Você está na página 1de 33

Estrutura Conceitual da

Contabilidade
Profa. Me. Isabel Cristina Barbosa Pinheiro
isabel.cbpinheiro@sp.senac.br
Agenda
Balanço Patrimonial

- Capital Próprio
- Capital de Terceiros

Configurações do Capital
Movimentação do Dinheiro:

SAÍDA

ENTRADA
De onde vem o dinheiro da
empresa?
Quando Existem
o duas
Dinheiro Formas:
ENTRA SÓCIOS

TERCEIROS
CAPITAL PRÓPRIO

• Acionistas –
S.A - Ações
Capital • Quotistas –
Próprio Ltda -
quotas
CAPITAL DE TERCEIROS

• Empréstimos
Capital
de • Fornecedores
Terceiros
• Financiamentos
Para onde vai o dinheiro?

Duas
formas Coisas que a
empresa
pretende
manter

Coisas que a
empresa
pretende
vender
Para onde vai o dinheiro?

Pretende • Capital não


manter Circulante

Pretende • Capital
vender Circulante
Para onde vai o dinheiro?

• Máquinas
Capital • Equipamentos
Não • Veículos
Circulante • Edifícios

• Matéria prima
Capital • Peças Fabricadas
Circulante • Embalagens
Balanço Patrimonial – BP

Uma das mais importantes Demonstrações Contábeis

Sua finalidade é apresentar a situação financeira e


patrimonial da empresa em um dado momento

Posição estática

Evidencia claramente o Ativo, Passivo e o Patrimônio


Líquido

Possibilita a obtenção de indicadores de liquidez,


endividamento, estrutura de financiamento, concentração
da dívida, entre outros
10
Balanço Patrimonial BP
Passivo
Ativo Obrigações à pagar
Bens e Direitos - Obrigação presente, derivada de um
evento passado cuja liquidação resulta
- Recursos controlados pela na saída de recurso
Fornecedores
entidade como resultado de
Salários a pagar
eventos passados e do qual Impostos a pagar
se espera que resultem em Financiamentos a pagar
benefícios futuros

Caixa Patrimônio Líquido


Mercadorias Diferença entre Ativo e Passivo
Equipamentos
Veículos - Valor residual dos ativos depois de
Imóveis deduzidos todos os seus passivos

Investimento dos Sócios


Lucro
11
Estrutura do Balanço Patrimonial
CPC 26 – Apresentação das Demonstrações Contábeis

Ativo Passivo
Maior Maior
Ativo circulante Passivo circulante

Grau de Exigibilidade
Grau de Liquidez

Ativo não circulante Passivo não circulante


Ativo realizável a longo prazo Patrimonio líquido
Investimentos Capital social
Imobilizado Reservas de lucro
Intangível Reserva de capital
Ajuste de avaliação patrimonial
Ações em tesouraria
Menor Prejuízos acumulados Menor

Bens e direitos Obrigações


Aplicação de recursos Fontes de recursos
12
 Ativo Circulante
– Bens e direitos realizados ou utilizados dentro do ciclo operacional da
empresa ou no período de 12 meses da data do balanço, o que for
maior.

 Ativo Não Circulante


• Realizável de longo prazo
– Bens e direitos realizáveis após 12 meses da data do balanço ou em
período maior do que o ciclo da empresa;

– Bens e direitos oriundos de negócios não operacionais realizados com


empresas coligadas ou controladas, acionistas, diretores, ou seja, com
partes relacionadas;

13
• Investimentos
– Participações permanentes em outras sociedades e direitos de
qualquer natureza, não classificáveis no ativo circulante e no realizável
de longo prazo, e que não se destinem à manutenção da atividade da
companhia.

• Imobilizado
– Ativos que formam, em geral, a estrutura necessária para que a
empresa exerça suas atividades de comprar, produzir, administrar e
comercializar.

• Intangível
– Direitos que tenham por objeto bens incorpóreos destinados à
manutenção da companhia ou exercidos com essa finalidade.
14
 Passivo Circulante
– Obrigações da entidade com vencimento dentro do período de 12
meses contados da data do balanço ou dentro do ciclo operacional.

 Passivo Não Circulante


– Obrigações da entidade exigíveis em um período posterior a 12 meses
da data do balanço ou em período maior do que o ciclo operacional da
empresa.

15
 Patrimônio Líquido
• Capital Social
– Recurso que os sócios/ Acionistas aportaram na entidade
• Reserva de Lucro
– É a parcela do Lucro que ficou retida na entidade
• Reserva de Capital
– São os recursos que ingressaram na entidade sem sacrifício
econômico.
• Ajustes de Avaliação Patrimonial
– Representa os ajustes de avaliação de ativos e passivos que não
são tratados no resultado do exercício.
• Ações em Tesouraria
– São as ações emitidas da própria entidade e por ela adquiridas
• Prejuízos acumulados
– Representa o excesso de despesa em relação a receita
16
Configurações do Capital

Capital Capital Capital de Capital


Nominal Próprio Terceiros Total à
• Investimento • Corresponde • Investimentos disposição
inicial feito ao conceito realizados • Recurso total
pelos de Patrimônio com recursos a disposição
proprietários Líquido de terceiros da empresa
(Capital (P + PL)
Inicial +
Variações)

17
Balanço Patrimonial

Ativo = Passivo Ativo >Passivo


Patrimônio Líquido = 0 Patrimônio Líquido > 0

Ativo = Patrimônio Líquido Ativo < Passivo


Passivo = 0 Patrimônio Líquido < 0

18
Equação do Balanço
• Quando A> P, teremos PL >0
A = P + PL
A P
PL Riqueza própria

• Quando A > P e P = 0, teremos PL>0


A = PL
A PL

Inexistência de dívidas (Passivo); logo


todo ativo é dos sócios
19
Equação do Balanço
• Quando A = P, teremos PL = 0
A=P Inexistência de riqueza própria
A P (possui bens, mas tem dívida de igual
valor)

• Quando P>A,
A + PL = P
teremos PL<0
A P
Má situação “Passivo a Descoberto” /
PL Patrimônio Líquido Negativo

20
Operações que alteram o
Patrimônio das Empresas

Integralização de
Compra de Pagamento de
capital em
Material a Prazo fornecedores
dinheiro

• aumento de Ativo • aumento de Ativo • diminuição de


e e Ativo e
• aumento de • aumento de • diminuição de
Passivo Patrimônio Líquido Passivo

21
Operações que alteram o Patrimônio das
Empresas

Dívida de longo
Diminuição do
prazo que passa a
capital social por Compra de
ser de curto prazo
retirada de um dos máquinas à vista
(aproximação de
sócios
vencimento)

• diminui o Ativo e • não há aumento • não há aumento


• diminui o nem diminuição nem diminuição
Patrimônio Líquido • apenas alteração • apenas alteração
da composição do da composição do
ativo passivo

22
Exercícios
Subscrição do capital social
Diversas pessoas resolvem fundar uma sociedade anônima,
denominada Alfa S. A. Após uma análise do que pretendem fazer,
concluem que precisam investir $ 4.000 para começar o
empreendimento. Esse é, então definido como o capital inicial do
empreendimento. Com isso, subscrevem (assinam o compromisso
de entregar o dinheiro) e integralizam (entregam efetivamente o
dinheiro), deliberando que esse capital será constituído de 40 ações
de $ 100 cada uma. A entidade inicia suas atividades em 15-
janeiro- x , dedicando-se ao ramo de prestação de serviços, de
reparos (consertos) de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos.

Apresente o Balanço Patrimonial, após a subscrição e


integralização em dinheiro do capital social:

23
ALFA S. A.
BALANÇO PATRIMONIAL EM 15-01-X
ATIVO PASSIVO
Ativo circulante
Caixa 4.000
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital integralizado 4.000

TOTAL 4.000 TOTAL 4.000

24
Aquisição de Edifício
A empresa resolve adquirir em 10-2-x,
mediante pagamento à vista, um edifício
de dois pavimentos para abrigar suas
instalações, pela importância de $ 1.200.
Com essa transação a empresa adquire
um novo Ativo (imóveis), mas vê seu
dinheiro (caixa) diminuindo do mesmo
valor.

Apresente
25 o Balanço Patrimonial, após essa
ALFA S. A.
BALANÇO PATRIMONIAL EM 10-02-X
ATIVO PASSIVO
Ativo circulante
Caixa 2.800

Ativo não circulante PATRIMÔNIO LÍQUIDO


Imóveis 1.200 Capital 4.000

TOTAL 4.000 TOTAL 4.000

26
Compra de materiais
A empresa necessita adquirir materiais,
que serão estocados, para uma posterior
utilização, quando da prestação dos
serviços. Em 13-2-x o material é adquirido
por $ 2.000 que deve ser pago
futuramente.

Apresente o Balanço Patrimonial, após essa transação:

27
ALFA S. A.
BALANÇO PATRIMONIAL EM 13-02-X
ATIVO PASSIVO
Ativo circulante Passivo circulante
Caixa 2.800 Fornecedores 2.000
Estoque de 2.000
materiais

Ativo não circulante PATRIMÔNIO LÍQUIDO


Imóveis 1.200 Capital 4.000

TOTAL 6.000 TOTAL 6.000

28
Compra de veículo
A empresa Alfa S.A. necessita de um
utilitário para efetuar aos clientes a
entrega dos aparelhos eletrônicos
consertados.
Adquire, então, em 20-2-x, da Beta
Automóveis S. A., um veículo a vista por $
200.

Apresente o Balanço Patrimonial, após essa


transação:
29
ALFA S. A.
BALANÇO PATRIMONIAL EM 20-02-X
ATIVO PASSIVO
Ativo circulante Passivo circulante
Caixa 2.600 Fornecedores 2.000
Estoque de 2.000
materiais

Ativo não circulante PATRIMÔNIO LÍQUIDO


Imóveis 1.200 Capital 4.000
Veículos 200
TOTAL 6.000 TOTAL 6.000

30
Pagamento de obrigação
Em 05-3-x, a Alfa S.A. paga $1.300,
correspondente a parte da dívida
assumida na aquisição dos materiais
eletrônicos.

Apresente o Balanço Patrimonial, após essa transação:

31
ALFA S. A.
BALANÇO PATRIMONIAL EM 15-01-X
ATIVO PASSIVO
Ativo circulante Passivo circulante
Caixa 1.300 Fornecedores 700
Estoque de 2.000
materiais

Ativo não circulante PATRIMÔNIO LÍQUIDO


Imóveis 1.200 Capital 4.000
Veículos 200
TOTAL 4.700 TOTAL 4.700

32
Referências
HENDRIKSEN, E.S.; VAN BREDA, M. F. Teoria da contabilidade. Tradução
Antonio Zoratto Sanvicente. São Paulo: Atlas, 2007.

IUDÍCIBUS, S. (Coord.). Contabilidade introdutória. 11. ed. São Paulo: Atlas,


2011

LOPES, A. B.; MARTINS, E. Teoria da contabilidade: uma nova abordagem.


São Paulo: Atlas, 2005.

RIAHI-BELKAOUI, A. Accounting theory. 5. ed. London: Thomson Learning,


2004.

YAMAMOTO, M. M.; PACCEZ, J. D.; MALACRIDA, M. J. C. Fundamentos da


Contabilidade: a nova contabilidade no contexto global. São Paulo: Saraiva,
2011.

33