Você está na página 1de 2

2

CONTEÚDO

PROFº: ANDRÉ BELÉM


08 O Barroco Aspecto Sócio-Cultural nas Manifestações
Líricas e Satíricas
A Certeza de Vencer MA240408

BARROCO Aqui a mulher é comparada ao Sol (estimula o ardor) e ao Anjo


Fale conosco www.portalimpacto.com.br

(símbolo da pureza).
“e na desigual ordem
Consiste a fermosura na desordem ” CONFLITO ESPIRITUAL (FUSIONISMO/DUALISMO): o
Botelho de Oliveira homem barroco sente-se dilacerado e angustiado diante da
alteração dos valores, dividindo-se entre o mundo espiritual e o
CONSIDERAÇÕES GERAIS mundo material As figuras que melhor expressam esse estado
Convivendo com o 1
de alma são a antítese e o paradoxo .
2

sensualismo e os prazeres materiais


trazidos pelo Renascimento, os valores Se basta a vos irar tanto pecado
espirituais - tão fortes na Idade Média e A abrandar-vos sobeja um só gemido
desprezados pelo Renascimento - Que a mesma culpa, que a vos ofendido,
voltaram a exercer forte influência Vos tem para o perdão lisonjeado.
sobre a mentalidade da época. Uma
nova onda de religiosidade foi trazida Observe que o poeta argumenta que o pecado é
pela Contra-Reforma e pela fundação paradoxalmente o motivo da ira e da alegria de Deus
da Companhia de Jesus. O que
decorreu daí foram naturalmente sentimentos contraditórios, já TEMAS CONTRADITÓRIOS (JOGO DE CLARO/ESCURO): há
que o homem estava dividido entre valores opostos. E a arte o gosto pela confrontação violenta de temas opostos, como
barroca, que exprime essa contradição, igualmente oscila entre amor/dor, vida/morte, juventude/velhice, pecado/perdão, etc.
o clássico (e pagão) e o medieval (cristão), apresentando-se
como uma arte indisciplinada. Lugar de glória, adonde estou penando
Comparado aos outros dois movimentos que integram Casa da morte, adonde estou vivendo!
a Era Clássica, o Classicismo e o Arcadismo, o Barroco 0u
representa um desvio da orientação clássica, já que procurava, Mas vejo, que por bela, e por galharda,
ao mesmo tempo, fundir a experiência renascentista ao Posto que os Anjos nunca dão pesares,
reavivamento da fé cristã medieval. Punha em risco, assim, Sois Anjo, que me tenta, e não me guarda.
certos princípios muito prezados pela tradição clássica, como o
predomínio da razão e o equilíbrio. Visão que o poeta tem da terra, local de sofrimento, mas
Resumindo, a literatura Barroca tenta conciliar duas também de luz. Isso reforça o aspecto contraditório da poesia
concepções de mundo opostas, a medieval e a renascentista, de barroca na qual figura feminina é vista como um ser ambíguo,
maneira que valores como a autoconfiança humana e a busca que realiza simultaneamente uma sedução mística (religiosa) e
de prazeres mundanos trazidos pelo Renascimento, que era carnal (profana).
caracterizado pelo racionalismo, equilíbrio, clareza, fundem-se a
valores espirituais trazidos pela Contra-Reforma, com idéias A EFEMERIDADE DO TEMPO E O CARPE DIEM: o homem
medievais, teocêntricas e subjetiva. Nasce então uma forma de barroco tem consciência de que a vida terrena é efêmera,
viver conflituosa, expressa na arte barroca. passageira, e por isso, é preciso pensar na salvação espiritual.
Mas, já que a vida é passageira, sente, ao mesmo tempo,
A LINGUAGEM BARROCA
desejo de gozá-la antes que acabe, o que resulta num
Algumas características da linguagem barroca sentimento contraditório, já que gozar a vida implica pecar, e, se
merecem especial atenção pela sua peculiaridade e pelo uso há pecado, não há salvação. Diante disso, nota-se um horror
que foi sendo feito de algumas delas em escolas posteriores. diante da passagem do tempo.
Goza, goza da flor da mocidade,
REQUINTE FORMAL (OBSCURIDADE): você deve notar que o
Que o tempo trota a toda ligeireza,
nível lingüístico dos textos é sofisticado ou seja, suas
E imprime em toda flor sua pisada.
construções sintáticas são elaboradas com vocábulos de nível
elevado. O Barroco literário foi uma arte da aristocracia e esse
Nesse trecho há o convite à amada para que ela
refinamento era desejado por seu público consumidor, porque
aproveite a vida enquanto está jovem.
lhe conferia status:
É nau enfim, que em breve ligeireza, CULTISMO E CONCEPTISMO
Com presunção de Fênix generosa,
Galhardias apresta, alentos preza.
Na Espanha do século XVII, dentro do padrão barroco,
Veja que as palavras empregadas por Gregório são aparecem essas duas designações literárias que se tornam
pouco usuais, não estão no dia-a-dia, e essa é uma das marcas símbolos do exagero verbal e de certa obscuridade do
do requinte formal. pensamento. Assim:
CULTISMO: é o rebuscamento formal, caracterizado pelo jogo
FIGURAÇÃO (SIMILARIDADES): em vez de dizer as coisas de de palavras e pelo excessivo emprego de figuras de linguagem.
VESTIBULAR – 2009

forma direta e objetiva, o texto barroco prefere a figuração, a Também conhecido como gongorismo, pela influencia do estilo
sugestão por meio de metáforas, de comparações, símbolos e do poeta espanhol Luís de Góngora, o cultismo explora efeitos
alegorias. sensoriais, tais como cor, tom, forma, volume, sonoridade,
Ontem a vi por minha desventura 1
emprego de palavras que se opõem quanto ao sentido: bem x mal; branco x preto;
Na cara, no bom ar, na galhardia claro x escuro
2
De uma mulher, que em Anjo se mentia; a antítese levada ao extremo, onde as idéias se opõem em termos de sentido: 'sol
que se trajava em criatura"; "anjo que em mulher se mentia"; "rio de neve em fogo
De um sol, que se trajava em criatura(...) convertido"

FAÇO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!


Fale conosco www.portalimpacto.com.br

imagens violentas e fantasiosas - enfim, recursos que sugerem As questões 01 e 02 referem-se ao poema abaixo:
a superação dos limites da realidade.
Desenganos da vida humana, metaforicamente
Ontem a vi, por minha desventura
Na cara, no bom ar, na galhardia É a vaidade, Fábio, nesta vida,
De uma mulher, que em Anjo se mentia, Rosa, que da manhã lisonjeada,
De um Sol que se trajava em criatura. Púrpuras mil, com ambição dourada,
Airosa rompe, arrasta presumida.
Ocorre aí, de a mulher ser vista como um sol (quente);
o cultismo está nessa analogia sensorial. É planta, que de abril favorecida,
Por mares de soberba desatada,
Cultismo:
Florida galeota empavesada,
ludismo metafórico forma perfeita à qualquer preço
Sulca ufana, navega destemida.
Busca da perfeição formal através de um estilo rebuscado.
É nau enfim, que em breve ligeireza
Utilização contínua metáforas sensoriais e cromatismo
Com presunção de Fênix generosa,
Uso de hipérbatos (inversões sintáticas) de modo freqüentes.
Galhardias apresta, alentos preza:
CONCEPTISMO: (do espanhol concepto, “idéia”) é o jogo de
Mas ser planta, ser rosa, nau vistosa
idéias, constituído pelas sutilezas do raciocínio e do pensamento
De que importa, se aguarda sem defesa
lógico, por analogias, etc. Embora seja mais comum o cultismo
Penha a nau, ferro a planta, tarde a rosa?
manifestar-se na poesia e o conceptismo na prosa, é
perfeitamente normal aparecerem ambos em um mesmo texto.
In: - NICOLA, José de. Literatura Brasileira. Das origens aos
Se uma ovelha perdida e já cobrada nossos dias. São Paulo: Scipione, 1998.
Glória tal e prazer tão repentino
Vocabulário
Vos deu, como afirmais na sacra história;
airosa = elegante
presumida= vaidosa
Eu sou senhor a ovelha desgarrada
soberba = arrogância
Para conseguir o perdão divino o eu-poético procura desatada = solta
usar os trechos do livro sagrado, jogo de sedução intelectual. galeota= embarcação de pequeno porte
empavesada = enfeitada
Conceptismo:
ufana = vaidosa
Argumentação arguta e persuasiva
apresta = prepara com rapidez
Tentativa de dizer o máximo com o mínimo de palavras.
penha = rochedo
Emprego de elipses, duplos sentidos, paradoxos e alegorias.
Requinte expressivo e sutileza das idéias,
QUESTÃO 01
Sobre o poema, todas as afirmativas abaixo são corretas,
Silogismo: duas premissas e uma conclusão
EXCETO:
Disseminação e Recolha: palavras espalhadas e recolhidas
Referencialismo: citações bíblicas. a) o hipérbato, inversão da ordem direta dos termos da oração,
se faz presente no poema.
SÍNTESE b) a temática desenvolvida - os estados contraditórios da
condição humana - é própria do Barroco.
SEISCENTISMO (SÉC. XVII) c) as três principais metáforas que aparecem no poema são: a
Idade Moderna: influência clássica. vaidade é rosa, a vaidade é planta, a vaidade é nau.
-Corrupção e exploração em Salvador-BA. d) o título do poema, longo e explicativo, mostra que o poeta
-Unificação Ibérica (1580 - 1640) fará uma reflexão sobre as desilusões da vida, por meio de
metáforas.
LINGUAGEM e) o culto do contraste, expresso em linguagem simples e
Português Moderno e Expressões locais: concisa, demonstra a intenção barroca de resgatar os valores
Utilização de uma linguagem que varia em nível: vai do mais greco-latinos.
culto ao mais vulgar, usando mesmo, palavras de baixo calão.
Gregório de Matos chega a usar expressões QUESTÃO 02
indígenas, para criticar o comportamento Sobre o poema, todas as afirmativas são
hipócrita da sociedade baiana. As suas corretas, EXCETO:
características fundamentais são: a) a conclusão a que se chega é que a
vaidade é frágil e efêmera.
• Conceptismo – argumentação apurada – b) o vocativo “Fábio” indica-nos a quem são
uso de várias técnicas de argumentação, dirigidas as reflexões, o ensinamento moral.
dentre elas a citação c) o “eu-poético” elogia a vida feliz no campo,
• Cultismo – uso de analogias sensoriais, em oposição à vida luxuosa e triste da cidade,
jogo de palavras, ludismo e figurativo; através de uma linguagem cultista.
• Contradição e exagero – tendência ao d) o texto, primeiramente, mostra as
grotesco, com imagens estranhamente qualidades de cada um dos três elementos
contraditórias que revelam o conflito do eu- metafóricos: da rosa, da planta e da nau.
lírico. e) o “eu-poético” desenvolve uma
• Temática diversificada que vai do amor, argumentação, ao longo das estrofes e, na
VESTIBULAR – 2009

passa pela fugacidade (transitoriedade das última, lança uma adversidade, uma
coisas) e da contrição (arrependimento). contrariedade, realçando o conflito existente no
• Melancolia, tédio, impotência, texto
desequilíbrio e contrição

FAÇO IMPACTO – A CERTEZA DE VENCER!!!