Você está na página 1de 19

BENÇÃOS

PATRIARCAIS E AS
TRIBOS DE ISRAEL
BENÇÃOS PATRIARCAIS
• “As doutrinas de salvação que possuímos
atualmente são as mesmas que existiam nos
dias de Adão, Elias, ou de Jesus, quando
esteve sobre a terra. ” [Discursos de Brigham
Young, p. 6]

• “Nossa doutrina é bíblica, uma doutrina


patriarcal. Ela é a doutrina dos deuses da
eternidade, e dos céus. É a mesma doutrina
que foi revelada aos nossos patriarcas na
terra, e que finalmente salvará o mundo.”
[Discursos de Brigham Young, p. 6]
“...PARTICULAR, INDIVIDUAL
E MARAVILHOSA...”
Espero que estejamos incentivando as pessoas com maturidade suficiente
para compreender a importância de uma bênção patriarcal a recebê-la.
Considero minha bênção patriarcal uma das coisas mais sagradas da
minha vida. A benção é especial, sagrada, particular e maravilhosa
concedida a todo membro desta igreja que for digno de recebê-la. Espero,
irmãos, que os bispados, em especial, estejam aconselhando seu povo a
respeito desse assunto. Espero também que os patriarcas estejam
abençoando as pessoas com a inspiração e revelação do Senhor ao
impor-lhes as mãos, em cumprimento de seu sagrado chamado de
patriarca. Que coisa especial, particular, individual e maravilhosa é uma
bênção patriarcal proferida, em nome do senhor Jesus Cristo, por um
homem com a autoridade do sacerdócio e o ofício e chamado de
patriarca”.
(Smithfield-Logan, Utah, Conferência Regional, Reunião de Liderança do Sacerdócio,
20/abr/1996).
AS BENÇÃOS PATRIARCAIS
EM NOSSOS DIAS
• O Patriarca da Igreja possui as chaves para
abençoar os membros da Igreja.(...) para que
possam, desde que sejam fiéis, usufruir de tudo
o que for pronunciado sobre suas cabeças e
ressuscitar para a vida eterna
• [Doutrinas de Salvação- p. 172/3]

• Entretanto, para obter tais bênçãos, terão de


receber obrigatoriamente todas as ordenanças
e convênios pertencentes ao evangelho e
exaltação. [Doutrinas de Salvação- p. 173]
As Bênçãos Patriarcais
Em Nossos Dias
• A bênção dada por um Patriarca destina-se a
indicar o caminho que a pessoa deve trilhar.
• [Doutrinas de Salvaç
Salvação-
ão- p. 173]

• O Patriarca possui igualmente, as chaves para


revelar a linhagem dos que abençoa .

• (Doutrinas de Salvação –p. 173)


“E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como
evangelistas,
evangelistas e outros como pastores e mestres,
tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do
ministério, para edificação do corpo de Cristo;...” (Efésios 4:11,12)

• “O Evangelista é um patriarca..., Onde


quer que a Igreja de Cristo se encontre
estabelecida sobre a terra, ali deve
haver um patriarca para o benefício da
posteridade dos santos, tal como foi
com Jacó ao dar a benção patriarcal a
seus filhos”. [Doutrinas de Salvação, Joseph Fielding
Smith, p. 110].
O PATRIARCA É ORDENADO
• Como os outros ofícios do Sacerdócio de
Melquisedeque — Élderes, sumos
sacerdotes, Setentas e Apóstolos — o
patriarca da estaca é ordenado e não
designado. (O Patriarca da Estaca ,Presidente Boyd K. Packer ,
Conferencia Geral,outubro de 2002)
COMO UM PATRIARCA É
CHAMADO
• O presidente da estaca submete o nome ao
Quórum dos Doze Apóstolos. Cada nome é
avaliado cuidadosamente e em espírito de
oração. Uma vez aprovado, o patriarca é
apoiado na conferência de estaca e depois é
ordenado. Ele, então, com discernimento
profético, proferirá bênçãos sobre a cabeça
daqueles que forem recomendados pelo bispo
de sua ala. (O Patriarca da Estaca ,Presidente Boyd K. Packer , Conferencia
Geral,outubro de 2002)
OS MEMBROS DEVEM BUSCAR
RECEBER SUA BENÇÃO
PATRIARCAL
• Os patriarcas não fazem propaganda de
suas bênçãos. Os membros devem
procurá-las ao se sentirem inspirados a
fazê-lo. Não existe uma idade fixa em que
os membros podem receber uma bênção
patriarcal. O bispo assegura-se de que o
membro tem idade e maturidade
suficientes para compreender o sentido e
significado da bênção. (O Patriarca da Estaca ,Presidente
Boyd K. Packer , Conferencia Geral,outubro de 2002)
“Uma parte vital de todas as bênção patriarcais é a
declaração de linhagem. . . . O Patriarca deve estar
atento aos sussurros do Espírito a medida que
identifica a linhagem e promessas especiais e
bênçãos que a acompanham. Os patriarcas
ganham a inspiração para declarar a linhagem da
pessoa que está recebendo a bênção, nomeando a
tribo a qual o indivíduo é um membro. . . .
“Tem havido uma miscigenação entre as tribos. O
sangue de uma tribo em particular, no entanto,
pode ser dominante em uma pessoa, Filhos de uma
mesma família podem pertencer a diferentes tribos.
“Estamos falando agora de descendência literal , de
descendência genealógica de linhagem
sanguínea,e de relacionamento entre pais e filhos”
(Information and Suggestions for Patriarchs, pp. 3, 5).
“Somos a descendência de Abraão, somos os filhos
de Abraão, somos sua semente. Somos herdeiros
naturais de todas as bênçãos que Deus deu a abraão
por linhagem sanguínea. Elas são as bênçãos de
glória imortalidade e vida eterna. Somos os filhos dos
profetas. Somos um seleto e favorecido grupo
conhecido como a casa de Israel. Estamos sendo
coligados nos confins da terra e Deus pode cumprir
os convênios feitos com nossos pais e ofertá-los a
nós novamente, como Ofertou a eles, a plenitude de
todo o grande princípio glorioso do evangelho. E o
resultado disso é ter a família unida eternamente na
eternidade”
“Consegue ver a importância de suas
bênçãos patriarcais? Espero que cada
um de vocês tenha obtido uma. Ela é
preciosa. É uma escritura pessoal para
você. Ela declara sua linhagem especial.
Ela o relembra e liga você ao passado. E
o ajudará a realizar seu futuro potencial.
Literalmente você pode confiar no Senhor
para o cumprimento dessas bênçãos
mediante sua fidelidade. . .
“...Vocês são de Israel?
Absolutamente sim. Vocês são a
‘Esperança de Israel, o exército de
Sião, os filhos do dia prometido.’. . .
“Vocês são Hebreus? Sim, as
escrituras definem o termo. Vocês
são parentes de Abraão, o qual foi o
grande ‘Eber’ e do qual termo
Hebreu é derivado” ( Russell M. Nelson, “Thanks for the
Covenant,” in 1988–89 Devotional and Fireside Speeches [Provo: Brigham Young
University Press, 1989], p. 58; see also Theodore M. Burton, God’s Greatest Gift [Salt
Lake City: Deseret Book Co., 1976], pp. 116–26).
• “Todo aquele que aceita o evangelho passa a ser
da casa de Israel. Em outras palavras, se torna
membro da linhagem escolhida, ou filhos de Abraão
através de Isaque e Jacó os quais as promessas
foram feitas. A grande maioria daqueles que se
tornam membros da Igreja são decendentes literais
de Abraão por intermédio de Efraim, filho de José.
Aqueles que não são descendentes literais de
Abraão e Israel devem tornar-se, e quando são
batizados e confirmados são enxertados na árvore
e estão habilitados a receber todos os direitos e
privilégios como herdeiros” Joseph Fielding Smith, Doctrines of Salvation, comp.
(
Bruce R. McConkie, 3 vols. [Salt Lake City: Bookcraft, 1954–56], 3:246; see also Joseph Fielding Smith, Answers to

Gospel Questions, comp. Joseph Fielding Smith, Jr., 5 vols. [Salt Lake City: Deseret Book Co., 1957–66], 3:62–64).
“As linhagens declaradas em uma bênção patriarcal são quase
sempre declarações reais da linha sanguínea, elas não são
simplesmente declarações tribais por designação. . . .
“ O ensinamento claro dos profetas é que poucas pessoas que
não tem o sangue de Abraão se tornaram membros da Igreja
nesta dispensação; o termo ‘adotado na casa de Israel’ ou
‘designado para a tribo de Israel’ pertencem a esses poucos
membros. . . .
“O que os profetas tem dito, então, é que a maioria dos
membros da igreja descendem das nações gentias, mas eles
tem algum ancestral israelita em sua linhagem. Portanto, eles
não são ‘designados’ ou ‘adotados’ na casa de Israel. São
herdeiros legais do convênio, e a linhagem declarada em sua
bênção patriarcal identifica a linhagem sanguínea que os liga a
Abraão” (Daniel H. Ludlow, “Of the House of Israel,” Ensign, Jan. 1991, pp. 52, 54–55).
SOMENTE OS JUSTOS SÃO
HERDEIROS DE ABRAÃO
• Os termos semente, herdeiros, filhos e filhas tem um sentido
muito mais profundo,conforme usados nas escrituras com
referencia a tornar-se filhos e filhas de Abraão, do que ser
descendente literal na carne. No sentido escriturístico, haverá
milhares de descendentes literais de Abraão, Isaque, Jacó e
José que jamais serão chamados pelo nome de Abraão ou
pertencerão ‘a casa de Israel. (Romanos 9:1-18). Isto porque
se rebelaram contra a verdade e não se colocaram em
harmonia com os convenios exigidos , para que pudessem
herdar como filhos e filhas. Em outras palavras, para tornar-
se um filho ou filha de Abraão, a pessoa tem que “fazer as
obras de Abraão”. O Senhor reconheceu o fato de os judeus
serem descendentes de Abraão, mas não podiam ser
classificados como filhos de Abraão. (João 8:33-59) .
• (Doutrinas de Salvação,vol 3, p,253)
BENÇÃOS SÃO O RESULTADO
DE NOSSA FIDELIDADE
• Devemos lembrar que certas bençãos nos vem
através de nossa fidelidade como membros da
Igreja. Os que são obedientes e guardam os
convenios requeridos pelo Senhor dos que
obtem exaltação, hão de ser por toda eternidade
os filhos e Abraão, enquanto aqueles que se
rebelam contra a verdade, serão deserdados,
exatamente como foram os judeus nos dias de
nosso Salvador.(Doutrinas de Salvação,vol 3, p,253)
“Somente aqueles que obedecem
serão chamados filhos de Deus”
• Chamo vossa atenção também para o fato de
que o Senhor disse que aqueles que recebem o
sacerdócio e são fiéis, tornam-se igualmente
filhos de Moisés e de Aarão, bem como a
semente de de Abraão, enquanto que os
descendentes diretos de Moisés e Aarão, bem
de Abraão, que são rebeldes, serão deserdados
e nãos serão chamados pelos nomes deles. (D&C
84:33-41). Aprendemos que somos a geração de
Deus; contudo, somente aqueles que
obedecem, serão chamados de filhos de Deus,
herdeiros de Deus. (Atos 17:29; Hebreus 12:9; Romanos 8:14-
17; Moisés 6:68)
O CARÁTER SAGRADO DE
NOSSAS BENÇÃOS
• A não ser os membros de nossa família
imediata, não devemos permitir que outros
leiam nossa bênção, nem devemos
solicitar que outros a interpretem. Nem o
patriarca nem o bispo podem ou devem
interpretá-la. (O Patriarca da Estaca ,Presidente Boyd K. Packer ,
Conferencia Geral,outubro de 2002)