Você está na página 1de 2

Eletrocardiograma (EGG)

Para que serve o eletrocardiograma

O eletrocardiograma, ou ECG, é um exame feito para avaliar a atividade elétrica do coração, observando,
assim, o ritmo, a quantidade e a velocidade das suas batidas.

Este exame é feito por um aparelho que desenha gráficos sobre estas informações do coração, e, caso haja
alguma doença, como arritmias, sopros ou, até, infarto, estes gráficos, que são interpretados pelo clínico
geral ou cardiologista, podem estar alterados.

Quando é necessário

O eletrocardiograma pode ser solicitado em uma consulta de rotina, para check-up, pois é capaz de detectar
algumas doenças silenciosas, como algumas arritmias leves, sopros cardíacos, ou, até, princípio de infarto.
Assim, este exame é muito útil para detectar doenças, como:

Arritmias cardíacas, que podem acontecer por batimentos cardíacos acelerados, lentificados ou fora de hora,
que podem apresentar sintomas como palpitações, tontura ou desmaios;

Infarto agudo do miocárdio, que pode ser a causa de dor ou queimação no peito, tontura e falta de ar;

Inflamação das paredes do coração, causada por pericardites ou miocardites, que podem ser suspeitadas
quando há dor no peito, falta de ar, febre e mal estar;

Sopro cardíaco, devido a alterações da valvas e nas paredes do coração, que, geralmente, causam tontura e
falta de ar;

Parada cardíaca, pois, neste caso, o coração perde a sua atividade elétrica, e, se não for rapidamente
revertida, causa a morte cerebral.

Este exame também é solicitado pelo cardiologista para acompanhar a melhora ou piora de doenças, e
também, se medicamentos para arritmia ou marca-passos estão sendo eficazes. Saiba mais sobre outros
exames para avaliar o coração.

Como é feito

O eletrocardiograma pode ser feito no hospital, em clínicas ou no próprio consultório do cardiologista, pois é
prático e rápido, além de não causar dor. Para fazê-lo, o paciente fica deitado numa maca, e, se for
necessário, é feita a limpeza dos punhos, tornozelos e do peito, com algodão e álcool, pois, nestas regiões,
são fixados os cabos e pequenos contatos metálicos, que ficam ligados ao aparelho do eletrocardiograma,
como mostra a imagem 1.
Os contatos metálicos, que são os eletrodos, captam os batimentos do coração e a máquina registra-os em
papel através de um gráfico que depois é analisado pelo cardiologista, como mostra a imagem 2.

Apesar de não haver contra-indicações, o resultado do exame pode não ser confiável em caso de pessoas que
não conseguem ficar paradas, como por tremores ou parkinson, por exemplo.

Fonte: https://www.tuasaude.com/eletrocardiograma/, data:21/11/2017 as 21:39hs