Você está na página 1de 189
Formação segmentada ENCERRAMENTO DE CONTAS Aspetos Contabilísticos Segmentada 0514 Ana Cristina Pinto Ferreira Luís

Formação segmentada

ENCERRAMENTO DE CONTAS Aspetos Contabilísticos

Segmentada 0514

Ana Cristina Pinto Ferreira

Luís António Rodrigues Rui Alberto Machado de Sousa

Fevereiro 2014

INTRODUÇÃO • A contabilidade como sistema de informação • Os utilizadores de informação contabilística •
INTRODUÇÃO
• A contabilidade como sistema de
informação
• Os utilizadores de informação
contabilística
• Prestação de contas

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

2

INTRODUÇÃO • Normativos contabilísticos • Operações anteriores ao encerramento • Operações de encerramento
INTRODUÇÃO
• Normativos contabilísticos
• Operações anteriores ao encerramento
• Operações de encerramento

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

3

A CONTABILIDADE COMO SISTEMA DE INFORMAÇÃO
A CONTABILIDADE COMO SISTEMA
DE
INFORMAÇÃO

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

4

A contabilidade como sistema de informação A contabilidade é uma ferramenta ou um sistema que
A contabilidade como sistema de informação
A contabilidade é uma ferramenta ou um sistema
que recolhe e regista informação sobre as
operações realizadas numa entidade, informação
que pode ser económica, financeira ou de gestão e
que, depois de sistematizada, é disponibilizada aos
seus utilizadores.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

5

A contabilidade como sistema de informação As necessidades de informação são diversas: • para prestar
A contabilidade como sistema de informação
As necessidades de informação são diversas:
• para prestar contas,
• para suporte às atividades operacionais,
• para melhoria de processos de produção, definir
preços, otimizar os recursos, ou
• informação estratégica para apoio à tomada de
decisões, por exemplo, para novos investimentos
ou expansão para novos mercados.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

6

A contabilidade como sistema de informação A prestação de contas é a principal fonte de
A contabilidade como sistema de informação
A prestação de contas é a principal fonte de
informação financeira das entidades. Assim, uma
entidade deve preocupar-se em que as suas
demostrações financeiras sejam completas, fiáveis
e compreensíveis sem, no entanto, perder de vista
o objetivo de serem atuais.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

7

UTILIZADORES DA INFORMAÇÃO CONTABILÍSTICA
UTILIZADORES DA INFORMAÇÃO
CONTABILÍSTICA

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

8

Utilizadores da informação contabilística Utentes da informação financeira Estrutura Concetual: • Nos utentes
Utilizadores da informação contabilística
Utentes da informação financeira
Estrutura Concetual:
• Nos utentes das demonstrações financeiras, e as
suas necessidades de informação, estão
incluídos: os investidores (atuais ou potenciais),
os empregados, os mutuantes, os fornecedores e
outros credores comerciais, os clientes, o
Governo e seus departamentos e o público.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

9

Utilizadores da informação contabilística • Investidores — Necessitam de informação para avaliar o risco do
Utilizadores da informação contabilística
• Investidores — Necessitam de informação para
avaliar o risco do investimento e ajudar a
determinar se devem comprar, deter ou vender,
ou ainda sobre a capacidade da entidade pagar
dividendos.
• Mutuantes — Os mutuantes estão interessados
em informação que lhes permita determinar se os
seus empréstimos, e os juros que a eles
respeitam, serão pagos quando vencidos.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

10

Utilizadores da informação contabilística • Fornecedores e outros credores comerciais — estão interessados em
Utilizadores da informação contabilística
• Fornecedores e outros credores comerciais —
estão interessados em informação que lhes
permita determinar se as quantias que lhes são
devidas serão pagas no vencimento.
• Clientes
informação acerca da continuação de uma
entidade, especialmente quando com ela têm
envolvimentos a prazo, ou dela estão depen-
dentes.
Os clientes têm interesse em

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

11

Utilizadores da informação contabilística • Governo e seus departamentos — estão interes- sados na alocação
Utilizadores da informação contabilística
• Governo e seus departamentos — estão interes-
sados na alocação de recursos e, por isso, nas
atividades das entidades. Também exigem
informação a fim de regularem as atividades das
entidades, determinar as políticas de tributação e
como base para estatísticas do rendimento
nacional e outras semelhantes.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

12

Utilizadores da informação contabilística Os gestores • As decisões devem ser baseadas em informação atempada
Utilizadores da informação contabilística
Os gestores
• As decisões devem ser baseadas em informação
atempada e credível. Como a maioria das
decisões chave são baseadas nos dados conta-
bilísticos, os gestores são assim os primeiros e os
mais importantes utilizadores da informação
contabilística.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

13

PRESTAÇÃO DE CONTAS
PRESTAÇÃO DE CONTAS

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

14

Prestação de Contas A obrigação de apresentar contas decorre: – Código Comercial – Código das
Prestação de Contas
A obrigação de apresentar contas decorre:
– Código Comercial
– Código das Sociedades Comerciais
– Sistema de Normalização Contabilística (SNC),
– Normalização Contabilística para
Microentidades (NCM)
– Plano Oficial de Contabilidade, (nos casos
ainda em vigor)

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

15

Prestação de Contas Atenção: A Informação Empresarial Simplificada (IES) não substituí a elaboração do
Prestação de Contas
Atenção:
A Informação Empresarial Simplificada (IES)
não substituí a elaboração do Relatório de
gestão e das Demostrações financeiras das
entidades.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

16

Prestação de Contas Relatório de gestão - Art.º 66.º do CSC O relatório da gestão
Prestação de Contas
Relatório de gestão - Art.º 66.º do CSC
O relatório da gestão deve conter, pelo menos, uma
exposição fiel e clara da evolução dos negócios, do
desempenho e da posição da sociedade, bem como uma
descrição dos principais riscos e incertezas com que a
mesma se defronta, devendo incluir, quando adequado, uma
referência aos montantes inscritos nas contas do exercício e
explicações adicionais relativas a esses montantes.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

17

Prestação de Contas Relatório de gestão - Art.º 66.º do CSC O relatório deve indicar
Prestação de Contas
Relatório de gestão - Art.º 66.º do CSC
O relatório deve indicar em especial:
– Condições do mercado, investimentos, custos,
proveitos e atividades de investigação e
desenvolvimento;
– Os factos relevantes ocorridos após o termo do
exercício;
– A evolução previsível da sociedade;
– As aquisições de ações próprias

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

18

Prestação de Contas Relatório de gestão - Art.º 66.º do CSC O relatório deve indicar
Prestação de Contas
Relatório de gestão - Art.º 66.º do CSC
O relatório deve indicar em especial:
– As autorizações concedidas a negócios entre a
sociedade e os seus administradores
– Uma proposta de aplicação de resultados
devidamente fundamentada
– A existência de sucursais da sociedade
– Os objetivos e as políticas da sociedade em matéria
de gestão dos riscos financeiros próprias

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

19

Prestação de Contas Anexo ao Relatório de gestão - Art.º 447.º e 448.º do CSC
Prestação de Contas
Anexo ao Relatório de gestão - Art.º 447.º e
448.º do CSC
As sociedades anónimas, devem ainda prestar a seguinte
informação, relativamente a cada um dos membros do órgão
de administração e fiscalização:
• Número de ações e de obrigações da sociedade de que
são titulares
• todas as aquisições, onerações ou cessações de titulares
por qualquer causa, e de ações e de obrigações da mesma
sociedade com as quais aquela esteja em relação de
domínio ou de grupo

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

20

Prestação de Contas Anexo ao Relatório de gestão - Art.º 447.º e 448.º do CSC
Prestação de Contas
Anexo ao Relatório de gestão - Art.º 447.º e
448.º do CSC
As sociedades anónimas, devem ainda prestar a seguinte
informação:
• Lista dos acionistas que, à data de encerramento, forem
titulares de ações ao portador não registadas represen-
tativas de, pelo menos, um décimo, um terço ou metade do
capital de uma sociedade, bem como dos acionistas que
tenham deixado de ser titulares das referidas frações do
capital

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

21

Prestação de Contas Art.º 66-A do CSC – Anexo 1 - As sociedades devem prestar
Prestação de Contas
Art.º 66-A do CSC – Anexo
1 - As sociedades devem prestar informação, no anexo
às contas:
a)
Sobre
a
natureza
e
o
objetivo
comercial
das
operações
não
incluídas
no
balanço
e
o
respetivo
impacto financeiro, quando os riscos ou os benefícios
resultantes de tais operações sejam relevantes…;

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

22

Prestação de Contas Art.º 66-A do CSC – Anexo 1 - As sociedades devem prestar
Prestação de Contas
Art.º 66-A do CSC – Anexo
1 - As sociedades devem prestar informação, no anexo
às contas:
b) Os honorários totais do ROC ou SROC relativamente:
– à revisão legal das contas anuais
– a outros serviços de garantia de fiabilidade
– a consultoria fiscal
– a outros serviços que não sejam de revisão ou auditoria.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

23

Prestação de Contas Art.º 65.º CSC - Dever de relatar a gestão e apresentar contas
Prestação de Contas
Art.º 65.º CSC - Dever de relatar a gestão e
apresentar contas
• O relatório de gestão e as contas do exercício devem
ser assinados por todos os membros da
administração
• que estiverem em funções ao tempo da apresentação
• a recusa de assinatura por qualquer deles deve ser
justificada

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

24

Prestação de Contas Art.º 65.º CSC - Dever de relatar a gestão e apresentar contas
Prestação de Contas
Art.º 65.º CSC - Dever de relatar a gestão e
apresentar contas
• Dever de elaborar e submeter aos órgãos
competentes da sociedade o relatório de gestão e as
contas do exercício:
– no prazo de três meses a contar da data do
encerramento,
– no prazo de cinco meses a contar da mesma data
quando se trate de contas consolidadas ou que apliquem
o método da equivalência patrimonial

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

25

Prestação de Contas Disponibilização e registo das contas As sociedades devem disponibilizar na sua sede
Prestação de Contas
Disponibilização e registo das contas
As sociedades devem disponibilizar na sua sede e
no site na internet, quando exista, cópia dos
seguintes documentos:
– Relatório de gestão;
– Relatório sobre a estrutura e as práticas de
governo societário;
– Certificação legal das contas;
– Parecer do órgão de fiscalização, quando exista

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

26

Prestação de Contas Disponibilização e registo das contas • O registo comercial (depósito) das contas
Prestação de Contas
Disponibilização e registo das contas
• O registo comercial (depósito) das contas
consubstancia-se na entrega da Informação
Empresarial Simplificada (IES) e respetivo
pagamento do depósito.
• Até 15.º dia do 7.º mês - 15 de julho

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

27

Prestação de Contas Assembleia geral de aprovação contas Aspetos importantes a ter em consideração na
Prestação de Contas
Assembleia geral de aprovação contas
Aspetos importantes a ter em consideração na preparação e
elaboração da ata da Assembleia Geral (ver manual):
• Convocatória
– (artigo 248.º n.º 3 do CSC e artigos 377.º e 376.º n.º 2
do CSC)
• Prazo e ordem do dia da assembleia geral anual de
aprovação de contas
– (artigos 65.º n. 5 e 376.º do CSC)

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

28

Prestação de Contas Assembleia geral de aprovação contas Aspetos importantes a ter em consideração na
Prestação de Contas
Assembleia geral de aprovação contas
Aspetos importantes a ter em consideração na preparação e
elaboração da ata da Assembleia Geral (ver manual):
• Quem deve estar presente
– (artigo 54.º do CSC, artigo 379.º n. 4 do CSC, artigo
248.º n.º 4 do CSC)
• Elaboração das atas das assembleias gerais
– (do artigo 63.º n.º 2 do CSC)

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

29

Prestação de Contas
Prestação de Contas

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

30

NORMATIVOS CONTABILÍSTICOS
NORMATIVOS CONTABILÍSTICOS

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

31

Normativos contabilísticos • Normas Internacionais de Contabilidade (IAS); • Sistema de Normalização
Normativos contabilísticos
• Normas Internacionais de Contabilidade (IAS);
• Sistema de Normalização Contabilística (SNC);
• Normalização Contabilística para as
Microentidades (NCM);
• Plano Oficial de Contabilidade para o setor
público (POC);
• Plano de Contas para as Empresas de Seguros;
• Plano de Contas para o Sistema Bancário.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

32

Normativos contabilísticos SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA (SNC)
Normativos contabilísticos
SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO
CONTABILÍSTICA
(SNC)

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

33

Sist. Normalização Contabilística - SNC Estrutura Concetual – Objetivos das DF • Proporcionar informação acerca
Sist. Normalização Contabilística - SNC
Estrutura Concetual – Objetivos das DF
• Proporcionar informação acerca da posição
financeira, do desempenho e das alterações na
posição financeira de uma entidade
Que seja útil a um vasto leque de utentes na
tomada de decisões económicas.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

34

Sist. Normalização Contabilística - SNC EC - Pressupostos e caraterísticas qualitativas • Pressupostos: regime
Sist. Normalização Contabilística - SNC
EC - Pressupostos e caraterísticas qualitativas
• Pressupostos:
regime
do
acréscimo
ou
da
periodização económica; e da continuidade.
• Caraterísticas qualitativas: compreensibilidade, a
relevância, a materialidade, a fiabilidade, a
representação fidedigna, a substância sobre a
forma, a neutralidade, a prudência, a plenitude e
a comparabilidade.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

35

SNC – Pequenas Entidades PEQUENAS ENTIDADES
SNC – Pequenas Entidades
PEQUENAS ENTIDADES

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

36

SNC – Pequenas Entidades • Não ultrapassem dois dos três limites: – Total de balanço:
SNC – Pequenas Entidades
• Não ultrapassem dois dos três limites:
– Total de balanço: € 1.500.000;
– Total de vendas líquidas e outros rendimentos:
€ 3.000.000;
– Número de trabalhadores empregados em
média durante o exercício: 50.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

37

SNC – Pequenas Entidades • A NCRF-PE é de aplicação opcional • Excluídas: – entidades
SNC – Pequenas Entidades
• A NCRF-PE é de aplicação opcional
• Excluídas:
– entidades sujeitas a certificação legal de
contas ou que integrem o perímetro de
consolidação de uma entidade que apresente
demonstrações financeiras consolidadas.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

38

SNC – Pequenas Entidades • As principais diferenças para SNC: – Modelos de Demonstrações financeiras
SNC – Pequenas Entidades
• As principais diferenças para SNC:
– Modelos de Demonstrações financeiras
reduzidos,
– Dispensadas de apresentar a D. fluxos de caixa
e a D. alterações no capital próprio;
– Divulgações no anexo mais limitadas;

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

39

SNC – Pequenas Entidades • As principais diferenças para SNC: – Não permite o reconhecimento
SNC – Pequenas Entidades
• As principais diferenças para SNC:
– Não permite o reconhecimento de impostos
diferidos, exceto se mensurar os ativos fixos
tangíveis pelo método da revalorização;
– Não
prevê
a
rubrica de propriedades de
investimento, pelo que os investimentos em
imóveis para rendimento são tratados como
ativos fixos tangíveis.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

40

SNC - ESNL ENTIDADES DO SETOR NÃO LUCRATIVO ESNL
SNC - ESNL
ENTIDADES DO SETOR NÃO LUCRATIVO
ESNL

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

41

SNC - ESNL NCRF-ESNL Aplica-se às entidades que prossigam a título principal uma atividade sem
SNC - ESNL
NCRF-ESNL
Aplica-se às entidades que prossigam a título
principal uma atividade sem fins lucrativos e
que não possam distribuir aos seus membros
ou contribuintes qualquer ganho económico ou
financeiro direto, designadamente associações,
fundações e pessoas coletivas públicas de tipo
associativo.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

42

SNC - ESNL NCRF-ESNL Aplica-se ainda às cooperativas cujo ramo específico não permita sob qualquer
SNC - ESNL
NCRF-ESNL
Aplica-se ainda às cooperativas cujo ramo
específico não permita sob qualquer forma,
direta ou indireta, a distribuição de excedentes,
designadamente as cooperativas de
solidariedade social, equiparadas a instituições
particulares de solidariedade social e, nessa
qualidade, registadas na Direção-Geral da
Segurança Social.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

43

SNC - ESNL NCRF-ESNL Dispensadas: • as entidades cujas vendas e outros rendimentos não excedam
SNC - ESNL
NCRF-ESNL
Dispensadas:
• as entidades cujas vendas e outros rendimentos
não excedam € 150 000 em nenhum dos dois
exercícios anteriores, salvo quando integrem o
perímetro de consolidação de uma entidade que
apresente demonstrações financeiras consoli-
dadas.
• Estas entidades ficam obrigadas à prestação de
contas em regime de caixa.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

44

SNC - ESNL NCRF-ESNL • A normalização contabilística para as ESNL aplica-se a partir do
SNC - ESNL
NCRF-ESNL
• A
normalização
contabilística
para
as
ESNL
aplica-se a partir do exercício que se inicie em 1
de Janeiro de 2012, ou
em
data
posterior,
podendo estas entidades optar por aplicá-la a
partir de 1 de Janeiro de 2011.
• A NCRF-ESNL segue a mesma estrutura da NCRF-
PE, sendo uma adaptação desta norma às
entidades do setor não lucrativo.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

45

Normativos contabilísticos NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA MICROENTIDADES (NCM)
Normativos contabilísticos
NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA
MICROENTIDADES
(NCM)

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

46

Normativos contabilísticos - NCM • São microentidades: – as que não ultrapassem dois dos seguintes
Normativos contabilísticos - NCM
• São microentidades:
– as que não ultrapassem dois dos seguintes
limites:
• Total do balanço: € 500.000;
• Volume de negócios líquido: € 500.000;
• Número médio de empregados durante o
exercício: 5.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

47

Normativos contabilísticos - NCM • São excluídas – as entidades que tenham as suas demonstrações
Normativos contabilísticos - NCM
• São excluídas
– as entidades que tenham as suas
demonstrações financeiras sujeitas a
certificação legal de contas ou integrem o
perímetro de consolidação de uma entidade
que apresente demonstrações financeiras
consolidadas, sendo opcional para as
restantes.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

48

Normativos contabilísticos - NCM • Demonstrações financeiras a apresentar, modelos reduzidos: – Balanço –
Normativos contabilísticos - NCM
• Demonstrações financeiras a apresentar,
modelos reduzidos:
– Balanço
– Demonstração dos resultados naturezas
– Anexo

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

49

Normativos contabilísticos - NCM • As principais diferenças para o SNC são: – Demonstrações financeiras
Normativos contabilísticos - NCM
• As principais diferenças para o SNC são:
– Demonstrações financeiras reduzidas
– Não permite o uso do justo valor;
– Não permite a revalorização de ativos fixos
tangíveis ou ativos intangíveis;
– Não permite capitalização de encargos com
financiamentos;

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

50

Normativos contabilísticos - NCM • As principais diferenças para o SNC são: – Não permite
Normativos contabilísticos - NCM
• As principais diferenças para o SNC são:
– Não permite o reconhecimento de impostos
diferidos;
– Não permite a aplicação do MEP;
– Não prevê a rubrica de propriedades de
investimento, pelo que os investimentos
em imóveis para rendimento são tratados
como ativos fixos tangíveis.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

51

Normativos contabilísticos - NCM • A informação que consta no balanço e demonstração dos resultados
Normativos contabilísticos - NCM
• A
informação
que
consta
no
balanço
e
demonstração dos resultados reporta-se à
informação mínima.
• Assim, podem/devem ser acrescentadas nas
demonstrações financeiras outras rubricas,
assim como devem ser eliminadas linhas de
itens relativamente aos quais não existam
quantias a apresentar

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

52

Normativos contabilísticos - BADF Bases para a Apresentação de Demonstrações Financeiras (BADF) • Estabelecem
Normativos contabilísticos - BADF
Bases para a Apresentação de Demonstrações
Financeiras (BADF)
• Estabelecem
assegurar
requisitos
globais
que
permitem
a
comparabilidade
demonstrações
financeiras.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

53

Normativos contabilísticos - BADF – Continuidade – Regime de periodização económica ou de acréscimo –
Normativos contabilísticos - BADF
Continuidade
Regime de periodização económica ou de
acréscimo
Consistência de apresentação
Materialidade e agregação
Compensação
Informação comparativa

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

54

Normativos contabilísticos - BADF • Apresentação na demonstração dos resultados de juros e dividendos recebidos
Normativos contabilísticos - BADF
• Apresentação na demonstração dos resultados de
juros e dividendos recebidos
– Devem ser apresentados na linha dos outros
rendimentos e ganhos (FAQ 26 da CNC)

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

55

Normativos contabilísticos DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS
Normativos contabilísticos
DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

56

Normativos contabilísticos - DF • Balanço; • Demonstração dos resultados por naturezas; • Demonstração dos
Normativos contabilísticos - DF
• Balanço;
• Demonstração dos resultados por naturezas;
• Demonstração dos resultados por funções
(opcional);
• Demonstração das alterações no capital próprio;
• Demonstração dos fluxos de caixa - método direto;
• Anexo.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

57

Normativos contabilísticos - DF NCRF-PE (modelos reduzidos) • Balanço; • Demonstração dos resultados por
Normativos contabilísticos - DF
NCRF-PE (modelos reduzidos)
• Balanço;
• Demonstração dos resultados por naturezas;
• Demonstração dos resultados por funções
(opcional);
• Demonstração das alterações no capital próprio;
Demonstração dos fluxos de caixa - método direto;
• Anexo.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

58

Normativos contabilísticos - DF NCM (modelos reduzidos) • Balanço; • Demonstração dos resultados por naturezas;
Normativos contabilísticos - DF
NCM (modelos reduzidos)
• Balanço;
• Demonstração dos resultados por naturezas;
• Anexo.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

59

Normativos contabilísticos - DF NC-ESNL • Balanço; • Demonstração dos resultados por naturezas, ou
Normativos contabilísticos - DF
NC-ESNL
• Balanço;
• Demonstração dos resultados por naturezas, ou
Demonstração dos resultados por funções;
• Demonstração das alterações nos fundos
patrimoniais, por opção ou por exigência das
entidades públicas financiadores
• Demonstração dos fluxos de caixa - método direto;
• Anexo.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

60

Normativos contabilísticos Estrutura e conteúdo das demonstrações financeiras • A NCRF 1 – prescreve as
Normativos contabilísticos
Estrutura e conteúdo das demonstrações
financeiras
• A NCRF 1 – prescreve as bases quanto à estrutura e
conteúdo das demonstrações financeiras,
designadamente quanto a:
– Identificação
– Balanço
– Demonstração dos resultados
– Demonstração das alterações no capital próprio
– Anexo

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

61

Normativos contabilísticos Estrutura e conteúdo das demonstrações financeiras Art.º 171º CSC – Elementos a
Normativos contabilísticos
Estrutura e conteúdo das demonstrações
financeiras
Art.º 171º CSC – Elementos a constar nos atos
externos (inclui demonstrações financeiras):
a) a firma, o tipo e a sede;
b) a conservatória, o seu número de matrícula e de
identificação de pessoa coletiva;
c) sendo caso disso, a menção de que a sociedade se
encontra em liquidação;

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

62

Normativos contabilísticos Estrutura e conteúdo das demonstrações financeiras Art.º 171º CSC – Elementos a
Normativos contabilísticos
Estrutura e conteúdo das demonstrações
financeiras
Art.º 171º CSC – Elementos a constar nos atos
externos (inclui demonstrações financeiras):
d) o capital social, o montante do capital realizado, se for
diverso; e
e) o montante do capital próprio segundo o último balanço
aprovado, sempre que este for igual ou inferior a metade
do capital social.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

63

Normativos contabilísticos Estrutura e conteúdo das demonstrações financeiras • A informação mínima a
Normativos contabilísticos
Estrutura e conteúdo das demonstrações
financeiras
• A
informação
mínima a apresentar nas
demonstrações financeiras é a que consta nos
modelos publicados. No entanto, devem ser
acrescentados itens adicionais sempre que a sua
materialidade ou relevância o justifique, ou, no
caso do anexo, uma norma o exija.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

64

Normativos contabilísticos Estrutura e conteúdo das demonstrações financeiras • Anexo - deve: – Apresentar
Normativos contabilísticos
Estrutura e conteúdo das demonstrações
financeiras
• Anexo - deve:
– Apresentar
informação
acerca
das
bases
de
preparação das DF e das políticas contabilísticas
– Divulgar a informação exigida pelas NCRF
– Proporcionar informação adicional que não seja
apresentada na face do balanço, na D. dos
resultados, na D. das alterações no capital próprio
ou na D. dos fluxos de caixa

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

65

Normativos contabilísticos Consolidação de contas Dispensa da elaboração de contas consolidadas • Quando o
Normativos contabilísticos
Consolidação de contas
Dispensa da elaboração de contas consolidadas
• Quando o conjunto das entidades a consolidar
não ultrapasse dois dos três limites a seguir
indicados:
– Total do balanço: € 7 500 000;
– Total das vendas líquidas e outros
rendimentos: € 15 000 000;
– Número de trabalhadores empregados em
média durante o exercício: 250.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

66

Normativos contabilísticos Consolidação de contas Dispensa da elaboração de contas consolidadas - ESNL – Total
Normativos contabilísticos
Consolidação de contas
Dispensa da elaboração de contas consolidadas -
ESNL
– Total do balanço: € 5 000 000;
– Total das vendas líquidas e outros
rendimentos: € 10 000 000;
– Número de trabalhadores empregados em
média durante o exercício: 250.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

67

OPERAÇÕES ANTERIORES AO ENCERRAMENTO DAS CONTAS
OPERAÇÕES ANTERIORES AO
ENCERRAMENTO DAS CONTAS

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

68

OPERAÇÕES ANTERIORES AO ENCERRAMENTO DAS CONTAS Conferência dos saldos incluídos no balancete • Conciliações
OPERAÇÕES ANTERIORES AO
ENCERRAMENTO DAS CONTAS
Conferência dos saldos incluídos no
balancete
• Conciliações bancárias
• Conciliação dos saldos das contas do estado e
outros entes públicos com guias de pagamento
de impostos e contribuições
• Identificação das faturas (ou saldos) em aberto
nas contas de terceiros
• Solicitação a clientes e fornecedores de extratos
de conta corrente para conciliação de saldos

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

69

OPERAÇÕES ANTERIORES AO ENCERRAMENTO DAS CONTAS Conferência dos saldos incluídos no balancete • Conferência das
OPERAÇÕES ANTERIORES AO
ENCERRAMENTO DAS CONTAS
Conferência dos saldos incluídos no
balancete
• Conferência das contas de devedores por
acréscimos de rendimentos, de credores por
acréscimos de gastos e de diferimentos,
incluindo a regularização dos saldos de abertura
• Conferência das contas relacionadas com
subsídios recebidos ou a receber
• Conciliação do cadastro de bens do ativo não
corrente com os valores da contabilidade

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

70

OPERAÇÕES ANTERIORES AO ENCERRAMENTO DAS CONTAS Conferência dos saldos incluídos no balancete • Comparação
OPERAÇÕES ANTERIORES AO
ENCERRAMENTO DAS CONTAS
Conferência dos saldos incluídos no
balancete
Comparação entre os imóveis e veículos
constantes no portal das finanças e os constantes
na contabilidade;
Conciliação do valor do inventário com a conta de
inventários;
Conciliação entre valores resultantes do
programa de faturação (ou SAF-T) e valores
registados na contabilidade;

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

71

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO (Exemplos)
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
(Exemplos)

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

72

Taxa de IRC Nos exemplos apresentados, no cálculo dos impostos diferidos, a taxa de IRC
Taxa de IRC
Nos exemplos apresentados, no cálculo dos
impostos diferidos, a taxa de IRC utilizada foi de
25%.
No entanto, com a aprovação da reforma do Código
do IRC, em alguns exemplos, deverá ser ajustada
para a nova taxa (23%).

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

73

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO REVALORIZAÇÕES
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
REVALORIZAÇÕES

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

74

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Aspetos a considerar nos ativos revalorizados:  Conceito e mensuração  Regularidade
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Aspetos a considerar nos ativos revalorizados:
 Conceito e mensuração
 Regularidade das revalorizações
 Obtenção de informação de suporte
 Impostos diferidos
 Código de contas
 Divulgações

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

75

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo – reexpressando depreciações: A entidade X, por entender que o valor
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo – reexpressando depreciações:
A
entidade
X,
por
entender
que
o
valor
contabilístico
do
seu
equipamento básico se
encontrava
desajustado
face
ao
seu
valor de
mercado, decidiu, no início de janeiro de 2013, passar
do modelo de custo para o modelo de revalorização.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

76

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Dados da operação: • Valor aquisição do equipamento: 1.000.000 € • Taxa
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Dados da operação:
• Valor aquisição do equipamento:
1.000.000 €
• Taxa de depreciação:
10%
• Depreciação acumulada:
• Valor escriturado:
• Valor da avaliação:
• Excedente de revalorização:
600.000 €
400.000 €
500.000 €
100.000 €
• A taxa de IRC prevista é de:
25%

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

77

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Na data da revalorização (janeiro de 2013): • Excedente de revalorização ((100.000
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Na data da revalorização (janeiro de 2013):
• Excedente de revalorização
((100.000 € / 400.000 €)*100)
25%
• Excedente revalorização - quantia bruta
(1.000.000*25%):
250.000 €
• Excedente revalorização - dep. acumuladas
(600.000*25%):
150.000 €
• Excedente de revalorização
(250.000-150.000):
100.000 €
• Imposto diferido (100.000*25%IRC):
25.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

78

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Lançamento da revalorização: 433 – Equipamento básico a 4383 – Dep. acumuladas
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Lançamento da revalorização:
433 – Equipamento básico
a 4383
– Dep. acumuladas - Eq. básico
a 5891
– Exc. Reval. – Ant. impostos
250.000 €
150.000 €
100.000 €
Impostos diferidos
5892
– Exc. Reval. – Imp. diferido
a
2742
– Passivos impostos diferidos
25.000 €
25.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

79

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO No final do ano de 2013: • Depreciação do ano (1.250.000 *
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
No final do ano de 2013:
Depreciação do ano (1.250.000 * 10%):
Deprec. Fiscal 2013 (1.000.000*10%):
125.000 €
100.000 €
642 – Gastos de depreciação AFT
a
4383
– Dep. acumuladas-Eq básico
125.000 €
125.000 €
Impostos diferidos exercício (25.000 €*25%)
2742
– Passivos impostos diferidos
a
8122
– Imposto S/rendimento – Imp Dif.
6.250 €
6.250 €
6.250 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

80

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO No final do ano de 2013: Realização do excedente de revalorização, pelo
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
No final do ano de 2013:
Realização do excedente de revalorização, pelo uso:
(depreciação pelo mod. revalorização – depreciação
mod. custo: 125.000-100.000)
5891 – Excedentes revalorização
25.000 €
a 56 – Result. transitados
25.000 €
56 – Result. transitados
6.250 €
a 5892 – Excedentes revalorização-Imp. dif.
6.250 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

81

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução - Microentidades: • As entidades que apliquem a normalização
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução - Microentidades:
• As entidades que apliquem a normalização
contabilística das microentidades não podem aplicar o
modelo de revalorização na mensuração dos seus
ativos fixos tangíveis.
• Assim, neste exemplo teriam apenas que contabilizar
as depreciações no final do ano pelo modelo do custo.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

82

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo - eliminando as depreciações acumuladas A entidade Y passou a usar
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo - eliminando as depreciações acumuladas
A entidade Y passou a usar o modelo de revalorização
para os seus edifícios a partir do início do ano de 2013.
Para esse efeito, contratou uma empresa de avaliações
de imóveis, a qual realizou uma avaliação ao seu edifício
da qual resultou os seguintes valores:

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

83

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Dados: • Valor aquisição do edifício: 2.000.000 € • Taxa de depreciação:
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Dados:
• Valor aquisição do edifício:
2.000.000 €
• Taxa de depreciação:
5%
• Depreciação acumulada 12.2012:
• Valor escriturado:
• Valor da avaliação:
1 000.000 €
1.000.000 €
1.500.000 €
• A taxa de IRC:
25%

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

84

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Na data da revalorização (início de 2013): • Eliminação depreciações
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Na data da revalorização (início de 2013):
• Eliminação depreciações acumuladas:
• Excedente de revalorização:
• Imposto diferido (500.000*25%IRC):
1.000.000 €
500.000 €
125.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

85

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Lançamentos: Eliminação das depreciações acumuladas 4382 – Depreciações acumuladas
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Lançamentos:
Eliminação das depreciações acumuladas
4382 – Depreciações acumuladas
1.000.000 €
a 432 – Edifícios
1.000.000 €
Excedente de revalorização
432 – Edifícios
a 5891 – Exc. Reval. – Ant.imposto
500.000 €
500.000 €
Impostos diferidos
5892 – Excedentes Reval. – Imp. diferido
a 2742 – Passivos impostos diferidos
125.000 €
125.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

86

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO No final do ano de 2013: Admitindo que não há aumento de
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
No final do ano de 2013:
Admitindo que não há aumento de vida útil, a nova vida
do edifício é:
• Vida útil inicial (100%/5%)
20 anos
• Vida útil decorrida na data da revalorização 10 anos
(1.000.000/2.000.000*20)
• Vida útil remanescente
• Nova taxa depreciação (10/100)
10 anos
10 %

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

87

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO No final do ano de 2013: • Deprec. contabilística (1.500.000*10%) • Depreciação
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
No final do ano de 2013:
Deprec. contabilística (1.500.000*10%)
Depreciação Fiscal (2.000.000*5%)
150.000 €
100.000 €
642 – Gastos de depreciação AFT
a
4383
– Depreciações acumuladas
150.000 €
150.000 €
Imposto diferido do exercício (50.000 €*25%) =
12.500 €
2742
– Passivos impostos diferidos
12.500 €
a
8122
– Imposto S/rendimento – Imp Dif.
12.500 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

88

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO No final do ano de 2013: Realização do excedente de revalorização -
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
No final do ano de 2013:
Realização do excedente de revalorização
- igual a exemplo anterior
Resolução - Microentidades:
Modelo de custo - Apenas a contabilização das
depreciações no final do ano.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

89

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO DEPRECIAÇÕES E AMORTIZAÇÕES
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
DEPRECIAÇÕES E AMORTIZAÇÕES

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

90

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Aspetos a considerar:  Conceito de depreciações e de amortizações  Quantia
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Aspetos a considerar:
 Conceito de depreciações e de amortizações
 Quantia depreciável
 Vida útil esperada
 Métodos de depreciação
 Duodécimos
 Cessação depreciações
 Depreciações por componentes
 Divulgações

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

91

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo de depreciações por componentes: Em janeiro de 2011, uma empresa adquiriu
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo de depreciações por componentes:
Em janeiro de 2011, uma empresa adquiriu uma
máquina, com as seguintes caraterísticas:
• Componente principal
• Componente secundário
450.000 €
100.000 €
• Vida útil máquina
10 anos
• Vida útil do componente secundário
• Valor residual do c. principal
2 anos
50.000 €
• Valor residual do c. secundário
0 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

92

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Após a receção da máquina, a empresa concluiu a sua instalação, estando
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Após a receção da máquina, a empresa concluiu a
sua instalação, estando disponível para uso, no
início de julho de 2011. No entanto, apenas
começou a utilizá-la em janeiro de 2012, para uma
encomenda de um novo cliente.
No final de junho de 2013, procedeu à substituição
do componente secundário, sendo que o novo teve
um custo de 120.000 €.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

93

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Final de junho de 2013 – depreciação e substituição do componente secundário
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Final de junho de 2013 – depreciação e substituição do
componente secundário
Depreciação componente secundário:
• Custo aquisição 2011
• Vida útil
• Depreciação - primeiro semestre
(100.000 € / 4 semestres)
100.000 €
2 anos
25.000 €
642 – Gastos de depreciação AFT
a 4383 – Depreciações acumuladas
25.000 €
25.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

94

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Final de junho de 2013 – depreciação e substituição do componente secundário
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Final de junho de 2013 – depreciação e substituição do
componente secundário
Substituição componente
Abate do antigo:
4383 – Depreciações acumuladas
a
433 – Equipamento básico
100.000 €
100.000 €
Aquisição do novo componente:
433
– Equipamento básico
a
271
– Fornecedores investimentos
120.000 €
120.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

95

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Final de 2013 – depreciação da máquina Componente principal: • Custo aquisição
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Final de 2013 – depreciação da máquina
Componente principal:
• Custo aquisição 2011
450.000 €
• Valor residual
• Vida útil
50.000 €
10 anos
• Cálculo depreciação:
(450.000 € - 50.000 €) * 10%
40.000 €
642 – Gastos de depreciação AFT
a 4383 – Depreciações acumuladas
40.000 €
40.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

96

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Final de 2013 – depreciação da máquina Componente secundário: • Custo aquisição
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Final de 2013 – depreciação da máquina
Componente secundário:
• Custo aquisição - julho 2013
• Valor residual
• Vida útil
120.000 €
0 €
2 anos
• Cálculo depreciação:
120.000 € * 50% / 2
30.000 €
642 – Gastos de depreciação AFT
a 4383 – Depreciações acumuladas
30.000 €
30.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

97

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO IMPARIDADES EM ATIVOS
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
IMPARIDADES EM ATIVOS

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

98

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO  Imparidades em ativos, no âmbito da NCRF 12 – Imparidades em
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
 Imparidades em ativos, no âmbito da NCRF 12 –
Imparidades em ativos, que se reporta a ativos
fixos tangíveis, ativos intangíveis, propriedades
de investimento, quando mensuradas pelo
método do custo, a ativos não correntes detidos
para venda.
 Imparidades em ativos financeiros, no âmbito da
NCRF 27 – Instrumentos financeiros

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

99

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo – Imparidade em dívidas a receber No final de 2013, após
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo – Imparidade em dívidas a receber
No final de 2013, após análise aos saldos de clientes em
mora (após a data de vencimento da fatura), uma
empresa apurou os seguintes valores:
Saldo
Valor que se
espera
recuperar
- Valores em mora, até 6 meses - Cob. duvidosa
200.000
125.000
- Valores em mora entre 6 meses e 1 ano
100.000
50.000
- Valores em mora entre 1 e 1,5 anos
50.000 €
25.000 €
- Valores em mora entre 1,5 e 2 anos
40.000
10.000
- Valores em mora há mais de a anos
200.000
0
- Clientes com proc. insolvência
50.000
0
Total
640.000
210.000

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

100

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO O valor já reconhecido, em anos anteriores, é de: • clientes de
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
O valor já reconhecido, em anos anteriores, é de:
• clientes de cobrança duvidosa
400.000 €
• perdas por imparidade acumuladas
• ativo por impostos diferidos
300.000 €
50.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

101

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Reclassificação dos saldos para cobrança duvidosa: Como a contabilidade já
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Reclassificação dos saldos para cobrança duvidosa:
Como a contabilidade já reflete saldos de cobrança
duvidosa no montante de 400.000 €, é necessário um
reforço de 240.000 € (640.000 – 400.000).
21x – Clientes – cobrança duvidosa
a 211 – Clientes – conta corrente
240.000 €
240.000 €
Apesar de contabilisticamente o SNC não obrigar esta
reclassificação, apenas são aceites fiscalmente os créditos de
cobrança duvidosa reconhecidos como tal na contabilidade.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

102

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Reconhecimento da perda por imparidade • Perda por imparidade necessária (640.000 –
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Reconhecimento da perda por imparidade
• Perda por imparidade necessária
(640.000 – 210.000)
430.000 €
• Perda já reconhecida
• Perda por imparidade a contabilizar
-300.000 €
130.000 €
6511 – Perdas por imparidade
130.000 €
a 219– Perdas imparidade acumuladas 130.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

103

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Reconhecimento do ativo por impostos diferidos • Perda imparidade aceite fiscalmente: %
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Reconhecimento do ativo por impostos diferidos
• Perda imparidade aceite fiscalmente:
%
Saldo
Valor aceite
aceite
- Valores em mora, até 6 meses
200.000
0%
0 €
- Valores em mora entre 6 meses e 1 ano
100.000
25%
25.000
- Valores em mora entre 1 e 1,5 anos
50.000
50%
25.000
- Valores em mora entre 1,5 e 2 anos
40.000
75%
30.000
- Valores em mora há mais de a anos
200.000
100%
200.000
- Clientes com proc. insolvência
50.000
100%
50.000
Total
640.000
330.000

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

104

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Reconhecimento do ativo por impostos diferidos Valor do ativo por impostos diferidos
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Reconhecimento do ativo por impostos diferidos
Valor do ativo por impostos diferidos no final 2013,
taxa IRC 25%:
• Perda imparidade contabilística
430.000 €
• Perda por imparidade fiscal
-330.000 €
• Diferença
• Imposto diferido (100.000 * 25%)
100.000 €
25.000 €
• Valor já registado na contabilidade
50.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

105

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Reconhecimento do ativo por impostos diferidos Assim, tem que se registar uma
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Reconhecimento do ativo por impostos diferidos
Assim, tem que se registar uma redução do ativo
por impostos diferidos no montante de 25.000 €:
8122 – Imposto s/rendimento
25.000 €
a 2741 – Ativos por impostos diferidos
25.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

106

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO • Microentidades, Pequenas Entidades e Entidades Setor não Lucrativo Nas entidades que
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
• Microentidades, Pequenas Entidades e
Entidades Setor não Lucrativo
Nas entidades que adotem a NCM, a NCRF-PE ou a
NCRF-ESNL (nos dois últimos casos exceto se
adotarem o modelo de revalorização) não está
previsto o reconhecimento de impostos diferidos.
No restante, o procedimento contabilístico (e fiscal)
é idêntico.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

107

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO APLICAÇÃO DO JUSTO VALOR
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
APLICAÇÃO DO JUSTO VALOR

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

108

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Na aplicação do justo valor, a abordagem inclui:  Áreas de aplicação
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Na aplicação do justo valor, a abordagem inclui:
 Áreas de aplicação
 Pressupostos e Cálculo
 Regularidade dos ajustamentos para o J. Valor

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

109

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo – Propriedades de investimento Uma entidade detém um imóvel que se
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo – Propriedades de investimento
Uma entidade detém um imóvel que se encontra
arrendado, desde 2008, mensurado pelo justo
valor, cujo custo de aquisição ascendeu a 250.000
€.
Justo valor do imóvel em 2012
Justo valor no final de 2013
300.000 €
250.000 €
(Avaliação efetuada no final de 2013
independente).
por um avaliador

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

110

OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Perda resultante da diminuição do justo valor do imóvel: 250.000-300.000 =
OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Perda resultante da diminuição do justo valor do imóvel:
250.000-300.000 = -50.000 €
663 – Perdas diminuição de justo valor 50.000,00 €
a 422 – PI - Edifícios PI
50.000,00 €
Impostos diferidos
2742
– Passivos impostos diferidos
a
8122
– Imposto S/rendimento – Imp Dif.
12.500 €
12.500 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

111

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO  Este exemplo apenas se aplica às entidades que adotem as
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
 Este exemplo apenas se aplica às entidades que
adotem as 28 NCRF, uma vez que a NCRF-PE não
prevê Propriedades de Investimento e, de acordo com
a resposta n.º 16 da CNC às “Perguntas Frequentes
sobre o SNC”, deve ser aplicado o capítulo 7 da NCRF-
PE – Ativos Fixos Tangíveis. O mesmo se aplicará às
entidades que apliquem a NCRF-ESNL.
 Nas microentidades, estes imóveis serão
mensurados pelo custo, na conta de Ativos fixos
tangíveis.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

112

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO MÉTODO DA EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
MÉTODO DA EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

113

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Aplicabilidade  Entidades que apliquem as 28 NCRF  Entidades que
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Aplicabilidade
 Entidades que apliquem as 28 NCRF
 Entidades que apliquem a NCRF-PE e
NCRF-ESNL, utilizando as regras de
superação de lacunas previstas nessas
normas

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

114

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO No final ano: • Obter as demonstrações financeiras das participadas •
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
No final ano:
• Obter as demonstrações financeiras das participadas
• Harmonizar as políticas contabilísticas
• Eliminação dos resultados gerados intragrupo.
• Proceder aos ajustamentos nas contas individuais,
tendo em consideração as variações no capital próprio
da participada.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

115

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo MEP: • Participação na empresa Y: 55% do capital social
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo MEP:
• Participação na empresa Y: 55% do capital social
• O capital social da empresa Y é de 50.000 € e o
capital próprio em 2012 era de 120.000 € e em 2013
de 265.000 €.
• Em 2013, a participada registou resultados positivos,
no montante de 20.000 €.
• Não registou qualquer transação comercial com a
detentora do capital.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

116

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO • A participada, seguindo as instruções da empresa mãe, mensurou os
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
• A participada, seguindo as instruções da empresa
mãe, mensurou os seus imóveis pelo modelo de
revalorização, tendo registado um excedente no
capital próprio de 130.000,00 euros.
• A participada corrigiu saldos de terceiros, que tendo
sido considerada uma correção relevante, foi efetuada
na conta de resultados transitados. Esta correção
ascendeu a 5.000 euros.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

117

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Variação no capital próprio da participada: • Capital próprio
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Variação no capital próprio da participada:
• Capital próprio inicial:
120.000 €
• Resultados líquidos 2013:
• Excedente de revalorização
20.000 €
130.000 €
• Outras variações:
-5.000 €
• Capital próprio final:
265.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

118

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO a) Reconhecimento da variação de 5.000 € no capital próprio da
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
a) Reconhecimento da variação de 5.000 € no capital
próprio da participada (5.000 * 55%):
5713 – Ajustam. at. fin.- Outras variações
2.750
a 4121 – Participações de capital – MEP
2.750
b) Reconhecimento do excedente de revalorização
(130.000 € * 55%):
4121 – Participações de capital – MEP
a 5713 – Ajustam. at. fin.- Outras variações
71.500 €
71.500 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

119

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO c) Reconhecimento dos resultados do período (20.000 € * 55%): 4121
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
c) Reconhecimento dos resultados do período
(20.000 € * 55%):
4121 – Participações de capital – MEP
a 7851 – Aplicação MEP
11.000 €
11.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

120

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO INVENTÁRIOS
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
INVENTÁRIOS

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

121

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO No que respeita aos inventários e ajustamentos, a abordagem inclui: 
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
No que respeita aos inventários e ajustamentos, a
abordagem inclui:
 Âmbito de aplicação
 Mensuração
 Valor realizável líquido/Imparidade
 Sistemas de inventário

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

122

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Obrigatoriedade • O Decreto-Lei 158/2009, de 13 de julho, que aprovou
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Obrigatoriedade
• O Decreto-Lei 158/2009, de 13 de julho, que
aprovou o SNC, no seu art.º 12.º, obriga as
entidades que apliquem o sistema de
normalização contabilística ou as normas
internacionais de contabilidade e ultrapassem
dois dos três limites indicados no n.º 2 do art.º
262.º do Código das Sociedades Comerciais a
adotarem o sistema de inventário permanente.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

123

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo – valorização de inventários Em 31 de dezembro de 2013,
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo – valorização de inventários
Em 31 de dezembro de 2013, uma empresa tinha nos
seus armazéns as seguintes quantidades do produto x:
- 100 unidades acabadas
- 50 unidades em curso, com 50% de acabamento

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

124

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Ficha técnica do produto X: - Matéria-prima Y 100 € -
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Ficha técnica do produto X:
- Matéria-prima Y
100 €
- Matérias subsidiárias
10 €
- Mão-de-obra
25 €
- Gastos gerais de fabrico
15 €
- Gastos administrativos
5 €
-
Encargos financeiros
- Total
3 €
158 €
A matéria-prima é incorporada no início do processo
produtivo e os restantes custos são incorporados de
forma uniforme ao longo do processo de produção.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

125

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Os gastos administrativos e financeiros não devem ser incluídos no
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Os gastos administrativos e financeiros não devem ser
incluídos no custo dos inventários.
Produtos acabados:
• C. unitário do produto X (158 € - 5 € - 3 €):
150 €
• Produto acabado total (160 unid * 150 €): 24.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

126

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Produtos em curso: - Matéria-prima y (100 € * 100%)
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Produtos em curso:
- Matéria-prima y (100 € * 100%)
100 €
- Matérias subsidiárias (10 € * 50%)
5 €
- Mão-de-obra (25 € * 50%)
12,5 €
- Gastos gerais de fabrico (15 € * 50%) 7,5 €
- Total
125 €
• Total produto em curso (150 unid*125 €) = 18.750 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

127

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo - Ajustamentos em inventários Na data de relato, uma entidade
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo - Ajustamentos em inventários
Na data de relato, uma entidade mantém no seu armazém
diversas matérias-primas obsoletas, não havendo perspetiva
da sua utilização na produção. Estes artigos estão valorizados
ao custo, pelo montante de 10.000 €. A empresa ainda não
decidiu o destino a dar às referidas matérias, embora
reconheça que o seu valor comercial será reduzido ou nulo.
Assim, foi decidido considerar uma perda por imparidade
/ajustamento para aqueles inventários, ainda que não tenha
qualquer prova sobre o valor realizável liquido.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

128

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Uma vez que aqueles artigos não terão qualquer valor comercial,
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Uma vez que aqueles artigos não terão qualquer valor
comercial, deverá ser reconhecida uma perda por
imparidade da sua totalidade.
Reconhecimento da perda por imparidade
652 – Perdas p/ imparidade – Inventários 10.000 €
a 339 – Perdas por imparidade acumuladas
10.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

129

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Reconhecimento do ativo por impostos diferidos Uma vez que a perda
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Reconhecimento do ativo por impostos diferidos
Uma vez que a perda a por imparidade reconhecida não
se reporta a uma perda por imparidade aceite como
gasto para efeitos de IRC, haverá a necessidade do
reconhecimento de um ativo por impostos diferidos:
2741 – Ativos por impostos diferidos
2.500 €
a 8122 – Imposto s/rendimento – Imp dif.
2.500 €
Perda por imparidade*taxa de IRC: 10.000 * 25% =
2.500 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

130

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO DIFERENÇAS DE CÂMBIO
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
DIFERENÇAS DE CÂMBIO

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

131

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO A NCRF 23 – Os efeitos de alterações em taxas de
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
A NCRF 23 – Os efeitos de alterações em taxas de
câmbio aplica-se à:
a) contabilização de transações e saldos em moedas
estrangeiras;
b) transposição das demonstrações financeiras de
unidades operacionais estrangeiras que sejam
incluídas nas demonstrações financeiras da entidade
pela consolidação, pela consolidação proporcional ou
pelo método de equivalência patrimonial; e
c) transposição dos resultados e da posição financeira de
uma entidade para a moeda de apresentação.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

132

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Código de contas sugerido: • 686 Gastos e perdas nos restantes
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Código de contas sugerido:
• 686 Gastos e perdas nos restantes ativos financeiros
– 6861 Diferenças de câmbio desfavoráveis (atividade de
investimento)
• 688 Outros
– 6887 Diferenças de câmbio desfavoráveis (atividade
operacional)
• 69 Gastos e perdas de financiamento
• 692 Diferenças de câmbio desfavoráveis (atividade de
financiamento)
– 6921 Relativas a financiamentos obtidos
– 6928 Outras

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

133

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO • 78 Outros rendimentos e ganhos • 786 Rendimentos e ganhos
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
• 78 Outros rendimentos e ganhos
• 786 Rendimentos e ganhos nos restantes ativos financeiros
– 7861 Diferenças de câmbio favoráveis (atividade de
investimento)
• 788 Outros
– 7887 Diferenças de câmbio favoráveis (atividade operacional)
• 79 Juros, dividendos e outros rendimentos similares
793 Diferenças de câmbio favoráveis (atividade de
financiamento)

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

134

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo: Uma empresa, em 31 de dezembro, apresentava os seguintes saldos
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo:
Uma empresa, em 31 de dezembro, apresentava os
seguintes saldos em moeda estrangeira:
• Depósito à ordem em USD
5.000 $
• Dívida de clientes em USD
10.000 $
• Dívidas a fornecedores GBP
7.500 £

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

135

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Saldo Contab. (EUR) Câmbio Valor (€) Moeda Original Diferença
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Saldo Contab.
(EUR)
Câmbio
Valor (€)
Moeda Original
Diferença
31/12/13
31/12/13
Dep. Ordem USD
4.000 €
5.000 $
1,3791
3.625 €
-375 €
Cliente USD
7.000
10.000 $
1,3791
7.250
250 €
Fornecedor GBP
8.000
7.500 £
0,8337
8.996
-996 €
Depósitos à ordem:
6887 – Diferenças de câmbio desfavoráveis
375 €
a
12 – Dep. Ordem
375 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

136

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Clientes: 211 – Clientes 250 € a 7887 – Diferenças de
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Clientes:
211 – Clientes
250 €
a
7887
– Diferenças de câmbio favoráveis
250 €
Fornecedores:
6887
– Diferenças de câmbio desfavoráveis
996 €
a
221 - Fornecedores
996 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

137

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO PROVISÕES, PASSIVOS CONTINGENTES E ATIVOS CONTINGENTES
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
PROVISÕES, PASSIVOS CONTINGENTES E
ATIVOS CONTINGENTES

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

138

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Uma provisão é reconhecida quando: • uma entidade tem uma obrigação
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Uma provisão é reconhecida quando:
• uma entidade tem uma obrigação presente (legal
ou construtiva), resultante de um acontecimento
passado;
• em que é provável que seja necessário um
dispêndio (exfluxo de recursos que incorporem
benefícios económicos) futuro para a liquidação
da obrigação; e
• seja possível estimar com fiabilidade a quantia
da obrigação.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

139

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo de situações que podem levar ao reconhecimento de provisões: -
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo de situações que podem levar ao
reconhecimento de provisões:
- Garantias a clientes
- Processos judiciais em curso
- Acidentes no trabalho e doenças profissionais
- Matérias ambientais
- Contratos onerosos
- Reestruturações

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

140

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo – Contrato oneroso Uma empresa celebrou no início de 2013
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo – Contrato oneroso
Uma empresa celebrou no início de 2013 um contrato
para construção de uma obra no montante de 1.100.000
€. Os custos estimados para a realização dessa obra
ascendiam a 1.000.000 €.
No final de 2013, ao reavaliar a evolução deste contrato,
devido a alguns custos não estimados no projeto inicial,
os custos estimados deste contrato ascendiam já a
1.200.000 €. Estes custos adicionais não serão
suportados pelo cliente.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

141

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Constituição da provisão: – 1.200.000 € - 1.100.000 € =
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Constituição da provisão:
– 1.200.000 € - 1.100.000 € = 100.000 €
• (custos estimados deduzidos do preço venda)
Contabilização:
676 – Provisões – contratos onerosos
a 296 – Provisões – contratos onerosos
100.000 €
100.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

142

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: As provisões para contratos onerosos não estão previstas no CIRC,
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
As provisões para contratos onerosos não estão
previstas no CIRC, pelo que deverão ser registados os
impostos diferidos correspondentes.
Reconhecimento do imposto diferido (taxa de IRC 25%):
2741 – Imp. diferidos – Ativos
25.000 €
a 8122 – Imp. s/ rendim. – Imposto diferido 25.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

143

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo – Processos judiciais em curso Um cliente intentou uma ação
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo – Processos judiciais em curso
Um cliente intentou uma ação judicial contra uma
empresa
por
danos
causados
numa
obra
por
si
realizada,
na
qual
se
vieram
a
verificar
diversos
problemas.
O valor da indemnização pedida pelo cliente ascende ao
montante de 100.000 € e o advogado diz que a
probabilidade da empresa perder a causa e ter que
pagar a indemnização é elevada.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

144

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Uma vez que existe uma obrigação presente, decorrente de um
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Uma vez que existe uma obrigação presente, decorrente
de um acontecimento passado, em que existe uma
probabilidade elevada de vir a ocorrer um dispêndio
para liquidar a obrigação, estamos perante uma
provisão. Como pode ser mensurada com fiabilidade
deve ser reconhecida.
Reconhecimento da provisão:
673 – Provisões – p. judicias em curso
a 293 – Provisões – p. judiciais em curso
100.000 €
100.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

145

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: No momento em que a empresa tiver que pagar a
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
No momento em que a empresa tiver que pagar a
indemnização, deve fazer o seguinte lançamento:
a
293 – Provisões – p. judiciais em curso
12 – Bancos
100.000 €
100.000 €
O registo de provisões pode originar a contabilização de
impostos diferidos.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

146

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO RÉDITO
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
RÉDITO

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

147

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Venda de Bens • O reconhecimento do rédito ocorre quando se
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Venda de Bens
• O reconhecimento do rédito ocorre quando se
verificarem, cumulativamente, as seguintes situações:
– tenham sido transferidos para o comprador os principais
riscos e vantagens da propriedade dos bens;
– a entidade não mantenha envolvimento continuado de
gestão nem controlo efetivo sobre os bens vendidos;
– o rédito possa ser fiavelmente mensurado;
– seja provável que os benefícios económicos futuros
fluam para a entidade; e
– os custos incorridos ou a incorrer referentes à transação
possam ser mensurados com fiabilidade.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

148

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Prestação de Serviços - Fase de acabamento • O reconhecimento do
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Prestação de Serviços - Fase de acabamento
• O reconhecimento do rédito, na data do balanço, das
prestações de serviços que transitam de um período
para outro incide sobre a sua fase de acabamento,
também designado como método da percentagem de
acabamento.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

149

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo - Venda de bens Uma empresa celebrou um contrato, em
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo - Venda de bens
Uma empresa celebrou um contrato, em dezembro de
2013, para uma venda de bens. O valor do contrato é de
100.000 € e a entrega dos artigos está prevista para
2014.
No entanto, o cliente solicitou a fatura com data de
2013, pelo que foi emitida e contabilizada, em dezembro
de 2013, uma fatura no montante de 100.000 €.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

150

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Uma vez que os bens ainda não foram enviados para
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Uma vez que os bens ainda não foram enviados para o
cliente e os riscos da sua propriedade continuam na
posse do vendedor, o rédito da venda dos bens deve ser
anulado.
Contabilização:
71 - Vendas
a 21 – Clientes
100.000 €
100.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

151

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo - Prestação de Serviços Em 31 de dezembro de 2013,
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo - Prestação de Serviços
Em 31 de dezembro de 2013, uma entidade que se
dedica à reparação de automóveis, mantinha obras
em curso no montante de 80.000 € (preço de
custo). O preço de venda associado aos serviços já
realizados, face às margens praticadas para aqueles
clientes, ascendia ao montante de 100.000 €.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

152

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Uma vez que os serviços são faturados ao cliente em
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Uma vez que os serviços são faturados ao cliente em
função dos gastos incorridos, não é necessário calcular a
percentagem de acabamento para determinar o rédito a
imputar ao período. Assim, o rédito a imputar ao período
é de 100.000 €.
Contabilização:
2721 – Devedores p/ ac. rendimentos
a 72 – Prestações de Serviços
100.000 €
100.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

153

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO CONTRATOS DE CONSTRUÇÃO
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
CONTRATOS DE CONSTRUÇÃO

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

154

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Principais aspetos a considerar: • Mensuração • Reconhecimento • Fase de
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Principais aspetos a considerar:
• Mensuração
• Reconhecimento
• Fase de acabamento ou método da percentagem
de acabamento

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

155

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo: Uma empresa celebrou um contrato para a construção de um
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo:
Uma empresa celebrou um contrato para a construção de um
imóvel pelo montante de 5.000.000 €. O custo para a
realização do contrato foi estimado em 4.000.000 €, tendo
sido revisto no final do segundo ano para 4.500.000 €.
Prazo previsto: três anos.
Faturação: 30% no 1º ano, 40% no 2º ano e 30% final.
Dados do contrato, ao longo do período de execução:
Ano 1
Ano 2
Ano 3
Total
Custos incorridos
1.000.000
2.240.000
1.260.000
4.500.000
Faturação
1.500.000
2.000.000
1.500.000
5.000.000

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

156

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: • Cálculo da percentagem de acabamento e do rédito a
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
• Cálculo da percentagem de acabamento e do rédito a
reconhecer:
Ano 1
Ano 2
Ano 3
Custos incorridos acumulados (1)
1.000.000
3.240.000
4.500.000
Custos totais estimados (2)
4.000.000
4.500.000
4.500.000
Percentagem de acabamento (3)=(1)/(2)
25%
72%
100%
Rédito a reconhecer acumulado (4)=(3)*5.000.000
1.250.000
3.600.000
5.000.000
Rédito correspondente ao período
1.250.000
2.350.000
1.400.000
Faturação emitida
1.500.000
2.000.000
1.500.000
Diferença
+250.000
-350.000
+100.000

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

157

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: – Registos contabilísticos final do ano: Ano 1 Ano 2
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
– Registos contabilísticos final do ano:
Ano 1
Ano 2
Ano 3
Registos contabilísticos na emissão da fatura
72 – Prestações de serviços (faturação)
1.500.000
2.000.000
1.500.000
Registos contabilísticos final ano/correção
72 – Prestações de serviços (faturação)
250.000
d
350.000
c
100.000
d
2721 – Acréscimos de rendimentos
-
100.000
d
100.000
c
282 – Rendimentos a reconhecer
250.000
c
250.000d
-

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

158

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO REGIME DO ACRÉSCIMO
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
REGIME DO ACRÉSCIMO

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

159

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO O regime do acréscimo tem impacto maioritariamente nas seguintes contas: 
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
O regime do acréscimo tem impacto
maioritariamente nas seguintes contas:
 2721 – Devedores por acréscimos de rendimentos
 2722 – Credores por acréscimos de gastos
 281 – Gastos a reconhecer
 282 – Rendimentos a reconhecer

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

160

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO • Exemplo - Estimativa férias e subsídio de férias Uma empresa,
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
• Exemplo - Estimativa férias e subsídio de férias
Uma empresa, no processamento de vencimentos
de dezembro, apresentou os seguintes valores:
Vencimento base
50.000
Prémios de produtividade
10.000
Subsídio de refeição
500
Contribuições para a Segurança Social (23,75%)
14.250
TSU (11%)
6.600
Retenção na fonte de IRS
2.500

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

161

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Pedido: • Admitindo que apenas o vencimento base é pago 14
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Pedido:
• Admitindo que apenas o vencimento base é pago
14 meses e os funcionários a trabalhar em
dezembro terão direito, em 2014, a um mês de
férias e a um mês de subsídio de férias, pede-se
o calculo e a contabilização, em 2013, da
estimativa com as férias e subsídio de férias a
pagar em 2014.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

162

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: • Cálculo: – Férias: 50.000 € – Subsídio de férias
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
• Cálculo:
– Férias: 50.000 €
– Subsídio de férias
50.000 €
– Contribuições Segurança Social
23.750 €
• Contabilização:
632
– G. Pessoal - Férias
100.000 €
635
– G. Pessoal – Cont. Seg. Social
23.750 €
a 2722 – Credores acréscimos gastos
123.750 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

163

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo – Estimativa de gratificações de balanço O órgão de gestão
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo – Estimativa de gratificações de balanço
O órgão de gestão propõe o pagamento de
gratificações de balanço, em 2014, no montante de
170.000 euros, das quais 20.000 € para os sócios-
gerentes e 150.000 € para os trabalhadores.
Historicamente, Assembleia Geral da entidade
sempre aprovou a distribuição de resultados
proposta pela Gestão. A remuneração mensal da
gerência ascende ao montante de 4.500 €.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

164

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Reconhecimento da responsabilidade com a gratificação estimada a pagar
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Reconhecimento da responsabilidade com a
gratificação estimada a pagar em 2014
631 – Gastos Pessoal – Gratificações
20.000 €
632 – Gastos Pessoal – Gratificações 150.000 €
a 2722 – Credores acrésc. de gastos
170.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

165

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: A gratificação a pagar aos sócios-gerentes não é aceite fiscalmente
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
A gratificação a pagar aos sócios-gerentes não é
aceite fiscalmente pela totalidade, uma vez que
ultrapassa dobro da remuneração mensal auferida
no período de tributação a que respeita o resultado
em que participam (alínea n) do n.º 1 do art.º 45.º
do CIRC).
Limite: 2 * (4.500 * 14 / 12) = 10.500 €.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

166

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO SUBSÍDIOS DO GOVERNO
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
SUBSÍDIOS DO GOVERNO

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

167

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Os subsídios do governo podem ser: • Reembolsáveis • Não reembolsáveis
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Os subsídios do governo podem ser:
• Reembolsáveis
• Não reembolsáveis
Quanto às despesas elegíveis, podem ser:
• Ao investimento
• À exploração

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

168

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Questões a considerar: • Reconhecimento – Condições – Data –
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Questões a considerar:
• Reconhecimento
– Condições
– Data
– Classificação
• Impostos diferidos
• Imputação a resultados

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

169

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo Uma empresa, em 2013, adquiriu um equipamento e realizou despesas
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo
Uma empresa, em 2013, adquiriu um equipamento
e realizou despesas de investigação no âmbito de
um projeto de investigação e desenvolvimento,
estando previsto receber um subsídio não
reembolsável de 30% do valor do investimento
realizado.
A empresa ainda não solicitou o pedido de
reembolso associado a esta aquisição, mas tem
perspetivas de cumprir as condições/cláusulas do
contrato e de receber os subsídios previstos.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

170

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Os dados desta operação são os seguintes: – Gastos com o
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Os dados desta operação são os seguintes:
Gastos com o pessoal 2013
25.000 €
FSE 2013
25.000 €
Equipamento básico
Depreciação do equipamento
100.000 €
10.000 €
– Taxa de IRC
25%

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

171

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Uma vez que a empresa tem perspetivas de cumprir as
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Uma vez que a empresa tem perspetivas de
cumprir as condições/cláusulas do contrato e de
receber o subsídio correspondente, deve ser
reconhecido o subsídio ao investimento (no capital
próprio), bem como o subsídio à exploração
correspondente.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

172

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO a) Reconhecimento do subsídio a receber 278 – O. Dev. e
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
a) Reconhecimento do subsídio a receber
278 – O. Dev. e credores – subsídios
a 5931 – Outras Var. CP– Sub. atribuídos
a 75 – Subsídios à exploração
45.000 €
30.000 €
15.000 €
Cálculo do valor do subsídio a receber:
• Subs. Investimento: Equip. básico * tx. compart.:
100.000 € * 30% = 30.000 €
• Subsídio exploração: Gastos * tx. comparticipação:
50.000 * 30% = 15.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

173

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO b) Reconhecimento do passivo associado ao subsídio ao investimento – IRC,
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
b) Reconhecimento do passivo associado ao subsídio ao
investimento – IRC, a pagar no futuro
5932 – Outras Var. CP – Ajust. em Subsídios 7.500 €
a 278 – Outros devedores e credores - IRC
7.500 €
Cálculo do valor do passivo associado ao subsídio:
• Subsídio investimento * taxa IRC:
30.000 €* 25% = 7.500 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

174

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO c) Imputação do subsídio ao investimento aos rendimentos 5931 – Outras
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
c) Imputação do subsídio ao investimento aos
rendimentos
5931 – Outras Var. CP – Sub. atribuídos
3.000 €
a 7883 – Imputação subsídios investimentos
3.000 €
Cálculo : 10.000 €*30% = 3.000 €
d) Passivo associado ao subsídio - IRC
278 – Outros devedores e credores - IRC
750 €
a
5932 – Outras Var. CP – Ajust. em Subsídios
750 €
Cálculo: 3.000 €*25% = 750 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

175

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO IMPOSTOS DIFERIDOS
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
IMPOSTOS DIFERIDOS

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

176

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Aplica-se: • Entidades que apliquem o SNC integral, com 28 normas;
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Aplica-se:
• Entidades que apliquem o SNC integral, com 28
normas;
• Entidades que apliquem a NCRF-PE, e optem pelo
modelo de revalorização dos ativos fixos tangíveis;
• Entidades do setor não lucrativo, e que optem pelo
modelo de revalorização dos ativos fixos tangíveis;
• Os impostos diferidos não se aplicam às
microentidades.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

177

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplos de aplicação: • Existência de prejuízos fiscais utilizáveis: •
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplos de aplicação:
• Existência de prejuízos fiscais utilizáveis:
• Imparidades não aceites fiscalmente;
• Provisões não aceites;
• Utilização do MEP nas participações financeiras;
• Subsídios ao investimento de investimentos não
depreciáveis;

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

178

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplos de aplicação: • Modelo de revalorização de ativos fixos tangíveis;
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplos de aplicação:
• Modelo de revalorização de ativos fixos tangíveis;
• Justo valor não aceite para efeitos fiscais (inclui –
variações no justo valor das entregas para o Fundo de
compensação do trabalho)
• Ativo relacionado com as entregas ao Fundo de
compensação do trabalho
• Benefícios fiscais de dedução à coleta reportáveis

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

179

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Exemplo – Prejuízos fiscais: Uma empresa obteve em 2013 um resultado
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Exemplo – Prejuízos fiscais:
Uma empresa obteve
em
2013
um
resultado
contabilístico, antes de impostos, negativo de 25.000 €.
Da elaboração do quadro 07 da declaração de
rendimentos modelo 22, foi apurado um prejuízo fiscal
de 20.000 €.
A entidade prevê recuperar este prejuízo fiscal nos
próximos três anos, tendo por base a evolução prevista
da atividade.
Taxa de IRC de 25%

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

180

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Resolução: Imposto diferido 2741 – Ativos impostos diferidos a 8122 –
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Resolução:
Imposto diferido
2741 – Ativos impostos diferidos
a 8122 – Imposto s/rendimento – Imp. Dif.
5.000 €
5.000 €
Cálculo do valor do imposto diferido:
Prejuízo fiscal * taxa IRC: 20.000 € * 25% = 5.000 €

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

181

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO ESTIMATIVA DE IMPOSTO
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
ESTIMATIVA DE IMPOSTO

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

182

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO O cálculo do imposto corrente do período resultará de: • Resultado
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
O cálculo do imposto corrente do período resultará de:
• Resultado contabilístico antes de impostos
+/-
• Variações patrimoniais
+/-
• Valores a acrescer – quadro 07 da mod.22,
exceto impostos diferidos e IRC
+
• Valores a deduzir – quadro 07 da mod.22,
exceto impostos diferidos
-
• Lucro tributável
=
• Prejuízos fiscais dedutíveis (até 75% do LT)
-
• Matéria coletável
=

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

183

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO O cálculo do imposto corrente do período resultará de: • Matéria
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
O cálculo do imposto corrente do período resultará de:
• Matéria coletável
=
• Taxa IRC
x
• Coleta
=
• Benefícios fiscais – dedução coleta
-
• IRC Liquidado
=
• Resultado da liquidação
+
• Derramas
+
• Tributações autónomas
+
• Outros (irc períodos anteriores, juros)
+
• ESTIMATIVA IRC
=

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

184

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO APURAMENTO DOS RESULTADOS
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
APURAMENTO DOS RESULTADOS

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

185

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Apuramento resultados • Apuramento CMVMC e Variação produção – classe 3,
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Apuramento resultados
• Apuramento CMVMC e Variação produção
– classe 3, conta 61 e conta 73
• Apuramento do resultado antes de impostos
– Transferência dos saldos das contas 61 à 69 e das
contas 71 à 79 para a conta 811 - RAI.
• Apuramento do resultado líquido
– Transferência dos saldos das contas 811 – RAI e 812 -
Imposto para a conta 818 – Resultado líquido.

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

186

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO PREPARAÇÃO DO BALANÇO E DA DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
PREPARAÇÃO DO BALANÇO
E DA
DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

187

• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO Alguns aspetos a ter em consideração: • Não compensação de saldos
• OPERAÇÕES DE ENCERRAMENTO
Alguns aspetos a ter em consideração:
• Não compensação de saldos
• Saldos credores de depósitos à ordem
• Dívidas correntes vs dívidas não correntes
• Materialidade / agregação

Encerramento de Contas Aspetos Contabilísticos

Fevereiro 2014

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

188

Obrigado © ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

Obrigado

© ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS