Você está na página 1de 13

Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018

e computadores

Novembro 2017
Introdução ao
Hardware
Escola Secundária de Caldas das Taipas

Curso Profissional de Técnico de Eletrónica,


Automação e Computadores

Disciplina: Automação e Computadores

Professor: Francisco Xavier

12ºP1

FRANCISCO GONÇALVES

Página I
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e Computadores

Conteúdo
Introdução: .............................................................................................................................. 1

Arquiteturas de computadores ............................................................................................. 2

Motherboard ........................................................................................................................... 3

Memória Primária ................................................................................................................... 4

Memória secundária ............................................................................................................... 5

Memória Virtual ..................................................................................................................... 7

Periféricos mais utilizados de um computador .................................................................. 8

Teclado..................................................................................................................................... 8

Conclusão: ............................................................................................................................... 9

Página II
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e computadores

Introdução:

Há alguns anos um profissional de computadores, o qual prestava ajuda era obrigado


a conhecer uma basta gama de conceitos sobre o computador. Não bastava só colocar um
CD no drive e acompanhara instalação de um sistema. Fazer a manutenção de um PC nos
anos 80 era coisa para profissionais em eletrônica digital. No início dos anos 90 a coisa
avançou bastante, o nível de integração dos componentes aumentou muito, mas ainda era
necessário um razoável conhecimento da arquitetura do computador para que a
manutenção ou a montagem do mesmo fosse feita corretamente e extraindo todo o seu
potencial. Termos como IRQ, DMA, multiplicador de clock e frequência e largura de
barramento eram comuns entre os profissionais da área, pois sem saber o que esses termos
significavam, seria muito difícil configurar uma placa mãe ou instalar uma placa de som por
exemplo.

Página 1
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e Computadores

Arquiteturas de computadores

 Arquitetura aberta

A arquitetura aberta, (a atualmente mais utilizada, criada inicialmente pela IBM)


consiste em permitir que outras empresas fabriquem computadores com a mesma
arquitetura permitindo que o usuário tenha uma gama maior de opções e possa montar o
seu próprio computador de acordo com suas necessidades, com custos que se enquadrem a
cada usuário. No entanto, podem ocorrer problemas como conflito de hardware, pirataria e
o surgimento de assistência pseudotécnica.

 Arquitetura fechada

A arquitetura fechada consiste em empresas terem controlo sobre outras empresas


que fabricam computadores dessa arquitetura, fazendo com que os conflitos de hardware
diminuam muito, o computador funcione mais rápido e com melhor qualidade. No
entanto, nesse tipo de arquitetura, o utilizador está restringido a escolher dentre os
produtos da empresa e não pode montar seu próprio computador.
Neste momento, a Apple não pertence exatamente a uma arquitetura fechada, mas a
ambas as arquiteturas, sendo a única empresa que produz computadores que podem
executar seu sistema operacional de forma legal, mas também participando do mercado de
compatível IBM.

Página 2
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e computadores

Motherboard

A placa mãe (do inglês: mainboard ou motherboard)


é a parte do computador responsável por conectar e
interligar todos os componentes do computador, ou seja,
processador com memória RAM, disco rígido, placa gráfica,
entre outros. Além de permitir o tráfego de informação, a
placa também alimenta alguns periféricos com a energia elétrica que recebe da fonte de
alimentação.

Chipset

Chipset é um chip (ou conjunto de chips) responsável pelo controle de diversos


dispositivos de entrada e saída como o barramento de comunicação do processador, o
acesso à memória, o acesso ao HD, periféricos on-board e off-board, comunicação do
processador com a memória RAM e entre outros componentes da placa-mãe. Geralmente,
é dividido em southbridge e northbridge.

Processador

O processador fica encaixado no soquete devendo observar que uma placa-mãe não
aceita qualquer tipo de processador, pois é desenvolvida para soquetes específicos. Cada
tipo de processador tem características que o diferenciam de outros modelos, a quantidade
de pinos, por exemplo, ou o barramento da ponte norte. Assim sendo, a placa-mãe deve
ser desenvolvida para aceitar determinados processadores.

Página 3
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e Computadores

Barramento

Um barramento é um conjunto de linhas de comunicação (condutor elétrico ou fibra


optica) que permitem a interligação entre dispositivos de um sistema de computação (CPU;
Memória Principal; HD e outros periféricos), ou entre vários sistemas de computação.
O desempenho do barramento é medido pela sua largura de banda (quantidade de
bits que podem ser transmitidos ao mesmo tempo), geralmente potências de dois:
8 bits, 16 bits, 32 bits, 64 bits, etc.
Também pela velocidade da transmissão medida em bps (bits por segundo) por
exemplo:
10 bps, 160 Kbps, 100 Mbps, 1 Gbps etc.

Memória Primária

Memória RAM

A Memória de acesso aleatório (do inglês Random Access Memory, frequentemente


abreviado para RAM) é um tipo de memória que permite a leitura e a escrita, utilizada
como memória primária em sistemas eletrônicos digitais. Commented [F1]: Termo Brasileiro

A RAM é um componente essencial não apenas nos computadores pessoais, mas em


qualquer tipo de computador, pois é onde basicamente ficam armazenados os programas
básicos operacionais. Por mais que exista espaço de armazenamento disponível, na forma
de um HDD ou memória flash, é sempre necessária uma certa quantidade de RAM.

Memória ROM

A memória somente de leitura ou ROM (acrônimo em inglês de read-only memory) é


um tipo de memória que permite apenas a leitura, ou seja, as suas informações são gravadas

Página 4
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e computadores
pelo fabricante uma única vez e após isso não podem ser alteradas ou apagadas, somente
acessadas. São memórias cujo conteúdo é gravado permanentemente.
Uma memória somente de leitura propriamente dita vem com seu conteúdo gravado
durante a fabricação. Atualmente, o termo Memória ROM é usado informalmente para
indicar uma gama de tipos de memória que são usadas apenas para a leitura na operação
principal de dispositivos eletrônicos digitais, mas possivelmente podem ser escritas por
meio de mecanismos especiais. Entre esses tipos encontramos as PROM, as EPROM, as
EEPROM e as memórias flash. Ainda de forma mais ampla, e de certa forma imprópria,
dispositivos de memória terciária, como CD-ROMs, DVD-ROMs, etc., também são
algumas vezes citados como memória ROM.

Memória Cache

Na área da computação, cache é um dispositivo de acesso rápido, interno a um


sistema, que serve de intermediário entre um operador de um processo e o dispositivo de
armazenamento ao qual esse operador acede. A principal vantagem na utilização de um
cache consiste em evitar o acesso ao dispositivo de armazenamento - que pode ser
demorado -, armazenando os dados em meios de acesso mais rápidos.
O uso de memórias cache visa obter uma velocidade de acesso a memória próxima
da velocidade de memórias mais rápidas, e ao mesmo tempo disponibilizar no sistema uma
memória de grande capacidade, a um custo similar de memórias de semicondutores mais
baratas.

Memória secundária

Disco rígido

Disco rígido ou disco duro, popularmente chamado também de


HD (derivação de HDD do inglês hard disk drive), "memória de
massa" ou ainda de "memória secundária" é a parte do computador
onde são armazenados os dados. O disco rígido é uma memória não-

Página 5
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e Computadores
volátil, ou seja, as informações não são perdidas quando o computador é desligado,
sendo considerado o principal meio de armazenamento de dados em massa. Por ser uma
memória não-volátil, é um sistema necessário para se ter um meio de executar novamente
programas e carregar arquivos contendo os dados inseridos anteriormente quando ligamos
o computador. Nos sistemas operativos mais recentes, ele é também utilizado para
expandir a memória RAM, através da gestão de memória virtual. Existem vários tipos de
interfaces para discos rígidos diferentes: IDE/ATA, Serial ATA, SCSI, Fibre channel, SAS.

Dispositivos Amovíveis

Todos os computadores suportam um ou mais dispositivos de armazenamento


amovíveis. A razão para está nome está na possibilidade de ser retirado do computador
após uma operação de leitura/escrita. Isto permite que exista uma hipótese de salvaguarda
externa da informação, o que permitirá uma recuperação da mesma em caso de erro nos
sistemas principais de armazenamento fixo do computador (ex: discos rígidos).
Entre as mais conhecidas, a disquete é o mais comum sistema de armazenamento
amovível. Originalmente, com 5.25 polegadas de diâmetro, proporcionava uma capacidade
de armazenamento dos 160 Kilobytes até aos 1.2 Megabytes. Mais tarde apareceram outras
de menores dimensões - 3.5 polegadas - e com maior capacidade 720 kilobytes até aos 2.88
megabytes, apesar do 1.44 megabytes ser o formato mais usual. Hoje-em-dia, são inúmeros
os formatos de dispositivos desta natureza variando a sua capacidade desde o 1.44
megabytes, 100 megabytes, até vários gigabytes (dispositivos de salvaguarda de informação
especializados).

Página 6
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e computadores

Memória Virtual

Placa de vídeo

Placa de vídeo, também chamada de placa gráfica ou aceleradora gráfica, é um


componente de um computador que envia sinais deste para o
ecrã, de forma que possam ser apresentadas imagens ao
utilizador. Normalmente possui memória, com capacidade
medida em catetos.
Em computadores mais baratos, as placas de vídeo estão
incorporadas na placa-mãe não possuem memória dedicada, e por isso utilizam a memória
viva do sistema, normalmente denomina-se memória (com)partilhada. Como a memória
viva de sistema é geralmente mais lenta do que as utilizadas pelos fabricantes de placas de
vídeo, e ainda dividem o barramento com o processador e outros periféricos para cessá-la,
este método torna o sistema mais lento. Isso é notado especialmente quando se usam
recursos tridimensionais ou de alta definição.

Fonte de Alimentação

Uma fonte de alimentação é um equipamento usado para


alimentar cargas elétricas. Cada dispositivo eletroeletrônico necessita
de uma fonte para prover energia para seus componentes. Esta
energia pode variar de acordo com a carga que este equipamento
usa. Estas fontes de energia podem ser de corrente contínua como
um conversor AC/DC ou um regulador de tensão, pode ser um Regulador linear, fonte de
energia AC, Fonte de alimentação ininterrupta ou fonte de energia de alta tensão

Página 7
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e Computadores

Periféricos mais utilizados de um computador

Teclado

Na computação, o teclado de computador é um dispositivo que possui uma série de


botões ou teclas, e utilizado para inserir dados no computador. É um tipo de periférico de
entrado utilizado pelo usuário para a entrada manual no sistema de dados e comandos. Commented [F2]: Termo Brasileiro

Possui teclas representando letras, números, símbolos e outras funções, baseado no modelo
de teclado das antigas máquinas de escrever.

Rato

O rato é um periférico de entrada que, historicamente, se juntou ao teclado como


auxiliar no processo de entrada de dados, especialmente em programas com interface
gráfica.

Monitor

O monitor é um dispositivo de saída do computador, cuja função é transmitir


informação ao utilizador através da imagem. Porém são poucas as pessoas que se
interessam por sua história. Nos anos 50, a televisão ainda era novidade. Os computadores
ocupavam vários metros quadrados, e eram utilizados cartões perfurados para armazenar, e
papeis impressos para exibir os dados. Estes computadores eram usados em grandes
empresas, pois era inviável e inútil alguém ter um destes em casa. Naquela época, era
ficcional existirem computadores pessoais, e também que estes tivessem uma interface
gráfica (termo desconhecido na época).

Página 8
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e computadores

Conclusão:

O computador é uma máquina que veio revolucionar. Atualmente tornou-se


indispensável ao nosso dia-a-dia e está presente nos ambientes que frequentamos, seja em
casa, na escola, no trabalho, em bibliotecas etc.
Por ser um instrumento capaz de armazenar grande número de informação e tem
enorme agilidade em fazer cálculos e processar dados, é uma das principais ferramentas de
trabalho em todos os setores da sociedade atual.
Hoje em dia o uso do computador é de suma importância na sociedade, sendo
aplicado em todas as áreas: medicina, educação, agricultura, engenharia, dentre outras,
usada em cadastros médicos, construção de edifícios e equipamentos de alta sofisticação
indispensáveis na ciência moderna.
O computador é necessário porque a rapidez, organização e confiabilidade que ele
permite é de grande importância nos dias de hoje com essa era tecnológica, possibilitando
uma economia de tempo e ganho na qualidade, o que facilita a vida de qualquer pessoa.

Página 9
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e Computadores

Webgrafia

https://student.dei.uc.pt/~jsilva/informaticabasica/computador/componentes/discos_amov.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Placa-m%C3%A3e
https://pt.wikipedia.org/wiki/Chipset
https://pt.wikipedia.org/wiki/Barramento
https://pt.wikipedia.org/wiki/RAM
https://pt.wikipedia.org/wiki/Mem%C3%B3ria_somente_de_leitura
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cache
https://pt.wikipedia.org/wiki/Disco_r%C3%ADgido
https://pt.wikipedia.org/wiki/Placa_de_v%C3%ADdeo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Fonte_de_alimenta%C3%A7%C3%A3o
https://pt.wikipedia.org/wiki/Teclado_(inform%C3%A1tica)
https://pt.wikipedia.org/wiki/Rato_(inform%C3%A1tica)
https://pt.wikipedia.org/wiki/Monitor_de_v%C3%ADdeo

Página
10
Curso Profissional de Eletrónica, Automação 2017/2018
e computadores

Página 11