Você está na página 1de 6

Classificação das ondas

Sob o ponto de vista da física, uma onda consiste em uma


perturbação que se propaga através do espaço. Ao se propagar,
uma onda transporta energia.

Quanto à sua natureza, uma onda pode ser classificada como


sendo mecânica ou eletromagnética.
Uma onda mecânica é aquela que, necessariamente, precisa de um
suporte material para se propagar. Por exemplo o som, que se
desloca através do ar, da água ou de outros materiais.
Um onda eletromagnética é aquela que resulta da interação entre
campos elétrico e magnético. Uma onda eletromagnética não
necessita de suporte material para se deslocar, podendo se propagar
através do vácuo. Como exemplo de onda eletromagnética podemos
citar a luz.

As ondas também podem ser classificadas quanto à sua direção de


propagação, podendo ser
consideradas unidimensionais, bidimensionais ou tridimension
ais.
Uma onda unidimensional é aquela que se propaga em uma única
direção, como em uma corda que vibra.
Uma onda bidimensional é aquela que se propaga em duas
direções, por uma superfície, como por exemplo o movimento
causado na superfície de um lago devido à queda de uma pedra.
Uma onda tridimensional é aquela que se propaga em três
direções, através do espaço tridimensional, como é o caso da luz e
do som.

Também é possível classificar uma onda quanto à direção da sua


vibração, podendo ser
consideradas transversais ou longitudinais.
Uma onda longitudinal é aquela onde a oscilação ocorre na mesma
direção do movimento de propagação da onda.
Uma onda transversal é aquela onde a oscilação é perpendicular à
direção do movimento de propagação da onda.
Exemplos de ondas longitudinais (acima) e transversais (abaixo).

Nosso interesse de estudo se concentra em ondas transversais que


se propagam em uma única direção.

Características das ondas


transversais
Os principais parâmetros de uma onda transversal são ilustrados
através da figura abaixo. A onda deste exemplo é um caso
particular, sendo representada através de uma senóide.
Parâmetros de uma onda transversal.

De acordo com a figura acima, a amplitude ("A") da onda


representa a sua variação desde o eixo horizontal até o seu ponto
máximo (ou crista). Também podemos dizer que a amplitude da
onda equivale à metade da distância vertical entre uma crista
superior e uma crista inferior.

Por sua vez, o comprimento de onda ("λ") pode ser representado


pela distância entre duas cristas sequenciais da onda. Assim,
podemos dizer que a partir de um comprimento de onda, os valores
da onda começam a se repetir.

A velocidade de fase da onda ("v") indica a velocidade com que a


onda se propaga. Por exemplo, a velocidade do som (que não é uma
onda transversal) é de aproximadamente 340 m/s no nível do mar.

Um quarto parâmetro importante de uma onda é a


sua fase ou ângulo de fase ("Φ"). A fase indica a distância
existente entre a onda e o seu ponto de origem, podendo ser
medida em graus ou radianos.
Observe a figura a seguir.
Representação da fase de uma onda.

Observe que a onda representada em amarelo não possui


defasagem, pois a mesma tem seu "ponto de partida" exatamente
sobre a origem do sistema de coordenadas. Por sua vez, a onda
representada em vermelho possui seu "ponto de partida" fora da
origem do sistema de coordenadas. De acordo com a figura, sua
defasagem é de noventa graus ou Π/2 radianos.
Combinando os parâmentros "v" e "λ" através da equação

f = v/λ

obtemos o parâmetro "f" que representa a frequência da onda. Por


definição, a frequência de uma onda indica quantas vezes a mesma
se repete em um único segundo. A frequência de uma onda pode ser
medida em hertz (Hz).

O inverso da frequência representa um outro parâmetro de uma


onda denominado período ("T"). Podemos dizer que o período de
uma onda nos indica quanto tempo esta onda leva para se repetir (o
período pode ser medido em segundos). Matematicamente temos
que:

T = 1/f

Por sua vez, combinando os parâmetros "v" e "λ" através da


equação

ω = 2.π.v/λ

definimos outro parâmetro de uma onda que é a velocidade


angular ou frequência angular ("ω") da onda. Este parâmetro
pode ser medido em radianos por segundo (rad/s).

Finalmente, o comprimento de onda ("λ") pode ser reescrito na


forma do número de onda ("k"):

k = 2.π/λ

medido em m-1.

Equação de uma onda


transversal senoidal
Através dos parâmentros estudados acima, podemos descrever a
equação de uma onda transversal senoidal no plano
cartesiano (x,y) como sendo:

y(x,t) = A.sen(k.x - ω.t + Φ)

onde "t" representa um determinado instante de tempo.

A partir deste ponto, acreditamos que a melhor forma de aprender,


de fato, os conteúdos aqui apresentados consiste na realização de
exercícios e no desenvolvimento de simulações com ondas. Para
tanto, utilize o simulador apresentado a seguir e resolva os
exercícios propostos.

Acesse o simulador de ondas transversais aqui.

Teste seus conhecimentos sobre ondas transversais aqui.