Você está na página 1de 8
A 1 FOLH FOL QUARTA-FEIRA, 13 H DE DEZEMBRO AEXTRA AEXTRA DE 2017 - ED.1864
A
1
FOLH
FOL
QUARTA-FEIRA,
13
H
DE
DEZEMBRO
AEXTRA
AEXTRA
DE
2017
-
ED.1864
9
5,
7
M h
z
9
5,
7
M h
z
W
E N C E S L
A U
B
R
A Z
W
E N C E S L
A U
B
R
A Z
Versão na internet folhaextra.com
QUARTA-FEIRA , 13 DE DEZEMBRO
DE 2017 - ANO 14 - Nº 1864 R$ 1,00
O JORNAL DO NORTE PIONEIRO E CAMPOS GERAIS
DIRETOR ALCEU OLIVEIRA DE ALMEIDA
O SENHOR É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ!
O SENHOR É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ!
ME FALTARÁ! O SENHOR É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ! VANESSA LOP ES -

VANESSA LOP ES - F OLH

A EXTR

A

PASTOR E NADA ME FALTARÁ! VANESSA LOP ES - F OLH A EXTR A Operação IPVA

Operação IPVA aborda mais de mil veículos

ara fisca i ar de maneira ont a em est

em dia com o im osto e em est em d ito

a ecretaria da eceita edera romove todos os anos a era o dentro dos m nic

ios na a d rante cerca de seis oras os

ve c os e tra e am e as vias tem as acas cons tadas a man desta ter a eira

os a entes da re iona de acare in o estive ram em ences a ra ara rea i ar a fisca i a o ins etor da era o e acontece em con nto com a o cia i itar e ica a

o rocedimento a ser adotado ando o moto

rista est inadim ente Cidades Página A4

Exames de vista e psicotécnico já podem ser feitos em W. Braz

D

I VULG

AÇÃO

já podem ser feitos em W. Braz D I VULG AÇÃO m itos anos a o

m itos anos a o a o de ences a ra a ardava or ma c nica e desse o erecer e ame de vista e sicot cnico ara tirar a rimeira arteira aciona de a i ita o o reno var o doc mento servi o n o era o erecido no m nic io desde e desde ent o ara o ter esses a dos as essoas tin am e se des ocar at cidades como oa im vora o anto n t nio da atina ara rea i ar o sicot cnico or e em o Página A8

Governo firma convênios com 15 municípios do Norte Pioneiro

m de es a aria va e ra oti nos am os Gerais tam m assinaram o convênio va or entre os dois m nic ios de a ro imadamente mi es Página A3

Homem leva quatro tiros enquanto dormia e morre no distrito da Platina

e i e da o cia ivi ntamente

com os investi adores estiveram no

oca ara dar in cio s investi a es

so re o e ode ter ocorrido com

o omem e o e teria motivado os

dis aros cor o oi reco ido ao nstit to dico e a de acare i

n o Pág A5

Ladrões invadem igreja e roubam alimentos da cozinha

or vo ta das da madr ada desta

arta eira a e i e da o cia

i itar do m n ci io de i eira am

os oi acionada ara atender a ma

ocorrência re erente a m ro o e estaria acontecendo no ant rio do

om es s da ana erde Pág A5

Empresário é preso após tentar subornar policiais com R$ 10 mil

m em res rio de anos oi reso

d rante a man desta se nda eira no m nic io de a aria va e acordo com in orma es re assadas e a o cia o omem oi detido or orte i e a de arma de o o e cor r o ativa ocorrência teve in cio a s o omem em reender a de

ma a orda em de rotina e estava sendo rea i ada e a e i e da o cia

i itar o momento da a o o em

res rio cond ia ma and over e

oi acom an ado e os o iciais at o momento em e oi oss ve rea i ar

a a orda em do indiv d o com se

ran a Pág A5

D

I VULG

AÇÃO

indiv d o com se ran a Pág A5 D I VULG AÇÃO XV edição da

XV edição da Festa da Uva têm novidades nas atrações e entrega de benefícios para cidade

o timo fina de semana entre a se ta eira e o domin o a ira re ni m rande n mero de essoas das cidades de toda re i o e estiveram no m nic io ara resti iar a edi o da tra diciona esta da va rante os três dias de estividades o ico ode con erir a estras e eventos t cnicos vo tados aos rod tores ra a de a imenta o s o s com artistas do m nic io como o r o m sica ai ertane a e da re i o Página A8

nic io como o r o m sica ai ertane a e da re i o
4,59
4,59
nic io como o r o m sica ai ertane a e da re i o

A

2

OPINIÃO

A 2 OPINIÃO QUARTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2017 - ED.1864 “ Tem sido uma boa

QUARTA-FEIRA,

13

DE

DEZEMBRO

DE

2017

-

ED.1864

A 2 OPINIÃO QUARTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2017 - ED.1864 “ Tem sido uma boa
“ Tem sido uma boa prática do “ Nossa parceria une respeito Olha o Governo
“ Tem sido uma boa prática do
“ Nossa parceria une respeito
Olha o
Governo do Estado firmar convênios
ao meio ambiente e avanços para
que foi
com as prefeituras para que elas
possam investir em diversas aéreas
os nossos agricultores. Isso é mais
renda, emprego e prosperidade para
dito!
importantes para a população
a nossa cidade.
Cida Borghetti –
vice governadora do Paraná
Flávio Zanrosso –
prefeito de Tomazina
““

Editorial

Qual é o motivo para seu atraso?

Atraso de pagamentos muitas vezes causam transtornos tanto para quem está devendo como para quem está no aguardo do recebimento. Mas o que acarretou esse atra- so? Está pergunta deveria ser feita pelos comerciantes, claro que a vontade e, muitas vezes, a necessidade de receber, toma conta da razão do comerciante, mas nem sempre a culpa é da

pessoa que está devendo. Acontecem contra tempos, como atrasos de pagamentos, que po- dem ser decorrentes da própria crise que assola a maioria. Muitas famílias não esbanjam dinheiro, pelo contrário, pas- sam dificuldades corriqueira- mente. Algumas têm o salário contado com todas as despesas. As contas são várias e diante das diversas contas para pagar,

a população acaba deixando de quitar as que consideram “me- nos importante”. Mas o que elas consideram “me- nos importante”, não deixa de ter a necessidade de ser quita- do, afinal, não pagar as contas pode acarretar além de trans- tornos, na inadimplência. Uma dessas dívidas é o IPVA, diante da alta taxa de pessoas que não quitaram a conta, de-

partamentos de trânsito de todo país fazem operações, a fim de conscientizar os motoristas. A situação atual não está fácil para ninguém, mas é primor- dial que as dívidas sejam pagas.

ninguém, mas é primor- dial que as dívidas sejam pagas. COMENTE O ASSUNTO. ACESSE FOLHAEXTRA.COM CHARGE

COMENTE O ASSUNTO. ACESSE FOLHAEXTRA.COM

CHARGE
CHARGE

Artigo

Artigo

“É normal querer matar todos os seus colegas de trabalho?”

Por FÁBIO STEINBERG

Pouca gente prestou atenção para um detalhe importante da notícia sobre o cara de Nova Jersey que atirou em funcionários da empre-

ira, em forma de 16 disparos, teve destino certo: cinco colegas, dois deles mortos. No mundo real da vida corporati-

sa

onde trabalhava e a seguir se

va, as pessoas podem não chegar

suicidou. Era uma tragédia anun-

postado no seu twitter o seguinte:

às

vias de fato e matar. Mas fazem

ciada. Em 2009 Terence Tyler havia

algo parecido, de forma social- mente aceita e por vezes estimu-

“É

normal você querer matar TO-

lada pela concorrência acirrada

miliares em troca de um ser abstra-

DOS os seus colegas de trabalho?” Agora me diga: quanta gente, de- pois de levar rasteirada de maus colegas, já não pensou, falou, e

das empresas. Prejudicam colegas, demitem subordinados, destroem vidas profissionais, pessoais e fa-

até escreveu numa dessas redes

to

chamado de carreira. Algo que

sociais da vida, algo parecido? A

se

desfaz como bolha de sabão no

tragédia da última sexta-feira de

day after de uma demissão ou apo-

agosto desse ano, dentro de um supermercado de subúrbio para

sentadoria. Na falsa estética das corporações,

onde o rapaz fora contratado há

o verniz do relacionamento sob

duas semanas, deve ser vista como

a implacável mas sutil chibata do

uma dessas ameaças que pairam todo dia no ar, mas que infeliz-

RH fica a impressão para olhos mal treinados que existe um ótimo cli-

mente se cumpriu.

ma organizacional. Mas a verdade

O crime tinha todos os compo-

nentes para ocorrer. O atirador era um ex-fuzileiro naval que, ao invés de travar batalha com sua tropa em algum lugar, lutava contra sua própria depressão, ainda a serviço da Marinha americana. Além de dispensado, o que nessa profissão

é muito humilhante, jamais se re- cuperou da perda da mãe. Chama

a atenção que tudo ocorreu de

madrugada, quando não havia clientes no supermercado, mas colegas que trabalhavam. Ou seja,

foge ao modelo clássico de vingan-

ça contra o mundo, e que se fosse

outro maluco se voltaria provavel- mente contra a clientela. Não, a

é que prevalece a lei do cão. Gros-

serias no trato, ironias em reuni- ões, desrespeito ao subordinado

no exercício gratuito do poder, fo- focas maldosas são apenas alguns sintomas mas que juntos são capa- zes de formar um mosaico de alto poder destrutivo. Até que um dia

o vulcão explode. Seja de forma fi-

gurativa, via demissões ou doenças

da vítima, ou por vezes da maneira

mais nua e crua, como o episódio do fuzileiro americano. Eis aí uma triste fábula de uma realidade que todos nós já enfrentamos na vida

corporativa, mas que preferimos fingir que nunca existiu.

Corrupção, falta de transparência e a certeza da impunidade: o anel de Giges brasileiro

Por RODRIGO RÉGNIER CHEMIM GUIMARÃES

Procurador de Justiça. Professor do Unicuritiba e da FAE. Doutor em Direito de Estado pela UFPR.

Para Alfred Whitehead, é pos- sível resumir a tradição filosó- fica europeia numa “série de notas de rodapé de Platão”. É

fácil dar razão à sua síntese ao

se ler o clássico “A República”,

escrito no século IV a.C

obra seminal são introduzidas muitas das questões filosóficas com as quais a humanidade se ocupou nos últimos dois mi-

lênios. Nela igualmente se en- contram ferramentas capazes de auxiliar na compreensão do complexo tema da corrupção

e da psiquê humana. Serve-

-nos, aqui, a referência ao mito do “anel de Giges”, apresenta-

do por Platão no diálogo entre Sócrates e Glauco a respeito do justo e do injusto. Certo dia, um terremoto abriu uma fenda no chão e o pastor Gi- ges nela encontrou um cavalo de bronze, oco e com um ho- mem morto em seu interior. O homem trazia num dos dedos um anel de ouro e dele Giges se apossou. Dali seguiu para

Nesta

uma reunião dos pastores com o rei onde girou o anel para um lado e se tornou invisí- vel. Testou novamente o anel, girando-o para o outro lado e voltou a ser visível. Surpreso com o poder do anel, usou-o para se tornar mensageiro do rei. Em seguida, aproximou-se da rainha, seduziu-a, tramou contra o rei, matou-o e assu- miu o poder. No debate com Sócrates, Glauco concluiu que qualquer pessoa com o poder de ficar invisível, protegido

pelo anonimato e pela certeza da impunidade, faria tudo o que lhe aprouvesse. O mito de Giges nos coloca frente a questões morais rele- vantes: o que você faria se pu- desse ficar invisível? Tomaria para si tudo de que pudesse se apoderar? Mataria quem qui- sesse matar? Estupraria quem quisesse estuprar? Desviaria o dinheiro público que quisesse desviar? As respostas permi- tem identificar o quanto de

moralidade cada um traz den- tro de si. E permitem refletir a respeito da dualidade entre a força e a insuficiência da moral para frear impulsos humanos. Se durante séculos a religião cristã foi capaz de impor freios inibitórios a certos comporta- mentos no mundo ocidental, ao perder espaço com a dessa- cralização iluminista, acrescida da resposta darwiniana sobre a origem das espécies, o cenário mudou. O ser humano deixou de precisar da explicação divi- na para compreender o mun- do e orientar seu agir. Assim, passou a gozar de uma rara, porém ambivalente, liberdade. Oscilando entre a prazerosa libertação de algumas amar- ras morais e a angustiante libertação de valores caros, ingressou numa era de exacer- bada incerteza e relativismo. Desorientados, muitos estão redirecionando a aflitiva refe- rência de ser apenas um elo entre seus antepassados e sua

prole descendente, para uma pluralidade de novas matrizes religiosas. Mas a grande maio- ria parece apostar no “deus do consumo” como capaz de pre- encher o vazio existencial. Tudo isso, somado ao centená- rio protecionismo intercastas e à ausência de transparência, contribuiu para consolidar a sina de o país seguir sendo o paraíso da impunidade crô- nica dos crimes do colarinho branco. Os donos do poder, tal qual Giges, encontraram

as condições ideais nesse am- biente “pós-moderno” para agir na invisibilidade dos bas- tidores, potencializando prá- ticas corruptas em níveis que Platão nunca imaginou. Afinal, não é fácil se conter num mun- do de valores fluídos, quando se casa a ganância com a ca- rência de fiscalização e efetiva punição. Mesmo assim, é possível apos- tar num melhor destino. Após quase quatro anos de Lava Jato ninguém pode seguir dizendo

não ter visto Giges roubando. Foi possível sacar o anel de uma parcela dos corruptos de plantão, desvelando-se a orga-

nização de um mundo paralelo capaz de desviar bilhões de re- ais do sofrido povo brasileiro sem ruborescer. Resta saber se

o país conseguirá impedir que

a invisibilidade e a impunida-

de voltem a ser regras. Com a palavra o povo e os parlamen- tares a serem eleitos em 2018.

a invisibilidade e a impunida- de voltem a ser regras. Com a palavra o povo e
QUARTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2017 - ED.1864 POLÍTICA A 3 Governo firma convênios com

QUARTA-FEIRA,

13

DE

DEZEMBRO

DE

2017

-

ED.1864

POLÍTICA

A 3

Governo firma convênios com 15 municípios do Norte Pioneiro

Além deles, Jaguariaíva e Arapoti, nos Campos Gerais, também assinaram o convênio. O valor entre os dois municípios é de aproximadamente R$ 2 milhões

os dois municípios é de aproximadamente R$ 2 milhões DA reportagem REDAÇÃO/AEN @ fol h aext

DA

reportagem

REDAÇÃO/AEN

@

fol h aext

ra.co

m

A governadora em exercício

Cida Borghetti (PP) assinou nesta segunda-feira (11) mais 602 convênios para repasse de recursos a 268 municípios de todas as regiões do Paraná. “Tem sido uma boa prática do

Governo do Estado firmar con- vênios com as prefeituras para que elas possam investir em di- versas aéreas importantes para a população”, disse Cida, na solenidade, realizada no Palá- cio Iguaçu, com a presença de todos os prefeitos. “Esses re- cursos, com certeza, vão ajudar

os municípios a andar de forma

diferenciada.” Para o secretário-chefe da Casa

Civil, Valdir Rossoni, os repasses

só acontecem porque as prefei-

turas apresentam bons projetos

ao governo estadual. “São os

municípios que devem apresen- tar as propostas e, posso afirmar, temos uma leva de gestores mu- nicipais muito competentes”, disse Rossoni.

NORTE PIONEIRO

Convênios serão investidos em obras de infraestrutura e insta- lação de barracões industriais, compra de equipamentos ro- doviários e veículos, além de obras de infraestrutura urbana, compra de equipamentos rodo-

D

I VULG

AÇÃO

urbana, compra de equipamentos rodo- D I VULG AÇÃO Autoridades municipais se reuniram com a vice-governadora

Autoridades municipais se reuniram com a vice-governadora para assinatura do convênio

viários e agrícolas, conjuntos de material esportivo e academias ao ar livre. Na região do Norte Pioneiro e Campos Gerais, 17 municípios assinaram o convênio. O muni- cípio de Jacarezinho recebeu o montante de R$ 1,5 milhão para adquirir uma van e veículos, além de investir em pavimentação e gi- násio de esportes; já Ribeirão do Pinhal foi contemplado com o valor de R$ 120 mil para um van; Ibaiti também receberá uma van, além de R$ 502 mil para constru- ção de um barracão industrial, R$ 126,1 mil para aquisição de uma carreta agrícola com quatro rodas e um trator. Santana do Itararé será beneficia- da com R$ 572 mil, sendo utili- zado na compra de uma carreta

agrícola, equipamentos rodoviá- rios e pavimentação. Em Wences- lau Braz a assinatura do convê- nio deve garantir o recebimento de duas ensiladeiras, veículos e pavimentação, o total investido é de R$ 438 mil; Figueira receberá R$ 600 mil para iluminação pú- blica e um ginásio de esportes. Enquanto isso, Tomazina e Pi- nhalão receberam R$ 34,1 mil para aquisição de uma viatura Gol. Com o valor de R$ 550 mil, Barra do Jacaré deve investir em pavimentação das vias urbanas, e o município de Carlópolis, R$ 298 mil para equipamentos ro- doviários. Os investimentos não param por aí, Andirá assinou convênio para receber R$ 45 mil para compra de um veículo e o município de

Cambará recebeu R$ 750 mil para quadra de esportes, veícu- los e pavimentação de vias urba- nas. Joaquim Távora foi contemplada com R$ 500 mil para urbaniza- ção e calçadas; Quatiguá assinou um convênio no valor de R$ 70 mil para equipamentos rodoviá- rios, já Siqueira Campos, R$ 700 mil para pavimentação e recape asfáltico de vias urbanas.

CAMPOS GERAIS

Nos Campos Gerais, Jaguariaí- va foi uma das mais favorecidas com o valor de R$ 1,9 milhão destinado a uma praça, equipa- mentos rodoviários e pavimenta- ção e Arapoti com o valor de R$ 50 mil para aquisição de veículo.

NOVOS INVESTIMENTOS

Construção de casas populares deve injetar R$ 3 milhões em Jundiaí do Sul

Recursos do projeto, foram recentemente liberados pelo Ministério das Cidades dentro do processo seletivo envolvendo projetos habitacionais em todo o Brasil

seletivo envolvendo projetos habitacionais em todo o Brasil D I VULG AÇÃO DA reportagem ASSESSORIA @

D

I VULG

AÇÃO

DA

reportagem

ASSESSORIA

@

fol h aext

Brasil D I VULG AÇÃO DA reportagem ASSESSORIA @ fol h aext Prefeito Eclair e membros

Prefeito Eclair e membros da Cohapar definiram detalhes da construção das novas casas

renda mensal de até R$ 1,8 mil pagarão apenas prestações que variam de R$ 80 a R$ 270 ao mês durante 10 anos. O valor representa 10% do custo imó- vel, com financiamento da Cai- xa Econômica Federal. O restan- te dos custos serão subsidiados

com recursos do Fundo de Ar- rendamento Residencial (FAR).

assessoria técnica da Cohapar

e parcerias da Copel e Sanepar

para a instalação dos sistemas

CONTRAPARTIDAS

de

energia elétrica, água e esgo-

ESTADUAIS

to

do novo residencial.

A participação do Governo do Estado no projeto envolve a

Segundo o superintendente de Programas da Cohapar, Kerwin Kuhlemann, a oferta de contra-

partidas dos governos estaduais

e prefeituras foram um fator

diferencial no processo de es- colha dos projetos pela União.

“Por isso, o Paraná foi o Estado

a receber o maior volume de re- cursos do programa no Sul do

país e o segundo maior do Bra- sil”, comenta.

A reunião foi acompanhada por

representantes da construtora Village, responsável pela execu-

ção das obras, e por Luiz Otávio Messias, assessor do deputado estadual Pedro Lupion (DEM).

ra.co

m

Empreendimento, com 50 no- vas moradias, será feito em uma parceria do poder público com a iniciativa privada. Famílias be- neficiadas, com renda mensal de até R$ 1,8 mil mensais, pa- garão cerca de 10% do valor do imóvel. O prefeito de Jundiaí do Sul, Eclair Rauen (DEM), visitou a sede da Cohapar, em Curitiba, para definir detalhes da cons- trução de 50 casas populares cujas obras devem iniciar em breve no município. Os recur- sos do projeto, superiores a R$ 3 milhões, foram recentemente liberados pelo Ministério das Cidades dentro do processo seletivo envolvendo projetos habitacionais em todo o Brasil. Pelo programa, famílias com

habitacionais em todo o Brasil. Pelo programa, famílias com Dois Tempos Petrobras quer que Gleisi Hoffmann

Dois Tempos

em todo o Brasil. Pelo programa, famílias com Dois Tempos Petrobras quer que Gleisi Hoffmann devolva

Petrobras quer que Gleisi Hoffmann devolva R$ 1 milhão

aos cofres da empresa

Petrobras quer que a senadora Gleisi Ho - mann (PT-PR) seja condenada a devolver,

com seu marido, o ex-ministro do Planeja- mento Paulo Bernardo, o valor de R$ 1 milhão aos cofres da empresa. O empresário Ernesto Klueger também é alvo da cobrança.

O pedido foi encaminhado ao ministro Edson

Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), na ação penal

em que a senadora foi denunciada por cor- rupção e lavagem de dinheiro. Nas alegações nais sobre o caso, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que os três réus, além de condenados, fossem obrigados

a pagar R$ 4 milhões em indenização aos co-

fres públicos, quatro vezes mais do que o R$ 1 milhão que teriam sido desviados da Petro- bras para irrigar a campanha de Gleisi ao Se- nado em 2010.

TSE cria grupo para monitorar ‘fake news’ nas eleições

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) criou um

grupo especial para estudar e desenvolver pesquisas sobre a in uência das redes di- gitais nas eleições do ano que vem, em es- pecial, sobre a disseminação das chamadas “fake news” - as notícias propositalmente fal- sas divulgadas nas redes sociais. Além disso, o TSE de niu nesta segunda-feira (11) que estudará a criação de um canal de denúncias on-line para que os eleitores in- formem conteúdos falsos durante o pleito. A reunião de ontem ainda rmou que irá moni- torar ações internacionais para aperfeiçoar o combate a esse tipo de situação.

Senado Federal discute temas polêmicos sobre Segurança Pública

O Senado Federal discute, atualmente, temas

de grande relevância para conter a escalada

da violência em todo o país e que farão par-

te da Política Nacional de Segurança Pública.

Dentre as ações previstas no projeto estão a revogação do Estatuto do Desarmamento, militarização das fronteiras e mais autonomia para os estados. Parte polêmica do plano discute a divisão de competência entre os entes federados em re- lação à segurança pública, ampliando a parti- cipação dos legislativos estaduais em matéria penal e processual penal, modelo parecido, por exemplo, ao utilizados pelos Estados Uni- dos.

Tiririca usa verba da Câmara para bancar viagens a locais de shows de humor

Tiririca nunca tinha usado a tribuna do ple- nário para discursar. Até a semana passada, quando resolveu anunciar o desligamento da política e criticar os colegas que havia prome- tido combater. O primeiro e único discurso do palhaço como parlamentar foi, basicamente, uma crítica ao que ele chamou de “a velha política”. Tiririca bradou que havia desistido das urnas, disse que a “vida boa” dos políticos causava “uma vergonha muito grande” tanto nele quanto em seus eleitores. Mas, não citou as vezes que comprou bilhe- tes aéreos para seus compromissos como pa- lhaço — e não como parlamentar. Em agos- to, Tiririca comprou passagens para Ipatinga (MG), a R$ 2.746,52 — valor reembolsado pela Câmara.

parlamentar. Em agos- to, Tiririca comprou passagens para Ipatinga (MG), a R$ 2.746,52 — valor reembolsado

A

4 CIDADES

A 4 CIDADES QUARTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2017 - ED.1864 FISCALIZAÇÃO Operação IPVA aborda mais

QUARTA-FEIRA,

13

DE

DEZEMBRO

DE

2017

-

ED.1864

FISCALIZAÇÃO

Operação IPVA aborda mais de mil veículos em W. Braz

Todos os anos a Receita Federal realiza a operação para orientar motoristas quanto ao pagamento do imposto veicular, nesta semana oi a ve de ra assar e o ente fino

oi a ve de ra assar e o ente fino VAN ESSA LOPES reportagem @ fol

VAN ESSA LOPES reportagem @ fol h aext ra.co m

Com o novo ano chegando, as contas chegam junto e, extrapo-

lando o orçamento, a população acaba fazendo um filtro das prio- ridades, algumas contas acabam ficando para trás.

m dos tributos mais caros que

o

brasileiro paga anualmente é o

IPVA Imposto sobre a Proprieda- de de Veículos Automotores), no Paraná, por exemplo, a porcen- tagem deste imposto é de , para carros. Já para ônibus, veí-

culos de carga, carro de aluguel, que usam gás GNV é de 1 . Os veículos com isenção de IPVA Pa- raná, em geral são os ônibus de transporte público, carros com mais de 20 anos de fabricação, carros de deficientes e transpor-

VANESSA LOP ES - F OLH

A EXTR

A

de deficientes e transpor- VANESSA LOP ES - F OLH A EXTR A Detran realizou uma

Detran realizou uma operação para fiscalizar quem está em dia com o imposto e quem está em débito

uando o veículo está com o

e seis agentes fazendários, além

pios, Jacarezinho, Santo Antônio da Platina e Andirá. Segundo Micheletto, a regional atende 29 municípios e todos os anos as operações alternam de loca- lização, mas sempre ocorrem no final do ano, próximo a emissão da última parcela do imposto.

É importante lembrar que a fal- ta de pagamento do IPVA não

acarreta em retenção do veículo, contudo, o atraso neste imposto impede na emissão do licencia- mento, o que acarreta em apre-

ensão do veículo e aplicação de multa gravíssima.

A arrecadação do IPVA é dividida

em 0 para o município e 0 para o Estado, seus valores são direcionados à manutenção de vias públicas.

te

escolar.

imposto do ano em aberto, nós

de quatro policiais militares. A

ração, durante as blitz, o índice

Para fiscalizar, de maneira pon- tual, quem está em dia com o imposto e quem está em débito,

paramos o condutor e o orienta- mos, emitimos uma via para pa- gamento e liberamos o motoris-

delegacia regional é localizada em Jacarezinho, única do Nor- te Pioneiro que também possui

a

Secretaria da Receita Federal

ta. No caso de atraso há mais de

mais um posto de atendimento

promove todos os anos a Opera- ção IPVA dentro dos municípios,

dois anos, o veículo fica retido até que ele pague o imposto, isto

em Siqueira Campos. No total foram 1.011 veículos

na

qual durante cerca de seis

ocorre através da Polícia Militar,

abordados, destes, 9 estavam

horas, os veículos que trafegam

pelas vias têm as placas consul- tadas.

pois a legislação não permite que o veículo circule sem licen- ciamento em dia”, afirma José

irregulares, somente em en- ceslau. Segundo o chefe da ope-

Na

manhã desta terça-feira 12 ,

Luiz Micheletto, auditor fiscal da

de inadimplência constatado é

os

agentes da regional de Jaca-

Receita.

média de aproximadamente .

rezinho estiveram em enceslau

“Também orientamos quanto às

A

Polícia Militar apreendeu dez

raz para realizar a fiscalização.

O inspetor da Operação, que

acontece em conjunto com a Po- lícia Militar, explica qual o proce-

dimento a ser adotado quando

o motorista está inadimplente.

possibilidades de parcelamen-

to, para que o motorista quite o débito com mais tranquilidade”, continua. A operação contou com nove

integrantes, três auditores fiscais

veículos, oito foram liberados após quitarem o débito e duas motocicletas continuaram deti- das. Ainda neste ano, a operação aconteceu em mais três municí-

Parceria com Emater traz tecnologia para agricultores de Tomazina

com Emater traz tecnologia para agricultores de Tomazina DA reportagem ASSESSORIA @ fol h aext ra.co

DA

reportagem

ASSESSORIA

@

fol h aext

ra.co

m

Os produtores rurais de Tomazi- na ganharam nessa semana mais um importante apoio para pro-

duzir, através do uso de novas tecnologias. A prefeitura munici- pal consolidou uma nova parce- ria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural EMA- TER e o Laticínio uatiguá.

O programa Ecoleite se propõe

a dar continuidade a um traba-

lho pioneiro, iniciado em Toma- zina há dois anos, que envolve

o manejo adequado dos dejetos

produzidos pela bovinocultura

leiteira, evitando a contaminação de mananciais e proporcionando a redução nos custos de produ- ção do leite.

O leite, ganha em qualidade e va-

lor de mercado. Já o esterco pas-

sa a ser tratado de forma susten- tável, para voltar ao ciclo agrícola na forma de adubo. O material é concentrado em esterqueiras, que na sua base é recoberta por uma geomembrana – película extremamente fina que evita a contaminação do solo. Através dessa parceria a prefeitu-

ra fornecerá o maquinário a pre-

ços subsidiados para a escavação

das esterqueiras, que serão de-

marcadas e terão o acompanha- mento técnico da Emater. O la- ticínio, por sua vez, financiará a

aquisição da geomembrana para

os agricultores, que irão pagá-la parceladamente, em leite. Segundo o engenheiro agrôno- mo da Emater, Alfredo Alemão,

o projeto é sustentável. “O pro-

grama tem baixo custo e resolve

D I VULG AÇÃO Esterco sendo depositado na geomembrana
D I VULG
AÇÃO
Esterco sendo depositado
na geomembrana

o problema da contaminação do

leite, dando um retorno econô-

mico e ambiental para o produ-

tor”, ressalta.

O prefeito Flávio anrosso PSD

lembra do respeito que há entre

a parceria. “Nossa parceria une

respeito ao meio ambiente e avanços para os nossos agricul- tores. Isso é mais renda, empre- go e prosperidade para a nossa cidade. A ideia é que as demais empresas e organizações que captam o leite no município tam-

bém se integrem ao programa”, conclui.

EMATER

A Empresa de Assistência Técni-

ca e Extensão Rural EMATER é uma empresa pública do rasil

criada em 19 com o objetivo

de prestar serviços de assistên- cia técnica e extensão rural à população do campo. Existem

2 seções da EMATER, uma para

cada unidade da federação. Jun- tas, elas formam a Associação rasileira das Entidades Estadu- ais de Assistência Técnica e Ex- tensão Rural AS RAER .

 

JABOTI

 

P OR TAR

I A N.º 201 /201 7

de

1 2

de

D

eze

m

bro

de

201 7.

 
 

Sú m

u l a: “R

evo

ga

P ortari a

e

est

a-

bel ece

ou tras

provi

dên ci

as. ”

 

O

P refei to

Mu n i ci

pal de

Ja

boti , Est

ado

do

P aran á, n o

u so

de

su

as atri bu i çõ

es

qu e

l h e

o

co

n feri das

por Lei :

 

R

E S O L V E:

 

Art. 1

º. R

EVOG

A P ortari a

1 93/201 7

de

27

de

Nove

m

bro

 

de

201 7.

 

Art.º 2º. Est

a

P ortari a

en trará

em

vi

gor a

parti r

da

data

de

su

a

pu bl i ca

çã

o.

 

G abi n ete do P refei to Mu n i ci pal de Ja boti , 1 2 de D eze m bro de 201 7.

VAND

ER

LEY

D

E SI QUEI R

A E SI LVA

 

P

R

EF EI TO MUNI CI PAL

 

Em Resumo

 

Presos realizam prova do Enem e segunda aplicação do exame

 

Cerca de 32 mil pessoas privadas de liberdade - zeram nesta terça-feira (12) e farão nesta quarta- -feira (13) as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em mais de mil unidades prisio- nais de 577 municípios. Também será realizado o Enem para os participantes que tiveram direito a uma segunda aplicação do exame.

 

O

Enem para Pessoas Privadas de Liberdade

(Enem PPL) é destinado a pessoas submetidas a

penas privativas de liberdade e jovens sob medi-

da

socioeducativa que inclua privação de liberda-

de. Os participantes com mais de 18 anos pode- rão utilizar o desempenho como mecanismo para acesso à educação superior. Já os menores de 18

anos, considerados “treineiros”, só poderão utilizar

os

seus resultados individuais para a autoavalia-

ção de conhecimentos.

 

Tecpar vai desenvolver projeto de Casa Sustentável em 2018

 

O

Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar),

como executivo do programa Smart Energy Pa- raná, construirá um protótipo de casa sustentável para testar tecnologias verdes em uma moradia

de

até 60 metros quadrados e que possa ser en-

quadrada nas condições do Minha Casa, Minha

Vida. O projeto da Casa Sustentável é uma das principais ações do programa para o ano de 2018.

A

previsão é que até março do ano que vem duas

unidades-piloto estejam prontas, uma em Jacare- zinho, no Parque Tecnológico do Norte Pioneiro,

do

Tecpar, e em uma cidade da Região Metropo-

litana de Curitiba – o local ainda não foi de nido.

 

Preço da gasolina sobe pela segunda vez nesta semana

 

A

partir de quarta-feira (13), os postos de gasolina

 

estarão com novos reajustes no preço da gasolina

do diesel. A Petrobras anunciou que o diesel vai aumentar em 1% e a gasolina em 1,1%.

e

O

detalhe é que na segunda-feira (11) já tinha sido

comunicado um aumento de 1,8% no diesel e 1,4% na gasolina, que começaram a valer a partir

desta, terça-feira (12).

 

Essas constantes elevações nos preços do diesel e

 

da

gasolina estão relacionados a nova política da

Petrobas, adotada desde 3 de julho. Desde a nova

metodologia, a gasolina acumulou um crescimen- to no preço de 25,48% e o diesel de 19,26%.

3 de julho. Desde a nova metodologia, a gasolina acumulou um crescimen- to no preço de
3 de julho. Desde a nova metodologia, a gasolina acumulou um crescimen- to no preço de
3 de julho. Desde a nova metodologia, a gasolina acumulou um crescimen- to no preço de
QUARTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2017 - ED.1864 RADAR A 5 SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

QUARTA-FEIRA,

13

DE

DEZEMBRO

DE

2017

-

ED.1864

RADAR

A 5

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

Homem leva quatro tiros enquanto dormia e morre no distrito da Platina

Indivíduo foi atendido pela equipe do SAMU, mas não resistiu e morreu no local; Polícia Civil está investigando a motivação e o responsável pelo crime

está investigando a motivação e o responsável pelo crime DA reportagem REDAÇÃO @ fol h aext

DA

reportagem

REDAÇÃO

@

fol h aext

ra.co

m

A manhã desta terça-feira (12)

começou com mais um crime de homicídio na região do Nor- te Pioneiro. Desta vez, o caso foi registrado no município de Santo Antônio da Platina, no distrito da Platina. Por volta das 5h da manhã a equipe da Polícia Militar do município recebeu uma solici- tação da equipe do SAMU (Ser- viço de Atendimento Móvel de Urgência) para prestar apoio a um atendimento onde a vítima havia sido atingida por disparos de arma de fogo. Os policiais militares se deslo- caram então até o distrito da Platina e, chegando ao local, se depararam com um homem baleado por quatro disparos de arma de fogo. A vítima não resis- tiu aos ferimentos e veio a óbito no local. Diante da situação, os militares acionaram a Polícia Civil que

D

I VULG

os militares acionaram a Polícia Civil que D I VULG Fernando Rodrigues chegou a ser atendido

Fernando Rodrigues chegou a ser atendido pela equipe do SAMU mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local

mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local AÇÃO esteve no local juntamente

AÇÃO

esteve no local juntamente com os investigadores para levantar as primeiras informações, sen- do identificado que se tratava de um homicídio. Segundo relatos de um parente

da vítima, um carro havia para- do em frente ao casebre em que

o rapaz dormia na companhia

de um amigo, e os ocupantes desceram, arrombaram a por- ta e dispararam diversos tiros.

Após a ação, os suspeitos deixa- ram o lugar em alta velocidade.

O segundo rapaz que estaria no

local juntamente com a vítima não foi atingido. Em conversa com a polícia, ele disse não ter visto nada. O rapaz, identificado como Fer-

nando Rodrigues, de 25 anos, apelidado de C* de Frango, foi atingido na cabeça, ombro e costas. O corpo foi recolhido ao

Instituto Médico Legal de jaca- rezinho.

Agora a polícia trabalha em busca de testemunhas que pos- sam ajudar a elucidar o caso e chegar ao autor dos disparos, assim como desvendar qual foi

a motivação do crime. Devido

a cinemática do crime, existe a

hipótese que a motivação esteja relacionada ao acerto de contas com o tráfico de drogas.

Ladrões invadem igreja e roubam alimentos da cozinha

Segundo uma testemunha, três indivíduos arrombaram uma porta, invadiram o local e levaram diversos produtos alimentícios

invadiram o local e levaram diversos produtos alimentícios DA reportagem REDAÇÃO @ fol h aext ra.co

DA

reportagem

REDAÇÃO

@

fol h aext

ra.co

m

Por volta das 2h da madrugada desta quarta-feira (12), a equipe da Polícia Militar do munícipio de Siqueira Campos foi acionada para atender a uma ocorrência referente a um roubo que esta- ria acontecendo no Santuário do Bom Jesus da Cana Verde. Diante da solicitação, a equipe se

deslocou até a Rua Minas Gerais, no bairro do Santuário, onde fo- ram recebidos por um homem que contou aos policiais ter vis- to algumas pessoas entrando no pavilhão da igreja para praticar um roubo. Ao vistoriar o local apontado pelo solicitante, os policiais constataram que uma porta que dá acesso a cozinha do Santuário havia sido arrombada. Da cozi- nha, foram levados alguns pro- dutos alimentícios, sendo que, além dos alimentos, o solicitante

não soube informar se mais algu- ma coisa havia sido levada. O homem ainda relatou a equi- pe que três pessoas haviam saí- do correndo do local e fugido em direção ao clube recreativo Arco Íris. Frente aos relatos, os

policiais realizaram um patru- lhamento nas imediações do lo- cal em busca dos suspeitos, mas ninguém foi localizado. O soli- citante foi informado quanto os procedimentos cabíveis ao caso junto a Polícia Civil.

D

I VULG

AÇÃO

Roubo de alimentos aconteceu na cozinha do Santuário do Bom Jesus da Cana Verde
Roubo de alimentos
aconteceu na cozinha
do Santuário do Bom
Jesus da Cana Verde

Empresário é preso após tentar subornar policiais com R$ 10 mil

é preso após tentar subornar policiais com R$ 10 mil DA reportagem REDAÇÃO @ fol h

DA

reportagem

REDAÇÃO

@

fol h aext

ra.co

m

Um empresário de 55 anos foi preso durante a manhã desta se- gunda-feira (11) no município de Jaguariaíva. De acordo com informações repassadas pela Polícia, o homem foi detido por porte ilegal de arma de fogo e corrupção ativa.

A ocorrência teve início após

o homem empreender fuga de

uma abordagem de rotina que estava sendo realizada pela equipe da Polícia Militar. No momento da ação, o empresá-

rio conduzia uma Land Rover

e foi acompanhado pelos poli-

ciais até o momento em que foi possível realizar a abordagem do indivíduo com segurança. O homem foi abordado ao chegar em sua casa. Ao vistoriar o veículo, os poli- ciais encontraram uma pistola

calibre 380 com o pente carre-

gado com 11 cartuchos intactos. Diante da situação, a equipe também realizou buscas na resi- dência do empresário. No local, os policiais ainda encontraram uma espingarda

calibre 22 com 10 cartuchos intactos e um revólver calibre 38 com cinco munições. Fora

o armamento, a equipe ainda

encontrou uma caixa com mais três cartuchos calibre 38, sete de calibre 380 e três calibre 22. Diante dos fatos, o homem re- cebeu voz de prisão pelo porte

ilegal de armas de fogo. Nesse momento, o empresário confes- sou aos policiais que já estava respondendo a um processo pelo porte ilegal de armas e

ameaça. Para que ele não tivesse mais problemas, o homem ofe- receu aos policiais a quantia de R$ 10 mil e a pistola 380.

A tentativa de ser liberado do

flagrante não deu certo. Após tentar subornar a equipe, o em- presário recebeu a segunda voz de prisão e, desta vez, pelo cri- me de corrupção ativa.

Esportes

Atlético

pode

trazer

o

ex-meia

Seedorf

como

treinador

trazer o ex-meia Seedorf como treinador O Atlético pode trazer o ex- -meia holan- dês Clarence

O Atlético pode trazer o ex- -meia holan- dês Clarence Seedorf para ser o próximo treinador. Seu nome já estava sendo monito- rado pelo clube paranaense desde a última semana. Nos bas- tidores, dizia-se que havia uma possibilidade do próximo técnico vir do exterior. Seedorf preenche alguns requisitos que agra- dam à diretoria do clube. Tem mentalidade europeia e é jovem (está com 41 anos). Já possui alguma rodagem como treinador – comandou o Milan (Itália) em 2015 e o Shen- zhen (China) em 2016, em seu último traba- lho como treinador. E é um nome de grande prestígio no mercado devido à carreira de jo- gar: foi titular da seleção da Holanda durante anos, disputou uma Copa do Mundo (1998) e foi campeão da Liga dos Campeões por Ajax (1995), Real Madrid (1998) e Milan (2003 e

2007).

Sob nova direção, Coritiba vê reestruturação do futebol como medida prioritária

Coritiba inicia, a partir de quinta-feira (14), o processo de reestruturação no clube na nova gestão comandada pelo presidente Samir Na- mur. Eleito para o triênio 2018-2020, ele busca soluções e tem como prioridade reformular o departamento de futebol do clube alviverde. As prioridades do mandatário são o anúncio do novo técnico e de um diretor de futebol.

Além disso, no atual elenco, Samir terá que de nir o destino de jogadores com contrato no m, além do retorno de atletas que esta- vam emprestados e, principalmente, a forma- ção de um novo grupo para buscar o retorno à Série A. Em razão do processo da eleição, Samir enten- de que o Coritiba está atrasado para o plane- jamento em relação aos demais clubes, mas quer de nir as primeiras medidas com calma.

Wagner Lopes celebra retorno ao Paraná em ano de Série A

Sete meses depois, o técnico Wagner Lopes está de volta ao Paraná Clube. Após coman- dar o time entre janeiro e maio e ir para o Ja- pão, ele foi con rmado como novo treinador do Tricolor para 2018. Pela frente, o desa o de montar a equipe no ano que marca o retorno paranista à Série A do Brasileiro. “É um desa o muito grande, muito importan- te. Eu me sinto honrado por fazer parte disso. Agraceço pela oportunidade da diretoria, por lembrarem do meu nome. A gente sabe da grandeza do Paraná Clube, é um ano histórico para o clube. Não era possível deixar de con- siderar essa oportunidade de começar o ano, planejar, iniciar um ciclo. Vamos ter di culda- des, o que é natural, mas com uma perspecti- va muito boa”, disse Lopes.

iniciar um ciclo. Vamos ter di culda- des, o que é natural, mas com uma perspecti-
iniciar um ciclo. Vamos ter di culda- des, o que é natural, mas com uma perspecti-

A 6

EDITAIS

A 6 EDITAIS QUART A -FEIRA, 13 DE D E Z E M B R O

QUART A -FEIRA,

13

DE

D E Z E M B R O

DE

2017

-

ED.1864

ARAPOTI

P R EF EI TUR A D O MUNI CÍP I O D E AR
P
R EF EI TUR A D O MUNI CÍP I O D E AR AP OTI - P R
R
UA P LACÍD
I O LEI TE Nº 1 48
CENTR
O CÍVI CO
CEP
84990-000
F ONE ( 043) 351 2-3000
CNP J
Nº 75.658.377/0001 -31
EXTR
ATO 2º TER
MO AD
I TI VO
Con trato n ° : 252/201 6-P MA.
P
regão n ° : 54/201 6-P MA.
Con tratan te: Mu n i cí pi o de Arapoti .
Con tratada: P R OJE CT – P R OJE TO, EXECUÇÃO E MANUTENÇÃO
LTD A.
Ob j e t o : O p r e se n t e Te r m o Ad i t i vo , o b j e t i va a p r o r r o g a çã o d o p r a zo
de exe cu çã o e vi gên ci a do CONTR ATO so b o n ° 252/201 6-P MA, por
m
ai s 1 2 ( doze ) m ese s, i n i ci an do-se
em
06/01 /201 8, est
en den do-se
até 05/01 /201 9, co m base n o i n ci so I I , art. 57 da Lei n º 8.666/93, bem
co m o o reaju st e de va l or de co n trato, co n form e I G P -M, n o perce n tu al
de 0, 52%, passa n do o va l or co n tratu al m en sa l de R $ 8.900, 00 para R $
8.946, 28, n os term os do art. 65, §5º da Lei n º 8.666/93.
Disposições finais: Permanecem inalteradas as demais cláusulas do
Co n t r a t o Or i g i n a l a q u e se r e f e r e o p r e se n t e Te r m o Ad i t i vo .
D
ata da assi n atu ra: 07/1 2/201 7.
P
R EF EI TUR A D O MUNI CÍP I O D E AR AP OTI
F
UND O MUNI CI PAL D E SAÚ D E
ESTAD
O D
E PAR
ANÁ
R
UA P LACÍD
I O LEI TE Nº 1 48
CENTR
O CÍVI CO
CEP
84990-000
F ONE ( 43) 351 2-3000
CNP J Nº 75.658.377/0001 -31 - CNP J n º 1 2.601 .793/001 -83
EXTR
ATO 9º TER
MO AD
I TI VO
Creden ci am en to n ° : 01 5/201 5-F MS.
I n exi gi bi l i dade n ° : 01 /201 5-F MS.
Con tratan te: F u n do Mu n i ci pal de Saú de.
Con tratada: CS OD ONTOMED S/C LTD A ME.
Ob j e t o : O p r e se
n t e
Te r m
o
Ad i t i vo
, o b j e t i va
a
p r o r r o g a çã
o
d o
p r a zo
d e
exe cu ção e vi gên ci a do TER MO D E CR ED ENCI AMENTO so b o n °
01 5/201 5-F MS, por m ai s 30 ( tri n ta) di as, i n i ci an do-se em 1 4/1 2/201 7,
est en den do-se até 1 2/01 /201 8, co m base n o i n ci so I I , art. 57 da Lei
n
º 8.666/93.
Disposições finais: Permanecem inalteradas as demais cláusulas do
co n t r a t o o r i g i n a l a q u e se r e f e r e o p r e se n t e Te r m o Ad i t i vo .
D
ata da Assi n atu ra: 30/1 1 /201 7.
F
UND O MUNI CI PAL D E SAÚ D E AR AP OTI
R
UA OND I NA B UENO SI QUEI R A Nº 1 80 CENTR O CÍVI CO CEP
84.990-000 / F ONE ( 43) 351 2-3000 CNP J Nº 09.277.71 2/0001 -27
AVISO DE LICITAÇÃO
Li
ci taçã o excl u si va para Mi cr oem presa s -ME e Em presa s de P equ en o
P
orte – EP P, i n cl u si ve Mi cr oem preen dor I n di vi du al – MEI .
Edi tal de P regão El etrôn i co n º 77/201 7
Processo nº 1 35/201 7
Objeto: R egi st ro de preço s para fu tu ra e eve n tu al aqu i si çã o de m ateri al de
co n su m o h osp i tal ar vi sa n do aten der as n ece ssi dades da Secr etari a Mu n i ci pal de
Saú de
Data
Abertura:
03/01 /201 8
às
09: 00: 00
horas
Val or M áxi m o:
R
$
1 .605.21 4, 07
I n form ações e R eti rada do Edi tal : Mai ores i n form açõ es poderão se r obti das n a
R u a On di n a B u en o Si qu ei ra, n º 1 80 - Cen tro Cívi co , Arapoti ,
Paraná, telefones: (43) 3512-3000/3001, no horário das 08h00min às 11h30min
e das 13h00min às 17h30min / site: www.arapoti.pr.gov.br /
em ai l : l i ci taca o@ arapoti .pr.gov.
Data
Edital:
1 2/1 2/201 7
PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR
RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO
CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000
CNPJ Nº 75.658.377/0001-31
EXTRATO DE CONTRATO
Contrato n° 255/2017.
Pregão Eletrônico n° 060/2017.
Contratante: Prefeitura Municipal de Arapoti.
Contratada: Altair Fabro & Cia Ltda.
Objeto: Aquisição de máquinas e implementos agrícolas para atender
agricultores familiares do município de Arapoti.
Valor Global: R$ 19.400,00 (dezenove mil e quatrocentos reais).
Dotação Orçamentária: 21.606.0022.1.371.00815.449052.
Prazo de Execução: 12 (doze) meses.
Prazo de Vigência: 12 (doze) meses.
Data da assinatura: 05/12/2017.
PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR
RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO
CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000
CNPJ Nº 75.658.377/0001-31
EXTRATO DE CONTRATO
Contrato n° 254/2017.
Pregão Eletrônico n° 060/2017.
Contratante: Prefeitura Municipal de Arapoti.
Contratada: Daiana Vogel Zimmermann Eireli.
Objeto: Aquisição de máquinas e implementos agrícolas para atender
agricultores familiares do município de Arapoti.
Valor Global: R$ 23.820,00 (vinte e três mil oitocentos e vinte reais).
Dotação Orçamentária: 21.606.0022.1.371.00815.449052.
Prazo de Execução: 12 (doze) meses.
Prazo de Vigência: 12 (doze) meses.
Data da assinatura: 05/12/2017.
PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR
RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO
CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000
CNPJ Nº 75.658.377/0001-31
EXTRATO DE CONTRATO
Contrato n° 257/2017.
Pregão Eletrônico n° 060/2017.
Contratante: Prefeitura Municipal de Arapoti.
Contratada: Delba Vicentini Cremasco - ME.
Objeto: Aquisição de máquinas e implementos agrícolas para atender
agricultores familiares do município de Arapoti.
Valor Global: R$25.998,00 (vinte e cinco mil novecentos e noventa e
oito reais).
Dotação Orçamentária: 21.606.0022.1.371.00815.449052.
Prazo de Execução: 12 (doze) meses.
Prazo de Vigência: 12 (doze) meses.
Data da assinatura: 05/12/2017.
PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR
RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO
CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000
CNPJ Nº 75.658.377/0001-31
EXTRATO DE CONTRATO
Contrato n° 253/2017.
Pregão Eletrônico n° 060/2017.
Contratante: Prefeitura Municipal de Arapoti.
Contratada: RK Indústria de Implementos Agrícolas.
Objeto: Aquisição de máquinas e implementos agrícolas para atender
agricultores familiares do município de Arapoti.
Valor Global: R$ 46.830,00 (quarenta e seis mil oitocentos e trinta
reais).
Dotação Orçamentária: 21.606.0022.1.371.00815.449052.
Prazo de Execução: 12 (doze) meses.
Prazo de Vigência: 12 (doze) meses.
Data da assinatura: 05/12/2017.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000 CNPJ Nº 75.658.377/0001-31

EXTRATO DE CONTRATO

Contrato n° 256/2017. Pregão Eletrônico n° 060/2017. Contratante: Prefeitura Municipal de Arapoti. Contratada: Terra Viva Comércio e Representações. Objeto: Aquisição de máquinas e implementos agrícolas para atender agricultores familiares do município de Arapoti. Valor Global: R$10.489,00 (dez mil quatrocentos e oitenta e nove reais). Dotação Orçamentária: 21.606.0022.1.371.00815.449052. Prazo de Execução: 12 (doze) meses. Prazo de Vigência: 12 (doze) meses. Data da assinatura: 05/12/2017.

: 12 (doze) meses. Data da assinatura : 05/12/2017. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000 CNPJ Nº 75.658.377/0001-31

EXTRATO DE CONTRATO

Contrato n° 252/2017. Pregão Eletrônico n° 060/2017. Contratante: Prefeitura Municipal de Arapoti. Contratada: Trator New S/A. Objeto: Aquisição de máquinas e implementos agrícolas para atender agricultores familiares do município de Arapoti. Valor Global: R$ 134.100,00 (cento e trinta e quatro mil e cem reais). Dotação Orçamentária: 21.606.0022.1.371.00815.449052. Prazo de Execução: 12 (doze) meses. Prazo de Vigência: 12 (doze) meses. Data da assinatura: 05/12/2017.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000 CNPJ Nº 75.658.377/0001-31

EXTRATO EDITAL DE HABILITAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO

Edital de Pregão Presencial nº 60/2017. Processo nº 83/2016. A Comissão Permanente de Licitação, designada pelo Decreto n° 4371/2017, comunica aos interessados no objeto da licitação supra referenciada, que após a análise e verificação da documentação de habilitação, decidiu habilitar a(s) seguinte(s) empresa(s) licitante(s):

Empresa

01

Trator New S/A

02

RK Indústria de Implementos Agrícolas

03

Daiana Vogel Zimmermann Eireli

04

Altair Fabro & Cia Ltda

05

Terra Viva Comércio e Representações

06

Delba Vicentini Cremasco ME

Ainda, a Comissão Permanente de Licitação, designada pelo Decreto n° 4371/2017, comunica aos interessados no objeto da licitação supra referenciada, a presente classificação:

Empresa

Valor R$

Trator New S/A

134.100,00

RK Indústria de Implementos Agrícolas

46.830,00

Daiana Vogel Zimmermann Eireli

23.820,00

Altair Fabro & Cia Ltda

19.400,00

Terra Viva Comércio e Representações

10.489,00

Delba Vicentini Cremasco ME

25.998,00

Comunica, outrossim, que o(s) representante(s) da(s) proponente(s) participante(s) do certame em sessão pública, renunciou(aram) expressamente a intenção de interposição de recurso.

Arapoti, em 05 de dezembro de 2017. Luciano Aguiar Rocha Pregoeiro

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000 CNPJ Nº 75.658.377/0001-31

EXTRATO TERMO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO

Edital de Pregão Eletrônico nº 60/2017.

Objeto: Aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas para atender os agricultores familiares do município de Arapoti.

Despacho do Prefeito Municipal

De 05/12/2017.

Homologando o procedimento licitatório realizado na modalidade em supramencionada.

Despacho do Pregoeiro De 05/12/2017.

Adjudicando o procedimento licitatório realizado na modalidade supramencionada, a(s) empresa(s):

Empresa

Valor R$

01

Trator New S/A

134.100,00

02

RK Indústria de Implementos Agrícolas

46.830,00

03

Daiana Vogel Zimmermann Eireli

23.820,00

04

Altair Fabro & Cia Ltda

19.400,00

05

Terra Viva Comércio e Representações

10.489,00

06

Delba Vicentini Cremasco ME

25.998,00

Nerilda Aparecida Penna Prefeita Municipal

Luciano Aguiar Rocha Pregoeiro

PINHALÃO

H O M O L O G A Ç Ã O

O Prefeito Municipal, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o Parecer Jurídico sobre a Dispensa de Licitação n°. 24/2017 de 06/12/2017. RESOLVE:

Homologar o certame a favor do proponente:

BARIGUI AMERICA COMERCIO DE AUTOMOVEIS LTDA, CNPJ: 28.970.217/0001-43, da cidade de CURI- TIBA - Pr, vencendo no item único, perfazendo o valor total de R$148.341,60(Cento e quarenta e oito mil e trezentos e quarenta e um reais e sessenta centavos). Gabinete do Prefeito Municipal de Pinhalão Em 12 de dezembro de 2017. SERGIO INACIO RODRIGUES Prefeito Municipal

PREFEITURA DE PINHALÃO ESTADO DO PARANÁ

H O M O L O G A Ç Ã O = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

O Prefeito Municipal de Pinhalão,

Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista os Pareceres da Comissão de Pregão e da Consulto- ria Jurídica:

R E S O L V E:

Homologar o resultado da Licitação na modalidade de Edital de Pregão Presencial nº. 72/2017 de 24/11/2017 a FAVOR do Proponente:

A K MEDINA DE CARVALHO - ME, CNPJ Nº 27.675.488/0001-03, pelo valor total de R$ 27.910,00 (Vinte e sete mil e novecentos e dez reais).

Gabinete do Prefeito Municipal de Pinhalão

Em 12 de dezembro de 2017.

SERGIO INÁCIO RODRIGUES Prefeito Municipal

LEI 1637/2017 Súmula: Abre Crédito Adicional Especial no orçamento geral do exercício de 2017, e dá outras providências.

A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná apro- vou, e, Eu, Sergio Inácio Rodrigues, Prefeito Municipal sanciono a seguinte lei:

Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal

a abertura de Crédito Adicional Especial, no Orçamento

Geral do Município, no exercício de 2017, no valor de R$ 233.000,00 (duzentos e trinta e três mil reais), conforme segue:

 

08

– AGROPECUARIA

 
 

01

– AGROPECUÁRIA

 

20.606.0009.1.016 – AQUISIÇÃO DE MÓVEIS E EQUIPAMENTOS

 

534

– 4.4.90.52.00.00.00.00 – 1814 –

 

Equip. e material permanente

 

197.000,00

 

R$

535

– 4.4.90.52.00.00.00.00 – 1501 –

 

Equip e mat permanente

 

36.000,00

 

R$

TOTAL

R$

233.000,00

Art. 2º

. - Para cobertura do crédito aberto no artigo

anterior, serão utilizados recursos provenientes do excesso de arrecadação dos recursos do Ministério da Agricultura –

SICONV Convenio 852577/2017, e da redução de dotações, como segue:

EXCESSO

EXCESSO DE ARRECADAÇÃO CON-

195.000,00

VENIO – FONTE 814

R$

Excesso rendimentos de aplicação fonte

2.000,00

814

R$

TOTAL DE EXCESSO R$

197.000,00

ANULAÇÃO

04

– VIAÇÃO E OBRAS PUBLICAS

 

03

– URBANISMO

 

15.451.0008.1.042 – INFRAESTRUTURA URBANA- RUAS E AVENIDAS

 

085-4.4.90.51.00.00.00.00-1501-Obras e instala- ções R$

36.000,00

TOTAL DE REDUÇ ÃO R$

 

36.000,00

TOTAL GERAL

R$

233.000,00

Art. 3º. - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação revogadas as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de dezembro de 2017. SERGIO INÁCIO RODRIGUES - Prefeito Municipal

LEI 1638/2017 Súmula: Abre Crédito Adicional Especial no orçamento geral do exercício de 2017, e dá outras providências. A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná apro- vou, e, Eu, SERGIO INACIO RODRIGUES, Prefeito Municipal sanciono a seguinte lei:

Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal

a abertura de Crédito Adicional Especial, no Orçamento

Geral do Município, no exercício de 2017, no valor de R$ 34.046,10 (trinta e quatro mil, quarenta e seis reais e dez centavos), conforme segue:

 

05

– EDUCAÇÃO

 

02 – FUNDEB – ENSINO FUNDAMEN- TAL

 

12.361.0006.1007 – CONSTRUÇÃO, AM- PLIAÇÃO E REFORMAS

 

536 – 4.4.90.61.00.00.00.00-3107-Aqui- sição de imóveis

34.046,10

 

R$

TOTAL

R$

34.046,10

Art. 2º

. - Para cobertura do crédito aberto no artigo ante-

rior, serão utilizados recursos provenientes da redução das fontes como segue:

05

– EDUCAÇÃO

 

03 – FUNDO MUNICIPAL DA EDUCA- ÇÃO

 

12.361.0005.1.026 – AQUISIÇÃO DE MÓVEIS E EQUIPAMENTOS

 

451 – 4.4.90.52.00.00.00.00-3107-Equipa-

34.046,10

mento e material permanente

R$

TOTAL GERAL

R$

34.046,10

Art. 3º. - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação revogada as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de dezembro de 2017

Prefeito Municipal

SERGIO INACIO RODRIGUES -

LEI 1639/2017

Súmula: Abre Crédito Adicional Especial no orçamento geral do exercício de 2017, e dá outras providências.

A

Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná aprovou,

e,

Eu, Sergio Inácio Rodrigues, Prefeito Municipal sanciono a seguinte lei:

Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal a abertura de Crédito Adicional Especial, no Orçamento Geral

do Município, no exercício de 2017, no valor de R$ 98.000,00 (noventa e oito mil reais), conforme segue:

08 – AGROPECUARIA

01 – AGROPECUÁRIA

20.606.0009.1.016 – AQUISIÇÃO DE MÓVEIS E EQUIPAMENTOS

537 – 4.4.90.52.00.00.00.00 – 1815 – Equip.

e material permanente

R$

98.000,00

TOTAL

R$

98.000,00

537 – 4.4.90.52.00.00.00.00 – 1815 – Equip. e material permanente R$ 98.000,00 TOTAL R$ 98.000,00
QUART A -FEIRA, 13 DE D E Z E M B R O DE 2017

QUART A -FEIRA,

13

DE

D E Z E M B R O

DE

2017

-

ED.1864

EDITAIS

A

7

Art. 2º . - Para cobertura do crédito aberto no artigo anterior, TOTAL DE EXCES-
Art. 2º
. - Para cobertura do crédito aberto no artigo anterior,
TOTAL DE EXCES-
245.000,00
serão utilizados recursos provenientes do excesso de arrecadação
dos recursos do Ministério da Agricultura – SICONV Convenio
852050/2017, como segue:
SO
R$
EXCESSO
Art. 3º. - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação
revogadas as disposições em contrário.
Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de
dezembro de 2017
EXCESSO DE ARRECADAÇÃO CON-
97.500,00
SERGIO INÁCIO RODRIGUES -
Prefeito Municipal
VENIO – FONTE 815
R$
Excesso rendimentos de aplicação fonte 815
R$
500,00
TOTAL DE EXCES-
98.000,00
SO
R$
Art. 3º. - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação revo-
gadas as disposições em contrário.
Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de dezembro
de 2017.
LEI 1644/2017
Súmula: Abre Crédito Adicional Especial no orçamento
geral do exercício de 2017, e dá outras providências.
A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná apro-
vou, e, Eu, SERGIO INACIO RODRIGUES, Prefeito
Municipal sanciono a seguinte lei:
SERGIO INÁCIO RODRIGUES -
Prefeito Municipal
LEI 1640/2017
SÚMULA: Atribui denominação à Rua Projetada A Distrito
da Lavrinha, no Município de Pinhalão, Estado do Paraná.
A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná, aprovou
e eu, SERGIO INÁCIO RODRIGUES, Prefeito Municipal,
sanciono a seguinte lei:
Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal
a abertura de Crédito Adicional Especial, no Orçamento
Geral do Município, no exercício de 2017, no valor de R$
65.050,00 (sessenta e cinco mil e cinquenta reais), conforme
segue:
05 – EDUCAÇÃO
03 – FUNDO MUNICIPAL DA EDUCA-
ÇÃO
12.361.0005.2.021 – MANUTENÇÃO DO
ENSINO FUNDAMENTAL
Art. 1º - A Rua Projetada A, do Conjunto Bela Vista, no Dis-
trito da Lavrinha, Município de Pinhalão, passa denominar-se
Rua José Inácio Rodrigues.
Art. 2º. - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação
revogadas as disposições em contrário.
Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de
dezembro de 2017.
SERGIO INÁCIO RODRIGUES - Prefeito Municipal
457 – 3.3.90.39.00.00.00.00-3107-Outros
65.050,00
serviços de terceiros pessoa jurídica
R$
TOTAL
R$
65.050,00
Art. 2º
. - Para cobertura do crédito aberto no artigo ante-
rior, serão utilizados recursos provenientes da redução das
fontes como segue:
05 – EDUCAÇÃO
03 – FUNDO MUNICIPAL DA EDUCA-
ÇÃO
LEI 1641/2017
Súmula: Abre Crédito Adicional Especial no orçamento geral
do exercício de 2017, e dá outras providências.
A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná aprovou,
12.361.0005.1.026 – AQUISIÇÃO DE
MÓVEIS E EQUIPAMENTOS
451 – 4.4.90.52.00.00.00.00-3107-Equipa-
65.050,00
mento e material permanente
R$
TOTAL GER-
e,
Eu, Sergio Inácio Rodrigues, Prefeito Municipal sanciono a
65.050,00
AL
R$
seguinte lei:
Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal a ab-
ertura de Crédito Adicional Especial, no Orçamento Geral do
Município, no exercício de 2017, no valor de R$ 305.500,00
(trezentos e cinco mil e quinhentos reais), conforme segue:
Art. 3º. - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação
revogada as disposições em contrário.
Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de
dezembro de 2017.
SERGIO INÁCIO RODRIGUES - PREFEITO MUNICIPAL
10
PESCA, INDUSTRIA E COMÉRCIO
02 – INDUSTRIA
22.661.0007.1.049 – CONSTRUÇÃO DE
BARRACÃO INDUSTRIAL
432
– 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1000 – Obras
7.500,00
e
instalações
R$
LEI 1645/2017
Súmula: Abre Crédito Adicional Suplementar no orçamento
geral do exercício de 2017, e dá outras providências.
A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná aprovou,
e, Eu, SERGIO INACIO RODRIGUES, Prefeito Municipal
sanciono a seguinte lei:
538
– 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1816 – Obras
298.000,00
e
instalações
R$
TOTAL
R$
305.500,00
Art. 2º
. - Para cobertura do crédito aberto no artigo anterior,
serão utilizados recursos provenientes do excesso de arrecada-
ção dos recursos do Ministério do Desenvolvimento, Industria
Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal a
abertura de Crédito Adicional Suplementar, no Orçamento
Geral do Município, no exercício de 2017, no valor de R$
275.570,00 (duzentos e setenta e cinco mil e quinhentos e
setenta reais), conforme segue:
e
Comércio Exterior – SICONV Convenio 852384/2017, e da
redução de dotações, como segue:
03
– ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS
01
– ASSESSORAMENTO SUPERIOR
EXCESSO
04.122.0006.2.007
– MANUT DA FOLHA DE
EXCESSO DE ARRECADAÇÃO CONVENIO
PAGTO – ADM GERAL
292.500,00
– FONTE 816
R$
024-3.1.90.11.00.00.00.00-1000-Venc e vanta-
130.000,00
Excesso rendimentos de aplicação fonte 816
R$
gens fixas pessoal civil
R$
5.500,00
04
– VIAÇÃO E OBRAS PUBLICAS
TOTAL DE EXCES-
298.000,00
01 – VIAÇÃO URBANA
SO
R$
ANULAÇÃO
15.451.0006.2.011
– MANUTENÇÃO DA
FROTA MUNICIPAL
03
– ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS
01
ASSESSORAMENTO SUPERIOR
057-3.3.90.30.00.00.00.00-1000-Material de
R$
7.000,00
consumo
04.122.0006.2.007 – MANUT. DA FOLHA
DE PAGTO-ADM GERAL
05 – EDUCAÇÃO
01
– GABINETE DO SECRETARIO
026-3.1.90.13.00.00.00.00-1000-Obrigações
7.500,00
12.122.0006.2.017
– MANUTENÇÃO DO
patronais
R$
TOTAL DE REDUÇÃO
R$
DEPARTMENTO DE EDUCAÇÃO
7.500,00
093-3.1.90.13.00.00.00.00-1000-Obrigações
320,00
TOTAL GERAL
patronais
R$
305.500,00
R$
03 – FUNDO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO
Art. 3º. - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação
revogadas as disposições em contrário.
Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de
dezembro de 2017.
SERGIO INÁCIO RODRIGUES- Prefeito Municipal
12.361.0005.2.021-MANUT. DO ENSINO
FUNDAMENTAL
141-3.3.90.30.00.00.00.00-1107-Material de
R$
30.000,00
consumo
06
– ESPORTE E CULTURA
LEI 1642/2017
“INSTITUI O PLANO MUNICIPAL DE SANEAMEN-
TO BÁSICO – PMSB DE PINHALÃO E DÁ OUTRAS
PROVIDÊNCIAS.”
A Câmara Municipal decretou e eu sanciono a seguinte lei
Art. 1º - Considerando o disposto no art. 11 da Lei Federal
02 – CULTURA
13.392.0003.2.029
– MANUT DA DIVISÃO
DE CULTURA
223-3.3.90.30.00.00.00.00-1000-Mat. De con-
R$
30.000,00
sumo
07
– SAÚDE PARA TODOS
02
– FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE
11.445, de 05 de janeiro de 2007, que estabelece as diretrizes
nacionais para o Saneamento Básico, fica instituído o Plano
Municipal de Saneamento Básico, que foi objeto de audiência
pública em data de 27 de novembro de 2017, cujo extrato é o
constante do Anexo I desta Lei.
Parágrafo Único – A íntegra do Plano Municipal de Sa-
10.301.0010.2.031
– MANUT DA FOLHA DE
PAGTO DA SAÚDE
272-3.1.90.11.00.00.00.00-1303-Venc e vanta-
58.000,00
gens fixas-pessoal civil
R$
10.302.0010.2.032
– MANUT. DAS UNI-
DADES BÁSICAS DE SAÚDE
neamento Básico mencionado no “caput”
foi previamente
293-3.3.90.30.00.00.00.00-1510-Mat. De con-
R$
3.700,00
sumo
disponibilizada para consulta pública no site www.pinhalao.
09
– ASSISTENCIA SOCIAL
pr.gov.br.
01
– ASSISTENCIA SOCIAL
Art. 2º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação,
revogadas as disposições em contrário.
Pinhalão, 12 de dezembro de 2017.
08.244.0002.2.062-MANUT. DA SECRETARIA
DE ASSISTENCIA SOCIAL
350-3.1.90.11.00.00.00.00-1000-Venc e vanta-
100,00
SERGIO INÁCIO RODRIGUES -
Prefeito Municipal
gens fixas-pessoal civil
R$
351-3.1.90.13.00.00.00.00-1000-Obrigações
LEI 1643/2017
Súmula: Abre Crédito Adicional Especial no orçamento geral
do exercício de 2017, e dá outras providências.
A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná aprovou,
e, Eu, Sergio Inácio Rodrigues, Prefeito Municipal sanciono a
seguinte lei:
450,00
patronais
R$
02
– FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA
SOCIAL
08.244.0002.2.048 – MANUT. DO FUNDO
MUN. DE ASSISTENCIA SOCIAL
366-3.3.90.36.00.00.00.00-1000-Outros serviços
6.000,00
de terceiros pessoa física
R$
Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal a ab-
ertura de Crédito Adicional Especial, no Orçamento Geral do
Município, no exercício de 2017, no valor de R$ 245.000,00
05
– FUNDO MUN. DOS DIREITOS DA CRI-
ANÇA/ADOLESCENTE
14.243.0002.6.003
– CONSÓRCIO INTERM
DE SERV SOCIOASSISTENCIAL CASA LAR
388-3.3.71.70.00.00.00.00-1000-Rateio pela
10.000,00
(duzentos e quarenta e cinco mil reais), conforme segue:
part. Em consórcio
R$
TOTAL
R$
275.570,00
08 – AGROPECUARIA
Art. 2º
. - Para cobertura do crédito aberto no artigo anterior,
01 – AGRICULTURA
20.606.0009.1.016 – AQUISIÇÃO DE
MÓVEIS E EQUIPAMENTOS
serão utilizados recursos provenientes da redução de dotações
como segue:
539 – 4.4.90.52.00.00.00.00 – 1817 – Equipa-
02 – EXECUTIVO
245.000,00
mento e material permanente
R$
01 – GABINETE DO PREFEITO
TOTAL
R$
245.000,00
Art. 2º
. - Para cobertura do crédito aberto no artigo ante-
04.122.0008.2.002 – MANUTENÇÃO DO
GABINETE DO PREFEITO
rior, serão utilizados recursos provenientes do excesso de
arrecadação dos recursos da Secretaria de Estado do Agricul-
tura e do Abastecimento-SEAB convênio 198/2017, como
segue:
013-3.1.90.11.00.00.00.00-1000-Venc e vanta-
1.150,00
gens fixas pessoal civil
R$
014-3.1.90.13.00.00.00.00-1000-Obrigações
2.650,00
patronais
R$
03
– ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS
EXCESSO
01
– ASSESSORAMENTO SUPERIOR
EXCESSO DE ARRECADAÇÃO CON-
240.166,67
VENIO – FONTE 817
R$
Excesso rendimentos de aplicação fonte 817.
R$
04.122.0006.2.007 – MANUT DA FOLHA DE
PAGTO – ADM GERAL
4.833,33

023-3.1.90.03.00.00.00.00-1000-Pensões, exclu-

1.600,00

sive do RGPS

R$

027-3.3.90.14.00.00.00.00-1000-Diárias – pes-

4.000,00

soal civil

R$

04

– VIAÇÃO E OBRAS PUBLICAS

 

02

– VIAÇÃO RURAL

 

26.782.0008.1.004

– PAVIMENTAÇÃO DE

 

ESTRADAS RURAIS

072-4.4.90.52.00.00.00.00-1000-Equip. e mate-

7.000,00

rial permanente

R$

05 – EDUCAÇÃO

 

03

– FUNDO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO

 

12.361.0005.1.026 – AQUISIÇÃO DE MÓVEIS E EQUIPAMENTOS

 

123-4.4.90.52.00.00.00.00-1107-Equip. e mat.

30.000,00

Permanente

R$

12.361.0005.2.023

– MANUT DO PRO-

 

GRAMA TRANSPORTE ESCOLAR

162-3.3.90.30.00.00.00.00-1000-Material de R$

consumo

15.000,00

06

– ESPORTE E CULTURA

 

01

– ESPORTE

 

27.812.0003.2.028

– MANUT DA DIVISÃO

 

DE ESPORTE

207-3.1.90.11.00.00.00.00-1000-Venc e vanta-

gens fixas pessoal civil

R$

2.500,00

209-3.3.90.14.00.00.00.00-1000- Diárias pes-

3.000,00

soal civil

R$

210-3.3.90.30.00.00.00.00-1000-Material de R$

consumo

8.370,00

212-3.3.90.31.00.00.00.00-1000-Premiações

culturais, artísticas etc

R$

15.000,00

213-3.3.90.32.00.00.00.00-1000-Mat. Bem ou

serv de distrib gratuita

R$

8.500,00

216-3.3.90.36.00.00.00.00-1000-Outros serv de

14.000,00

terc pessoa física

R$

02

– CULTURA

 

13.392.0003.2.029

– MANUT DA DIVISÃO

 

DE CULTURA

220-3.1.90.11.00.00.00.00-1000-Venc e vanta-

gens fixas pessoal civil

R$

1.450,00

221-3.1.90.13.00.00.00.00-1000-Obrigações

patronais

R$

500,00

222-3.3.90.14.00.00.00.00-1000- Diárias pes-

950,00

soal civil

R$

07

– SAÚDE PARA TODOS

 

01

– GABINETE DO SECRETARIO

 

10.122.0010.2.030

– MANUT. DO DEPTO DE SAÚDE

 

243-3.1.90.11.00.00.00.00-1000-Venc e vanta-

gens fixas pessoal civil

R$

750,00

244-3.1.90.13.00.00.00.00-1000-Obrigações

patronais

R$

700,00

248-3.3.90.39.00.00.00.00-1000-Outros serv de

3.000,00

terc pessoa jurídica

R$

02 – FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

 

10.301.0010.2.031

– MANUT. DA FOLHA DE

 

PAGTO DA SAÚDE

271-3.1.90.11.00.00.00.00-1000-Venc e vanta-

gens fixas pessoal civil

R$

58.000,00

520-3.1.90.94.00.00.00.00-1303-Indenizações e

restituições trabalhistas

R$

30.000,00

10.302.0010.2.032

– MANUT DAS UNI-

DADES BÁSICAS DE SAÚDE

 

295-3.3.90.32.00.00.00.00-1000-Mat. Bem ou

serviços de distrib gratuita

R$

2.500,00

296-3.3.90.32.00.00.00.00-1303-Mat. Bem ou

serviços de distrib gratuita

R$

19.500,00

298-3.3.90.32.00.00.00.00-1510-Mat. Bem ou

serviços de distrib gratuita

R$

3.700,00

302-3.3.90.36.00.00.00.00-1303-Outros serv de

8.500,00

terc pessoa física

R$

08

– AGROPECUARIA

 

01

– AGROPECUARIA

 

20.606.0009.2.040

– MANUT. DO DEPTO.

 

AGROPECUÁRIO

323-3.1.90.11.00.00.00.00-1000-Venc e vanta-

gens fixas pessoal civil

R$

4.500,00

324-3.1.90.13.00.00.00.00-1000-Obrigações

2.250,00

patronais

R$

09

– ASSISTENCIA SOCIAL

 

01

– ASSISTENCIA SOCIAL

 

08.243.0002.2.051

– MANUTENÇÃO DO

 

CONSELHO TUTELAR

346-3.3.90.30.00.00.00.00-1000-Material de R$

consumo

8.000,00

08.244.0002.2.062 – MANUT DA SECRETAR- IA DE ASSISTENCIA SOCIAL

 

352-3.3.90.14.00.00.00.00-1000-Diárias pessoal

3.500,00

civil

R$

02 – FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL

 

08.244.0002.2.048

– MANU DO FUNDO

 

MUN. DE ASSIST. SOCIAL

359-3.3.90.14.00.00.00.00-1000-Diárias pessoal

2.000,00

civil

R$

360-3.3.90.30.00.00.00.00-1000-Material de R$

consumo

3.000,00

05

– FUNDO MUN DOS DIREITOS DA CRI- ANÇA/ADOLESCENTES

 

382-4.4.90.51.00.00.00.00-1000-Obras e instala-

ções

R$

5.000,00

383-4.4.90.52.00.00.00.00-1000-Equip. e mat

5.000,00

permanente

R$

TOTAL GER-

275.570,00

AL

R$

Art. 3º. – Esta Lei entrará em vigor na data de sua publica- ção revogada as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de dezembro de 2017 SERGIO INACIO RODRIGUES - Prefeito Municipal

LEI 1646/2017 Súmula: Revoga a lei municipal nº 1480/16 e dá outras providências. A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná aprovou, e, Eu, SERGIO INACIO RODRIGUES, Prefeito Municipal sanciono a seguinte lei:

Art. 1º. Fica revogada a lei municipal nº 1480/16. Art. 2º Diante desta revogação, fica a Rua Projetada passando a denominar Rua Benedito Ribeiro da Mota. Art. 3º. – Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação revogada as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de dezembro de 2017. SERGIO INACIO RODRIGUES - Prefeito Municipal

Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 12 de dezembro de 2017. SERGIO INACIO RODRIGUES -

A

8 DESTAQUES

A 8 DESTAQUES QUART A -FEIRA, 13 DE D E Z E M B R O

QUART A -FEIRA,

13

DE

D E Z E M B R O

DE

2017

-

ED.1864

XV edição da Festa da Uva têm novidades nas atrações e entrega de benefícios

D I VULG AÇÃO Em três dias, população da região pode conferir shows, praça de
D I VULG
AÇÃO
Em três dias,
população da região
pode conferir shows,
praça de alimentação,
entretenimento e
ainda foram entregues
ao município uma
academia ao ar livre e
dois tratores
ao município uma academia ao ar livre e dois tratores M ARCELO AGU IAR reportagem @

M ARCELO AGU IAR reportagem @ fol h aext ra.co m

No último final de semana, entre a sexta-feira 8 e o do- mingo 10 , Japira reuniu um grande público das cidades de toda região que estiveram no município para prestigiar a V edição da tradicional Festa da va. Durante os três dias de festivi- dades, o público pode conferir palestras e eventos técnicos voltados aos produtores, pra- ça de alimentação, shows com artistas do município, como o grupo musical Raiz Sertaneja, e da região. No domingo, ainda foi reali-

zada a cavalgada. Além do en- tretenimento tradicional que o evento apresenta todos anos, em 201 , a Festa da va con- tou com a primeira corrida de

montainbi e e também a de pedestres. Fora as atrações da própria festa, a população ainda pode conferir o anúncio de melho-

D I VULG AÇÃO
D I VULG
AÇÃO

No domingo foi realizada a tradicional cavalgada

D I VULG

AÇÃO

foi realizada a tradicional cavalgada D I VULG AÇÃO Durante a festa, foi inaugurada a primeira

Durante a festa, foi inaugurada a primeira academia ao ar livre da cidade

rias destinadas ao município, como foi o caso da inaugu- ração da academia ao ar livre conquistada através do apoio

tados. “Estamos muito felizes, porque vendo esse evento do jeito que foi realizado, tenho

certeza que a Festa da va res- gatou suas tradições e voltou

foram entregues na festa e agra- decer a todos os envolvidos com a organização do evento. “Fico muito feliz de fazer parte deste evento e, ainda mais, po-

do deputado estadual Pedro Lupion DEM e, também, a

a

ser a melhor festa de rua da

der vir e entregar a população

entrega de dois tratores através do deputado federal Leopol- do Meyer PS . O deputado

região. Também gostaria de agradecer o apoio dos deputa- dos Alexandre Curi e Leopoldo

uma academia ao ar livre e aos produtores dois tratores. Esse sucesso é graças a união entre

estadual Alexandre Curi PS

Meyer que nos ajudaram a con-

os organizadores e todos os

esteve presente prestigiando a festa.

seguir a academia ao ar livre e os dois tratores para o nosso

colaboradores que estiveram envolvidos com a festa e não

O

prefeito almir ellington

município”, comemorou.

mediram esforços para propor-

da

Silva DEM , comentou so-

almir também aproveitou a

cionar esse grande evento para

bre o resultado do evento e agradeceu o apoio dos depu-

oportunidade para destacar as conquistas do município que

população de Japira e toda re- gião”, agradeceu.

CARTEIRA DE HABILITAÇÃO

Exames de vista e psicotécnico já podem ser feitos em W. Braz

Nova clínica foi inaugurada nesta semana

e pretende sanar a necessidade de

deslocamento para outras cidades; estimativa

é de atender 60 pessoas por semana

cidades; estimativa é de atender 60 pessoas por semana VAN ESSA LOPES reportagem @ fol h

VAN ESSA LOPES reportagem @ fol h aext ra.co m

Há muitos anos a população de enceslau raz aguardava por uma clínica que pudesse ofere- cer exame de vista e psicotéc- nico para tirar a primeira CNH

Carteira Nacional de Habilita- ção ou renovar o documento.

O serviço não era oferecido no

município desde 2008 e, desde

então, para obter esses laudos,

as pessoas tinham que se deslo-

car até cidades como Joaquim Távora ou Santo Antônio da Pla- tina, para realizar o psicotécni- co, por exemplo.

Com a extinção da clínica, os serviços passaram a ser presta- dos dentro das estruturas do Ci- retran Circunscrição Regional de Trânsito , contudo, devido a falta de profissionais e estrutura insuficiente, os exames foram totalmente redirecionados á municípios vizinhos. Além da dificuldade que a pes- soa tinha para conciliar o des-

locamento com o trabalho, por exemplo, havia situações em que, por falta de transporte, o

indivíduo precisava passar o dia todo na cidade onde seria con- sultado. “A diferença nos locais onde havia atendimento de of- talmologista e psicólogo, fazia

com que, muitas vezes, a pes-

soa perdesse dois dias inteiros

e hoje, após muitos esforços,

nosso município volta a dar esse suporte”, afirma Robson Vilela, chefe da 8 Ciretran.

A Clitran Clínica Médica e Psi-

cológica de Trânsito , localizada na Avenida Augusto Pascoal da Silva, tem uma estrutura equi- pada e receberá pessoas de todos os municípios da região, mas obrigatoriamente de Santa- na do Itararé e São José da oa Vista, que fazem parte da comar-

ca de . raz. “Apesar do foco ser a comarca, a Clitran pode atender qualquer paciente da região, caso não haja vaga para

qualquer paciente da região, caso não haja vaga para F OTOS: D I VUL G AÇ

F OTOS: D

I VUL G

ÃO

região, caso não haja vaga para F OTOS: D I VUL G AÇ ÃO No primeiro

No primeiro dia foram mais de 20 atendimentos

o

mesmo na clínica local, ou

se

for uma opção da pessoa na

hora do agendamento”, explica Robson.

O valor dos exames é pago dire-

tamente aos médicos e os dias de atendimento são segunda, terça, quarta e sexta-feira.

ECONOMIA

Agora, com a Clitran, será pos- sível fazer todo o procedimento sem sair do município, sem falar nos benefícios que um ponto de atendimento como esse traz para a economia local, como explica Robson. “Não é apenas uma simples consulta, mas uma agregação de valores, são novos clientes para as lojas, são consu- midores de supermercados, de combustível em postos locais, enfim, existe uma infinidade de benefícios que a clínica traz para o município, torna a cida- de um polo, onde as pessoas irão encontrar os serviços que precisam”, pontua. “Além dos valores injetados no comércio local, também há eco- nomia e maior segurança para quem vai se consultar, quando

consideramos que não haverá

mais necessidade de viajar qua-

se 100 m por causa de um exa-

me tão simples”.

A estimativa de atendimento é

de aproximadamente 0 pesso-

as por semana.

CIRETRAN

W. BRAZ

Atualmente o setor já fez o re- gistro de 10,1 mil veículos e conta com ,1 mil motoristas habilitados, número que au- menta todos os anos, pois são aproximadamente 200 novas

habilitações todos os anos. Recentemente, a 8 regional

inaugurou um novo prédio que, seguido da implantação da clíni-

ca, pontuam conquistas para o município. “Não atribuo essa

conquista a mim, mas a toda equipe, pois juntos buscamos uma clínica que demonstrasse interesse na prestação do ser- viço e hoje, os atendimentos já são uma realidade”, conclui Robson. É importante lembrar que os atendimentos são apenas dire- cionados à procedimentos do Detran.

são apenas dire- cionados à procedimentos do Detran. Clínica está localizada na Avenida Augusto Pascoal da

Clínica está localizada na Avenida Augusto Pascoal da Silva

Interesses relacionados