Você está na página 1de 2

Curso de Resgate e Emergências Médicas

Curso de Resgate e Emergências Médicas

LIÇÃO 22

INTRODUÇÃO

O primeiro socorrista que chega numa cena da

emergência com múltiplas vítimas enfrenta um grande problema:

A situação é diferente e seus métodos usuais de

resposta e operação não são aplicáveis. Como poderão então esses socorristas prestar um socorro adequado? Óbviamente, se eles voltarem sua atenção para a reanimação de uma ou mais vítimas, as outras potencialmente recuperáveis poderão morrer.

TRIAGEM

Triagem Termo dado ao reconhecimento da situação e seleção das vítimas por prioridades na cena da emergência.

OBSERVAÇÃO

Se a ocorrência supera a capacidade de resposta da

guarnição de primeira resposta, deveremos iniciar um processo de triagem para avaliar e tratar a maior quantidade possível de vítimas com potencial

de recuperação.

MÉTODO “START”

S > simples T > triagem A > e R > rápido T > tratamento

Sistema de triagem simples;

Permite triar uma vítima em menos de um minuto;

CÓDIGO DE CORES NO PROCESSO DE TRIAGEM

menos de um minuto; CÓDIGO DE CORES NO PROCESSO DE TRIAGEM FLUXOGRAMA START Vítimas que andam
menos de um minuto; CÓDIGO DE CORES NO PROCESSO DE TRIAGEM FLUXOGRAMA START Vítimas que andam
menos de um minuto; CÓDIGO DE CORES NO PROCESSO DE TRIAGEM FLUXOGRAMA START Vítimas que andam
menos de um minuto; CÓDIGO DE CORES NO PROCESSO DE TRIAGEM FLUXOGRAMA START Vítimas que andam

FLUXOGRAMA START

Vítimas que andam (lesões leves) Respira? Não Sim
Vítimas que andam (lesões leves)
Respira?
Não
Sim
Liberação VAS Morto Imediato
Liberação VAS
Morto
Imediato
30mrm
30mrm

> Imediato

< Perfusão < 2seg > 2seg (imediato)
< Perfusão
< 2seg
> 2seg (imediato)
Sim Não
Sim
Não

< Nível de Consciência

Cumpre ordens simples

Curso de Resgate e Emergências Médicas

Curso de Resgate e Emergências Médicas

CRITÉRIOS UTILIZADOS NO MÉTODO START

PRIORIZAÇÃO

EM

LOCAL

COM

MÚLTIPLAS

 

VÍTIMAS

O método utiliza tirante colorido ou cartões e

baseia-se em três critérios para classificar as

vítimas, ou seja:

A frequência respiratória;

A perfusão;

Status neurológico.

PASSOS A SEGUIR NA APLICAÇÃO DO MÉTODO START

PRIMEIRO PASSO

SEGUNDO PASSO

TERCEIRO PASSO

Hemorragias devem ser tratadas por socorrista que não esteja envolvido no processo de triagem.

QUARTO PASSO

RECORDAR A REGRA MNEMÔNICA = 30 - 2 - NÃO.

COR BRANCA

Em alguns países são empregados sistemas de triagem com fichas coloridas e fitas que incorporam a cor BRANCA que é usada para indicar as vítimas encontradas em óbito no local da cena.

QUANDO HOUVER RECURSOS DISPONÍVEIS PARA O

ATENDIMENTO DAS VÍTIMAS O SOCORRISTA

DEVERÁ EMPREGAR OS SEGUINTES CRITÉRIOS

PARA A TRIAGEM:

1. Priorizar o atendimento das vítimas realizando

a análise primária observando-se ABCD, quando

o número de vítimas não superar os recursos de

equipe e viaturas disponíveis no local (região).

2. Atender e estabilizar inicialmente as vítimas

que tenham comprometimento das vias aéreas

(A), priorizando seu transporte.

3. Atender e estabilizar como segunda prioridade

as vítimas com comprometimento da

respiração (B), assim como o seu transporte.

4. Atender e estabilizar como terceira prioridade

as vítimas com comprometimento circulatório

(C), assim como seu transporte.

5. Atender e estabilizar como Quarta prioridade as

vítimas com comprometimento neurológico (D),

assim como seu transporte.

SISTEMA

EMERGÊNCIAS

DE

COMANDO

E

OPERAÇÕES

EM

Instrutor: 1Sgt PM Grossi 12GB/B3