Você está na página 1de 8

1 ENEM 2010) As doze cores do a) repetição de “você”, que se

vermelho refere ao interlocutor da


personagem.
Você volta para casa depois de ter
ido jantar com sua amiga dos olhos b) ausência de vírgulas, que marca
verdes. Verdes. Às vezes quando o discurso irritado da personagem.
você sai do escritório você quer se
c) descrição minuciosa do espaço
distrair um pouco. Você não
suporta mais tem seu trabalho de do trabalho, que se opõe ao da
desenhista. Cópias plantas réguas casa.
milímetros nanquim compasso 360º. d) autoironia, que ameniza o
de cercado cerco. Antes de dormir sentimento de opressão da
você quer estudar para a prova de personagem.
história da arte mas sua menina
menor tem febre e chama você. A e) ausência de metáforas, que é
mão dela na sua mão é um peixe responsável pela objetividade do
sem sol em irradiações noturnas. texto.
Quentes ondas. Seu marido se
2 ENEM 2013) Jogar limpo
aproxima os pés calçados de meias
nos chinelos folgados. Ele olha as Argumentar não é ganhar uma
horas nos dois relógios de pulso. Ele discussão a qualquer preço.
acusa você de ter ficado fora de Convencer alguém de algo é,
casa o dia todo até tarde da noite antes de tudo, uma alternativa à
enquanto a menina ardia em febre. prática de ganhar uma questão no
Ponto e ponta. Dor perfume grito ou na violência física – ou não
crescente... física. Não física, dois pontos. Um
político que mente
CUNHA, H. P. As doze cores do
descaradamente pode cativar
vermelho.
eleitores. Uma publicidade que
Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, joga baixo pode constranger
2009. multidões a consumir um produto
danoso ao ambiente. Há
manipulações psicológicas não só
A literatura brasileira na religião. E é comum pessoas
contemporânea tem abordado, agirem emocionalmente, porque
sob diferentes perspectivas, vítimas de ardilosa – e cangoteira –
questões relacionadas ao universo sedução. Embora a eficácia a todo
feminino. No fragmento, entre os preço não seja argumentar,
tampouco se trata de admitir só
recursos expressivos utilizados na
construção da narrativa, destaca- verdades científicas – formar
se a opinião apenas depois de ver a
demonstração e as evidências,
como a ciência faz. Argumentar é
matéria da vida cotidiana, uma
forma de retórica, mas é um
raciocínio que tenta convencer “na literatura” está separada por
sem se tornar mero cálculo vírgulas porque se trata de um (a)
manipulativo, e pode ser rigoroso
sem ser científico. [A] adjunto adverbial deslocado.

Língua Portuguesa. São Paulo, ano [B] aposto do termo “gótico”.


5, n. 66. abr. 2011 (adaptado). [C] vocativo no meio da oração.
No fragmento, opta-se por uma [D] adjunto adverbial de assunto.
constução linguística bastante
diferente em relação aos padrões [E] complemento pleonástico.
normalmente empregados na
4 ESPCEX 2016) Marque a
escrita. Trata-se da frase “Não física,
alternativa correta quanto ao
dois pontos”. Nesse contexto, a
emprego da vírgula, de acordo
escolha por se representar por
com as normas gramaticais.
extenso o sinal de pontuação que
deveria ser utilizado [A] Ele pediu, ao motorista que
parasse no hotel.
a) enfatiza a metáfora de que o
autor se vale para desenvolver seu [B] A vida como diz o ditado
ponto de vista sobre a arte de popular é breve.
argumentar.
[C] Da sala eu vi sem ser visto todo
b) diz respeito a um recurso de o crime acontecendo.
metalinguagem, eviden ciando as
relações e as estruturas presentes [D] Atletas de várias
no enun ciado. nacionalidades, participarão da
maratona.
c) é um recurso estilístico que
promove satisfatoriamente a [E] Meus olhos, devido à fumaça
sequenciação de ideias, intensa, ardiam muito.
introduzindo apostos
5 FGV 2014 Economia 1° fase)
exemplificativos.
Assinale a alternativa correta
d) ilustra a flexibilidade na quanto à pontuação.
estruturação do gênero textual, a
(A) Na cidade inglesa de Didcot,
qual se concretiza no emprego da
200 famílias, valendo-se de um
linguagem conotativa.
projeto piloto aquecem suas casas
e) prejudica a sequência do texto, com biometano fabricado a partir
provocando estranheza no leitor ao de seu próprio cocô. Essa é, sem
não desenvolver explicitamente o dúvida, uma ideia que cheira bem:
raciocínio a partir de argumentos. poupar o meio ambiente e
economizar dinheiro.
3 ESPCEX 2013) No fragmento: “A
designação gótico, na literatura, (B) Na inglesa Didcot, 200 famílias
associa-se ao universo cadente...”. valendo-se de um projeto piloto,
A expressão aquecem suas casas com
biometano fabricado a partir de b) O filme será mais longo, mas o
seu próprio cocô. Essa é sem dúvida final não mudará...
uma ideia que cheira bem. Poupar
o meio ambiente, e economizar ___________________________________
dinheiro. ___________________________________

(C) A inglesa Didcot conta com 200 7 FGV 2015 Economia 1° fase)
Assinale a alternativa em que o
famílias que, em um projeto piloto,
com biometano fabricado a partir período, reescrito com base nas
de seu próprio cocô, aquecem suas informações do texto, está correto
casas. Essa é, sem dúvida, uma quanto ao emprego da vírgula.
ideia que cheira bem – poupar o (A) A Califórnia, ainda deve
meio ambiente e economizar recuperar-se de uma seca que
dinheiro. deixou seus reservatórios com
(D) A cidade inglesa Didcot, conta metade da capacidade e áreas
com 200 famílias que em um sem gelo perigosamente reduzidas.
projeto piloto, com biometano (B) Imagine que, um agricultor
fabricado a partir de seu próprio observa, nuvens contendo água
cocô, aquecem suas casas. Essa é – mais que suficiente para salvar a
sem dúvida – uma ideia que cheira sua lavoura, deixando um bom
bem: poupar o meio ambiente, e saldo.
economizar dinheiro.
(C) Quando a situação fica
(E) Na Inglaterra, em Didcot, 200 desesperadora o mundo todo, para
famílias com base em projeto controlar a chuva gasta milhões de
piloto, aquecem, com biometano dólares todos os anos.
fabricado a partir de seu próprio
cocô suas casas. Essa é sem dúvida, (D) As nuvens pequenas, que
uma ideia que cheira bem? Poupar podem reter um volume de 750 km³
o meio ambiente, e economizar de água, são capazes de formar
dinheiro. verdadeiros lagos voadores.

6 FGV 2014 Economia 2 ° fase) (E) O Serviço Nacional do Clima


Justifique o emprego da vírgula nas divulgou em fevereiro, que a
seguintes passagens do texto: chance de uma recuperação
rápida da Califórnia, é de uma em
a) A decisão do Fed, banco central mil.
dos EUA, de prorrogar seu
programa de estímulo monetário 8 FGV 2015 Economia 2 ° fase)
trouxe alívio aos mercados Reescreva os trechos a seguir,
internacionais. extraídos e adaptados da matéria
Fabrique você mesmo (Época,
___________________________________ 14.04.2014), adequando-os à
___________________________________ norma-padrão da língua
portuguesa, considerando as
informações entre parênteses.
Com as tecnologias e ideias abriu- opinião pública terá de ser formada
se um universo de possibilidades foi à luz dos melhores conhecimentos
assim com o arado que aumentou existentes e, assim, a pesquisa
a produção agrícola gerou científica nos campos das ciências
excedentes e permitiu a criação de naturais e das chamadas ciências
Estados e impérios (Pontuação) sociais deverá se fazer a mais
ampla, a mais vigorosa, a mais livre,
9 FGV 2016 Economia) Observe os e a difusão desses conhecimentos,
trechos do texto:
a mais completa, a mais imparcial e
• ... no dia 14 de novembro de em termos que os tornem acessíveis
1889, isto é, na véspera da a todos.

Proclamação da República dos Anísio Teixeira, Educação é um


Estados Unidos do Brasil. direito. Adaptado.

(1o parágrafo); Dos seguintes comentários


linguísticos sobre diferentes trechos
• – Ora, cidadão, que fazia ali a do texto, o único correto é:
figura do Pedro Banana?
a) Os prefixos das palavras
(15o parágrafo) “imposição” e “imparcial” têm o
mesmo sentido.
Usam-se as vírgulas nos dois trechos
para separar, respectivamente: b) As palavras “postulado” e
“crença” foram usadas no texto
(A) locução conjuntiva e aposto.
como sinônimas.
(B) expressão explicativa e
c) A norma-padrão condena o uso
vocativo.
de “essa”, no trecho “essa opinião”,
(C) locução adverbial e sujeito. pois, nesse caso, o correto seria usar
“esta”.
(D) denotador de ratificação e
aposto. d) A vírgula empregada no trecho
“e a difusão desses conhecimentos,
(E) datação e sujeito. a mais completa” indica que, aí,
ocorre a elipse de um verbo.
10 FUVEST 2013)
e) O pronome sublinhado em “que
A essência da teoria democrática é
os tornem” tem como referente o
a supressão de qualquer imposição
substantivo “termos”.
de classe, fundada no postulado ou
na crença de que os conflitos e 11 FUVEST 2014)
problemas humanos 􀅆 econômicos,
políticos, ou sociais 􀅆 são Leia o seguinte texto, que trata das
solucionáveis pela educação, isto diferenças entre fala e escrita:
é, pela cooperação voluntária,
Talvez ainda mais digno de
mobilizada pela opinião pública
atenção seja o desaparecimento
esclarecida. Está claro que essa
[na escrita] da mímica e das
inflexões ou variações do tom da
voz. A sua falta tem de ser suprida
por outros recursos.

É, neste sentido, que se torna


altamente instrutiva a velha
anedota, que nos conta a
indignação de um rico fazendeiro
ao receber de seu filho um
telegrama com a frase singela–
“mande-me dinheiro”, que ele lia e
relia emprestando-lhe um tom rude
e imperativo. O bom homem não
era tão néscio quanto a anedota
dá a entender: estava no direito de
exigir da formulação verbal uma
qualidade que lhe fizesse sentir a
atitude filial de carinho e respeito e
de refugar uma frase que, sem a Manchetes jornalísticas costumam
ajuda de gestos e entoação suprimir vírgulas. Transcreva a última
adequada, soa à leitura manchete de cada grupo,
espontaneamente como ríspida e acrescentando vírgulas onde forem
seca. cabíveis, de acordo com a norma-
padrão da língua portuguesa.
Reescreva a frase do telegrama,
acrescentando-lhe, no máximo, três ___________________________________
palavras e a pontuação ___________________________________
adequada, de modo a atender a ___________________________________
exigência do pai, mencionada no ___________________________________
texto. ___________________________________
___________________________________
___________________________________ ___________________________________
___________________________________ ___________________________________
___________________________________ ___________________________________
___________________________________
___________________________________ 13 INSPER 2016) Nas frases a seguir,
extraídas da coluna de Juca Kfouri,
12 FUVEST 2013) incluímos uma vírgula (indicada
entre parênteses) em determinado
ponto. A única vírgula que NÃO
seria aceitável está em:

(a) Que o Hino seja tocado antes


de jogos da Seleção ou em
circunstâncias especiais (,) é E estar entre vírgulas pode ser
aceitável aposto,

(b) De alguns anos para cá (,) virou E eu aposto o oposto: que vou
lei em muitos Estados a cativar a todos,
obrigatoriedade da execução do
Hino Sendo apenas um sujeito simples.

(c) a banalização virou Um sujeito e sua oração,


esculhambação (,) e a intenção de Sua pressa, e sua verdade, sua fé,
fazer por força de lei um momento
de educação cívica virou apenas Que a regência da paz sirva a
desrespeito todos nós.

(d) Em todos os jogos (,) é mera Cegos ou não,


vulgarização
Que enxerguemos o fato
(e) Quando se trata de jogos contra
De termos acessórios para nossa
times estrangeiros(,) comete‐se a
oração.
falta de educação
Separados ou adjuntos, nominais ou
14 INSPER 2015.1)
não,
Sintaxe à vontade
Façamos parte do contexto da
Sem horas e sem dores, crônica

Respeitável público pagão, E de todas as capas de edição


especial.
Bem-vindos ao teatro mágico.
Sejamos também o anúncio da
A partir de sempre contracapa,
Toda cura pertence a nós. Pois ser a capa e ser contra a capa
Toda resposta e dúvida. É a beleza da contradição.
Todo sujeito é livre para conjugar o É negar a si mesmo.
verbo que quiser,
E negar a si mesmo é muitas vezes
Todo verbo é livre para ser direto ou
indireto. Encontrar-se com Deus.

Nenhum predicado será Com o teu Deus.


prejudicado,
Sem horas e sem dores,
Nem tampouco a frase, nem a
Que nesse momento que cada um
crase, nem a vírgula e ponto final!
se encontra aqui e agora,
Afinal, a má gramática da vida nos
Um possa se encontrar no outro,
põe entre pausas, entre vírgulas,
E o outro no um... próprios jovens admitirem: "Somos
consumistas mesmo!". Para
Até por que, tem horas que a gente
economizar sem abdicar das
se pergunta: compras, a estudante carioca
Por que é que não se junta Camila Florez, 18, chegou a
trabalhar, por alguns meses, em
Tudo numa coisa só? uma loja de um shopping no Rio de
Janeiro, onde podia comprar
(O Teatro Mágico)
modelos com desconto. O guarda-
No trecho “E estar entre vírgulas roupa cheio motivou Camila e a
pode ser aposto,/ E eu aposto o amiga Roberta Moulin, 18, a
oposto: que vou cativar a todos”, criarem o blog "Reciclando Moda",
emprega-se um recurso expressivo, onde vendem peças que
que está corretamente indicado na compraram e nunca foram usadas.
seguinte alternativa: "Já vendemos muita coisa",
comemora Camila, que gasta
(a) Usar os sinais de pontuação em parte do dinheiro recebido em...
desacordo com a norma roupas.
gramatical com o intuito de cativar
o ouvinte. (Folha de S. Paulo, 27/07/2008)

(b) Mencionar o uso de vírgula para Partindo do pressuposto de que a


isolar o aposto, mas utilizar os dois pontuação exerce importante
pontos para introduzir esse termo da papel na construção de textos
oração. escritos, indique a alternativa que
apresenta uma explicação correta
(c) Fazer referência à possibilidade sobre o emprego dos sinais de
de flexibilizar o sentido das palavras pontuação do excerto acima.
recorrendo a sinais de pontuação.
(a) No primeiro parágrafo, o
(d) Conferir um caráter didático à travessão tem a finalidade de
canção, separando corretamente introduzir uma explicação e poderia
as orações por vírgulas. ser substituído, sem alteração de
sentido, por ponto-e-vírgula.
(e) Provocar uma ruptura no
conteúdo do texto com o uso dos (b) Ao longo do texto, as aspas
dois pontos, causando estranheza foram empregadas, em suas três
no ouvinte. ocorrências, com a finalidade de
demarcar a presença do discurso
15 INSPER 2014.1)
direto.
Os pais já perceberam e reclamam.
(c) Na passagem “(...) sem abdicar
Os especialistas em
das compras, (...)”, a vírgula foi
comportamento listam vários
empregada para separar
motivos para o fenômeno – desde
elementos enumerados que
falta de autoestima até gosto por
exercem a mesma função sintática.
novidades. Mas agora é a vez de os
(d) Em “(...), por alguns meses, (...)”,
no segundo parágrafo, as vírgulas
são necessárias para separar o
aposto da expressão a que se
refere: “chegou a trabalhar”.

(e) No último período, as reticências


foram utilizadas como um recurso
retórico para obter efeito de
suspense.

Continuar por ita