Você está na página 1de 31

Partes da apresentação

1. CONSERVADORISMO COMO
TEMPERAMENTO HUMANO

2. CONSERVADORISMO COMO FILOSOFIA


POLÍTICA
● O CONSERVADORISMO ANTES DE SER
DOUTRINA POLÍTICA, COM SEUS
REPRESENTANTES TEÓRICOS, É UMA
EXPRESSÃO DA PERSONALIDADE
HUMANA, PRESENTE EM TODAS AS
SOCIEDADES
● O conservadorismo, dentro de uma filosofia
cronológica; considera passado, presente e futuro
como fios condutores da história, onde um
complementa o outro, sem lhe serem antagônicos
um com o outro em nenhum momento.
Conservadorismo Metafísico e Empírico
O CONSERVADORISMO SEGUNDO SEUS
MAIORES REPRESENTANTES
Russell Kirk
“A atitude que nós chamamos de
conservadorismo é sustentada por um conjunto
de sentimentos, mais do que por um sistema
de dogmas ideológicos”
(Russell Kirk)
Princípios Conservadores segundo
Russell Kirk

PRINCIPAIS:
1. Um conservador crê que existe uma ordem
duradoura.
2. Os conservadores acreditam em preestabelecimento
3. Os conservadores creem no principio da
imperfectibilidade
Roger Scruton
“O conservadorismo advém de um sentimento
que toda pessoa madura compartilha com
facilidade: a consciência de que as coisas mas
não são facilmente criadas”.
(Roger Scruton)
João Camilo de Oliveira Torres
“Antes um ‘estado de espírito’ do que um
sistema racionalmente fundado”
(João Camilo de Oliveira Torres)
Michael Oakeshott
“Ser conservador é preferir o familiar ao
desconhecido; o fato ao mistério, […] o limitado
ao ilimitado, o próximo ao desconhecido, o
suficiente ao superabundante, o conveniente
ao perfeito, a felicidade presente à utópica”
(Michael Oakeshott)
UMA POSTURA ONTOLÓGICA
A partir do que definiram os principais pensadores
do conservadorismo, podemos concluir que o
conservadorismo é, antes de tudo, uma expressão
natural da personalidade humana.

● Que se resume a fixar o ser no presente, sem


aspirar uma sociedade ideal no futuro; valorizar
costumes e instituições que lhes são
imprescindíveis.
Conservadorismo e mudança
“O conservadorismo, por vezes, vê na mudança um meio
de sobrevivência”.
● “Um Estado onde não se pode mudar nada, não possui
meios de se conservar”.
(Edmund Burke, Reflection on the Revolution in France)
● Mas os conservadores são indispostos a mudança, que
esta baseada puramente na vontade humana. A mudança
tem que se mostrar uma necessidade de sobrevivência,
não simplesmente vontade de inovação, colocando em
risco estruturas fundamentais da sociedade.
Para uma mudança social ser considerada válida pelo
conservadorismo, ela não pode:

“Quebrar a continuidade entre o passado e o futuro”.


(TORRES, 1968, p. 1)
“[O conservadorismo] não considera viáveis as
transformações e mudanças feitas sem o sentido da
continuidade histórica”
(Ibidem, p. 1-2)
● Essa visão unitária do passado, presente e
futuro, permite um harmonioso transcorrer da
história, sem danos no caminhar natural da
humanidade.
O conservadorismo não é uma
ideologia

● Toda ideologia é um sistema de crenças que


nascem com o objetivo de transformar a
sociedade.
● Não há esta pretensão no conservadorismo.
Por isso, Russel Kirk afirma que “o
conservadorismo é a negação da ideologia”.
● CONSERVADORISMO NÃO SE RESUME
PURAMENTE A CONSERVAR ALGUMA
COISA. JÁ QUE TODOS ESTAMOS
PROPENSOS A CONSERVAR O QUE
AMAMOS
CONSERVAR VALORES
ETERNOS E IMUTÁVEIS

● O Conservadorismo crê em valores eternos e


imutáveis, tais como:
● A defesa intransigente da vida
● Da legitima defesa (como parte integrante da
defesa da vida)
● Da família em sua constituição natural e
monogâmica
● Direito a propriedade privada
● Direito de culto
● A esfera de valores na qual os conservadores
se apegam, são elementos vitais de qualquer
sociedade.
A família

● Núcleo básico da sociedade, e o último reduto de ordem.


● A crise da família implica em crise social
● A constituição familiar entre homem, mulher e filhos, é
mais que uma mera configuração tradicional e biológica,
é o muro que impede desordens de ordens morais como
incesto, bigamia, poliandria, zoofilia, e tantas outras
formas anomalas de uniões as quais os homens estão
sujeitos na ausência de uma constituição familiar comum
e saudável.
A posição revolucionária em relação
a família

“A família é a gênese da psicologia do poder”.


(Shulamith Firestone)

Logo, é necessário aboli-la para o advento da


sociedade igualitária.
O conservadorismo como
Filosofia Política

● O conservadorismo como doutrina política surge


no século XVIII como reação as ideias nascida
da Revolução Francesa que tomava a Europa.
● Em Edmund Burke e Joseph de Maistre adquire
corpo doutrinário, que é constantemente
aperfeiçoado por seus teóricos posteriores.
Características principais de uma
autêntica política conservadora

● O conservadorismo não promete um mundo perfeito


ou que ele seja possível. Tão pouco que a causa da
corrupção na sociedade esteja fora do homem, em
sistemas políticos ou organizações sociais.
● O conservadorismo acredita que a autoridade seja
um principio natural da sociedade.
● O conservadorismo vê nas escolhas humanas e na
formação moral a reposta para a criminalidade.
Bibliográfia
BURKE, Edmund. Reflexões sobre a
Revolução na França. 2º ed. Trad: Renato
Faria; Denis Pinto; Carmem Moura. Brasília:
Editora UnB, 1997.
KIRK, Russell.
OAKESHOTT, Michael.
SCRUTON, Roger. Como ser um conservador.
1º ed. Rio de Janeiro: Editora Record, 2015
_______________The meaning of
conservatism.
TORRES, João Camilo de Oliveira. O
Construtores do Império. São Paulo:
Companhia Editora Nacional, 1968.