Você está na página 1de 83

Noções Gerais sobre o Sistema Circulatório

UFCD 6566 – Profª Isabel Henriques


Noções gerais sobre o sistema circulatório e respiratório

Código: 6566 Carga Horária: 50 horas

Objetivos

• Identificar as estruturas do sistema circulatório e suas funções, bem como


sinais e sintomas de alerta de problemas associados.
• Identificar as principais implicações para os cuidados de saúde a prestar

Professora Isabel Henriques


pelo/a Técnico/a Auxiliar de Saúde ao utente com alterações do sistema
circulatório.
• Identificar as estruturas do sistema respiratório e suas funções, bem como
sinais e sintomas de alerta de problemas associados.
• Identificar as principais implicações para os cuidados de saúde a prestar
pelo/a Técnico/a Auxiliar de Saúde ao utente com alterações do sistema
respiratório.
• Explicar que as tarefas que se integram no âmbito de intervenção do/a
Técnico/a Auxiliar de Saúde terão de ser sempre executadas com orientaç
ão e supervisão de um profissional de saúde. 2
Noções gerais sobre o sistema circulatório e respiratório

Código: 6566 Carga Horária: 50 horas

Objetivos

• Identificar as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão directa


do profissional de saúde e aquelas que podem ser executadas sozinho.
• Explicar a importância de manter autocontrolo em situações críticas e

Professora Isabel Henriques


de limite.
• Explicar a importância de se actualizar e adaptar a novos produtos, materi
ais, equipamentos e tecnologias no âmbito das suas actividades.
• Explicar o dever de agir em função das orientações do Profissional de saú
de.
• Explicar o impacte das suas acções na interacção e bem-estar emocional
de terceiros.
• Explicar a importância da sua actividade para o trabalho de equipa multidi
sciplinar.
3
Noções gerais sobre o sistema circulatório e respiratório

Código: 6566 Carga Horária: 50 horas

Objetivos

• Explicar a importância de assumir uma atitude próativa na melhoria contínua


da qualidade, no âmbito da sua acção profissional.
• Explicar a importância de agir de acordo com normas e/ou procedimentos

Professora Isabel Henriques


definidos no âmbito das suas actividades.
• Explicar a importância de prever e antecipar riscos.
• Explicar a importância da concentração na execução das suas tarefas.
• Explicar a importância de desenvolver uma capacidade de alerta que permita
sinalizar situações ou contextos que exijam intervenção.

4
Sistema
Circulatório

Professora Isabel Henriques


5
Sistema Circulatório
Constituído por:

Sangue - líquido que circula


pelo sistema vascular
sanguíneo

Professora Isabel Henriques


Vasos Sanguíneos – asseguram
a distribuição do sangue a
todas as partes do corpo

Coração – órgão propulsor da


corrente sanguínea 6
Sistema Circulatório

Como é constituído o sangue?

Glóbulos Vermelhos ou Eritrócitos ou Hemácias

Professora Isabel Henriques


Glóbulos Brancos
ou
Leucócitos

7
Plasma

Plaquetas sanguíneas ou trombócitos


Sistema Circulatório

Constituintes do sangue

Professora Isabel Henriques


8
Sistema Circulatório

Imagem representativa dos constituintes do Sangue

Glóbulos
vermelhos

Professora Isabel Henriques


(eritrócitos)

Glóbulos
brancos
(leucócitos)

Plasma

Plaquetas
Sistema Circulatório

Como é constituído o sangue?

Professora Isabel Henriques


10
Sistema Circulatório
Como é constituído o sangue?

Plasma – Parte líquida do sangue, constituído essencialmente por


água (90%) e proteínas (6 a 8%)

Leucócitos

Professora Isabel Henriques


4 a 11 milhares/mm3

Plaquetas

250 a 400 milhares/mm3

Eritrócitos
11
4,5 a 6,5 milhões/mm3
Sistema Circulatório

Como é constituído o sangue?

Sangue

Professora Isabel Henriques


Fração líquida Elementos
celulares

Eritrócitos Leucócitos
Plasma Plaquetas
(Glóbulos (Glóbulos
vermelhos) Brancos)

92% água 12
•Compostos químicos (sais
minerais, oxigénio, dióxido de
carbono, hormonas…)
Sistema Circulatório

Funções do sangue
Glóbulos vermelhos
➢ Contêm hemoglobina (molécula de cor vermelha que
transporta O2 e CO2).
➢ São produzidos no interior dos ossos (medula óssea).

Professora Isabel Henriques


➢ Duram 120 dias.
➢ São destruídos no baço.

13
Sistema Circulatório

Funções do sangue

Glóbulos Brancos (leucócitos)

➢ Defendem o organismo contra tumores, microrganismo e


toxinas.

Professora Isabel Henriques


➢ Podem destruir as células invasoras através da diapedese
e fagocitose
➢ Podem produzir anticorpos.

14
Sistema Circulatório
Leucócitos

Diapedese

Professora Isabel Henriques


Fagocitose

15
Sistema Circulatório

Funções do sangue

Plaquetas
➢ Em caso de rutura dos vasos sanguíneos, reduzem a perda
de sangue por hemorragia. Formam agregados de plaquetas
e libertam fibrina (proteína)  Coagulação.

Professora Isabel Henriques


➢ A coagulação dos vasos do cérebro pode causar um acidente
vascular cerebral, causando ataque cardíacos e embolia
pulmonar.

16
Sistema Circulatório

O sangue desempenha várias funções no organismo:

 Transporte de nutrientes e outras substâncias para todas as células (Plasma)

Professora Isabel Henriques


 Transporte de oxigénio e dióxido de carbono (Hemácias)

 Defesa do organismo contra corpos estranhos (leucócitos)

 Coagulação em caso de Hemorragia (plaquetas)


17
Sistema Circulatório

Funções do sangue

Oxigénio

Professora Isabel Henriques


“Lixo” do
metabolismo

Nutrientes Dióxido
de
carbono
18
Sistema Circulatório

ONDE SE FORMAM OS COMPONENTES DO SANGUE?

Professora Isabel Henriques


19
Sistema Circulatório

Vasos Sanguíneos

Professora Isabel Henriques


20
Sistema Circulatório

O vasos sanguíneos são classificados em:

•Veias: levam o sangue para o coração.


As suas paredes são mais finas do que as das artéria.

Professora Isabel Henriques


•Artérias: levam o sangue que sai do coração.
As suas paredes são mais espessas e dilatáveis.

•Capilares: levam o sangue aos tecidos.


As suas paredes são extremamente finas o que permite a
passagem dos gases para fora do capilar.

21
Sistema Circulatório

Estrutura dos Vasos Sanguíneos

Artérias

▪ Transportam o sangue do coração para os órgãos e tecidos

▪ Possuem paredes espessas e elásticas, resistentes à pressão


Arteríolas
sanguínea

Professora Isabel Henriques


▪ Vasos sanguíneos de menor calibre

Capilares ▪ Possuem paredes com uma única camada de células

▪ São permeáveis, permitindo a passagem de diversas substâncias

(nutrientes e gases)
Vénulas
Veias ▪ Transportam o sangue dos órgãos e tecidos para o coração

▪ As suas paredes são menos espessas e elásticas que as das artérias22

▪Possuem Válvulas Venosas que impedem que o sangue retroceda


Sistema Circulatório

O vasos sanguíneos são classificados em:

Artérias

➢ Conduzem o sangue desde o coração a todos os órgãos do


corpo;

Professora Isabel Henriques


➢ Têm paredes grossas;
➢ São musculares e elásticas.

23
Sistema Circulatório

O vasos sanguíneos são classificados em:

Veias

•Conduzem o sangue de volta ao coração;


•As suas paredes são finas e elásticas.

Professora Isabel Henriques


24
Sistema Circulatório

O vasos sanguíneos são classificados em:

Capilares

•São vasos microscópicos que fazem a ligação entre as

Professora Isabel Henriques


artérias e as veias;

•Têm paredes muito finas pois é através delas que passam


os gases e os nutrientes.

25
Sistema Circulatório

Estrutura dos Vasos Sanguíneos

Professora Isabel Henriques


26
Sistema Circulatório

Válvulas Venosas

Professora Isabel Henriques


https://pt.wikipedia.org/wiki/Ecodoppler_venoso_dos 27
_membros_inferiores#/media/File:Venous_valve_00
013.gif
Sistema Circulatório

A circulação sanguínea

Pequena
Circulação ou

Professora Isabel Henriques


Pulmonar

Grande
Circulação ou
Sistémica

28
Sistema Circulatório

A circulação sanguínea

Pequena
Circulação ou
Pulmonar

Professora Isabel Henriques


Grande
Circulação ou
Sistémica

29
Sistema Circulatório

A circulação sanguínea

Pequena
Circulação ou
Pulmonar

Professora Isabel Henriques


Grande
Circulação ou
Sistémica

30
Sistema Circulatório

A circulação sanguínea

Pequena Circulação ou Circulação


Pulmonar
• O sangue é impulsionado para

Professora Isabel Henriques


os pulmões.

Grande Circulação ou Circulação


Sistémica
• O sangue é impulsionado para
todo o corpo como sangue
arterial.
• A sua função é fazer chegar
oxigénio e nutrientes a todas as 31
células.
Sistema Circulatório

Circulação pulmonar

Ventrículo Artéria Alvéolos Veias Aurícula


direito Pulmonar pulmonares pulmonares esquerda
Sangue Sangue Sangue Sangue
venoso venoso arterial arterial

Professora Isabel Henriques


Transformações ocorridas

O sangue venoso  sangue arterial

CO2

Coração Pulmões
32
O2
Hematose Pulmonar
Sistema Circulatório

A pequena circulação

•O sangue sai do ventrículo direito pelas


artérias pulmonares e dirige-se aos

Professora Isabel Henriques


pulmões, para que se possa dar a
hematose pulmonar.
•O sangue passa de venoso a arterial.
•O sangue regressa ao coração pelas
veias pulmonares entrando na cavidade
que se chama aurícula esquerda.

33
Sistema Circulatório
Circulação Sistémica

Ventrículo Artéria Veias Aurícula


esquerdo Aorta Células Cavas direita
Sangue Sangue Sangue Sangue
arterial arterial venoso venoso

Professora Isabel Henriques


Transformações ocorridas

O sangue arterial  sangue venoso


O2

Coração Células
34

CO2
Sistema Circulatório

Grande circulação

•O principal papel é levar o sangue


oxigenado (arterial) a todo o corpo.

Professora Isabel Henriques


•O sangue que entra na aurícula
esquerda, vindo dos pulmões, é
lançado para o ventrículo esquerdo e
sai do coração pela maior artéria que
nós temos, a aorta.
•Vai para o corpo e regressa à parte
direita do coração.

35
Sistema Circulatório

Grande circulação

•O sangue que vem da parte


inferior do corpo regressa pela
veia cava inferior.

Professora Isabel Henriques


•O sangue que vem da parte
superior do corpo regressa pela
veia cava superior.

•A grande circulação termina com


o sangue a entrar na aurícula
direita, como sangue venoso.
36
Sistema Circulatório

Professora Isabel Henriques


37
Sistema Circulatório

❖Circulação Pulmonar ou Pequena Circulação


• Responsável pela oxigenação do Sangue

Ventrículo Artéria Alvéolos Veias Aurícula


direito Pulmonar pulmonares pulmonares esquerda
Sangue Sangue Sangue Sangue

Professora Isabel Henriques


venoso venoso arterial arterial

❖Circulação Sistémica ou Grande Circulação


• Responsável pela irrigação sanguínea a todo o organismo

Ventrículo Artéria Veias Aurícula


esquerdo Aorta Células Cavas direita
Sangue Sangue Sangue Sangue
arterial arterial venoso venoso
38
Sistema Circulatório

Circulação Sanguínea

Professora Isabel Henriques


39
Sistema Circulatório

CORAÇÃO

Para cumprir a sua função, o sangue


tem de percorrer o nosso organismo

Professora Isabel Henriques


sem parar, pelo que é impulsionado
por um órgão musculoso que
funciona como uma bomba - o
coração.

40
Sistema Circulatório

CORAÇÃO

O coração dos mamíferos,

Professora Isabel Henriques


incluindo o do homem, tem quatro
cavidades, duas aurículas e dois
ventrículos.

41
Sistema Circulatório

CORAÇÃO

•As cavidades da direita não


comunicam com as da esquerda,
uma vez que se encontram

Professora Isabel Henriques


separadas pelo septo.

•Pelas cavidades da direita


circula sangue venoso.

•Pelas cavidades da esquerda


circula sangue arterial.
42
Sistema Circulatório
Constituição do Coração

Artéria Aorta
Veia Cava Superior

Artéria Pulmonar Artéria Pulmonar

Veias Pulmonares Veias Pulmonares

Professora Isabel Henriques


Válvulas Semilunares
Aurícula Esquerda
Aurícula Direita
Válvula Bicúspide ou
mitral
Válvula Tricúspide Ventrículo Esquerdo

Ventrículo Direito 43

Veia Cava Inferior Miocárdio

Septo cardíaco
Constituição do Coração
Artéria Aorta
Artéria Pulmonar

Veia Cava Superior


Aurícula Esquerda

Artéria Pulmonar Veias Pulmonares

Professora Isabel Henriques


Aurícula Direita
Válvula Semilunar aórtica

Válvula Tricúspide

Válvula Bicúspide

Válvula Semilunar pulmonar


44
Veia Cava Inferior Ventrículo Esquerdo
Ventrículo Direito Septo cardíaco
Sistema Circulatório

Como funciona o coração: Ciclo Cardíaco

O músculo cardíaco, o miocárdio


efetua uma sequência de

Professora Isabel Henriques


movimentos de contração que
duram cerca de 0,8 s.
Corresponde à sequência de
movimentos:
• Contração - sístole
• Relaxamento – diástole
45
Sistema Circulatório
Ciclo Cardíaco

Professora Isabel Henriques


46
Sistema Circulatório
Ciclo Cardíaco

Professora Isabel Henriques


47
Sistema Circulatório
Ciclo Cardíaco

Professora Isabel Henriques


48
Sistema Circulatório
Ciclo Cardíaco

Professora Isabel Henriques


49
Como funciona o Coração: Ciclo Cardíaco

0,4s
0,1s

Professora Isabel Henriques


0,3s Sístole Auricular
1º Ruído
Diástole Geral
2º Ruído

50
Sístole Ventricular
Sistema Circulatório
Sistema Circulatório
Pressão Sanguínea
Pressão Sistólica

Professora Isabel Henriques


51

Pressão Diastólica
Sistema Circulatório
Pressão Sanguínea

Professora Isabel Henriques


Grande redução na
pressão sanguínea.
Como é que o sangue
volta ao coração?
Vasos próximos do Aumenta a área, logo a
coração. A pressão é pressão cai. Importante
elevada. para permitir que haja
52
tempo para as trocas
com os tecidos.
Sistema Circulatório

• O bombeamento cardíaco
funciona como força de
sucção.
• As veias estão muitas vezes

Professora Isabel Henriques


rodeadas por músculos
esqueléticos que, ao
contraírem-se durante os
movimentos, as comprimem,
exercendo uma pressão sobre
o sangue que nelas circula.
• A existência de válvulas
venosas impede o retrocesso
do sangue, movimentando-se 53
este em direção ao coração.
Sistema Circulatório

• Os movimentos respiratórios
também contribuem para que o sangue
das veias volte ao coração. Durante a
inspiração, a diminuição da pressão na

Professora Isabel Henriques


caixa torácica provoca o deslocamento
em direção ao coração, do sangue
contido nas veias mais afastadas.
• O abaixamento da pressão nas
aurículas durante a diástole também
provoca um movimento do sangue na
direção do coração.

54
Sistema Circulatório

Professora Isabel Henriques


55
Sistema Circulatório

Hemograma

Professora Isabel Henriques


56
Sistema Circulatório
Eletrocardiograma – perceção da atividade cardíaca

Professora Isabel Henriques


57
Sistema Circulatório

Pressão arterial
É a pressão exercida pelo sangue contra a parede das
artérias.

Pode ser:
•Máxima 120 mmHg*– pressão máxima ou sistólica;

Professora Isabel Henriques


•Mínima 80 mmHg*, essa é a pressão mínima ou
diastólica.

58

* milímetros de mercúrio
Sistema Circulatório

Pressão arterial

Professora Isabel Henriques


59
Sistema Circulatório
Medir a Pressão Arterial - Aparelhos mais antigos

(a)A pressão na bolsa de ar maior que 120 mmHg


interrompe o fluxo sanguíneo para o braço.
Com o estetoscópio, o examinador verifica que
não há passagem de sangue pela artéria.

Professora Isabel Henriques


(b)A pressão na bolsa de ar entre 80 e 120 mmHg
permite o fluxo de sangue durante a sístole. O
som da passagem de sangue é audível no
estetoscópio. A pressão mostrada nesse
momento é a pressão máxima ou sistólica.

(c)A pressão na bolsa de ar menor que 80 mmHg


permite fluxo de sangue durante a diástole; os
sons são audíveis no estetoscópio. Essa é a
pressão mínima ou diastólica 60
Sistema Circulatório
Medir a Pressão Arterial - Aparelhos mais modernos

Professora Isabel Henriques


61
Sistema Circulatório
Medir a Pressão Arterial - Aparelhos mais modernos
1. Bons equipamentos, prefira medidores de braço, os de pulso
não são fiáveis.
2. Use uma braçadeira de tamanho adequado. Se o contorno
do braço, acima do cotovelo, tiver mais de 32 cm use uma
braçadeira grande (tamanho 3 ou Large)

Professora Isabel Henriques


3. Posição sentado, com o medidor à altura do peito.
4. Descanse cinco minutos antes de medir.
5. Meça no braço que costuma ter a pressão mais elevada; para
a maioria das pessoas é o braço direito.
6. Não fale, nem se mexa, durante a medição.

62
Sistema Circulatório
Medir a Pressão Arterial - Aparelhos mais modernos
7. Confirme, repetindo a medição.
8. Meça a pressão arterial a diferentes horas, dias de trabalho e
de descanso. A pressão varia muito ao longo do dia e convém
que esteja sempre controlada

Professora Isabel Henriques


9. Não confie na sua memória; registe sempre a data, hora e o
valor da pressão arterial. São informações muito valiosas para a
decisão clínica.
10. Em caso de valores alterados, ou de dúvidas, consulte o
médico, enfermeiro, farmacêutico ou linha de saúde.

Teresa Gomes Mota


Cardiologista e Membro do Conselho de Administração da FPC
63
Sistema Circulatório
Medir a Pressão Arterial - Aparelhos mais modernos

Medem:
▪ A pressão máxima ou sistólica;
▪ A pressão mínima ou diastólica;
▪ A pulsão.

Professora Isabel Henriques


64
Sistema Linfático

❖ Além dos vasos sanguíneos existe


um outro sistema de vasos denominado
de Sistema Linfático, responsável pelo
transporte da Linfa.

Professora Isabel Henriques


❖ Linfa é um fluído constituído por
plasma e pelos glóbulos brancos que
atravessam as paredes dos capilares
sanguíneos para os espaços
intersticiais.
65
Sistema Linfático
Linfa
❖ A linfa encontra-se em contacto direto com as células, pelo que
permite a troca de materiais indispensáveis a estas.
❖ É depois recolhida pelos capilares linfáticos.
❖ Os capilares linfáticos reúnem-se em vasos de maior calibre que
devolvem a linfa à circulação sanguínea.

Professora Isabel Henriques


66
Sistema Linfático
Linfa
❖ A linfa representa assim um meio intermédio entre o sangue e as células.
❖ Linfa intersticial – fluido que se encontra nos tecidos, entre as células.
❖ Linfa circulante – fluido que circula no interior dos vasos linfáticos.

Professora Isabel Henriques


1.Capilar Sanguíneo;
2.Plaquetas;
3.Eritrócitos;
4.Leucócitos;
5.Plasma;
6.Célula;
7.Linfa intersticial;
8.Capilar linfático;
67
9.Linfa circulante.
Doenças cardiovasculares

Professora Isabel Henriques


68
Hipertensão arterial

Insuficiência cardíaca

Angina de peito e Arritmias

Professora Isabel Henriques


Enfarte agudo do miocárdio

Valvulopatias

Doença Vascular Periférica e Varizes

69
Colesterol e Triglicéridos
Doenças cardiovasculares

Hipertensão Arterial
O que é? Causas? Sinais e Prevenção
Elevação Devida a uma Sintomas e/ou modos
combinação de de atuação
anormal da Não causa

Professora Isabel Henriques


factores
pressão dentro hereditários, quaisquer Tratamento
das artérias ambientais e de sintomas: só se farmacológico
aumenta o erros no estilo de descobre
vida. e redução das
risco de medindo. suas
-Excesso de consumo
perturbações de sal complicações.
como o AVC. - Excesso de peso
corporal
- Excesso de álcool
- Sedentarismo 70
- Tabaco
Doenças cardiovasculares

Insuficiência Cardíaca
O que é? Causas? Sinais e Prevenção
Doença grave em Sintomas e/ou modos
• Idade mais
que a quantidade avançada; de atuação
• Cansaço;

Professora Isabel Henriques


de sangue que o Com
• Hipertensão • Falta de ar
coração bombeia medicamentos,
arterial; (dispneia);
por minuto diversos
(débito cardíaco) • Enfarte do • Excesso de dispositivos e
é insuficiente miocárdio; líquidos nos alterações de
para satisfazer as • Diabetes. pulmões ou nos comportamentos.
necessidades de membros
oxigénio e de (edemas).
nutrientes do
organismo. 71
Doenças cardiovasculares

Angina de Peito
O que é? Causas? Sinais e Prevenção
Sintomas e/ou modos
Dor ou Redução no fluxo
desconforto sanguíneo é, Sensações de
de atuação
Tratamento com

Professora Isabel Henriques


peitorais quase sempre, um pressão,
resultantes da estreitamento ou repouso e com
desconforto, uso de
doença bloqueio de uma preenchimento,
ou mais das medicamentos.
coronária, na aperto ou • Práticas de vida
qual o músculo artérias mesmo dor na saudável;
cardíaco não coronárias. região central do • exercício físico;
recebe o sangue • A aterosclerose • controlo do peso;
peito. • evitar o consumo
de que necessita • Redução dos de tabaco e de
para a sua níveis de álcool:
atividade. magnésio • controlo da tensão 72
• Consumo de arterial e do
tabaco. colesterol;
• consulta médica
regular.
Doenças cardiovasculares
Arritmias
O que é? Causas? Sinais e Prevenção
ocorrem quando os •Doença cardíaca Sintomas e/ou modos
impulsos elétricos (doença das artérias de atuação
do coração que Algumas
coronárias);
provocam

Professora Isabel Henriques


coordenam os •Enfarte do Tratamentos com de
batimentos poucos sintomas fármacos, dispositivos
miocárdio;
cardíacos não são eletrónicos ou
•Hipertensão ou nenhuns
emitidos de um intervenções
arterial; Podem causar:
modo adequado, cirúrgicas.
•Mau •Enjoos; Prevenção: Dieta
fazendo com que o
funcionamento das
coração bata
válvula;
•Vertigem; equilibrada, exercício
demasiado físico, controlo da
•Insuficiência •Desmaio pressão arterial e do
depressa,
demasiado devagar cardíaca; •Palpitações; colesterol,
ou de um modo •Doenças cardíacas •Dor no peito; deixar de fumar e
congénitas; •Dificuldade na reduzir o consumo de 73
irregular.
•Diabetes; respiração. álcool e de café e
•Obesidade; controlo da
•Apneia do sono. ansiedade e do stress.
Doenças cardiovasculares
Enfarte Agudo do Miocárdio
O que é? Causas? Sinais e Prevenção
Ocorre quando Coágulos que, por Sintomas e/ou modos
uma ou mais sua vez, resultam •Dor em forma de de atuação
artérias que do processo de aperto, sensação •Medicamentos;

Professora Isabel Henriques


de peso ou pressão •Técnicas que
irrigam o coração aterosclerose, que no centro do peito.
ficam bloqueadas envolve desbloqueiam a
•A dor tende a artéria entupida;
e este órgão não estreitamento e irradiar para as
rigidez das •Deixar de fumar,
recebe sangue e costas, braço
•Realizar exercícios
oxigénio nas artérias. esquerdo, maxilar
Níveis elevados de ou pescoço. caminhar, nadar,
quantidades de andar de bicicleta;
triglicéridos e de •Respiração torna-se
que necessita e irregular e rápida, •Manter de um
colesterol LDL
as células da área conduz à formação ritmo cardíaco. peso adequado.
do coração de placas no •Tonturas, fraqueza, NOTA: Existem
afectada interior das náuseas e vómitos, factores de risco - 74
morrem. sudação e uma hipertensão arterial,
artérias, reduzindo sensação de
o fluxo sanguíneo. diabetes ou
pânico. colesterol.
Doenças cardiovasculares
Valvulopatias
Prevenção e/ou
O que é? Causas? Sinais e modos de
Afetam as •Febre reumática; Sintomas atuação
•Malformações •Tratar amigdalite
válvulas
congénitas das
•Sensação de (antibiótico prevenir
cardíacas, falta de ar;

Professora Isabel Henriques


válvulas cardíacas; a febre reumática e
impedindo a •Endocardites, •Dor torácica; lesão das válvulas
abertura e/ou o (processos cardíacas;
encerramento infeciosos das •Síncope •O controlo da
adequados de válvulas; (desmaio); pressão arterial,
uma ou mais •Traumatismos; •Arritmias, com diabetes e da
dessas válvulas. •Doença coronária, aterosclerose;
sensação de
•Hipertensão •Evitar o tabaco e
arterial, palpitações; álcool;
•Aneurismas, Pode surgir •Dieta equilibrada,
•Tumores febre. pobre em sal e
75
•Uso de drogas gorduras;
•Exposição a •Realizar exercício
radiações. físico e manter o
peso.
Doenças cardiovasculares

Colesterol
O que é? Causas? Sinais e Prevenção
Sintomas e/ou modos
Lipoproteínas de •Dieta rica em
baixa densidade consumo de Níveis elevados de atuação

Professora Isabel Henriques


(LDL): “mau” gorduras de de colesterol •Reduzir o
colesterol, que se origem animal; podem
consumo de
por deposita na representar uma
parede das •excesso de peso; séria ameaça alimentos ricos
artérias, •Falta de exercíciosilenciosa e passar em gorduras
provocando físico; despercebidos até saturadas e
aterosclerose. •Hereditariedade. acontecer um colesterol.
Quanto mais altas evento cardíaco •Praticar exercício.
forem as LDL no •Deixar de fumar.
Os valores normais (Enfarte do
sangue, maior é o Miocárdio) ou •Tomar a
risco de doença do colesterol 76
devem ser um AVC. medicação
cardiovascular.
inferiores a 190 prescrita.
mg/dl.
Doenças cardiovasculares
Normal

Professora Isabel Henriques


Formação da placa
aterosclerótica

77
Devem-se essencialmente à acumulação de gorduras na parede das
artérias = Aterosclerose
Doenças cardiovasculares
Triglicéridos
Sinais e Prevenção
O que é? Causas? e/ou modos
Sintomas
São a reserva de •Alimentação rica Normalmente não de atuação
energia do corpo
em gorduras; • Recurso a

Professora Isabel Henriques


humano pois provocam sintomas,
fornecem •Produção do Alguns sinais dos medicamentos;
próprio triglicerídeos altos: • Fazer exercício
"combustível"
organismo; •Pequenas bolsas físico;
para os brancas na pele,
•Pouca atividade olhos, cotovelos ou • Dieta equilibrada
músculos.
Quando os e pobre em
física; dedos;
triglicéridos não gorduras:
•Fatores •Acúmulo de gordura
• Redução consumo
são usados hereditários. na região da barriga
passam a ser e em outras regiões de bebidas
armazenados no do corpo; alcoólicas e
78
tecido adiposo, •Aparecimento de açúcar.
manchas brancas na
como gordura. retina.
Doenças cardiovasculares
Doença Vascular Periférica
O que é? Sinais e Prevenção
Causas? Sintomas e/ou modos
Doença de
natureza •Consumo se •Alguns sinais dos de atuação

Professora Isabel Henriques


obstrutiva do tabaco; triglicerídeos altos: • Mudança no estilo
lúmen arterial, dor nas pernas ao
•diabéticos,; de vida;
resultando num caminhar;
•Obesos; •Sensação de
•Parar de fumar;
défice de fluxo •Presença de dormência ou •controlar a
sanguíneo aos fraqueza nas pernas, diabetes e a
doença renal
tecidos cuja pés; hipertensão
principal associada a
•Pernas mais frios arterial;
consequência é a hemodiálise. e/ou mais pálidos; •Perder peso;
presença de •Feridas que não •Reduzir o
sinais e sintomas cicatrizam; 79
colesterol;
característicos de •Dor nos pés ou nos
dedos durante o
•Praticar exercícios.
isquémia. repouso.
Doenças cardiovasculares
Varizes
O que é?
Veias dilatadas e Causas? Sinais e
tortuosas Sintomas
localizadas •Excesso de peso; Prevenção

Professora Isabel Henriques


debaixo da pele, •Exposição ao Dor; e/ou modos
o que as torna calor; Cansaço, peso,
de atuação
•Períodos cãibras,
facilmente
“formigueiros” e • A terapêutica da
identificáveis. prolongados “comichão” nos
passados de pé; membros inferiores; DVC divide-se
NOTA: Devem
em conservadora
distinguir-se dos •Sedentarismo; “Inchaço”,
derrames que são •Envelhecimento. especialmente nos e não
vasos de muito tornozelos e pés, conservadora
pequeno calibre, agravado no fim do
localizados na dia e com a exposição 80
espessura da pele. prolongada ao calor.
Hipertensão arterial

Hereditariedade

Sexo

Idade

Obesidade

Professora Isabel Henriques


Diabetes

Vida sedentária

Stress

Tabaco

Fatores de risco
81
Colesterol elevado

Má alimentação
Sistema Circulatório

Doenças cardiovasculares

A chave para um
coração saudável está

Professora Isabel Henriques


nas nossas mãos.

82
Noções Gerais sobre o Sistema
Circulatório

UFCD 6566 – Profª Isabel Henriques

Você também pode gostar