Você está na página 1de 11

Como fazer

Mosaico sempre

A arte do mosaico está ligado à irreverência, criatividade e muitas vezes a um trabalho


com imperfeições. Imperfeição ligada a diferenciação e criação, onde um artista se
destaca entre outros. Os artesãos estão buscando a cada dia novas pedras, detalhes
diferenciados, mármore, granito, etc. As revistas especializadas também publicam
trabalhos bonitos, onde a disputa por apresentar novidades é grande. Tudo isso é válido
e surgem a cada dia idéias mais interessantes. A utilização do azulejo também cresceu
muito e vemos trabalhos incríveis no mercado.

O importante é ter em vista que ao fazer um trabalho na técnica mosaico, o mesmo deve ter potencial para enfrentar
produtos concorrentes, ou melhor, se destacar na prateleira de uma Loja. E para uma peça se destacar, o principal produto
a ser utilizado deve ser a pastilha de vidro. Muitos criticam e dizem que é mais difícil trabalhar com as pastilhas de vidro.
Não se esqueça, de que o verdadeiro artista supera dificuldades e seus produtos sempre serão impares. Use e abuse das
pastilhas de vidro. Mescle peças de cerâmica pré-formatadas (produzidas na mesma altura das pastilhas de vidro) com as
pastilhas de vidro. Outra opção muito crescente no mercado é a utilização de apliques em resina.

Nesta página damos algumas dicas de como utilizar apliques de resina com as pastilhas de vidro. Mostramos também, que
você poderá trabalhar com as pastilhas de vidro comuns e metalizá-las quando na produção de Peças e Painéis internos.
Como? Aplicando uma cera metalizada sobre as pastilhas e o rejunte. Existem de várias cores.
Vá em frente, a beleza clássica de um Mosaico sempre terá lugar de destaque no mercado artesanal.

Técnica para trabalhos em mosaico


Divertimento para finais de semana ou sobrevivência. Faça um planejamento preliminar sobre o trabalho a ser realizado, ou
seja, o material necessário, a base onde será aplicado o mosaico, preços, facilidade de reposição do material e tempo para
sua execução. O mercado está saturado de determinadas peças feitas em madeira. Verifique ainda se o produto será
vendável, mesmo que seja por hobby. Existem 2 tipos de trabalho: em peças utilitárias ou decorativas. As decorativas são
mais difíceis de se vender, pois depende do gosto pessoal e normalmente da decisão de um decorador. As peças utilitárias
são mais versáteis quando se pensa em comercialização. Não adianta produzir inúmeras peças que no final ficarão na
prateleira. Na iniciação nesta técnica você até poderá copiar peças feitas em revista. Com um pouco de prática parta para
trabalhos solo, exclusivos.

Onde aplicar o Mosaico

Peças em madeira, ferro, cerâmica, alvenaria, vidro, etc. Para cada tipo de base você poderá utilizar um tipo de cola
diferente. Na madeira a cola branca, na alvenaria o cimento-cola, no vidro o silicone a base de água, etc.

Base do Mosaico (indicados pela Soliarte)


Cerâmica comum (azulejo) - A Soliarte revende azulejos nos tamanhos: 15x15cm e
16x16cm.

Cerâmica comum decorada (azulejo) - Foi o material preferido de Gaudí. A Soliarte


revende azulejos no tamanho 16x16cm.

Pastilhas de vidro - Nos tamanhos de 2x2cm ou 1x1cm. As mais populares são as


importadas da China.

Pastilhas espelhadas - Nos tamanhos de 2x2cm ou 1x1cm.

Pastilhas de porcelana- No tamanho 2x2cm (opaca). É o material mais resistente do


mercado. Pode ser utilizada em áreas externas (piso de alta resistência). A pastilha 2x2 é
muito interessante por ter 3mm de espessura, reta nos 2 lados e a massa na mesma cor,
não dando diferença ao ser quebrada.

Apliques de cerâmica - Diversos modelos e tamanhos. Espessura de 3mm.


Pastilhas de cristal (vidro). Produzidas em diversos tamanhos. Preço de arrebentar qualquer bolso. O inconveniente é que
suas bordas são arredondadas. Devem ser aplicada no tamanho original, sem quebrar.

Pedras de granito/ porcelanato/ pedras - De diversos fornecedores. O problema é altura das mesmas e o preço salgado.
Lindas para se fazer um mosaico no hall de entrada de sua residência. Para trabalhos delicados não são indicadas. Espessura
aproximada entre 1 e 2cm.

O Mosaico

Montagem Aleatória

O que vale é a sua intuição. Misture materiais de textura e cores diferenciadas ou faça uma miscelânea no caso das
pastilhas de vidro (mistura de pastilhas de cores diferentes). Os trabalhos ficam lindos e imprevisíveis.

Montagem geométrica
Técnica muito utiliza e que agrada. A combinação de cores é fundamental, utilize cores da moda. Se a sua cor preferida é o
roxo, na hora de fazer uma combinação de cores tome cuidado. Por outro lado, o seu gosto e modo de combinar as cores
poderá ser o diferencial e base do sucesso.
Montagem figurativa

Escolha uma figura interessante e que seja possível de ser trabalhada em mosaico. Uma opção muito utilizada é o
aproveitamento de moldes de ponto cruz.

Aplicação pelo modo direto

Risque o desenho diretamente na peça em tamanho proporcional. Coloque as pastilhas ou cacos de azulejo, sem colar até
completar o desenho. Cuidado que seu filho vai gostar de trocar algumas peças ou desmanchar tudo. Depois de pronto
coloque a cola em cada pedaço e aplique no local, utilizando uma pinça.

Aplicação pelo modo indireto

Faça o molde em papel vegetal ou manteiga pela necessidade de inversão do desenho.


1- Passe o desenho para um papel Craft. Cole a parte lisa da Pastilha de vidro com cola caseira diretamente em papel craft;
ou

2- Prenda um Rolomax transparente em cima do desenho colando a parte lisa da Pastilha de vidro diretamente no lado
colante do Rolomax (ou Contact); ou

3- Cole o fundo da Pastilha de vidro em tela específica para aplicação em alvenaria;

4- Quando os azulejos ou pedras, por exemplo, tiverem altura diferente e a aplicação for com cola branca é difícil de
resolver. Caso a aplicação seja com argamassa, a massa poderá absorver a diferença. Muitas vezes a diferença de material e
altura poderão embelezar o trabalho;

5- Aplique no local definitivo.

Cola caseira para colagem de pastilhas em papel

Existe uma antiga receita de cola caseira: "Misture 3 colheres de sopa de polvilho azedo em 1 xícara de água fervente, não
esquecendo de peneirar o polvilho antes de colocá-lo na água. Aguarde de 3 a 5 horas para a secagem da cola." No sol
seca em segundos.
Motivo/figura
O esforço e criatividade a ser empregada é dependente do motivo escolhido. Cada motivo
tem sua dificuldade. Uma decisão importante é se no trabalho todas as características do
motivo serão conservadas. Como dar destaque para as pétalas vermelhas, com traços
pretos ou diferença de tonalidade.
Devido a complexidade do desenho, o ideal seria aplicá-lo sobre um tampo de mesa
redondo ou quadrado. Pode ser em MDF ou outro material. Passe o motivo para a peça de
madeira, utilizando um papel transparente fino e depois repassando-o para a madeira. Para
utilização externa recomendamos a colagem das pastilhas ou azulejo com o Prá que prego.

Ao terminar de aplicar o material de acabamento, como a lateral será curva dê um acabamento com lixa para ferro grossa.
Após rejuntar uma opção para acabamento será a utilização de uma lâmina de madeira colada em toda a volta do tampo,
cobrindo a lateral das pastilhas e do tampo.

Passo a Passo na aplicação de Pastilhas e Azulejos

Pastilhas de vidro

Cortar ou riscar e cortar


Use luvas e óculos de proteção
Dependendo do trabalho desenvolvido, será necessário quebrar as pastilhas para compor um desenho. Existem ferramentas
específicas para cortar as pastilhas de vidro:
٠ ٠ Riscador de cerâmica ou vidro - Para riscar as pastilhas de vidro antes de sua quebra, quando necessário;
٠ Torquês com vídea - Para cortar em pequenos pedaços;
٠ Alicate 2 roldanas com vídea - Para cortar na diagonal, pequenos pedaços e arredondados;
Alicate em Nylon - Para riscar e quebrar.
Com o Alicate de Nylon primeiramente risque a pastilha. Coloque a pastilha no local apropriado e
quebre. Com prática na sua utilização será possível fazer cortes redondos (não é fácil).

Utilize a torquês para cortar pequenos pedaços e tirar os cantinhos. Não é indicada para quebrar
pastilhas de porcelana. Coloque a torquês na lateral (3 mm) da pastilha e depois pressione;
Com o alicate de 2 roldanas você poderá cortar a pastilha na diagonal, em somente uma
operação. Posicione a roldana no centro da pastilhas, alinhada com as 2 pontas.
Quebre.

Utilize uma lixa de ferro para retirar possíveis rebarbas.

Este corte é ideal para completar um canto em trabalho geométrico.

Posicione o alicate de 2 roldanas exatamente no risco feito. Quebre.

O corte será feito exatamente no risco, que deve estar bem definido na pastilha.

Acerte na lixa de ferro.

A Micro-retífica é excelente para deixar os cantos das pastilhas arredondados com perfeição. Utilize a micro-retífica (a da
Bosch chama-se Dremel) com eixo flexível. Haverá consumo de energia (mesmo com bateria, esta precisará ser
recarregada). Abrevia o tempo de trabalho no arredondamento das pastilhas.

Azulejos
Cortar ou riscar e cortar (Utilize óculos de proteção)

No parque Guel em Barcelona (passeio imperdível e obrigatório) você conhecerá inúmeras


aplicações de azulejos.

Interessante observar a beleza na utilização do azulejo ao lado. Está trincado? Foi proposital?

Você poderá descansar em um banco e tirar suas dúvidas.

Neste outro trabalho, observe a riqueza de detalhes. Foi planejado ou os técnicos assentaram os
pedaços de qualquer forma ?

Para os trabalhos em azulejos existem 3 caminhos:


1 - Azulejos trabalhados sem quebra
Para um trabalho rápido, a solução será a aplicação de um azulejo trabalhado, sem quebra.
Muitas pessoas adoram bandejas com azulejos trabalhados.
Veja o resultado nas fotos ao lado.

2 - Azulejos coloridos cortados em pedaços

3 - Mistura de azulejos trabalhados e coloridos com quebra , a la Gaudi:


Para fazer um trabalho diferenciado, utilize somente a parte central da figura de um azulejo.
Com um aparelho para cortar azulejos, risque a cerâmica e posicione na área reservada para
forçar o risco e cortar. Quebre as 4 laterais.

Para completar a área útil da bandeja utilize um azulejo azul escuro. Corte as tiras com o
cortador de azulejos. A medida deve ser suficiente para completar os 4 lados da bandeja. Duas
tiras ficaram em tamanho maior. Corte a sobra para permitir o encaixe.

Quebre o azulejo para dar maior criatividade ao trabalho. Decida antes de bater o pequeno
martelo, na parte central do azulejo, se quer muitas partes ou não. Utilize pouca força no
martelo para quebrar em 3 ou 4 partes.
Decida o espaçamento a ser deixado na colagem. Gaudi planejava pequeno espaçamento com
quebra irregular das partes, que se encaixavam perfeitamente.

Com pouco trabalho, montamos uma peça diferenciada.

O equipamento para riscar e cortar azulejo, é muito utilizado pelos pedreiros para cortar cerâmica. O melhor do mercado é o
CortaFácil da JuntaFácil, feito de plástico resistente e que corta tiras de até 1cm. A Makita (elétrica com serra) produz muito
pó ao cortar azulejo.

Para cortes arredondados em azulejos utilize um alicate de 2 roldanas.

Pastilhas de porcelana
Para riscar e quebrar (Utilize óculos de proteção)
Mantenha as porcas das vídeas fixas, sem rodar. Utilize sempre a chave alen (que faz parte do
alicate).
Utilize um riscador para riscar a pastilha de porcelana, e depois corte com o alicate.

Para cortes arredondados na pastilha de porcelana o alicate é apropriado. Vá beliscando as


laterais da pastilhas deixando-as no formato desejado.
O grande diferencial é que você poderá riscar em curva e depois quebrar.

O alicate da Juntafácil também poderá riscar e cortar as pastilhas de porcelana.

Assentamento (colagem)
Alvenaria
Na alvenaria e em vasos utilize o cimento-cola (argamassa) (muitos artesãos utilizam a cola branca em vasos). Existem
várias marcas de cimento-cola no mercado. Utilize o produto Pastifix para assentar as pastilhas e o mesmo já funcionará
como rejunte definitivo. Ideal para aplicar as pastilhas em placas ou no modo indireto. Aplique a argamassa Pastifix no
reboco, preencha os vãos entre as pastilhas (com espaçamento de 1 ou 2 mm) com a mesma argamassa e coloque a placa
no local, pressionando com um pedaço de madeira.Ao assentar em vasos coloque-o de boca para baixo, começando do
fundo para a boca.

Secou o rejunte? Remova o excesso com cuidado. Aguarde 24 horas para secar bem. No caso de pastilhas de vidro, após a
secagem passe um pano úmido no papel onde estão coladas, retirando-o com cuidado.

Objetos a serem colocados em áreas externas existem 3 opções:

٠ Muitos profissionais utilizam cola de silicone a base d'água para assentar e rejuntar. O problema é que ao rejuntar, a cola
não poderá ficar em cima da pastilha;
٠ ٠ A cola de contato poderá ser utilizada, porém seu odor é muito forte;
Prá que prego - Segundo o fabricante cola cerâmica, concreto, madeira, metal, plástico e vidro. Além de colar ele serve
para preencher rachaduras de até 1 cm. Ao rejuntar juntas maiores que 1 mm pode ser necessário aplicar 2 demãos. Ao
ser utilizado como rejunte, o excesso deverá ser retirado com pano úmido antes da secagem final.
Madeira

Utilize cola branca de qualidade. Colam muito bem as pastilhas. Não pode ser utilizada em áreas externas (exceto no
acabamento final feito com resina de alta qualidade).
Opções de aplicação:
٠ ٠ Passe a cola em cada pastilha e posicione na peça; ou
Passe a cola diretamente na madeira, em partes, e posicionar várias pastilhas ou pedaços de pastilhas ao mesmo tempo.
٠ Quando o fundo das pastilhas estiver irregular utilize a cola mais grossa (deixe descansar um pouco antes da aplicação);
Deixe a cola secar por 5 horas.

Uma opção interessante, é a colocação de um aplique em resina, para dar um


destaque especial ao trabalho. No caso ao lado, colamos a resina em placa de
MDF para ficar mais elevada (pintadas com Pátina Cera).

Para um acabamento mais refinado, passamos massa F12 nas laterais, ao invés de
trabalhar com rebaixo para mosaico.

Passe a massa F12 com extremo cuidado, pois quando for lixar não
poderá existir imperfeição.

Rejunte/ acabamento
Coloque uma fita crepe para proteger o aplique em resina, ou outras partes do
trabalho que queira proteger.
Para preparar o rejunte utilize um recipiente. Coloque 200ml (copo) de rejunte e um
copinho de café com água. Misture bem e aplique como na foto ao lado. Espalhe
muito bem, para preencher totalmente os vãos entre as pastilhas.
Para o acabamento ficar perfeito, corte as pastilhas deixando-as rentes à lateral do
objeto. Depois, lixe com lixa de ferro, para retirar saliências. A massa F12 aplicada
na lateral esconde a diferença entre a madeira e a lateral da pastilha. O efeito
alcançado dá a impressão de que a pastilha foi embutida na tampa da caixa.

Nos cantos as pastilhas de arremate devem ser cortadas em formato arredondado acompanhando a
lateral do objeto.

Fica mais bonito do que utilizar peça com rebaixo.

Limpeza do rejunte
Após a aplicação do rejunte retire com muito cuidado o excesso.
Deixe secar por 8 horas e faça a limpeza com uma esponja ou bombril (palha de aço fina). Limpe o
trabalho com pano úmido e deixe secar.

Acabamento com Pátina Cera


Antes da secagem final do rejunte, faça mais uma limpeza e aplique Cera
metalizada para obter um acabamento diferenciado. Com um gasto inferior,
você confere ao objeto um aspecto semelhante às pastilhas metalizadas.
Em pisos, objetos que ficarão em área externa e piscinas não utilize este tipo de
acabamento.
Após passar a Pátina cera (cobrindo todas as pastilhas e rejunte) lustre com
uma flanela
A pastilha utilizada foi a Clean, cor Tabaco.

A Pátina cera que a Soliarte revende, apresenta várias tonalidades metalizadas.

Acabamento com verniz ou resina

No mercado existem produtos específicos, para proteção contra intempéries ou evitar problemas como, por exemplo, a
queda de suco sobre uma bandeja.
Dentre as opções existentes destacamos:
٠ ٠ Resina para concreto aparente;
Verniz FC a base de água;
٠ Verniz comum à base de água, ideal para área externa (indicado mais para madeira).

Trabalho terminado

Ótimo... O importante é que todo trabalho em mosaico fica bonito e elegante. É uma arte em que a simplicidade e correta
aplicação, confere ao objeto ou peça um charme (classe), principalmente quando se utiliza pastilhas de vidro.Vale a pena.

Espaçamento e dilatação:

Como as Pastilhas de vidro não dilatam (é insignificante) alguns artesão deixam espaçamento de 1mm e outros não
rejuntam deixando as pastilhas lado a lado. A Soliarte recomenda que sempre se deixe um espaçamento, com aplicação de
rejunte, para evitar acidentes, principalmente com crianças.

Para acabamento externo com pastilhas de cerâmica ou azulejos inteiros é fundamental a utilização de juntas nos formatos
T e cruzeta +. Verifique em Edifícios como se desprendem blocos de pastilhas. Porque ocorre esse problema? É a falta das
juntas. Utilize as juntas e não retire. Ao colocar o rejunte em cima das juntas de dilatação e espaçador permite-se que o
movimento da construção e a exposição ao calor/frio seja absorvido pela junta. A durabilidade do rejunte será infinita.

Curiosidades
Uma dica importante: " O acabamento não precisa ser perfeito para agradar, como
publicado na revista italiana Casamia, edição de maio 2002 (foto ao lado)".

Pratique Mosaico !

O tempo vai passar deliciosamente, sua cabeça estará livre de pensamentos inúteis, você estará vivendo o
mosaico.
Ou, vá até Barcelona e visite o Park Guell e viva Gaudi, Gaudi, Gaudi !!!!
A utilização de pastilhas de vidro, principalmente em banheiros e piscinas e as pastilhas de cerâmica nas
fachadas de edifícios, locais públicos e casas está deixando as cidades mais coloridas e alegres. O mosaico
faz parte da própria história do homem, desde 3000 a.C. esta técnica já era amplamente utilizada.

Park Güell, Barcelona, Espanha

Você pode preferir visitar Paris ou outra preciosidade Européia. A diferença, é que somente
Barcelona tem Gaudi em todo o seu esplendor . Na foto ao lado, veja a cobertura do edifício Casa
Batlló, Paseo de Gracia, Centro de Barcelona, Espanha. Interessante notar a beleza na utilização
de cacos de cerâmica por Gaudí. Dica: Na calçada do outro lado da rua onde fica o Edifício Casa
Batlló existem bares com mesas na calçada. Não existe lugar mais agradável.
No centro da cidade de São Paulo - SP no Brasil, em julho de 2000, foi concluída a obra de revitalização do
viaduto Santa Efigênia. Toda sua estrutura metálica e de alvenaria foi recuperada. Recebeu pintura
especial para evitar o desgaste com o tempo. Toda a obra levou em consideração os detalhes
estabelecidos em 26 de junho de 1913. As juntas de dilatação do piso e laje foram recuperadas. A
colocação das pastilhas que revestem o tabuleiro do piso foi paginada pelo escritório Aflalo & Gasperini. O
piso foi totalmente trocado e feito com pastilhas, mesmo revestimento usado na época da construção do
viaduto. A colocação das pastilhas exigiu atenção especial. Foram realizados testes de resistência do
contrapiso, a coloração das pastilhas foi avaliada visto que a areia utilizada na fabricação do revestimento
original não está mais disponível no mercado. A Jatobá, industria de pastilhas de porcelana no Brasil,
montou um processo de produção diferenciado dentro de sua fábrica para produzir esse material. (Revista
Construção, da Editora Pini, edição de julho de 2000).
Se você estiver a passeio na cidade de São Paulo-SP não deixe de fazer uma visita ao Viaduto Santa Efigênia para conhecer
todo o trabalho desenvolvido. Que a Prefeitura de São Paulo continue seu trabalho de recuperação do centro da cidade.