Você está na página 1de 4

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL

Aula 1 ‐ UMA VISÃO GERAL DO CAMINHO A SER TRILHADO (Páginas 9 a 25)

HEXAGRAMA SÍNTESE
Composto por seis autores e educadores cujas obras nortearão o nosso módulo.

1 – A Educação e a utilização do Conhecimento Útil – Alfred North Whitehead


1 ‐ Só existe uma única disciplina para a Educação Disciplinas devem contribuir para que
e esta é a vida em todas as suas manifestações tenhamos uma vida melhor

2 ‐ A educação deve ser útil, e se ela não for útil, Ao concluírem o curso, ingressar no
o que ela é então? mercado de trabalho e viver bem
3 – As idéias teóricas devem sempre encontrar Auxiliar os alunos a terem melhor
importantes aplicações nos currículos dos alunos. desempenho nas suas atividades
4 – A educação é a aquisição da arte da utilização Melhores textos são mais difíceis de
do conhecimento transmitir – desafios
5 – “Não acredito” O princípio da dúvida sistemática é
fundamental ao desenvolvimento da ciência
e do conhecimento
Visão sistêmica: capacidade de identificar as ligações de fatos particulares do sistema como um todo.

2 – Inteligências Múltiplas – Howard Gardner Baseia‐se


em 3 proposições:
1 As pessoas não são iguais
2 Processo educacional é mais eficaz se essa diferenças forem consideradas, e não ignoradas
3 Na teoria, não é possível tratar as pessoas baseados numa única dimensão de inteligência (QI)

Conceito de inteligência:

“Habilidade de resolver problemas ou de criar produtos que são valorizados em um ou mais contextos culturais”

As inteligências não são coisas que podem ser vistas ou contadas, mas são potenciais – presumivelmente neurais, que podem ou
não ser ativadas, dependendo dos valores de determinada cultura.
Cinestésico – Relação de planos sensoriais diferentes, inclusive os táteis, viscerais e emocionais.
3 – Pedagogia revolucionária – Paulo Freire

• É o conceito da conscientização ou consciência crítica.


• A aprendizagem deve ser baseada em técnicas de solução de problemas – “educação problematizante” (encarar o
mundo como uma realidade em andamento ou em transformação).
• Rejeita métodos tradicionais – domesticação, limitação das pessoas
• Educação deve ser baseada na reflexão crítica sobre o homem e na análise de suas condições culturais.
• Rejeita o conceito “bancário” da educação.
Educação “bancária” Educação problematizante
Resiste ao diálogo Considera diálogo indispensável

Homem é o objeto que recebe assistência Homem é sujeito, um ser racional crítico

Inibe a criatividade e domestica Baseia‐se na criatividade, estimula raciocínio real e a ação


baseada na realidade
Não reconhece homem como ser histórico Aspecto histórico é ponto de partida, é um ser
incompleto em permanente processo de “vir‐a‐ser”

4 – Organização de Aprendizagem – Peter Senge

Organizações que aprendem (Learning organization).

Organização de aprendizagem são compostas por grupo de pessoas que procuram, em bases contínuas, aprimorar as suas
capacidades de criar seu próprio futuro.

Implica em mudar os indivíduos capacitando‐os a realizar aquilo que eles pensam realizar.

Senge propõe 5 componentes:


1 – domínio pessoal Concentrar nossas energias, aprofundar objetivos pessoais, buscar foco
nas ações, cultivar a paciência.
2 – modelos mentais Gerência deve estar atenta às formas de pensamento correntes na
organização, para serem facilitadoras da ação organizacional.
3 – visão compartilhada Tarefa do grupo é como se fosse tarefa individual.

4 – aprendizagem em grupo Diálogo e discussão entre as partes.

5 – pensamento sistêmico Entender a organização como um sistema complexo, e as partes se


inter‐relacionando.
5 – Inteligência Emocional – Daniel Goleman

• Apropria‐se dos novos conhecimentos científicos e tecnologias desenvolvidas nos últimos anos para colocá‐los à nossa
disposição para equacionarmos melhor os problemas de nossa sociedade atual.
• O QI (Quociente de Inteligência) é muito estreito e pobre, que não pode ser alterado pela nossa experiência de vida.
• Não responde à pergunta: o que podemos mudar e que irá auxiliar nossos filhos a terem sucesso na vida?
Habilidades: autocontrole, zelo,
Intelecto elevado versus
persistência, automotivação

Contribuições ao comportamento Organizacional:

a) Emoções fora de controle impedem o bom funcionamento do intelecto.


b) Aprendizagem é inviável quando estamos dominados por emoções extremas
c) Emoções podem ser administradas, nossos humores podem ser gerenciados
d) Como gerenciar as emoções – FLOW (estado destituído de estática emocional, salvo de um sentimento emocional
extremamente forte, e de um suave êxtase) – difícil é fácil, e o alto desempenho é natural ou normal – ex.: Neymar.

6 –Maiêutica ‐ Sócrates • A Maiêutica Socrática significa "Dar a luz (Parto)" intelectual, da procura da

verdade no interior do Homem. Sócrates conduzia este parto em dois momentos: No primeiro, ele levava os
seus discípulos ou
interlocutores a duvidar de seu próprio conhecimento a respeito de um determinado assunto; no segundo,
Sócrates os levava a conceber, de si mesmos, uma nova idéia, uma nova opinião sobre o assunto em
questão.
• Por meio de questões simples, inseridas dentro de um contexto determinado, a Maiêutica dá à luz idéias
complexas.
• A maiêutica baseia‐se na idéia de que o conhecimento é latente na mente de todo ser humano, podendo ser
encontrado pelas respostas a perguntas propostas de forma perspicaz.
• A auto‐reflexão, expressa no nosce te ipsum ‐ "conhece‐te a ti mesmo" ‐ põe o Homem na procura das
verdades universais que são o caminho para a prática do bem e da virtude.

Conceito, natureza e abordagens à aprendizagem: a visão dos autores

• Definição de aprendizagem: “processo de aquisição da capacidade de se usar o conhecimento, que ocorre como
resultado da prática e da experiência crítica, e que produz uma mudança relativamente permanente no
comportamento”.
• A aprendizagem é um processo, um movimento contínuo e dinâmico no qual o aprendiz enfrenta a realidade de
maneira crítica.
• A ideia central é que teoria e prática são uma única coisa, que estão intrinsecamente entrelaçadas e interligadas.
• O objeto da pesquisa deixa de ser a pessoa e passa a ser a situação interpessoal.
• A abordagem tradicional relaciona‐se diretamente com o conceito “bancário” da educação.
• A pergunta “por quê” é olhada como suspeita, pois levanta a possibilidade de as coisas serem diferentes da forma
como são comumente aceitas.
• As características de uma educação que considera o indivíduo como sujeito ou objeto de aprendizagem podem ser
transferidas ao nível social.
• Visão crítica da realidade.

IMPORTÂNCIA DO MESTRE: CONTRIBUI PARA QUE OS ALUNOS, POR ELES MESMOS, SEJAM CAPAZES DE GERAR E
DE CONSTRUIR O PRÓPRIO CONHECIMENTO.