Você está na página 1de 4

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL

Aula 2 – O QUE VEM A SER COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL (Páginas 26 a 34)

CITAÇÕES:
Muito do comportamento que hoje nós vemos em uma típica organização industrial não é uma consequência da natureza
humana; é uma consequência da forma como nós organizamos, da forma como nós gerenciamos as pessoas. Douglas McGregor,
in The Professional Manager

Em geral, nós podemos dizer que a teoria administrativa pode basicamente salientar dois produtos, duas consequências: uma é a
produtividade econômica, a qualidade dos produtos, o lucro, etc.; a outra, é o produto humano, isto é, a saúde psicológica dos
trabalhadores, seu movimento em direção |à auto atualização, seu crescimento em segurança, pertencimento, lealdade,
habilidade para amar, auto respeito, etc. – Abraham Maslow, in Maslow on Management

O QUE VEM A SER COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL

As Organizações necessitam de uma multiplicidade de conhecimentos para terem êxito em suas atividades.

Por que CO? Qual a sua importância na performance da empresa?

• Empresas bem definidas podem ter sucesso sem essa preocupação, só que no curto prazo.

• No momento que pensamos no médio prazo, lembrando sempre que as empresas são as pessoas que nela operam, é a
forca de trabalho que as conduz para frente, pessoas que dão sustentação a uma produção constante e de qualidade

É aí que entra o entendimento do que motiva os indivíduos, os grupos e o


relacionamento da empresa com o seu ambiente!

Exemplo concreto: pessoa vai a um supermercado e é mal atendida pelo funcionário – razões:
• Péssima educação do atendente; mau • Baixa motivação face ao baixo salário;

• humor, noite mal dormida; falta de • Crise econômica e está prestes a ser
despedido;
• treinamento para lidar com o cliente; longas
• Supervisor mal‐encarado com o qual não se
horas de trabalho e fadiga;
• relaciona, e desconta no cliente;

dificuldades domésticas: brigou com a mulher Você chegou no momento errado, pois o
• •
ou com os filhos; funcionário acabara de discutir com um colega
de trabalho.
Importante: as respostas podem ser buscadas em níveis muito diferentes: dentro do próprio indivíduo atendente, em outro
colega, em grupo de colegas, na política da organização ou ainda no próprio ambiente externo.

DEFINIÇÕES DE CO

“É O estudo da estrutura, do funcionamento e do desempenho das organizações, bem como do comportamento dos grupos e
indivíduos dentro delas” – Derek Pugh (autor inglês)

“O Comportamento Organizacional preocupa‐se com o estudo do comportamento, das atitudes e do desempenho dos
trabalhadores em um ambiente organizacional; o efeito da organização e do grupo informal sobre as percepções, sentimentos e
ações dos trabalhadores; o efeito do ambiente sobre a organização, seus recursos humanos e objetivos; e o efeito dos
trabalhadores sobre a organização, no que tange a sua eficiência, eficácia e efetividade”. ‐ John Ivancevich

1
Obs.:

Significado de Atitude: s.f. Jeito, posição do corpo: atitude graciosa. Fig. Exteriorização de um intento ou propósito: atitude hostil. Norma de
proceder, comportamento.

Significado de Efetividade: efetividade sf (efetivo+dade) 1 Qualidade ou estado daquilo que é efetivo. 2 Realidade. E. do serviço: tempo
durante o qual se exerce o serviço; tempo em que o militar presta serviço no respectivo quadro.

Significado de Efetivo: adj. Que existe realmente; real, verdadeiro, positivo: capital efetivo. Permanente: funcionário efetivo.

Elementos chave dessa definição ‐ Preocupações:

1 ‐ Organização formal

2 – Os indivíduos, os grupos e o ambiente onde opera a organização

3 – inter‐relação e interdependência entre esses elementos

4 – O que efetivamente faz as organizações sejam eficientes, eficazes e efetivas são os indivíduos

5 ‐ Para entender CO é preciso estudar Ciências Comportamentais – Método científico

CIÊNCIAS COMPORTAMENTAIS: SURGIMENTO E INFLUÊNCIA


• Ciências comportamentais estão aquém das ciências biológicas e
físicas >>> Passou a usar, além do conhecimento
• Termo passou a ser usado “recentemente”: década de 1950, intuitivo, o conhecimento sistemático
Fundação Ford proveniente da ciência e das
disciplinas variadas.
• É uma área de conhecimento relativamente nova

• Dependiam de informações de muitas disciplinas diferentes

CONTRIBUIÇÕES INTERDISCIPLINARES

CO integra as ciências sociais que analisam o comportamento. Compartilha conceitos de várias ciências sociais: Psicologia,
Sociologia, Antropologia e Ciência Política.
Áreas Nível de análise Aspectos

PSICOLOGIA Individual Percepção, motivação, aprendizagem e dinâmica de pequenos grupos;


Explicam comportamento de grupos, poder, liderança, conflito, stress no
trabalho e avaliação de desempenho

SOCIOLOGIA (fenômenos sociais) Grupal Nível Macro: ambiente organizacional, tecnologia, estrutura, conflito e
mudança

ANTROPOLOGIA (estudo crenças e Cultural Análise cultural do conflito


instituições concebidas como fundamento das
estruturas sociais)

CIÊNCIA POLÍTICA (distribuição de poder na Organizacional Liderança, conflito, poder e política, e poder decisório
organização)

2
COMO EFETUAR O ESTUDO DE CO

O CO baseia‐se no método científico, que prevê: observação, predição e mensuração.

Possibilita prever, até certo ponto, o comportamento das pessoas na organização.

Permite também a generalização de uma situação para outras.

Resolver sistematicamente problemas sem ter que confiar unicamente na Intuição.

CO E SUA ORIENTAÇÃO CONTINGENCIAL

Adoção do método científico como instrumento para estudar o CO.

Colocar sob suspeição os princípios universais de administração (abordagem clássica, comportamental, quantitativa e sistemas
prescritivos).

BURNS E STALKER ‐ PESQUISADORES

• Propõem Sistemas gerenciais orgânicos e sistemas gerenciais Mecânicos: diferença na percepção do relacionamento
maior ou menos com o ambiente.

• Criam as bases para o entendimento da Abordagem de Contingência (Significado de Contingência: s.f. Eventualidade,
possibilidade de que algo aconteça ou não).

• Sistemas universais são geralmente prescritivos e definitivos.

ABORDAGEM CONTINGENCIAL:

• Mais realista para estudar o CO.

• Orientada para desenvolver ações gerenciais mais apropriadas a uma situação específica e às pessoas envolvidas.

PAPEL DOS GERENTES

O gerente considera e pondera as variáveis relevantes da situação, e adota plano de ação mais adequado para resolver
problemas e atingir os objetivos mais importantes. É necessário que gerentes sejam capazes de Reconhecer, Diagnosticar e
Adaptar‐se as diferentes situações. Precisam analisar cada variável importante e reunir essas variáveis para tomar suas decisões.

Enfim: o Gerente seleciona variáveis importantes, revisão, checa literatura e registros passados, avalia e
decide.

• Nem sempre existem respostas prontas.

• É difícil de ser seguida.

• Exige capacitação dos gerentes.

• Respostas simples para situações complicadas – não existem.

PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DE ESTUDO PARA A ÁREA DE CO

• Modelo para melhor compreensão: CO – Mapa de Campo.

3
• As organizações são influenciadas, de forma variada, pelo seu contexto.

• Análise PESTLEE: variáveis Políticas, Econômicas, Sociais, Tecnológicas, Legais, Ecológicas e Éticas.

MODELO – MAPA DE CAMPO

Observações:
Indivíduo, Grupo e Organização Foco de análise de CO

Resultado Em relação ao indivíduo (Feliz, Atualizado) e à Organização (Eficiente, Eficaz e Efetiva)

Comunicação Tanto a formal (memorandos, ofícios, e‐mails, etc.) como a decorrente de fluxo
intragrupos, intergrupos e da Organização com seu ambiente.

Ponto de partida – Visão Visão Sistêmica ‐ é a capacidade de identificar as ligações de fatos particulares do
Sistêmica sistema como um todo.