Você está na página 1de 5

5.

4 GESTÃO DE PESSOAS

Carga horária: 60 horas aulas

Descrição da Disciplina
a) Contextualização

O homem como ser biopsicossocial constrói o relacionamento com as pessoas


tendo como base a construção da sociedade. Com isto, o desenvolvimento de
habilidades e competências específicas pessoais tem sido cada vez mais requerido no
mundo contemporâneo.
A efetiva interação entre o homem e seu ambiente social aumenta e consolida-se
a partir da variada gama de informações disponíveis, incorporadas às novas tecnologias,
e do processo dentro da organização e da sociedade, mas principalmente pelo
relacionamento humano.
Nesse contexto, surge na Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), a
identificação funcional do Chefe de Polícia Ostensiva, o profissional, em nível de
oficial, gestor das atividades de Polícia Ostensiva e possuidor de conhecimento,
capacidade e habilidade para planejar, coordenar e dirigir as atividades constitucionais
da Corporação. Essa função se enquadra na visão de Polícia Comunitária, na qual o oficial
passa a exercer o papel de “líder social” em sua área de competência, a fim de garantir o
exercício pleno da cidadania para todos aqueles que se encontram sob sua
tutela.
Para que esteja habilitado a enfrentar as situações delituosas em seu cotidiano, o
oficial da PMGO deve ser portador de conhecimentos, habilidades e atitudes que o farão
decidir como melhor agir nos momentos em que estará executando o papel
constitucional de sua instituição.

b) Objetivos gerais da disciplina


Criar condições para que o Oficial da Policial Militar possa:

ampliar conhecimentos para:


- gerir pessoas conforme os modelos de gestão, a fim de atingir os objetivos
institucionais;
- conceituar e discutir os aspectos da liderança, criatividade, motivação e
comunicação.
desenvolver e exercitar habilidades para:
- aplicar as técnicas de gestão de pessoas;
- aplicar os princípios de chefia e liderança;
- selecionar estratégias adequadas de ação, visando uma condução
harmoniosa e salutar dos recursos humanos disponíveis.
fortalecer atitudes para:
- demonstrar capacidade de gestão através de uma conduta compatível com
a atividade profissional, visando à melhoria da imagem institucional;
- reconhecer a importância da individualidade, exercendo com serenidade o
altruísmo.

c) Vínculo com o perfil profissiográfico


Compete ao Oficial da Policial Militar:
- planejar, coordenar, dirigir e executar as atividades de Polícia Ostensiva e
preservação da ordem pública.
- planejar, coordenar, dirigir e executar o policiamento ostensivo realizando
a fiscalização sobre o ambiente social, de forma a prevenir ou neutralizar os fatores de
risco que possam comprometer a ordem pública;
- coordenar junto à comunidade e demais órgãos públicos as atividades de sua
área de responsabilidade que venham a interferir na preservação da ordem pública;
- coordenar e executar ações de prevenção e repressão imediata dos ilícitos
penais e infrações administrativas definidas em lei;
- coordenar e executar ações preventivas, como força de dissuasão, em
locais ou áreas específicas onde se presuma ser possível a perturbação da ordem
pública;
- coordenar e executar ações repressivas, como força de contenção, em
locais ou áreas específicas onde ocorra a perturbação da ordem pública;
- exercer o Poder de Polícia Judiciária Militar na apuração das infrações
penais militares que envolvam seus membros;
- coordenar e executar as inspeções e ações correcionais, em caráter
permanente ou extraordinário, na esfera de sua competência;
- planejar, coordenar e executar o emprego dos recursos humanos e
materiais necessários para o desempenho da atividade fim, cumprindo a política de pessoal
e administrativa Institucional;
- comunicar a autoridade competente as ações meritórias observadas em sua
área de atuação;
- fiscalizar e executar as ações policiais visando aplicação dos direitos
humanos, frente às necessidades da pessoa humana, a fim de garantir o exercício pleno da
cidadania;
- planejar, coordenar e executar o cumprimento das ordens judiciais e
quando necessário, em conjunto com os demais órgãos envolvidos;
- implementar ações em sua esfera de competência visando uma gestão de
qualidade;
- planejar e implementar a política de ensino e instrução para formação,
especialização, aperfeiçoamento, adaptação, habilitação e treinamento do seu efetivo;
- gerenciar as situações de crise em sua área de responsabilidade, integrando
os órgãos necessários para a resolução do problema, observada sua esfera de competência;
- promover e cultuar os princípios morais, cívicos e militares na sua esfera
de competência.

d) Conteúdos

UD I - Evolução da gestão de pessoas

UD II - Administração de pessoas num contexto de mudanças

UD III - Papel estratégico das pessoas na Administração Pública


UD IV - Gestão de equipes, gestão por competências e gestão do conhecimento

UD V - Gestão de pessoas no setor público: teoria e prática

UD VI - Gerenciamento de pessoas com foco em resultados

UD VII - Políticas de desenvolvimento de servidores.

- carreiras;

- estruturação de cargos e funções no setor público

UD VIII - Avaliação de desempenho individual;


UD IX - Sistemas de informações gerenciais na gestão de pessoas;
UD X - Higiene e segurança no trabalho;
UD XI - Qualidade de vida no trabalho;
UD XII - Gestão de pessoas no contexto da organização moderna;
UD XIII - Tendências da área de gestão de pessoas no serviço público.

e) Instruções metodológicas
Aplicação de aulas com utilização do método expositivo e coordenação das leituras
das obras: O Príncipe (Maquiavel); A Arte da Guerra (Sun Tzu); O Monge e o Executivo
(James C. Hunter) e Qual a Tua Obra (Mário Sérgio Cortella). E, também a exibir filmes
seguidos da técnica de debate cruzado.

f) Avaliação da aprendizagem
1ª Verificação: ao final da leitura de cada livro aplicar uma verificação da
aprendizagem escrita, com o valor máximo 2,5 pontos;
Verificação Final (avaliação escrita presencial) ................... 02 horas aulas.

g) Referências Bibliográficas

HUNTER, James C. O monge e o executivo: uma história sobre a essência da


liderança; tradução de Maria da Conceição Fornos Magalhães. Rio de Janeiro:
Sextantes, 2004.

. Como se tornar um líder servidor: os princípios da liderança do monge e o


executivo; tradução de A. B. Pinheiro Lemos. Rio de Janeiro: Sextantes, 2006.
MAXWELL, John C. Segredos da liderança: o que todo líder precisa saber; tradução
de Valéria Delgado. São Paulo: Mundo Cristão, 2003.

MOTTA, Paulo Roberto. Gestão contemporânea: a ciência e a arte de ser dirigente.


13. ed. Rio de Janeiro: Record, 2002.

NIVEN, David. Os 100 segredos das pessoas felizes. Trad. de Maria Claudia Coelho.
9. ed. Rio de Janeiro: Sextantes, 2001.

BOHLANDER, George W. Administração de Recursos Humanos. São Paulo:


Cengage Learning, 2009.

Você também pode gostar