Você está na página 1de 33

GARDEN VILLAGE RESIDENCE

Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.


_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

REGIMENTO INTERNO

REGIMENTO INTERNO CONDOMINIO GARDEN VILLAGE


RESIDENCE
O presente Regimento Interno tem como princípio regulador máximo, a convivência
harmônica entre os condôminos e tem aplicação em todas as dependências e sobre todas as
atividades desenvolvidas, com objetivos comuns, iguais e necessários, entre os quais, a busca de
proteção e segurança, disciplinar a conduta e o comportamento de todos aqueles que residem e
exercem suas atividades comerciais neste Edifício GARDEN VILLAGE RESIDENCE, localizado
na Rua Israel, n° 431 – Nações – Balneário Camboriú – Santa Catarina, entre outros, envolvendo
diretamente a contribuição de todos para a consecução dos objetivos comuns, que assim forem
almejados. Sempre lembrando no que tange a convivência condominial, sagrar-se-á o interesse
coletivo frente ao interesse individual e que os conflitos condominiais deverão ser solucionados
com base no entendimento entre os envolvidos (inclusive a administração do condomínio) e na
busca de uma solução pacífica, com estrito respeito às Normas fixadas. Isso tudo em
conformidade com o que determina a Lei n.º 4.591 de Dezembro de 1964 e outras posteriores,
bem como, pela Lei 10.406, de 10 de Janeiro de 2002 (novo Código Civil). Assim, fica ratificada a
rigorosa disciplina e observância a este Regimento Interno, na qual estão expressamente
determinadas Normas que seguem. Para facilidade de compreensão e acesso didático, o
regimento interno é apresentado na forma de capítulos e artigos conforme abaixo:

GARDEN VILLAGE RESIDENCE

1) OBJETIVO
O presente Regulamento Interno tem por objetivo explicar as normas e procedimentos que devem
ser obedecidos por todos os condôminos (Moradores e Proprietários), Visitantes, Empregados
das Unidades, funcionários do Condomínio e prestadores de serviços do EDIFÍCIO GARDEN
VILLAGE RESIDENCE.
A administração do condomínio está autorizada a exigir o cumprimento das normas deste
regulamento, tomando as providências cabíveis para sua fiel observância.
Os condôminos obrigam-se a dar ciência do presente regimento a todos aqueles que, com sua
anuência expressa ou tácita, venham a ocupar as dependências comuns ou privativas do
condomínio.

2) CONSIDERAÇÕES INICIAIS
CONSIDERANDO que este Regulamento é obrigatório para os proprietários de unidades,
promitentes compradores, cessionários e promitentes cessionários e locatários, atuais e futuros,
como para qualquer ocupante das unidades autônomas localizadas no GARDEN VILLAGE
RESIDENCE.
CONSIDERANDO a vivência em comunidade e o interesse geral em prol de uma vida solidária e
que assegure o bem estar de todos, os CONDÔMINOS do GARDEN VILLAGE RESIDENCE.

CAPITULO I

Das Disposições Gerais

Horários de Funcionamento: A Administração do condomínio funcionará de Segunda a Quinta


das 08h às 12H e das 13h às 18h e sexta-feira das 08h às 12H e das 13h às 17h.

1
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Artigo1º - Todos os proprietários de unidades, promitentes compradores, cessionários e


promitentes cessionários, atuais e futuros, ocupantes e locatários, doravante denominados
comum e genericamente CONDÔMINOS/CONDÔMINO ficam obrigados a cumprir e fazer
cumprir as determinações constantes do presente regimento interno e convenção.

Artigo2º - Todos os CONDÔMINOS ficam obrigados a contribuir para as despesas comuns do


CONDOMÍNIO, bem como para o custeio de obras, na forma e proporção previstas na convenção
de CONDOMÍNIO, efetuando os recolhimentos nos prazos estipulados.

Artigo3º - É dever de todo o CONDÔMINO e seus familiares prestigiar e fazer acatar as


deliberações de Assembleia Geral, Ordinária e Extraordinária, bem como as determinações
previstas na Convenção do Condomínio e do presente Regimento Interno.

Artigo4º - Uma cópia do presente Regulamento deverá obrigatoriamente fazer parte integrante
dos contratos de locação ou vendas de unidades autônomas.

Artigo5º - Compete ao Síndico, ou por delegação deste a Administradora, a qualidade de


dirigente e responsável por todos os serviços e interesses do CONDOMÍNIO, para aplicar e fazer
cumprir as normas constantes da convenção e deste Regulamento.

Parágrafo Único - Quando a Convenção de CONDOMÍNIO e o presente Regulamento forem


omissos a respeito da regra para a solução de qualquer caso surgido entre CONDÔMINO e entre
estes e o CONDOMÍNIO, caberá ao Síndico em conjunto com o Conselho Consultivo, a solução
do litígio, mediante aplicação da legislação, analogia, usos e costumes e precedentes
jurisprudenciais, sempre em tal ordem e submetidas ao referendo da primeira assembleia geral
que se realizar.

Artigo6º - Todos os CONDÔMINOS têm o dever de tratar com respeito os empregados do


CONDOMÍNIO, diretos ou terceirizados.

CAPITULO II

Do Endereço do Condomínio GARDEN VILLAGE Residence.


Parágrafo Único – De acordo com as características arquitetônicas e operacionais diferenciadas
do Condomínio GARDEN VILLAGE RESIDENCE, o condomínio possui um endereço formal
sendo:

a) Endereço formal: Rua Israel, nº431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
b) Este endereço poderá receber visitantes, podendo ser utilizado para entrega de
correspondências pessoais, assinatura de publicações (jornais e revistas), encomendas
especiais de pequeno porte (flores, medicamentos, exames laboratoriais).

CAPITULO III

Das Portarias

O Condomínio GARDEN VILLAGE RESIDENCE possui 01 portaria.

a) Portaria Social (P1) pela Rua Israel, n° 431 – Nações – Balneário Camboriú –
Santa Catarina.

-Destinada a uso de condôminos e visitantes.


2
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

- Acesso de funcionários das unidades residenciais


- Acesso de funcionários do condomínio
- Acesso de entregadores ou coletas ao condomínio/moradores
- Acesso para serviços nas unidades residenciais ou condomínio
- Mudanças e entregas

As seguintes políticas aplicam-se às portarias do Condomínio GARDEN VILLAGE


RESIDENCE:

Artigo7º - Nenhum estranho poderá ingressar no CONDOMÍNIO sem ser previamente


identificado e autorizado pelo CONDÔMINO visitado, por escrito. É tarefa principal dos
controladores de acesso e vigilantes fiscalizarem a entrada de visitantes e prestadores de serviço
em geral, anunciando-os obrigatoriamente, pelo sistema de interfones do edifício, ainda que
sejam pessoas conhecidas, devendo o visitante aguardar no lado externo ou junto a portaria do
Condomínio. Utilizando-se também do portal de serviços dos condomínios.

Parágrafo Único. O ingresso e permanência de estranhos ao CONDOMÍNIO, entendidos esses


como não CONDÔMINOS, dependerá de autorização do CONDÔMINO responsável, nos termos
do capítulo.

Artigo8º - Não será permitida a entrada de entregadores, vendedores ambulantes, cobradores,


pedintes e outros, exceção aos descritos nos parágrafos deste artigo.
Parágrafo Único. Poderá ingressar, a equipe contratada pelo CONDOMÍNIO para manutenção
de bombas, TV a cabo, piscina, jardinagem, internet, gerador, elevadores entre outros, bem como
funcionários credenciados e identificados das concessionárias de serviços públicos (Celesc,
Semasa, etc.) mediante identificação prévia pela equipe operacional ou Administração.

Artigo9º - Todos os Condôminos ficam obrigados a informar a Administração Local, via Portal de
Serviços (www.itambe.net) , e-mail ou em formulário específico, os dados pessoais de
empregados domésticos ou diaristas por eles contratados, indicando o número da unidade, bem
como dias e horários de trabalho. Caberá à Administração providenciar o cadastramento no
Sistema de Controle de Acesso, de todos os empregados domésticos que trabalhem no edifício,
onde deverá constar o nome, número da unidade em que trabalha, função, dias e horários de
trabalho. Tal cadastramento deverá estar à disposição das portarias para consulta e verificação,
através dos terminais do Sistema, para autorização de ingresso dos cadastrados.

Artigo10º - Será permitido à entrada de corretores de imóveis autorizados previamente pelo


proprietário, por escrito, com 24 horas de antecedência, de segunda a sábados das 08h às
17h30min informando os dados pessoais do profissional, Nome, RG, CRECI, Empresa
Representada ou Profissional autônomo, além da Unidade e Torre a ser visitada (citar todas,
quando for mais de uma).

Parágrafo Único. Fora desse horário, os corretores deverão estar acompanhados do proprietário
do apartamento, principalmente nas visitas noturnas ou aos finais de semana e feriados. A
Administração não se responsabiliza pela guarda de chaves das unidades a serem visitadas, nem
pelo acompanhamento dos Visitantes às unidades a venda, o que deve ser feito exclusivamente
pelos Corretores credenciados, pelos proprietários ou por seu representante previamente
cadastrado.

Artigo11º - As correspondências ou entregas em geral serão recebidas pela portaria e


administração, que poderá subscrever contra recibo, sendo entregues pelos porteiros do
condomínio aos Moradores/Condôminos ou disponibilizara eles nas caixas de correspondência
da unidade que ficam localizadas no térreo de cada torre. As correspondências ou entregas que
exijam contra recibo serão entregues pelo porteiro mediante a assinatura em livro próprio ou
sistema de mensageira da administradora. Correspondências e/ou encomendas que necessitem
da assinatura do destinatário, serão encaminhadas à unidade para obtenção da respectiva
assinatura, seja do Condômino ou empregado da unidade pelo controlador de acesso.
3
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Parágrafo Único. Quando se tratar de cumprimento de determinação judicial, o Oficial de Justiça


não pode ser impedido de ingressar no CONDOMÍNIO para cumprir a referida determinação, o
qual será acompanhado até a unidade por um agente de segurança do Condomínio (controlador
de acesso ou vigilante), após ser anunciado.

Artigo12º - Quaisquer queixas, reclamações ou sugestões deverão ser formalizadas em livro


próprio ou no Portal de Serviços da administradora (www.itambe.net). As queixas ou sugestões
deverão ser feitas pelo próprio CONDÔMINO interessado.

Artigo13º - Fica Proibido o transporte e manuseio de qualquer tipo de equipamento e móvel,


pelos “Halls” de entradas do Condomínio, todo e qualquer tipo de equipamento e/ou móvel deverá
ser transportado pela entrada de garagem.

CAPITULO IV

Das Unidades Autônomas


Artigo14º - Os apartamentos, no todo ou em parte, destinam-se exclusivamente a fins
residenciais, sendo expressamente proibido o uso para: a) locação ou cessão de atividades
profissionais, comerciais ou industriais de quaisquer naturezas; b) depósito de qualquer tipo de
objeto; c) uso por pessoas de vida duvidosa, de maus costumes, assim como para qualquer fim
escuso ou ilícito.

Artigo15º - A forma ou aspecto externo da fachada, bem como sua pintura, decoração, porta e
esquadrias devem ser mantidas na sua forma original. O envidraçamento das Varandas dos
andares “tipo” deve obedecer à padronização do envidraçamento definida pelo Condomínio,
utilizando também os fornecedores credenciados e homologados tecnicamente, após realização
de testes de resistência em laboratório técnico, validados por consultoria especializada,
contratada pela Construtora. As referências de projetos e lista de fornecedores homologados
serão informadas pela Administração do Condomínio.

Artigo16º - É permitida a modificação ou reforma das respectivas unidades autônomas, desde


que observando o disposto no Manual do Proprietário. Serão apenas permitidas obras que não
atinjam a estrutura de concreto do edifício, as modificações não devem interferir em paredes que
contenham canalização comum, bem como, as que possam interferir na Fachada, criando uma
descaracterização no padrão original da arquitetura dos prédios. Obras que alterem a estrutura,
as redes elétrica, hidráulica ou de gás comuns, só serão permitidas mediante prévia anuência do
Síndico/Administração local, além da apresentação do projeto elaborado por profissional
devidamente credenciado pelo CREA, com aprovação e responsabilidade deste profissional. O
projeto de reforma da unidade deverá ser encaminhado a Administração local que o enviara ao
Sindico para conhecimento e aprovação.

Artigo17º - A execução de obras, reparos, montagens, instalações, bem como o uso de


furadeiras, lixadeiras, esmeril, ou qualquer outra ferramenta que produza ruído, serão permitidos
de segunda a sexta das 9h às 12h e das 13h30min às 17h30min, não sendo permitidos estes
serviços aos sábados, domingos e feriados, incluindo emendas, ou seja, quando houver feriados
nas terças-feiras e quintas-feiras, as segundas-feiras, sextas-feiras, serão consideradas
emendas.

Parágrafo Primeiro. É obrigatório o uso dos acolchoados protetores nas paredes dos elevadores
no transporte de móveis, máquinas, objetos, entulhos ou materiais, devendo-se comunicar à
administração para que tome as providências necessárias.

4
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Parágrafo Segundo. As unidades ainda não habitadas e em obras deverão, obrigatoriamente,


permanecer com portas e janelas fechadas, ou com a colocação de tapumes, se necessário, não
podendo o Condomínio ser responsabilizado pelo furto de qualquer objeto de tais unidades.

Artigo18º - Reparos de caráter URGENTE e INADIÁVEL poderão ser realizados em qualquer dia
e hora, mediante prévio aviso e autorização do Síndico ou Administração, que comunicará o fato
aos demais moradores.

Artigo19º - O entulho proveniente das obras, reformas e reparos será removido por conta e a
expensas do condômino da unidade, devidamente acondicionado e no horário de obras, nas
caçambas em bom estado de conservação, que deverão estar situadas na área externa do
condomínio. Não será permitida a utilização de funcionários do condomínio, diretos ou terceiros,
para execução de serviços de caráter particular. Caso o entulho não seja removido, a
administração poderá providenciar a remoção, por ordem do Síndico, arcando o condômino com
todos os custos incorridos.

Artigo20º - É dever de todo CONDÔMINO permitir o ingresso em sua unidade autônoma do


síndico, prepostos da administração e demais pessoas por ela credenciadas, sempre que isso se
torne indispensável à inspeção ou realização de trabalhos relativos à estrutura geral do
condomínio, segurança e solidez, bem como para a realização de reparos em instalações e
tubulações das unidades vizinhas. Os serviços e visitas deverão ser previamente agendados,
exceto em caráter emergencial. A execução de obras deverá obedecer rigorosamente ao disposto
no Artigo37.

Artigo21º - É proibido exercer atividades ou manter nas respectivas unidades autônomas,


instalações, materiais, aparelhos, ou qualquer outro dispositivo ou acessório, que possa de
alguma forma ameaçar ou afetar a segurança e solidez do condomínio, prejudicar a saúde dos
ocupantes, causarem incômodo aos demais moradores, ou ainda, acarretar aumento do valor de
seguro.

Artigo22º - É obrigação de todo CONDÔMINO, locatário ou usuário a qualquer título, conservar


ou substituir prontamente toda e qualquer instalação ou aparelho danificado dentro de sua
unidade autônoma, sempre que possam afetar as partes comuns ou as unidades vizinhas,
especialmente vazamentos e infiltrações de banheiros e cozinhas.

Artigo23º - O CONDÔMINO ou usuário deverá zelar para que não sejam abandonadas torneiras
de água ou bicos de gás abertos, luzes acesas, aparelhos elétricos ou eletrônicos ligados, com
perigo à segurança do condômino infrator ou vizinho, sendo expressamente vedada a utilização
ou manutenção de Botijões de Gás.

Artigo24º - A remoção de pó de tapetes, cortinas ou quaisquer outras peças somente poderá ser
feita por meio de aspirador de pó ou qualquer outro meio que impeça sua dispersão.

Artigo25º - Não será permitido pendurar roupas, toalhas, etc., nas áreas de visão a partir da área
destinada à circulação de veículos e pedestres, assim como nas paredes e varandas.

Artigo26º - Fica expressamente proibido colocar vasos com plantas, gaiolas, enfeites e quaisquer
objetos nos peitoris das janelas ou quaisquer outros locais onde fiquem expostos ao risco de cair.
A aplicação de vasos com plantas só será permitida no lado interno das varandas, que possuem
as grades de proteção do peitoril, e mesmo assim apoiados no piso da respectiva varanda, não
sendo permitidos vasos dependurados no teto das varandas ou afixados em suportes nas
paredes da fachada, mesmo que na área de parede da própria varanda, inclui-se nesta proibição
toda e qualquer instalação de quadros, vasos, ou qualquer tipo de objeto de decoração nos hall’s
de andares.

Artigo27º - Em nenhuma hipótese será permitido colocar fios ou condutores de qualquer espécie,
placas, letreiros, cartazes de publicidade, toldos, antenas, varais, enfeites ou quaisquer outros
5
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

objetos nas paredes externas das unidades autônomas, bem como instalar chaminés, tubulações
de coifas para exaustores e aparelhos de ar condicionado, visíveis ao exterior, salvo nos locais
previamente indicados nos projetos. Os aparelhos de Ar-condicionado devem ser instalados
exclusivamente nas varandas técnicas, já definidas em projeto, não sendo permitidos aparelhos
dependurados no teto da respectiva varanda, ou afixados em suportes nas paredes da fachada,
mesmo que na área de parede da própria varanda. Caso os aparelhos a serem instalados, não
caibam na área de piso da varanda técnica, deverá ser utilizado um dispositivo tipo Rack, onde os
aparelhos permaneçam dispostos uns sobre os outros, com este Rack apoiado no piso da
varanda. A Administração local poderá informar o modelo e padrão sugerido para este Rack.

Artigo28º - É vedado lançar papéis, pontas de cigarro, fragmentos de lixo, líquidos e quaisquer
outras substâncias ou objetos pelas janelas ou quaisquer outras aberturas para as áreas comuns.

Artigo29º - É vedado jogar nos vasos sanitários das unidades autônomas ou áreas comuns,
quaisquer materiais susceptíveis de provocarem entupimento nas linhas de tubulação de esgoto,
inclusive toalhas higiênicas entre outros descartáveis, sendo que, esta disposição deve ser
observada principalmente durante o período de obras da unidade.

Artigo30º - É obrigação de todo condômino comunicar imediatamente ao síndico ou à


administração, a ocorrência de moléstia contagiosa ou epidemia em sua unidade autônoma.

Artigo31º - As reuniões e festividades deverão respeitar a tranquilidade dos demais moradores,


além dos princípios de moralidade, urbanidade e civilidades inerentes à vida em condomínio.

Artigo32º - É proibido utilizar com volume excessivo nas unidades autônomas, conforme previsto
na legislação, aparelhos sonoros, vídeos sonoros, instrumentos musicais, alto-falantes, bem
como máquinas ou equipamentos de qualquer espécie que provoquem ruídos de alta intensidade.

Artigo33º - Não será permitido o uso de rádios transmissores e receptadores ou quaisquer outros
equipamentos de comunicação, assim como quaisquer aparelhos elétricos ou eletrônicos que
causem interferência nos demais equipamentos do condomínio ou das demais unidades
autônomas.

Artigo34º - É dever de todo CONDÔMINO ou ocupante o uso racional do consumo de água, luz,
gás, observando as normas de segurança requeridas pelo uso das utilidades e manter em
perfeito estado de conservação suas instalações, obrigando-se a comunicar à Administração toda
e qualquer irregularidade, logo que constatada.

Artigo35º - Qualquer alteração, modificação ou extensão da rede de telecomunicações (dados,


voz e imagem), instaladas na infraestrutura do Condomínio, para atender as unidades
autônomas, só poderá ser executada por pessoa autorizada pelo fabricante ou empresa
encarregada pela manutenção, aprovada sempre, de maneira formal, pelo síndico ou
administração.

Parágrafo 1º: É de responsabilidade exclusiva do Condômino/Morador, a manutenção dos


sistemas e equipamentos de telefonia e Tv por assinatura instalados em sua unidade, devendo o
Condomínio garantir apenas o sinal dos ramais de Interfonia.

Parágrafo 2º: O condômino é obrigado a informar com 48h de antecedência, qualquer tipo de
instalação de telefonia e/ou TV por assinatura, e as mesmas estão sujeitas a aprovação e
liberação pela administração do condomínio após a análise técnica das tubulações e instalações
das mesmas.

Parágrafo 3º: Devido a tubulação estrutural para cabeamento de Tv a cabo ser limitada, o
condomínio não se responsabiliza caso não haja condições técnicas de instalação dos cabos
devido ao acumulo de instalações.

6
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Artigo36º - Eventuais despesas decorrentes de desregulagem ou outros danos causados aos


equipamentos existentes serão de responsabilidade do infrator do parágrafo acima.

Artigo37º - Procedimentos para Obras, Entrega de Materiais e Entrada de Prestadores de


Serviços:
1) HORÁRIOS: As obras nas unidades privativas só poderão ser executadas de 2ª a sexta
das 09h às 12h e das 13h30min às 17h30min, não sendo permitida obras aos sábados,
domingos e feriados, incluindo as emendas (pontes de feriado).

§ 1º - Fica determinado que do dia 20 (Vinte) de dezembro ao dia final ao carnaval


(quarta-feira de cinzas), as obras civis, hidráulicas, elétricas e de montagem de moveis
ficam proibidas durante este período, com exceção de reparos/ obras de caráter
emergencial, ficando somente liberadas as entregas de eletrodomésticos, pequenos
produtos, móveis e encomendas.

2) ENTREGAS: Toda entrega ou retirada de materiais deve ser feita também durante o
período e horários de execução de obras, conforme citados no item 1 acima.

3) ENTRADA DE PESSOAL: A Entrada de Prestadores de Serviços, Entregadores,


Técnicos, Montadores, trabalhadores para execução de obra (pintores, pedreiros,
serventes, gesseiros, encanadores, eletricistas, mestres de obras, encarregados de
tarefas, entre outros), e demais Profissionais que prestam serviços para a unidade,
também devem respeitar os períodos e horários citados no item 1 acima.

4) AUTORIZAÇÕES DE ACESSO: Todas as Entradas de Prestadores de Serviços e


Trabalhadores das obras, bem como a entrega de materiais no Condomínio, só terão os
acessos liberados, mediante autorização prévia encaminhada pelo portal de serviços do
condomínio (www.itambe.net), os prestadores deverão ser identificados pela vigilância
antes da entrada no condomínio. Em caso do Portal (www.itambe.net) por qualquer
problema técnico não estar em funcionamento à solicitação deverá ser feita ao Gestor
Local através de e-mail.

5) RETIRADA DE ENTULHOS: O entulho proveniente das obras, reformas e reparos será


removido por conta e a expensas do Condômino da unidade, devidamente acondicionado,
e também durante o período e horário de obras citados no item 1, utilizando
exclusivamente o elevador de serviços da Torre para as respectivas remoções, devendo o
volume de entulho ser acondicionado em Caçambas, contratadas pelo Condômino, que
ficarão estacionadas na rua lateral ao condomínio. Caso o entulho não seja removido, a
administração poderá providenciar a remoção, por ordem do Síndico, arcando o
Condômino com todos os custos incorridos e penalidade sobre a infração.

6) Todo o material destinado à unidade em obras, que eventualmente não couber no


elevador de serviços da respectiva torre, deverá ser transportado pela escada de serviços,
e no caso de também não ser possível o acesso dos materiais pela escada de serviços,
em função das dimensões, deverá ser contratado o Serviço de Içamento, através de
empresas especializadas que atendam os pré-requisitos técnicos, legais e de segurança
para execução dos trabalhos. O Condomínio poderá indicar as empresas já homologadas,
porém, outras empresas poderão ser contratadas, se atenderem estes pré-requisitos
(Equipamento Adequado, ART com Responsável Técnico e Apólice de Seguros de
Responsabilidade Civil). Todo içamento só poderá ser realizado durante o período e
horários de obras, constantes do item 1 acima.

7) Não é permitida a entrega de materiais ou circulação de prestadores de serviços pelos


Elevadores Sociais das respectivas torres das unidades privativas em obras.

8) É importante orientar todos os Prestadores de Serviços e trabalhadores das obras


privativas, das empresas ou empreiteiros contratados, para que não acessem o
7
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Condomínio trajando vestuário extremamente informal (Calção, Chinelos, Camisetas
Regatas), ou mesmo tentem acessar sem camisa ou descalços, para que possam ser
mantidas as disposições de segurança do trabalho constantes da NR. 6, que regulamenta
as condições mínimas de trabalho com proteção.

9) Os prestadores de serviços e demais trabalhadores contratados, devem observar os


procedimentos de segurança, circulação e controle de acesso, bem como, o uso do
crachá da respectiva torre onde está trabalhando, atentando para as orientações e
indicações dos agentes de segurança e portaria do Condomínio.

10) TRABALHO DE MENORES: Não é permitida a entrada de menores de idade para


execução de trabalhos em obras privativas ou mesmo em áreas comuns, sem que
estejam acompanhados de seus pais ou responsáveis legais, com comprovação
documental, sob pena de responsabilidade do contratante ou do próprio Condomínio, em
infringir as disposições do Estatuto da Criança e do Adolescente, quanto ao trabalho de
menores, podendo incorrer em multas, prisão dos responsáveis e contratantes, e,
sobretudo, prejudicando a imagem do Empreendimento e seus Proprietários/Condôminos.
É desaconselhável permitir a entrada de menores, mesmo acompanhados pelos pais e
responsáveis, para execução de obras e instalações, ou mesmos que apenas
acompanhando o responsável, quanto se tratar de menores abaixo dos 14 anos, o que
deve ser alertado aos prestadores de serviços, quando contratados. Esta recomendação
vale para as unidades em obras, ou mesmo já ocupadas. Um acidente de trabalho com
um menor acarreta graves consequências de responsabilidade criminal aos Contratantes.

Parágrafo 1º: O proprietário poderá autorizar 2 (dois) responsáveis pelas obras da respectiva
unidade (Arquiteto ou Engenheiro ou Gerenciador), a acessarem o Condomínio a
estacionarem seus veículos na respectiva vaga da unidade, sendo que estes 2 (dois)
Profissionais não poderão autorizar outros prestadores de serviços, nem transferir esta
concessão a outros prestadores de serviços.

Parágrafo 2º: A utilização das vagas da unidade para o acesso dos respectivos prestadores
de serviços autorizados, às vagas de garagem da torre da unidade, só se dará com a
utilização dos dispositivos de acesso por Tag’s de Acesso, que deverão permanecer no
veículo autorizado, sendo que o controle para cada veículo liberado deverá ser adquirido pelo
proprietário da unidade, e repassado para utilização provisória no veículo do profissional
autorizado, o qual deverá devolver os dispositivos após a entrega das obras, por se tratar de
ativos da unidade. Não será permitido o estacionamento nas vagas de outros condôminos.

Parágrafo 3º: A não observação dos procedimentos acima sujeitará o condômino responsável às
penalidades aplicadas na forma deste regulamento.

CAPITULO V

Dos Animais Domésticos, incluídas as Aves e outros bichos.


Artigo38º - A manutenção e permanência de animais de estimação no Condomínio terão que
obedecer às disposições contidas na Lei Municipal e, ainda, aos seguintes dispositivos:

§ 1°- O direito de preferência na utilização das áreas de uso comum, elevador, Hall de entrada
social e banhistas e escadas é dos condôminos, devendo os proprietários de animais
domésticos obedecerão ao que este Regimento determina.

§ 2°- O trânsito de animais domésticos e aves no Edifício em suas áreas deverá ser feito no colo
de seus proprietários, ou com coleira, guia e focinheira; não sendo permitido o livre
trânsito.

8
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

§ 3°- Para animais, tais como gatos, cachorros e aves deverão ser de pequeno porte e pouca
pelagem, não comprometendo a higiene do edifício.

§ 4°- A entrada e saída do Edifício de animais domésticos e aves deverão ser feitos pela entrada
principal e de banhistas no colo de seus proprietários, ou com coleira, guia e focinheira.

§ 5°- Animais domésticos, aves que importunarem seus vizinhos, principalmente cachorros com
latidos e outros, serão intimados seus proprietários a retirá-los do condomínio, uma vez que a
Lei do Silêncio deverá ser respeitada de todas as formas.

§ 6°- Não é permitida a circulação ou permanência de animais nas áreas comuns que
compreendem as piscinas, as áreas gramadas (jardins) e nas suas proximidades, salões de
festas, salão de jogos e entorno academia e do entorno quiosque, garagens, brinquedoteca e
play-ground, além de não permitir com que os respectivos animais utilizem dos conjuntos de
mesas, cadeiras, bancos ou balcões, também próximos as piscinas, para que se acomodem ou
descansem após as caminhadas, ou mesmo quando eventualmente esperam seus responsáveis
utilizarem as piscinas.

§ 7º - Os CONDÔMINOS que tiverem ou mantiverem animais, aves etc. serão responsáveis pela
reparação de estragos e danos de qualquer natureza causados pelos mesmos, bem como pela
imediata remoção de excrementos porventura verificados nas áreas comuns ou naquela em que
esteja causando odor ou enquadrado em qualquer situação de irregularidade;

§ 8º - É vedada a guarda, manutenção ou estadia de animal, ainda que doméstico, que apresente
risco ou exponha os demais CONDÔMINOS a perigo.

§ 9º Os animais, aves etc. que forem encontrados soltos pelo CONDOMÍNIO serão apreendidos e
o CONDÔMINO responsável multado na importância correspondente à metade da quota-parte da
despesa condominial ordinária vigente no mês da infração (multa leve), sendo majorada conforme
o caso ou se reincidente for.

§ 10º É dever de todo o condômino observar e fazer cumprir a Lei 9.605/98, em seu Artigo32, é
crime: “Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou
domesticados, nativos ou exóticos”.

§11º - Por determinação da Lei Municipal Nº 3.064/2010, os animais de estimação deverão ser
vacinados contra raiva, cinomose, tratamento de verminose e, no caso de aves, vacinação
contra psitacose. Cópia do certificado de vacinação em dia deverá ser entregue ao Síndico
uma vez por ano.

Artigo39º - Quando possível, os animais, aves etc. deverão ser transportados no colo ou em
recipientes apropriados, ingressando e saindo do CONDOMÍNIO pela entrada de serviço e
utilizando o elevador destinado a esse fim. Quando absolutamente inviável, o(s) animal (is),
ave(s) etc. deverá (ão) ser mantido(s) em coleira(s) e/ou guia(s), conforme consta da Convenção
Condominial – Artigo 15, inciso XVII, sendo neste regulamentada a tolerância quanto ao tamanho,
raça e agressividade do(s) animal(is), ave(s) etc. Neste último caso, os animais, aves etc.
deverão ser mantidos junto ao corpo de seu responsável.

§ 1º – Só poderão ser transportados, no máximo, 2 (dois) animais, aves e similares por vez, isso
pelo elevador de serviço e guardado sempre todo o zelo para que o “bicho” não esteja exalando
mau cheiro ou porte qualquer moléstia transmissível. De igual forma, se de coleira, com espaço
restrito junto ao corpo de seu responsável para evitar qualquer eventual “ataque” indesejável.
§ 2º – É expressamente proibido ter ou manter qualquer animal de guarda, seja de grande ou
médio porte, bem como cães de raça de agressividade comprovada no interior do CONDOMÍNIO,
como um todo e sem exceção alguma, cães esses facilmente identificados pelo que consta da
Lei Estadual nº 11.531, de 11/11/2003, regulamentada pelo Decreto nº 48.533, de 09/03/2004,
bem como outros que porventura sejam assim classificados por ato(s) posterior (es).
9
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Artigo40º - É proibido manter animais e/ou quaisquer bichos de estimação nas áreas comuns,
notadamente nos gramados, área do estacionamento, área das piscinas etc.

Artigo41º - Caso o animal, ave e/ou qualquer bicho de estimação provoque continuamente
barulho, sujeira, mau cheiro e/ou outras formas de incômodo ao demais moradores ou ao
CONDOMÍNIO deverá o seu possuidor providenciar a retirada imediata e definitiva do animal, ave
etc. do CONDOMÍNIO. Não se aplica para animais o previsto para condôminos (horários para
barulhos etc.), principalmente quando ditos animais, aves etc. ficarem expostos em áreas
externas, destacando-se sacadas.

§ 1º – Os animais, aves etc. que forem encontrados soltos pelo CONDOMÍNIO serão apreendidos
e o CONDÔMINO responsável multado na importância correspondente à metade da quota-parte
da despesa condominial ordinária vigente no mês da infração (multa leve), sendo majorada
conforme o caso ou se reincidente for.

§ 2º – Não será permitida, nem tolerada, mesmo que sem finalidade de comércio, a criação de
animais, aves e quaisquer outros bichos de qualquer espécie que, pela quantidade, ruído, odor e
condições de higiene, interfiram no bem estar da vizinhança.

Artigo42º - Os CONDÔMINOS que tiverem ou mantiverem animais, aves etc. serão responsáveis
pela reparação de estragos e danos de qualquer natureza causados pelos mesmos, bem como
pela imediata remoção de excrementos porventura verificados nas áreas comuns ou naquela em
que esteja causando odor ou enquadrado em qualquer situação de irregularidade.

Artigo43º - O responsável pelo animal, ave etc. fica obrigado a exibir, sempre que solicitado, o
respectivo atestado de vacina e demais documentação exigível.

CAPITULO VI

Das Mudanças
Artigo44º - As entradas e saídas de mudanças só poderão ser feitas mediante autorização do
Síndico e no horário das 09h00 às 12h00 e 13h30 ás 17h30, de segunda a sexta-feira, sendo
expressamente proibido aos sábados e domingos. Somente o elevador de serviço será usado
para esse fim e com o devido acondicionamento dos objetos a serem transportados. As
mudanças deverão ser realizadas pelas garagens

Parágrafo Único: O limite das 18h00min para o período de realização da mudança é indicado
como horário final para conclusão dos trabalhos de carga, descarga e carregamento dos
materiais até a unidade de destino, sendo que, todas as atividades para a mudança, desde a
origem da remessa, devem ser planejadas para que efetivamente tenha o término das entregas e
coleta dos materiais residuais, até às 18h30 efetivamente.

Artigo45º - Não serão permitidas as mudanças e descarga dos materiais, quando as remessas
chegarem ao Condomínio, com menos de 2 (duas) horas de antecedência do horário final do
período de mudança (18h00), lembrando também que não é permitida a guarda de materiais e
objetos da mudança, bem como o pernoite dos veículos e homens das transportadoras na área
interna do condomínio, assim como, em qualquer outra área comum do Condomínio. O mesmo
vale para as mudanças inversas, ou seja, de saída do Condomínio, quando houver. O critério
também se aplica para as mudanças com previsão de trabalho para mais de um dia.

Artigo46º- O proprietário da unidade autônoma para onde estiver sendo realizada a


mudança é o único responsável por todo e qualquer dano causado ao edifício, tais como:
quebra e arranhões nos elevadores e paredes internas e externas, manchas na pintura,
defeitos nos elevadores, quebra e rachadura nas soleiras, batentes, portas, etc; assim como

10
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

utilização e quebra parcial ou total de qualquer peça móvel, utensílios, acessórios, máquina,
lustre, lâmpada, vidro, passadeira, ferragens, canos, etc.

Artigo47º - Em caso de qualquer dano causado ao Condomínio ou qualquer unidade autônoma,


o funcionário que fiscalizará toda a mudança informará ao Síndico, que notificará o condômino
por ela responsável, e adotará as providências necessárias ao ressarcimento do prejuízo.

Artigo48º - O transporte de carga que possa afetar o funcionamento dos elevadores, em


virtude do excesso de peso (cofre, arquivo, aparelhos eletrodomésticos de grande porte, etc.)
terá que ser previamente autorizado pela empresa de manutenção e conservação dos
elevadores.

Artigo49º - A execução de serviços no interior dos apartamentos que causem barulho tais
como: acomodação, montagem e desmontagem de móveis, serviços de reforma, pintura,
hidráulica e elétrica, entre outros, somente poderão ser realizados nos horários das 08h30
às 12h00 e das 13h30 às 19h00 de segunda a sexta-feira, sendo expressamente proibido
aos sábados e domingos.

Artigo50º - Os veículos com altura superior a 2,05m devem permanecer do lado de fora do
CONDOMÍNIO e o acesso da carga ou descarga se dará pela saída de veículos (garagem).

Parágrafo Único: O Condômino, quando da contratação das transportadoras, para realização


dos seus eventos de mudança deve atentar e alertar as empresas, para estas limitações de
altura.

CAPITULO VII

Das Partes e Áreas comuns


Artigo51º - As áreas de lazer do Condomínio: hall do andar, salões de festas, pub, espaço
gourmet, sala de jogos, academia, piscinas , deck, brinquedoteca, play ground e outras
existentes no edifício, são de uso exclusivo dos condôminos ou residentes de suas unidades
autônomas no edifício, sendo vedado o uso para ocupantes de apartamentos alugados (ou
cedidos) a “título de temporada”, assim conhecidos os de curta duração, inclusive os mensais,
com períodos inferiores há 12 meses.
Afora o embasamento constitucional (Artigo5º, incisos XXII e XXIII), que garante o direito de
livremente poder se dispor da propriedade (atendida a demais legislação aplicável, regras
condominiais válidas etc.), cito para o caso em questão o Artigo48 da Lei nº 8.245/1991, não
devendo e não podendo a convenção, isoladamente ou combinada com o regimento interno (ou
mesmo decisão assemblear), estabelecer algo em contrário, sob consequência de NULIDADE,
mesmo que parcial, desta imposição restritiva.

Parágrafo Único – Fica decidido que os inquilinos de “temporada” não poderão utilizar as áreas
de lazer.

Artigo52º - É dever de todos os residentes e ocupantes das unidades do condomínio, a qualquer


título, utilizar as áreas e instalações comuns unicamente para os fins a que se destinam, com os
cuidados necessários à sua conservação e manutenção, evitando, de modo especial, causar
qualquer espécie de deterioração.

Artigo53º - Os condôminos são pessoalmente responsáveis por todo e qualquer dano


ocasionado aos bens comuns por eles próprios, seus familiares, prepostos, empregados ou
visitantes.

Artigo54º - É dever de todos os moradores ou ocupantes a qualquer título, observar na área do

11
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

condomínio, seja no comportamento, seja no trajar, os mais elevados princípios da moral, bons
costumes e respeito mútuo.

Artigo55º - Não será permitido intervir nas partes que compõem os jardins do conjunto
condominial, adicionado ou removendo plantas ou alterando-lhes os arranjos.

Artigo56º - Não será permitida nos halls de entrada, piscinas e locais de passagem a formação
de grupos ou aglomerações que causem algazarra ou, ainda, obstruam a circulação dos demais.

Artigo57º - As partes comuns serão rigorosamente limpas, devendo tal estado ser conservado
pela coletividade, evitando lançar ou permitir que sejam lançados fragmentos de lixo, pontas de
cigarro ou derramar líquidos.

Artigo58º - O lixo doméstico, deverá ser devidamente acondicionado em sacos plásticos


adequados, deverá ser depositado, pelo condômino, em lixeiras apropriadas nos locais
determinados (saídas das garagens para a devida destinação.

Paragrafo 1º: É terminantemente proibido colocar lixo nas escadarias, corredores, Halls de
entrada, subsolos ou em qualquer outro local que não seja determinado para este fim.

Artigo59º - O condomínio possuirá Programa de Coleta Seletiva de Lixo, devendo os materiais


ser adequadamente separados, conforme parâmetros a serem determinados pela administração.
Empregados domésticos deverão ser orientados quanto aos corretos procedimentos.

Parágrafo Único: As lixeiras para coleta de lixo ficarão dispostas Nas entradas da garagem e
serão classificadas entre LIXO ORGÂNICO e LIXO RECICLÁVEL, sendo que, a separação e
descarte do lixo pelas unidades deverão respeitar esta classificação:

Papel

Servem para reciclagem:


• papéis de escrever- cadernos, papéis de escritório em geral;
• papéis de impressão - jornais, revistas;
• papéis de embalagem - papéis de embrulho em geral, papel de seda, etc.;
• cartões e cartolinas - caixas de papelão e cartolinas em geral;
• papéis especiais - papel kraft, papel heliográfico, papel filtrante, papel de desenho.
Não servem para reciclagem:
• papel vegetal;
• papel celofane,
• papéis encerados ou impregnados com substâncias impermeáveis;
• papel-carbono;
• papéis sanitários usados;
• papéis sujos, engordurados ou contaminados com alguma substância nociva à saúde;
• papéis revestidos com algum tipo de parafina ou silicone;
• fotografias;
• fitas adesivas e etiquetas adesivas.

Plásticos

Servem para reciclagem:


• todos os tipos de embalagens de xampus, detergentes, refrigerantes e outros produtos
domésticos;
• tampas plásticas de recipientes de outros materiais;
• embalagens de plástico de ovos, frutas e legumes;
• utensílios plásticos usados, como canetas esferográficas, escovas de dentes, baldes, artigos de
cozinha, etc.
Não servem para reciclagem:
12
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

• plásticos (tecnicamente conhecidos como termofixos), usados na indústria eletro-eletrônica e na


produção de alguns computadores, telefones e eletrodomésticos;
• plásticos tipo celofane;
• embalagens plásticas metalizadas, por exemplo, de alguns salgadinhos;
• isopor.

Vidro

Servem para reciclagem:


Todos os vidros, como:
• garrafas de bebida alcoólica e não-alcoólica;
• frascos em geral ( molhos, condimentos, remédios, perfumes, produtos de limpeza);
• potes de produtos alimentícios;
• cacos de qualquer dos produtos acima.
Não servem para reciclagem (exceções):
• espelhos;
• vidros de janelas;
• vidros de automóveis;
• lâmpadas,
• tubos de televisão e válvulas;
• ampolas de medicamentos,
• cristal;
• vidros temperados planos ou de utensílios domésticos .

Metais

Todos os tipos de metal são recicláveis.

Artigo60º - As passagens de fuga em caso de emergência deverão encontrar-se


permanentemente desobstruídas. As portas corta-fogo deverão permanecer sempre fechadas,
permitindo o perfeito funcionamento do sistema de pressurização das escadas de emergência.

Artigo61º - As partes comuns do condomínio deverão ser dedetizadas e desratizadas


regularmente, com expressa observância do prazo de garantia oferecido pela prestadora deste
serviço.

Artigo62º - Não é permitido afixar nas dependências das partes comuns, interna ou
externamente anúncios gerais, anuncio de vendas e locação, letreiros, placas, inscrições ou
qualquer outro material de publicidade comunicados pessoais.

Artigo63º - É proibido armazenar objetos em geral, móveis, ou material de construção em


qualquer das áreas de uso comum, inclusive garagem, exceto a guarda de bicicletas, desde que
em local próprio, conforme definição do síndico.

Artigo64º - Os volumes assim depositados deverão ser removidos pela administração e somente
serão devolvidos ao seu proprietário após o pagamento das despesas com a remoção ou prejuízo
porventura ocasionado.

Artigo65º - É proibido o uso nas áreas comuns, de brinquedos, bicicletas, acessórios ou


equipamentos que possam colocar em risco a segurança física dos demais condôminos ou
visitantes, que causem desconforto sonoro por emissão de forte ruído, ou ainda, que possam
causar danos ao paisagismo ou instalações do condomínio. Exemplos: Veículos de Modelismo
elétricos ou por combustível (aeronaves, veículos terrestres ou aquáticos), aparelhos de som ou
instrumentos musicais, lançamentos de objetos ou jogos tipo discos, bumerangues, arco e flecha.

13
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

CAPITULO VIII

Da Manutenção das Áreas Comuns


Artigo66º - As manutenções, conservações, obras ou benfeitorias nas partes de uso comum
serão executadas nos termos da Convenção do Condomínio, com o curso pecuniário obrigatório
de todos os condôminos.

Parágrafo Único - Ocorrendo infiltrações oriundas das colunas gerais do condomínio a


responsabilidade do condomínio circunscreve-se ao concerto ou substituição das canalizações
danificadas e à reconstituição das partes afetadas nas áreas atingidas.

CAPITULO IX

Das Garagens
Artigo67º - A garagem destina-se à guarda de veículos de passeio e utilitários e são de uso
exclusivo dos condôminos das respectivas unidades autônomas. Os condôminos poderão utilizar-
se tão somente das vagas correspondentes à sua unidade, sob pena de multa. Não é permitido o
uso de vagas de garagem para armazenamento de qualquer outro tipo de objeto, se não veículos
de passeio e utilitários.

Artigo68º - A velocidade máxima para circulação de veículos no interior das garagens é de 10


km/h.

Artigo69º - Não será permitida a locação ou cessão, a qualquer título, de vaga de garagem a
pessoas estranhas ao condomínio.

Artigo70º - Em nenhuma hipótese, ainda que havendo espaço disponível, serão admitidos
veículos em número superior às vagas destinadas à respectiva unidade autônoma.

Artigo71º - Os veículos de uma mesma unidade deverão ser estacionados de forma alinhada,
dentro da demarcação da vaga, a fim de não impedir a passagem ou estacionamento de veículos
dos demais condôminos.

Artigo72º - Nenhum condômino, inquilino ou ocupante da unidade habitacional poderá transitar


seu carro em outras áreas que não sejam aquelas determinadas para estacionamento,
notadamente na via interna da circulação, local de estacionamento terminantemente proibido,
vedação essa extensiva aos visitantes.

Artigo73º - Em nenhuma hipótese, o condomínio, síndico, administradora ou funcionários do


condomínio serão responsáveis pela guarda e integridade destes veículos, não serão
responsáveis por danos ou furtos de veículos ou de bens deixados em seu interior, bem como de
quaisquer objetos depositados nas dependências da garagem.

Artigo74º - É expressamente proibido, e sujeito a multa, o abastecimento, troca ou manipulação


de combustíveis de qualquer espécie nas dependências da garagem, bem como uso de buzina
alta aceleração e outros ruídos.

Artigo75º - Para o acesso de veículos dos Condôminos, ao interior do Condomínio, aos subsolos
de garagens de suas respectivas torres, serão adotados dispositivos de Tag de acesso para
acesso pelo portão de entrada.

Parágrafo Único: Estes dispositivos deverão ser adquiridos pelos Condôminos, junto a
Administração do Condomínio (via portal de serviços), na proporção de um Controle Remoto
14
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

para cada veículo cadastrado na unidade, sendo que os respectivos valores serão cobrados no
boleto na cota condominial da respectiva unidade usuária.

Artigo76º - As vagas para estacionamento são previamente demarcadas por apartamento e para
uso de veículos de porte médio, dentro da faixa.

CAPITULO X

Dos Elevadores

Artigo77º - O uso dos elevadores sociais será reservado à coletividade condominial e seus
visitantes, sendo proibido o uso dos mesmos sem camisa.

Artigo78º - Não será permitido o trânsito de pessoal com traje de banho molhado nos elevadores
sociais.

Paragrafo Único - O transporte de móveis, bagagens, compras, carrinhos, volumes e objetos em


geral, far-se-á exclusivamente pelo elevador de serviço.

Artigo79º - Prestadores de serviços de qualquer natureza, entregadores e funcionários deverão


utilizar-se somente do elevador de serviço.

Artigo80º - Em caso de força maior, a administração poderá autorizar o uso dos elevadores
sociais para transporte de objetos e volumes de pequeno porte.

Artigo81º - Em nenhuma hipótese ou circunstância a carga e a lotação poderão exceder a


capacidade máxima dos elevadores, de acordo com as especificações do fabricante, constantes
no interior do elevador.

Artigo82º - Dentro dos elevadores não é permitido fumar, nem portar cigarros, charutos ou
cachimbos acesos.

Artigo83º - É dever de todo condômino evitar que os elevadores sejam utilizados indevidamente,
especialmente para brincadeiras, bem como, zelar para que não sejam praticados atos de
vandalismo que causem danos ao equipamento.

Artigo84º - Após utilizar o carrinho de compra, deverá o usuário retorná-lo ao pavimento


respectivo do mesmo, nos locais pré-determinados, não sendo permitido deixá-los no interior dos
elevadores e nos corredores.

Artigo85º - É proibido o acesso aos elevadores por crianças menores de 6 (seis) anos,
desacompanhadas.

Artigo86º - É proibido manter as portas dos elevadores abertas além do tempo necessário
para entrar ou sair dos mesmos, salvos nos casos em que estiverem
carregando/descarregando feiras de supermercados, etc...

CAPITULO XI

Das Piscinas

15
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Artigo87º - As Piscinas são para uso exclusivo dos moradores das unidades residenciais do
edifício, ficando limitado a quatro (04) convidados por unidade, mediante a identificação especial
que se necessário poderá ser adotada, condicionada, ainda, a obediência às disposições
contidas neste Regimento, especialmente.

§ 1º - O Condomínio Edifício GARDEN VILLAGE RESIDENCE possui as seguintes Piscinas

Identificação Localização Capacidade


Piscina adulta 3 º Pavimento 60 Pessoas
Piscina Infantil 3 ° Pavimento 15 Pessoas

§ 2º - As Piscinas estarão abertas para uso 09h00 às 0h00;

Artigo88º - O proprietário e seus familiares que locar ou ceder, a qualquer título, sua unidade,
perderá automaticamente seu direito a frequentar as piscinas.

Artigo89º - É terminantemente proibida a frequência nas piscinas de menores de 12 (doze) anos


de idade, quando desacompanhados de seus pais ou responsáveis maiores de idade.

Artigo90º - É vedada qualquer brincadeira de mau gosto, inclusive as conhecidas como “bomba”
e “carinho”, algazarras, jogos violentos, jogos aquáticos, ou quaisquer práticas que venham a
perturbar a tranquilidade, segurança ou integridade física dos condôminos.

Artigo91º - É expressamente proibido entrar nas piscinas com óleos, cremes, bronzeadores e
similares aplicados na pele do usuário.

Parágrafo único: fica proibida a utilização de aparelhos sonoros ou similares nas dependências
da piscina.

Artigo92º - A utilização da piscina somente será permitida em trajes de banho.

Artigo93º - Na piscina e áreas adjacentes é expressamente proibido portar copos, garrafas ou


quaisquer objetos de vidro, além de coolers e caixas térmicas.

Artigo94º - Os usuários da área de piscina são responsáveis pela remoção de quaisquer


resíduos, embalagens, etc., provenientes de aperitivos, bebidas ou alimentos consumidos na área
das piscinas.

Artigo95º - Não é permitida:

§ 1º: a presença de animais domésticos na área das piscinas.

§ 2º: fumar nas áreas das piscinas.

§ 3º: deslocar e/ou retirar as espreguiçadeiras, sofás e almofadas, guarda-sóis, para fora da área
das piscinas.

§ 4º: a colocação de cadeiras e espreguiçadeiras de diferentes modelos dos homologados.

§ 5º: permanecer na área junto às piscinas em caso de chuva forte, ventanias e raios.

§ 6º: o uso das piscinas por pessoas portadoras de doenças transmissíveis ou dermatoses.

§ 7º: a entrada na área das piscinas com sacolas, boias, colchão de ar, pé de pato, carrinhos de
crianças, objetos eletrônicos que não de comunicação (celulares, pagers) bem como qualquer

16
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

objeto estranho à utilização da área das piscinas; salvo crianças com necessidades especiais e
menores de cinco anos (com boia de braço).

Artigo96º - É dever de todos:


- Fiscalizar e Advertir toda e qualquer pessoa cujo comportamento viole as normas
estabelecidas, ou seja, inconveniente sob o ponto de vista moral e de segurança;
- Zelar pelas condições de higiene e limpeza da piscina e áreas circundantes;
- Comunicar imediatamente a administração qualquer violação ou transgressão ocorrida nas
piscinas ou adjacências;
- Na hipótese do infrator recusar-se a atender a advertência a retirar-se da piscina ou
adjacências, será efetuado um termo de ocorrência, relatando os fatos, e relacionado
testemunhas de fato, para efeitos de aplicação das penalidades cabíveis;
- Caso o comportamento do infrator configure prática de ilícito penal, serão imediatamente
comunicadas as autoridades competentes;
- Na hipótese de comportamento inadequado de menores desacompanhados por seus pais ou
responsáveis, serão os mesmos advertidos verbalmente, e seus pais, comunicados por
escrito da ocorrência e eventuais penalidades incidentes;
- Em qualquer hipótese, os prepostos da administração, síndico, membros do conselho fiscal,
seguranças ou quaisquer outros prestadores de serviço no local, não terão dever de vigilância
sobre menores desacompanhados, não sendo responsáveis por quaisquer acidentes, danos
físicos ou morais sofridos pelos frequentadores das piscinas.
- Fazer uso das dependências em plenas condições de saúde, sendo vedado o acesso e uso
por pessoas portadoras de doenças contagiosas, ou que exponham a risco os demais
usuários.

Artigo97º - É de responsabilidade da administração


- Proceder ao exame periódico da água das piscinas;
- Determinar a verificação rotineira da qualidade da água faz piscinas, mediante ensaios de PH e
Cloro.

Artigo98º - As luzes internas das Piscinas permanecerão acessas até às 0:00h.

CAPITULO XII

Salão De Festas Adulto/Salão de Festas Criança

Artigo99º - O salão de festa poderá ser usado pelos moradores do Edifício, mediante reserva
antecipada de 48 horas, em livro próprio, disponível na portaria e no porta de acosso do
condômino, com o pagamento de uma taxa de uso, conforme estipulada na tabela contida no §
1º e no § 2º deste artigo, ou taxa cujo valor venha a ser determinado por deliberação da
Assembleia Geral Ordinária, privilegiada a alternância dos usuários e obedecidas às
disposições contidas neste Regimento,

§ 1º - O Condomínio Edifício GARDEN VILLAGE Residence possui os seguintes salões de


festas:

Identificação Localização Capacidade Taxa de Uso


SF Adulto 3°Pavimento 65 Pessoas R$ 150,00
SF Criança 3ºPavimento 28 Pessoas R$ 100,00

§ 2º - Quando do uso do Salão de Festas Adulto/Salão de Festas Crianças, exceto quando de


festividades promovidas pelo próprio Condomínio, a área a ser utilizada deve restringir
exclusivamente a dependência requisitada.

§ 3º - O uso do Salão de Festas Adulto/Salão de Festas Crianças é limitado a sua capacidade

17
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

máxima, conforme especificado no § 1º deste artigo, limites estes que não poderão ser
excedidos.

§ 4º - Confirmada a reserva, as chaves serão entregues às 08h00 da manhã do dia


reservado, caso o salão tenha estado livre no dia anterior, ou as 10h00 em caso contrário.
O condômino requisitante assinará termo de responsabilidade pela integridade das
instalações, móveis e objetos de decoração, bem como a declaração de inventário de
equipamentos, utensílios e outros pertences que serão utilizados, comprometendo-se a
devolver nas condições recebidas todos os itens declarados e sob sua responsabilidade.

§ 5º - No dia seguinte, até às 08h00 deverá devolver a chave ao porteiro de plantão, exigindo
a vistoria e, não tendo sido constatadas irregularidades exigir tal registro no termo de
responsabilidade e declaração de inventário por ele assinada, caso contrário, será intimado
a ressarcir o Condomínio pelos bens faltantes ou corrigir e reparar os danos constatados.
Os termos de responsabilidades e as declarações de inventário deverão ser arquivados
pelo Condomínio.

§ 6º - O cancelamento da reserva deverá ser efetuado com 24hs de antecedência em relação


ao horário previsto para a tomada das chaves. O cancelamento em prazo inferior ao
estabelecido implicará na multa equivalente a taxa de uso da dependência reservada, que
será debitada, automaticamente, ao requisitante.

§ 7º - Reservas serão aceitas com no máximo 90 (noventa) dias de antecedência, sendo


vedada a reserva com mais de 90 (noventa) dias de antecedência.

§ 8º - A área do Salão de Festas Adulto/Salão de Festas Crianças destinam-se exclusivamente à


realização de reuniões do CONDOMÍNIO, pequenas recepções e eventos, promovidas
exclusivamente pelos CONDÔMINOS do edifício para pessoas de suas relações, com prévia
autorização da administração conforme reserva específica via Portal (http://www.itambe.net). É
vedado o uso do Salão De Festas e Espaço Goumet para reuniões de cunho Corporativo,
Politico e Religioso.

§ 9º - Os eventos realizados no Salão de Festas Adulto/Salão de Festas Crianças deverão


ocorrerão até 04 horas e devem ter o volume da conversa e do som reduzidos após as 22 horas.

Artigo100º - Na data reservada para o uso do Salão de Festas Adulto/Salão de Festas Crianças, a
área será de uso exclusivo do requisitante e seus convidados, os quais deverão ser anunciados à
portaria, mediante a “relação de convidados” fornecida antecipadamente pelo condômino
requisitante. Nesta data ficará automaticamente vedado o uso do salão de festas ou da
churrasqueira por outros condôminos, exceto se convidados para a recepção.

Artigo101º - Os danos causados ao Salão de Festas Adulto/Salão de Festas Crianças e demais


dependências, bem como às mobílias, aos eletrodomésticos e utensílios, correrão por conta e
responsabilidade do requisitante, que pagará pelas reparações e consertos.

Artigo102º - Nas festas tradicionais de Natal, Ano Novo e Páscoa, ou outras que vierem a ser
eleita pelos condôminos, a utilização dos Salão de Festas Adulto/Salão de Festas Crianças será
de uso comum, preferencialmente para confraternização promovida pelo próprio Condomínio, aos
moradores do edifício.

Artigo103º - Nas festas infantis ou para menores, é obrigatória a permanência em tempo integral
do responsável, maior, e que resida na unidade autônoma que requisitou a dependência.

Artigo104º - Não será permitido efetuar perfuração e colagem em paredes, ou qualquer coisa que
afete a higiene, a pintura e a conservação do ambiente.

18
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Artigo105º - Quando da utilização, o condômino deverá zelar para que seus convidados
mantenham conduta coerente e respeitosa de maneira a não afetar a tranquilidade, a ordem, o
sossego e a liberdade dos demais condôminos, bem como não causem quaisquer danos.

Artigo106º - Nos casos de comportamento inadequado e repreensível por parte de convidados


que não residam no Condomínio que contrariem o preceituado neste artigo, o Síndico poderá
exigir o afastamento imediato dos transgressores das dependências do edifício, bem como
aplicar as penalidades previstas na Convenção e em leis específicas, inclusive multas, pelos
quais responderá o próprio condômino responsável pelo convidado como se ele próprio as
tivesse cometido.

Artigo107º - O Condomínio não se responsabiliza por danos ou acidentes sofridos por crianças
ou adultos quando estiverem utilizando os salões de festas.

Artigo108º - A circulação dos convidados será restrita ao Salão de Festas Adulto/Salão de


Festas Crianças. Não poderão os convidados estranhos ao CONDOMÍNIO transitar e/ou utilizar a
piscina, brinquedoteca e demais áreas de uso comum do CONDOMÍNIO.

Artigo109º - Fica proibida a permanência de convidados nas entradas sociais das torres.

Artigo110º- O CONDÔMINO poderá utilizar o Portal de Serviços para efetivar a lista de presença
de seu evento, inclusive utilizando-a para a confirmação do evento junto a seus convidados.

Caso o condômino não utilize o Portal para este serviço (Convidados) o mesmo devera deverá
deixar a lista de presença, com antecedência mínima de 24 horas (vinte e quatro) horas antes do
evento na portaria ou Administração.

Artigo111º - O CONDÔMINO requisitante será responsável, por danos materiais causados ao


CONDOMÍNIO ou às suas instalações, bem como furtos, roubos ou incêndio, resultantes da
utilização do salão de festas.

Artigo112º - É expressamente proibido o uso de bebidas alcoólicas para menores de 18 (dezoito)


anos.

Artigo113º - É proibido soltar fogos de artifícios, rojões, balões, bombinhas e congêneres, todo e
qualquer uso que contrarie as regras vigentes das autoridades Municipais, Estaduais e Federais
são expressamente proibidas e de única e exclusiva responsabilidade jurídica do reservante do
espaço.

CAPITULO XIII

Espaço Gourmet / Pub Gourmet


Artigo114º - O Espaço Gourmet/Pub poderá ser usado pelos moradores do Edifício, mediante
reserva antecipada de 48 horas, em livro próprio, disponível na portaria, com o pagamento de
uma taxa de uso conforme estipulado na tabela do § 1º deste artigo, ou taxa cujo valor venha a
ser determinado por deliberação da Assembleia Geral Ordinária, privilegiada a alternância dos
usuários e obedecidas às disposições contidas neste Regimento

§ 1º - O Espaço Gourmet/Pub do Condomínio Edifício GARDEN VILLAGE RESIDENCE possui as


seguintes características

Identificação Localização Capacidade Taxa de Uso


Espaço Gourmet 3°Pavimento 12 Pessoas R$ 50,00
Pub Gourmet 3ºPavimento 24 Pessoas R$ 100,00

19
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

§ 2º - Quando do uso do Espaço Gourmet/Pub, a área a ser utilizada deve restringir


exclusivamente a dependência requisitada.

§ 3º - O uso do Espaço Gourmet/Pub é limitado a sua capacidade máxima, conforme


especificado no § 1º deste artigo, limites estes que não poderão ser excedidos.

§ 4º - Confirmada a reserva, as chaves serão entregues às 08h00 da manhã do dia


reservado, caso o Espaço tenha estado livre no dia anterior, ou as 10h00 em caso contrário.
O condômino requisitante assinará termo de responsabilidade pela integridade das
instalações, móveis e objetos de decoração, bem como a declaração de inventário de
equipamentos, utensílios e outros pertences que serão utilizados, comprometendo-se a
devolver nas condições recebidas todos os itens declarados e sob sua responsabilidade.

§ 5º - No dia seguinte, até as 08h00 deverá devolver a chave ao porteiro de plantão, exigindo
a vistoria e, não tendo sido constatadas irregularidades exigir tal registro no termo de
responsabilidade e declaração de inventário por ele assinada, caso contrário, será intimado
a ressarcir o Condomínio pelos bens faltantes ou corrigir e reparar os danos constatados.
Os termos de responsabilidades e as declarações de inventário deverão ser arquivados
pelo Condomínio.

§ 6º. O cancelamento da reserva deverá ser efetuado com 24hs de antecedência em relação
ao horário previsto para a tomada das chaves. O cancelamento em prazo inferior ao
estabelecido implicará na multa equivalente a taxa de uso da dependência reservada, que
será debitada, automaticamente, ao requisitante.

Artigo115º - Da solicitação deverão constar os horários de início e término da ocupação do


Espaço Gourmet/Pub e, sendo utilizado sistema de som, após as 22 horas o mesmo deverá ser
reduzido para não infringir este Regimento Interno, à Convenção e ao previsto em lei.

Artigo116º - Na data reservada para o uso do Espaço Gourmet/Pub, a área será de uso
exclusivo do requisitante e seus convidados, os quais deverão ser anunciados à portaria,
mediante a “relação de convidados” fornecida antecipadamente pelo condômino requisitante.
Nesta data ficará automaticamente vedado o uso do Espaço Gourmet/Pub por outros
condôminos, exceto se convidados para a recepção.

Artigo117º - Os danos causados ao Espaço Gourmet/Pub, bem como às mobílias, aos


eletrodomésticos e utensílios, correrão por conta e responsabilidade do requisitante, que pagará
pelas reparações e consertos.

Artigo118º - Fica expressamente proibida a cessão ao Espaço Gourmet/Pub à pessoas não


residentes no Edifício, bem como para reuniões políticas, com fins comerciais e jogos infantis.

Artigo119º - Não será permitido efetuar perfuração e colagem em paredes, ou qualquer coisa
que afete a higiene, a pintura e a conservação do ambiente.

Artigo120º - Quando da utilização do Espaço Gourmet/Pub, o condômino deverá zelar para que
seus convidados mantenham conduta coerente e respeitosa de maneira a não afetar a
tranquilidade, a ordem, o sossego e a liberdade dos demais condôminos, bem como não
causem quaisquer danos.

Artigo121º - O Condomínio não se responsabiliza por danos ou acidentes sofridos por crianças
ou adultos quando estiverem utilizando o Espaço Gourmet/Pub.

CAPITULO XIV

O Salão de Jogos
20
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Artigo122º - A Sala de Jogos é para uso exclusivo dos moradores das unidades residenciais do
edifício, mediante a identificação especial, que se necessário poderá ser adotada, condicionado
ainda, a obediência às disposições contidas neste Regimento.

Artigo123º - A Sala de Jogos poderá ser utilizada todos os dias das 09horas às 05 horas.

Artigo124º - É vedada a mudança dos móveis e equipamentos pertencentes à sala de jogos


e recreação, para qualquer outra área;

Artigo125º - O Condomínio Edifício GARDEN VILLAGE Residence não se responsabilizará por


quaisquer acidentes pessoais nas dependências da área da sala de jogos;

Artigo126º - O condômino, familiar e/ou Inquilino, enquanto sua permanência no recinto, será
inteiramente responsável pelas instalações e pelos móveis, bens e objetos que nela houver,
cabendo ainda a responsabilidade pela conduta e comportamento de seus convidados;

Artigo127º - Fica estabelecido que o valor de reposição dos pertences danificados


corresponderá ao preço vigente à época da reposição;

Artigo128º - A capacidade do ambiente destinado a Sala de Jogos é limitada a 10 (dez)


pessoas para a utilização simultânea;

Artigo129º - A chave da Sala de Jogos fica na portaria, devendo o interessado pegá-la com o
porteiro e devolvê-la ao término da utilização.

Artigo130º - As avarias verificadas nos equipamentos do Salão de Jogos, constatado o mau uso
ou uso indevido, serão de responsabilidade do condômino.

Artigo131º - Menores de 06 (seis) anos no Salão de Jogos, devem ter, obrigatoriamente, o


acompanhamento dos pais ou responsáveis.

Artigo132º - Não utilizar trajes de banho nas dependências do salão.

Artigo133º - É permitido que o máximo de 2 (dois) visitantes – desde que acompanhados por um
condômino responsável – frequentem o Salão de Jogos.

Artigo134º - É proibida a aposta em dinheiro ou qualquer espécie onerosa, sob qualquer


hipótese.

Artigo135º - Proibido o uso e consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos ou de qualquer outro


produto fumígeno e a presença de animais domésticos nas dependências do salão de jogos.

Artigo136º - Os usuários têm o dever de manter a higiene e a boa educação, respeitando as


regras de bom convívio.

CAPITULO XV

Uso da Academia (Fitness)


Artigo137º - O uso das Salas de Academia de Ginástica é franqueado exclusivamente aos
moradores das unidades residenciais do Edifício, que deverão zelar pelos equipamentos,
condicionada, ainda, a obediência às disposições contidas neste Regimento.

§ 1º - O Condomínio Edifício GARDEN VILLAGE Residence possui as seguintes Salas de


Academia de Ginástica:

21
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Identificação Localização Capacidade
Academia 3° Pavimento 15 Pessoas

§ 2º - A permanência na sala e o uso dos equipamentos para menores de 13 anos, somente


será permitida com a presença dos pais ou responsáveis.

Artigo 138º - O horário de funcionamento é das 08:00 as 0:00horas.

Artigo139º - O morador interessado em fazer uso da sala de ginástica fica responsável pelos
seus equipamentos e instalações, as avarias verificadas nos equipamentos, constatado o
mau uso ou uso indevido, serão d responsabilidade do condômino.

Artigo140º - Os empregados domésticos e os empregados do Condomínio não poderão usar a


Academia de Ginástica.

Artigo141º - O Condomínio não se responsabiliza por danos ou acidentes sofridos por crianças
ou adultos quando estiverem utilizando as dependências da Academia de Ginástica.

Artigo142º - É obrigatório que menores de 16 (dezesseis) anos sejam acompanhados de seus


pais ou responsáveis, salvo se com autorização por escrito dos mesmos, onde farão declaração
de assumir todas as responsabilidades inerentes.

Artigo143º - Os usuários têm o dever de manter a higiene e a boa educação, respeitando as


regras de bom convívio.

Artigo144º - É proibido o uso e consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos ou de qualquer outro


produto fumígeno, bem como bebidas alcoólicas.

Artigo145º - Não é permitida a presença de animais domésticos nas dependências da academia.

Artigo146º - Após a utilização da academia a saída seja feita sempre pelo elevador de serviço ou
escadarias.

CAPITULO XVI

Espaço Pilates/SPA/Sauna
Artigo 147º - O Espaço Pilates/SPA/Sauna é uma área destinada a exercícios e cuidados
especiais para o corpo, exclusivo para o Condômino, sendo vedado a sua utilização por parte de
convidados.

§ 1º Admite-se, a presença de personal trainer ou fisioterapeuta, definido e custeado pelo


Condômino. Tanto o personal trainer quanto o Fisioterapeuta deverão preencher um cadastro de
prestação de serviço de treinamento personalizado que ficará disponível na Administração e na
Portaria do Condomínio.

§ 2º A utilização da O Espaço Pilates/SPA/Sauna com personal trainer ou fisioterapeuta só será


permitida nos horários das 08:00 as 0:00horas.

Artigo 148º - O Espaço Pilates/SPA/Sauna, funcionará em horário das 08:00 as 0:00 horas,
ficando decidido que o uso da “jacuzi” será em três turnos pelo valor de R$ 20,00 (Vinte reais)
mediante agendamento. Os turnos serão definidos na próxima assembleia do dia 25/03/2017, a
principio deverão ser das 08:00 as 12:00hs, das 13:00 as 17:00 e das 18:00 as 23:00hs.

§ 1º Ao utilizar aparelhos sonoros deverão estar em volumes apropriados;

22
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

§ 2º O Condômino poderá fazer uso de água e/ou isotônico desde que acondicionados em
vasilhame para tal fim.

Artigo 149º - No Espaço Pilates/SPA/Sauna, além daquelas impostas no CAPÍTULO III – DAS
PROIBIÇÕES EM GERAL, ficam estabelecidas as seguintes vedações:

a) não será permitido o acesso de menores de 16 (dezesseis) anos ao O Espaço


Pilates/SPA/Sauna, salvo com autorização por escrito dos pais ou responsáveis e desde que
exista um profissional de educação física ou de fisioterapia para orientá-lo, devendo esta
autorização ser arquivada em pasta específica na Administração;

b) soltar ou jogar pesos e acessórios no chão;

Artigo 150º - O condomínio não se responsabilizará por qualquer dano, perda ou acidente que
venha ocorrer no interior do O Espaço Pilates/SPA/Sauna.

Artigo 151º - O Condomínio não se responsabilizará por qualquer problema de saúde que o
condômino venha apresentar em virtude da prática dos esportes.

Artigo 152º - No O Espaço Pilates/SPA/Sauna, o condômino deverá utilizar vestimentas próprias


para as atividades físicas, sendo proibido o uso de trajes incompatíveis com o decoro, como
biquínis, sungas, maiôs, chinelos e sem camisa.

Parágrafo único - O uso dos equipamentos deve respeitar o interesse da coletividade.

Artigo 153º - Os aparelhos de ar condicionado só poderão ser ligados quando o Espaço estiver
em uso e deverá estar com as janelas e portas fechadas, sendo o último usuário responsável
pelo desligamento dos equipamentos.

Artigo 154º - Os eventuais danos causados no O Espaço Pilates/SPA/Sauna ou aos seus


pertences por uso inadequado e falta de zelo, inclusive por deixar ligado qualquer equipamento,
deverão ser comunicados imediatamente à Administração e serão ressarcidos pelo condômino
que ocasionou o prejuízo.

Artigo 155º - O condômino que descumprir qualquer norma descrita na SEÇÃO XIV - DO USO
Espaço Pilates/SPA/Sauna se submeterá a incidência primeiramente de uma advertência por
escrito. Em caso de reincidência implicará na suspensão do direito de uso do O Espaço
Pilates/SPA/Sauna por um período de 30 (trinta) dias. Podendo também incorrer, a depender da
gravidade do seu comportamento, em multa da Categoria A

CAPITULO XVII

Brinquedoteca/ Playground

Artigo156º - O acesso a Brinquedoteca é franqueado a todos os moradores e destina-se a jogos


e brincadeiras infantis, unicamente para menores, com idade de até 7 (sete) anos, utilizável em
qualquer dia da semana no horário das 08h00 às 22h00.

Artigo157º - A Brinquedoteca está localizada no 3º pavimento (lazer) e tem capacidade para


10 crianças utilizarem concomitantemente.

Artigo158º - Quaisquer acidentes ou danos físicos ocorridos durante a utilização do Playground


não serão de responsabilidade do CONDOMÍNIO.
23
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Artigo159º - Ficam os pais ou responsáveis obrigados a impedir o acesso de menores portando


brinquedos suscetíveis de provocar cortes, perfurações, queimaduras ou, de qualquer modo,
ameaçar a integridade dos frequentadores.

Artigo160º - Os resíduos de descartáveis, fraldas, lenços higiênicos, além dos demais itens de
alimentação, eventualmente utilizados pelas babás e acompanhantes dos bebês nos espaços
específicos do Fraldário, deverão ser recolhidos e descartados pelas mesmas, em recipiente
próprio existente no local, mantendo a ordem, limpeza e higienização dos ambientes,
possibilitando a utilização contínua do local, para um próximo usuário. Não será permitido
também, o armazenamento, estoque ou depósito de materiais, utensílios, alimentos, brinquedos,
entre outros itens particulares, nas dependências e suas áreas de apoio, sanitários e copa.

Artigo161º - O CONDOMÍNIO, Síndico, administradora e seus prepostos não assumem qualquer


responsabilidade por eventuais acidentes que possam ocorrer com as crianças e demais
usuários.

Artigo162º - Não será permitida a entrada e circulação de animais domésticos na área interna do
Espaço Teen, nem tão pouco sua permanência no corredor e porta de acesso ao ambiente,
zelando pela integridade física das crianças que circulam e frequentam este local.

Artigo163º - Na Brinquedoteca não será permitida a realização de eventos no local, como festas
de aniversário, entre outras reuniões comemorativas ou de confraternização.

CAPITULO XVIII

Skate Park
Artigo164º - O acesso ao Skate Park é franqueado a todos os moradores, com idade de até 7
(sete) anos, utilizável em qualquer dia da semana no horário das 08h00 às 22h00.

Artigo165º - A Skate Park está localizado no 3º pavimento (lazer) e tem capacidade para 10
crianças utilizarem concomitantemente.

Artigo166º - Quaisquer acidentes ou danos físicos ocorridos durante a utilização do Skate Park
não serão de responsabilidade do CONDOMÍNIO.

Artigo167º - Ficam os pais ou responsáveis obrigados a impedir o acesso de menores portando


brinquedos suscetíveis de provocar cortes, perfurações, queimaduras ou, de qualquer modo,
ameaçar a integridade dos frequentadores.

Artigo168º - O CONDOMÍNIO, Síndico, administradora e seus prepostos não assumem qualquer


responsabilidade por eventuais acidentes que possam ocorrer com as crianças e demais
usuários.

Capitulo XIX

Espaço Cinema
Artigo 169º- O uso da Sala de Cinema é franqueado exclusivamente aos moradores das
unidades residenciais do Edifício, mediante a Identificação Especial, que se necessário poderá
ser adotada, condicionado ainda, a obediência às disposições contidas neste Regimento.

24
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

§ 1º. A Sala de Cinema está localizada no pavimento L e tem capacidade máxima para 40
(quarenta) pessoas devidamente acomodadas.
§ 2º. É expressamente proibido subir ao palco, ou utilizá-lo para apresentações ou brincadeiras
de qualquer espécie, sem que para tal seja previamente autorizado pelo Síndico.

Artigo 170º – O condômino responsável pela unidade deverá efetuar a reserva da sala de cinema
com 48 horas de antecedência, junto ao portal de serviços (www.itabr.net.br) ou Gestor Predial.

Artigo 171º - O uso da sala de Cinema e permanência no recinto a ele destinado será das
09:00horas as 22horas e é privativo dos moradores e de 02 visitantes acompanhadas do morador
do prédio.

Artigo 172º - As crianças menores de 12 (doze) anos devem, obrigatoriamente, frequentar a


Sala de cinema acompanhadas de seus pais ou responsáveis.

Artigo 173º - A utilização do espaço por maiores de 12 (doze) até os menores de 18 (dezoito)
anos, fica condicionada a assinatura do termo de responsabilidade pelos pais ou responsáveis.

Artigo 174º - É proibido o consumo de bebidas alcoólicas, cervejas e comidas no interior da sala.
Somente será permitido o consumo de pipoca, refrigerantes e água.

Artigo 175º - A sala de Cinema é parte independente dos Salões de Festas.

Artigo 176º - O condômino assumirá, para todos os efeitos legais, a responsabilidade pela
manutenção do respeito e das boas normas de conduta e convivência social no decorrer das
atividades comprometendo-se a reprimir abusos ou excessos.

Artigo 177º - É de exclusiva responsabilidade do condômino, o ressarcimento de eventuais


danos morais ou materiais, sofrido pelo Condomínio ou por terceiros, condôminos ou não,
decorrentes das atividades por ele promovida, ocorridas dentro do Condominio.

Paragrafo único - A avaliação do valor dos prejuízos causados ao Condomínio para efeito de
ressarcimento por parte do requisitante, será feita através de coleta de preços entre firmas
habilitadas à execução dos serviços de reparos ou reposição das instalações danificadas, cujo
valor apurado deverá ser ressarcido pelo responsável até o prazo máximo de 15 (quinze) dias, a
contar de sua cientificação, sob pena do valor a ser cobrado com multa a ser fixada pelo Síndico
e Membro Consultivo em conjunto com a taxa condominial do mês subsequente,
independentemente das sanções previstas por Lei, Convenção e Regulamento Interno. Fica
também o condômino impedido de solicitar nova utilização até o ressarcimento do prejuízo.

Artigo 178º - O Síndico, através do Gestor Predial, tem plenos poderes para tomar medidas que
julgar conveniente para manter a boa ordem no uso da Sala de Cinema, facultando-lhe aplicar
pena de caráter disciplinar, solicitando que se retirem da Sala de Cinema os usuários que não
respeitem este regulamento ou aplicando-lhes a pena de suspensão considerada a gravidade do
ato praticado.

Artigo 179º - Nenhum condômino poderá alegar desconhecimento das normas previstas neste
Regimento Interno, sendo certo que, em caso de infração a quaisquer delas ficará sujeito à
suspensão de seu direito ao uso da Sala de Cinema pelo prazo máximo de 12 (doze) meses ou
até que indenize ou danos e/ou prejuízos causados.

Artigo 180º - É delegado expressamente ao Síndico (a) poderes para a qualquer momento, negar
ou cassar a concessão do uso da Sala de Cinema, quando constatado o desvirtuamento de seu
uso, bem como, não acatamento das norma previstas neste Regulamento Interno, facultando ao
25
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
condômino a interposição de recurso ao Conselho Consultivo, sendo que se aquele fizer parte
deste Conselho, será na oportunidade substituído pelo suplente.

Artigo 181º - É delegado expressamente ao Síndico(a) poderes para a qualquer momento, entrar
na Sala de Cinema e parar com a sessão, bem como retirar as pessoas presentes, desligar os
equipamentos e trancar a sala, quando constatado desvirtuamento de seu uso, bem como, não
acatamento das norma previstas neste Regulamento Interno.

Artigo 182º - É terminantemente proibida a exibição de filmes que atentem contra a moral e os
bons costumes. Filmes considerados eróticos ou pornográficos estão proibidos. Em caso de
moradores serem flagrados pessoalmente ou por imagens das câmeras de segurança, serão
multados em uma cota condominial e suspensos por períodos que vão de 3 meses a 1 ano
conforme determinação do sindico e do conselho consultivo.

Artigo 183º - Limite máximo de utilização da Sala de Cinema é de 1 filme ou 3 horas


consecutivas.

Artigo 184º - O uso da sala de cinema é vedado aos condôminos inadimplentes.

Artigo 185º - É proibido sair das piscinas e entrar, permanecer ou circular na sala de cinema com
trajes de banho, sungas, maiôs, biquínis, sem camisas, ou roupas incompatíveis com o ambiente
familiar, enrolados em toalhas ou molhados. Quem entrar nas situações apresentadas acima será
multado em uma cota condominial.

Artigo 186º - É proibido fumar qualquer tipo de Tabaco na Sala de Cinema.

Artigo 187º - É proibido permanecer na sala de cinema pessoas se beijando de forma acalorada
ou atentando contra a moral e bons costumes.

Artigo 188º - Não cobrar nem permitir que se cobre, de qualquer forma ou a qualquer pretexto,
taxa de ingresso.

Artigo 189º - Durante a utilização do cinema a porta deverá permanecer destrancada.

Capitulo XX

Quadra Chute a Gol


Artigo 190º - A Quadra Chute a Gol é para uso exclusivo dos moradores e convidados com
idade até 08 (oito) anos, previamente cadastrados nas unidades residenciais do edifício,
mediante a identificação especial, que se necessário poderá ser adotada, condicionado ainda, a
obediência às disposições contidas neste Regimento.

§ 1º. A Quadra Chute a Gol poderá ser utilizada todos os dias até as 22horas;

§ 2º. O Condomínio Garden Village não se responsabilizará por quaisquer acidentes pessoais
nas dependências da Quadra Chute a Gol;
§ 3º. O condômino, familiar e/ou Inquilino, enquanto sua permanência no recinto será
inteiramente responsável pelas instalações, bens e objetos que nela houver, cabendo ainda à
responsabilidade pela conduta e comportamento de seus convidados;
§ 4º. Fica estabelecido que o valor de reposição dos pertences danificados corresponderá ao
preço vigente à época da reposição;

§ 5º. A capacidade da Quadra Chute a Gol é limitada a 04 (quatro) pessoas para a utilização
simultânea;
26
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Capitulo XXI

Espaço Ecumênico

Artigo191º - O Espaço Ecumênico do Condomínio Garden Village é um espaço de valorização da


cultura religiosa de humanização da vida condominial e de exercício da pluralidade religiosa;

Artigo 192º - O Espaço Ecumênico tem como finalidade a realização de pequenas cerimônias,
como batizados, celebrações, casamentos e assemelhados mediante reserva antecipada junto a
Administração limitado a quantidade de pessoas a qual o espaço físico comporta 30 (trinta)
pessoas;

Artigo 193º - Nos dias em que houver reservas, o Espaço Ecumênico ficará aberto aos
condôminos para as suas reflexões e orações individuais;
Parágrafo Único – Atividades de natureza não religiosa, não serão permitidas;

Artigo 194º - O Espaço Ecumênico deverá ser reservado antecipadamente junto a Administração
quando tratar-se de pequenas celebrações de cunho coletivo;

Artigo 195º - Considerando-se a natureza do Espaço Ecumênico, fica vedado o uso deste para
alimentação e alojamento;

Artigo 196º - Não será permitida a cobrança de taxas, dízimos, coletas, doações em dinheiro e
assemelhados junto ao Espaço Ecumênico.

Capitulo XXII

Lavanderia
197º - O Condomínio dispõe de uma lavanderia instalada em parte comum do edifício para uso
exclusivo de todos os moradores, sem exceção.

§ 1º - A lavanderia não tem qualquer tipo de fim comercial, destina-se exclusivamente ao


atendimento das necessidades dos moradores;

§ 2º- Do local de instalação - A lavanderia está instalada no 4º pavimento do condomínio, com


acesso ao lado da Sala de Cinema;

§ 3º- Das instalações elétricas e hidráulicas - As instalações elétricas e hidráulicas (tubulação,


fiação, medidores de energia elétrica, etc.) são adequadas ao uso a que se destina o espaço, ou
seja, LAVANDERIA;

§ 4º- Das máquinas, equipamentos e instalações de apoio:


a) As máquinas e equipamentos (máquinas de lavar) instalados no local são de propriedade do
Condomínio e próprios para o uso coletivo (uso comercial) de modo a evitar problemas
constantes de funcionamento e custos excessivos de manutenção para o Condomínio;
b) As instalações de apoio ao serviço de lavagem e secagem das roupas (tanques, varais para
estender as roupas) foram feitas de modo a facilitar o uso diário pelos moradores;

§ 5º- Dos dias e horários de funcionamento - O horário de funcionamento da lavanderia será:


a) Das 08:00 às 22:00 de segunda à sábado;

27
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) Das 09:00 às 22:00 aos domingos e feriados.

§ 6º- Da operacionalidade
1ª - O morador irá retirar junto a Administração “fichas” que irão permitir a liberação das máquinas
para usou, cada ficha corresponde a um determinado tempo conforme especificação de técnica
do equipamento, ao término do tempo de uso, o condômino deverá realizar a verificação e
limpeza interna do equipamento para que outros possam vir a usá-las com o mesmo
desempenho;
2ª - A Administração contratará um ou mais profissionais para manter o local limpo e organizado
nos dias e horários a serem definidos em reunião da Assembleia, especialmente convocada para
esse fim.

§ 7º- Do custeio e pagamento das despesas de manutenção da lavanderia:


a) As despesas de manutenção e uso da lavanderia serão suportadas pelos moradores usuários;
b) Seus valores serão rateados pelos usuários na proporção de uso de cada um; e,
c) O valor total da despesa de cada usuário será incluído no boleto de pagamento da Taxa
Ordinária de Condomínio, mensalmente.

§ 8º- Do uso - Para uso da lavanderia, o morador deverá:


a) Observar as normas previstas no REGULAMENTO DA LAVANDERIA, aprovado em
Assembleia;

§ 9º- Dos danos - O Condômino e/ou morador que causar danos a máquinas, equipamentos,
instalações e/ou estrutura da lavanderia, custeará os gastos com os consertos e reparos,
necessários ao retorno do pleno funcionamento do local.

§ 10º - Das proibições - É terminantemente proibido:


a) O uso da lavanderia por pessoas estranhas ao Condomínio (colegas, amigos, parentes, etc.)
que não sejam moradores ou funcionários de moradores do edifício, sem autorização da
Administração.
b) Permitir que funcionários (serviçais domésticos), sem a devida capacitação, usem o local,
operando máquinas e equipamentos;
c) Deixar e/ou guardar qualquer peça de roupa quer seja por esquecimento ou não na lavanderia,
após o horário de uso;
d) Usar a lavanderia para lavagem de peças de terceiros (profissionais de pessoas jurídicas,
amigos, parentes, entre outras pessoas); e,
e) Passar roupas no local;
f) Usar a área livre da Lavanderia para encontros sociais e comemorativos;
g) Conversas em alto som, na área restrita ou área livre, que atrapalhe o sossego de moradores
vizinhos à Lavanderia.
h) Mexer nos quadros de energia e instalações Elétricas, e ou hidráulica.

§ 11º - Das penalidades - Obrigam-se os moradores e a administração condominial cumprirem e


fazerem cumprir os direitos e deveres estabelecidos na Convenção de Condomínio, neste
Regimento Interno e no Regulamento da Lavanderia:
a) Ao morador que permitir o acesso de pessoas estranhas à lavanderia caberá a aplicação de
multa prevista na Convenção de Condomínio, Grupo III, equivalente a 100% da taxa padrão,
combinada com a suspensão do direito de uso da lavanderia por período de até 1 (um) ano,
respeitado o contraditório, sem prejuízo dos efeitos penais e civis aos demais infratores.
b) Nas mesmas penas da alínea anterior incorrem os moradores que utilizarem a lavanderia para
lavagens de peças de terceiros (profissionais de pessoas jurídicas, amigos, parentes, etc.), sem
autorização da Administração;
c) Pelo recolhimento e guarda de roupas deixadas pelos usuários na lavanderia, após o horário
de uso agendado, será cobrada taxa de serviço cujo valor será definido em reunião de
Assembleia; e,
d) A cobrança da taxa se dará junto da Taxa Ordinária de Condomínio.

28
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
§ 12º - Do Regulamento da Lavanderia - Cabe à Administração a elaboração do REGULAMENTO
DA LAVANDERIA, assegurado aos Condôminos o direito de participação. O referido regulamento
deverá ser aprovado em reunião da Assembleia especialmente convocada para esse fim.

CAPITULO XXIII

Dos Convidados e Visitantes em Geral


Artigo198º - Somente serão admitidos 08 convidados dos condôminos nas piscinas e áreas
comuns do condomínio, cuja utilização está limitada na forma deste regulamento ou mediante
prévia e expressa autorização aprovada em Assembleia ou em reunião do síndico e membros do
conselho.
Para a concessão desta autorização será analisada a taxa de ocupação do condomínio como um
todo, a fim de se evitar a superlotação destas áreas, com prejuízo dos demais condôminos.

CAPITULO XXIV

Das Penalidades em Geral


Artigo199º As infrações às disposições contidas neste Regimento Interno serão penalizadas em
conformidade com o que determina a Convenção do Condomínio.

§ 1º - O atraso no pagamento da multa aplicada acarretará ao infrator ou responsável,


acréscimo de 2% sobre o valor e juros de mora ao mês, correspondente a SELIC (Taxa
referencial do Sistema Especial da Liquidação e Custódia ou outra taxa oficial que vier
substituí-la).

§ 2º - Não havendo a reparação do dano no prazo estabelecido, o Condomínio executará os


reparos e ou substituição do bem, levando a débito do responsável o total despendido, acrescido
da multa de 20% e juros moratórios correspondentes a SELIC (Taxa referencial do Sistema
Especial de Liquidação e Custodia ou outra taxa oficial que vier substituí-la).

§ 3º - Não havendo a reparação do dano no prazo estabelecido, e não tendo o Condomínio


recursos disponíveis para tal, ou mesmo não sendo aconselhável ou prudente utilizar os
recursos do Fundo de Reserva, o Condomínio poderá buscar financiamento para a reparação
dos danos – obtendo recursos junto à rede bancária e/ou junto a fornecedores de materiais e
mão de obra - sendo também os custos financeiros daí resultantes, de responsabilidade
exclusiva do infrator.

§ 4º - Não havendo o pagamento dos débitos previstos nos parágrafos supracitados, no prazo
máximo de 30 dias da data estabelecida, o responsável poderá ter seu nome inscrito no
SPC – Serviço de Proteção ao Crédito, obedecidas as disposições relativas a matéria
contidas na Convenção.

Parágrafo Único: O conselho junto ao síndico tem a obrigação de estipular o valor da multa
em caso de descumprimento de normas contidas neste regimento.

Artigo 200º - Sendo de sua exclusiva responsabilidade a aprovação das pessoas que irão
ocupar ou frequentar a sua unidade autônoma, quer sejam seus familiares, quer sejam locatários
ou moradores a qualquer título, empregados ou mesmo seus visitantes que adentrem no
edifício, o proprietário é o responsável por todos aos atos por eles praticados junto ao
Condomínio, inclusive pelos danos de qualquer natureza que venham causar, bem como
quanto às multas que lhes forem aplicadas e as despesas condominiais em atraso.
29
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

CAPITULO XXV

Da Realização de Eventos
Artigo 201º- Havendo a contratação de fornecedores que participarão do evento, deve-se listar
todas as empresas como buffet, valet parking, fotógrafo, aluguel de móveis, entretenimento, etc.,
com os nomes de todos os profissionais e respectivos documentos de identificação, informando-
os à Administração com até 48 horas de antecedência.

Artigo 202º - É fundamental providenciar a lista com os nomes e sobrenomes de todos os


convidados para a agilização na Portaria Social do condomínio. Não será permitida a entrada de
pessoas que não estiverem na respectiva lista. Neste caso, a unidade será consultada para a
liberação dos mesmos.

Artigo 203º - Deve-se respeitar sempre o barulho proveniente de música alta e ruídos após as
22h para salvaguardar o conforto e repouso dos demais moradores.

Artigo 204º - No caso de eventos infantis, os nomes listados devem ser os dos responsáveis
maiores de idade e não unicamente das crianças.

Artigo 205º - É proibida a utilização das áreas externas e comuns como piscinas, parquinho,
jardins, playground, Brinquedoteca, lobbies e Salão de Jogos das torres para a realização de
qualquer tipo de evento.

Artigo 206º - Na Unidade Privativa

1- Os fornecedores e profissionais contratados para os eventos deverão circular exclusivamente


pelos elevadores de serviço.

2- O hall de serviços dos andares e área da escada de emergência, não poderão ser utilizados
como área de apoio para os eventos da unidade, sendo proibida a montagem de equipamentos
que suportem o serviço de Buffet, principalmente Fogões Auxiliares com Botijão de Gás, Fornos
Elétricos, Refrigeradores e bancadas para preparação de alimentos, além do estoque de
materiais, utensílios, alimentos e bebidas, os quais colocam em risco de explosão, incêndio e
danos elétricos ao Condomínio, bloqueando os acessos de emergência, e descumprindo todos os
quesitos de segurança do Corpo de Bombeiros.

3- Todos os serviços e atividades de apoio ao evento devem ser executados dentro da unidade
privativa responsável pelo respectivo Evento.

4- O Condomínio não disponibiliza mão de obra operacional para apoio ao evento na Unidade
Privativa, serviço este que poderá ser contratado de forma pay-per-use junto à Administração
local, conforme tabela de serviços disponibilizados para o Condomínio.

Artigo 207º - Eventos

1 - Os convidados não poderão circular nem fazer grupos junto ao hall social da respectiva torre
durante a realização do evento.

2 - Os móveis, objetos e arranjos do hall social de cada torre (lobby social dos elevadores), não
poderão ser removidos.

3 - A Contratação de equipamentos, móveis, conjunto de Áudio, Vídeo e Som, elementos de


decoração, entre outros acessórios que suportem e complementem a realização do evento,

30
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
deverá ser dimensionada e compatibilizada com as dimensões e capacidade física da área útil
dos Salões De Festas 1 e 2, ressaltando que, não é permitida a utilização de outras áreas

comuns do condomínio (Lobbies, Hall de Serviços, jardins, garagens, varandas), para instalações
destes itens complementares.

4 - Durante a realização do evento, não será permitida a abertura das portas e janelas periféricas
aos espaços, permanecendo como porta de acesso, somente a porta principal de entrado do
ambiente, evitando baixa no desempenho do Ar-condicionado, fragilização da segurança do local
e concentração dos condôminos, convidados e prestadores de serviços, fora do limite dos
espaços específicos.

5 - As contratações de serviços de entretenimento e animações para o evento e seus convidados,


devem observar as disposições quanto, a manutenção da ordem e respeito aos condôminos,
salvaguardando o conforto, sossego, repouso e tranquilidade dos demais Moradores, no que

tange ao limite de horário até as 22h, para as atividades que possam originar barulho ou aumento
de ruído. Toda contratação de entretenimento e animações, deverá ter a aprovação prévia da
Administração do Condomínio, que será baseada no cumprimento dos procedimentos e
disposições do Regimento Interno, visando o bem-estar de todos os condôminos.

6 - REDE ELÉTRICA 220v: A voltagem das tomadas dos espaçosa de apoio é de 220v, devendo
ser observado esta condição de instalação, quando da contratação dos serviços que utilizarem
equipamentos de apoio ao evento, alertando inclusive os fornecedores quanto a necessidade

de adequação destes equipamentos, ou utilização de transformador específico, que deverá ser


fornecido pelo prestador de serviços. É obrigatório ao condômino a apresentação prévia da
descrição dos equipamentos e respectivas potências que serão utilizados no evento, para efeitos
de análise de demanda de energia.

• ESTACIONAMENTO PARA CONVIDADOS:


Não há vagas de garagens nas dependências do condomínio para visitantes.

1- Recomenda-se a contratação de Serviço de valet parking para a maior comodidade e


funcionalidade do evento. Neste caso todos os veículos serão estacionados fora do condomínio,
sendo a empresa de valet parking responsável pela vigilância, retirada, manobra e entrega dos
veículos.

CAPITULO XXVI

Dos Procedimentos de Segurança


1) Objetivo: Dar ciência aos condôminos sobre as principais políticas de segurança no
Condomínio GARDEN VILLAGE RESIDENCE com vistas ao fortalecimento constante do plano
global de segurança e proteção contra delitos que comumente assolam condomínios residenciais
por todo o país.

2) Considerações Gerais:
A atuação da equipe de vigilância patrimonial está restrita as áreas comuns do condomínio, não
sendo permitido o acesso às unidades residenciais autônomas dos condôminos, exceto em
situações de emergência, para socorrer pessoas em perigo e preservar-lhes a vida. Os vigilantes
estão proibidos de realizar serviços particulares de qualquer espécie aos condôminos em horário
de serviço ou fora dele, sob pena de serem afastados de suas atividades no condomínio.

3) Normas de Controle de Acesso:

31
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Como regra geral todas as pessoas devem ser identificadas para adentrar ao condomínio,
conforme sua classificação de usuário e procedimentos de segurança estabelecidos para essa
finalidade.

Acesso de visitantes
Os visitantes serão anunciados ao condômino todas as vezes que solicitarem acesso ao
condomínio, mesmo aqueles habituais e que já sejam conhecidos da equipe de segurança. O
acesso dos visitantes somente será concedido após a autorização do condômino a ser visitado ou
outro morador da residência. O condômino deve encaminhar previamente para a Administração
uma relação nominal dos seus convidados para eventos, de maneira que possam ser
identificados e o acesso liberado sem maiores transtornos.

Parágrafo Único: A autorização de acesso de visitantes, só será aceita pela Segurança do


Condomínio, se liberada por um Morador titular da Unidade a ser visitada, não podendo ser
autorizada a entrada de visitantes liberadas por empregados ou prestadores de serviços da
unidade. As autorizações liberadas por empregados da Unidade só serão aceitas, mediante
autorização por escrito do Condômino, entregue na Administração do Condomínio, na qual
deverá constar o nome e RG do(s) Empregado(s) habilitado e autorizado a liberar visitantes,
indicando também se a autorização é válida para qualquer dia da semana e horário do dia,
incluindo finais de semana, feriados e horários noturnos. Vale destacar que esta autorização, não
dá autonomia aos Empregados da unidade, para liberar prestadores de serviços, fora do regime
de regras já contemplado neste regimento, que regula a prática de prestação de serviços e
execução de obras no Condomínio.

Acesso de serviços – Empregados


As empregadas domésticas e demais serviçais terão acesso concedido mediante cadastramento
prévio na Administração do condomínio. Casos em que a pessoa se apresentar como empregado
de um condômino, mas seus dados não constarem do sistema de cadastramento, estará
impedida de adentrar até que a situação cadastral seja regularizada.
Afora o embasamento constitucional (Artigo5º, incisos XXII e XXIII), que garante o direito de
livremente poder se dispor da propriedade (atendida a demais legislação aplicável, regras
condominiais válidas etc.), cito para o caso em questão o Artigo48 da Lei nº 8.245/1991, não
devendo e não podendo a convenção, isoladamente ou combinada com o regimento interno (ou
mesmo decisão assemblear), estabelecer algo em contrário, sob consequência de NULIDADE,
mesmo que parcial, desta imposição restritiva

Acesso de serviços – prestadores


Após a autorização para o acesso, o prestador de serviço deverá obrigatoriamente apresentar
documento de identidade com foto para o devido cadastro. Caso o mesmo não porte documento,
seu acesso estará vetado até que a situação cadastral seja regularizada junto à portaria.
Quando a entrada for autorizada, o prestador de serviço somente poderá circular na torre em que
seu contratante reside, não sendo permitido circular por outras torres ou área comum do
condomínio sem autorização.

Funcionários do condomínio
Todos os funcionários do condomínio, assim como seus prestadores de serviços, utilizam
uniformes. O ingresso desses trabalhadores no condomínio precede de um processo formal de
contratação, cadastramento na portaria e acesso restrito aos dias e horários de trabalho definidos
em escala de serviço e contrato. Todos os funcionários da Administração e as empresas
prestadoras de serviços estão subordinados à Gerência do condomínio e ao Sindico, a quem
deverão ser dirigidos quaisquer queixas ou solicitações a respeito.

4) Orientações ao Condômino:
A relação entre os condôminos e a equipe de segurança deve ser amistosa, de maneira que o
vigilante reconheça alterações de comportamento do condômino que indiquem que algo está
errado. Isso será muito útil caso o condômino seja coagido a facilitar a entrada de estranhos no
condomínio, possibilitando ao vigilante identificar tal situação de perigo e adotar as medidas

32
GARDEN VILLAGE RESIDENCE
Rua Israel, nº 431, Bairro das Nações, Balneário Camboriú/SC.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
estabelecidas para casos desse tipo. Se não houver vínculos de boa convivência estabelecidos,
maior será a dificuldade em identificar o risco.
Procure ser o mais criterioso possível para contratar empregadas domésticas e outros serviçais e
prestadores de serviços, pois infelizmente pessoas mal intencionadas se fazem passar por esses
profissionais para cometer delitos contra as famílias. É sempre recomendável contratar somente
pessoas e empresas por indicação de amigos e familiares, tomando o cuidado adicional de sua
vida pregressa e outras referências profissionais de clientes satisfeitos com os serviços.
Os condôminos que dispuserem de serviços de segurança pessoal privada (guarda costas)
devem orientá-los quanto às normas e procedimentos de segurança do condomínio de modo a
evitar conflitos entre as equipes. É recomendável que busquem contato com a Administração
para receber tais orientações. Seguranças pessoais não poderão permanecer armados nas áreas
comuns do condomínio.
Administração do condomínio: Segunda a quinta-feira das 08h às 18h e sexta-feira da 08h às
17h, Serviços de manutenção das partes e equipamentos comuns do edifício funcionarão das 8h
às 17h de segunda a sábado.

CAPITULO XXVII

Das Disposições Finais e Transitórias


Artigo 208º - O presente Regimento Interno poderá ser modificado pela aprovação, em reunião
da Assembleia de condôminos, de 50% (cinquenta por cento) mais um dos votos dos
condôminos presentes, devendo este assunto constar da ordem do dia do edital de convocação
emitido.

Artigo 209º - Para a solução de problemas que não haja normas específicas neste Regimento e
na Convenção, o Síndico tomará as providências que julgar conveniente ao caso concreto. Nos
casos de maior relevância ou gravidade o mesmo deverá ouvir o Conselho Fiscal/Consultivo,
“Ad referendum da Assembleia Geral” – se necessário.

O presente Regimento entrará em vigor na data de sua aprovação, em Assembleia Geral de


Instalação do Condominio GARDEN VILLAGE RESIDENCE.

33