Você está na página 1de 14

MÓDULO IV- LEI Nº 8.

112/90- PROVIMENTO E VACÂNCIA

31- (ESAF- Auditor Fiscal- AFRFB/2009) Relacione as formas de provimento de


cargo público, previstas no art. 8o da Lei n. 8.112, de 11 de dezembro de 1990, às
suas respectivas características. Ao final, assinale a opção correspondente.

1. nomeação

2. promoção

3. readaptação

4. reintegração

5. recondução

( ) é caracterizada pelo retorno do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado


quando inabilitado em estágio probatório relativo a outro cargo ou quando o anterior
ocupante é reintegrado.

( ) é o ato administrativo que materializa o provimento originário. Pode-se dar em


comissão ou em caráter efetivo, dependendo, neste último caso, de prévia habilitação
em concurso público de provas ou de provas e títulos, obedecidos a ordem de
classificação e o prazo de sua validade.

( ) é a investidura do servidor em cargo de atribuições e responsabilidades compatíveis


com a limitação que tenha sofrido em sua capacidade física ou mental verificada em
inspeção médica.

( ) é caracterizada pelo retorno do servidor estável a seu cargo anteriormente ocupado,


ou cargo resultante de sua transformação, após ter sido invalidada sua demissão, com
ressarcimento de todas as vantagens.

( ) é a forma de provimento pela qual o servidor sai de seu cargo e ingressa em outro
situado em classe mais elevada.

a) 1, 2, 3, 4, 5

b) 2, 3, 5, 1, 4

c) 5, 1, 3, 4, 2

d) 3, 4, 2, 1, 5

e) 4, 1, 5, 3, 2
32- (ESAF- Assistente Administrativo- Ministério da Fazenda/2009) Acerca do
provimento de cargos públicos federais, regulado pela Lei n. 8.112, de 11 de
dezembro de 1990, assinale a opção incorreta.

a) São requisitos básicos para a investidura em cargo público, entre outros, a


nacionalidade brasileira, o gozo dos direitos políticos e a idade mínima de dezoito
anos.

b) A posse em cargo público é ato pessoal e intransferível, sendo proibida a sua


realização mediante procuração.

c) A posse deverá ocorrer no prazo de 30 ( trinta ) dias contados da publicação do ato de


provimento, sob pena de ser o ato tornado sem efeito.

d) Os concursos públicos podem ter validade de até 2 (dois) anos, possível uma única
prorrogação, por igual período.

e) A contar da posse em cargo público, o servidor tem o prazo de 15 ( quinze ) dias para
entrar em exercício.

33- (ESAF- Analista Técnico- SUSEP/2010) O Regime Jurídico Único dos


servidores públicos federais, em consonância com jurisprudência reiterada do
Supremo Tribunal Federal, não mais admite a seguinte forma de provimento
derivado de cargos públicos:

a) ascensão funcional.

b) aproveitamento.

c) reintegração.

d) readaptação.

e) reversão.

34- (ESAF- Analista de Finanças e Controle- CGU/2008) São hipóteses de vacância


que importam provimento em novo cargo:

a) promoção e readaptação.

b) exoneração e demissão.

c) aposentadoria e posse em outro cargo inacumulável.

d) redistribuição e remoção.
e) disponibilidade.

35- (ESAF- Procurador –TCE-GO/2007) Extinto o cargo ocupado por servidor


estadual estável,

a) este, a despeito da estabilidade, será exonerado, pois seu aproveitamento em outro


cargo feriria o mandamento constitucional que exige prévio concurso público para a
ocupação de cargos de provimento efetivo.
b) este será demitido, com indenização proporcional ao tempo de serviço.

c) este será automaticamente reconduzido ao novo cargo que deverá ser criado,
concomitantemente à extinção do cargo anterior, pois o servidor estável que não tenha
cometido irregularidade grave detém direito à ocupação de algum cargo público, na
esfera da Administração.

d) este será automaticamente aproveitado, em caráter excepcional, em outro cargo já


existente, independentemente da lotação do órgão ou unidade.

e) este ficará em disponibilidade, até seu aproveitamento em outro cargo, com


vencimento proporcional ao tempo de serviço.

36- (ESAF- Técnico de Finanças e Controle- CGU/2008) Assinale o tipo de


exoneração que se caracteriza por encerrar um juízo de conveniência e
oportunidade da Administração.

a) Exoneração ad nutum.

b) Decorrente de não aprovação do servidor não estável em estágio probatório.

c) A pedido do servidor.

d)Quando o servidor não toma posse no prazo legal.

e) Em razão da não observância do limite gasto com pessoal previsto na Lei de


Responsabilidade Fiscal.

37- (ESAF- Analista Administrativo- ANA/2009) São hipóteses de demissão de


servidor regido pela Lei n. 8.112/90:

I. agressão física a um colega de trabalho, no ambiente interno da repartição, sem um


motivo justo;

II. enriquecimento ilícito no exercício da função;


III. compelir ou aliciar outro servidor a filiar-se a sindicato ou a partido político;

IV. divulgar informação obtida em razão do cargo mas que deveria permanecer em
segredo;

V. praticar agiotagem no âmbito da repartição.

Estão corretas:

a) apenas as afirmativas I, II, IV e V.

b) as afirmativas I, II, III, IV e V.

c) apenas as afirmativas II, III, IV e V.

d) apenas as afirmativas II e IV.

e) apenas as afirmativas I e II.

38- (ESAF- Analista de Finanças e Controle- CGU/2008) Servidor público federal,


em gozo de licença para tratamento da própria saúde, é designado para o exercício
de função de confiança. Acerca do tema, assinale a opção correta.

a) O servidor não poderia ter sido designado em gozo de licença.

b) O servidor terá quinze dias, contados do ato de designação, para entrar em exercício.

c) A designação para o exercício da função deverá ser tornada sem efeito caso o
servidor não entre em exercício imediatamente.

d) A licença da qual goza o servidor não poderá exceder a 30 (trinta) dias, contados da
data da publicação da designação do servidor para a função, sob pena de esta última ser
tornada sem efeito.

e) O servidor poderá entrar em exercício na função tão logo haja o término do


impedimento, independentemente de prazo, haja vista tratar-se de licença saúde.

39- (ESAF -Técnico Judiciário - MPU/2004) Sobre o estágio probatório dos


servidores públicos, é correto dizer que:
a) seu período de duração é igual ao tempo necessário para a aquisição da estabilidade.

b) é de observância obrigatória independentemente da forma de provimento do cargo.

c) se submete a critérios de avaliação da escolha do administrador.

d) não se suspende.
e) tem início com a nomeação do servidor.

40- (ESAF- Analista de Finanças e Controle- CGU/2008 ) Assinale a opção em que


os elementos trazidos não sejam essenciais à substituição.

a) Afastamento do titular superior a trinta dias.

b) Afastamento do titular de função de direção, ou chefia, ou ocupante de cargo de


natureza especial.

c) Designação prévia do substituto por autoridade competente, ou ato regimental.

d) Afastamento do titular de unidade administrativa organizada em nível de assessoria.

e) Impedimentos legais ou regulamentares do titular, ou vacância do cargo.

Adm. publica

11. (ESAF/CGU/2004). No contexto da Administração Pública Federal, o que


distingue e/ou assemelha os órgão da Administração Direta em relação às
entidades da Administração Indireta, é que

a) Os primeiros integram a estrutura orgânica da União e as outras não

b) Os primeiros são dotados de personalidade jurídica de direito público, as outras são


de direito privado.

c) São todos dotados de personalidade jurídica de direito público

d) São todos dotados de personalidade jurídica de direito privado

e) Todos integram a estrutura orgânica da União

12.( ESAF- Analista Contábil Financeiro SEFAZ-CE/ 2007) - Assinale a opção que
contenha a correlação correta.

(1) Personalidade jurídica de direito privado

(2) Personalidade jurídica de direito público

( ) Autarquias

( ) União

( ) Empresas públicas

( ) Sociedades de economia mista


( ) Organizações sociais

a) 1/1/2/2/2

b) 2/1/2/1/2

c) 2/2/1/1/1

d) 1/2/1/2/1

e) 1/1/1/2/2

13. (ESAF/AFC/STN/2000). A espécie organizacional da Administração Pública


Indireta que deve ter sua área de atuação definida em lei complementar é:

a) empresa pública

b) órgão autônomo

c) autarquia

d) fundação

e) sociedade de economia mista

14. (ESAF- Analista de Finanças e Controle- STN/2008) O Banco do Brasil e a


Caixa Econômica Federal são, respectivamente, sociedade de economia mista e
empresa pública, cujos capitais votantes majoritários pertencem à União. Quanto
a estas espécies de instituições, analise os itens a seguir e marque com V se a
assertiva for verdadeira e com F se for falsa. Ao final, assinale a opção
correspondente.

( ) A constituição de sociedades de economia mista e de empresas públicas decorre de


um processo de descentralização do Estado que passa a exercer certas atividades por
intermédio de outras entidades.

( ) Apesar de serem constituídas como pessoas jurídicas de direito privado, as


sociedades de economia mista e as empresas públicas estão submetidas
hierarquicamente à pessoa política da federação que as tenha criado.

( ) Somente por lei específica podem ser criadas sociedades de economia mista e
empresas públicas, bem como necessária autorização legislativa, em cada caso, para a
criação de suas subsidiárias.
( ) As empresas públicas e as sociedades de economia mista exploradoras de atividade
econômica sujeitam-se ao regime próprio das empresas privadas, inclusive quanto aos
direitos e obrigações civis, comerciais, trabalhistas e tributários.

( ) Quanto ao regime de compras, as empresas públicas e as sociedades de economia


mista sujeitam-se aos princípios da administração pública e devem observar
procedimento licitatório.

a) V, V, F, V, F

b) V, F, F, V, V

c) F, F, V, F, V

d) F, V, V, F, F

e) V, F, F, V, V

15. (ESAF- Auditor Fiscal- SEFAZ-CE/2007) Assinale a opção que contemple o


ponto de distinção entre a empresa pública e a sociedade de economia mista.

a) Natureza jurídica.

b) Atuação na ordem econômica.

c) Regime do pessoal.

d) Natureza do patrimônio.

e) Formação do capital social.

16. (ESAF - Auditor Fiscal da Receita Federal/2005) As sociedades de economia


mista, constituídas com capitais predominantes do Estado, são pessoas jurídicas de
direito privado, integrantes da Administração Pública Indireta, são regidas pelas
normas comuns aplicáveis às empresas particulares, estando fora do âmbito de
incidência do Direito Administrativo.

a) Correta esta assertiva.

b) Incorreta a assertiva, porque elas são pessoas jurídicas de direito público.

c) Incorreta a assertiva, porque eles são de regime híbrido, sujeitando-se ao direito


privado e, em muitos aspectos, ao direito público.

d) Incorreta a assertiva, porque seus capitais são predominantes privados.


e) Incorreta a assertiva, porque elas são de regime público, regidas exclusivamente pelo
Direito administrativo.

17. (ESAF-AFC-STN/2000). Em relação à organização administrativa, não é


correto afirmar:

a) A autonomia gerencial de órgão despersonalizado pode ser ampliada mediante


contrato de gestão.

b) Somente lei específica pode criar autarquia

c) As organizações sociais gozam de personalidade jurídica de direito privado.

d) A área de atuação da fundação deve ser objeto de lei complementar.

e) A participação da sociedade de economia mista em empresa privada prescinde de


autorização legislativa.

18. (ESAF- Técnico administrativo TC PR 2006) - A sociedade de economia mista:

a) possui a totalidade de seu capital controlado pela Administração Pública.

b) não é detentora de personalidade jurídica.

c) é pessoa jurídica de direito público.

d) é pessoa jurídica de direito privado.

e) pode ser pessoa jurídica de direito público ou de direito privado, dependendo de


quem é o detentor da maioria das suas ações.

19. (ESAF- Analista Tributário- Receita Federal/2009) Marque a opção incorreta.

a) O contrato de gestão, quando celebrado com organizações sociais, restringe a sua


autonomia.

b) Quanto à estrutura das autarquias, estas podem ser fundacionais e corporativas.

c) Os serviços sociais autônomos são entes paraestatais que não integram a


Administração direta nem a indireta.

d) Organização social é a qualificação jurídica dada a pessoa jurídica de direito privado


ou público, sem fins lucrativos, e que recebe delegação do Poder Público, mediante
contrato de gestão, para desempenhar serviço público de natureza social.
e) A Administração Pública, ao criar fundação de direito privado, submete-a ao direito
comum em tudo aquilo que não for expressamente derrogado por normas de direito
público.

20. (ESAF- Auditor Fiscal-AFRFB/2009) Quanto à organização administrativa


brasileira, analise as assertivas abaixo e assinale a opção correta.

I. A administração pública federal brasileira indireta é composta por autarquias,


fundações, sociedades de economia mista, empresas públicas e entidades paraestatais.

II. Diferentemente das pessoas jurídicas de direito privado, as entidades da


administração pública indireta de personalidade jurídica de direito público são criadas
por lei específica.

III. Em regra, a execução judicial contra o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos
Recursos Naturais Renováveis – IBAMA enquanto autarquia federal está sujeita ao
regime de precatórios previsto no art. 100 da Constituição Federal, respeitadas as
exceções.

IV. A Caixa Econômica Federal enquanto empresa pública é exemplo do que se passou
a chamar, pela doutrina do direito administrativo, de desconcentração da atividade
estatal.

V. O Instituto Nacional do Seguro Social – INSS enquanto autarquia vinculada ao


Ministério da Previdência Social está subordinada à sua hierarquia e à sua supervisão.

a) Apenas os itens I e II estão corretos.

b) Apenas os itens II e III estão corretos.

c) Apenas os itens III e IV estão corretos.

d) Apenas os itens IV e V estão corretos.

e) Apenas os itens II e V estão corretos.

21– (ESAF- Auditor Fiscal- TCE-GO/2007) Sobre os cargos, empregos e funções


públicas, é constitucionalmente incorreto afirmar

a) que, na União, compete ao Presidente da República dispor, mediante decreto, sobre a


extinção de funções ou cargos públicos.

b) que a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em


concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a
complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações
para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração.

c) que eles são acessíveis aos estrangeiros, na forma da lei.


d) que, durante o prazo improrrogável, previsto no edital de convocação, aquele
aprovado em concurso público de provas ou de provas e títulos será convocado com
prioridade sobre novos concursados para assumir cargo ou emprego, na carreira.

e) que as funções de confiança, exercidas exclusivamente por servidores ocupantes de


cargo efetivo, e os cargos em comissão, a serem preenchidos por servidores de carreira
nos casos, condições e percentuais mínimos previstos em lei, destinam-se apenas às
atribuições de direção, chefia e assessoramento.

22. (ESAF- Analista de Finanaças e Controle- Auditoria- CGU/2006) Determinado


concurso público, destinado a selecionar candidatos a cargos públicos na
Administração Federal, teve seu edital publicado em 02/01/2006, com prazo de
validade de um ano, prorrogável por igual período. O concurso foi homologado em
03/03/2006. Não houve prorrogação. Determinado candidato aprovado foi
nomeado em 01/03/2007, respeitada a ordem de sua classificação. A posse deu-se 30
(trinta ) dias depois da nomeação. O exercício ocorreu 15 (quinze) dias depois da
posse. Baseado nos fatos acima narrados, assinale a única opção correta.

a) A nomeação é válida.

b) A nomeação é nula, vez que realizada fora do prazo de validade do concurso.

c) A posse é nula, vez que ocorrida fora do prazo de validade do concurso.

d) A nomeação somente seria válida até 02/01/2007.

e) A investidura não é válida, pois dois de seus atos ocorreram após o encerramento da
validade do concurso.

23. (ESAF-Analista de Finanças e Controle - AFC – CGU/2006) Não integra o rol


de requisitos básicos para investidura em cargo público:

a) gozo dos direitos políticos.

b) nível de escolaridade exigido para o exercício do cargo.

c) aptidão física e mental.

d) comprovação de ausência de condenação penal.

e) idade mínima de dezoito anos.

24. (ESAF- Procurador da Fazenda Nacional- PFN/2006) Em 1981, João passou a


ocupar, sem prévia aprovação em concurso público, um cargo efetivo de auxiliar
administrativo, em administração direta municipal. Em 1985, seu irmão, Tomás,
passou a ocupar cargo efetivo de fiscal, em autarquia vinculada ao Ministério da
Fazenda, também sem prévia aprovação em concurso público. Levando em conta
que a lei não declara tais cargos como de livre exoneração, que ambos
permanecem em exercício desde a data de suas posses, bem assim as disposições de
nossa Constituição Federal sobre a matéria, é correto afirmar que, na atualidade

a) João e Tomás são servidores estáveis.

b) João é servidor estável; Tomás, não.

c) Tomás é servidor estável; João, não.

d) por terem ingressado no serviço público sem prévia aprovação em concurso, nenhum
dos dois detém estabilidade nos cargos que ocupam.

e) não há informações suficientes, no comando desta questão, para saber se João e


Tomás são servidores estáveis.

25. (ESAF- Analista de Planejamento e Orçamento -MARE/2005) O servidor


público estável poderá perder o seu cargo em caso de excesso de despesa, na
hipótese do artigo 169 da Constituição Federal. Assinale, quanto a este tema, a
afirmativa incorreta.

a) Antes da dispensa do servidor estável, a Administração deverá reduzir a despesa com


os cargos em comissão e funções de confiança em no mínimo 20%.

b) Na hipótese em foco, o servidor estável que perder o cargo fará jus a uma
indenização correspondente a um mês de remuneração por ano de serviço.

c) O cargo do servidor estável dispensado será considerado extinto, vedada a criação de


cargo, emprego ou função com atribuições iguais ou assemelhadas pelo prazo de cinco
anos.

d) Antes da dispensa do servidor estável, a Administração deverá providenciar a


exoneração de todos os servidores não-estáveis.

e) A perda do cargo será antecedida por ato normativo motivado de cada Poder,
especificando a atividade funcional, o órgão ou a unidade administrativa objeto da
redução de pessoal.

26. (ESAF- Analista de Finanças- CGU/2008) Os ocupantes de cargos em comissão,


na Administração Pública Federal, sem nela deterem outro vínculo funcional
efetivo, são

a) regidos pelo regime da CLT (legislação trabalhista).


b) submetidos ao regime jurídico disciplinar, previstos na Lei n. 8.112/90, que
estabeleceu o regime jurídico único dos servidores civis federais.

c) filiados obrigatórios do Plano de Seguridade Social do Servidor estabelecidos na Lei


n. 8.112/90.

d) destinatários dos mesmos direitos e das vantagens, que a Lei n. 8.112/90 assegura aos
servidores titulares de cargos efetivos, inclusive aposentadoria.

e) destinatários dos direitos e vantagens assegurados na Lei n. 8.112/90, aos servidores


efetivos, inclusive os relativos e licenças.

27- (ESAF- Analista em Planejamento- SEFAZ-SP/2009) Acerca dos servidores


públicos e da Constituição Federal de 1988, assinale a opção correta.

a) As nomeações para cargo em comissão, declarado em lei de livre nomeação e


exoneração, dependem de seleção simplificada para admissão.

b) É vedada a contratação por tempo determinado para atender à necessidade temporária


de excepcional interesse público.

c) É possível a vinculação ou equiparação de quaisquer espécies remuneratórias para o


efeito de remuneração de pessoal do serviço público.

d) A administração fazendária e seus servidores fiscais terão, dentro de suas áreas de


competência e jurisdição, precedência sobre os demais setores administrativos.

e) É permitida a acumulação remunerada de cargos públicos, independentemente da


compatibilidade de horário, mas desde que sejam dois cargos de médico.

28– (ESAF- Auditor Fiscal- TCE-GO/2007) Sobre os cargos, empregos e funções


públicas, é constitucionalmente incorreto afirmar

a) que, na União, compete ao Presidente da República dispor, mediante decreto, sobre a


extinção de funções ou cargos públicos.

b) que a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em


concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a
complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações
para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração.

c) que eles são acessíveis aos estrangeiros, na forma da lei.

d) que, durante o prazo improrrogável, previsto no edital de convocação, aquele


aprovado em concurso público de provas ou de provas e títulos será convocado com
prioridade sobre novos concursados para assumir cargo ou emprego, na carreira.
e) que as funções de confiança, exercidas exclusivamente por servidores ocupantes de
cargo efetivo, e os cargos em comissão, a serem preenchidos por servidores de carreira
nos casos, condições e percentuais mínimos previstos em lei, destinam-se apenas às
atribuições de direção, chefia e assessoramento.

29- (ESAF- Especialista em Políticas Públicas- MPOG/2005) Assinale a opção


incorreta, nos termos da Constituição Federal de 1988, o que ocorre caso seja
invalidada, por sentença judicial, a demissão de servidor estável.

a) Será ele reintegrado, e o eventual ocupante da vaga, se estável, reconduzido ao cargo


de origem.

b) O servidor estável, quando posto em disponibilidade em virtude de extinção do


cargo, após ser reintegrado, perceberá remuneração até seu adequado aproveitamento
em outro cargo.

c) Extinto o cargo ou declarada sua desnecessidade, o servidor estável fi cará em


disponibilidade.

d) O eventual ocupante da vaga, ao ser reconduzido ao cargo de origem, faz jus à


indenização, visto que não agiu de má-fé.

e) A aquisição da estabilidade exige lapso temporal de efetivo exercício e avaliação


especial de desempenho de forma obrigatória.

30- (ESAF- Analista de Finaças e Controle – CGU/2008) Assinale Considere as


seguintes assertivas a respeito dos servidores da Administração Pública, nos
termos da Constituição:

I. os vencimentos dos cargos do Poder Executivo e Legislativo não poderão ser


superiores aos pagos pelo Poder Judiciário.

II. o prazo de validade do concurso público será de até dois anos, prorrogável uma vez,
por igual período.

III. é garantido ao servidor público civil e militar o direito à livre associação sindical.

IV. a administração fazendária e seus servidores fiscais terão, dentro de suas áreas de
competência e jurisdição, precedência sobre os demais setores administrativos, na forma
da lei.

Assinale a opção correta.

a) II e IV são verdadeiras.

b) II e III são falsas.


c) I e III são verdadeiras.

d) III e IV são falsas.

e) I e II são verdadeiras.