Você está na página 1de 2

Questão 1:

Comente a seguinte frase: Não podemos sucumbir à coleta desenfreada e despropositada


de dados, pois para produzirmos informações úteis precisamos conhecer nossas
demandas informacionais.

Construir as informações que serão utilizadas nos processos de avaliação e


monitoramento de projetos sociais é um dos maiores desafios da avaliação, pois as
informações não podem simplesmente serem coletadas, visto que cada uma delas é fruto
de um desejo, de uma pergunta que se quer ver respondida, de uma técnica que orientará
sua apreensão e compreensão. Assim, todas as perguntas são sempre resignificadas
pelos agentes de avaliação e a construção da informação avaliatória se materializa a partir
do trabalho ativo e profundo da análise do processo de avaliação, a partir da compreensão
de seu universo de significados e de práticas.

Questão 2:
Comente a seguinte afirmativa: A avaliação pressupõe um exercício de reconstrução.

A avaliação pressupõe um exercício de reconstrução pois não avaliamos algo objetivo e


natural, mas sim um complexo e incerto conjunto de ações voltadas à transformação
socioterritorial. Por isso, uma das primeiras atividades da avaliação é a reconstrução do
objeto a ser avaliado, compreendendo sua natureza e limites.

Além disso, um processo avaliatório engloba diferentes atores, cada qual com suas
crenças, valores e subjetividades que influenciam o processo, e toda essa diversidade
deve ser respeitada e problematizada durante o processo avaliatório.

Questão 3:
O que é pergunta avaliatória e que função ou papel ela desempenha no processo
avaliatório?

A pergunta avaliatória é um problema estruturado em forma de pergunta que norteará os


esforços de desenho da pesquisa avaliativa, que é a parte mais importante de uma
avaliação. Essas perguntas avaliatórias são extremamente contextuais, pertinentes quase
que exclusivamente aos processos a que dizem respeito.

Questão 4:
Explique as implicações ao se adotar, em uma pesquisa, os mesmos indicadores sociais
de uma pesquisa avaliatória, sem realizar quaisquer modificações
Indicadores são um tipo especial de informação construído a partir de um
dado qualificado. É um dado que indica alguma coisa, e essa capacidade de
nos indicar algo que o transforma em um tipo especial de informação.
Destaca-se que a escolha e construção dos indicadores deve ser funcional à
pergunta avaliatória, para não incorrermos no erro de coletarmos dados
inúteis.

Cada pergunta que fazemos e cada indicador que utilizamos nos leva a
caminhos avaliatorios diferentes, uma vez que as perguntas não são
neutras e que nos direcionam na pesquisa avaliatoria. Além disso, como
uma avaliação se quer um processo em constante reconstrução, as
questões que queremos avaliar estão construídas de acordo com o ponto no
ciclo de vida em que a experiência se encontra. Assim, os indicadores que
iremos utilizar em uma determinada pesquisa se prestam a responder o que
precisamos saber naquele determinado momento daquela pesquisa. Então,
ao utilizarmos em uma pesquisa avaliatória os mesmos indicadores sociais
utilizados em uma pesquisa anterior, corremos o risco de desconsiderar as
peculiaridades daquela determinada pesquisa ou da fase em que aquela
pesquisa se encontra e tomar uma pesquisa anterior como base para avaliar
a pesquisa em andamento e assim desconsiderar as novidades que possam
aparecer e que possivelmente seriam melhor aproveitadas se os indicadores
utilizados para avaliação estivessem em constante reconstrução.