutos de ar serão construídos em chapa de aço galvanizado e alumínio, conforme indicado em projeto, serão de construção nas bitolas recomendadas pela ABNT, obedecendo ao dimensionamento e disposição indicados no desenho.

o

Os dutos de ar condicionado terão isolamento térmico, conforme descrição. As junções deverão ser flangeadas, obtendo-se grau de estanqueidade mínimo Classe A segundo SMACNA.

o

Os detalhes construtivos serão de acordo com as recomendações da SMACNA.

o

As ligações desses dutos, com a descarga dos ventiladores, serão feitas com conexão flexível de lona. Todas as conexões flexíveis deverão ser do tipo pré-fabricado, em aço galvanizado e lona de PVC (fabricante referência Multivac ou similar).

o

Todos os ramais deverão ter dampers para regulagem de vazão.

o

Os dispositivos de fixação e sustentação (tirantes e braçadeiras), serão de material não ferroso (latão, alumínio, cobre, etc.), com pintura de tinta anti-corrosiva (cromato de zinco) conforme ABNT.

o

Todas as dobras, nas quais a galvanização tenha sido danificada, serão pintadas com tinta anti-corrosiva.

6.2. ISOLAMENTO TÉRMICO PARA DUTOS DE AR CONDICIONADO:

o O isolamento térmico dos dutos de climatização deverá ser com mantas de lã de vidro tipo ISOFLEX da Santa Marina, densidade 20 kg/m³ com 25 mm de espessura, revestida em uma face com folha de alumínio sobre papel kraft e vedada com fita auto adesiva em alumínio referência 425 da 3M(50x30 mm).

6.3. CONEXÃO DAS UTAS ÀS REDES DE DUTOS:

o A conexão da rede de dutos com a descarga dos ventiladores será através de conexão elástica executada com lona encerada Locomotiva Nº 10 ou com junta flexível da DEC.

6.4. CURVAS:

o Todas as curvas deverão possuir veios internos, executados conforme as recomendações da SMACNA, atendendo quantidade de veios e espaçamentos.

6.5. CLASSES DE PRESSÃO E CLASSE MÁXIMA DE VAZAMENTO:

o

De acordo com NBR 16401;

o

Valores indicados nos desenhos dos projetos;

6.6. FABRICAÇÃO DOS DUTOS:

o Conforme Anexo B "Dutos metálicos - Especificações Construtivas", da ABNT 16.410-1-

2008.

6.7. DIFUSÃO DE AR:

o Serão de construção robusta, de formato quadrado ou retangular, executados em alumínio anodizado e pintada com esmalte sintético na cor Branca, providas de dispositivos de regulagem de vazão de ar. Serão do tipo lâminas fixas, de fabricação Trox, Tropical ou Comparco.

6.8. FILTROS DE AR:

o Classes G1+G4, Fornecidos pelo fabricante da UTA (Fancoil);

7. MONTAGEM E TESTES DA INSTALAÇÃO:

o

Todos os equipamentos, componentes e materiais devem ser entregues na obra dentro dos prazos fixados em cronograma a ser definido.

o

Providenciar todos os necessários aos transportes dos equipamentos dentro e fora da obra.

o

Todos os equipamentos e componentes, durante a sua montagem, deverão ser manuseados com a devida proteção e limpeza para garantir as condições especificadas.

o

A instaladora deverá proteger contra danos todos os materiais e equipamentos durante a estocagem.

o

Quaisquer diferenças de medidas encontradas durante a execução, para que seja possível a continuidade dos serviços, a instaladora deverá comunicar-se imediatamente com a fiscalização.

o

Após a conclusão da montagem, deverá ser feita uma limpeza geral na obra, inclusive o canteiro bem como proceder aos retoques adicionais que se fizerem necessários.

o

A instaladora deverá ter toda a instrumentação requerida para testes, com a devida calibração, para que a instalação possa ser testada e balanceada adequando-a as condições do projeto.

o

Para a partida da instalação, o interior de todos os dutos, carcaças de ventiladores e demais componentes, deverão estar rigorosamente limpos, devidamente lubrificados e prontos para operar.

o

Durante o período de testes e balanceamento, até a entrega da instalação, a manutenção será executada pela instaladora, sem ônus para o cliente.

o

Todos os testes deverão ser feitos antes da ocupação das áreas correspondentes pelo pessoal do cliente, a menos que autorizados em contrário.

o

Deverão ser feitos, no mínimo:

Balanceamento de vazões de ar dos equipamentos, grelhas e difusores, conforme valores determinados no projeto.

Verificação das vazões de ar e pressões estáticas dos ventiladores.

Medições das amperagens de motores e a voltagem da rede de alimentação.

Simulação de operação dos controles.

Medição de temperatura e umidade relativa, nos pontos representativos de cada um dos ambientes.

As medições serão efetuadas com a presença do engenheiro fiscal designado pelo cliente e os resultados serão apresentados tabulados em relatório, em papel formato A-4, para a apreciação e aprovação do engenheiro fiscal.