Você está na página 1de 2

Aluno N.

º Turma Data - -

1 Representa na forma a n b , a , b  , n e a 1 :

1.1. 180

1.2. 3
1280

1.3. 5
37  212

2 Considera o número 3 919 104 .


Sabe-se que 3 919 104  28  37  7 .
Em cada caso determina a e b , positivos, sendo b o menor possível.

2.1. 3
3 919 104  a 3 b

2.2. 4
3 919 104  a 4 b

3 Na figura está representado um triângulo equilátero [ABC] tal que


AB  4 512 .
Seja M o ponto médio de [AB] .

3.1. Determina o perímetro do triângulo.


Apresenta o resultado na forma a n b , a , b  , n , sendo b o menor
possível.

3.2. Mostra que CM  2 4 18 .

3.3. Mostra que a área do triângulo é 4 6 .

4 Simplifica cada uma das seguintes expressões e apresenta o resultado na forma de


radical.

4
4.1. 33 2
6
12

4.2. 10  2 5
5 1

(Sugestão: Racionaliza o denominador)


1
1.1. 180 = 22  3 2  5 = 6 5

1.2. 3
1280 = 3
28  5 = 4 3 22  5 = 4 3 20

1 1 = 3 9
1.3. 5
37  212 = 3  5 32  5
4 22 4 4

2
2.1. Sabe-se que 3 919 104  28  37  7 .

3
28  37  7 = 22  32  3 22  3  7 = 36 3
84

2.2. 4
28  37  7 = 22  3  4 33  7 = 12 4 189

3
3.1. O perímetro P é dado por P  3  4 512 = 3  4 29 = 3  22  4 2 = 12 4
2 .

4
512 .
3.2. AB  4 512 . Então, AM 
2
Pelo Teorema de Pitágoras, tem-se:
2
 4 512 
 
2
CM 2     4
512 §
 2 
 

§ CM 2  3  2 3  24
4
512 3 29 2 § 2
CM 2   512 § CM 2  CM 
4 4 4 4
22 4 2
CM   3  2 § CM  2 4 18 , como se pretendia demonstrar.
2

3.3. A área do triângulo é dada por:

AB  CM = 4
512  2 4 18 = 4
29  4 2  32 = 4
210  32 =
2 2
= 22  4 22  32 = 4 4 62 = 4 6 , como se pretendia demonstrar.

4
4
33 2 =
12
33  2 12
33  2 32  2 = 3 = 3
4.1. = = 12 12 12
6
12
6
2 3
2 12
2 3
4 2
24  3 2 23 8

4.2. 10  2 5 = 10  2 5    5  1 = 10 5  10  10  2 5 =
5 1 5 1    5  1 5 1

= 8 5 = 2 5 = 20
4