Você está na página 1de 511

Recomendação de Fertilizantes, Calcário e Gesso Para as Principais

Culturas do Estado do Espírito Santo


(Click na opção desejada)
Apresentação
Recomendação de Adubação e Calagem
Recomendação de Micronutrientes
Recomendação de Gesso
Fertirrigação
Cultivo Orgânico
Interpretação Análise Solo
Interpretação Análise Foliar
Transformação de Unidades
Fertilizantes
Custo/kg de nutriente dos Fertilizantes
Formulados mais comuns no comércio
ncipais
Aplicativo para Recomedação de Calagem e Adubação
Este software tem por objetivo facilitar os cálculos da quantidade de nutrientes a ser aplicada às culturas, com base na análise
do solo e na produtividade esperada. Foi elaborado utilizando-se resultados de pesquisa conduzidas no estado do Espírito
Santo principalmente com as culturas do café arábica e conilon, e em tabelas de recomendação de adubação para o Estado
do Espírito Santo (5° aprox.,2007) e de outros Estados como Minas Gerais (5° aprox.,1999) e São Paulo (1996).
É importante que cada técnico (usuário deste software) que detenha conhecimento referente à nutrição de determinadas
culturas, analise criticamente as quantidades e a forma de aplicação dos nutrientes e nos comunique para que as modificações
sejam feitas, aumentando, assim, cada vez mais a precisão das recomendações.
Atualização (Novembro de 2007)
Nesta versão foram acrescentadas as planilhas sobre Fertirrigação, Cultivo Orgânico e novas espécies de Ornamentais
além de atualização de outras planilhas, utilizando-se informações mais recentes da pesquisa e de experiências de
técnicos da extensão.

Para se obter a recomendação da quantidade de nutrientes, calcário e gesso, basta o usuário digitar as
informações solicitadas nas células com bordas
Caminhe pelas células com bordas utilizando a tecla "tab".
Endereço para contato: Luiz Carlos Prezotti
Centro Regional de Desenvolvimento Rural Centro Serrano
Rod. BR. 262, km 94
Venda Nova do Imigrante-ES 29.375.000
Tel: (27) 3248 1181
E.mail: prezotti@incaper.es.gov.br
as, com base na análise
s no estado do Espírito
adubação para o Estado

ão de determinadas
para que as modificações

cies de Ornamentais,

o usuário digitar as

Voltar Menu
Recomendação de Adubação
(Click na cultura)

Abacate Brócolos Feijão Nêspera


Abacaxi Bucha Feijão-vagem Ornamentais
Abóbora rasteira Café Arábica Figo Pastagem
Abóbora de moita Café Conilon Gengibre Pepino
Acerola Cana Goiaba Pêssego
Alface/Agrião Caqui Inhame Pimenta
Algodão Cebola Jiló Pimentão
Alho Cebolinha Macadâmia Pimenta-do-Reino
Ameixa Cedro Australiano Mamão Pupunha
Arroz Sequeiro Cenoura Manga Quiabo
Arroz Inundado Chuchu Mandioca Rabanete
Banana Cítrus Mandioquinha-salsa Repolho
Batata Coco Maracujá Salsa
Batata Doce Couve-manteiga Milho Seringueira
Beterraba Couve-flor Morango Tomate
Berinjela Eucalípto Nectarina Uva
Uva
Voltar Menu

menta-do-Reino
FERTIRRIGAÇÃO

Visa o fornecimento de todos ou parte dos nutrientes exigidos pelas culturas via água de irrigação.
Em culturas de ciclo curto, como as hortaliças, geralmente se utiliza a fertirrigação para o fornecimento
de nitrogênio e o potássio, por serem elementos de maior mobilidade no solo, exigindo maior número
de parcelamentos.
As doses a serem aplicadas em cada parcelamento devem ser estimadas com base na quantidade
total do nutriente exigido para todo o ciclo da cultura. Doses acima do exigido pela cultura pode
acarreta salinização do solo e, consequentemente, redução da produtividade.
Como exemplo, é apresentado a seguir o cálculo das doses de fertilizantes nitrogenados e potássico a
serem fornecidos via fertirrigação para a cultura do Morangueiro.

Fertirrigação do Morangueiro
Calagem, adubação fosfatada e micronutrintes realizadas no plantio com base na análise do solo.
Fertirrigação com N e K iniciando 10 dias após o plantio
Freqüência: Semanal
Determinação da dose de Fertilizantes para cada parcelamento:

Dose = Quantidade do nutriente estimada para todo o cilo da cultura


Número de parcelamentos

Estimativa para uma área cultivada de 1 ha

Dose de Potássio para todo o ciclo da cultura = 250 kg/ha de K2O

Mês após plantio Parcelamento da dose kg/ha de K2O kg/ha de K2O


de K2O (%) por mês por semana
1 4 10 2.5
2 6 15 3.8
3 10 25 6.3
4 10 25 6.3
5 10 25 6.3
6 12 30 7.5
7 12 30 7.5
8 12 30 7.5
9 12 30 7.5
10 12 30 7.5
100% 250 kg

Dose de Nitrogênio para todo o cilo da cultura = 300 kg/ha de N


Mês após plantio Parcelamento da dose kg/ha de N kg/ha de N
de N (%) por mês por semana

1 4 12 3
2 6 18 4.5
3 10 30 7.5
4 15 45 11.3
5 15 45 11.3
6 15 45 11.3
7 15 45 11.3
8 10 30 7.5
9 6 18 4.5
10 4 12 3
100% 300 kg

OBSERVAÇÕES
. No caso de plantas com vigor foliar excessivo, reduzir a adubação nitrogenada
. Não misturar fertilizantes que contenham fósforo ou sulfatos com outro contendo cálcio.

Fertilizantes mais utilizados em Fertirrigação


Fertilizante Concentração de nutrientes
Uréia 45 % de N
Sulfato de Amônio 20 % de N e 58 % de SO4
Nitrato de amônio 33,5 % de N
Nitrato de potássio 12 % de N e 45 % de K2O
Cloreto de potássio 60 % de K2O
Nitrato de cálcio 15 % de N e 27 % de CaO
Nitrato de magnésio 11 % de N e 16 % de MgO
Sulfato de potássio 50% de K2O e 47 % de SO4
Sulfato de magnésio 16 % de MgO e 32 % de SO4
Fosfato monoamônio 12 % de N e 60 % de P2O5

Interpretação da análise da água de irrigação:

Determinações Grau de restrição


Nenhum Moderado Severo

pH 5,2 – 7,0 < 5,4 ou > 7,1 < 4,5 ou > 8,0
CE (mS/cm) < 0,7 0,71 – 3,0 > 3,01
RAS* < 3,0 3,01 – 6,0 > 6,01
Ca 20 - 100 101 - 200 > 201
Mg < 63 64 - 100 > 101
Na < 70 71 - 180 > 181
Fe < 0,2 0,21 – 0,40 > 0,41
HCO3 < 40 41 - 180 > 181
SO4 < 149 150 - 250 > 251
Cl < 70 71 - 300 > 301
B < 0,5 0,51 – 2,0 > 2,01
N <5 5,1 – 30 > 31
Unidades em mg/L
Voltar menu

s pelas culturas via água de irrigação.


e utiliza a fertirrigação para o fornecimento
obilidade no solo, exigindo maior número

ser estimadas com base na quantidade


acima do exigido pela cultura pode
da produtividade.
de fertilizantes nitrogenados e potássico a

s no plantio com base na análise do solo.

rcelamento:

ilo da cultura

kg/ha de Nitrato de
Potássio por semana
5.5
8.3
13.9
13.9
13.9
16.7
16.7
16.7
16.7
16.7
Nitrato de potássio
12 % de N e 45% de K2O

kg/ha de N já fornecidos pelo kg/ha de Uréia


Nitrato de Potássio por semana

0.7 5.1
1 7.8
1.7 12.9
1.7 21.3
1.7 21.3
2 20.6
2 20.6
2 12.2
2 5.5
2 2.2
Uréia 45
% de N

ubação nitrogenada
os com outro contendo cálcio.

% de SO4
Cultivo Orgânico
Voltar Menu
Café Arábica

Hortaliças
Plantio em Canteiros Grupo 1: (Alface, Almeirão, Salsa, Coentro, Rúcula e outras folhosas de ciclo curto)

Grupo 2: (Alho, Beterraba, Cenoura, Morango)

Plantio em Covas Grupo 1 (Abóbora Rasteira, Batata, Batata-Doce, Cará, Chuchu, Couve-Flor, Quiabo, Repo

Grupo 2 (Abóbora de Moita, Couve-Folha, Brócolis, Pepino, Pimentão, Tomate, Berinjela, J

Grupo 3 (Feijão-Vagem, Mandioquinha-Salsa, Gengibre, Taro)


Voltar Menu

s folhosas de ciclo curto)

uchu, Couve-Flor, Quiabo, Repolho)

, Pimentão, Tomate, Berinjela, Jiló)


Espaçamentos Recomendados para Cultivo Orgânico

Hortaliças Espaçamento (m x m)
Abóbora Rasteira 2,20 x 3,00
Abóbora de Moita 1,20 x 0,60
Alface 0,30 x 0,40
Alho 0,25 x 0,10
Batata 1,00 x 0,30
Batata Doce 1,20 x 0,40
Beterraba 0,40 x 0,10
Berinjela 1,30 x 0,80
Brocolis Verão 1,00 x 0,50
Brocolis Inverno 1,20 x 0,50
Cará 1,00 x 0,30
Cebolinha 0,30 x 0,10
Cenoura 0,25 x 0,07
Chuchu 4,00 x 4,00
Couve-Folha 1,00 x 0,50
Couve-Flor 1,00 x 0,50
Feijão-Vagem 1,20 x 0,50
Gengibre 1,40 x 0,30
Taro 1,00 x 0,40
Jiló 1,50 x 0,80
Mandioquinha-Salsa 1,00 x 0,40
Morango 0,40 x 0,35
Pepino 1,20 x 0,40
Pimentão 1,00 x 0,50
Quiabo 1,20 x 0,40
Rabanete 0,25 x 0,05
Repolho 0,60 x 0,30
Salsa 0,25 x 0,01
Tomate 1,20 x 0,40
Voltar
Exigência em Nitrogênio Estimada para Hortaliças em Cultivo Orgânico

Hortaliças Quantidade de N (kg/ha)

Abóbora Rasteira 90
Abóbora de Moita 160
Alface 150
Alho 150
Batata 180
Batata Doce 80
Beterraba 150
Berinjela 140
Brócolis 150
Cará 80
Cebolinha 150
Cenoura 150
Chuchu 70
Couve-Folha 150
Couve-Flor 150
Feijão-Vagem 150
Gengibre 150
Taro 150
Jiló 140
Mandioquinha-Salsa 150
Morango 150
Pepino 180
Pimentão 160
Quiabo 140
Rabanete 150
Repolho 150
Salsa 150
Tomate 180
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Cultivo Orgânico de Hortaliças em Covas ou Sulcos - Grupo 1


Produtor:
Cultura:

Análise do solo: P 50 mg/dm3


K 80 mg/dm3
Ca 1.3 cmolc/dm3
Mg 0.9 cmolc/dm3
MO 2 dag/kg
CTC 8 cmolc/dm3
V 40 %

PRNT do calcário: 90 %

Teor de nutrientes e umidade do Fertilizante Orgânico a ser utilizado

N 1.5 dag/kg
P 0.9 dag/kg
K 1 dag/kg

Teor de umidade 50 %

Exigência da cultura em Nitrogênio : 90 kg/ha

Espaçamento: 1 x 0.5 m 20,000 pl/ha

Recomendações:
Calagem: 2.7 t/ha de calcário

Adubação de Plantio (por planta)

0.6 kg do Fertilizante Orgânico


0 g de Fosfato Natural

Observações:
1) Solos com teores de K abaixo de 80 mg/dm3, acrescentar no fertilizante orgânico
resíduos ricos em potássio como cinzas, palha-de-café, folhas e pseudocaule de
bananeira, etc
2) Solos com teores de K acima de 400 mg/dm 3, eliminar a suplementação com fontes
potássicas.
3) Aplicar na cova a dose máxima de 1000 g de fosfato. A quantidade excedente
deve ser aplicada em cobertura, em volta da planta, logo após o plantio.
4) Aplicar na cova a dose máxima de 10 kg de fertilizante orgânico. A quantidade
excedente deve ser aplicada em cobertura, em volta da planta, 30 dias após.

Data: ...............................................................................
Equipe: Jacimar Luiz de Souza
João Batista Araujo
Luiz Carlos Prezotti
Voltar

Tabela teor de nutrientes

Tabela exigência N

Tabela espaçamento
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Cultivo Orgânico de Hortaliças em Covas ou Sulcos - Grupo 2


Produtor:
Cultura:

Análise do solo: P 20 mg/dm3


K 80 mg/dm3
Ca 1.3 cmolc/dm3
Mg 0.9 cmolc/dm3
MO 2 dag/kg
CTC 8 cmolc/dm3
V 40 %

PRNT do calcário: 90 %

Teor de nutrientes e umidade do Fertilizante Orgânico a ser utilizado

N 1.5 dag/kg
P 0.9 dag/kg
K 1 dag/kg

Teor de umidade 50 %

Exigência da cultura em Nitrogênio : 200 kg/ha

Espaçamento: 1.2 x 0.4 m 20,833 pl/ha

Recomendações:
Calagem: 2.7 t/ha de calcário

Adubação de Plantio (por planta)


1.5 kg do Fertilizante Orgânico
0 g de Fosfato Natural

Adubação de Cobertura (por planta)


200 mL de biofertilizante (ou produto similar), aplicado no solo,
quinzenalmente, a partir de 30 dias após plantio, até meados
da frutificação (Para a cultura da abóbora-moita e couve-folha,
aplicar o biofertilizante mensalmente, sem a fonte potássica)
Observações:
1) Biofertilizante enriquecido com N e K: Dissolver em 700 litros de água, 100 kg de
composto + 100 kg de parte aérea picada de mamona ou leguminosa + 20 kg de cinza.
Agitar diariamente durante7 dias. Utilizar o líquido sobrenadante. Pode-se reaproveitar
os resíduos sólidos mais uma vez, completando com 700 litros de água.
2) Solos com teores de K abaixo de 80 mg/dm3, acrescentar no fertilizante orgânico
resíduos ricos em potássio como cinzas, palha-de-café, folhas e pseudocaule de
bananeira, etc
3) Solos com teores de K acima de 400 mg/dm3, eliminar a suplementação com fontes
potássicas.

Data: ...............................................................................
Equipe: Jacimar Luiz de Souza
João Batista Araujo
Luiz Carlos Prezotti
Voltar

Tabela teor de nutrientes

Tabela exigência N

Tabela espaçamento

.....................
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Cultivo Orgânico de Hortaliças em Covas ou Sulcos - Grupo 3

Produtor:
Cultura:

Análise do solo: P 20 mg/dm3


K 80 mg/dm3
Ca 1.3 cmolc/dm3
Mg 0.9 cmolc/dm3
MO 2 dag/kg
CTC 8 cmolc/dm3
V 40 %

PRNT do calcário: 90 %

Teor de nutrientes e umidade do Fertilizante Orgânico a ser utilizado


N 1.5 dag/kg
P 0.9 dag/kg
K 1 dag/kg

Teor de umidade 50 %

Exigência da cultura em Nitrogênio : 150 kg/ha

Espaçamento: 1 x 0.4 m 25,000 pl/ha

Recomendações:
Calagem: 2.7 t/ha de calcário

Adubação de Plantio (por planta)


0.5 kg do Fertilizante Orgânico
0 g de Fosfato Natural

Adubação de Cobertura (por planta)


0.3 kg do Fertilizante Orgânico

Observações:
1) A adubação de cobertura deve ser feita 90 a 120 dias após plantio por ocasião
da amontoa, exceto para feijão-vagem que deve ser feita aos 45 dias.
2) Solos com teores de K abaixo de 80 mg/dm 3, acrescentar no fertilizante orgânico
resíduos ricos em potássio como cinzas, palha-de-café, folhas e pseudocaule de
bananeira, etc
3) Solos com teores de K acima de 400 mg/dm 3, eliminar a suplementação com fontes
potássicas.

Data: ...............................................................................
Equipe: Jacimar Luiz de Souza
João Batista Araujo
Luiz Carlos Prezotti
Voltar

Tabela teor de nutrientes

Tabela exigência N

Tabela espaçamento
INCAPER
NSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Cultivo Orgânico de Hortaliças em Canteiros - Grupo 1


Produtor:
Cultura:

Análise do solo: P 20 mg/dm3


K 60 mg/dm3
Ca 1.3 cmolc/dm3
Mg 0.9 cmolc/dm3
MO 2 dag/kg
CTC 8 cmolc/dm3
V 20 %

PRNT do calcário: 90 %

Teor de nutrientes e umidade do Fertilizante Orgânico a ser utilizado

N 1.5 dag/kg
P 1.8 dag/kg
K 1.0 dag/kg

Teor de umidade 50 %

Recomendações:

Calagem: 4.4 t/ha de calcário

Adubação de Plantio (por m2)

2.9 kg do Fertilizante Orgânico


0 g de Fosfato Natural

Adubação de Cobertura (por m2)


Em caso de diagnose de deficiências, aplicar chorume de composto, ou
produto similar, na base de 400 mL/m 2

Observações:
1) Os cálculos foram feitos com base na área útil de 7.000 m 2/ha decanteiros e na
demanda média para folhosas de 150 kg/ha de N.
2) Chorume de composto: Uma parte de composto para tês partes de água (v/v)

3) No plantio, aplicar no máximo 5 kg/m 2 de fertilizante orgânico. A quantidade excedente


deve ser aplicada 30 dias após.

Data: ...............................................................................
Equipe: Jacimar Luiz de Souza
João Batista Araujo
Luiz Carlos Prezotti
Voltar

Tabela teor de nutrientes


INCAPER
NSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Cultivo Orgânico de Hortaliças em Canteiros - Grupo 2 Voltar


Produtor:
Cultura:

Análise do solo: P 20 mg/dm3


K 150 mg/dm3
Ca 6.1 cmolc/dm3
Mg 3.7 cmolc/dm3
MO 2 dag/kg
CTC 10 cmolc/dm3
V 40 %
PRNT do calcário 90 %

Teor de nutrientes e umidade do Fertilizante Orgânico a ser utilizado Tabela teor de nutri
N 1.5 dag/kg
P 0.9 dag/kg
K 1.0 dag/kg
Teor de umidade 50 %

Recomendações:
Calagem: 3.3 t/ha de calcário

Adubação de Plantio (por m2)


2.9 kg do Fertilizante Orgânico
0 g de Fosfato Natural

Adubação de Cobertura (por m2)


400 mL de biofertilizante (ou produto similar) aplicado no solo, quinzenalmente,
a partir de 30 dias após plantio
Para Alho: Até início da diferenciação bulbar com biofertilizante sem a fonte
potássica
Para Morango: Até meados da frutificação
Para Cenoura e Beterraba: Avaliar a necessidade em função do vigor.

Observações:
1) Biofertilizante enriquecido com N e K: Dissolver em 700 litros de água, 100 kg de
composto + 100 kg de parte aérea picada de mamona ou leguminosa + 20 kg de cinza.
Agitar diariamente durante 7 dias. Utilizar o líquido sobrenadante. Pode-se reaproveitar
os resíduos sólidos mais uma vez, completando com 700 litros de água.
2) Solos com teores de K abaixo de 80 mg/dm 3, acrescentar no fertilizante orgânico
resíduos ricos em potássio como cinzas, palha-de-café, folhas e pseudocaule de
bananeira, etc
3) Solos com teores de K acima de 400 mg/dm 3, eliminar a suplementação com fontes
potássicas.
4) Os cálculos foram feitos com base na área útil de 7.000 m 2/ha decanteiros e na
demanda média para folhosas de 150 kg/ha de N.
5) No plantio, aplicar no máximo 5 kg/m 2 de fertilizante orgânico. A quantidade excedente
deve ser aplicada 30 dias após.

Data: ...............................................................................

Equipe: Jacimar Luiz de Souza


João Batista Araujo
Luiz Carlos Prezotti
Tabela teor de nutrientes
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Cultivo Orgânico de Café Arábica


Produtor:

Análise do solo: P 5 mg/dm3


K 80 mg/dm3
Ca 1.3 cmolc/dm3
Mg 0.9 cmolc/dm3
MO 1.5 dag/kg
CTC 8 cmolc/dm3
V 15 %

PRNT do calcário 90 %

Adubação de Plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

13 Litros de Composto Orgânico ou Esterco Bovino


150 g de Fosfato Natural
100 g de Calcário dolomítico

Adubação de Cobertura (Outubro)


12 Litros do Composto Orgânico ou Esterco Bovino por planta

Calagem: 100 g/m2 de calcário aplicado em faixas de 1 m de largura nas


linhas das plantas.

Adubação de Produção (por planta)


Utilizar a dose de composto conforme a produtividade

Produtividade Dose de composto


(sc/ha) (t/ha/ano)

20 14

30 26

40 39

Observações:
1) As doses recomendadas na tabela foram obtidas em lavouras com densidade de
5.000 plantas/ha
2) O composto utilizado apresentava teor de nitrogênio de 1,8% e umidade de 50%
3) A dose de composto pode ser aplicada de uma só vez no início do período das
chuvas (setembro/outubro)

Data:
.........................................................................

Equipe: João Batista Araujo


Jacimar Luiz de Souza
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
Gessagem

Resultado da análise do solo da camada de 20-40 cm

20 K (mg/dm3)
2.5 Ca (cmolc/dm3)
0.8 Mg (cmolc/dm3)
0.6 Al (cmolc/dm3)
6 H+Al (cmolc/dm 3)

Quantidade de gesso = 678 kg/ha de gesso

Observações:

1) O gesso deve ser utilizado somente para correção da acidez do solo em camadas
abaixo de 20 cm de profundidade.

2) O gesso deve ser aplicado 2 meses após a calagem.


Voltar Menu
Interpretação da Análise do Solo

Estimativa da textura do solo em função do fósforo remanescente (P-rem)

P-rem (mg/L) Estimativa da textura do solo


0 a 10 Argilosa
10 a 40 Média
40 a 60 Arenosa

Classes de interpretação para acidez ativa do solo (pH)

Determinação Acidez
Elevada Média Fraca
pH em água < 5,0 5,0 - 5,9 6,0 - 6,9
pH em CaCl2 < 4,5 4,6 - 5,5 5,6 - 6,5

Classes de interpretação para fósforo disponível em função da cultura e da textura do solo

Determinação Método Unidade Cultura Textura Classificação


Baixo Médio Alto

Argilosa < 5 5 a 10 > 10


Perene Média < 10 10 a 20 > 20
Arenosa < 20 20 - 30 > 30

Fósforo (P) Mehlich-1 mg/dm3 Argilosa < 20 20 - 40 > 40


Anual Média < 40 40 - 60 > 60
Arenosa < 60 60 - 80 > 80

Argilosa < 30 30 - 60 > 60


Hortaliça Média < 60 60 - 100 > 100
Arenosa < 100 100 - 150 > 150

Classes de interpretação para potássio disponível em função da cultura

Determinação Método Unidade Cultura Classificação


Baixo Médio Alto

Potássio (K) Mehlich-1 mg/dm3 Perene/Anual < 60 60 - 150 > 150

Hortaliça < 80 80 - 200 > 200


Classes de interpretação para cátions, enxofre e matéria orgânica
Determinação Método Unidade Classificação
Baixo Médio

Cálcio (Ca) KCl 1M cmolc/dm3 < 1,5 1,5 – 4,0


Magnésio (Mg) KCl 1M cmolc/dm3 < 0,5 0,5 – 1,0
Alumínio (Al) KCl 1 M cmolc/dm 3
< 0,3 0,3 – 1,0
Enxofre (S) CaH2PO4 0,01 M mg/dm 3
< 5,0 5,0 - 10
Acidez potencial (H + Al) Correlação pH SMP cmolc/dm3 < 2,5 2,5 – 5,0
Soma de bases (SB) K + Ca + Mg + Na cmolc/dm3 < 2,0 2,0 – 5,0
CTC efetiva (t) SB + Al cmolc/dm3 < 2,5 2,5 – 6,0
CTC pH 7 (T) SB + H + Al cmolc/dm 3
<4,5 4,5 - 10
Saturação em bases (V) SB/CTC x % < 50 50 - 70
Saturação de alumínio (m) 100
Al/t x 100 % < 20 20 - 40
Matéria orgânica (MO) Colorimétrico dag/dm3 < 1,5 1,5 – 3,0

Classes de interpretação para micronutrientes disponíveis no solo

Determinação Método Unidade Classificação


Baixo Médio
Boro (B) Água quente mg/dm3 < 0,3 0,3 – 0,9
Zinco (Zn) Mehlich - 1 mg/dm3 < 1,0 1,0 – 2,2
Cobre (Cu) Mehlich - 1 mg/dm3 < 0,8 0,8 – 1,8
Ferro (Fe) Mehlich - 1 mg/dm3 < 20 20 - 45
Manganês (Mn) Mehlich - 1 mg/dm3 < 5,0 5,0 - 12
Voltar Menu
Classificação
Alto

> 4,0
> 1,0
> 1,0
> 10
> 5,0
> 5,0
> 6,0
> 10
> 70
> 40
> 3,0

Classificação
Alto
> 0,9
> 2,2
> 1,8
> 45
> 12
Adubação com Micronutrientes

Produtor:
Cultura:
Micro
Micronutriente Número do Teor da análise do solo Dose Extrator *
Extrator * (mg/dm3) Zn

Zn 1 2 4 kg/ha de Zn B

B 3 0.2 2 kg/ha de B Cu

Cu 1 1.2 1 kg/ha de Cu Mn

Mn 1 10.5 5 kg/ha de Mn

Micro
* Se Mehlich, digite o número 1 Zn
Se DTPA, digite o número 2
Se Água quente, digite o número 3 B

Cu

Mn
Voltar
Fertilizante Teor do Elemento Voltar

Cloreto de amônio 25 % de N
Nitrato de amônio 32 % de N
Nitrato de cálcio 14 % de N
Nitrato de sódio 15 % de N
Sulfato de amônio 20 % de N
Uréia 44 % de N

Fosfato monoamônico (MAP) 48 % de P2O5 e 9 % de N


Fosfato diamônico (DAP) 45 % de P2O5 e 16% de N
Fosfato natural 4 % de P2O5
Fosfato natural parcialmente
acidulado (clorídrico) 18 % de P2O5
Fosfato natural parcialmente
acidulado (fosfórico ou sulfúrico) 18 % de P2O5
Fosfato natural reativo 9 % de P2O5
Superfostato simples 18 % de P2O5
Superfosfato triplo 41 % de P2O5

Cloreto de potássio 58 % de K2O


Sulfato de potássio 58 % de K2O
Nitrato de potássio 44 % de K2O e 13 % de N

Sulfato de cálcio 16 % de Ca e 13 % de S
Sulfato de magnésio 9 % de Mg e 12 % de S

Sulfato de zinco 20 % de Zn
Bórax 11 % de B
Ácido bórico 17 % de B
Sulfato de cobre 13 % de Cu
Sulfato manganoso 26 % de Mn

Sulfato ferroso 19 % de Fe

Molibdato de amônio 54 % de Mo
Molibdato de sódio 39 % de Mo

Composição do FTE

Produto Zn B Cu Fe Mn Mo

FTE BR-8 7,0 2,5 1,0 5,0 10,0 0,1


FTE BR-9 6,0 2,5 0,8 6,0 3,0 0,1
FTE BR-10 7,0 2,0 1,0 4,0 4,0 0,1
FTE BR-12 9,0 2,5 0,8 3,0 2,0 0,1
FTE BR-13 7,0 1,8 2,0 2,0 - 0,1
FTE BR-15 8,0 1,5 0,8 - - 0,1
FTE BR-16 3,5 2,8 3,5 - - 0,4
Fertilizantes Orgânicos Teores médios de nutrientes

N P K
Composto orgânico 1.5 0.8 1.2
Esterco bovino 1.3 0.4 0.9
Esterco de galinha (gaiola) 2.4 1.3 1.5
Esterco de galinha (cama) 1.6 1.1 1.1
Palha de café 1.6 0.1 2.1
Capim meloso 0.7 0.2 0.6
Palha de feijão 1.6 0.3 1.9
Torta de cacau 3.3 0.6 2.2
Composto de lixo urbano 0.6 0.2 0.3
Lodo de esgoto 1.6 0.8 0.2
Materiais Orgânicos Teores médios de nutrientes (mg/kg)

N P K

Composto orgânico 1.5 0.8 1.2


Esterco bovino 1.3 0.4 0.9
Esterco de galinha (gaiola) 2.4 1.3 1.5
Esterco de galinha (cama) 1.6 1.1 1.1
Palha de café 1.6 0.1 2.1
Palha de arroz 0.6 0.1 1.4
Palha de feijão 1.6 0.3 1.9
Palha de milho 1.1 0.1 0.1
Capim meloso 0.7 0.2 0.6
Capim Napier 1.4 0.4 1.5
Torta de cacau 3.3 0.6 2.2
Composto de lixo urbano 0.6 0.2 0.3
Lodo de esgoto 1.6 0.8 0.2
Voltar
Relações Entre as Principais Unidades

Após discussões em vários simpósios e congressos, ficou convencionado a utilização das


unidades aceitas pelo Sistema Internacional de Medidas. Por esta razão, muitas unidades já
bem conhecidas pelos técnicos, como por exemplo: ppm, meq/100g e % para matéria orgânica
e macronutrientes foliares entraram em desuso. Por esta razão, são citadas abaixo algumas
relações de unidades para facilitar a interpretação das análises de solo e foliar.

% = dag/kg

ppm = mg/dm3 = mg/kg = mg/L

meq/100g = cmolc/dm3

mmolc/dm3 = cmolc/dm3 x 10

% x 10.000 = mg/dm3
Voltar Menu
mg/dm3 x 2 = kg/ha

mol/dm3 x mol = g/dm3

cmol/dm3 x mol = cg/dm3

mmol/dm3 x mol = mg/dm3

Múltiplos e Submúltiplos das Unidades

Prefixo Significado Peso Volume Medida Concentração Fator de conversão


k kilo kg kL km kmol Unidade x 1000
h hecto hg hL hm hmol Unidade x 100
da deca dag daL dam damol Unidade x 10
- unidade g L m mol Unidade
d deci dg dL dm dmol Unidade / 10
c centi cg cL cm cmol Unidade / 100
m mili mg mL mm mmol Unidade / 1000

Relações mais importantes

K x 1,2 = K2O

P x 2,3 = P2O5

Ca x 1,4 = CaO

Mg x 1,7 = MgO

Ca x 2,5 = CaCO3
Voltar Menu
Formulados mais comuns no comércio

N P2O5 K2O Relação N P K


30 0 10 3 0 1
25 5 20 5 1 4
25 0 20 5 0 4
25 5 10 5 1 2
20 0 20 1 0 1
20 5 20 4 1 4
20 4 18 5 1 4.5
20 0 10 2 0 1
20 0 15 1.3 0 1
20 5 10 4 1 2
20 5 15 4 1 3
20 10 10 2 1 1
20 10 20 2 1 2
19 10 19 1.9 1 1.9
18 0 36 1 0 2
15 0 15 1 0 1
15 5 15 3 1 3
14 7 28 2 1 4
12 0 36 1 0 3
12 6 12 2 1 2
10 10 10 1 1 1
10 5 20 2 1 4
8 28 16 1 3.5 2
5 30 10 1 6 2
4 14 8 1 3.5 2
4 30 10 1 7.5 2.5
0 25 15 0 1.7 1
25 5 20 + 0,4% de Zn e 0,1 % de B
Voltar Menu
Preço médio por kg de nutriente em função da tipo de adubo

Digite nas células amarelas o formulado a ser utilizado, o preço do formulado e o preço dos adubos simples (sulfato de
amônio, super simples e cloreto de potássio). O preço médio por kg do nutriente é informado nas células de cor laranja.

Tipo de adubo Teor de Nutrientes Preço Custo Preço médio por kg de Nutrientes
N P2O5 K2O (Sc 50 kg) (R$/ kg de nutr.)
Formulado = = 1.92 R$/kg nut.
Formulado 25 5 20 48.00 1.92
Adubos Simples = 2.91 R$/kg nut.
Sulfato amônio 20 39 3.90

Super simples 18 29.00 3.22

KCl 60 48.00 1.60

Voltar Menu

Teores de Nutrientes dos Principais Fertilizantes

Nitrogenados % de N Fosfatados % de P2O5

Sulfato de amônio 20 Superfosfato simples 18


Uréia 44 Superfosfato triplo 40
Nitrato da sódio 15 Superfostato duplo 28
Nitrato de cálcio 14 Fosfato monoamônico (MAP) 48
Nitrato de amônio 32 Fosfato diamônico (DAP) 45
Cloreto de amônio 25 Termofostato magnesiano 14
Fosfato monoamônico (MAP) 9 Fosfato natural 4
Fosfato diamônico (DAP) 16 Fosfato natural parc. Acid. 18
Hiperfostato 12

Potássicos % de K2O Cálcicos % de Ca


Cloreto de potássio 60 Cloreto de cálcio 24
Sulfato de potássio 48 Sulfato de cálcio (gesso) 16
Nitrato de potássio 44

Magnesianos % de Mg Sulforados % de S
Sulfato de magnésio 9 Enxofre 95
Carbonato de magnésio 27 Sulfato de cálcio (gesso) 13
Óxido de magnésio 55 Sulfato de magnésio 12
Kieserita 16 Kieserita 21

Zinco % de Zn Boro % de B
Sulfato de zinco 20 Bórax 11
Óxido de zinco 50 Ácido bórico 17
Cloreto de zinco 40 FTE 1
Nitrato de zinco 18
FTE 3

Cobre % de Cu Molibdênio % de Mo

Sulfato de cobre 13 Molibdato de amônio 54


Cloreto cúprico 16 Molibdato de sódio 39
Óxido cúprico 75 FTE 0.1
FTE 1
Volta Menu
Teores foliares considerados adequados
N P K Ca Mg S Fe Zn Cu Mn B
dag/kg mg/kg

Cafeeiro

Café Arábica 2,90-3,20 0,16-0,20 2,22-2,50 1,00-1,50 0,40-0,45 0,15-0,20 90-180 15-20 8-16 80-100 50-80

Café Conilon 2.70 0.12 2.10 1.40 0.32 0.24 131 12 11 69 48

Frutíferas

Abacate 1,60-2,00 0,12-0,25 1,50-2,00 1,50-3,00 0,40-0,80 0,20-0,30 50-200 30-150 5-15 30-100 50-100

Abacaxi 1,50-1,70 0,08-0,12 2,20-3,00 0,8-1,20 0,30-0,40 0,10-0,20 100-200 15-25 5-15 5-150 30-40

Acerola 2,00-2,40 0,08-0,12 1,50-2,00 1,50-2,50 0,15-0,25 0,40-0,60 50-100 30-50 5-15 15-50 25-100

Banana 2,70-3,60 0,18-0,27 3,00-5,40 0,66-1,20 0,30-0,60 0,20-0,30 80-360 20-50 6-30 200-1800 10-25

Citrus 2,50-2,70 0,12-0,16 1,20-1,70 3,00-4,90 0,30-0,50 0.15 60-120 25-100 5-16 25-100 36-100

Coco 1.8 0.12 0.8 0.5 0.24 0.15 40 15 5 100 10

Figo 2,20-2,40 0,12-0,16 1,20-1,70 2,60-0,34 0,60-0,80 80-160 11-13 4-8 60-100 50-80

N P K Ca Mg S Fe Zn Cu Mn B
dag/kg mg/kg

Goiaba 2,20-3,00 0,20-0,30 1,30-3,00 0,90-1,50 0,20-0,60 0,20-0,30 100-200 26.-60 10-20 50-250 33-53

Mamão 1,40-3,00 0.16 2.7 1.72 0.53 0.3 45 12 3 43 24

Manga 1.2 0.2 7 2.5 0.4 0.3 40 30 10 60 30

Maracujá 0,40-0,50 0,10-0,30 2,00-3,40 1,70-2,70 0,20-0,40 0,30-0,40 100-200 26-60 5-20 400-600 39-60

Pêssego 3,00-3,50 0,14-0,25 2,00-3,00 1,80-2,70 0,30-0,80 0,15-0,30 100-250 20-50 5-16 40-160 20-60

Uva 3,00-3,50 0,14-0,29 1,50-2,00 1,30-1,80 0,48-0,53 0,33-0,38 97-105 30-35 18-22 67-73 45-53
Olerícolas

Abóbora 3,00-4,00 0,40-0,60 2,50-4,50 2,50-4,50 0,50-1,00 0,20-0,30 60-200 5-100 10-25 50-250 25-60

Agrião 4,00-6,00 0,07-0,13 4,00-8,00 1,00-2,00 0,20-0,50 0,20-0,40 50-100 20-40 6-15 50-250 25-50

Alface 3,00-5,00 0,40-0,70 5,00-8,00 1,80-2,50 0,40-0,60 0,15-0,25 50-150 30-100 7-20 30-150 30-60

Alho 3,50-5,00 0,30-0,50 3,50-5,00 0,60-1,20 0,20-0,40 0,40-0,60 50-100 30-100 5-10 30-100 30-60

N P K Ca Mg S Fe Zn Cu Mn B
dag/kg mg/kg

Batata 4,00-5,00 0,25-0,50 4,00-6,50 1,00-2,00 0,30-0,50 0,25-0,50 50-100 20-60 7-20 30-250 25-50

Batata-doce 3,30-4,50 0,23-0,50 3,10-4,50 0,70-1,20 0,30-1,20 0,40-0,70 40-100 20-50 10-20 40-250 25-75

Beringela 4,00-6,00 0,30-1,20 3,50-6,00 1,00-2,50 0,30-1,00 50-300 20-250 7-60 40-250 25-75

Beterraba 3,00-5,00 0,20-0,40 2,00-4,00 2,50-3,50 0,30-0,80 0,20-0,40 70-200 20-100 5-15 70-200 40-80

Brócolos 3,00-5,50 0,30-0,80 2,00-4,00 1,20-2,50 0,25-0,60 0,30-0,80 70-300 35-200 5-15 25-200 30-100

Cebola 2,50-3,50 0,20-0,40 3,00-5,00 1,50-3,00 0,30-0,50 0,50-0,80 60-300 30-100 10-30 50-200 30-50

Cenoura 2,00-3,00 0,20-0,40 4,00-6,00 2,50-3,50 0,40-0,70 0,40-0,80 60-300 25-100 5-15 60-200 30-80

Chicória 4,00-5,00 0,40-0,70 5,00-6,00 1,50-2,50 0,25-0,50 40-150 30-250 5-25 15-250 25-75

Couve-flor 4,00-6,00 0,40-0,80 2,50-5,00 2,00-3,50 0,25-0,50 30-200 20-250 4-15 25-250 30-80

Jiló 4,50-6,00 0,30-0,70 2,00-5,00 1,50-2,50 0,25-0,50 50-300 20-200 11-25 70-250 50-80

Melancia 2,50-5,00 0,30-0,70 2,50-4,00 2,50-5,00 0,50-1,20 0,20-0,30 50-300 20-60 10-15 50-250 30-80

Melão 2,50-5,00 0,30-0,70 2,50-4,00 2,50-5,00 0,50-1,2 0,20-0,30 50-300 20-100 10-15 50-250 30-80

N P K Ca Mg S Fe Zn Cu Mn B
dag/kg mg/kg

Morango 1,50-2,50 0,20-0,40 2,00-4,00 1,00-2,50 0,60-1,00 0,10-0,50 50-300 20-50 5-20 30-300 35-100

Nabo 3,50-4,00 0,30-0,60 3,50-5,00 1,50-4,00 0,30-1,00 40-300 20-250 6-25 40-250 40-100

Pepino 4,50-6,00 0,30-1,20 3,50-5,00 1,50-3,50 0,30-1,00 0,40-0,70 50-300 25-100 7-20 50-300 25-60

Pimentão 3,00-6,00 0,30-0,70 4,00-6,00 1,00-3,50 0,30-1,00 0,40-0,70 50-300 25-100 7-20 50-300 25-60

Quiabo 3,50-5,00 0,30-0,50 2,50-4,00 3,50-4,50 0,60-0,90 0,25-0,40 60-120 40-80 15-25 40-80 40-80

Rabanete 3,00-6,00 0,30-0,70 4,00-7,50 3,00-4,50 0,50-1,20 50-250 20-250 5-25 50-250 25-125

Repolho 3,00-5,00 0,40-0,70 3,00-5,00 1,50-3,00 0,40-0,70 0,30-0,70 40-200 30-100 8-20 25-200 25-75

Tomate 4,00-6,00 0,40-0,80 3,00-5,00 1,40-4,00 0,40-0,80 0,30-1,00 100-300 30-100 5-15 50-250 30-100
Forrageiras

Colonião 1,13-1,50 0,08-0,11 1,43-1,84 0,4-1,02 0,12-0,22 0,11-0,15 100-150 20-25 7-10 80-100 15-20

Jaraguá 1,28-1,47 0,06-0,11 1,08-1,65 0,23-0,46 0,15-0,23 0,13-0,18 150-200 25-30 3-5 200-300 20-25

Napier 1.8 0.12 1.5 0.37 0.2 0.7 150-200 40-50 10-15 150-200 25-30

Brachiaria Briz. 1.3-2.0 0.08-0.3 1.2-3.0 0.3-0.6 0.15-0.40 0.08-0.25 50-250 20-50 4-12 40-250 10-25

Brachiaria Dec. 1.2-2.0 0.08-03 1.2-2.5 0.2-0.6 0.15-0.40 0.08-0.25 50-250 20-50 4-12 40-250 10-25

N P K Ca Mg S Fe Zn Cu Mn B
dag/kg mg/kg

Anuais e Perenes

Amendoim 3,00-4,50 0,20-0,50 1,70-3,00 1,20-2,00 0,30-0,80 0,30-0,35 50-300 20-60 5-20 20-350 25-60

Arroz 2,70-3,50 0,18-0,30 1,30-3,00 0,25-1,00 0,15-0,50 0,14-0,30 70-200 10-50 3-25 70-400 4-25

Cacau 2,00-2,50 0,18-0,25 1,30-2,30 0,80-1,20 0,30-0,70 0,16-0,20 60-200 30-80 8-15 50-250 25-60

Cana 1,80-2,50 0,15-0,30 1,00-1,60 0,20-0,80 0,10-0,30 0,15-0,30 40-250 10-50 6-15 25-250 10-30

Feijão 3,00-5,00 0,20-0,30 2,00-2,50 1,50-2,00 0,40-0,70 0,50-1,00 100-450 20-100 10-20 30-300 30-60

Feijão-de-vagem 1,80-2,20 0,12-0,15 3,00-3,50 5,00-5,50 0,50-0,80 0,15-0,20 700-900 40-50 5-7 400-425 15-20

Girassol 3,30-3,50 0,40-0,70 2,00-2,40 1,70-2,20 0,90-0,11 0,50-0,70 30-50 30-50 300-600 50-70

Mamona 4,00-5,00 0,30-0,40 3,00-4,00 1,50-2,50 0,25-0,35 0,30-0,40


,
Mandioca 5,10-5,80 0,30-0,50 1,30-2,00 0,75-0,85 0,29-0,31 0,26-0,30 120-140 30-60 6-10 50-120 30-60

Milho 2,70-3,50 0,20-0,40 1,70-3,50 0,25-0,80 0,15-0,50 0,15-0,30 30-250 15-100 6-20 20-200 10-25

Pimenta-do-reino 2.8 0.14 2 1 0.3 0.2 200 30 8 60 25

N P K Ca Mg S Fe Zn Cu Mn B
dag/kg mg/kg

Pupunha 2,20-3,50 0,20-0,30 0,90-1,50 0,25-0,40 0,20-0,45 0,20-0,30 40-200 15-40 4-10 30-150 12-30

Soja 4,00-5,40 0,25-0,50 1,70-2,50 0,40-2,00 0,30-1,00 0,21-0,40 50-350 20-50 10-30 20-100 21-55

Sorgo 2,50-3,50 0,20-0,40 1,40-2,50 0,25-6,00 0,15-0,50 0,15-0,30 65-100 15-50 5-20 10-190 4-20

Eucalipto 1,40-1,60 0,10-0,12 1,00-1,20 0,80-1,20 0,80-0,12 0,15-0,20 150-200 40-60 8-10 100-600 40-50

Pinus 1,20-1,30 0,14-0,16 1,00-1,10 0,30-0,50 0,30-0,50 0,14-0,16 50-100 34-40 5-8 200-300 20-30

Seringueira 2,90-3,50 0,16-0,25 1,00-1,70 0,70-0,90 0,70-0,90 0,18-0,26 50-120 20-40 10-15 40-150 20-70
Adubação do Abacateiro
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 4 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor: ..............................................................................................

Adubação da Cultura do Abacate

Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 30 g/planta do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 40 g/planta do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 50 g/planta do formulado 20-00-20

Data:

................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Abacate

1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/planta do formulado 20-00-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/planta do formulado 20-00-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/planta do formulado 20-00-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: P 15 mg/dm3


K 150 mg/dm3

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples 80


Três aplicações de 167 g/planta de 20-00-15 ###

3) Calagem ###
###
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 2.2 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas,
nas linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a
mineralização rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Abacate

1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: P 3 mg/dm3


K 120 mg/dm3

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 333 g/planta de 20-00-15

2) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: P 5 mg/dm3


K 120 mg/dm3

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 500 g/planta de 20-00-15

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 2.2 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas,
nas linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a
mineralização rápida da matéria orgânica.

Data:
.......................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Abacate - Produção

Espaçamento: 8 x 6 = 208 pl/ha

Análise do Solo: P 15 mg/dm3


K 150 mg/dm3

Produtividade esperada: 12 t/ha

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 1,440 g/planta de 20-00-15

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 2.2 t/ha

Observações:
1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.
2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas,
nas linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a
mineralização rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
80
###

###
###

aixas,
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Abacaxi

Espaçamento: Entre fileiras duplas 0.4 m 41,667 plantas/ha


Entre linhas: 1.2 m
Entre plantas nas linhas: 0.3 m

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

10
Recomendação
###
Quantidade de Calcário: 4.5 t/ha

Adubação por cova: 0 g/cova de Superfosfato Simples


2 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 20 g/cova de 20 - 00 - 15 no primeiro mês após o plantio

25 g/cova de 20 - 00 - 15 no quarto mês após o plantio

30 g/cova de 20 - 00 - 15 no oitavo mês após o plantio


Observações:

1) Reduzir 10% de P2O5 para cada 5 toneladas de esterco de gado ou 2 toneladas de esterco de
galinha.

2) Adubação da soca: Aplicar metade da recomendação acima, aplicando os adubos nas axilas
das folhas velhas, tomando o cuidado de não deixar cair adubo no interior da roseta foliar.

3) Produtividade esperada = 50.000 kg/ha

Data:
.............................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Abóbora Rasteira

Espaçamento (m x m): 4 x 3 = 833 pl/ha

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
30 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 4.0 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20 - 00 - 15 ou 5 litros esterco bovino


230 g/cova de Superfosfato Simples
5 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 15 g/cova de 20 - 00 - 15 aos 15 dias após o transplantio.

20 g/cova de 20 - 00 - 15 aos 30 dias após o transplantio.

25 g/cova de 20 - 00 - 15 aos 50 dias após o transplantio.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

3) Produtividade esperada = 20.000 a 24.000 kg/ha

Data:
...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Abóbora de Moita

Espaçamento (m x m): 1 x 0.6 = 16,667 pl/ha

Análise do Solo: 25 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
30 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 5.0 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20 - 00 - 15 ou 2 litros esterco bovino


80 g/cova de Superfosfato Simples
3 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 15 g/cova de 20 - 00 - 15 aos 15 dias após o transplantio.

20 g/cova de 20 - 00 - 15 aos 30 dias após o transplantio.

25 g/cova de 20 - 00 - 15 aos 50 dias após o transplantio.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

3) Produtividade esperada = 15.000 a 18.000 kg/ha

Data:

...................................................................
Voltar
Voltar
Adubação da Acerola
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Acerola

Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 20 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL
Produtor:

Adubação da Cultura da Acerola


1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/cova do formulado 20-00-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 70 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 100 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 12 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 200 g/cova de 20-00-15

3) Adubação de terceiro ano


Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)
150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 300 g/cova de 20-00-15

5) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:
1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.
Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Acerola em Produção

Espaçamento: 3 x 2 = 1,667 pl/ha

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 20 t/ha

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples 100


Três aplicações de 90 g/cova de 20-00-15 ###

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%) ###


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3) ###
80 PRNT do calcário (%) ###
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 2.2 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Algodão


Espaçamento: 0,8 a 1,0 m entre linhas com 12 a 15 sementes por metro de sulco
População de 120.000 a 187.000 pl/ha

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação
Quantidade de Calcário: 4.5 t/ha

Adubação por m de sulco: 15 g/m de 20 - 00 - 15


0 g/cova de Superfosfato Simples
5 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 20 g/m de 20 - 00 - 15 aos 30 dias da emergência.

20 g/m de 20 - 00 - 15 aos 55 dias da emergência.

Observações:

1) Reduzir 10% de P2O5 para cada 5 toneladas de esterco de gado ou 2 toneladas de


esterco de galinha.
2) Produtividade esperada: 2.000 a 2.500 kg/ha

Data:

...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Alface / Agrião

Espaçamento: 0,25 x 0,25 m

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9.0 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação
Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por m 2 de 5 L/m2 de Esterco bovino


canteiro 230 g/m2 de Superfosfato Simples
10 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura: 20 g/m2 de 20 - 00 - 15 aos 15 dias do plantio.

30 g/m2 de 20 - 00 - 15 aos 30 e 40 dias do plantio.

Observações:

1) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade antes de se formarem os canterios.

2) Após formados os canteiros, os fertilizantes recomendados para o plantio devem ser aplicados
por m2 de canteiro e incorporados a uma profundidade de 10 a 15 cm.

3) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

4) No caso de baixo vigor das plantas, recomenda-se fazer quatro aplicações foliares de solucão
de uréia a 5 g/L por semana.

5) Produtividade esperada = 21.000 kg/ha ou 9.000 dúzias ou 1.500 engradados/ha.

Data: ...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Alho

Espaçamento: 0,25 x 0,10 m

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9.0 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação
Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por m 2 de 8 L/m2 de Esterco bovino


canteiro 230 g/m2 de Superfosfato Simples
10 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura: 20 g/m2 de 20 - 00 - 15 aos 30 dias do plantio.

30 g/m2 de 20 - 00 - 15 aos 50 dias do plantio.

Observações:

1) Aplicar os adubos nos sulcos de plantio, considerando aproximadamente 4 m de sulco/m 2


2) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade antes de se formarem os canterios.
3) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.
4) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.
5) Produtividade esperada = 10.000 a 12.000 kg/ha
Voltar
Voltar
Adubação da Ameixeira
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 4 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Ameixa

Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 60 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 100 g/cova do formulado 20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Ameixa

1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/cova do formulado 20-00-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 200 g/cova de 20-00-15

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (%)


7 CTC do solo(cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Ameixa


1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 350 g/cova de 20-00-15

2) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 500 g/cova de 20-00-15

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (%)


7 CTC do solo(cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Ameixa em Produção

Espaçamento: 6 x 4 = 417 pl/ha

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 14 t/ha

Recomendação
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples
Três aplicações de 400 g/cova de 20-00-15

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (%)


7 CTC do solo(cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Arroz Sequeiro

Distância entre sulcos: 40 cm

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 4.5 t/ha

Adubação por metro de 5 g/m de sulco de 20-00-10


sulco: 0 g/m de sulco de Superfosfato Simples
2 g/m de sulco de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/m de sulco de 20-00-10

Observações:

1) Adubação de cobertura aos 50 dias da emergência (diferenciaçãodo promórdio floral).

2) A aplicação dos adubos no sulco deve ser 5 cm abaixo e 5 cm ao lado das sementes.

3) Produtividade esperada = 2.500 a 3.000 kg/ha

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Arroz Inundado

Distância entre sulcos: 40 cm

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação
Quantidade de Calcário: 3.4 t/ha

Adubação por metro de 5 g/m de sulco de 20-00-10


sulco: 0 g/m de sulco de Superfosfato Simples
2 g/m de sulco de FTE

1º Adubação de cobertura: 10 g/m de sulco de 20-00-10

2º Adubação de cobertura: 10 g/m de sulco de 20-00-10

Observações:

1) 1º Adubação de cobertura: 20 dias da emergência.


2º Adubação de cobertura: 50 dias da emergência (diferenciação do primórdio floral)
2) Sob inundação não utilizar N na forma nítrica.
3) A aplicação de cobertura poderá ser feita: A lanço ou em filete, após a retirada
da água com posterior reinundação dois dias após; A lanço ou em filite sobre a
lâmina de água (neste caso, não renovar a água de irrigação por dois dias).
4) Produtividade esperada = 5.000 a 6.000 kg/ha

Data:
...................................................................

Voltar
###

###

###
90
Voltar
Voltar

Adubação da Bananeira
(Click na opção desejada)

Plantio

Formação e Produção: Produtividade esperada (t/ha): < 20


20 - 30
31 - 40
41 - 50
51 - 60
> 60
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Calagem e Adubação para a Cultura da Banana

Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (%)


7 CTC do solo(cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Adubação de cobertura após plantio

Teor de K na análise do solo 150

1) No pegamento da muda: 100 g/cova de 20-00-15

2) 60 dias após: 200 g/cova de 20-00-15

3) No aparecimento da inflorescência: 400 g/cova de 20-00-15

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Produção da Cultura da Banana


Produtividade esperada: < 20 t/ha
Espaçamento: 3 x 3 = 1,111 pl/ha

Quantidade de plantas/talhão: 3300 = 3.0 ha

Análise do Solo: P 1 mg/dm3


K 50 mg/dm3
MO 2 dag/kg
Sat. Bases 15 (%)
CTC do solo 7 (cmolc/dm3)
PRNT do calcário 80 (%)
Profundidade de incorporação 10 (cm)

Quantidade de calcário = 2.4 t/ha

Quantidade de Nutrientes: 96 kg/ha/ano de N


80 kg/ha/ano de P2O5
300 kg/ha/ano de K2O

Quantidade de Fertilizantes:
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples
Três aplicações de 144 g/cova de 20-00-30

Quantidade de Insumos sc/ha sc/ talhão


Calcário 48 143
Formulado 10 29
Superfosfato simples 0 0

Observações:
1) As adubações com nitrogênio devem ser feitas em períodos de chuva, entre os meses
de setembro e março.
2) O fósforo pode ser aplicado em parcela única.
3) Distribuir os adubos em círculo, tomando como referência o rebento mais jovem.
4) A relação K/Mg deve ser maior que 0,4 para evitar o "azul da bananeira" por deficiência
de Mg ou excesso de K.

Data: ...................................................................
Voltar

Recomendação de micronutrientes
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Produção da Cultura da Banana


Produtividade esperada: 20 a 30 t/ha
Espaçamento: 3 x 3 = 1,111 pl/ha

Quantidade de plantas/talhão: 3300 = 3.0 ha

Análise do Solo: P 15 mg/dm3


K 150 mg/dm3
MO 2 dag/kg
Sat. Bases 15 (%)
CTC do solo 7 (cmolc/dm3)
PRNT do calcário 80 (%)
Profundidade de incorporação 10 (cm)

Quantidade de calcário = 2.4 t/ha

Quantidade de Nutrientes: 166 kg/ha/ano de N


80 kg/ha/ano de P2O5
200 kg/ha/ano de K2O

Quantidade de Fertilizantes:
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples
Três aplicações de 249 g/cova de 20-00-15

Quantidade de Insumos sc/ha sc/ talhão


Calcário 48 143
Formulado 17 49
Superfosfato simples 0 0

Observações:
1) As adubações com nitrogênio devem ser feitas em períodos de chuva, entre os meses
de setembro e março.
2) O fósforo pode ser aplicado em parcela única.
3) Distribuir os adubos em círculo, tomando como referência o rebento mais jovem.
4) A relação K/Mg deve ser maior que 0,4 para evitar o "azul da bananeira" por deficiência
de Mg ou excesso de K.

Data: ...................................................................
Voltar

Recomendação de micronutrientes
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Produção da Cultura da Banana


Produtividade esperada: 31 a 40 t/ha
Espaçamento: 3 x 3 = 1,111 pl/ha

Quantidade de plantas/talhão: 3300 = 3.0 ha

Análise do Solo: P 25 mg/dm3


K 150 mg/dm3
MO 2 dag/kg
Sat. Bases 15 (%)
CTC do solo 7 (cmolc/dm3)
PRNT do calcário 80 (%)
Profundidade de incorporação 10 (cm)

Quantidade de calcário = 2.4 t/ha

Quantidade de Nutrientes: 246 kg/ha/ano de N


70 kg/ha/ano de P2O5
280 kg/ha/ano de K2O

Quantidade de Fertilizantes:
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples
Três aplicações de 369 g/cova de 20-00-15

Quantidade de Insumos sc/ha sc/ talhão


Calcário 48 143
Formulado 25 73
Superfosfato simples 0 0

Observações:
1) As adubações com nitrogênio devem ser feitas em períodos de chuva, entre os meses
de setembro e março.
2) O fósforo pode ser aplicado em parcela única.
3) Distribuir os adubos em círculo, tomando como referência o rebento mais jovem.
4) A relação K/Mg deve ser maior que 0,4 para evitar o "azul da bananeira" por deficiência
de Mg ou excesso de K.

Data: ...................................................................
Voltar

Recomendação de micronutrientes
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Produção da Cultura da Banana


Produtividade esperada: 41 a 50 t/ha
Espaçamento: 3 x 3 = 1,111 pl/ha

Quantidade de plantas/talhão: 3300 = 3.0 ha

Análise do Solo: P 15 mg/dm3


K 150 mg/dm3
MO 2 dag/kg
Sat. Bases 15 (%)
CTC do solo 7 (cmolc/dm3)
PRNT do calcário 80 (%)
Profundidade de incorporação 10 (cm)

Quantidade de calcário = 2.4 t/ha

Quantidade de Nutrientes: 326 kg/ha/ano de N


140 kg/ha/ano de P2O5
350 kg/ha/ano de K2O

Quantidade de Fertilizantes:
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples
Três aplicações de 489 g/cova de 20-00-15

Quantidade de Insumos sc/ha sc/ talhão


Calcário 48 143
Formulado 33 97
Superfosfato simples 0 0

Observações:
1) As adubações com nitrogênio devem ser feitas em períodos de chuva, entre os meses
de setembro e março.
2) O fósforo pode ser aplicado em parcela única.
3) Distribuir os adubos em círculo, tomando como referência o rebento mais jovem.
4) A relação K/Mg deve ser maior que 0,4 para evitar o "azul da bananeira" por deficiência
de Mg ou excesso de K.

Data: ...................................................................
Voltar

Recomendação de micronutrientes
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Produção da Cultura da Banana


Produtividade esperada: 51 a 60 t/ha
Espaçamento: 3 x 3 = 1,111 pl/ha

Quantidade de plantas/talhão: 3300 = 3.0 ha

Análise do Solo: P 15 mg/dm3


K 150 mg/dm3
MO 2 dag/kg
Sat. Bases 20 (%)
CTC do solo 8 (cmolc/dm3)
PRNT do calcário 90 (%)
Profundidade de incorporação 10 (cm)

Quantidade de calcário = 2.2 t/ha

Quantidade de Nutrientes: 406 kg/ha/ano de N


170 kg/ha/ano de P2O5
450 kg/ha/ano de K2O

Quantidade de Fertilizantes:
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples
Três aplicações de 609 g/cova de 20-00-15

Quantidade de Insumos sc/ha sc/ talhão


Calcário 44 132
Formulado 41 121
Superfosfato simples 0 0

Observações:
1) As adubações com nitrogênio devem ser feitas em períodos de chuva, entre os meses
de setembro e março.
2) O fósforo pode ser aplicado em parcela única.
3) Distribuir os adubos em círculo, tomando como referência o rebento mais jovem.
4) A relação K/Mg deve ser maior que 0,4 para evitar o "azul da bananeira" por deficiência
de Mg ou excesso de K.

Data: ...................................................................
Voltar

Recomendação de micronutrientes
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Produção da Cultura da Banana


Produtividade esperada: > 60 t/ha
Espaçamento: 3 x 3 = 1,111 pl/ha

Quantidade de plantas/talhão: 3300 = 3.0 ha

Análise do Solo: P 15 mg/dm3


K 150 mg/dm3
MO 2 dag/kg
Sat. Bases 15 (%)
CTC do solo 7 (cmolc/dm3)
PRNT do calcário 80 (%)
Profundidade de incorporação 10 (cm)

Quantidade de calcário = 2.4 t/ha

Quantidade de Nutrientes: 476 kg/ha/ano de N


200 kg/ha/ano de P2O5
430 kg/ha/ano de K2O

Quantidade de Fertilizantes:
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples
Três aplicações de 714 g/cova de 20-00-15

Quantidade de Insumos sc/ha sc/ talhão


Calcário 48 143
Formulado 48 141
Superfosfato simples 0 0

Observações:
1) As adubações com nitrogênio devem ser feitas em períodos de chuva, entre os meses
de setembro e março.
2) O fósforo pode ser aplicado em parcela única.
3) Distribuir os adubos em círculo, tomando como referência o rebento mais jovem.
4) A relação K/Mg deve ser maior que 0,4 para evitar o "azul da bananeira" por deficiência
de Mg ou excesso de K.

Data: ...................................................................
Voltar

Recomendação de micronutrientes
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Batata

Espaçamento (m x m): 0.8 x 0.3 = 41,667

Análise do Solo: 15 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
8 CTC (T) (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Quantidade de Calcário: 4.4 t/ha

Quantidade de Fertilizantes:
Adubação por metro 50 g/m de 20 - 00 - 15
de sulco 140 g/m de Superfosfato Simples
10 g/m de FTE

Adubação de cobertura: 80 g/m de 20 - 00 - 15


(antes da amontoa)

Data:
...............................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Batata-Doce

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por metro de 20 g/m de sulco de 20 - 00 - 15


sulco: 100 g/m de sulco de Superfosfato Simples
5 g/m de sulco de FTE

Adubação de cobertura: 30 g/m de sulco de 20 - 00 - 15

Data:

...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Beterraba

Espaçamento: 0,25 x 0,10 m

Análise do Solo: 25 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9.0 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por m 2 de 8 L/m2 de Esterco bovino


canteiro 180 g/m2 de Superfosfato Simples
10 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura: 15 g/m2 de 20 - 00 - 15 aos 15 dias do plantio.

20 g/m2 de 20 - 00 - 15 aos 30 dias do plantio.

25 g/m2 de 20 - 00 - 15 aos 40 dias do plantio.

Observações:

1) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade antes de se formarem os canterios.

2) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

3) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

4) Produtividade esperada = 40.000 kg/ha ou 1.818 caixas.

Data:
.................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Berinjela

Espaçamento (m x m): 1.2 x 0.8 = 10,417 pl/ha

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
8 CTC (cmolc/dm3)
15 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 4.0 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20 - 00 - 15 ou 2 L/cova de esterco bovino


150 g/cova de Superfosfato Simples
4 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 5 g de 20 - 00 - 15 aos 20 e 40 dias do plantio.

10 g de 20 - 00 - 15 aos 60, 80, 100 dias do plantio.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

3) Produtividade esperada = 70 t/ha

Data:

...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a cultura do Brócolos

Espaçamento (m x m): 0.8 x 0.5 = 25,000 pl/ha

Análise do Solo: 10 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.4 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20 - 00 - 15 ou 2 litros esterco bovino


0 g/cova de Superfosfato Simples
3 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/planta de 20 - 00 - 15 a cada 15 dias

Observações:

1) Reduzir 10% de P2O5 para cada 5 toneladas de esterco bovino ou 2 toneladas de


esterco de galinha.

2) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

3) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

4) Produtividade esperada = 20.000 kg/ha ou 13.000 maços

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Bucha Vegetal

Espaçamento (m x m): 3 x 2 = 1,667 pl/ha

Análise do Solo: 15 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
30 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 4.5 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20 - 00 - 15 ou 2 L/cova de esterco bovino


150 g/cova de Superfosfato Simples
5 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/planta de 20 - 00 - 15 aos 20 dias do plantio.

10 g/planta de 20 - 00 - 15 aos 40 dias do plantio.

15 g/planta de 20 - 00 - 15 aos 60 dias do plantio.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
Voltar
Adubação de Café Arábica
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio e Formação

Lavoura em Produção

Lavoura Recepada

Técnica de Amostragem
Voltar
Técnica de Amostragem
Amostragem do Solo: Deve ser realizada sob a copa das plantas, no local de aplicação dos fertilizantes.
A cada dois anos retirar também amostras das ruas do cafezal.
As amostras podem ser retiradas com trado ou com enxadão, a uma profundidade
de 20 cm. Cada amostra deve ser composta por, no mínimo, 20 subamostras. A cada
três anos amostrar, também, na profundidade de 20 a 40 cm para avaliar a necessida

Amostragem Foliar: Período: A cada dois anos


Época: Quando os frutos atingem a fase de chumbinho que, geralmente, coincide co
de setembro a novembro.
Talhões: Devem ser classificados considerando-se a idade das lavouras, variedades,
do terreno, tipo de solo e características das plantas como carga e coloração
Método: Em cada talhão, devem ser amostradas em torno de 20 plantas, coletando-s
ou quarto par (contados da ponta para a base) de ramos produtivos localizad
média da planta e dos dois lados da linha de café.

OBS: As amostras devem ser acondicionadas em sacolas de papel, etiquetadas e


laboratório no mesmo dia.
Voltar

cação dos fertilizantes.

ão, a uma profundidade


o, 20 subamostras. A cada
m para avaliar a necessidade de gesso.

ue, geralmente, coincide com o período

das lavouras, variedades, topografia


as como carga e coloração das folhas.
de 20 plantas, coletando-se o terceiro
ramos produtivos localizados na altura

as de papel, etiquetadas e remetidas ao


Técnica de Amostragem
Amostragem do Solo: Deve ser realizada sob a copa das plantas, no local de aplicação dos fertilizantes.
A cada dois anos retirar também amostras das ruas do cafezal.
As amostras podem ser retiradas com trado ou com enxadão, a uma profundidade
de 20 cm. Cada amostra deve ser composta por, no mínimo, 20 subamostras. A cada
três anos amostrar, também, na profundidade de 20 a 40 cm para avaliar a necessida

Amostragem Foliar: Período: A cada dois anos


Época: Quando os frutos atingem a fase de chumbinho que, geralmente, coincide co
de setembro a novembro.
Talhões: Devem ser classificados considerando-se a idade das lavouras, variedades,
do terreno, tipo de solo e características das plantas como carga e coloração
Método: Em cada talhão, devem ser amostradas em torno de 20 plantas, coletando-s
ou quarto par (contados da ponta para a base) de ramos produtivos localizad
média da planta e dos dois lados da linha de café.

OBS: As amostras devem ser acondicionadas em sacolas de papel, etiquetadas e


laboratório no mesmo dia.
Voltar

cação dos fertilizantes.

ão, a uma profundidade


o, 20 subamostras. A cada
m para avaliar a necessidade de gesso.

ue, geralmente, coincide com o período

das lavouras, variedades, topografia


as como carga e coloração das folhas.
de 20 plantas, coletando-se o terceiro
ramos produtivos localizados na altura

as de papel, etiquetadas e remetidas ao


INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação do substrato para a produção de mudas


700 L de solo (horizonte B)
300 L de esterco de gado ou 100 L de esterco de galinha
2 kg de calcário dolomítico
4 kg de superfosfato simples
0,3 kg de cloreto de potássio
50 g de FTE

Adubação nitrogenada em cobertura.


Após o lançamento das primeiras folhas, irrigar com solução de uréia a 0,5% ou
sulfato de amônio a 1%. Logo após, lavar as folhas com água pura.

Data:

......................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Plantio e Formação

Calagem

Análise do Solo: 30 Sat. Bases (%)


8 CTC do solo(cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.5 t/ha

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)


10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha
300 g de superfosfato simples
100 g de calcário para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Adubação de cobertura após plantio

Teor de K na análise do solo: 150

1) 30 dias do plantio: 20 g/cova de 20-00-15

2) 60 dias do plantio: 25 g/cova de 20-00-15


3) 90 dias do plantio: 30 g/cova de 20-00-15

2) Adubação de primeiro ano


Teor de K na análise do solo: 150

1) Setembro: 50 g/cova de 20-00-15


2) Novembro: 80 g/cova de 20-00-15
3) Janeiro: 100 g/cova de 20-00-15

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Adubação do Café Arábica em Produção


Produtor:

Espaçamento: 2.8 x 1 (m x m) = 3,571 pl/ha


Produtividade 60 sc/ha
P (Mehlich-1) 8 mg/dm3
K (Mehlich-1) 150 mg/dm3
Matéria Org. 2 %
Fósforo Remanescente (P-rem) 20 mg/L
Sat. Bases (V) 20 %
CTC do solo (T) 9 cmolc/dm3
PRNT do calcário 90 %
Prof. de incorporação do calcário 10 cm
Número de covas do talhão: 10000 Covas

Calagem: 2.0 t/ha de calcário

Quantidade de nutrientes: 352 kg/ha/ano de N


113 kg/ha/ano de P2O5
198 kg/ha/ano de K2O

Doses de fertilizantes: Número de parcelamentos 3

3 Aplicações de 164 g/planta de 20-00-15

Uma aplicação de 158 g/planta de Superfosfato Simples

Quantidade dos insumos:

Descrição ha Área do talhão: 2.8 ha


Quant. de formulado (sc/ano): 35 99
Quant. de supersimples (sc/ano): 11 32
Quant. de calcário (sc/ano): 40 112
Micronutrientes

Observação:
1) Aplicar as doses de NPK durante o período chuvoso (floração, chumbinho e granação)
2) No caso do resultado da análise não conter o P-rem, digitar o valor 20.

Data: .............................................................................
Equipe: Adolfo Braz Sunderhus
Aledir Cassiano da Rocha
Aldemar Polonini Morelli
Aymbiré Francisco Almeida da Fonseca
Luiz Carlos Prezotti
Maria Amélia Gava Ferrão
Maurício José Fornazier
Voltar

Recomendação de Micronutrientes

Custeio Simplificado
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Adubação do Café Arábica Recepado

Produtor:

Espaçamento: 2 x 1 (m x m) = 5,000 pl/ha


P (Mehlich-1) 12 mg/dm3
K (Mehlich-1) 150 mg/dm3
Sat. Bases (V) 10 %
CTC do solo (T) 8 cmolc/dm3
PRNT do calcário 90 %
Prof. de incorporação do calcário 10 cm
Número de covas do talhão: 5000 Covas

Doses de fertilizantes: Na desbrota 30 g/planta de 20-00-15


100 g/planta de Supersimples

Após 60 dias 50 g/planta de 20-00-15

Após 120 dias 80 g/planta de 20-00-15

Calagem: 2.2 t/ha de calcário

Quantidade dos insumos:

Descrição ha Área do talhão: 1 ha


Quant. de formulado (sc/ano): 16 16
Quant. de supersimples (sc/ano): 10 10
Quant. de calcário (sc/ano): 44 44

Observação:
No segundo ano após a recepa, seguir recomendação de adubação de produção

Data: .............................................................................

Equipe: Adolfo Braz Sunderhus


Aledir Cassiano da Rocha
Aldemar Polonini Morelli
Aymbiré Francisco Almeida da Fonseca
Luiz Carlos Prezotti
Maria Amélia Gava Ferrão
Maurício José Fornazier
Voltar

Recomendação de Micronutrientes
Custeio (Simplificado) / Talhão

Área do talhão: 2.8 ha

Número de cova do talhão: 10,000.00 Covas

Produção (talhão): 168 sc beneficiadas

(Complete as informações digitando os dados nas células cinzas)


Insumos Unidade Quantidade Preço Unitário Total
Formulado sc 99 42.00 4,143.84
Supersimples sc 32 27.00 855.34
Calcário sc 112 3.50 392.00
Adubo Foliar L 2 23.00 46.00
Herbicida L 4 60.00 240.00
Inseticida L 0 30.00 0.00
Fungicida L 0 40.00 0.00

Total 5,677.17

Mão-de-Obra Unidade Quantidade Preço Unitário Total


Adubação d/h 4 25.00 100.00
Pulverizações d/h 5 25.00 125.00
Capina d/h 10 25.00 250.00
Colheita sc da roça 1008 7.00 7056.00
Lavagem e seca sc da roça 1008 0.50 504.00
Beneficiamento sc beneficiada 168 1.50 252.00

Total 8,287.00

Custo total do talhão = 13,964.17 R$

Custo total por hectare = 4,987.21 R$

Preço de venda por saca = 150.00 R$

Lucro por talhão = 11,235.83 R$

Lucro por hectare = 4,012.79 R$


Voltar
Adubação de Café Conilon
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio e Formação

Lavoura em Produção

Técnica de Amostragem
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Adubação do Café Conilon em Produção


Produtor:

Espaçamento: 3 x 1.5 (m x m) = 2,222 pl/ha


Produtividade 50 sc/ha
P (Mehlich-1) 8 mg/dm3
K (Mehlich-1) 150 mg/dm3
Matéria Org. 2 %
Fósforo Remanescente (P-rem) 20 mg/L
Sat. Bases (V) 20 %
CTC do solo (T) 8.6 cmolc/dm3
PRNT do calcário 90 %
Prof. de incorporação do calcário 10 cm
Número de covas do talhão: 10000 Covas

Quantidade de nutrientes: 295 kg/ha/ano de N


86 kg/ha/ano de P2O5
157 kg/ha/ano de K2O

Doses de fertilizantes: Número de parcelamentos: 3

3 aplicações de 221 g/planta de 20-00-15

Uma aplicação de 194 g/planta de Superfosfato Simples

Calagem: 1.9 t/ha de calcário

Quantidade e custo dos insumos:


Descrição ha Área do talhão: 4.5 ha
Quant. de formulado (sc/ano): 29 133
Quant. de supersimples (sc/ano): 9 39
Quant. de calcário (sc/ano): 38 172
Micronutrientes

Observação:
1) Parcelar as doses de NPK durante o período chuvoso (floração, chumbinho e granação)
2) No caso do resultado da análise não conter o P-rem, digitar o valor 20.

Data: ........................................................................
Equipe: Abraão Carlos Verdim filho
Aureliano Nogueira da Costa
Aymbiré Francisco Almeida da Fonseca
José Antônio Lani
Luiz Carlos Prezotti
Maria Amélia Gava Ferrão
Paulo Sergio Volpi
Romário Gava Ferrão
Sheila Marina Bragança
Voltar

Recomendação de Micronutrientes

Custeio Simplificado
Custeio (Simplificado) / Talhão

Área do talhão: 4.5 ha

Número de cova do talhão: 10,000.00 Covas

Produção (talhão): 225 sc beneficiadas

(Complete as informações digitando os dados nas células cinzas)


Insumos Unidade Quantidade Preço Unitário Total
Formulado sc 133 44.00 5,839.92
Supersimples sc 39 27.00 1,047.52
Calcário sc 172 3.50 602.00
Adubo Foliar L 0 25.00 0.00
Herbicida L 20 14.00 280.00
Inseticida L 0 30.00 0.00
Fungicida L 0 30.00 0.00

Total 7,769.44

Mão-de-Obra Unidade Quantidade Preço Unitário Total


Poda d/h 30 25.00 750.00
Desbrota d/h 50 25.00 1,250.00
Adubação d/h 18 25.00 450.00
Pulverizações d/h 20 25.00 500.00
Capina d/h 0 25.00 0.00
Colheita sc da roça 900 4.00 3,600.00
Seca sc da roça 900 0.20 180.00
Beneficiamento sc beneficiada 225 1.50 337.50

Total 7,067.50

Custo total do talhão = 14,836.94 R$

Custo total por hectare = 3,297.10 R$

Preço de venda por saca = 190.00 R$

Lucro por talhão = 27,913.06 R$

Lucro por hectare = 6,202.90 R$


Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Cana

Distância entre sulcos: 1.5 6,667 metros lineares / ha

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


20 K (mg/dm3)
8 CTC (cmolc/dm 3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 1.8 t/ha

Quantidade de nutrientes:
Plantio: 30 kg/ha de N
180 kg/ha de P2O5
80 kg/ha de K2O

Cobertura: 50 kg/ha de N
80 kg/ha de K2O

Observações:

1) Para cana soca aplicar 80 kg de N e metade da dose de P 2O5 e de K2O


2) A adubação de cobertura deve ser feita 30 a 60 dias após plantio
3) Em solos com baixos teores de micronutrientes, aplicar 80 kg/ha de FTE no plantio
4) Produtividade esperada = Cana planta: 120.000 kg/ha
Cana soca : 80.000 kg/ha

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
Adubação do Caquizeiro
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 4 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Caqui

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 60 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 100 g/cova do formulado 18-0-36


20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Caqui


1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/cova do formulado 20-00-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 167 g/cova de 20-00-15

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.


2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas,
nas linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a
mineralização rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Caqui


1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 333 g/cova de 20-00-15

2) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 500 g/cova de 20-00-15

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.


2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas,
nas linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a
mineralização rápida da matéria orgânica.

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Caqui

Espaçamento: 6 x 6 = 278 pl/ha

Adubação de Produção (Quinto ano em diante)


Análise do Solo: 6 P (mg/dm3)
150 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 15 t/ha

Recomendação

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 840 g/cova de 20-00-15

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (%)


6.7 CTC do solo(cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.7 t/ha

Observações:

1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.


2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas,
nas linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a
mineralização rápida da matéria orgânica.
3) Produtividade esperada: 10.000 a 15.000 kg/ha

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Cebola

Distância entre sulcos: 20 cm ###

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por metro de 5 g/m de sulco de 20-00-15 ou 0,5 L/m de esterco bovino ###
sulco: 30 g/m de sulco de Superfosfato Simples
1 g/m de sulco de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/m do formulado 20-00-15 aos 40 dias do transplantio.

1) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade antes de se formarem os canterios.

2) Produtividade esperada = 25.000 kg/ha.

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Cebolinha

Espaçamento: 15 cm x 10 cm

Análise do Solo: 50 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9.0 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por m 2 de 5 L/m2 de Esterco bovino


canteiro 180 g/m2 de Superfosfato Simples
5 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/m2 de 20-00-15 aos 7 dias do plantio.

15 g/m2 de 20-00-15 aos 15 dias do plantio.

20 g/m2 de 20-00-15 aos 20 dias do plantio.

Observações:

1) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade antes de se formarem os canterios.

2) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

3) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:
Adubação da Cultura do Cedro Australiano

Análise do solo: P P 12 mg/dm3


K 80 mg/dm3
T 6 cmolc/dm3
V 14 %
PRNT do calcário: 90 %

1) Calagem: 3.1 t/ha de calcário

2) Adubação de plantio (cova de 30 x 30 x 30 cm)

150 g de superfosfato simples


100 g de calcário por tonelada recomendada por hectare até o máximo de 300 g
20 g de FTE

3) Adubação de cobertura após plantio

1) 30 dias após plantio: 10 g/cova do formulado 20-00-20

2) 60 dias após plantio: 20 g/cova do formulado 20-00-20

3) 90 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-00-20

4) Adubação de primeiro ano

Teor de K no solo = 70 mg/dm3

Recomendação: Três aplicações de 50 g/cova de 20-00-10

5) Adubação de segundo ano

Teor de K no solo = 70 mg/dm3

Recomendação: Três aplicações de 60 g/cova de 20-00-10

6) Adubação de terceiro ano:

Teor de K no solo = 70 mg/dm3

Recomendação: Três aplicações de 70 g/cova de 20-00-10

7) A partir do quarto ano: Aumentar as doses em 15 % ao ano

Data:

...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Cenoura

Espaçamento: 0,20 m x 0,06 m

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9.0 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por m 2 de 8 L/m2 de Esterco bovino


canteiro 230 g/m2 de Superfosfato Simples
10 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura: 15 g/m2 de 20-00-15 aos 15 dias do plantio.

20 g/m2 de 20-00-15 aos 30 dias do plantio.

25 g/m2 de 20-00-15 aos 40 dias do plantio.

Observações:

1) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade antes de se formarem os canterios.

3) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

4) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

5) Produtividade esperada = 35.000 a 40.000 kg/ha

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Chuchu

Espaçamento (m x m): 4 x 3 = 833 pl/ha

Análise do Solo: 15 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por Cova 20 g/cova de 20-00-15 ou 10 L/cova esterco bovino


230 g/cova de Superfosfato Simples
10 g/cova de FTE

Adubação de cobertura:

20 dias após o plantio 30 g/planta de 20-00-15

40 dias após o plantio 40 g/planta de 20-00-15

Adubação de Produção:

- Aplicar mensalmente 150 g/planta de 20-00-15


- Aplicar 200 g de superfosfato simples 4 meses após o plantio e
repetir esta dose 4 meses após a primeira.

Observações:

1) Em covas que ultrapassam 20 cm de profundidade, recomenda-se aplicar, adicionalmente,


150 g de calcário dolomítico. A deficiência de cálcio causa formação de frutos "sem pescoço".
2) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.
3) Produtividade esperada = 60.000 a 65.000 kg/ha

Data:
...................................................................
Voltar
Voltar
Adubação do Citrus
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 5 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura de Citrus


(Laranja, Limão, Tangerinas)

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 50 g/cova do formulado 20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura de Citrus (Laranja, Limão, Tangerinas)

1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/planta do formulado 20-0-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/planta do formulado 20-0-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/planta do formulado 20-0-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 217 g/planta de 20-00-15

8) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:
1) Adubações: 1º :Set-Out.; 2º: Dez-Jan.; 3º: Mar.-Abr.
2) Entre a segunda e terceria adubação fazer análise foliar: se o teor de N for superior a
3,0 dag/kg, excluir N da terceira adubação.
3) Reduzir 10% de P2O5 para cada 5 toneladas de esterco de gado ou 2 toneladas de
esterco de galinha.
4) Deficiência de magnésio: pulverização foliar com sulfato de magnésio 4 g/L.
5) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura de Citrus (Laranja, Limão, Tangerinas)


1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 9 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 267 g/planta de 20-00-15

2) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 400 g/planta de 20-00-15

3) Adubação de quinto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 567 g/planta de 20-00-15

4) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
6 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)
Quantidade de calcário = 1.5 t/ha

Observações:
1) Adubações: 1º :Set-Out.; 2º: Dez-Jan.; 3º: Mar.-Abr.
2) Entre a segunda e terceria adubação fazer análise foliar: se o teor de N for superior a
3,0 dag/kg, excluir N da terceira adubação.
3) Reduzir 10% de P2O5 para cada 5 toneladas de esterco de gado ou 2 toneladas de
esterco de galinha.
4) Deficiência de magnésio: pulverização foliar com sulfato de magnésio 4 g/L.
5) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL
Produtor:

Adubação de Produção de Laranja, Limão e Tangerinas (sexto ano em diante)

Espaçamento (m x m): 4 x 3 = 833 pl/ha

Quantidade de plantas/ talhão: 1700 = 2.0 ha

Produção / Planta: 2 (Número de caixas de 20 kg)

Análise do Solo: P 14 (mg/dm3)


K 79 (mg/dm3)
MO 3.4 (dag/kg)

Recomendação

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 318 g/planta de 20-00-20

Calagem
Análise do Solo: 51 Sat. Bases (V) (%)
6 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
90 PRNT do calcário (%)
20 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 0.6 t/ha

Quantidade de Insumos sc/ha sc/ talhão


Calcário 12 24
Formulado /aplicação 5 11
Superfosfato simples 0 0

Observações:
1) Adubações: 1º :Set-Out.; 2º: Dez-Jan.; 3º: Mar.-Abr.
2) Entre a segunda e terceria adubação fazer análise foliar: se o teor de N for superior a
3,0 dag/kg, excluir N da terceira adubação.
3) Reduzir 10% de P2O5 para cada 5 toneladas de esterco de gado ou 2 toneladas de
esterco de galinha.
4) Deficiência de magnésio: pulverização foliar com sulfato de magnésio 4 g/L.
5) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................
Equipe: Cesar Pereira Teixeira
Flavio Lima Alves
José Mauro de Souza Balbino
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
Custeio Simplificado

Recomendação de micronutrientes
Custeio (Simplificado) / Talhão

Área do talhão: 2.0 ha

Número de cova do talhão: 1700 Covas

Produção (talhão): 3400 Caixas de 20 kg

(Complete as informações digitando os dados nas células cinzas)


Insumos Unidade Quantidade Preço Unitário Total
Formulado sc 11 32.00 346.42
Supersimples sc 0 24.00 0.00
Calcário sc 24 3.00 73.44
Adubo Foliar L 0 23.00 0.00
Herbicida L 25 12.00 300.00
Inseticida L 0 30.00 0.00
Fungicida L 0 40.00 0.00
Outros kg 0 85.00 0.00

Total 719.86

Mão-de-Obra Unidade Quantidade Preço Unitário Total


Adubação d/h 10 15.00 150.00
Poda d/h 15 15.00 225.00
Desbaste de frutos d/h 13 15.00 195.00
Pulverizações d/h 8 30.00 240.00
Capina/roçada d/h 40 15.00 600.00
Colheita d/h 30 15.00 450.00

Total 1,860.00

Custo total do talhão = 2,579.86 R$

Custo total por hectare = 1,264.64 R$

Preço de venda por caixa = 4.00 R$

Lucro por talhão = 11,020.14 R$

Lucro por hectare = 5,402.03 R$


Voltar
Adubação do Coqueiro
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 3 anos

Formação - 4 a 5 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação do Coqueiro
1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
30 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

2) Adubação de cobertura após plantio

1) 30 dias após plantio: 50 g/cova do formulado 20-00-20

2) 60 dias após plantio: 80 g/cova do formulado 20-00-20

3) 90 dias após plantio: 100 g/cova do formulado 20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação do Coqueiro
1) Adubação de primeiro ano

Três aplicações de 200 g/cova do formulado 20-00-20

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 250 g/planta de 20-00-15

3) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 333 g/planta de 20-00-15

4) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.


2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas para evitar a mineralização rápida da
matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar

nas
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação do Coqueiro
1) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


80 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 500 g/planta de 20-00-20

2) Adubação de quinto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K(mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 583 g/planta de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.

2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas para evitar a mineralização rápida da
matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação do Coqueiro
1) Adubação de sexto ano em diante

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 667 g/planta de 20-00-15

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.

2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas para evitar a mineralização rápida da
matéria orgânica.

Data:

...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Couve-manteiga

Espaçamento (m x m): 1 x 0.5 = 20,000 pl/ha

Análise do Solo: 25 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.4 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20-00-15 ou 2 litros esterco bovino


180 g/cova de Superfosfato Simples
5 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/planta de 20-00-15 a cada 15 dias

Observações:

1) Reduzir 10% de P2O5 para cada 5 toneladas de esterco de gado ou 2 toneladas de


esterco de galinha.
2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Couve-Flor

Espaçamento (m x m): 0.8 x 0.5 = 25,000 pl/ha

Análise do Solo: 25 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.4 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20-00-15 ou 2 litros esterco bovino


180 g/cova de Superfosfato Simples
5 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/planta de 20-00-15 aos 15, 30, 45 e dias após plantio

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

3) Produtividade esperada = 25.000 kg/ha

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:
Adubação da Cultura do Eucalipto

1) Adubação de plantio (cova de 20 x 20 x 20 cm)

80 g do formulado 4-30-10
100 g de calcário dolomítico (somente para suprimento de Ca e Mg)
20 g de FTE

2) Adubação de cobertura após plantio

1) 30 dias após plantio: 10 g/cova do formulado 20-00-20

2) 60 dias após plantio: 20 g/cova do formulado 20-00-20

3) 90 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-00-20

3) Adubação de primeiro ano

Teor de K no solo = 10 mg/dm3

Recomendação: Duas aplicações de 40 g/cova de 20-0-20

4) Adubação de segundo ano

Teor de K no solo = 110 mg/dm3

Recomendação: Duas aplicações de 60 g/cova de 20-0-10

Calagem: Manter o teor de Ca no solo acima de 1 cmol c/dm3 e de Mg acima de 0,2 cmol c/dm3

Observações:

1) Parcelar a adubação de segundo ano em duas vezes: 4 meses e 18 meses após o plantio
2) Fazer monitoramento com análise foliar para adubação com micronutrientes.
3) Produtividade esperada: 30 a 50 m 3/ha/ano de madeira.

Data:

...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Feijão

Distância entre sulcos: 40 cm 25,000 ml/ha

Análise do Solo: 10 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
8 CTC (cmolc/dm3)
30 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 2.7 t/ha

Adubação por metro de 5 g/m de sulco de 20-00-15


sulco: 20 g/m de sulco de Superfosfato Simples
3 g/m de sulco de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/m do formulado 20-00-15

Observações:

1) A adubação de cobertura deve ser feita 25 a 30 dias após a emergência, quando as plantas
apresentarem de seis a oito folhas bem desenvolvidas.

2) Em solos com baixo teor de matéria orgânica, aplicar via foliar 60 g/ha de Mo (154 g de
molibdato de sódio ou 111 g/ha de molibdato de amônio). Considerando um gasto médio
de 400 l/ha de calda (pulverizador costal manual), a dose aproximada é de 8 g/20L de
molibdato de sódio ou 6 g/20L de molibdato de amônio.

3) Produtividade esperada = 1.200 a 2.000 kg/ha

Data:

...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Feijão-Vagem

Espaçamento (m x m): 1 x 0.5 = 20,000 pl/ha

Análise do Solo: 10 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
8 CTC (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação
Quantidade de Calcário: 4.4 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20-00-15 ou 3 L de esterco bovino


100 g/cova de Superfosfato Simples
5 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/planta de 20-00-15 30 dias da emergência das plântulas

20 g/planta de 20-00-15 60 dias da emergência das plântulas

Observações:

1) Dispensar a adubação de cova caso se tenha cultivado anteriormente tomate, ou culturas


normalmente bem adubadas.
2) Reduzir 10% de P2O5 para cada 5 toneladas de esterco de gado ou 2 toneladas de
esterco de galinha.
3) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.
4) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.
5) Fazer uma aplicação foliar de molibdato de amônio (0,4 g/L) antes da floração.
6) Produtividade esperada = 13.000 a 15.000 kg/ha.

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
Adubação da Figueira
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 4 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Figo

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 60 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 100 g/cova do formulado 20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Figo


1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/cova do formulado 20-00-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 67 g/cova de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 15 Sat. Bases (V) (%)


8 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 2.3 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Figo

1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 P (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 133 g/cova de 20-00-15

2) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 200 g/cova de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Figo

Espaçamento: 3.5 x 2 = 1,429 pl/ha

1) Adubação de quinto ano em diante

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 15 t/ha

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 245 g/cova de 20-00-15

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Gengibre

Espaçamento (m x m): 1 x 0.4 = 25,000 pl/ha

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 60 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 6.0 t/ha

Adubação por metro 3 Litros/m de esterco bovino


de sulco 200 g/m de Superfosfato Simples
5 g/m de FTE

Adubação de cobertura: 25 g/m de 20-00-15 aos 60 dias do plantio.


(nas amontoas)
30 g/m de 20-00-15 aos 90 dias do plantio.

35 g/m de 10-00-15 aos 120 dias do plantio.

Observações:

1) Repetir a adubação orgânica nas 2 primeiras amontoas (60 e 90 dias)

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio no caso de excessivo vigor vegetativo das plantas.

Data:

...................................................................
Voltar
Voltar
Adubação da Goiabeira
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 3 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Goiaba

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 50 g/cova do formulado 20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL
Produtor:

Adubação da Cultura da Goiaba


1) Adubação de primeiro ano
Primeira aplicação : 50 g/cova do formulado 20-0-20 (no início do período chuvoso)
Segunda aplicação : 100 g/cova do formulado 20-0-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 200 g/cova do formulado 20-0-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano


Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)
150 K (mg/dm3)
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples
Três aplicações de 250 g/cova de 20-00-15

3) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 300 g/cova de 20-00-15

4) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:
1) As adubações devem ser feitas durante o período chuvoso (setembro - novembro - janeiro).
2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.
4) Produtividade esperada: 6.000 kg/ha

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Goiaba

Espaçamento: 6 x 5 = 333 pl/ha

1) Adubação de quarto ano (Produção)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples 120


Três aplicações de 700 g/cova de 20-00-15 ###

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%) ###


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3) ###
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) As adubações devem ser feitas durante o período chuvoso (setembro - novembro - janeiro).
2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

4) Produtividade esperada: 6.000 kg/ha

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Inhame

Espaçamento (m x m): 0.9 x 0.3 = 37,037 pl/ha

Análise do Solo: 20 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
12 CTC (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.9 t/ha

Adubação por metro 3 L de esterco bovino


de sulco 50 g/m de Superfosfato Simples
5 g/m de FTE

Adubação de cobertura: 20 g/m de 20-00-15 por ocasião da amontoa.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.
2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.
3) Solos com teor de matéria orgânica maior que 4% cancelar a adubação de cobertura
4) Produtividade esperada = 30.000 kg/ha

Data:

...................................................................

Voltar
Equipe: Carlos Alberto Simões do Carmo
Luiz Carlos Prezotti
###

###
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Jiló

Espaçamento (m x m): 1.2 x 0.8 = 10,417 pl/ha

Análise do Solo: 2 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
8 CTC (cmolc/dm3)
15 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 4.0 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20-00-15 ou 2 L/cova de esterco bovino


150 g/cova de Superfosfato Simples
5 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 5 g de 20-00-15 aos 20 e 40 dias do plantio.

10 g de 20-00-15 aos 60, 80, 100 dias do plantio.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.
2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.
3) Produtividade esperada = 20.000 a 50.000 kg/ha de produto comercial.

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
Adubação da Macadâmia
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 4 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Macadâmia

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 60 g/cova do formulado 20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Macadâmia

1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/planta do formulado 20-0-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/planta do formulado 20-0-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/planta do formulado 20-0-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 180 g/planta de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Macadâmia

1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 250 g/planta de 20-00-15

2) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 400 g/planta de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Produção da Macadâmia


Espaçamento: 8 x 5 = 250 pl/ha

Número de plantas do talhão: 2500 plantas = 10 ha


Produtividade esperada: 3 t/ha

Análise do Solo: P(mg/dm3) 40


K(mg/dm3) 150
Recomendação
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples
Três aplicações de 667 g/cova de 20-00-15

Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (v) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Quantidade dos insumos:

Descrição ha Área do talhão: 10 ha


Formulado (sc/ano): 10 100
Supersimples (sc/ano): 0 0
Calcário (sc/ano): 35 350

Observções
1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.
2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em
faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a
mineralização rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................
Voltar
Voltar
Recomendação de micronutrientes

Custeio simplificado
Custeio (Simplificado) / Talhão

Área do talhão: 10 ha

Número de cova do talhão: 2500 Covas

Produção (talhão): 30 t

(Complete as informações digitando os dados nas células cinzas)


Descrição Unidade Quantidade Preço Unitário Total

Mat. Orgânica t 300 35 10,500.00


Formulado sc 100 34.00 3,400.00
Supersimples sc 0 32.00 0.00
Calcário sc 350 3.20 1,120.00
Adubo Foliar L 3 23.00 69.00
Herbicida L 50 60.00 3000.00
Inseticida L 40 80.00 3,200.00
Fungicida L 100 12.00 1,200.00
Energia kw/h 0 0.18 0.00
Combustível L 80 1.80 144.00

Total 12,133.00

Mão-de-Obra Unidade Quantidade Preço Unitário Total


Adubação d/h 100 15.00 1500.00
Pulverização d/h 90 24.00 2160.00
Capina d/h 0 12.00 0.00
Colheita d/h 320 12.00 3840.00
Transporte d/h 10 12.00 120.00

Total 7,620.00

Custo total do talhão = 19,753.00 R$

Custo total por hectare = 1,975.30 R$

Preço de venda por kg = 4.00 R$

Lucro por talhão = 100,247.00 R$

Lucro por hectare = 10,024.70 R$


Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Mamão

Espaçamento: 3 x 1.3 = 1538 pl/ha

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


50 K (mg/dm3)
8 CTC (cmolc/dm3)
30 Sat. Bases (V%)

PRNT do calcário: 90 %

1) Calagem

Quantidade de calcário = 4.4 t/ha

2) Adubação de plantio (metro linear de sulco)


4 L de esterco de curral ou 2 L de esterco de galinha ou 40 g do formulado 20-00-20
300 g de superfosfato simples
30 g de FTE

3) Adubação de formação e produção (g/planta/mês)

1° mês: 40 g de 20-00-10
2° mês: 80 g de 20-00-20
3° mês: 10 L de esterco por metro linear e 200 g de supersimples (amontoa)
4° ao 8° mês: 100 g de 20-00-30
9° ao 14° mês: 150 g de 20-00-30
14° ao 18° mês: 120 g de 20-00-30

OBS: Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.

Data: .....................................................................

Voltar
Voltar

Recomendação de micronutrientes
Adubação da Mangueira
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 4 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Manga

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 60 g/cova do formulado 20-00-20

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Manga

1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/cova do formulado 20-0-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/cova do formulado 20-0-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/cova do formulado 20-0-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 100 g/cova de 20-00-15

3) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.


2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Manga

1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


80 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 200 g/cova de 20-00-20

2) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 267 g/cova de 20-00-15

3) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:
1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.
2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Manga


Espaçamento: 8 x 6 = 208 pl/ha

1) Adubação de Produção (Quinto ano em diante)

Análise do Solo: 10 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 20 t/ha

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 320 g/cova de 20-00-15

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:
1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.
2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Mandioca

Espaçamento (m x m): 2 x 1 = 5000 pl/ha

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


2 K (mg/dm3)
8 CTC (cmolc/dm 3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 70 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 2.0 t/ha

Adubação por Cova: 0 g/cova de Superfosfato Simples


8 g/cova de FTE

Adubação de cobertura:

Duas aplicações de 20 g/cova de 20-0-20

Observações:

1) 1º adubação de cobertura: 30 dias após a brotação


2º adubação de cobertura: 60 dias após a brotação

2) Em área recem desbravada, excluir a 2º adubação de cobertura

3) A adubação pode ser dispensada se a mandioca for plantada após cultura adubada

4) Produtividade esperada = 20.000 kg/ha

Data:
...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Mandioquinha Salsa

Espaçamento (m x m): 0.9 x 0.3 = 37,037 pl/ha

Análise do Solo: 6 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
8 CTC (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 2.7 t/ha

Adubação por metro 3 L de esterco bovino


de sulco 80 g/m de Superfosfato Simples
5 g/m de FTE

Adubação de cobertura: 20 g/m de 20-00-15


(60 dias após o plantio)

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

3) Solos com teor de matéria orgânica maior que 4% cancelar a adubação de cobertura

Data:

...................................................................

Equipe: Carlos Alberto Simões do Carmo Voltar


Luiz Carlos Prezotti
Voltar
Adubação do Maracujazeiro
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio e 1º Ano

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Maracujá

1) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (%)


7 CTC do solo(cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)

Quantidade de calcário = 5.3 t/ha

2) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)


10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha
300 g de superfosfato simples
100 g de calcário para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-00-20


2) 50 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20
3) 80 dias após plantio: 60 g/cova do formulado 20-00-20

2) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 100 g/cova do formulado 20-00-20 (no início do período chuvoso)
Segunda aplicação : 150 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 200 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a segunda)

Observações:
1) As adubações devem ser feitas durante o período chuvoso (setembro - maio)
2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Maracujá

1) Adubação de produção

Análise do Solo: 15 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 20 t/ha

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples 60


Cinco aplicações de 80 g/planta de 20-00-15 ###

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (%) ###


7 CTC do solo(cmolc/dm3) ###
80 PRNT do calcário (%) ###
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) As adubações devem ser feitas durante o período chuvoso (setembro - maio)


2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Milho

Distância entre sulcos: 50 cm 20,000 ml/ha

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
6 CTC (cmolc/dm3)
10.5 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.3 t/ha

Adubação por metro de 10 g/m de sulco de 20-00-15


sulco: 0 g/m de sulco de Superfosfato Simples
2 g/m de sulco de FTE

Adubação de cobertura: 20 g/m do formulado 20-00-15

Observações:

1) A adubação de cobertura deve ser feita quando as plantas apresentarem de seis a oito
folhas bem desenvolvidas.

2) Produtividade esperada = 6.000 a 8.000 kg/ha

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar

....................
Adubação do Morangueiro
(Click na opção desejada)

Viveiro

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Morango (Viveiro)

Espaçamento: 2 x 1.5 = 3,333 pl/ha

Análise do Solo: 6 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
7 CTC (cmolc/dm3)
30 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação
Quantidade de Calcário: 3.9 t/ha

Adubação de plantio: 20 g/cova de 20-00-15 ou 5 litros de esterco bovino


200 g/cova de Superfosfato Simples
10 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 30 g/planta de 20-00-15 aos 30 dias do plantio.

40 g/planta de 20-00-15 aos 60 e 90 dias do plantio.

60 g/planta de 20-00-15 aos 120 e 150 dias do plantio.

Observações:
1) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade

2) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

3) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

Data: ......................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Adubação para a Cultura do Morango


Produtor:

Espaçamento: 0.3 x 0.25 = 80,000 pl/ha


Análise do Solo: 10 P (mg/dm ) 3

150 K (mg/dm3)
7 CTC (cmolc/dm3)
30 V (%)
PRNT do calcário: 90 %

Quantidade de Calcário: 3.9 t/ha

Quantidade de nutrientes: 220 kg/ha de N


(Para todo o ciclo da cultura) 400 kg/ha de P2O5
150 kg/ha de K2O

Quantidade de Fertilizantes:
Adubação de plantio: 6 Litros/m2 de esterco bovino
270 g/m2 de Superfosfato Simples
10 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura: 15 g/m2 de 20-00-15 aos 15 dias do plantio.


20 g/m2 de 20-00-15 (seis aplicações espaçadas de um mês)

Observações:

1) Considerou-se 7500 m 2/ha como área útil.


2) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade antes de se formarem os canterios.
3) Após formados os canteiros, os fertilizantes recomendados para o plantio devem ser
misturados nos 10 cm superiores do solo.
4) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.
5) No caso de baixo vigor das plantas, recomenda-se aplicações foliares de solução de uréia
a 5 g/L, uma vez por semana.
6) Reduzir a dose de nitrogênio no caso de excessivo vigor vegetativo das plantas.
7) Caso haja produção de frutos deformados, recomenda-se três aplicações de solução de
ácido bórico a 2 g/L, a cada semana, durante o florescimento.
8) Produtividade esperada = 50.000 a 80.000 kg/ha

Data: ...................................................................
###
###
###
Voltar
Adubação da Nectarina
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 4 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 60 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 100 g/cova do formulado 20-00-20

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/cova do formulado 20-00-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 167 g/cova de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.


2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Nectarina


1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 333 g/cova de 20-00-15

2) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 500 g/cova de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 30 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.3 t/ha

Observações:
1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.
2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Nectarina

Espaçamento: 6 x 3 = 556 pl/ha

1) Adubação de Produção (Quinto ano em diante)

Análise do Solo: 10 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 15 t/ha

Recomendação
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples 80
Três aplicações de 420 g/cova de 20-00-15 ###

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%) ###


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3) ###
80 PRNT do calcário (%) ###
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
Adubação da Nespera
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 4 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Nêspera

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)


10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha
300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20


2) 50 dias após plantio: 60 g/cova do formulado 20-00-20
3) 80 dias após plantio: 100 g/cova do formulado 20-00-20

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Nêspera

1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/cova do formulado 20-00-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 167 g/cova de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.


2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Nêspera

1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 333 g/cova de 20-00-15

2) Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 500 g/cova de 20-00-15

3) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:
1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.
2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Nêspera

Espaçamento: 8 x 6 = 208 pl/ha

1) Adubação de Produção (Quinto ano em diante)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 10 t/ha

Recomendação
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples 60
Três aplicações de 720 g/cova de 20-00-15 ###

2) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm) ###
###
Quantidade de calcário = 1.8 t/ha ###

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
Adubação para Ornamentais
(Click na opção desejada)

Antúrio Gladíolo
Alpínia Gramado
Arbóreas Gypsophila
Arbustiva Heliconias
Avencão Junco
Bromélia Lisiantos
Copo-de-Leite Orquídea
Cravo Roseira
Crisântemo Strelitzia
Flores em vasos Solidago (Tango)
Gérbera
Voltar Culturas
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Alpínia

Espaçamento: 2 m x 1,5 m (3.300 plantas/ha)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


80 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação de cova (40 cm x 40 cm x 40 cm):

10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou 3 L/m 2 de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por hectare
20 g de FTE

Adubação de cobertura: 30 g/planta de 20-00-20 a cada 3 meses


(a partir do 3° mês)

Adubação de Produção Quatro aplicações de 100 g/touceira de 20-05-20


Anualmente: 10 L/touceira de composto orgânico ou esterco de curral
curtido ou 3 L de esterco de galinha

Observações:
1) Efetuar anualmente análise de solo
2) Início da produção: De 1 a 1,5 ano
3) Freqüência de corte: 2 a 3 vezes/semana
4) Rendimento esperado: 10.000 dúzias/ano

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Strelitzia

Espaçamento: 0,8 m x 0,8 m (15.625 plantas/ha)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


80 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 2.0 t/ha

Adubação de cova (30 cm x 30 cm x 30 cm):

5 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou 2 L/m 2 de esterco de galinha


200 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendad por hectare
20 g de FTE

Adubação de cobertura: A cada 3 meses aplicar 30 g/planta de 20-05-20


(a partir do 3° mês)

Adubação de Produção Quatro aplicações de 100 g/touceira de 20-05-20


10 L/touceira/ano de composto orgânico ou esterco de curral
curtido ou 3 L de esterco de galinha

Observações:

1) Efetuar anualmente análise de solo e foliar


2) Rendimento esperado: 20 inflorescências/touceira/ano

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Antúrio

Espaçamento: 0,4 m x 0,4 m em canteiros de 1,40 de largura com 4 linhas de


plantio (40.000 a 50.000 plantas por hectare).

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação ###

Quantidade de Calcário: 2.3 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha ###
150
Adubação de plantio: 5 g/cova de 20-00-15 ###
0 g/cova de Superfosfato Simples
1 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 5 g/cova de 20-00-15 no 1º, 3º, 5º e 7° mês após


o início da emergência das plantas.
10 L/touceira/ano de composto orgânico ou esterco de curral
curtido ou 3 L de esterco de galinha
Observações:

1) Produtividade esperada: 6 a 10 flores por planta por ano

2) Monitorar os teores de nutrientes por análise foliar

3) Efetuar análise de solo a cada seis meses.

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para Ornamentais Arbóreas

Espaçamento em plantas (m): 3 x 3 = 1111.11 pl/ha

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 60 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação de cova : 10 L de composto orgânico ou 3 L de esteco de galinha


(40cm x 40cm x 40 cm) 200 g de superfosfato simples
150 g de calcário dolomítico
30 g de FTE

Adubação de cobertura: 25 g de 20 - 00 - 20 30 dias após o plantio da muda


30 g de 20 - 00 - 20 60 dias após o plantio da muda
35 g de 20 - 00 - 20 90 dias após o plantio da muda

Adubação mineral de manutenção:

Adubação anual: Três aplicações de 150 g/planta de 20-00-15


Uma aplicação de 400 g/planta de Superfosfato Simples
Uma aplicação de 45 g/planta de FTE

Observações:
1) Parcelar as adubações durante o período chuvoso.

2) Realizar análise do solo anualmente

Data: ...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para Ornamentais Arbustivas

Espaçamento em plantas (m): 1 x 0.5 = 20000 pl/ha

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação
Quantidade de Calcário: 2.3 t/ha

Adubação de cova : 7 L de composto orgânico ou 3 L de esterco de galinha


(30cm x 30cm x 30 cm) 200 g de superfosfato simples
150 g de calcário dolomítico
30 g de FTE

Adubação de cobertura: 25 g de 20 - 00 - 20 30 dias após o plantio da muda


30 g de 20 - 00 - 20 60 dias apóso plantio da muda
35 g de 20 - 00 - 20 60 dias apóso plantio da muda

Adubação de manutenção:

Adubação Orgânica: 2 L/cova de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


1 L/cova de esterco de galinha

Adubação mineral: Três aplicações de 80 g/planta de 20-00-15


Uma aplicação de 200 g/planta de Superfosfato Simples
Uma aplicação de 3 g/planta de FTE

Observações:
1) Parcelar as adubações durante o período chuvoso.

2) No caso da azeléia, hortência e quaresmeira e outras arbustivas tolerântes à acidez,


reduzir a saturação por bases para 40%

3) Realizar análise do solo anualmente

Data: ...................................................................
Equipe: João Miranda dos Santos
Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Avencão

Espaçamento: 0,3 m x 0,3 m em canteiros de 1,40 m de largura com 0,60 m de rua


(66.000 plantas por ha)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


80 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 2.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m 2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação de plantio: 150 g/m2 de Superfosfato Simples


10 g/m2 de FTE

Adubação de Manutenção A cada 2 meses 10 g/m linear de 20-00-20


Anualmente: 10 L/m 2 de composto orgânico ou esterco de curral
curtido ou 3 L/m 2 de esterco de galinha

Observações:
1) Efetuar anualmente análise de solo
2) Início da produção: 1a 1,5 ano
3) Freqüência de corte: 2 a 3 vezes/semana

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para Bromélias

Substrato: 15% de Casca de pinus ou casca de arroz carbonizada ou fibra de côco


15% de esterco de galinha curtido ou húmus
40% de terra escura ou vegetal
15% de areia lavada
15 % de Brita (no fundo do vaso)

Adubação Orgânica: 70% de Torta de mamona


30% de Farinha de osso

Adubação Mineral: Pulverizações foliares quinzenais com 2g/L de 10-10-10

Pulverizações mensais com 10 mL de cada solução estoque (A e B)


por litro de água

Solução estoque A: 4 g de trillon em pó em 800 mL de água


3 g de sulfato ferroso (dissolvido separadamente)
Completar a solução com água para 1 litro

Solução estoque B: 10 g de cloreto de cálcio


0,5 g de sulfato de magnésio
0,5 g de ácido bórico
0,3 g de sulfato de zinco
0,1 g de sulfato de manganês
0,1 g de sulfato de cobre
0,1 g de molibdato de sódio
Completar a solução com água para 1 litro

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Cravo

Espaçamento: 0,20 m x 0,15 m em canteiros de 6 linhas e 0,5 m de rua (231.000 plantas/ha)

Análise do Solo: 2 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 2.3 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m 2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação por m 2 de canteiro: 20 g de 20-00-15


150 g de Superfosfato Simples
10 g de FTE

Adubação de cobertura: Após 20 dias do plantio, fertirrigar a cada 5 dias com 5L/m 2 de
solução contendo:
3 g/L de sulfato de amônio
0,5 g/L de cloreto de potássio
6 mg/L de ácido bórico
3 mg/L de sulfato de zinco

Observações:
1) Efetuar anualmente análise de solo dos canteiros.
2) Produtividade média: 200 a 250 hastes/m 2/ano.

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Crisântemo

Espaçamento: 0,20 m x 0,15 m em canteiros de 6 linhas e 0,5 m de rua (231.000 plantas/ha)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


25 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação por m 2 de canteiro: 50 g de 20-00-30


150 g de Superfosfato Simples
10 g de FTE

Adubação de cobertura: Após 20 dias do plantio, fertirrigar a cada 2 dias com 5L/m 2 de
solução contendo:
1 g/L de sulfato de amônio
0,2 g/L de cloreto de potássio
2 mg/L de ácido bórico
1 mg/L de sulfato de zinco

Observações:
1) Efetuar análise de solo dos canteiros a cada ciclo da cultura.
2) Produtividade esperada: 6 mocas/m 2/ano (considerando 3 ciclos/ano)

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para Plantas Ornamentais Cultivadas em Vasos e Sacolas

Substrato (1000 L): 300 L de húmus


300 L de vermiculita ou coxin ou casca de arroz carbonizada
300 L de areia lavada

ou 350 L de terra vegetal


350 L de terra de barranco
200 L de esterco de curral ou 80 L de esterco de galinha
100 L de areia lavada

ou 500 L de terra
400 L de composto orgânico
100 L de areia lavada

Adubação complementar: 2 kg de calcário dolomítico


2 kg de superfosfato simples
300 g de cloreto de potássio
80 g de FTE

Adubação de cobertura: Trinta dias após o transplante, irrigar as plantas com solução contendo:
0.5 g/L de sulfato de amônio
0.2 g/L de cloreto de potássio
0.05 g/L de sulfato de zinco
0.1 g/L de ácido bórico

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Gérbera

Espaçamento: 0,30 m x 0,30 m em canteiros de 1m de largura com 3 linhas e 0,6 m


de rua (60.000 plantas/ha)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 2.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação por m 2 de canteiro: 20 g de 20-00-15


200 g de Superfosfato Simples
7 g de FTE

Adubação de manutenção: Após 20 dias do plantio, fertirrigar a cada 2 dias com 5L/m 2 de
solução contendo:
1 g/L de sulfato de amônio
0,2 g/L de cloreto de potássio
2 mg/L de ácido bórico
1 mg/L de sulfato de zinco

Observações:
1) Efetuar anualmente análise de solo e foliar.
2) Ciclo médio: 2 anos
3) Produtividade esperada: 120 hastes/m 2/ano

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Gypsophila

Espaçamento: 0,5 m x 0,4 m em canteiros de 1,2 m de largura com 3 linhas de plantio


e 4 a 5 plantas/m 2 .

Análise do Solo: 10 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação por cova: 5 g de 20-00-15


40 g de Superfosfato Simples
7 g de FTE

Adubação de cobertura: Aos 30, 60 e 90 dias após plantio 10 g/m2 de 20-00-15


Adubação de manutenção: Aplicar mensalmente 10 g/m2 de 20-00-15

Observações:
1) Efetuar anualmente análise de solo e foliar.
2) Florescimento em 90 a 120 dias
3) Ciclo de 18 a 20 meses com 4 a 5 cortes
4) Rendimento esperado: 1 a 1,5 maços de 300 g/planta

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Gladíolo

Espaçamento: 20 cm entre linhas e 10 cm entre plantas em canteiros de 1 m de largura


com 5 linhas de plantio e rua de 60 cm

Análise do Solo: 1 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação de plantio: 200 g/m2 de Superfosfato Simples


10 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura: Aos 30, 60 e 90 dias após plantio 10 g/m2 de 20-00-15

Observações:
1) Efetuar anualmente análise de solo dos canteiros.
2) Ciclo de 90 a 120 dias
3)Produtividade esperada: 18.000 duzias/ha/ano

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para Gramados

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


0 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação ###

Quantidade de Calcário: 2.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha
200

Adubação de plantio: 0 g/m2 de Superfosfato Simples ###

10 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura:
Três aplicações de 20 g/m2 de 20 - 00 - 15 com intervalos de 30 dias.

Adubação de manutenção:

Duas aplicações de 50 g/m2 de 20 - 00 - 15 anualmente.

Observações:

1) Distribuir e incorporar o calcário 30 dias antes do plantio.


2) A matéria orgânica deve ser distribuída na superfície do terreno e levemente incorporada.
3) Espalhar o adubo (N e K) sobre o gramado e irrigar logo em seguida para evitar queima da folhas.
4) Efetuar anualmente análise de solo.

Data:
...................................................................
Equipe: João Miranda dos Santos
Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Helicônia

Espaçamento: 2 m x 2 m (2.500 plantas/ha)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


200 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação de cova (40 cm x 40 cm x 40 cm):

10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou 3 L/m2 de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendad por hectare
20 g de FTE

Adubação de cobertura: A cada 3 meses, aplicar 30 g/planta de 20-05-10


(a partir do 3° mês)

Adubação de Produção Quatro aplicações de 100 g/touceira de 20-05-10


Anualmente: 10 L/touceira de composto orgânico ou esterco de curral
curtido ou 3 L de esterco de galinha

Observações:
1) Efetuar anualmente análise de solo
2) Esta recomendação de adubação pode ser utilizada para Bastão do Imperador e Sorvetão
3) Início da produção: De 1 a 1,5 ano
4) Freqüência de corte: 2 a 3 vezes/semana
5) Rendimento esperado da helicônia: De 40 a 90 hastes/m 2

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Junco

Espaçamento: 0,6 m x 0,2 m (83.000 plantas/ha)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 2.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação de plantio: 100 g/m2 de Superfosfato Simples


5 g/m2 de FTE

Adubação de Manutenção A cada 2 meses 10 g/m linear de 20-00-15


Anualmente: 10 L/m de composto orgânico ou esterco de curral
2

curtido ou 3 L/m 2 de esterco de galinha

Observações:
1) Efetuar anualmente análise de solo
2) Freqüência de corte: a cada 4 meses
3) Rendimento esperado: 300.000 maços /ha/corte

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
RURAL Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para Orquídeas

Substrato: 50% de Casca de pinus


25 % de Brita (no fundo do vaso)
25% Pó de fibra de coco ou casca de arroz carbonizada

Adubação Orgânica:
70% de Torta de mamona
30% de Farinha de osso

Adubação Mineral:

Pulverizações foliares quinzenais com 2g/L de 10-10-10

Pulverizações mensais com 10 mL de cada solução estoque (A e B)


por litro de água

Solução estoque A: 4 g de trillon em pó em 800 mL de água


3 g de sulfato ferroso (dissolvido separadamente)
Completar a solução com água para 1 L

Solução estoque B: 10 g de cloreto de cálcio


0,5 g de sulfato de magnésio
0,5 g de ácido bórico
0,3 g de sulfato de zinco
0,1 g de sulfato de manganês
0,1 g de sulfato de cobre
0,1 g de molibdato de sódio
Completar a solução com água para 1 L

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Roseira

Espaçamento: 0,3 m x 0,3 m em canteiros de 0,9 m de largura com 3 linhas e 0,7 m de


rua (55.000 plantas por hectare)

Análise do Solo: 10 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação
Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação de plantio: 20 g/m2 de canteiro 20-00-15


100 g/m de canteiro de Superfosfato Simples
2

10 g/m2 de canteiro de FTE

Adubação de manutenção: 40 g/m2 de canteiro a cada dois meses de 20-00-15


no início da brotação.
100 g/m2 de canteiro de Superfosfato Simples
10 g/m2 de canteiro de FTE

Anualmente: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral


curtido ou 3 L de esterco de galinha logo após a poda

Observação:
1) Efetuar análise de solo a cada seis meses.
2) Realizar análise foliar para monitorar os teores de nutrientes na planta.
3) Caso se utilize a fertirrigação, utilizar as doses recomendadas anteriormente dividindo pelo
número de parcelamentos.
4) Número de cortes: 5 a 6/ano
5) Rendimento esperado: 150 a 200 hastes/m 2

Data:
...................................................................
Equipe: João Miranda dos Santos
Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Copo-de-Leite

Espaçamento: 0,8 m x 0,5 m (25.000 plantas/ha) ou


0,4 m x 0,4 m em canteiros de 1,20 de largura com 3 linhas de
plantio e 0,6 m de rua (40.000 plantas por hectare).

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação
Quantidade de Calcário: 2.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação de plantio: 5 g/cova de 20-00-15


0 g/cova de Superfosfato Simples
1 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 5 g/cova de 20-00-15 no 1º, 3º, 5º e 7° mês após o


início da emergência das plantas.

Adubação de produção: 10 g do formulado 10-10-10 por planta a cada dois meses


Anualmente: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral
curtido ou 3 L/m 2 de esterco de galinha
Observações:
1) Produtividade esperada: 12 a 18 flores por planta por ano
2) Monitorar os teores de nutrientes por análise foliar
3) Efetuar análise de solo a cada seis meses.

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Lisiantus

Espaçamento: Canteiros com 20 a 30 cm de altura por 1,2 m de largura, com 8 linhas


de plantas conduzidas com redes de malha de 12,5 cm x 12,5 cm
(64 plantas/m 2)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 4.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação de plantio: 150 g/m2 de Superfosfato Simples


10 g/m2 de FTE

Adubação de Manutenção: 0,32 g/m2 de canteiro/dia de Nitrogênio (N)


(Fertirrigação) 0,27 g/m2 de canteiro/dia de Potássio (K2O)

Observações:
1) Iniciar a fertirrigação ao 30 dias após plantio
2) Efetuar anualmente análise de solo dos canteiros.
3) Florescimento em 90 a 120 dias
4) Produtividade esperada: 400 g/planta por corte

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Solidago (Tango)

Espaçamento: Canteiros com 20 a 30 cm de altura por 1,2 m de largura, com 8 linhas


de plantas conduzidas com redes de malha de 12,5 cm x 12,5 cm
(32 plantas/m 2)

Análise do Solo: 10 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação Orgânica: 10 L/m2 de composto orgânico ou esterco de curral curtido ou


3 L/m2 de esterco de galinha

Adubação de plantio: 150 g/m2 de Superfosfato Simples


10 g/m2 de FTE

Adubação de Manutenção: 0,32 g/m2 de canteiro/dia de Nitrogênio (N)


(Fertirrigação) 0,27 g/m2 de canteiro/dia de Potássio (K 2O)

Observações:

1) Iniciar a fertirrigação ao 15 dias após plantio


2) Efetuar anualmente análise de solo dos canteiros.
3) Florescimento: 11 semanas no verão e 13 semanas no inverno
4) Rendimento esperado: 5 maços /m 2/ciclo
5) Número de cortes: 3/planta/ano

Data:
...................................................................

Equipe: João Miranda dos Santos


Carlos Sangali de Matos
Marcus E. R. de Barros
Flávio de Lima Alves
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
Adubação de Pastagens
(Click na opção desejada)

Pastagens Semi-Intensivas (Média tecnologia):


Brachiaria brizantha; Tubiatã, Elefante, Andropogon, Gordura, Setária, etc

Formação Manutenção

Pastagens Intensivas (Alta tecnologia - Piquete rotacionado ou Capineira)


Napier, Colonião; Coast-cross, Cameron, Elefante, Guatemala, Rhodes, Pangola, Quiquio, etc

Formação Manutenção

Informações Técnicas
Voltar Culturas

, etc

Capineira) :
a, Quiquio, etc
Adubação de Pastagens
Informações Técnicas

O sistema de piquete rotacionado é aquele com elevado nível tecnológico (irrigação e fertilização) que pos-
sibilita maior taxa de lotação (4 - 7 UA/ha/ano). O sistema de pastagens semi-intensivas caracterizam-se por
pastagens subdivididas com menores investimentos em irrigação e fertilização, proporcionando menores taxas de
lotação (2 UA/ha/ano ou menos).

As gramíneas tropicais caracterizam-se pela relativa tolerância à acidez do solo. Entretanto necessitam
dos elementos Ca e Mg, que, geralmente, apresentam-se em baixos teores nos nossos solos. Portanto,
a calagem é uma importante prática para fornecimento destes nutrientes. Nos cálculos de calagem deste
programa, utilizou-se o método da saturação em bases (V):
. Formação de pastagem extensiva: Calagem para elevar a saturação em bases a 60%
. Manutenção de pastagem extensiva: Calagem para elevar a saturação em bases a 60%
. Formação de pastagem intensiva: Calagem para elevar a saturação em bases a 70%
. Manutenção de pastagem intensiva: Calagem para elevar a saturação em bases a 60%

Fosfato Natural: Sua incorporação ao solo não é recomendável devido à forte adsorção (complexação) de
fósforo pelas argilas e óxidos presentes nos nosso solos, o que reduz drasticamente a capacidade de
absorção de P pelas plantas. Quanto maior o contato do fósforo com o solo, maior será sua indisponi-
bilidade. Para solos com baixa disponibilidade de P, onde será implantada pastagem extensiva, o fosfa-
to natural poderá ser utilizado na dose de 300 a 600 kg/ha, aplicado em sulcos espaçados de 30 a 50
cm. Esta aplicação não elimina a necessidade de uma fonte solúvel no plantio, de preferência granulada,
visando reduzir o contato do fósforo com o solo.
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL
Produtor:

Adubação de Formação de Pastagens Semi-Intensivas

Área do Talhão: 2 ha

Distância entre covas: 0.3 x 0.3 m

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


60 K (mg/dm3)
5 CTC (cmolc/dm 3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 70 %

Calagem: 2.9 t/ha de calcário dolomítico

Exigência em nutrientes: 50 kg/ha de N


60 kg/ha de P2O5
40 kg/ha de K2O
Recomendação

Adubação de plantio : 0 g/cova de Superfosfato Simples


1 g/cova de FTE

Adubação de cobertura aos 40 dias da germinação: 2 g/cova de 20-00-10

Quantidade de Fertilizantes: 114 sc/ talhão de calcário


0 sc/ talhão de Superfosfato simples
10 sc/ talhão de formulado
3.2 sc/ talhão de FTE (sc de 50 kg)

Observações:
1) Entende-se por talhão a área representada pela respectiva análise do solo.
2) A aplicação dos fertilizantes deverá ser localizada, próximo às sementes ou à muda.
Recomenda-se, portanto, o plantio em sulco ou em cova, com utilização da plantadeira-
adubadeira. No plantio a lanço, a aplicação deve ser superficial com leve incorporação.
3) Recomenda-se como fonte de fósforo o superfosfato simples granulado.
4) Os micronutrientes devem ser monitorados por análise de solo e foliar.

Data:
...................................................................
Equipe: Itamar Alvino de Souza
Luiz Carlos Prezotti
Voltar
Gessagem
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Manutenção de Pastagens Semi-Intensivas

Área do talhão: 5 ha

Análise do Solo: 3 P (mg/dm3)


50 K (mg/dm3)
4.5 CTC (cmolc/dm 3)
45 V (%)

PRNT do calcário: 70 %

Calagem: 1.0 t/ha de calcário dolomítico

Exigência em nutrientes: 50 kg/ha de N


50 kg/ha de P2O5
60 kg/ha de K2O

Recomendação: 25 g/m2 de 20-00-20


0 g/m de Superfosfato Simples
2

5 g/m2 de FTE

Quantidade de Fertilizantes: 96 sc/ talhão de calcário


0 sc/ talhão de Superfosfato simples
25 sc/ talhão de formulado
5 sc/ talhão de FTE (sc de 50 kg)

Observações:
1) Entende-se por talhão a área representada pela respectiva análise do solo.
2) A adubação deverá ser feita com o pasto rebaixado.
3) O adubo fosfatado deve ser aplicado de uma só vez, no início do período chuvoso.
Se forem utilizados fosfatos naturais como fonte de fósforo, corrigir a dose com
base no teor de fósforo solúvel em ácido cítrico.
4) A adubação com N e K deve ser parcelada em duas vezes, no início e no final do
período chuvoso.
5) Os micronutrientes devem ser monitorados por análise de solo e foliar.

Data:
...................................................................
Equipe: Itamar Alvino de Souza
Luiz Carlos Prezotti
Voltar

Gessagem
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Formação de Pastagens Intensivas


Área do talhão: 2 ha

Distância entre sulcos: 0.5 m

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


60 K (mg/dm3)
5 CTC (cmolc/dm 3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 70 %

Calagem: 3.6 t/ha de calcário dolomítico

Exigência em nutrientes: 120 kg/ha de N


100 kg/ha de P2O5
40 kg/ha de K2O

Recomendação
Adubação de plantio : 0 g/m de sulco de Superfosfato Simples
4 g/m de sulco de FTE
Adubação de cobertura :
Três aplicações de 10 g/m de sulco de 20-00-10

Quantidade de Fertilizantes: ### sc/ talhão de calcário


0 sc/ talhão de Superfosfato simples
24 sc/ talhão de formulado
3.2 sc/ talhão de FTE (sc de 50 kg)

Observações:
1) Entende-se por talhão a área representada pela respectiva análise do solo.
2) A primeira aplicação de N e K deve ser feita aos 40 dias após o início
da emergência e as demais espaçadas de dois em dois meses.
3) Recomenda-se como fonte de fósforo o superfosfato simples granulado.
5) Os micronutrientes devem ser monitorados por análise de solo e foliar.

Data:
...................................................................
Equipe: Itamar Alvino de Souza
Luiz Carlos Prezotti
Voltar

Gessagem
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação de Manutenção de Pastagens Intensivas


Área do talhão: 1 ha

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


60 K (mg/dm3)
5 CTC (cmolc/dm 3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 70 %

Calagem: 2.9 t/ha de calcário dolomítico

Exigência em nutrientes: 150 kg/ha de N


80 kg/ha de P2O5
40 kg/ha de K2O

Recomendação

Uma aplicação de: 0 g/m2 de Superfosfato Simples


5 g/m de sulco de FTE

Cinco aplicações de 15 g/m2 de 20-00-10

Quantidade de Fertilizantes: 57 sc/ talhão de calcário


0 sc/ talhão de Superfosfato simples
15 sc/ talhão de formulado
1 sc/ talhão de FTE (sc de 50 kg)

Observações:

1) Entende-se por talhão a área representada pela respectiva análise do solo.


2) A primeira aplicação de N e K deve ser feita aos 40 dias após o início
da emergência e as demais espaçadas de dois em dois meses.
3) Recomenda-se como fonte de fósforo o superfosfato simples granulado.
4) Os micronutrientes devem ser monitorados por análise de solo e foliar.

Data:
...................................................................
Equipe: Itamar Alvino de Souza
Luiz Carlos Prezotti
Voltar

Gessagem
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Pepino

Espaçamento (m x m): 1 x 0.4 = 25,000 pl/ha

Análise do Solo: 15 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
30 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 4.5 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20-00-15 ou 2 L/cova de esterco bovino


150 g/cova de Superfosfato Simples
5 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/planta de 20-00-15 aos 20 dias do plantio.

10 g/planta de 20-00-15 aos 40 dias do plantio.

15 g/planta de 20-00-15 aos 60 dias do plantio.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

3) Produtividade esperada = 35.000 kg/ha de produto comercial

Data:
...................................................................
Voltar
Voltar
Voltar
Adubação do Pessegueiro
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Formação - 3 a 4 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Pêssego

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 60 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 100 g/cova do formulado 20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Pêssego

1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 50 g/cova do formulado 20-00-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 100 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 150 g/cova do formulado 20-00-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 167 g/cova de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.


2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Pêssego


1) Adubação de terceiro ano

Análise do Solo: 8 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 333 g/cova de 20-00-15

2 Adubação de quarto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 500 g/cova de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura do Pêssego

Espaçamento: 6 x 4 = 417 pl/ha

1) Adubação de Produção (Quinto ano em diante)

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 15 t/ha

Recomendação
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples 100
Três aplicações de 560 g/cova de 20-00-15 ###

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3) ###
80 PRNT do calcário (%) ###
10 Profundidade de incorporação (cm)
###
Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A primeira aplicação deve ser feita na florada e as demais, espaçadas de 2 meses.


2) Em lavouras não irrigadas, as adubações devem ser feitas em períodos de chuva.
3) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
4) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica. Neste caso a dose de calcário recomendada por ha deve ser
corrigida proporcionalmente à área de cobertura da calagem.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Pimentão

Espaçamento (m x m): 0.9 x 0.3 = 37,037 pl/ha

Análise do Solo: 15 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
10 CTC (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 2.2 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20-00-15 ou 2 L/cova de esterco bovino


150 g/cova de Superfosfato Simples
3 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 5 g/planta de 20-00-15 aos 20 e 40 dias do plantio.

10 g/planta de 20-00-15 aos 60, 80, 100 dias do plantio.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

3) Produtividade esperada = 30.000 kg/ha (3.000 caixas)

Data:
...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Pimenta

Espaçamento (m x m): 1.3 x 0.8 = 9,615 pl/ha

Análise do Solo: 2 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
8 CTC (cmolc/dm3)
15 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 4.0 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20-00-15 ou 2 L/cova de esterco bovino


150 g/cova de Superfosfato Simples
4 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 5 g/ planta de 20-00-15 aos 20 e 40 dias do plantio.

10 g/ planta de 20-00-15 aos 60, 80, 100 dias do plantio.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

Data:
...................................................................

Voltar
RURAL Voltar
Adubação da Pimenta-do-Reino
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio e Formação

Lavoura em Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Pimenta-do-Reino

Espaçamento: 2.5 x 2 = 2000 pl/ha

Adubação de Produção

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 100 g/cova de 20-00-15

Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) As adubações devem ser feitas durante o período chuvoso (setembro - novembro - janeiro).
2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

4) Produtividade esperada: 6.000 kg/ha

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
Adubação da Pupunha
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Pupunha

1) Adubação de plantio (cova de 30 x 30 x 30 cm)

6 L de esterco de curral ou 2 L de esterco de galinha


200 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 20 g/cova do formulado 20-00-20

2) 50 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-00-20

3) 80 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-00-20

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (%)


7 CTC do solo(cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
80 Superfície de aplicação (% da área de 1 ha)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.4 t/ha

Observações:

1) Aplicar 30g/planta de FTE de 3 em 3 anos.


2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Pupunha

Espaçamento (m x m): 2 x 1 = 5000 pl/ha

1) Adubação de Produção

Análise do Solo: 4 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta Superfosfato


de Simples
Três aplicações de 87 g/planta 20-00-15
de

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.


2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................
Voltar
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Quiabo

Espaçamento (m x m): 1 x 0.3 = 33,333 pl/ha

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
30 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 4.0 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20-00-15 ou 1 Litro de esterco bovino


40 g/cova de Superfosfato Simples
1 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 20 g/cova de 20-00-15 aos 20 dias da emergência das plântulas.

25 g/cova de 20-00-15 aos 40 e 60 dias da emergência.

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio no caso de excessivo vigor vegetativo das plantas.

3) Produtividade esperada = 15.000 a 20.000 kg/ha

Data:
...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Rabanete

Espaçamento: 10 cm x 8 cm

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
9.0 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por m 2 de 5 L/m2 de Esterco bovino


canteiro 230 g/m2 de Superfosfato Simples
5 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura: 15 g/m2 de 20-00-15 aos 7 dias do plantio.

20 g/m2 de 20-00-15 aos 15 dias do plantio.

25 g/m2 de 20-00-15 aos 20 dias do plantio.

Observações:

1) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade antes de se formarem os canterios.

3) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

4) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura do Repolho

Espaçamento (m x m): 0.8 x 0.5 = 25,000 pl/ha

Análise do Solo: 10 P (mg/dm3)


160 K (mg/dm3)
9 CTC (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 80 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.4 t/ha

Adubação por Cova 10 g/cova de 20-00-15 ou 2 litros esterco bovino


230 g/cova de Superfosfato Simples
3 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/planta de 20-00-15 aos 15, 30, 45 e dias após plantio

Observações:

1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

2) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

3) Produtividade esperada = 50.000 kg/ha ou 2.000 sc/ha

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação para a Cultura da Salsa

Espaçamento: 15 cm x 10 cm

Análise do Solo: 25 P (mg/dm3)


50 K (mg/dm3)
9.0 CTC (T) (cmolc/dm3)
40 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Recomendação

Quantidade de Calcário: 3.0 t/ha

Adubação por m 2 de 5 L/m2 de Esterco bovino


canteiro 120 g/m2 de Superfosfato Simples
5 g/m2 de FTE

Adubação de cobertura: 10 g/m2 de 20-00-30 aos 7 dias do plantio.

15 g/m2 de 20-00-30 aos 15 dias do plantio.

20 g/m2 de 20-00-30 aos 20 dias do plantio.

Observações:

1) O calcário deve ser incorporado a 20 cm de profundidade antes de se formarem os canterios.

2) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.

3) Reduzir a dose de nitrogênio conforme o vigor das plantas.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
Adubação da Seringueira
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 3 anos

Seringal - 4 a 15 anos

Seringal acima de 15 anos


Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Seringueira

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 60 cm de profindidade)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 30 dias após plantio: 50 g/cova do formulado 20-00-20

2) 60 dias após plantio: 80 g/cova do formulado 20-00-20

Data:

...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Seringueira


Espaçamento: 8 x 3 = 417 pl/ha

1) Adubação de primeiro ano

1º adubação: 80 g do formulado 20-00-20 (setembro)


2º adubação: 100 g do formulado 20-00-20 (novembro)
3º adubação: 150 g do formulado 20-00-20 (janeiro)

2) Adubação de segundo e terceiro ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 160 g/cova de 20-00-15

3) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A adubação deverá ser parcelada durante o período chuvoso.


2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar

s
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Seringueira


Espaçamento: 8 x 3 = 417 pl/ha

1) Adubação do quarto ao sexto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 240 g/cova de 20-00-15

2) Adubação do sétimo ao décimo quinto ano

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 240 g/cova de 20-00-15

3) Calagem
Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)
7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.75 t/ha

Observações:
1) A adubação deverá ser parcelada durante o período chuvoso.
2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.
4) Produtividade esperada: 1.500 kg/ha de borracha seca.

Data: ...................................................................
Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Seringueira


Espaçamento: 8 x 3 = 417 pl/ha

1) Adubação do décimo sexto ano em diante

Análise do Solo: 5 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/planta de Superfosfato Simples


Três aplicações de 200 g/planta de 20-00-15

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
80 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:

1) A adubação deverá ser parcelada durante o período chuvoso.


2) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
3) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas, nas
linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a mineralização
rápida da matéria orgânica.
4) Produtividade esperada: 1.500 kg/ha de borracha seca.

Data: ...................................................................

Voltar
40
###

###
###

###

s
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL
Produtor:

Adubação para a Cultura do Tomate


Espaçamento (m x m): 1.3 x 0.6 = 12,821 pl/ha

Análise do Solo: 15 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)
8 CTC (T) (cmolc/dm3)
20 V (%)

PRNT do calcário: 90 %

Quantidade de Calcário: 5.3 t/ha

Quantidade de Nutrientes: 280 kg/ha de N


(Para todo o ciclo da cultura) 520 kg/ha de P2O5
300 kg/ha de K2O

Quantidade de Fertilizantes:

Adubação por Cova 15 g/cova de 20-00-15 ou 3 L de esterco bovino


200 g/cova de Superfosfato Simples
6 g/cova de FTE

Adubação de cobertura: 15 g/ planta de 20-00-15 aos 15, 30, 45 e 60 dias do plantio


20 g/ planta de 10-00-15 aos 75, 90, 105 e 120 dias do plantio

Observações:
1) Se utilizar esterco de cama de aves, reduzir a dose pela metade. Se utilizar esterco de gaiola,
reduzir a dose para 1/3. Se utilizar composto, aplicar a mesma dose do esterco bovino.
2) Reduzir 10% de P2O5 para cada 5 toneladas de esterco de gado ou 2 toneladas de esterco
de aves
3) Reduzir a dose de nitrogênio no caso de excessivo vigor vegetativo das plantas.
4) No caso de ocorrência de podridão apical, pulverizar os frutos em formação com solução
de 6 g/L de Cloreto de Cálcio semanalmente, enquanto persistir a ocorrência nos frutos novos.
5) A deficiência de magnésio (amarelo baixeiro) pode ser corrigida com pulverizações nas
folhas de solução 20 g/L de sulfato de magnésio, duas a três vezes. A adição de 5 g/L
de uréia favorece a absorção foliar do magnésio.
6) Produtividade esperada = 100 t/ha de produto comercial

Data:
...................................................................

Voltar
Voltar
Adubação da Uva
(Click na opção desejada)

Substrato para a produção de mudas

Plantio

Formação - 1 a 2 anos

Produção
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Uva

1) Adubação de plantio (cova de 40 x 40 x 40 cm)

10 L de esterco de curral ou 3 L de esterco de galinha


300 g de superfosfato simples
100 g de calcário dolomítico para cada tonelada recomendada por ha, até o máximo de 300g
20 g de FTE

Obs: Caso não se utilize esterco, aplicar 30 g/cova do formulado 20-00-20 ou similar.

Adubação de cobertura após plantio

1) 20 dias após plantio: 30 g/cova do formulado 20-0-20


2) 50 dias após plantio: 40 g/cova do formulado 20-0-20
3) 80 dias após plantio: 50 g/cova do formulado 20-0-20

8) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (%)


6 CTC do solo(cmolc/dm3)
90 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.3 t/ha

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Uva

1) Adubação de primeiro ano

Primeira aplicação : 30 g/cova do formulado 20-0-20 (no início do período chuvoso)


Segunda aplicação : 60 g/cova do formulado 20-0-20 (dois meses após a primeira)
Terceira aplicação : 100 g/cova do formulado 20-0-20 (dois meses após a segunda)

2) Adubação de segundo ano

Análise do Solo: 18 P (mg/dm3)


150 K (mg/dm3)

Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples


Três aplicações de 83 g/cova de 20-00-15

3) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


8 CTC do solo (T) (cmolc/dm3)
90 PRNT do calcário (%)
10 Profundidade de incorporação (cm)

Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:
1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas,
nas linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a
mineralização rápida da matéria orgânica.
3) Para uvas tipo niágara, é aconselhável a pulverização dirigida dos cachos com 10 g/L
de CaCl2 em duas a três aplicações a partir do início da maturação, espaçadas de uma
semana. Isso evita o problema de degrana após a colheita e mesmo rachaduras em
períodos chuvosos na maturação.

Data: ...................................................................

Voltar
Voltar
INCAPER
INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Produtor:

Adubação da Cultura da Uva

Espaçamento: 2.5 x 1.5 = 2,667 pl/ha

1 Adubação de produção

Análise do Solo: 18 P (mg/dm3)


50 K (mg/dm3)

Produtividade esperada: 15 t/ha

Recomensação
Uma aplicação de 0 g/cova de Superfosfato Simples 250
Três aplicações de 113 g/cova de 20-00-30 ###

2) Calagem

Análise do Solo: 20 Sat. Bases (V) (%)


7 CTC do solo (T) (cmolc/dm3) ###
80 PRNT do calcário (%) ###
10 Profundidade de incorporação (cm)
###
Quantidade de calcário = 1.8 t/ha

Observações:
1) Fazer monitoramento com análise foliar para evitar desbalanços.
2) Em lavouras novas ou com espaçamento largo, deve-se aplicar o calcário em faixas,
nas linhas das plantas. Não aplicar calcário nas ruas (quando largas) para evitar a
mineralização rápida da matéria orgânica.
3) Para uvas tipo niágara, é aconselhável a pulverização dirigida dos cachos com 10 g/L
de CaCl2 em duas a três aplicações a partir do início da maturação, espaçadas de uma
semana. Isso evita o problema de degrana após a colheita e mesmo rachaduras em
períodos chuvosos na maturação.

Data: ...................................................................
Voltar
Voltar